You are on page 1of 523

Manual do Operador

Desfibrilador
TEC-5601/TEC-5611
TEC-5621/TEC-5631
Série TEC-5600

1ª edição: 1 de setembro de 2014


Revisão Brasil: 01 de 09.2017

0616-904100
Impresso: 25/09/2014
Sobre este manual
Para utilizar este produto de modo seguro e compreender totalmente todas as suas funções, leia este manual
antes de utilizá-lo.

Mantenha este manual próximo ao aparelho ou ao alcance do operador e consulte-o sempre que tiver dúvidas
quanto ao seu funcionamento.

Documentação incluída

O desfibrilador série TEC-5600 vem com os seguintes manuais. Consulte o manual dependendo de suas
necessidades.

Manual do Operador (Este manual)


Descreve informações gerais, desfibrilação, estimulação e monitoração de parâmetro. Leia este manual
antes de usar.

Guia do Administrador
Para administradores. Descreve as configurações na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA. Leia o Manual
do Operador junto com este manual.

Marca registrada
O nome da empresa e o nome do modelo são marcas comerciais e marcas registradas de cada uma das empresas.

A marca impressa no cartão SD usado neste aparelho é uma marca registrada.

Bluetooth ® e seu logotipo são marcas registradas da Bluetooth SIG, Inc.

Declaração de direitos autorais


Os direitos autorais do conteúdo completo deste manual pertencem à Nihon Kohden. Todos os direitos reservados.
Nenhuma parte deste documento poderá ser reproduzida, arquivada ou transmitida sob qualquer formato ou meio
(eletrônico, mecânico, fotocopiado, gravado ou qualquer outro) sem prévia autorização escrita da Nihon Kohden.

Este produto armazena informações pessoais de pacientes. Gerencie e utilize as informações de modo adequado.

Os nomes dos pacientes das capturas de tela e dos exemplos de gravação deste manual são fictícios e qualquer
semelhança com qualquer pessoa viva ou falecida é mera coincidência.

O conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Se você tiver qualquer comentário ou sugestão sobre este manual, entre em contato conosco em:
www.nihonkohden.com
Conteúdo
1
1 Geral 6 Desfibrilação, cardioversão 2
Introdução ................................................................ 1-2 sincronizada e DEA
Composição ............................................................. 1-6 Introdução ............................................................ 6-0-2 3
Símbolos .................................................................. 1-7 4
6-1 Preparação antes da desfibrilação,
5
cardioversão sincronizada e DEA

2 Descrição do painel Fluxo de preparação............................................. 6-1-2 6


Desfibrilador ............................................................. 2-2 Conexão de pás ................................................... 6-1-3 6-1
Pás internas (Opcional) ........................................... 2-8 Medição de um ECG para a cardioversão
6-2
sincronizada ...................................................... 6-1-11
6-3
3 Cuidados gerais na
manipulação
Utilização de um ECG de um monitor externo
como um sinal de sincronização ...................... 6-1-14
6-4
Contato de impedância entre a pele e os
Etiquetas de cuidado e ícones de cuidado .............. 3-2
eletrodos das pás externas .............................. 6-1-21 7
Avisos e cuidados .................................................... 3-4
8
Instalação e conexão ............................................... 3-9 6-2 Desfibrilação
Requisitos gerais para ligação a sistemas Introdução ............................................................ 6-2-2 8-1
elétricos médicos .................................................. 3-10 Desfibrilação usando as pás externas ................. 6-2-5
8-2
Desfibrilação usando pás descartáveis .............. 6-2-11 8-3
Desfibrilação com o uso das pás internas ......... 6-2-16
4 Preparação
9
Alimentação ............................................................. 4-2 6-3 Cardioversão sincronizada
Utilização da alimentação de CA ............................. 4-3 Introdução ............................................................ 6-3-2 10
Utilização da bateria................................................. 4-5 Cardioversão sincronizada com o uso 10-1
Carregamento do papel de gravação de pás externas .................................................. 6-3-5
10-2
(TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631) ..................... 4-10 Cardioversão sincronizada com o uso
Inserir um cartão SD .............................................. 4-11 de pás descartáveis.......................................... 6-3-12 11
Precisão do relógio interno .................................... 4-11 Cardioversão sincronizada com o uso
12
Alterar configurações ............................................. 4-11 de pás internas ................................................. 6-3-19
Uso do ECG de pá-derivação como sinal 13
5 Janelas de configuração
Introdução ................................................................ 5-2
de sincronização .............................................. 6-3-25
14
6-4 DEA 15
GUIA ............................................................................ 5-6
Introdução ............................................................ 6-4-2
CONFIGURAÇÃO DAS PÁS ................................... 5-7
Procedimento DEA ............................................... 6-4-4
CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO ...................... 5-9
Padrão de carregamento automático de energia... 6-4-14
Operações diversas ........................................... 6-4-15

Manual do Operador Série TEC-5600 Conteúdo 1


8-3 Monitoração de SpO2
7 Estimulação
(apenas TEC-5631) Introdução............................................................. 8-3-2
Seleção de um oxímetro....................................... 8-3-4
Introdução ................................................................ 7-2
Conecte o oxímetro ao desfibrilador .................... 8-3-6
Preparação .............................................................. 7-4
Fixação do oxímetro no paciente ......................... 8-3-6
Estimulação no modo FIXED ................................. 7-10
Início da medição (início da monitoração)............ 8-3-7
Estimulação em modo de solicitação .................... 7-13
Alteração das configurações de SpO2.................. 8-3-8
Alteração das configurações de alarme ............. 8-3-10

8 Monitoração
Alteração das configurações de monitoração .... 8-3-12

Introdução ............................................................. 8-0-2


Janela GUIA .......................................................... 8-0-5 9 Função alarme
Introdução................................................................ 9-2
8-1 Monitoração do ECG Lista de alarmes –Operação de desfibrilador
Introdução ............................................................. 8-1-3 e exemplos de tela– ............................................... 9-6
Número de eletrodos e derivações de medição... 8-1-4 Silenciar ou suspender alarmes ............................ 9-10
Seleção da derivação de eletrodo, do cabo Alteração das configurações de alarme ................ 9-12
de conexão de ECG e dos eletrodos descartáveis ...8-1-6 Configuração do volume de alarme ...................... 9-18
Conexão da derivação de eletrodo ao Gravação de alarme .............................................. 9-18
desfibrilador ............................................................ 8-1-7
Fixação dos eletrodos descartáveis ...................... 8-1-8
Monitoração de ECG com pás descartáveis ... 8-1-8 10 Gravação e armazenamento
de dados
Início da medição (início da monitoração) ............ 8-1-9
Reobtenção de ECG (OBTENÇÃO DE ECG) ..... 8-1-13 Introdução........................................................... 10-0-2
Configuração das derivações de monitoração ... 8-1-15
Configuração da sensibilidade do ECG .............. 8-1-17
10-1 Gravação e relatórios
Introdução........................................................... 10-1-2
Alteração da CONFIGURAÇÃO DO ECG
Configuração de gravação ................................. 10-1-4
e da configuração de CONFIGURAR QRS ...... 8-1-18
Gravação manual ............................................... 10-1-7
Alteração das configurações de alarme ............. 8-1-20
Gravação automática ....................................... 10-1-10
Configuração do filtro e da exibição ................... 8-1-22
Configurações de relatório ............................... 10-1-13
Configuração das derivações do tórax ............... 8-1-24
Gravação de relatórios ..................................... 10-1-15
Configuração da estimulação e do QRS ............ 8-1-25
Marcas e caracteres impressos........................ 10-1-23
Análise de arritmia .............................................. 8-1-28

10-2 Salvar e enviar dados


8-2 Monitoração de CO2
Introdução........................................................... 10-2-2
Introdução ............................................................. 8-2-2
Cartões SD ......................................................... 10-2-2
Utilize o kit sensor de CO2 (método principal)....... 8-2-3
Salvar e exibir dados .......................................... 10-2-4
Aplicação da calibração zero
Enviando dados .................................................. 10-2-7
(quando o TG-970P for utilizado) ...................... 8-2-10
Início da medição (início da monitoração) .......... 8-2-13
Alteração das configurações de CO2 .................. 8-2-15
Alteração das configurações de alarme ............. 8-2-17
Configuração do MÉTODO DE CALIBRAÇÃO
e da ESCALA .................................................... 8-2-19
Inspeção da precisão da medição ...................... 8-2-21
Método de medição ............................................ 8-2-22

2 Conteúdo Manual do Operador Série TEC-5600


11 Mensagens e solução
de problemas
Mensagens de tela ................................................ 11-2 1
Mensagens de voz ............................................... 11-18 2
Solução de problemas ......................................... 11-20
3
4
12 Manutenção
Verificação diária ................................................... 12-3 5
Verificações básicas .............................................. 12-6 6
Autotestes ................................................................12-24
6-1
Data de validade, substituição e eliminação........ 12-26
Limpeza, desinfecção e armazenamento ............ 12-30 6-2
Inspeção da manutenção regular ........................ 12-34
6-3
Política de disponibilidade de peças
de reparação...................................................... 12-34 6-4

7
13 Acessórios padrão, opções 8
e consumíveis
8-1
Acessórios padrão ................................................. 13-2
8-2
Opções e consumíveis .......................................... 13-3
8-3

14 Itens de configuração 9
e configurações padrão 10
Itens de configuração do Conteúdo da configuração
10-1
e Configurações padrão ...................................... 14-2
10-2

15 Recursos técnicos 11
Especificações ....................................................... 15-2 12
Referência............................................................ 15-32
13
14
ÍNDICE
15

Manual do Operador Série TEC-5600 Conteúdo 3


Um aviso: alerta o usuário para a possível ocorrência de lesões ou de
AVISO: morte associadas ao uso ou ao uso incorreto do aparelho.

CUIDADO: Uma precaução: alerta o usuário para a possível ocorrência de lesões ou


de problemas com o aparelho, associadas ao uso ou ao uso incorreto,
tais como mau funcionamento do aparelho, falha no aparelho, danos no
aparelho ou danos em bens de terceiros.

Avisos e precauções para funções individuais são descritos em páginas relacionadas.


Leia também nessas páginas os avisos e precauções cuidadosamente.
Geral

AVISO AVISO
Nunca use o desfibrilador na presença de qualquer Nunca use o desfibrilador em uma câmara de
gás anestésico inflamável ou em ambientes com alta oxigênio hiperbárica. Não seguir esse aviso poderá
concentração de oxigênio. Não seguir esse aviso causar explosão ou incêndio.
poderá causar explosão ou incêndio.

AVISO
AVISO
Quando usar o desfibrilador como uma unidade
Esse desfibrilador pode ser utilizado em apenas
eletrocirúrgica (UEC), fixe firmemente toda a área da
um paciente por vez. Não monitore diferentes
placa de retorno da UEC. Caso contrário, a corrente
pacientes por meio da colocação de diferentes
da UEC fluirá para os eletrodos do desfibrilador,
sensores.
provocando queimadura elétrica nos locais onde os
eletrodos estão colocados. Para obter mais detalhes,
AVISO consulte o manual da UEC.
Ao realizar um exame de imagem por
ressonância magnética (IRM), remova todos os
eletrodos e transdutores do paciente que estiverem AVISO
conectados a este aparelho. Não seguir esse aviso
Depois de colocar os eletrodos, oxímetros e sensores
poderá causar queimaduras na pele do paciente.
no paciente e de conectar os cabos no desfibrilador,
Para obter mais detalhes, consulte o manual do
certifique-se de que não existem mensagens de erro
equipamento de IRM.
e que os formatos de onda e os dados numéricos
são exibidos adequadamente na tela. Se houver
AVISO uma mensagem de erro ou se o formato de onda
ou os dados numéricos não forem apropriados,
Não faça o diagnóstico de um paciente baseado
verifique a colocação dos eletrodos, oxímetros e
apenas nos dados obtidos pelo desfibrilador.
sensores, o estado do paciente e as configurações
A avaliação global tem que ser realizada por um
do desfibrilador e elimine a causa.
médico que entenda os recursos, as limitações e
as características do desfibrilador e com base na
leitura dos sinais biomédicos obtidos por outros
aparelhos.

CUIDADO
Se o desfibrilador for afetado por uma interferência RF
de um telefone celular, pequeno dispositivo sem fio ou
outro dispositivo, afaste o dispositivo do desfibrilador
ou desligue-o. O desfibrilador pode confundir as ondas
de rádio do dispositivo com sinais ECG ou pulsos
e exibir dados incorretos.

Manual do Operador Série TEC-5600 I


Instalação

AVISO AVISO
Use somente o cabo de alimentação especificado. Ligue apenas o aparelho especificado ao desfibrilador
Quando o cabo de alimentação não puder ser e siga o procedimento indicado. Não seguir esse
usado ou quando o aterramento equipotencial for aviso poderá resultar em choques elétricos ou
questionável (como em instalações com aterramento ferimentos no paciente e no operador ou mesmo
inadequado), use o desfibrilador com a bateria. Caso causar incêndios e funcionamento incorreto do
contrário, o paciente e o operador poderão sofrer instrumento.
choques elétricos ou ferimentos.

CUIDADO
Antes de conectar ou desconectar os aparelhos,
certifique-se de que cada um deles está desligado
e que o cabo de alimentação está desconectado
da tomada de CA. Remova então a bateria. Caso
contrário, o paciente ou o operador poderão sofrer
choques elétricos ou ferimentos.

Ligar a alimentação

CUIDADO
Quando o desfibrilador estiver ligado, verifique se
houve o som "bong" e se as luzes dos indicadores
de alarme em vermelho, amarelo e ciano piscam uma
vez, para mostrar que o alarme está funcionando
corretamente.

Desfibrilação

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que O desfibrilador gera alta voltagem. O desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com tem que ser operado somente por pessoal médico
qualquer parte metálica de qualquer equipamento treinado e qualificado.
ou cabo, ou em contato com o paciente. Não seguir
esse aviso poderá causar choque elétrico e / ou
lesão graves. AVISO
Realize a desfibrilação em uma ambulância,
apenas com o veículo parado.
AVISO
Antes da desfibrilação e cardioversão, remova do
paciente todos os eletrodos, oxímetros e transdutores
dos conectores que não tenham uma marca " " ou
" ". Caso contrário, o operador pode receber um
choque elétrico e o aparelho conectado, pode ser
danificado.

IV Manual do Operador Série TEC-5600


AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, remova os eletrodos de todos Ao conectar as pás ou o adaptador de pás, insira
os aparelhos e os adesivos dos locais onde as pás firmemente o conector das pás no conector de pá do
serão colocadas. Se uma pá do desfibrilador entrar desfibrilador. Verifique a conexão e confirme-se a
em contato com tais objetos, a aplicação do choque trava do conector de pá está bloqueada na
pode ser insuficiente e causar queimaduras na pele. posição. Depois que as pás ou o adaptador de pás
forem substituídos, efetue um teste de descarga e
confirme-se o desfibrilador funciona normalmente.
AVISO A conexão incorreta dos cabos pode resultar em
problemas como a falha na exibição da mensagem
Ao mudar para outro desfibrilador por conta de
"CONECTAR PÁS", remoção acidental dos cabos ou
problemas com este desfibrilador, remova as pás
aplicação de choque elétrico insuficiente.
descartáveis e eletrodos do paciente. Se as pás do
desfibrilador em uso entrarem em contato com um
objeto no paciente, a aplicação do choque pode
ser insuficiente. Além disso, ainda pode causar AVISO
queimadura de pele ou danificar o desfibrilador. Antes da desfibrilação e da cardioversão, verifique-se
os cabos dos eletrodos e transdutores colocados no
paciente, estão corretamente conectados ao
desfibrilador. Tocar as partes de metal dos cabos
AVISO desconectados pode causar choque elétrico e/ou
lesões por energia descarregada.
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar AVISO
choque elétrico. Nunca realize a desfibrilação em uma pessoa ou
objeto que não seja o paciente, nem execute
descargas elétricas de teste no equipamento (teste
AVISO da placa do eletrodo ou verificação de energia).
Ao usar uma ESU, use os eletrodos do ECG para a Ao realizar a verificação de desfibrilação usando as pás
monitoração. Não monitore o ECG com as pás externas, mantenha as pás no suporte de pás. Não
descartáveis, pás externas ou internas. Se o ECG seguir essa instrução pode resultar em choque elétrico.
for monitorado com pás, a energia de alta
frequência da UEC provoca um fluxo de uma
corrente anormal no paciente e uma descarga AVISO
inesperada. Isso poderá danificar o desfibrilador.
Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
pode causar lesões graves no músculo cardíaco.

CUIDADO
Se o corpo do paciente estiver molhado, retire bem
a umidade da pele, para que as pás não causem
curto-circuito entre si. Do contrário, a aplicação do
choque poderá ser insuficiente.

CUIDADO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que o
paciente não está em contato elétrico com
nenhuma parte de metal da cama, maca ou outro
equipamento, por meio de sangue ou solução
química no paciente. Esse contato poderá criar
caminhos indesejados para a corrente do desfibrilador
e haverá aplicação insuficiente de choque elétrico.

