You are on page 1of 2

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA fundamentado nos atos humanos de conhecimentos científicos e tecnológicos

compreender, de interpretar e de comunicar a necessários para o cidadão desenvolver-se na


Segundo Danyluk (2002) a matemática é uma experiência vivida. Assim, a leitura, quando é vida diária. Em trabalho anterior sobre o
linguagem, que pode ser compreendida e compreensão e interpretação, abre para o mesmo tema, Chassot (2000) apresenta a
possui um significado, assim como a Língua leitor novas possibilidades de compreensão de ciência como uma produção cultural marcada
Portuguesa, por exemplo. Porém, a leitura da si, do outro e do mundo (p. 18). Faz-se principalmente por uma visão ocidental
linguagem matemática torna-se difícil, se a necessário, deste modo, que, especialmente caracterizada pela nossa educação
criança não compreende o sentido dos nos anos iniciais, a matemática seja lida e eurocêntrica. Nessa visão, pode-se considerar
símbolos apresentados. Esses símbolos são interpretada, de modo que as crianças possam que sua origem cultural remonta ao século
compostos pelos algarismos (1-2-3), em que manter uma boa relação com a aprendizagem XVI. Em suas proposições, Francis Bacon
seu significado é a quantidade que compõe, dos números. Elas precisam compreender o (1561-1626) já apontava o papel da ciência a
além dos sinais (+, -, x, :) que representam que lêem e escrever o que compreendem, serviço da humanidade. A partir do século XIX,
soma, subtração, multiplicação e divisão, entre segundo a autora, referente às primeiras tanto na Europa como nos Estados Unidos, a
outros.Considerada como ciência, a noções lógicas de aritmética. A alfabetização ciência incorporou-se ao currículo escolar
matemática mostra-se mediante uma matemática deve ser, portanto, conforme (DeBoer, 2000). Também a partir daquele sé-
linguagem, a qual possui uma disposição Danyluk a apresenta: A alfabetização culo, eram encontradas na Inglaterra e nos
convencional de ideias que são expressas por matemática diz respeito aos atos de aprender Estados Unidos publicações de livros e artigos
signos com significados. Um exemplo disso é a ler e a escrever a linguagem matemática, sobre ciências destinados ao público geral,
o próprio sistema de numeração, em que cada usada nas séries iniciais da escolarização. bem como artigos que destacavam a
símbolo representa uma ideia que diz sobre Compreendo alfabetização matemática, importância do estudo da ciência pelo público
uma quantidade. Quer dizer, são signos portanto, como fenômeno que trata da (Hurd, 1998; Layton, Davey&Jenkins, 1986;
transcritos pelos diferentes numerais, que compreensão, da interpretação e da Shamos, 1995). Layton, Davey e Jenkins
podem ser tomados como parte do alfabeto da comunicação dos conteúdos matemáticos (1986) citam obras científicas para o público
matemática (p. 20). Para a autora existe, ensinados na escola, tidos como iniciais para a datadas do século XVIII. No início do século
portanto, um “alfabeto matemático” assim construção do conhecimento matemático XX, a alfabetização ou letramento1 científico
como existe para a língua Portuguesa, por (2002, p. 20). começou a ser debatido mais profundamente.
isso, tanto o ensino da matemática, quanto do Desses estudos iniciais, pode-se destacar o
português, não pode se dar pelo simples fato Fonte:DANYLUK, Oscana Sônia. Um estudo trabalho de John Dewey (1859-1952), que
de decorar letras ou números, mas sim, sobre o significado da alfabetização defendia nos Estados Unidos a importância da
compreender o significado que existe por traz Matemática. Dissertação (Mestrado) – UNESP educação científica. Esses estudos passaram
de cada um. Danyluk fala sobre a leitura da – Rio Claro (SP): IGCE-UNESP, 1988. a ser mais significativos nos anos de 1950, em
matemática, pois, segundo ela, sendo a DANYLUK, Oscana Sônia. Alfabetização pleno período do movimento cientificista, em
matemática também uma linguagem, pode e Matemática: as primeiras manifestações da que se atribuía uma supervalorização ao
deve ser lida. Essa leitura, conforme a autora escrita infantil. Porto Alegre: Sulina, 2002. domínio do conhecimento científico em relação
Se dá quando há o envolvimento do leitor com ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA às demais áreas do conhecimento humano. A