Manual do Operador Série TEC-5600 III


CUIDADO CUIDADO
Tenha outro desfibrilador pronto em caso de Se o paciente tiver um marca-passo implantado ou
problema ou acidente. um CDI:
• Não coloque as pás descartáveis diretamente
sobre o marca-passo ou CDI. Fazer isso poderá
afetar a função do marca-passo ou CDI
implantado. Coloque as pás descartáveis pelo
menos 8 cm longe da posição implantada (área
saliente) do marca-passo ou CDI. (Não gaste
tempo selecionando a posição de fixação das
pás ao invés de acelerar o tratamento de
emergência.)
• Se a desfibrilação for realizada em um paciente
com um marca-passo ou CDI implantado, a
função de marca-passo ou de CDI devem ser
verificadas após a desfibrilação.
• Se o paciente tiver um CDI que esteja aplicando
choques, aguarde de 30 a 60 segundos para que o
CDI complete o ciclo de tratamento antes de
colocar as pás descartáveis. Os ciclos de análise
e choque do CDI e do desfibrilador podem entrar
em conflito.
• Os resultados da análise podem tornar-se
imprecisos se o ECG incluir um amplo pulso de
marca-passo.

Modos de desfibrilação individual


Cardioversão sincronizada

AVISO AVISO
Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato Verifique se a linha pontilhada vertical, indicando
pode ser confundido com QRS e a descarga pode a posição de sincronização é exibida no aclive de
não ser sincronizada com o QRS do paciente. cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste
a posição da seguinte forma:
AVISO • Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
Antes de usar o desfibrilador, verifique se a
• Mude a derivação do ECG com a tecla de função
cardioversão sincronizada ocorre em menos de 60 ms
[DERIVAÇÃO].
do pico da onda R do ECG com o desfibrilador e um
• Mude a posição do eletrodo.
monitor externo conectados.
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não
ser realizada adequadamente e pode causar
fibrilação ventricular ao paciente.

CUIDADO CUIDADO
A cardioversão sincronizada com a derivação da Ao realizar a cardioversão sincronizada, confirme
pá não oferece um ECG estável, pois é difícil se o MODO SINCRONIZADO está sendo exibido
manter as pás na mesma posição. O artefato no na tela do desfibrilador antes de cada descarga de
ECG pode ser confundido com QRS e a descarga energia. Dependendo da configuração efetuada na
pode não ser sincronizada com o QRS do paciente. tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA, o desfibrilador
retorna automaticamente ao modo de desfibrilação
assíncrona após a cardioversão sincronizada.

IV Manual do Operador Série TEC-5600


DEA

AVISO AVISO
Quando o paciente for uma criança com idade Enquanto o desfibrilador analisa o ECG do paciente,
entre 0 e 7 anos, realize a desfibrilação em modo DEA interrompa a RCP e não mova ou balance o corpo
(modo criança). Ao usar as pás de desfibrilação, do paciente. Se o paciente estiver em um carro, pare
certifique-se de que as pás não estão em contato entre o carro. Caso contrário, o desfibrilador não poderá
si. analisar o ECG do paciente corretamente.

AVISO
Apenas utilize o modo DEA (modo criança) para
crianças com idade entre 0 e 7 anos. Se o modo
DEA (modo criança) for aplicado em adultos, a
energia descarregada pode não ser suficiente.

CUIDADO CUIDADO
Antes da análise do ECG ou da desfibrilação, A assístole não é considerada como um ritmo
confirme se o paciente está inconsciente e se não para choque.
tem respiração nem pulso.

CUIDADO
CUIDADO No caso de algumas ondas do ECG, o desfibrilador
Não realize a desfibrilação se os eletrodos das pás pode considerar incorretamente que a desfibrilação
descartáveis estiverem sobrepostos entre si ou se não é necessária. Quando o desfibrilador considerar
estiverem em curto-circuito através de um condutor, que a desfibrilação não é necessária, serão fornecidas
como o gel. Não seguir esse aviso pode causar as instruções para a realização da RCP. Em casos
queimadura da pele ou descarga insuficiente de muito raros, o desfibrilador poderá incorretamente
eletricidade ao coração. considerar que a desfibrilação é necessária.

CUIDADO
O desfibrilador poderá não analisar corretamente
o ECG de um paciente com um marca-passo
implantado. Para esse paciente, siga as orientações
de um médico.

Desfibrilação com vários tipos de pás


Com pás externas

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, remova quaisquer objetos, Preste especial atenção na energia selecionada
incluindo eletrodos e adesivos do tórax do paciente. quando usar as placas dos eletrodos pediátricos.
Se a pá do desfibrilador entrar em contato com A aplicação de alta energia com as placas dos
qualquer objeto no tórax do paciente, a energia eletrodos pediátricos poderá causar queimaduras
descarregada pode ser insuficiente e causar na pele, uma vez que as placas dos eletrodos são
queimaduras na pele. pequenas.

AVISO AVISO
Não segure os cabos das pás se suas mãos estiverem Aplique o gel de contato somente nas placas dos
molhadas ou com gel de contato. Isso pode causar eletrodos das pás externas. Caso contrário, isso pode
choque elétrico no operador. causar choque elétrico no operador.

Manual do Operador Série TEC-5600 V


AVISO AVISO
Antes de descarregar, confirme se as pás estão Ao carregar ou descarregar, não toque em nada
pressionadas firmemente contra a parede torácica. além das alças das pás. Se qualquer outra parte do
Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na desfibrilador for tocada durante a carga ou descarga,
pele ou uma aplicação insuficiente de choque. o operador receberá um choque elétrico.

CUIDADO CUIDADO
Não descarregue a energia se os eletrodos das pás Para prevenir a queimadura da pele do paciente,
estiverem em curto-circuito entre si por conta do gel aplique o gel de contato uniformemente nas placas
de contato. Não seguir esse aviso pode causar dos eletrodos das pás externas.
queimadura da pele ou descarga insuficiente de
eletricidade ao coração.

Com pás internas

AVISO AVISO
Não descarregue com as pás no ar. Isso pode Ao carregar ou descarregar, prenda as pás internas
causar choque elétrico ou danificar o desfibrilador. entre o cabo e o protetor no topo da alça. Se as pás
internas estiverem presas entre o eletrodo e o protetor,
o operador poderá receber um choque elétrico.

CUIDADO CUIDADO
Preste bastante atenção na energia selecionada, Não gire a pá interna, enquanto segura o eletrodo,
quando usar pás internas. Aplicar muita energia ao nem bata muito forte na pá. Isso pode causar danos
coração pode causar necrose do músculo cardíaco. ou curvar o eletrodo.
É recomendada baixa energia.

CUIDADO
Esterilize as pás internas antes de usá-las. A não
esterilização das pás pode causar infecção grave.

Com pás descartáveis

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, remova quaisquer objetos, Antes de descarregar, confirme se as pás estão
incluindo eletrodos e adesivos, do tórax do paciente. pressionadas firmemente contra a parede torácica.
Se a pá do desfibrilador entrar em contato com Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na
qualquer objeto no tórax do paciente, a energia pele ou uma aplicação insuficiente de choque.
descarregada pode ser insuficiente e causar
queimaduras na pele.

CUIDADO
Não realize a desfibrilação se os eletrodos das pás
descartáveis estiverem sobrepostos entre si ou se
estiverem em curto-circuito através de um condutor,
como o gel. Não seguir esse aviso pode causar
queimadura da pele ou descarga insuficiente de
eletricidade ao coração.

VI Manual do Operador Série TEC-5600


Pás descartáveis

AVISO AVISO
Não use as pás descartáveis se a data de Se a embalagem contendo as pás descartáveis
validade do pacote tiver expirado. Não seguir esse estiver violada, não utilize as pás. Elimine as pás.
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na
aplicação insuficiente de choque. pele ou uma aplicação insuficiente de choque.

AVISO AVISO
Não reutilize as pás descartáveis. Não seguir esse Não use as pás descartáveis se o gel estiver
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma marrom escuro ou se houver gel marrom escuro
aplicação insuficiente de choque. na folha protetora. O uso dessas pás pode causar
uma aplicação insuficiente de choque ou
queimaduras na pele do paciente, quando as pás
AVISO estiverem colocadas.
• Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver
ressecado.
• Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver em AVISO
condição irregular (caso gel esteja líquido ou Use as pás descartáveis o mais rápido possível
estiver transbordando os limites da pá etc.). depois que a embalagem for aberta. Não seguir
Não seguir esses avisos poderá causar queimaduras esse aviso pode causar queimaduras na pele ou
na pele ou uma aplicação insuficiente de choque. uma aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO CUIDADO
Não coloque objetos pesados sobre as pás Quando pás descartáveis estiverem colocadas no
descartáveis nem dobre as pás. As pás podem paciente, troque-os a cada 24 horas. Após 24 horas, o
ficar danificadas e deterioradas, resultando em gel se torna ressecado e isso pode reduzir
queimaduras na pele do paciente. o desempenho das pás.

CUIDADO
CUIDADO
Não fixe a pá descartável sobre outra pá. Isso pode
provocar queimaduras de pele no paciente. Ao monitorar o ECG com pás descartáveis,
verifique a polaridade das pás antes de colocá-las
no paciente. Se a polaridade das pás estiver
incorreta, o formato de onda aparecerá de cabeça
para baixo, o que pode causar interpretação
CUIDADO errônea pelo operador e atraso no tratamento.
Armazene as pás descartáveis no ambiente
descrito na respectiva embalagem. Se armazenado
em um ambiente que não seja o especificado, as
pás ficarão inutilizáveis.

Cabos, eletrodos, pás e oxímetros

AVISO CUIDADO
Use apenas peças específicas e acessórios Não reutilize peças e acessórios descartáveis.
Nihon Kohden, como cabos, conectores, eletrodos,
pás e oxímetros. Do contrário, o desfibrilador poderá
ficar superaquecido e danificado, o que ocasionaria
a interrupção da monitoração e choque elétrico.

Manual do Operador Série TEC-5600 VII


Estimulação

AVISO AVISO
Não realize a estimulação, enquanto estiver usando Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato
uma UEC. Antes de usar a UEC, desligue o desfi- pode ser confundido com QRS e a estimulação
brilador e remova as pás descartáveis do correta não poderá ser realizada.
paciente. Caso contrário, a energia de alta frequência
da UEC fará com que uma corrente anormal flua para
o paciente e cause queimadura elétrica, choque ou AVISO
outras lesões. Isso também danifica o desfibrilador.
Quando usar as pás descartáveis para
estimulação a longo prazo, substitua-as de hora
em hora. Não seguir este aviso pode provocar
AVISO queimaduras na pele ou descarga insuficiente de
Se qualquer pá descartável ou conector se molhar, energia e corrente de estimulação para o coração.
retire a umidade antes do uso. Se for usado uma
pá ou conector molhado, isso poderá causar um
choque elétrico. AVISO
Ao realizar a estimulação em um veículo, como em
uma ambulância, confirme se o ruído provocado
AVISO pelas vibrações do automóvel não é interpretado
Não toque as pás descartáveis ou a área em volta como QRS.
das pás durante a estimulação. Não seguir esse
aviso poderá causar choque elétrico.

CUIDADO
Verifique sempre se o pulso de estimulação é eficaz
observando o ECG na tela.

Alarmes

AVISO AVISO
Não realize o diagnóstico do paciente baseado Um médico tem que estar a uma distância onde
apenas na informação de alarme do desfibrilador. possa ouvir o som do alarme do desfibrilador ao
Se o alarme estiver desligado, alterações críticas monitorar um paciente no desfibrilador. Se o
no paciente podem ser negligenciadas. médico não ouvir o som do alarme, poderão ser
negligenciadas alterações graves no estado do
paciente.
AVISO
Se mais de um equipamento médico for utilizado
juntamente na mesma instalação, certifique-se de que AVISO
os equipamentos possuem as mesmas configurações Quando um alarme é acionado:
d e padrão de alarme (alarme principal). Se os • Verifique primeiro o estado do paciente e tome
equipamentos médicos possuírem configurações as medidas necessárias para garantir a segurança
de padrão de alarme diferentes ao serem do paciente.
inicializados, as configurações de alarme serão • Elimine a causa do alarme.
diferentes e o alarme não poderá ser gerenciado • Verifique as configurações de alarme no
adequadamente nas instalações. Se usar desfibrilador e altere-as, se necessário.
configurações de padrão de alarme diferentes de
acordo com as áreas ou alas das instalações,
gerencie os alarmes adequadamente.

VIII Manual do Operador Série TEC-5600


AVISO AVISO
Durante a suspensão (exibição das mensagens Configure o volume do som do alarme consoante
"TODOS ALARMES SUSPENSOS" ou "TODOS o local de uso do desfibrilador. Se o som do alarme
ALARMES DESLIGADOS"), todos os alarmes são estiver muito baixo, observe cuidadosamente o
desligados. Tenha cuidado ao suspender o alarme. paciente e verifique periodicamente o desfibrilador.
Caso contrário, o som do alarme poderá não ser
ouvido e podem ser negligenciadas alterações
AVISO importantes no estado do paciente ou problemas
Para monitoração de arritmia, defina [ANÁLISE no desfibrilador.
DE ARRITMIA], na janela CONFIGURAÇÃO DE
ARRITMIA, como LIGADO. Do contrário, não haverá
som, nem indicação para os alarmes de arritmia
(exceto para Assístole).

CUIDADO CUIDADO
Quando o alarme estiver Desligado para arritmia, Quando o limite do alarme está configurado como
não haverá alarme para esse tipo de arritmia. Desligado, não haverá alarmes para esse limite.
Não existe qualquer mensagem ou sinal para Tenha cuidado quando configurar o limite de alarme
indicar que um determinado alarme de arritmia como Desligado.
está desligado. Portanto, esteja atento quando
desligar um alarme de arritmia.

CUIDADO
Depois que o desfibrilador é ligado, os alarmes
relacionados ao parâmetro não funcionam até que
os parâmetros sejam monitorados.

Monitoração do ECG

AVISO AVISO
Para monitoração de arritmia, defina [ANÁLISE Defina a REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO como ligado
DE ARRITMIA] na janela CONFIGURAÇÃO DE quando monitorar um paciente com marca-passo.
ARRITMIA como LIGADO. Do contrário, não haverá Caso contrário o pulso de marca-passo não será
som nem indicação para os alarmes de arritmia rejeitado. No entanto, mesmo quando a REJEIÇÃO
(exceto para Assístole). DE ESTIMULAÇÃO estiver definida como Ligado,
o pulso do marca-passo pode não ser rejeitado.
Quando o pulso do marca-passo não é rejeitado,
é detectado como QRS e pode haver uma falsa
AVISO indicação de frequência cardíaca ou uma arritmia
Mesmo quando a REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO grave, tal como assístole, pode ser negligenciada.
estiver definida como Ligado, o pulso do marca-passo Mantenha os pacientes com marca-passo sob
pode ser negligenciado ou detectado como QRS. observação rigorosa.
Você não pode confirmar o funcionamento do
marca-passo apenas pelo pulso de marca-passo
detectado. Para a opção de rejeição de pulso do desfibrilador, consulte
"Especificações - Opção de rejeição de pulso do marca-passo".

Manual do Operador Série TEC-5600 IX


AVISO
Após fixar o eletrodo ao paciente e conectar o cabo
ao desfibrilador, verifique se os eletrodos estão
colocados no paciente e se o cabo está conectado
ao desfibrilador corretamente. Quando os eletrodos
forem removidos do paciente, não toque na parte
metálica do eletrodo diretamente com as mãos ou
deixe a parte metálica do eletrodo entrar em contato
com a parte de metal da cama ou qualquer outra
parte condutiva. Não seguir esse aviso poderá causar
choque elétrico ou lesões no paciente por descarga
de energia.

CUIDADO CUIDADO
Quando a mensagem "Ruído" ou "Não é possível Ao usar um desfibrilador com uma UEC, posicione
analisar" for exibida, os dados e o alarme do ECG o desfibrilador e UEC prendendo-os corretamente
não serão confiáveis. Remova a causa verificando ao chão de forma adequada. Caso contrário, o ruído
os eletrodos, as derivações de eletrodos, o movimento da UEC pode interferir no ECG e a análise da
corporal do paciente, EMG e o aterramento de frequência cardíaca e de arritmia pode ser incorreta.
aparelhos periféricos. Além disso, certifique-se de
que não está sendo usado um cobertor elétrico.
CUIDADO
Quando a mensagem "Verificar Eletrodos" for exibida,
CUIDADO significa que o ECG não está sendo monitorado
Ao monitorar o ECG com pás descartáveis, adequadamente e que o alarme ECG não está
verifique a polaridade das pás antes de colocá-los funcionando. Verifique o eletrodo, as derivações de
no paciente. Se a polaridade das pás estiver eletrodos, o cabo de conexão e, se necessário,
incorreta, o formato de onda aparecerá de cabeça substitua-os por outros novos.
para baixo, o que pode causar interpretação
errônea pelo operador e atraso no tratamento.
CUIDADO
No início da monitoração do ECG, certifique-se de
CUIDADO que o QRS dominante é apropriado. Caso contrário,
Se houver alguma dúvida sobre a análise de arritmia, a monitoração de arritmia pode ser incorreta.
repita a leitura do ECG do paciente no desfibrilador
e certifique-se de que o QRS dominante é adequado.
Caso contrário, uma arritmia importante pode ser
negligenciada.

CUIDADO
No início da monitoração do ECG, certifique-se de
que o tipo de paciente está configurado como
[TIPO DE DETECÇÃO] na janela CONFIGURAR
QRS. Se for configurado um tipo de paciente
inadequado, a frequência cardíaca não poderá ser
contada com precisão, ruídos ou ondas P podem
ser contadas como QRS e uma parada cardíaca
poderá ser negligenciada.

X Manual do Operador Série TEC-5600


Monitoração de CO2

AVISO
Ao usar o adaptador de vias aéreas ou adaptador
nasal em um paciente com um volume de ventilação
reduzido, o CO2 pode se misturar durante a inspiração
devido ao espaço morto do adaptador das vias
respiratórias, resultando em valores medidos incorretos
ou na dificuldade de detectar a apneia. Realize a
ventilação tendo em consideração o espaço morto
dos adaptadores.

CUIDADO CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, o Os dados de CO2 podem estar incorretos ao monitorar
valor medido poderá estar incorreto se a tempera- um paciente, com uma frequência respiratória
tura de funcionamento se alterar consideravelmente extremamente alta ou uma respiração irregular.
ou existir uma condensação excessiva no adaptador Leia cuidadosamente os valores medidos.
de vias aéreas ou adaptador nasal.

CUIDADO
CUIDADO Siga a etiqueta de CUIDADO no cilindro de gás CO2.
Ao usar um aparelho de anestesia com um
agente anestésico volátil, a medição de CO2
pode ser incorreta. CUIDADO
Utilize apenas o kit sensor CO2 especificado
Nihon Kohden. Do contrário, não será possível
CUIDADO garantir o desempenho máximo do desfibrilador.
Quando a mensagem "Falha no Adaptador" ou
"Falha no Sensor" for exibida, verifique o kit sensor
de CO2 e substitua-o se necessário. O CO2 não pode
ser monitorado enquanto a mensagem for exibida.

Monitoração de CO2 (Kit sensor de CO2 TG-900P)

AVISO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, as
medições são baseadas na suposição de que não
há gás CO2 na inspiração. A concentração de CO2
na respiração é calculada considerando-se que a
concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg.
Portanto, medir o CO2 conectando o kit sensor de
CO2 a um circuito Jackson Rees, Mapleson D ou
outro circuito respiratório em que possa existir CO2
durante a inspiração, pode resultar na aquisição de
dados com valores inferiores aos reais.

CUIDADO CUIDADO
Os kits sensores CO2 TG-900P e TG-920P não Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, o
ajustam o valor de medição para compensar uma valor medido poderá estar incorreto se a tempera-
pressão atmosférica diferente. Tenha cuidado ao ler tura de funcionamento se alterar consideravelmente
o valor quando usar o kit sensor de CO2 em altitudes ou existir uma condensação excessiva no adaptador
elevadas porque o valor da medição pode estar de vias aéreas ou adaptador nasal.
incorreto.

O valor de medição cai 0,13 kPa (1 mmHg) para 5,33 kPa (40 mmHg) de
gás CO2 quando a pressão atmosférica cai 3,3 kPa.

Manual do Operador Série TEC-5600 XI


Monitoração de CO2 (Kit sensor de CO2 TG-970P)

CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-970P, o valor
medido pode estar incorreto se a temperatura
de funcionamento se alterar consideravelmente.
Nesse caso, aguarde cerca de 30 minutos para
adquirir a medição correta.

Monitoração de CO2 (Kit sensor de CO2 TG-920P)

AVISO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, as
medições são baseadas na suposição de que não
há gás CO2 na inspiração. A concentração de CO2
na respiração é calculada considerando-se que a
concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg.
Portanto, medir o CO2 conectando o kit sensor de
CO2 a um circuito Jackson Rees, Mapleson D ou
outro circuito respiratório em que possa existir CO2
durante a inspiração, pode resultar na aquisição de
dados com valores inferiores aos reais.

CUIDADO
CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, o
Com o kit sensor de CO2 TG-920P, as medições
valor medido poderá estar incorreto se a tempera-
são baseadas na suposição de que o gás CO2
tura de funcionamento se alterar consideravelmente
encontra-se na inspiração. A concentração de CO2
ou existir uma condensação excessiva no adaptador
na respiração é calculada considerando-se que
de vias aéreas ou adaptador nasal.
a concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg
(0 kPa). Portanto, medir o CO2 de um paciente com
uma máscara de oxigênio em que possa haver gás
CO2 no gás de inspiração pode resultar na
CUIDADO aquisição de dados com valores inferiores aos reais.
Os kits sensores CO2 TG-900P e TG-920P não
ajustam o valor de medição para compensar uma
pressão atmosférica diferente. Tenha cuidado ao ler
o valor quando usar o kit sensor de CO2 em altitudes
elevadas porque o valor da medição pode estar
incorreto.

O valor de medição cai 0,13 kPa (1 mmHg) para 5,33 kPa (40 mmHg) de
gás CO2 quando a pressão atmosférica cai 3,3 kPa.

Monitoração de CO2 (com o adaptador nasal YG-122T/YG121T)

AVISO AVISO
A única cânula de oxigênio que pode ser usada • Quando usar o YG-122T juntamente com uma
com a YG-122T é fabricada pela HUDSON RCI®. cânula de oxigênio, certifique-se de que a cânula
Não use outra cânula de oxigênio. Outras cânulas está fixada corretamente no paciente, verificando
de oxigênio podem não ser fixadas e o oxigênio pode outros parâmetros e observando o paciente
não ser fornecido ao paciente através das narinas. periodicamente.
• Se a saturação de oxigênio arterial não aumentar,
interrompa imediatamente o uso da cânula de
oxigênio com o kit sensor de CO2 e selecione outro
método de fornecimento de oxigênio.

XII Manual do Operador Série TEC-5600


AVISO
Certifique-se de que o tubo da cânula de oxigênio
não está dobrado, partido ou bloqueado pelo tubo
nasal. Se as extremidades do tubo da cânula de
oxigênio ficarem viradas muito para cima ou para
baixo, isso causará um fornecimento insuficiente
de O2 ou um valor incorreto de CO2.

CUIDADO
Ao usar o adaptador nasal YG-121T ou YG-122T
em um paciente com hemorragia, que apresente
um estado clínico fraco ou de subnutrição, observe
o estado do paciente a todo o momento. O guia
para a boca pode causar feridas de pressão ao
tocar a boca.

Monitoração de SpO2

AVISO AVISO
• Ao usar o oxímetro TL-201T, não aperte o A medição de SpO2 pode ser incorreta nos seguintes
oxímetro e o cabo no dedo com fita. Isso pode casos.
causar queimaduras, congestão ou necrose por • Se a carboxihemoglobina ou metahemoglobina
pressão provocada por uma circulação sanguínea do paciente aumentar anormalmente.
insuficiente. • Se for injetado corante no sangue.
• Ao usar outros oxímetros para além do TL-201T, • Se for usada uma unidade eletrocirúrgica.
não aperte excessivamente a fita para não • Durante o RCP.
causar má circulação. Verifique o estado da • Se a medição for efetuada em um local com pulso
circulação sanguínea, observando a cor da pele venoso.
e a congestão na área da pele periférica em • Quando existir movimento do corpo.
relação ao local de fixação do oxímetro. Mesmo • Quando a onda de pulso for pequena (circulação
na monitoração a curto prazo, pode ocorrer periférica insuficiente).
queimadura ou necrose por pressão provocadas
por uma circulação sanguínea insuficiente,
AVISO
sobretudo em recém-nascidos ou bebês com baixo
peso ao nascimento cuja pele seja delicada. Quando você não estiver monitorando SpO2,
Não é possível efetuar uma medição exata em desconecte o cabo de conexão de SpO2 da unidade
locais com uma circulação periférica insuficiente. de entrada. Caso contrário, o ruído do sensor do
oxímetro poderá interferir, exibindo dados incorretos
na tela.
AVISO
Verifique o estado da circulação, observando a cor
da pele no local da medição e o formato de onda de AVISO
pulso. Altere o local da medição a cada 8 horas para Ao monitorar o SpO2 de um paciente que esteja
os oxímetros descartáveis e a cada 4 horas para os recebendo terapia fotodinâmica, a luz do sensor
oxímetros reutilizáveis (a cada 8 horas para os do oxímetro pode causar queimaduras. Na terapia
oxímetros TL-630T3 ou TL-631T3). A temperatura fotodinâmica, é usado um agente fotossensibilizante
da pele pode aumentar no local da fixação em 2 cujo efeito adverso é a fotossensibilidade.
ou 3°C (4 ou 5 °F), e causar queimaduras ou
necrose por pressão. Ao usar o oxímetro nos
O oxímetro de SpO2 possui duas extensões de onda com picos no intervalo
seguintes pacientes, tenha bastante cuidado e altere entre 650 nm e 950 nm. A intensidade de luz máxima é inferior a 5,5 mW/sr.
o local da medição com mais frequência, segundo
os sintomas e o grau.
• Paciente com febre
• Paciente com circulação periférica insuficiente
• Recém-nascido ou criança com baixo peso ao
nascimento e com pele delicada

Manual do Operador Série TEC-5600 XIII


CUIDADO CUIDADO
Quando um paciente estiver sob medicação que Se o local de fixação estiver sujo com sangue ou
cause vasodilatação, o formato de onda de pulso fluidos corporais, limpe o local antes de fixar o
pode ser alterado e, em casos raros, o valor de oxímetro. Se existir esmalte de unhas no local de
SpO2 poderá não ser exibido. fixação, remova. Caso contrário, a quantidade de
luz transmitida diminuirá e o valor medido poderá
ser incorreto ou não será possível realizar a medição.
CUIDADO
A iluminação externa normal não afeta a monitoração,
CUIDADO
mas a iluminação forte, como a luz cirúrgica ou a
luz solar, pode afetar a monitoração. Se afetar, cubra Quando o oxímetro estiver colocado em um local
o local da medição com um cobertor. apropriado com circulação suficiente e uma
mensagem de erro sobre colocação do oxímetro
for exibida repetidamente, o oxímetro poderá estar
CUIDADO deteriorado. Substitua-o por um novo.
Se for exibida uma mensagem sobre um oxímetro
avariado ou um cabo de conexão de SpO2 avariado,
interrompa a monitoração e substitua o oxímetro
ou o cabo de conexão de SpO2 por um novo.

Bateria

AVISO AVISO
Não faça o seguinte com a bateria. Poderá causar Não exponha a bateria à luz direta do sol ou
vazamento, superaquecimento, explosão ou incêndio. deixe-a em local de alta temperatura, como em um
• Não provoque curto-circuito nos polos + e – da carro estacionado sob luz direta do sol ou em
bateria. frente a um forno. Isso poderá causar vazamento,
• Não coloque o bloco de bateria no fogo ou aqueça superaquecimento, explosão ou incêndio. Além
o bloco de bateria. disso, o desempenho e a vida útil da bateria
• Não desmonte ou modifique a bateria. poderá se deteriorar.
• Não cause impactos fortes à bateria nem a deforme.
• Não utilize a bateria em um dispositivo não
identificado.
• Não carregue a bateria com um dispositivo não AVISO
identificado. Se o líquido que vazar da bateria entrar em contato com
• Não carregue a bateria com a polaridade errada. os olhos, boca ou pele, não esfregue. Lave com bastante
• Não mergulhe a bateria na água nem encharque-a. água limpa e consulte um médico imediatamente.

AVISO AVISO
• Teste a bateria uma vez por mês. As seguintes ações poderão provocar superaqueci-
• Quando você iniciar o uso de uma nova bateria, mento e vazamento da bateria.
escreva a data da primeira utilização na etiqueta • Deixar a bateria sem uso durante um longo
de data colocada. período (cerca de ano)
• Substitua a bateria por outra nova a cada dois
anos.
• A desfibrilação não pode ser realizada pela energia
existente na bateria durante seu teste. Realize a
desfibrilação usando a alimentação de CA ou use
outro desfibrilador. O desfibrilador possivelmente
não poderá efetuar a descarga elétrica se a bateria
estiver deteriorada ou não estiver carregada o
suficiente.

XIV Manual do Operador Série TEC-5600


CUIDADO
Para manter a bateria totalmente carregada, mantenha
sempre o cabo de alimentação ligado na tomada
de CA, mesmo quando o desfibrilador não estiver
sendo utilizado. Caso contrário, a bateria poderá
descarregar e se tornar inutilizável.

Cartão SD

AVISO
Não deixe o cartão SD junto ao paciente ou ao
alcance de crianças. Isso poderá causar acidentes
como o paciente ou uma criança engolir o Cartão SD.

CUIDADO
Antes de remover o cartão SD, desligue o
desfibrilador. Se o cartão SD for removido enquanto
a alimentação estiver ligada, os dados no cartão SD
podem ser perdidos ou a eletricidade estática pode
tornar impossível a gravação de dados no cartão.

Gravador

CUIDADO
Não toque no cabeçote térmico dentro do gravador.
O cabeçote térmico pode ser danificado pela
eletricidade estática ou ficar sujo e causar falha na
impressão.

Manutenção

AVISO AVISO
Nunca realize a desfibrilação em uma pessoa ou Ao realizar uma verificação básica, certifique-se de
objeto que não seja o paciente nem execute que as pás descartáveis não estão colocadas no
descargas elétricas de teste no equipamento (teste paciente. Não seguir esse aviso poderá causar
da placa do eletrodo ou verificador de energia). choques elétricos involuntários no paciente.
Ao realizar a verificação de desfibrilação usando as pás
externas, mantenha as pás no suporte de pás. Não
seguir essa instrução pode resultar em choque elétrico.

Manual do Operador Série TEC-5600 XV


CUIDADO CUIDADO
Antes da manutenção, limpeza ou desinfecção, Descarte os produtos da Nihon Kohden de acordo
desligue o desfibrilador e desconecte o cabo de com as leis locais e com as diretrizes de eliminação
alimentação da tomada de CA. Não seguir essa de resíduos das suas instalações. Caso contrário,
instrução pode resultar em choques elétricos e pode afetar o meio ambiente. Se houver a possibi-
mau funcionamento do desfibrilador. lidade de que o produto tenha sido contaminado
por infecção, elimine-o como resíduo médico de
acordo com as leis locais e com as diretrizes de
CUIDADO eliminação de resíduos médicos das suas instala-
ções. Caso contrário, pode ocorrer infecção.
Nunca desmonte nem repare o desfibrilador. Caso
ocorra um problema com o desfibrilador, entre em
contato com seu representante Nihon Kohden.
CUIDADO
Ao inserir ou remover a bateria, desconecte o cabo
de alimentação do desfibrilador. Caso contrário,
o operador pode receber choque elétrico.

XVI Manual do Operador Série TEC-5600


CUIDADOS GERAIS NA MANIPULAÇÃO
Este dispositivo destina-se a ser usado exclusivamente por pessoal médico qualificado.
Use apenas produtos aprovados pela Nihon Kohden com este dispositivo. O uso de produtos
não autorizados ou de forma não aprovada pode afetar as especificações de desempenho
do dispositivo. Isto inclui, entre outros, a baterias, papel de gravação, canetas, cabos de extensão,
derivações de eletrodos, caixas de entrada e alimentação de CA.

Por favor, leia atentamente estas instruções antes de tentar usar este aparelho.

1. Para usar este aparelho de forma segura e eficaz, o seu funcionamento tem que ser totalmente compreendido.

2. Quando desejar instalar ou armazenar este aparelho, tome as seguintes precauções:


(1) Evite umidade ou contato com água, pressão atmosférica extrema, umidade e temperatura excessivas, áreas sem
ventilação adequada, poeira, ar salino ou sulfúrico.
(2) Coloque o aparelho em um pavimento nivelado e plano. Evite vibrações e choques mecânicos, mesmo durante
o transporte.
(3) Evite colocar em zonas de armazenamento de produtos químicos ou onde exista risco de fuga de gás.
(4) A fonte da linha de alimentação a ser aplicada ao aparelho tem que corresponder em frequência e voltagem às
especificações do produto e ter capacidade de corrente suficiente.
(5) Escolha uma sala na qual exista um aterramento adequado.

3. Antes do Uso
(1) Certifique-se de que o aparelho está em perfeitas condições de funcionamento.
(2) Certifique-se de que o aparelho está devidamente aterrado.
(3) Certifique-se de que todos os cabos estão devidamente ligados.
(4) Redobre a atenção quando o aparelho estiver funcionado com outros equipamentos para evitar diagnósticos
incorretos ou outros problemas.
(5) Todos os circuitos usados para ligações diretas a pacientes têm que ser verificados duas vezes.
(6) Ao usar modelos que funcionam a bateria, certifique-se de que a carga é suficiente e que a bateria está em boas
condições.

4. Durante o funcionamento
(1) Tanto o aparelho quanto o paciente têm que receber atenção contínua e cuidadosa.
(2) Desligue a alimentação ou remova os eletrodos e/ou os transdutores, quando necessário, para garantir a segurança
do paciente.
(3) Evite o contato direto entre a caixa do aparelho e o paciente.

5. Para desligar após o uso


(1) Desligue a alimentação com todos os controles nas respectivas posições originais.
(2) Retire os cabos cuidadosamente, sem forçar.
(3) Limpe o aparelho e todos os acessórios para uma próxima utilização.

6. O aparelho tem que receber assistência especializada e profissional nas manutenções e reparos. Quando o aparelho
não estiver funcionando adequadamente, deve ser claramente identificado, para que não seja usado enquanto
estiver avariado.