aquilo que está sendo lido. O ato de ler e de Ao discutir sobre alfabetização científica, temática tornou-se um grande slogan, surgindo
ler a linguagem matemática está Chassot (2003) considera-a domínio de
um movimento mundial em defesa da os usos sociais da escrita, os sistemas de precisa e pode dominar diferentes técnicas
educação científica. representação (letras, sinais gráficos, ícones, relacionadas ao que se chama deusabilidade:
A preocupação crescente com a educação cores, sonoridades, imagens fixas e em aprender a lidar com as ferramentas do
científica vem sendo defendida não só por movimento) no mesmo suporte – e estas sistema para ligar a máquina; compreender o
educadores em ciências, mas por diferentes formas interferem mutuamente no gesto de teclado, seus símbolos e a função de cada
profissionais; seus objetivos têm tido uma escrever e no pensamento sobre o tecla para além de digitar as letras; operar com
grande abrangência. Ocorre que, tendo funcionamento da escrita. a tela, interagir com ícones, localizar
surgido essa temática em diferentes contextos, Algumas pesquisas empreendidas por Emília programas, manusear o mouse de adulto com
os autores estão longe de chegar a um Ferreiro evidenciam que o computador não suas mãos pequenas (sabendo que ele tem
consenso (Jenkins, 1990, 1997; Laugksch, interfere no conceito de representação da mais de uma função), arrastar, clicar e
2000). Isso pode ser explicado pelo fato de a escrita alfabética. No entanto, seu uso desenvolver operações cognitivas que
educação científica ser um conceito amplo que influencia o aprendiz em várias questões: na permitam memorizar e internalizar tais
depende do contexto histórico no qual ela é noção de espaçamento e nas decisões sobre a operações. Essas operações provocam efeitos
proposta (DeBoer, 2000; Laugksch, 2000) e disposição do texto em página; na nos escritos e na tela e, consequentemente,
por depender de pressupostos ideológicos e experimentação de formas, cores e tamanho no conhecimento sobre o funcionamento mais
filosóficos (Aikenhead, 1997; das letras; na percepção das marcas e técnico do novo instrumento de escrita. Esse
Champagne&Lovitts, 1989). correções automáticas de ortografia. Tendo tipo de alfabetização digital é um dos
Fonte:SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. em vista que a multimodalidade é muito componentes do letramento digital, e ambos
Educação científica na perspectiva de potencializada no ambiente digital, a inter- precisam ser ensinados na escola.
letramento como prática social: funções, relação entre signos sonoros, verbais e visuais Instrumentos como lousas, penas de ganso,
princípios e desafios.Revista Brasileira de pode exigir maior articulação entre sistemas lápis, cadernos, folhas, entre outros,
Educação v. 12 n. 36 set./dez. 2007. ideográficos e alfabéticos. Com novos provocaram pequenas revoluções nas
ALFABETIZAÇÃO DIGITAL recursos de sonorização é possível que a modalidades de escrita e em seu ensino. A
O termo alfabetização digital tem sido usado criança explore as relações de simultaneidade alfabetização contemporânea já está alterada
para designar um tipo de aprendizado da entre o que tecla e/ou fala e o produto escrito pelo ambiente digital e por essa nova
escrita que envolve signos, gestos e que vê. Isso poderá, futuramente, interferir configuração tecnológica e a escola tem uma
comportamentos necessários para ler e ainda mais no aprendizado do sistema de grande contribuição a dar nesta questão.
escrever no computador e em outros escrita. FONTE:FERREIRO, E. Alfabetização digital. Do
dispositivos digitais. A escrita no computador parece fazer parte de que estamos falando. IN: FERREIRO, E. O
Podemos pensar numa alfabetização feita com saberes não ensinados na escola, pois vários ingresso na escrita e nas culturas do escrito.
instrumentos digitais, em ambiente digital e no gestos presentes na cultura digital são
contexto de letramento digital. Os instrumentos aprendidos através de jogos, brinquedos São Paulo. Cortez, 2013.
digitais trazem novas formas de produção, eletrônicos, celulares, operações no comércio Verbete organizado pela
transmissão, circulação e divulgação dos e bancos, e outras tecnologias móveis (como
escritos. No caso da alfabetização digital, se ligar, desligar, clicar, tocar em ícones, arrastar, Professora Elizabeth Orofino Lucio/UFPA-
entrecruzam o uso do instrumento de registro, baixar programas). Entretanto, a criança
IEMCI