7. O aparelho não pode ser alterado ou modificado de maneira nenhuma.

Manual do Operador Série TEC-5600 XVII


8. Manutenção e inspeção
(1) O aparelho e as peças têm que ser submetidos a inspeções periódicas de manutenção, no mínimo uma vez por ano.
(2) Se for armazenado por longos períodos sem ser utilizado, antes de ligá-lo novamente, certifique-se de que
o aparelho está em perfeitas condições de funcionamento.
(3) As informações técnicas como lista de peças, descrições, instruções de calibração ou outras informações são
disponibilizadas ao pessoal técnico do usuário qualificado mediante solicitação ao seu representante Nihon Kohden.

9. Quando o aparelho for usado com um aparelho eletrocirúrgico, preste especial atenção à aplicação e/ou
localização dos eletrodos e/ou dos transdutores para evitar eventuais queimaduras no paciente.

POLÍTICA DE GARANTIA
A Nihon Kohden Corporation (NKC) dá garantia dos seus produtos contra todos os defeitos de materiais e de execução por
1 (um) ano, a partir da data de entrega. No entanto, materiais consumíveis tais como papel de gravação, tinta, estilete
e bateria estão excluídos da garantia.

A NKC ou seus agentes autorizados irão reparar ou substituir quaisquer produtos com defeito comprovado, dentro do
período da garantia, desde que esses produtos sejam usados conforme descrito nas instruções de uso fornecidas no manual
do operador e no manual de serviço.

Nenhuma outra parte está autorizada a fazer garantias ou assumir responsabilidades pelos produtos da NKC. A NKC não
reconhecerá qualquer outra garantia, implícita ou por escrito. Além disso, manutenções, alterações técnicas ou quaisquer
outras alterações executadas no produto por outros que não a NKC ou seus agentes autorizados, sem consentimento prévio
da NKC, poderão implicar na anulação da garantia.

Os produtos ou peças com defeitos têm que ser devolvidos à NKC ou aos seus agentes autorizados, juntamente com uma
explicação sobre a avaria. Os custos de expedição têm que ser pré-pagos.

Essa garantia não se aplica a produtos que foram modificados, desmontados, reinstalados ou consertados sem a aprovação
da Nihon Kohden ou caso tenham sido submetidos a negligência ou acidente, danos devidos a acidentes, incêndio, raios,
vandalismo, água ou outro desastre, instalação ou aplicação inadequada, ou produtos que tenham tido suas marcas de
identificação removidas.

Pode haver outras políticas de garantia nos EUA e no Canadá.

CUIDADO
As leis dos Estados Unidos restringem a venda deste produto apenas a médicos ou mediante
prescrição médica.

XVIII Manual do Operador Série TEC-5600


CUIDADOS RELACIONADOS COM COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA (CEM)
Este equipamento e/ou sistema está em conformidade com a IEC 60601-1-2, norma internacional para
a compatibilidade eletromagnética dos sistemas e/ou equipamentos eletromédicos. No entanto, um
ambiente eletromagnético que exceda os limites ou os níveis estabelecidos na IEC 60601-1-2, pode
interferir prejudicialmente com o equipamento e/ou sistema ou provocar falha no funcionamento desejado
ou a diminuição do desempenho desejado do equipamento e/ou sistema. Por conseguinte, se durante o uso
do equipamento e/ou do sistema existirem desvios indesejados do desempenho esperado, você tem que
evitar, identificar e solucionar os efeitos eletromagnéticos adversos antes de prosseguir com o uso do
equipamento e/ou do sistema.

Algumas fontes de interferência comuns e ações corretivas são descritas a seguir:

1. Forte interferência eletromagnética de uma fonte de emissão próxima, tal como uma estação de rádio
autorizada ou um telefone celular:

Instale o equipamento e/ou o sistema em outro local. Mantenha as fontes emissoras, tais como celulares,
longe do equipamento e/ou sistema ou desligue o celular.

2. Interferência de radiofrequência de outros equipamentos através da fonte de alimentação de CA do


equipamento e/ou sistema:

Identifique a causa desta interferência e se possível remova esta fonte de interferência. Se isso não
for possível, use uma fonte de alimentação diferente.

3. Efeitos de descarga eletromagnética direta ou indireta:

Certifique-se de que todos os usuários e pacientes em contato com o equipamento e/ou sistema estão
livres de energia eletrostática direta ou indireta antes de usá-lo. Uma sala úmida pode ajudar a diminuir
este problema.

4. Interferência eletromagnética com qualquer receptor de ondas de rádio, tais como rádio ou televisão:

Se o equipamento e/ou o sistema interferir com qualquer receptor de ondas de rádio, coloque-os o mais
longe possível desse receptor.

5. Interferência de relâmpagos:

A ocorrência de relâmpagos na proximidade da instalação do equipamento e/ou sistema poderá induzir


uma tensão excessiva no equipamento e/ou sistema. Em tais casos, desligue o cabo de alimentação
de CA do equipamento e/ou sistema e use o equipamento e/ou sistema com alimentação por bateria
ou use uma fonte de alimentação ininterrupta.

6. Uso com outros equipamentos:

Quando o equipamento e/ou sistema está próximo ou empilhado sobre outro equipamento, ele poderá
afetar o outro equipamento. Antes de usar, certifique-se de que o equipamento e/ou sistema funciona
normalmente com o outro equipamento.

7. Uso de acessórios, transdutores e/ou cabos não especificados:

Quando um acessório, transdutor e/ou cabo não especificado é ligado a este equipamento e/ou sistema,
poderá causar elevada emissão eletromagnética ou baixa imunidade eletromagnética. A configuração
especificada deste equipamento e/ou sistema cumpre os requisitos eletromagnéticos com a
configuração especificada. Use apenas este equipamento e/ou sistema com a configuração
especificada

Manual do Operador Série TEC-5600 XIX


Precauções - continuação

8. Uso de configuração não especificada:

Quando o equipamento e/ou sistema é usado com uma configuração diferente da especificada no
teste de CEM, poderá causar elevada emissão eletromagnética ou baixa imunidade eletromagnética.
Use apenas este equipamento e/ou sistema com a configuração especificada.

9. Medição com sensibilidade excessiva:

O equipamento e/ou sistema foi concebido para medir sinais bioelétricos com uma determinada
sensibilidade. Se o equipamento e/ou sistema for usado com sensibilidade excessiva, poderão surgir
artefatos por interferência eletromagnética que poderão causar diagnóstico incorreto. Quando surgirem
artefatos inesperados, inspecione as condições eletromagnéticas envolventes e retire a fonte destes
artefatos.

Se as ações corretivas acima sugeridas não resolverem o problema, entre em contato com seu representante
Nihon Kohden para obter mais sugestões.

Para obter informações sobre conformidade com especificações de EMC, consulte "Especificações - Compatibilidade
eletromagnética" na seção Referência.

A marca CE é uma marca de conformidade protegida da Comunidade Europeia. Os produtos com a marca
CE cumprem os requisitos da Diretiva de Dispositivos Médicos 93/42/EEC.

NOTA sobre a Diretiva de Resíduos de Equipamentos elétricos e eletrônicos (REEE) 2002/96/EC


Apenas para os estados-membros da União Europeia:
A diretiva REEE 2002/96/EC destina-se prioritariamente à prevenção de resíduos de equipamentos elétricos
e eletrônicos (REEE), bem como à reutilização, reciclagem e outras formas de recuperação de tais resíduos
para reduzir a eliminação dos mesmos.
Entre em contato com seu representante Nihon Kohden para eliminação.

XX Manual do Operador Série TEC-5600


Desembalar
Confirme se todos os itens estão incluídos na embalagem. Se algum item estiver
faltando, entre em contato com seu representante Nihon Kohden.
O nome e a quantidade são descritos abaixo da ilustração.
Alguns acessórios desse produto diferem dependendo da região ou do país de destino.

TEC-5601

Certificação

Desfibrilador (1) Manuais Certificação (1)

TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631

Cabo de conexão do ECG Caneta de limpeza do cabeçote


Desfibrilador (1) Papel de gravação RQS50-3 (1)
JC-906P (1) térmico (1)

Certificação

Manuais Certificação (1)

Para os acessórios padrão e para os consumíveis, como o papel de gravação, use


somente peças e acessórios especificados pela Nihon Kohden para cumprir as
normas de segurança e desempenho.
Para saber o modelo, o número do código e o código de fornecimento dos
acessórios padrão, consulte a página "Opções e consumíveis" da Seção 13
"Acessórios padrão, opções e consumíveis" neste manual.

Manual do Operador Série TEC-5600 i


Convenções usadas neste Manual e Aparelho

Avisos e Cuidados

Nível Descrição

Um aviso alerta o usuário para a possível ocorrência de lesões ou de morte


AVISO associadas ao uso correto ou incorreto do aparelho.

Uma indicação de cuidado alerta o usuário sobre possíveis lesões ou problemas


CUIDADO com o aparelho associados ao uso correto ou incorreto, como por exemplo
a avaria do aparelho, falha do aparelho, danos no aparelho ou em outros itens.

Ícones nesse manual

Ícone Descrição

Indica os pontos importantes e outros métodos de operação.

Indica as páginas relacionadas nesse manual que contêm explicações mais


detalhadas.

ii Manual do Operador Série TEC-5600


Manual do Operador Série TEC-5600 iii
Convenções de texto neste Manual

Estilo Descrição

Desfibrilador Série TEC-5600


Tecla ou botão no painel frontal ou painel de operação abaixo do monitor
Tecla XXXXX/ botão XXXXX
LCD.

Tecla [XXXXX] Tecla exibida na janela

Pressione as teclas de função de 1 a 5 que correspondem ao nome da tecla


Use/Pressione a tecla [XXXXX].
exibida na janela.

"XXXXX" Posição selecionada do seletor

"XXXXX" Mensagem, item ou parâmetro exibido na janela

"XXXXX"

Exemplo: "200J"

teclas [XXX]

Teclas ou botões XXXXX


Exemplo: Use/Pressione a tecla [PRÓXIMO].

iv Manual do Operador Série TEC-5600


Manual do Operador Série TEC-5600 iii
1 Geral

Introdução ...................................................................... 1-2


1

Modelos e funções .........................................................................1-3


Parâmetros de medição.............................................................1-3
Características ...............................................................................1-4

Composição ................................................................... 1-6


TEC-5601 .......................................................................................1-6
TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631 ..................................................1-6

Símbolos ........................................................................ 1-7


No desfibrilador ..............................................................................1-7
Pacote de transporte .................................................................1-7
Na tela ............................................................................................1-8
Adaptador de pás JC-865V............................................................1-9
Pás internas opcionais da série ND-860V e da série ND-890V .....1-9
1. Geral

Introdução
Este desfibrilador aplica choques elétricos de curta duração e de alta potência
nos pacientes para tratar a fibrilação ventricular e a taquicardia ventricular. 1
Este desfibrilador possui uma função de entrada de ECG que permite a
cardioversão sincronizada e a desfibrilação assíncrona. O TEC-5631 possui
estimulação transcutânea que é útil para o tratamento da bradicardia temporária.
O desfibrilador é desenhado de forma que o operador possa pressionar as teclas
e botões da posição do operador (30 cm afastado do desfibrilador).
1
Desempenho essencial em padrão CEM
Este desfibrilador funciona com alimentação de CA ou com uma bateria opcional
para uso de emergência.
Além do modo de desfibrilação manual, o desfibrilador oferece uma desfibrilação
semiautomática de fácil uso no modo DEA.
Este desfibrilador também pode monitorar o estado do paciente após a desfibrilação
TEC-5611, TEC-5621 e TEC-5623 possuem medição de ECG. A monitoração
de SpO2 e a monitoração de CO2 estão disponíveis com uma unidade opcional
multiparâmetro/SpO2.

Exemplos e explicações neste manual do operador mostram a TEC-5631 (quando


o suporte de pás externas opcional estiver instalado) e as configurações padrão.

AVISO
Esse desfibrilador serve apenas um paciente por
vez. Não monitore diferentes pacientes por meio
da colocação de diferentes sensores.

AVISO
Não faça o diagnóstico de um paciente baseado
apenas nos dados obtidos pelo desfibrilador.
A avaliação global tem que ser realizada por um
médico que entenda os recursos, as limitações e
as características do desfibrilador e com base na
leitura dos sinais biomédicos obtidos por outros
aparelhos.

Algumas opções e acessórios deste produto podem ser diferentes dependendo do


país de destino ou região.

1-2 Manual do Operador Série TEC-5600


1. Geral

Modelos e funções
As funções disponíveis dos modelos da série TEC-5600 variam, como mostrado
na tabela abaixo. 1
• Sim: incluído como padrão
• Opcional: incluído quando o equipamento opcional é conectado
• Não: não incluído

Modelo
TEC-5601 TEC-5611 TEC-5621 TEC-5631
Função
Pás externas Sim Não Sim Sim
Pás
Desfibrilação Não Sim Sim Sim
descartáveis 1
Pás internas Não Não Opcional Opcional
Estimulação transcutânea 1 Não Não Não Sim
Medição ECG (conector ECG) Não Sim Sim Sim
Cardioversão sincronizada Não Sim Sim Sim
DEA Não Sim Sim Sim
Gravador Não Sim Sim Sim
Medição de SpO2 Opcional Opcional Opcional Opcional
Medição de CO2 Opcional Opcional Opcional Opcional
Memória externa (Cartão SD) Opcional Opcional Opcional Opcional
®
Comunicação Bluetooth Opcional Opcional Opcional Opcional
Saída de áudio Sim Sim Sim Sim
Gravador de voz Sim Sim Sim Sim
Entrada de ECG externo Opcional Opcional Opcional Opcional
Bateria Opcional Opcional Opcional Opcional

1
Pás descartáveis vendidos separadamente.

Parâmetros de medição
TEC-5611, TEC-5621 e TEC-5631 podem monitorar derivações de ECG I, II, III,
aVR, aVL, aVF, Ca, e Cb.
A unidade opcional multiparâmetro/SpO2 (QI-564V) permite a monitoração de
SpO2 e de CO2.

Manual do Operador Série TEC-5600 1-3


1. Geral

Características
Desfibrilação do formato de onda BIFÁSICO
Este desfibrilador oferece desfibrilações de formatos de onda bifásicos com a
tecnologia ActiBiphasic, exclusiva da Nihon Kohden.

Monitor LCD nítido e claro


Os formatos de onda ECG e as mensagens são altamente visíveis na tela de LCD
de 6,5 polegadas.

Operação por bateria ou alimentação de CA


Uma bateria opcional permite o uso portátil.

Carga rápida
O desfibrilador carrega de 0 a 200 J em menos de 4 segundos, e de 0 a 270 J
em menos de 5 segundos. Isto permite a desfibrilação e cardioversão em tempo
oportuno.

Recuperação rápida de formato de onda de ECG


Após a desfibrilação ou cardioversão, o formato de onda do ECG retorna dentro de
3 segundos para que você possa verificar imediatamente o resultado da desfibrilação
ou cardioversão.

Função DEA (TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631)


• Se um ritmo para choque for detectado durante uma análise ECG, o
desfibrilador carregará automaticamente para se preparar para a desfibrilação.
• O modo DEA também oferece instruções de voz.
• Se um ritmo para choque for detectado durante o modo de monitoração, um alarme
será emitido.
• Você pode alterar para o modo criança com o auxílio de apenas um botão.

Estimulação transcutânea (TEC-5631)


A estimulação transcutânea pode oferecer tratamento de emergência para a bradicardia
que pode ocorrer após a desfibrilação.

Conectores de entrada de sinal de parâmetro compatíveis


com os monitores beira de leito Nihon Kohden
(ECG, SpO2, CO2)
Ao monitorar um paciente com este desfibrilador , é fácil alterar para a monitoração
com um monitor de beira de leito Nihon Kohden.

Verificação automática
• Funções semiautomáticas de verificação automática, como verificação de
desfibrilação, verificação de estimulação e verificação do gravador são fornecidas
para a inspeção rápida do desfibrilador antes do uso.
• A função de autoteste está disponível. O estado do desfibrilador é indicado pelo
indicador de status. Para assegurar as condições de uso, o desfibrilador executa
um autoteste.
• O usuário também pode verificar funções individuais como desfibrilação,
estimulação e gravador.

1-4 Manual do Operador Série TEC-5600


1. Geral

Gravador de voz interno


Com o gravador de voz interno, este desfibrilador pode gravar som ambiente
durante a operação e armazenar os dados de áudio em um cartão SD com os dados
de sinais vitais do paciente. Os dados salvos podem ser revisados em um computador 1
com o Software de visualização de relatórios do desfibrilador opcional.

Gravador interno (TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631)


O gravador interno permite a gravação contínua, gravação automática, gravação
de relatórios e gravação de histórico de operações. O gravador usa um rolo de
papel que não é afetado por vibrações ou movimento como em uma ambulância
ou em outra situação de emergência.

Módulo Bluetooth®
Um módulo Bluetooth® QI-832V opcional pode enviar dados do desfibrilador para
um computador ou outro dispositivo.

Guia de operação na tela


Quando um alarme técnico ocorre, o desfibrilador pode mostrar ações corretivas
na janela GUIA.

Manual do Operador Série TEC-5600 1-5


1. Geral

Composição

TEC-5601
Software Outros itens ITENS
OUTROS
SOFTWARE
Desfibrilador
• Software de visualização de • Cabo de alimentação
relatórios do desfibrilador • Gel de contato GELAID
QP-551VK • Carrinho
• Kit de software QS-009V • Suporte para parede
• Cesta
• Kit de suporte de pasta
• Gancho da grade do leito

TEC-5601

Bateria
BATERIA Cartão de memória SD MóduloBLUETOOTH®
MÓDULO Bluetooth ®
CARTÃO DE MEMÓRIA SD Multiparâmetro/ Unidade SpO2

NKB-301V (YZ-024H9) QM-001D, QM-002D QI-832V QI-564V

TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631


Desfibrilador Acessórios
A ilustração abaixo é do modelo
TEC-5631.

Cabo de conexão Papel de gravação Caneta de limpeza


ECG JC-906P RQS50-3 do cabeçote térmico
Y-011
TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631

Bateria Cartão de memória SD


Pás internas 1 Pás descartáveis
1
apenas para TEC-5621
e TEC-5631

P-521, NKB-301V (YZ-024H9) QM-001D, QM-002D


Série ND-860V, Séries P-511, P-513,
Série ND-890V (com interruptor) P-532, P-530, P-700
Outros itens
Módulo Bluetooth® Multiparâmetro/ Unidade SpO2
• Cabo de alimentação
• Gel de contato GELAID 1
• Adaptador de pás 1 JC-865V
• Derivação do eletrodo BR-903P
• Carrinho
QI-832V QI-564V • Suporte para parede
Software
SOFTWARE • Cesta
• Software visualizador de relatório do desfibrilador • Kit de suporte de pasta
QP-551V • Gancho da grade do leito
• Kit de atualizações QS-831V (Para análise de
1
arritmia) apenas para TEC-5621 e TEC-5631
• Kit de software QS-009V

1-6 Manual do Operador Série TEC-5600


1. Geral

Símbolos
Os seguintes símbolos são usados com o desfibrilador. Os nomes e descrições de 1
cada símbolo são como os mostrados na tabela abaixo.

No desfibrilador
Símbolo Descrição Símbolo Descrição
• Proteção contra o acesso às partes
Corrente alternada
perigosas com um fio de 1,0 mm de
diâmetro.
Carregando • Protegido contra objetos exteriores
IP44 sólidos de 1,0 mm ou maiores em
Carregado (o carregamento da bateria diâmetro.
está concluído) • Protegido contra efeitos nocivos do
respingo da água.
Silenciar alarmes
Início da estimulação
Gravação
Conector de pás bloqueado
Slot do cartão SD
Conector de pás desbloqueado
Entrada/Saída (Slot do cartão SD)
A marca CE é uma marca de
conformidade protegida da Comunidade
Peça aplicada tipo CF, à prova de Europeia. Os produtos identificados
desfibrilador com este símbolo cumprem os requisitos
da Diretiva de Dispositivos Médicos
93/42/EEC.
Peça aplicada de tipo BF
Os produtos marcados com este símbolo
estão em conformidade com a diretiva
Cuidado europeia REEE 2002/96/EC e requerem
coleta seletiva de resíduos. Relativamente
• Protege contra o acesso a peças perigosas aos produtos Nihon Kohden com este
com um fio de 1 mm de diâmetro. símbolo, entre em contato com seu
• Protegido contra objetos externos sólidos representante Nihon Kohden para
IP41 com 1 mm de diâmetro ou mais. informações sobre a eliminação dos
• Protegido contra os efeitos nocivos da mesmos.
queda vertical de gotas de água.

Pacote de transporte
Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Este lado para cima Manter ao abrigo da chuva

Frágil Limite de empilhamento por número

Manual do Operador Série TEC-5600 1-7


1. Geral

Na tela
Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Corrente alternada Análise de DEA em pausa

Bateria totalmente carregada Duração da pausa infinita

A carga restante da bateria é de mais


Durante a RCP
de 2/3

A carga restante da bateria é de mais


Número de choques elétricos
de 1/3

1~3
A carga restante da bateria é inferior a
Sem papel
três descargas de 270 J

0 Operação da bateria não disponível Gravação

Alimentação restante da bateria


Gravação de relatórios
desconhecida

Standby. (Não há dados não salvos no


Áudio off
desfibrilador).

Standby. (Ainda há dados não salvos no


Áudio em pausa desfibrilador para serem copiados para
o cartão SD). Não remova o cartão SD.

Alarme desligado Gravando no cartão SD. Não remova o


cartão SD.

Não é possível gravar no cartão SD.


Ícone de sincronização QRS O cartão SD ou o desfibrilador está
avariado.

Exibição de ECG em cascata


O espaço livre do cartão SD está baixo.

Ícone de estimulação Standby. (Ainda há dados não salvos a


serem gravados, mas o cartão SD está
cheio e os dados mais velhos serão
sobrescritos). Não remova o cartão SD.
Rejeição de estimulação DESLIGADO
Armazenando relatório de formato de
O ponto de saída do pulso do onda
marca-passo implantado
Bluetooth conectado
Alarme de arritmia desligado
(não FV/TV)
Bluetooth conectado (tipo de
dispositivo: computador)
Alarme FV/TV desligado
Bluetooth conectado (tipo de
dispositivo: telefone celular)
Onda de pulso SpO2 instável
Bluetooth conectado (tipo de
dispositivo: desconhecido)

Siga as instruções de uso


Cor de fundo:
azul

1-8 Manual do Operador Série TEC-5600


1. Geral

Adaptador de pás JC-865V


Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Atenção, consulte o manual do


1
Peça com BF à prova de desfibrilação
operador

Pás internas opcionais da série ND-860V e da série ND-890V


Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Peça aplicada tipo CF, à prova de Atenção, consulte o manual do


desfibrilador operador

Manual do Operador Série TEC-5600 1-9


1. Geral

1-10 Manual do Operador Série TEC-5600


2 Descrição do
painel

Desfibrilador ................................................................... 2-2


2

TEC-5601.......................................................................................2-2
Painel frontal ..............................................................................2-2
Painel direito ..............................................................................2-3
Painel esquerdo .........................................................................2-3
Painel traseiro ............................................................................2-3
TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631 ..................................................2-4
Painel frontal ..............................................................................2-4
Painel de operação (no Painel frontal) ...................................... 2-5
Painel direito .............................................................................. 2-6
Painel esquerdo ......................................................................... 2-6
Painel traseiro ............................................................................ 2-6
Pás externas .................................................................................. 2-7

Pás internas (Opcional) .................................................. 2-8


2. Descrição do painel

Desfibrilador
Quando uma tecla de função no painel frontal do desfibrilador for pressionada, será
emitido um bip. Não haverá som de apito se a configuração SOM DE TECLA do
VOLUME na janela CONFIGURAÇÃO estiver configurada como "0".

Seção 5 "VOLUME" (p. 5-11)

TEC-5601
Painel frontal
2 Monitor LCD 3 Indicador de alarme
4 Indicador de status
1 Alça
5 Seletor

6 Microfone

7 Botão CHARGE

8 Compartimento
da bateria

14 Alto-
12 Teclas de função falante
9 Luz de alimentação
de CA
10 Luz de
carregamento
da bateria
11 Luz que indica o carregamento 13 Tecla Silenciar
completo da bateria alarmes

1 Alça 5 Seletor 10 Luz de carregamento da bateria


Para carregar o desfibrilador Seleciona o modo de operação Permanece acesa enquanto a
2 Monitor LCD (MONITOR, CONFIGURAÇÃO, bateria estiver sendo carregada.
Exibe formatos de onda, alarmes e VERIFICAÇÃO BÁSICA), seleciona 11 Luz que indica o carregamento
outras informações e configurações. a energia de saída no modo de completo da bateria
desfibrilação manual e LIGA ou Será acesa quando o carregamento
3 Indicador de alarme
DESLIGA o desfibrilador. da bateria for terminado.
Acende ou fica intermitente se um
alarme for gerado. 6 Microfone 12 Teclas de função
Grava o som ambiente. A função depende da tela de
4 Indicador de status
Indica o estado do desfibrilador com 7 Botão CHARGE operação.
base na verificação automática diária. Inicia a carga em modo de 13 Tecla Silenciar alarmes
Verde: OK desfibrilação manual. Torna um alarme mudo ou o
Vermelho: Consulte a Seção 11 8 Compartimento da bateria suspende temporariamente.
"Solução de problemas" (p. 11-20) Guarda a bateria opcional 14 Caixa de som
NKB-301V. Projeta sons e alarmes.
9 Luz de alimentação de CA
Será acende quando o desfibrilador
operar com alimentação de CA.

2-2 Manual do Operador Série TEC-5600


2. Descrição do painel

Painel direito

1 Slot do cartão SD 2
1 Slot do cartão
SD
Insira um cartão de memória SD.

Painel esquerdo

1 Conector SpO2
(quando QI-564V for incorporada)
Conecte o cabo de conexão SpO2.
2 Conector CO2
(quando QI-564V for incorporada)
Conecte o kit sensor CO2.
1 Conector
SpO2

2 Conector
CO2

Painel traseiro
1 Entrada de CA
Conecte o cabo de alimentação
fornecido.

1 Entrada
de CA

Manual do Operador Série TEC-5600 2-3


2. Descrição do painel

TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631

Painel frontal

3 Indicador de alarme
2 Monitor LCD

1 Alça

TEC-5611

4 Conector de pás

4 Conector de pás
6 Compartimento da bateria
5 Alto-falante (TEC-5621, TEC-5631)

1 Alça 5 Alto-falante
Para carregar o desfibrilador Projeta som, alarmes e som de RCP.
2 Monitor LCD 6 Compartimento da bateria
Exibe formatos de onda, alarmes e outras informações e Guarda a bateria opcional NKB-301V.
configurações.
3 Indicador de alarme
Acende ou fica intermitente se um alarme for gerado.
4 Conector de pás (TEC-5621, TEC-5631)
Conecte as pás externas opcionais, pás internas ou o
adaptador de pás.

Conector de pás (TEC-5611)


Conecte as pás descartáveis.

2-4 Manual do Operador Série TEC-5600


2. Descrição do painel

Painel de operação (no Painel frontal)


TEC-5631 1 Indicador de status
2 Botão SYNC
14 Luz PULSE
3 Seletor 2
15 Tecla START/
STOP 4 Botão CHILD
16 Teclas cima/baixo MODE
PACING RATE 5 Microfone

17 Teclas cima/ 6 Botão CHARGE/


baixo PACING DEA
OUTPUT 7 Botão SHOCK

8 Luz de alimentação 11 Teclas de função


de CA

9 Luz de
carregamento da
bateria
10 Luz que indica o carregamento 12 Tecla Gravar/Parar
completo da bateria 13 Tecla Silenciar alarmes

1 Indicador de status 5 Microfone 11 Teclas de função


Indica o estado do desfibrilador com Grava o som ambiente. A função depende da tela de operação.
base na verificação automática diária.
6 Botão CHARGE/DEA 12 Tecla Gravar/Parar
Verde: OK
Vermelho: Consulte a Seção 11 No modo de desfibrilação manual: Inicia e para a gravação contínua
"Solução de problemas" (p. 11-20) inicia a carga. com o gravador. No modo
No modo DEA: inicia a análise de CONFIGURAÇÃO, esta tecla
2 Botão SYNC ECG. produz o relatório selecionado.
Alterna entre os modos de cardiover- Se o desfibrilador julgar que a
13 Tecla Silenciar alarmes
são sincronizada e de desfibrilação desfibrilação é necessária após a
(assíncrona). análise de um ECG, ele iniciará o Torna um alarme mudo ou o suspende
carregamento automaticamente. temporariamente.
3 Seletor
7 Botão SHOCK 14 Luz PULSE
Seleciona o modo de operação (DEA,
MONITOR, CONFIGURAÇÃO, Descarrega a energia nos modos de Fica intermitente em sincronização
VERIFICAÇÃO BÁSICA, desfibrilação manual e de DEA se as com os pulsos de estimulação na
ESTIMULAÇÃO FIXA, pás descartáveis ou pás internas estimulação transcutânea.
SOLICITAR ESTIMULAÇÃO), estiverem conectados. 15 Tecla START/STOP
seleciona a energia de saída no modo Inicia e para a estimulação
8 Luz de alimentação de CA
de desfibrilação manual e LIGA ou transcutânea.
DESLIGA o desfibrilador. Será acende quando o desfibrilador
operar com alimentação de CA. 16 Teclas cima/baixo PACING
4 Botão CHILD MODE RATE
9 Luz de carregamento da bateria
Para acessar o modo criança Configura a frequência de
para DEA, coloque o seletor na Permanece acesa enquanto a bateria
estiver sendo carregada. estimulação.
posição DEA mantendo esse botão
pressionado. 10 Luz que indica o carregamento 17 Teclas cima/baixo PACING
completo da bateria OUTPUT

Será acesa quando o carregamento da Diminui a intensidade de corrente


bateria for terminado. da estimulação.

Manual do Operador Série TEC-5600 2-5


2. Descrição do painel

Painel direito

1 Slot do cartão SD
1 Slot do cartão
Insira um cartão de memória SD.
SD
2 Alavanca de liberação da porta
Puxe a alavanca para cima para abrir a porta do
2 Alavanca de recipiente de papel.
liberação da porta
3 Gravador

3 Gravador
Esse é um gravador de matriz térmica de 50-mm
de largura.
Abasteça com o papel de gravação (RQS50-3)
especificado pela Nihon Kohden.

Painel esquerdo

1 Conector ECG
Conecte o cabo de conexão do ECG.
2 Conector SpO2 (quando QI-564V for
incorporada)
1 Conector Conecte o cabo de conexão SpO2.
ECG 3 Conector CO2 (quando QI-564V for
incorporada)
2 Conector SpO2 Conecte o kit sensor CO2.

3 Conector CO2

Painel traseiro

1 Entrada de CA
Conecte o cabo de alimentação fornecido.

1 Entrada
de CA

2-6 Manual do Operador Série TEC-5600


2. Descrição do painel

Pás externas

1 Botão de choque 1 Botão de choque

2 Luz de contato da pá Pressione simultaneamente ambos os botões para descarregar 2


a energia carregada. Na cardioversão sincronizada, o
desfibrilador descarrega a energia no momento apropriado
3 Botão Carga
depois de pressionar estes botões. Quando o desfibrilador
estiver carregado, esses botões começarão a ficar intermitentes.
1 Botão de choque
2 Luz de contato da pá
Indica a qualidade do contato entre as pás e o paciente.
• De 0 a 100 ohms : as luzes estão verdes (bom contato).
• De 100 a 200 ohms : as luzes estão amarelas.
• 200 ohms ou mais : as luzes estão laranja.
3 Botão carga (nas pás)
Carrega o desfibrilador.
4 Conector de pás (TEC-5621, TEC-5631)
Conecte ao conector de pás do desfibrilador.

Pá ESTERNO Pá ÁPICE

4 Conector de pás
(TEC-5621, TEC-5631)

Manual do Operador Série TEC-5600 2-7


2. Descrição do painel

Pás internas (Opcional)

Série ND-860V (sem interruptor) Série ND-890V (com interruptor)

1 Conector de pás 2 Eletrodos 1 Conector de pás 2 Eletrodos

3 Alças 3 Alças

4 Botão de choque

1 Conector de pás
Conecte ao conector de pás do desfibrilador.
2 Eletrodos
Esses eletrodos aplicam energia em contato direto com o
coração.
3 Alças
Mantêm as mãos com firme aderência durante a carga e
a descarga.
Certifique-se de segurar as pás entre o cabo e a proteção.
4 Botão de choque (Série ND-890V)
Pressione para descarregar energia. Na cardioversão
sincronizada, o desfibrilador descarrega a energia no
momento apropriado após esse botão ser pressionado.

2-8 Manual do Operador Série TEC-5600


3 Cuidados gerais na
manipulação

Etiquetas de cuidado e ícones de cuidado .................... 3-2


3

No desfibrilador ............................................................................. 3-2


Painel frontal.............................................................................. 3-2
Painel direito .............................................................................. 3-2
Painel esquerdo......................................................................... 3-2
Painel traseiro............................................................................ 3-3
Nas pás externas ........................................................................... 3-3
No adaptador de pás
JC-865V ......................................................................................... 3-3
Nas pás internas (Opcional) .......................................................... 3-3

Avisos e cuidados .......................................................... 3-4


Bateria ................................................................................................ 3-4
Papel de gravação ......................................................................... 3-5
Cartões SD .................................................................................... 3-6
Uso com uma unidade eletrocirúrgica ........................................... 3-7
Notas gerais sobre desfibrilação ................................................... 3-8

Instalação e conexão ..................................................... 3-9


Corte de alimentação do desfibrilador ........................................... 3-9
Instalação das unidades opcionais no desfibrilador e conexão
dos aparelhos externos.................................................................. 3-9

Requisitos gerais para ligação a sistemas elétricos


médicos ....................................................................... 3-10
Exemplos de combinações de EQUIPAMENTO
ELETROMÉDICO e equipamento elétrico não-médico
(IEC 60601-1-1: 2000) ............................................................. 3-10
Exemplos de combinações de EQUIPAMENTO
ELETROMÉDICO e equipamento elétrico não-médico
(IEC 60601-1: 2005) ................................................................ 3-12
3. Cuidados gerais na manipulação

Etiquetas de cuidado e ícones de cuidado


Esta seção fornece informações sobre etiquetas de cuidado e ícones de cuidado
no desfibrilador.
Consulte a página de cada descrição e certifique-se de entender completamente o
conteúdo. Use o desfibrilador prudente e corretamente.

No desfibrilador Painel direito


"Cartões SD" (p. 3-6)
Painel frontal

Seção 12 "Verificação diária" (p. 12-3)

TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631


Seção 4 "Inserir um cartão SD" (p. 4-11)

Painel esquerdo
TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631
Seção 6-1 "Conexão de pás" (p. 6-1-3)

• Notas sobre monitoração no início deste manual


• Seção 8 "Monitoração"

3-2 Manual do Operador Série TEC-5600


3. Cuidados gerais na manipulação

Painel traseiro No adaptador de pás JC-


Para substituição da bateria
Seção 12 "Substituição" (p. 12-27)
865V
TEC-5621, TEC-5631
Seção 6-1 "Conexão de pás" (p. 6-1-3)

Seção 6 "Desfibrilação,
cardioversão sincronizada e
DEA"

Nas pás internas (Opcional)


Nas pás externas TEC-5621, TEC-5631
Seção 6-1 "Conexão de pás" (p. 6-1-3)
Seção 6 "Desfibrilação, cardioversão
sincronizada e DEA"
Série ND-860V (sem interruptor)

Série ND-890V (com interruptor)

TEC-5621, TEC-5631
Seção 6-1 "Conexão de pás" (p. 6-1-3)

Manual do Operador Série TEC-5600 3-3


3. Cuidados gerais na manipulação

Avisos e cuidados
NOTA: Também consulte os avisos e cuidados descritos no início desse
manual.

Bateria AVISO
As seguintes ações poderão provocar superaqueci-
Uso da bateria
mento e vazamento da bateria.
• Deixar a bateria sem uso durante um longo
AVISO período (cerca de ano)
Não faça o seguinte com a bateria. Poderá causar
vazamento, superaquecimento, explosão ou incêndio.
• Certifique-se de efetuar um teste de bateria antes de usar
• Não provoque curto-circuito nos polos + e – da
bateria. uma nova bateria.
• Não coloque o bloco de bateria no fogo ou aqueça
Guia do Administrador: "Procedimento de teste da bateria"
o bloco de bateria.
• Não desmonte ou modifique a bateria.
• Não cause impactos fortes à bateria nem a deforme. • A vida útil da bateria é de 2 anos. Quando você começa
• Não utilize a bateria em um dispositivo não a utilizar uma nova bateria, escreva a data de início de
identificado. utilização no espaço correspondente da etiqueta da bateria,
• Não carregue a bateria com um dispositivo não e também na etiqueta fornecida com a bateria para esse
identificado. propósito. Fixe a etiqueta preenchida no painel lateral
• Não carregue a bateria com a polaridade errada. do desfibrilador. Antes de operar o desfibrilador com a
• Não mergulhe a bateria na água nem encharque-a. alimentação da bateria, certifique-se de verificar a data
inicial de utilização da bateria escrita na etiqueta fixada
no desfibrilador.
AVISO
• O período de garantia de vida útil da bateria é de 1 ano. Se
Não exponha a bateria à luz direta do sol ou o número disponível de vezes de descarga foi reduzido
deixe-a em local de alta temperatura, como em um ou a bateria se tornar inutilizável, não deixe a bateria no
carro estacionado sob luz direta do sol ou em
desfibrilador. A substância do interior da bateria pode vazar,
frente a um forno. Isso poderá causar vazamento,
causando a corrosão do aparelho e incêndio. Substitua
superaquecimento, explosão ou incêndio. Além
imediatamente a bateria por uma nova imediatamente.
disso, o desempenho e a vida útil da bateria
poderá se deteriorar. • Não deixe uma bateria descarregada dentro do desfibrilador
sem que o cabo de alimentação de CA esteja conectado entre
o desfibrilador e a saída de CA. A bateria pode sofre um
AVISO excesso de descarregamentos e se tornar inutilizável.
• Teste a bateria uma vez por mês. Não deixe a bateria, mesmo que carregada, dentro do
• Quando você iniciar o uso de uma nova bateria, desfibrilador sem fonte de alimentação de CA por ou mês
escreva a data da primeira utilização na etiqueta ou mais. A bateria será gradualmente descarregada e
de data colocada. pode se tornar inutilizável devido ao descarregamento
• Substitua a bateria por outra nova a cada dois excessivo.
anos.
• Se a luz de carregamento da bateria e a luz que indica
• A desfibrilação não pode ser realizada pela energia
o carregamento completo da bateria não acenderem mesmo
existente na bateria durante seu teste. Realize a
desfibrilação usando a alimentação de CA ou use que haja fornecimento de alimentação de CA no desfibrilador,
outro desfibrilador. O desfibrilador possivelmente a bateria ou o desfibrilador podem apresentar defeito. Entre
não poderá efetuar a descarga elétrica se a bateria em contato com seu representante Nihon Kohden. Sempre
estiver deteriorada ou não estiver carregada o tenha uma bateria de reserva preparada.
suficiente. • Efetue um teste de bateria uma vez por mês e verifique a
capacidade da bateria.

AVISO
Se o líquido que vazar da bateria entrar em contato com
os olhos, boca ou pele, não esfregue. Lave com bastante
água limpa e consulte um médico imediatamente.

3-4 Manual do Operador Série TEC-5600


3. Cuidados gerais na manipulação

Carregamento da bateria • Se a bateria for armazenada por um longo período, ela poderá
descarregar e perder sua habilidade de ser carregada em sua
• Carregue a bateria apenas quando a temperatura ambiente
capacidade total. Se isso acontecer, você pode restaurar a sua
estiver entre 0 e 40°C (32 e 104°F). Do contrário, o
capacidade total repetindo vários ciclos de descarregamento
carregamento pode parar. O carregamento em temperaturas
da bateria até o seu valor nominal e então carregando-a
superiores a 40°C (104°F) pode acelerar a deterioração
completamente.
da bateria.
• Se a temperatura da bateria aumentar muito por conta do Descarte de baterias 3
longo tempo de carregamento, etc., a luz de carregamento
As baterias utilizáveis nesse desfibrilador são de níquel-hidreto
da bateria e a luz que indica o carregamento completo da
metálico (Ni-MH).
bateria começarão a ficar intermitentes. Pare imediatamente
Antes de descartar uma bateria, entre em contato com seu
o carregamento, coloque o desfibrilador em um local
representante Nihon Kohden, pois a maneira adequada de
mais frio e então retome o carregamento. O desfibrilador
descarte difere dependendo das leis locais. A bateria será
automaticamente iniciará o carregamento quando a
reciclada para proteção ambiental.
temperatura da bateria cair.
Antes de descartar o desfibrilador, certifique-se de que a bateria
• Após utilizar a bateria, carregue-a imediatamente. Deixar
foi removida.
a bateria descarregada acarreta excessivas descargas e
a bateria pode se tornar inutilizável.
• Sempre carregue a bateria utilizando este desfibrilador. Se
outro dispositivo for utilizado para o carregamento, isso Papel de gravação
poderá causar mal-funcionamento da bateria.
NOTA: Sempre utilize produtos genuínos especificados
Verificação da bateria para o papel de gravação.

• Substitua a bateria a cada 2 anos. Para garantir o uso do Nome do modelo do papel de gravação
desfibrilador com a bateria em caso de emergência, efetue especificado: RQS50-3
o teste da bateria uma vez por mês.
• Verifique a aparência da bateria a cada 6 meses para prevenir
acidentes com a bateria. Se houver qualquer dano como
rachadura, deformação ou quebra do fio na bateria ou se
a bateria vazar, substitua a bateria por uma nova. Se a
bateria estiver suja com poeira, limpe-a.
RQS50-3
Armazenamento da bateria
Ao manipular o papel de gravação, tome cuidado com o
• Se o desfibrilador for armazenado com a bateria em seu seguinte:
interior, deixe o desfibrilador conectado a uma fonte de
alimentação de CA. Se o desfibrilador for armazenado • Solventes orgânicos e plásticos podem manchar as
não estando conectado a uma fonte de alimentação de CA, superfícies brancas ou causar desbotamento do papel de
remova a bateria antes de armazenar. gravação.

• Se o desfibrilador não for utilizado por mais de 6 meses, Exemplos de materiais que contêm solventes orgânicos
remova a bateria para evitar vazamento ou corrosão. e podem causar manchas:
Armazene a bateria em um ambiente com temperatura Adesivos, cola, canetas hidrográficas e papel heliográfico
entre −20°C (−4°F) e +35°C (+95°F) e baixa umidade. semi seco.

• Quando a bateria não for usada por mais de um mês, Exemplos de materiais descolorantes feitos de cloreto
carregue-a totalmente antes de usar. Mesmo se a bateria for de vinilo macio:
totalmente carregada antes do armazenamento de curto prazo, Pastas de documentos, álbuns e bases de secretária.
as baterias serão descarregadas automaticamente e o tempo Exemplos de materiais descolorantes que contêm
de operação é reduzido durante o armazenamento. plásticos:
• Para garantir o total desempenho do desfibrilador , substitua Borrachas, fitas adesivas e alguns marcadores fluorescentes
a bateria a cada 2 anos. • Ao colar o papel de gravação, utilize cola com base de
• Quando a bateria for armazenada por um longo período, amido, de PVA, de goma arábica, de CMC sintético ou cola
carregue-a a cada 6 meses. de papel.
• Não aplique muita pressão no papel de gravação. Friccionar
ou arranhar a superfície com um objeto rígido descolora-o.

Manual do Operador Série TEC-5600 3-5


3. Cuidados gerais na manipulação

• Insira o cartão SD na direção correta.


Cartões SD
Seção 10-2 "Inserir/Remover um cartão SD" (p. 10-2-3)
Cartões SD compatíveis
Utilize apenas um cartão SD manufaturado pela Nihon Kohden Manipulação durante a Leitura/Gravação
(QM-001D ou M-002D). de dados
NOTA: Não utilize um cartão SD além dos • Apenas grave os dados no cartão SD em um dispositivo
especificados. Se utilizar, os dados poderão especificado pela Nihon Kohden. Caso contrário, o cartão
não ser gravados e o desfibrilador poderá SD poderá ficar inutilizável.
ser danificado. Se você utilizar um cartão
• Nunca remova o cartão SD do dispositivo enquanto os
SD que foi usado em outro dispositivo além
dados estiverem sendo salvos ou lidos a partir do cartão.
desse desfibrilador, a capacidade de dados
Caso contrário, poderá haver danos no cartão.
disponível com o desfibrilador poderá ser
reduzida.

Uso de cartões SD
Tome cuidado com o seguinte ao utilizar um cartão SD:

AVISO
Não deixe o cartão SD junto ao paciente ou ao
alcance de crianças. Isso poderá causar acidentes
como o paciente ou uma criança engolir o Cartão SD.

Manipulação e Armazenamento
• Nunca desmonte ou modifique o cartão SD.
• Não cause choques extremos ao cartão SD derrubando ou
dobrando-o.
• Não manipule o cartão SD enquanto estiver comendo
ou bebendo. Não molhe o cartão SD.
• Não toque no terminal do cartão SD.
• Não retire a etiqueta do cartão SD ou fixe outra etiqueta nele.
• Nunca utilize o cartão SD em um dispositivo não
especificado.
• Mantenha o slot do cartão SD limpo. Se entrar poeira no
slot, o cartão SD poderá apresentar mal-funcionamento.
• Durante o armazenamento, observe os seguintes itens:
• Quando o cartão SD for removido do desfibrilador, tenha
cuidado para não perdê-lo. Mantenha o cartão SD além
do alcance do paciente para que ele/ela não o engula
acidentalmente.
• Não exponha o cartão SD à luz solar direta ou deixe-o em
um local de alta temperatura ou umidade.
Condições ambientais recomendadas
Ambiente de armazenamento: o mesmo do desfibrilador
Ambiente de operação: o mesmo do desfibrilador
• Não armazene o cartão SD onde gás corrosivo é gerado.

3-6 Manual do Operador Série TEC-5600


3. Cuidados gerais na manipulação

• Instale o desfibrilador o mais afastado possível da UEC.


Uso com uma unidade Se possível, coloque os mesmos nos lados opostos da mesa
de operações.
eletrocirúrgica
• Utilize diferentes saídas para fornecer alimentação.
Para uso com uma unidade eletrocirúrgica (UEC), este A alimentação para o desfibrilador e para a UEC deve ser
desfibrilador inclui medidas para proteger o paciente de fornecida a partir de diferentes saídas, localizadas na posição
queimaduras na pele no local de fixação do eletrodo e para mais afastada possível uma da outra. Isso previne que o
reduzir a interferência no formato de onda do ECG. Porém, ruído da UEC interfira através da linha de alimentação de 3
a eficácia depende do local de fixação do eletrodo e da CA. Faça o aterramento equipotencial do desfibrilador.
localização da UEC.
• Medição com derivações de 3 eletrodos. Use a quantidade
Se você usar uma UEC com o desfibrilador, preste atenção
mínima de eletrodos. Use eletrodos descartáveis novos cujo
aos pontos a seguir.
gel não esteja seco.

AVISO • Posicione o eletrodo descartável na posição mais afastada


Ao usar uma ESU, use os eletrodos do ECG para a
possível da incisão Fixe os eletrodos descartáveis na posição
monitoração. Não monitore o ECG com as pás mais afastada possível da incisão.
descartáveis, pás externas ou internas. Se o ECG • Posicione os eletrodos descartáveis + e – na posição mais
for monitorado com pás, a energia de alta próxima possível para que o ângulo (θ) entre os eletrodos
frequência da UEC provoca o fluxo de uma descartáveis e a incisão seja o menor possível.
corrente anormal no paciente e uma descarga
inesperada. Isso poderá danificar o desfibrilador. • Fixe a placa de retorno UEC na posição mais próxima
possível da incisão e na posição mais afastada possível
do eletrodo descartável onde há espaço suficiente para a
AVISO placa de retorno e menos pelos.
Quando usar o desfibrilador como uma unidade O mais perto possível da incisão e o mais
eletrocirúrgica (UEC), fixe firmemente toda a área da longe possível do eletrodo.
placa de retorno da UEC. Caso contrário, a corrente
da UEC fluirá para os eletrodos do desfibrilador,
Placa de retorno
provocando queimadura elétrica nos locais onde os Incisão
eletrodos estão colocados. Para obter mais detalhes,
consulte o manual da UEC. θ

CUIDADO Reduzido
Ao usar um desfibrilador com uma UEC, posicione
o desfibrilador e UEC prendendo-os corretamente • Configure a fonte de sincronização para "SpO2" A frequência
ao chão de forma adequada. Caso contrário, o ruído cardíaca poderá se tornar instável por causa de uma UEC.
da UEC pode interferir no ECG e a análise da
Defina a fonte de sincronização para SpO2 para obter uma
frequência cardíaca e de arritmia pode ser incorreta.
monitoração estável.

Seção 8-3 "Seleção da fonte de sincronização de SpO2"


Série TEC-5600 (p. 8-3-13)

Derivação de 3 eletrodos
• Configure o filtro de umidade como "LIGADO"
UEC
Seção 8-1 "Configuração do filtro de umidade como
ligado ou desligado" (p. 8-1-23)

• Configure o filtro como "MÁXIMO"

Seção 8-1 "Configuração do filtro" (p. 8-1-23)


Fonte de alimentação Mesa de
Fonte de alimentação
e aterramento para operações
e aterramento para
o desfibrilador UEC

Manual do Operador Série TEC-5600 3-7


3. Cuidados gerais na manipulação

Notas gerais sobre desfibrilação AVISO


Antes da desfibrilação e cardioversão, remova do
AVISO paciente todos os eletrodos, oxímetros e transdutores
dos conectores que não tenham uma marca " " ou
Antes da desfibrilação, remova os eletrodos de todos
" ". Caso contrário, o operador pode receber um
os aparelhos e os adesivos dos locais onde as pás
choque elétrico e o aparelho conectado pode ser
serão colocadas. Se uma pá do desfibrilador entrar
danificado.
em contato com tais objetos, a aplicação do choque
pode ser insuficiente e causar queimaduras na pele.

AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que
AVISO
ninguém está em contato com o paciente ou com
Nunca realize a desfibrilação em uma pessoa ou qualquer parte metálica de qualquer equipamento
objeto que não seja o paciente nem execute ou cabo que suporte ou em contato com o paciente.
descargas elétricas de teste no equipamento (teste Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico
da placa do eletrodo ou verificador de energia). ou lesão graves.
Ao realizar a verificação de desfibrilação usando as pás
externas, mantenha as pás no suporte de pás. Não
seguir essa instrução pode resultar em choque elétrico.
AVISO
Ao mudar para outro desfibrilador por conta de
problemas com este desfibrilador, remova as pás
AVISO
descartáveis e eletrodos do paciente. Se as pás do
Ao usar uma ESU, use os eletrodos do ECG para a desfibrilador em uso entrarem em contato com um
monitoração. Não monitore o ECG com as pás objeto no paciente, a aplicação do choque pode
descartáveis, pás externas ou internas. Se o ECG ser insuficiente. Além disso, ainda pode causar
for monitorado com pás, a energia de alta queimadura de pele ou danificar o desfibrilador.
frequência da UEC provoca o fluxo de uma
corrente anormal no paciente e uma descarga
inesperada. Isso poderá danificar o desfibrilador.
CUIDADO
Se o paciente tiver um marca-passo implantado ou
AVISO
um CDI:
Antes da desfibrilação e da cardioversão, verifique se • Não coloque as pás descartáveis diretamente
os cabos dos eletrodos e transdutores colocados no sobre o marca-passo ou CDI. Fazer isso poderá
paciente estão propriamente conectados ao afetar a função do marca-passo ou CDI
desfibrilador. Tocar as partes de metal dos cabos implantado. Coloque as pás descartáveis pelo
desconectados pode causar choque elétrico ou menos 8 cm longe da posição implantada (área
lesões por energia descarregada. saliente) do marca-passo ou CDI. (Não gaste
tempo selecionando a posição de fixação das
pás ao invés de acelerar o tratamento de
AVISO emergência.)
O desfibrilador gera alta voltagem. O desfibrilador • Se a desfibrilação for realizada em um paciente
tem que ser operado somente por pessoal médico com um marca-passo ou CDI implantado, a
treinado e qualificado. função de marca-passo ou de CDI devem ser
verificadas após a desfibrilação.
• Se o paciente tiver um CDI que esteja aplicando
AVISO choques, aguarde de 30 a 60 segundos para que o
Não mova ou transporte o desfibrilador quando CDI complete o ciclo de tratamento antes de
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador. colocar as pás descartáveis. Os ciclos de
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como análise e choque do CDI e do desfibrilador podem
uma queda, ele poderá se descarregar e causar entrar em conflito.
choque elétrico. • Os resultados da análise podem tornar-se
imprecisos se o ECG incluir um amplo pulso de
marca-passo.
AVISO
Realize a desfibrilação em uma ambulância apenas
com o veículo parado.

3-8 Manual do Operador Série TEC-5600


3. Cuidados gerais na manipulação

CUIDADO CUIDADO
Tenha outro desfibrilador pronto em caso de Antes da desfibrilação, certifique-se de que o
problema ou acidente. paciente não está em contato elétrico com
nenhuma parte de metal da cama, maca ou outro
equipamento, por meio de sangue ou solução
química no paciente. Esse contato poderá criar
caminhos indesejados para a corrente do desfibrilador
e aplicação insuficiente de choque elétrico.
3

NOTA: Mesmo quando um choque elétrico adequado


é aplicado em um(a) paciente, ele(a) pode sofrer
queimaduras.

Instalação e conexão

Medidas de segurança adicionais para a conexão


Corte de alimentação do de aparelhos externos
desfibrilador
Quando for usado mais de um aparelho elétrico, poderá
Para cortar o fornecimento de alimentação ao desfibrilador, existir diferença de potencial entre os aparelhos. A diferença
desligue o cabo de alimentação do desfibrilador da tomada de potencial entre aparelhos poderá causar o fluxo de corrente
de parede de CA. Ao instalar o desfibrilador, coloque-o para o paciente conectado aos aparelhos, resultando em
em uma posição que permita desligar facilmente o cabo de choque elétrico. Nunca utilize nenhum equipamento médico
alimentação da tomada de parede CA. no tratamento do paciente sem o devido aterramento.
Sempre que necessário, realize o aterramento equipotencial,
conforme especificado na diretiva IEC 60601-1-1: 2000 e
Instalação das unidade IEC 60601-1: 2005. É habitualmente necessário na sala de
operações, sala da UTI, sala da UCC e sala de cateterização
opcionais no desfibrilador cardíaca e sala de raio-X. Consulte um engenheiro biomédico
para determinar se isto é necessário.
e conexão dos aparelhos
externos "Requisitos gerais para ligação a sistemas elétricos
médicos" (p. 3-10)

AVISO NOTA • Para detalhes sobre a conexão de um


Ligue apenas o aparelho especificado ao desfibrilador aparelho externo ao desfibrilação, entre em
e siga o procedimento indicado. Não seguir esse contato com seu representante Nihon Kohden.
aviso poderá resultar em choques elétricos ou • A corrente de fuga pode aumentar ao
ferimentos no paciente e no operador ou mesmo interconectar muitos aparelhos médicos ao
causar incêndios e funcionamento incorreto do desfibrilador.
instrumento.

CUIDADO
Antes de conectar ou desconectar os aparelhos,
certifique-se de que cada um deles está desligado
e que o cabo de alimentação está desconectado
da tomada de CA. Remova então a bateria. Caso
contrário, o paciente ou o operador poderão sofrer
choques elétricos ou ferimentos.

Manual do Operador Série TEC-5600 3-9


3. Cuidados gerais na manipulação

Requisitos gerais para ligação a sistemas elétricos


médicos
Quando for usado mais de um aparelho elétrico, poderá existir diferença de potencial
entre os aparelhos. A diferença de potencial entre aparelhos poderá causar o fluxo
de corrente para o paciente conectado aos aparelhos, resultando em choque elétrico.
Por isso, os aparelhos elétricos têm que ser instalados adequadamente de acordo
com o especificado na IEC 60601-1-1: 2000 e IEC 60601-1: 2005.

Exemplos de combinações de EQUIPAMENTO ELETROMÉDICO e


equipamento elétrico não-médico (IEC 60601-1-1: 2000)
A seguir é apresentado um extrato da norma IEC 60601-1-1: 2000 "Equipamento
eletromédico Parte 1-1: Requisitos Gerais de Segurança". Para obter mais detalhes,
consulte a norma IEC 60601-1-1: 2000 ou um engenheiro biomédico.

Sala usada para fins clínicos


Sala usada para fins Solução viável
Situação n.º Dentro do AMBIENTE Fora do AMBIENTE (Ver cláusula 19 em
não clínicos
DO PACIENTE DO PACIENTE todas as situações)

1 1a Itens A e B no
AMBIENTE DO A B
PACIENTE
IEC IEC
60601 60601
1b Itens A e B no Para B: Proteção terra
AMBIENTE DO A B adicional ou
PACIENTE transformador separado
IEC IEC
60601 XXXXX
1c Item A alimentado Para B: Proteção terra
A
por fonte de energia adicional ou
IEC 60601
especificada no item B transformador separado
no AMBIENTE DO B
PACIENTE IEC XXXXX
2 2a Item A no
AMBIENTE DO A B
PACIENTE e item B
em sala usada para fins IEC IEC
clínicos 60601 60601
2b Item A no Para B: Consulte 19.201
AMBIENTE DO A B e o respectivo fundamento
PACIENTE e item B
em sala utilizada para IEC IEC
procedimentos médicos 60601 XXXXX

3 3a Item A no Para B: Consulte 19.201


AMBIENTE DO A B e o respectivo fundamento
PACIENTE e o item IEC 60601
B na sala usada para IEC ou
fins não clínicos 60601 IEC XXXXX

proteção terra comum


3b Item A no Para B: Proteção terra
AMBIENTE DO A B adicional ou
PACIENTE e o item IEC 60601 DISPOSITIVO DE
B na sala usada para IEC ou SEPARAÇÃO
fins não clínicos 60601 IEC XXXXX
proteção terra com
proteção terra
diferença de potencial

3-10 Manual do Operador Série TEC-5600


3. Cuidados gerais na manipulação

CHAVE PARA A TABELA


• Proteção terra adicional: se necessário, fornece proteção terra adicional, que
está permanentemente ligada (consulte igualmente 58.201).
OBSERVAÇÃO Pode ser necessário modificar o equipamento.
• Transformador de separação: se necessário, limite a CORRENTE DE FUGA
DA CAIXA, usando um transformador de separação de acordo com o anexo EEE.
OBSERVAÇÃO 1 Não é necessária nenhuma modificação do equipamento.
OBSERVAÇÃO 2 Um transformador de separação é um transformador com
3
um ou mais enrolamentos de entrada, separados dos enrolamentos de saída pelo
menos com isolamento básico [IEC 60989].
• DISPOSITIVO DE SEPARAÇÃO: se necessário, aplique um DISPOSITIVO
DE SEPARAÇÃO.
• IEC 60601: EQUIPAMENTO ELETROMÉDICO em conformidade com a
IEC 60601.
• IEC XXXXX: equipamento não-médico em conformidade com os padrões
de segurança IEC relevantes.

Manual do Operador Série TEC-5600 3-13


3. Cuidados gerais na manipulação

Exemplos de combinações de EQUIPAMENTO ELETROMÉDICO e


equipamento elétrico não-médico (IEC 60601-1: 2005)
A seguir é apresentado um extrato da norma IEC 60601-1: 2005 "Equipamento
eletromédico - Parte 1: Requisitos Gerais de Segurança básica e rendimento
essencial". Para obter mais detalhes, consulte a norma IEC 60601-1: 2005 ou um
engenheiro biomédico.

Sala usada para fins clínicos Exemplos


de causas
Sala usada Meios práticos de
possíveis
Fora do para conformidade
Situação n.º No AMBIENTE de limites
AMBIENTE DO fins não Aplicar 16.5 em
DO PACIENTE excedidos de
PACIENTE clínicos todas as situações
CORRENTE DE
FUGA
1a Itens A e B são PEÇAS – Verifique a
EQUIPAMENTO APLICADAS CORRENTE
ME Multiplicadas do DE FUGA DO
Rede Rede mesmo tipo podem PACIENTE total
Tomada Tomada causar limites
A B excedidos do total
IEC 60601 IEC 60601 de CORRENTE
DE FUGA DO
PACIENTE
Consulte a Nota 1.
1b Itens A e B são O condutor de – CONEXÃO DE
EQUIPAMENTO aterramento ATERRAMENTO
ME alimentados A B da TOMADA DE PROTEÇÃO
IEC 60601 IEC 60601
por uma MÚLTIPLA está Adicional
TOMADA quebrado
(para A ou B) ou,
MÚLTIPLA
TOMADA MÚLTIPLA Consulte também
– Transformador de
1a.
separação
1c Item A é Devido a – CONEXÃO DE
EQUIPAMENTO CORRENTE DE ATERRAMENTO
ME e B é TOQUE elevada DE PROTEÇÃO
Rede Rede
EQUIPAMENTO de B Adicional
Tomada Tomada
Não-ME
A B (para B) ou,
IEC 60601 IEC xxxxx
– Transformador de
1 separação

(para B)
1d Item A é O condutor de – CONEXÃO DE
EQUIPAMENTO aterramento ATERRAMENTO
ME e B é da TOMADA DE PROTEÇÃO
A B
EQUIPAMENTO IEC 60601 IEC xxxxx MÚLTIPLA está Adicional
não-ME quebrado ou,
(para A ou B) ou,
alimentado por
Devido a
uma TOMADA – Transformador de
TOMADA MÚLTIPLA CORRENTE DE
MÚLTIPLA separação
TOQUE elevada
de B
1e Item A é Devido a – CONEXÃO DE
EQUIPAMENTO Rede CORRENTE DE ATERRAMENTO
ME alimentado A Tomada TOQUE elevada DE PROTEÇÃO
por uma fonte IEC 60601 de B Adicional
de alimentação B
(para B) ou,
especificada no IEC xxxxx
item B – Transformador de
1f Item A é separação
EQUIPAMENTO Rede (para B)
ME alimentado Tomada
por uma fonte de B
A
alimentação de IEC xxxxx
IEC 60601 CD/CA
EQUIPAMENTO
NÃO-ME em B

3-12 Manual do Operador Série TEC-5600


3. Cuidados gerais na manipulação

Sala usada para fins clínicos Exemplos


de causas Meios práticos de
possíveis conformidade
Fora do Sala usada para
Situação n.º No de limites Aplicar 16.5
AMBIENTE DO fins não clínicos
AMBIENTE DO PACIENTE excedidos de em todas as
PACIENTE
CORRENTE DE situações
FUGA
2a Itens A e B são Rede Rede Não existem causas – Não são
EQUIPAMENTO
ME
Tomada Tomada de excesso de
CORRENTE DE
necessárias mais
medidas
3
A B
IEC 60601 IEC 60601 FUGA

2b Itens A e B são O condutor de – CONEXÃO DE


EQUIPAMENTO A B aterramento ATERRAMENTO
ME alimentado IEC 60601 IEC 60601 da TOMADA DE PROTEÇÃO
por uma MÚLTIPLA está Adicional (para A
TOMADA quebrado ou B) ou,
MÚLTIPLA
TOMADA MÚLTIPLA – Transformador de
separação
2c Item A é Devido a – Não use uma
2 Rede Rede
EQUIPAMENTO CORRENTE DE estrutura metálica
ME e o item B é Tomada Tomada TOQUE elevada do conector ou,
EQUIPAMENTO A B de B – DISPOSITIVO
não-ME IEC 60601 IEC xxxxx
Consulte o DE SEPARAÇÃO
fundamento de 16.5.
2d Item A é O condutor de – CONEXÃO DE
EQUIPAMENTO aterramento ATERRAMENTO
A B
ME e o item B é da TOMADA DE PROTEÇÃO
IEC 60601 IEC xxxxx
EQUIPAMENTO MÚLTIPLA está Adicional (para A
não-ME quebrado ou B) ou,
alimentado por
TOMADA MÚLTIPLA – Transformador de
uma TOMADA
separação
MÚLTIPLA
3a Itens A e B são Rede Rede Não existem causas – Não são
EQUIPAMENTO Tomada Tomada de excesso de necessárias mais
ME A B CORRENTE DE medidas
IEC 60601 IEC 60601 FUGA

aterramento de proteção comum


3b Item A é Devido a – Não use a
EQUIPAMENTO CORRENTE DE estrutura metálica
ME e o item B é Rede Rede TOQUE elevada do conector
EQUIPAMENTO Tomada Tomada de B para a PARTE
não-ME A B DO SINAL DE
IEC 60601 IEC xxxxx Consulte o
ENTRADA/
fundamento de 16.5.
SAÍDA ou,
aterramento de proteção comum
– DISPOSITIVO
3
DE SEPARAÇÃO
3c Item A é a) Potencial – CONEXÃO DE
EQUIPAMENTO diferença entre ATERRAMENTO
ME e o item B é Rede as CONEXÕES DE PROTEÇÃO
EQUIPAMENTO Rede Tomada DE ATERRA- Adicional (para A),
Tomada
ME ou B MENTO DE ou
EQUIPAMENTO A IEC 60601 PROTEÇÃO de
IEC 60601 ou – DISPOSITIVO DE
não-ME Ae B
IEC xxxxx SEPARAÇÃO, ou
b) Devido a
aterramento de proteção comum – Não use a
aterramento de CORRENTE DE
proteção com estrutura metálica
TOQUE elevada
diferença de do conector no
potencial de B
AMBIENTE DO
Consulte o PACIENTE
fundamento de 16.5.

Manual do Operador Série TEC-5600 3-13


3. Cuidados gerais na manipulação

NOTA 1 Não existem causas para limites excedidos da CORRENTE DE TOQUE


ou FUGA DE CORRENTE DE ATERRAMENTO.
NOTA 2 IEC 60601: EQUIPAMENTO ELETROMÉDICO em conformidade
com a IEC 60601.
NOTA 3 IEC xxxxx: Equipamento não-médico em conformidade com os padrões
de segurança IEC.
NOTA 4 Transformador de separação: consulte 16.9.2.1.
NOTA 5 Se o equipamento "B" estiver fora do AMBIENTE DO PACIENTE e se
o equipamento "A" for de CLASSE II e tiver partes condutores acessíveis ligadas
à CONEXÃO DE ATERRAMENTO DE PROTEÇÃO do equipamento "B", poderão
ser necessárias medidas de segurança adicionais, como por exemplo: aterramento
de proteção adicional para "B" ou um transformador de separação ou DISPOSITIVO
DE SEPARAÇÃO.

3-14 Manual do Operador Série TEC-5600


4 Preparação

Alimentação ................................................................... 4-2


4

Tipos de alimentação .....................................................................4-2


Operação com alimentação de CA ............................................4-2
Operação da bateria ..................................................................4-2

Utilização da alimentação de CA.................................... 4-3


Ligação do cabo de alimentação ...................................................4-3

Utilização da bateria ....................................................... 4-5


Tempo aproximado de operação da bateria ...................................4-5
Instalar a bateria ............................................................................4-6
Carregamento da bateria ...............................................................4-6
Carregamento no desfibrilador ..................................................4-6
Tempo aproximado de carregamento ............................................4-8
Carregamento lento .......................................................................4-8
Exibição da carga restante da bateria ...........................................4-9
Verifique o ícone de exibição de carga restante da bateria ......4-9

Carregamento do papel de gravação


(TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631) .............................. 4-10

Inserir um cartão SD .................................................... 4-11

Precisão do relógio interno........................................... 4-11

Alterar configurações ................................................... 4-11


Configurações do administrador .................................................. 4-11
4. Preparação

Alimentação

Tipos de alimentação
O desfibrilador pode funcionar com bateria ou alimentação de CA.
Você pode selecionar a CA ou uma bateria opcional (bateria NKB-301V) de acordo
com o lugar onde o desfibrilador será utilizado.
O uso combinado de alimentação de CA e de bateria também é possível.

Seção 4 "Alimentação" (p. 4-2)

Operação com alimentação de CA


Para fornecer alimentação de CA ao desfibrilador , utilize o cabo de alimentação
Luz de alimentação de CA fornecido.
Enquanto a alimentação de CA estiver ligada, a luz de alimentação de CA estará
acesa. Quando o desfibrilador estiver LIGADO, o ícone " " será exibido na posição
superior direita da tela.
Qualquer uma das luzes de
carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

AVISO
Use somente o cabo de alimentação especificado.
Quando o cabo de alimentação não puder ser
usado ou quando o aterramento equipotencial for
questionável (como em instalações com aterramento
A alimentação de CA será fornecida. inadequado), use o desfibrilador com a bateria. Caso
contrário, o paciente e o operador poderão sofrer
choques elétricos ou ferimentos.

Operação da bateria
Instale a bateria opcional (bateria NKB-301V) no desfibrilador para fornecer energia
a partir da bateria.
Se o fornecimento de alimentação de CA for interrompido e uma bateria for instalada,
o desfibrilador automaticamente alterna para a alimentação da bateria e um ícone
indicando a alimentação da bateria é exibido na tela.

Seção 4 "Alimentação" (p. 4-2)

Ícone de carga restante da bateria


Bateria NKB-301V

A bateria pode ser carregada dentro do desfibrilador.


A bateria dentro do desfibrilador é continuamente carregada enquanto o
desfibrilador estiver conectado à alimentação de CA. A bateria é carregada
mesmo durante a operação.

4-2 Manual do Operador Série TEC-5600


4. Preparação

Utilização da alimentação de CA
NOTA • Conecte o desfibrilador a uma fonte de alimentação que
corresponda em frequência e em voltagem às especificações
do produto, com capacidade de corrente suficiente.
• Sempre instale a bateria para o caso de perda súbita da
fonte de alimentação, como falha na alimentação ou apagão
temporário, em um hospital, mesmo quando usar o desfibrilador 4
com alimentação de CA. Isso permite o uso contínuo do
desfibrilador.
• Se as baterias não forem usadas em caso de falha súbita
da alimentação, como um corte de energia ou um apagão
temporário, os dados do desfibrilador podem ficar danificados.
No caso de uma falha de alimentação ou apagão temporário em um hospital,
garanta o fornecimento da alimentação ao conectá-lo ao sistema de
alimentação de emergência enquanto o desfibrilador estiver sendo usado
com bateria.

Ligação do cabo de alimentação


1 Conecte o conector do cabo de alimentação na entrada de CA no painel traseiro
do desfibrilador e a tomada oposta em uma saída de CA da parede. Quando
o cabo de alimentação de 3 pinos estiver conectado em uma saída de CA aterrada
de 3 pinos, o desfibrilador será automaticamente aterrado.

AVISO
Use somente o cabo de alimentação especificado.
Quando o cabo de alimentação não puder ser
usado ou quando o aterramento equipotencial for
questionável (como em instalações com aterramento
inadequado), use o desfibrilador com a bateria. Caso
contrário, o paciente e o operador poderão sofrer
choques elétricos ou ferimentos.

Manual do Operador Série TEC-5600 4-3


4. Preparação

2 Verifique se a luz de alimentação de CA no painel frontal do desfibrilador acende


quando a alimentação de CA é fornecida.
A luz de carregamento da bateria " " ou a luz que indica o carregamento
completo da bateria " " acende, dependendo do status da bateria.

Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

NOTA: Se a luz de CA não acender quando o cabo de alimentação for


conectado, verifique se o cabo de alimentação está
firmemente conectado.
Quando o desfibrilador estiver ligado, o ícone " " será exibido na posição
superior direita da tela.

Se não houver uma bateria instalada no desfibrilador, a mensagem


"INSIRA AS BATERIAS" será exibida.

4-4 Manual do Operador Série TEC-5600


4. Preparação

Utilização da bateria
Instale a bateria opcional (bateria NKB-301V) no desfibrilador para fornecer energia
a partir da bateria. O desfibrilador normalmente opera em alimentação de CA.
Se a alimentação de CA estiver desconectada, o desfibrilador muda para a operação
com bateria.
• Se o cabo de alimentação for conectado novamente, o desfibrilador muda
automaticamente para a alimentação de CA. 4
• No caso de uma falha de alimentação ou apagão temporário em um
hospital, garanta o fornecimento da alimentação de CA ao conectá-lo
ao sistema de alimentação de emergência enquanto o desfibrilador estiver
Bateria sendo usado com bateria.

NOTA: A vida útil convencional da bateria é de 2 anos. Antes de operar


o desfibrilador com a alimentação da bateria, certifique-se de verificar
a data inicial de utilização da bateria escrita na etiqueta fixada no
desfibrilador.
Antes de operar o desfibrilador com alimentação da bateria, certifique-se de ler
"Notas sobre a bateria".

Tempo aproximado de operação da bateria


Note que o tempo de operação varia dependendo das condições de uso.
Com uma bateria nova e completamente carregada a 20°C (68°F), o tempo
aproximado de operação da bateria é como o mostrado abaixo.

Desfibrilação
Pelo menos 100 descargas a 270 J
(Em uma frequência de 3 vezes de carga/descarga por minuto e então 1 minuto
de pausa)

Monitoração
Pelo menos 180 minutos de monitoração contínua

Estimulação transcutânea (TEC-5631)


Pelo menos 120 minutos de estimulação no modo fixo a 180 ppm e 200 mA
Com uma bateria nova e completamente carregada a 0°C (32°F), o tempo aproximado
de operação da bateria é como o mostrado abaixo.

Desfibrilação
Pelo menos 50 descargas a 270 J
(Em uma frequência de 3 vezes de carga/descarga por minuto e então 1 minuto
de pausa)

Manual do Operador Série TEC-5600 4-5


4. Preparação

Instalar a bateria
Instale uma bateria especificada pela Nihon Kohden (Bateria NKB-301V) no
desfibrilador.
Antes de instalar uma nova bateria, escreva a data inicial de utilização no espaço
correspondente na etiqueta da bateria. Certifique-se de fixar a etiqueta "bateria
inspecionada" fornecida com o desfibrilador e a etiqueta para escrever a data inicial
de uso da bateria fornecida com a bateria para o desfibrilador. Inspecione a bateria
a cada 6 meses e substitua a bateria a cada 2 anos. Após instalar a bateria no
desfibrilador, certifique-se de carregá-la.

Como instalar a bateria


Seção 12 "Substituição" (p. 12-27)
Teste da bateria
Guia do Administrador: "Procedimento de teste da bateria"

NOTA • Apenas utilize a bateria NKB-301V.


• Substitua a bateria por outra nova a cada 2 anos. Para garantir
o uso de emergência do desfibrilador com alimentação de bateria,
inspecione periodicamente a bateria.
• Após a substituição por uma bateria nova, pressione a tecla
[REDEFINIR] durante a exibição da tela TESTE DA BATERIA.
• A instalação da bateria tem que ser efetuada pelo seu
representante Nihon Kohden ou por pessoal treinado.

Carregamento da bateria
Carregue a bateria com o desfibrilador.
NOTA • A bateria não está totalmente carregada de fábrica. Antes de utilizar
uma nova bateria, certifique-se de carregar completamente
a bateria.
• Carregue a bateria apenas no desfibrilador. Se outro dispositivo
for utilizado para o carregamento, isso poderá causar
mau-funcionamento da bateria.
• Carregue a bateria apenas quando a temperatura ambiente estiver
entre 0 e 40°C (32 e 104°F). Do contrário, o carregamento pode
parar. O carregamento em temperaturas superiores a 40°C (104°F)
pode acelerar a deterioração da bateria.

Carregamento no desfibrilador
Para carregar a bateria dentro do desfibrilador, opere-o pela alimentação de CA.

1 Coloque o seletor na posição OFF.


NOTA: Nunca desligue o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no
cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Caso
contrário, os dados do desfibrilador podem ficar danificados.

4-6 Manual do Operador Série TEC-5600


4. Preparação

2 Conecte o cabo de alimentação ao desfibrilador e configure-o para o modo


de operação de CA.
A luz de alimentação de CA e a luz de carregamento da bateria no painel frontal
do desfibrilador acendem, e o carregamento da bateria se inicia.
NOTA • Nunca desconecte o cabo de alimentação antes do
carregamento estar completo.
• Se a temperatura da bateria ou a do interior do desfibrilador
aumentarem muito por conta do longo tempo de carregamento, 4
etc., a luz de carregamento da bateria e a luz que indica
o carregamento completo da bateria ficam intermitentes.
Nesse caso, pare imediatamente o carregamento, coloque
o desfibrilador em um local mais frio e então retome
o carregamento. O desfibrilador automaticamente iniciará
o carregamento quando a temperatura da bateria ou a do
interior do desfibrilador cair.
• Durante o carregamento, verifique se a luz de alimentação
de CA está acesa e que qualquer das luzes de carregamento
da bateria ou de indicação de carregamento completo da
bateria esteja acesa.

Luz de alimentação de CA

Luz de carregamento da
bateria

3 Após o carregamento estar completo, a luz que indica o carregamento completo


da bateria se acenderá.

Luz de alimentação de CA

Luz que indica o carregamento


completo da bateria

Manual do Operador Série TEC-5600 4-7


4. Preparação

Tempo aproximado de carregamento


O tempo aproximado de carregamento para uma bateria nova a 20°C (68°F) é de
menos de 3 horas.
NOTA: Se o carregamento não for finalizado após 5 horas ou mais terem
se passado, significa que a bateria apresenta mau-funcionamento.

Carregamento lento
Após o carregamento ser completado (a luz que indica o carregamento completo
da bateria estar acesa), mantenha o cabo de alimentação conectado à saída de CA
independente do uso do desfibrilador.
O carregamento lento se inicia para manter a bateria totalmente carregada.

Carregamento lento
O carregamento lento é um método de carregamento com pouca corrente
para compensar a perda por auto descarregamento. Isso evita a diminuição
da capacidade da bateria causada pelo auto descarregamento.

CUIDADO
Para manter a bateria totalmente carregada, mantenha
sempre o cabo de alimentação ligado na tomada
de CA, mesmo quando o desfibrilador não estiver
sendo utilizado. Caso contrário, a bateria poderá
descarregar e se tornar inutilizável.

NOTA • Se " 1~3 " ou " 0 " aparecerem na tela pouco depois do
carregamento completo, a bateria poderá estar deteriorada.
• Verifique a capacidade através do teste da bateria. Se a mensagem
"SUBSTITUIR BATERIAS" for exibida, substitua a bateria por
uma nova.
• Teste a bateria uma vez por mês.

Guia do Administrador: "Procedimento de teste da bateria"

4-8 Manual do Operador Série TEC-5600


4. Preparação

Exibição da carga restante da bateria


Você pode verificar a alimentação restante da bateria ao examinar o ícone exibido
na tela.
NOTA: Com uma bateria cujo carregamento foi várias vezes interrompido
antes de estar completamente carregada, a alimentação restante
da bateria poderá ser exibida incorretamente.

4
Verifique o ícone de exibição de carga restante da bateria
Ícone de carga restante da bateria Quando o desfibrilador for operado com a alimentação da bateria, o ícone de exibição
de carga restante da bateria será exibido na parte superior direita da tela.
NOTA: Os valores nas tabelas seguintes são calculados pressupondo-se
que a bateria seja manuseada como especificado neste
manual. Os valores dependem do uso da bateria e das
condições de armazenamento.

Ícone
Descargas Tempo
Carga
restantes utilizável
restante da Alarme Ação
(a 270 J e 20°C no modo
Indicação Cor bateria
(68°F)) MONITOR 1

Completamente
160 minutos ou
carregada (entre 95 descargas ou mais
mais
100% e 75%) Nenhum Nenhum
Verde Aprox. 2/3 (entre Entre 40 descargas ou 23 minutos ou
74% e 50%) mais mais
Aprox. 1/3 (entre 7 minutos ou Substitua por uma bateria carregada ou
4 descargas ou mais
49% e 10%) mais opere o desfibrilador em alimentação
de CA para carregar a bateria.

1 ou mais O alarme será cancelado quando


1~3
6 minutos ou o carregamento se iniciar. Nesse caso,
carga(s) de 270 J 3 descargas ou mais
mais mesmo se o carregamento parar enquanto
(entre 9% e 3%)
" " ou " 1~3 " for exibido, não
será gerado um alarme.
O desfibrilador não pode ser operado
com alimentação da bateria. Como o
Vermelho
Alarme desfibrilador irá se auto desligar em
Não é possível técnico breve, imediatamente substitua a bateria
operar com por uma carregada ou opere
0 alimentação da Não disponível Nenhum o desfibrilador em CA para carregar
bateria a bateria.
(entre 2% e 0%)
NOTA: se o ícone " 0 " for
exibido, o carregamento não
poderá ser efetuado.
Alimentação Verifique o significado da mensagem
restante de alarme, consultando "Mensagens
Branco Não disponível Nenhum
da bateria na tela" na Seção 9, tomando então as
desconhecida medidas apropriadas.

1
O tempo utilizável para a monitoração poderá ser menor que os tempos acima, dependendo da
utilização do gravador e de quais parâmetros serão monitorados.

Manual do Operador Série TEC-5600 4-9


4. Preparação

Carregamento do papel de gravação (TEC-5611,


TEC-5621, TEC-5631)
Trava de abertura da porta
CUIDADO
Não toque no cabeçote térmico dentro do gravador.
O cabeçote térmico pode ser danificado pela
eletricidade estática ou ficar sujo e causar falha na
impressão.

1 Puxe a trava de abertura da porta do gravador para cima


para soltar a trava e abrir a porta.
Como a porta abre-se até a metade por segurança, puxe
a porta para baixo até a abertura completa.

2 Configure o papel de gravação dentro do gravador como


exibido na figura da esquerda.

Guias
Puxe as guias para fora para
configurar o papel de gravação.

3 Traga o final do papel em sua direção a partir da fenda


superior.
Feche a porta até fazer um clique.

4 Após a instalação do papel de gravação, pressione a tecla


gravar/parar no painel frontal para verificar se o papel se
move suavemente.

4-10 Manual do Operador Série TEC-5600


4. Preparação

Inserir um cartão SD
Para armazenar os dados (dados de formato de onda ECG, dados de desfibrilação,
dados de eventos, som, etc) que serão medidos com este desfibrilador e os relatórios
de formatos de onda em um cartão SD, insira um cartão SD especificado pela
Nihon Kohden no slot de cartão SE do lado direito do desfibrilador, consultando
a Seção 10-2 "Cartões SD" (p.10-2-2).
Cartão de memória SD
(QM-001D, QM-002D) Seção 10-2 "Cartões SD" (p. 10-2-2) 4

Precisão do relógio interno


A precisão do relógio interno IC utilizado no desfibrilador é mostrada abaixo.
• Em temperatura ambiente: ±40 ppm ou menos
Isso significa que ±2 minutos por mês em imprecisão do horário podem ser
gerados.
• Dentro do intervalo de temperaturas de armazenamento (entre –25°C e +70°C
(entre 68°F e 158°F)): ±135 ppm ou menos
Isso significa um máximo de ±6 minutos por mês em imprecisão do horário
podem ser gerados.
NOTA: Para TEC-5611, TEC-5621 e TEC-5631, antes de cada utilização,
efetue verificações básicas e então imprima os resultados gravados.
Confirme se a data e a hora impressas no papel de gravação estão
corretas. A data e a hora no papel de gravação são partes
importantes do registro médico. Consulte a Seção 5 "DATA
E HORA" configuração do relógio. Note que as datas e os horários
registrados em dados de gravações anteriores podem diferir do
que foi impresso após a mudança nas configurações do relógio.

Alterar configurações
Diversas configurações podem ser feitas utilizando as janelas de configuração.
Os detalhes para essas configurações estão descritos na Seção 5 "DATA E HORA".

Configurações do administrador
Algumas configurações na janela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA podem ser
alteradas apenas pelo administrador.
Os detalhes dessas configurações estão descritos no Guia do administrador.

Manual do Operador Série TEC-5600 4-11


4. Preparação

4-12 Manual do Operador Série TEC-5600


5 Janelas de
configuração

Introdução ...................................................................... 5-2


5

Lista de itens de configuração .......................................................5-2


Configurações básicas ..................................................................5-4
Inserção de caracteres ..............................................................5-5

GUIA .............................................................................. 5-6


Lista de itens de configuração .......................................................5-6
Exibição da janela GUIA ................................................................5-6

CONFIGURAÇÃO DAS PÁS ......................................... 5-7


Lista de itens de configuração .......................................................5-7
SINC POR PÁ ................................................................................5-7
ALARME DE FC ............................................................................5-8

CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO ............................ 5-9


DATA E HORA ...............................................................................5-9
Lista de itens de configuração ...................................................5-9
DATA E HORA ...........................................................................5-9
CONFIGURAÇÃO DE AUTOTESTE ...........................................5-10
Lista de itens de configuração .................................................5-10
TEMPO DE AUTOTESTE ........................................................5-10
TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA DO RELATÓRIO
DE AUTOTESTE......................................................................5-10
VOLUME ...................................................................................... 5-11
Lista de itens de configuração ................................................. 5-11
Alteração das configurações de volume para vários sons ......5-12
CONFIGURAÇÃO DA MEDICAÇÃO ...........................................5-13
Lista de itens de configuração .................................................5-13
Nomeação de uma tecla de medicação ..................................5-13
CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES ...........................5-14
Lista de itens de configuração .................................................5-14
NÚMEROS GRANDES ............................................................5-14
5. Janelas de configuração

Introdução
Exibe a janela CONFIGURAÇÃO e oferece diversas configurações para cada
operação.
NOTA: As configurações alteradas são imediatamente aplicadas às
operações relevantes. Para restaurar uma configuração para seu
valor anterior, altere a configuração novamente.

Para valores padrão


Seção 14 "Itens de configuração e configurações padrão"

Lista de itens de configuração


Item
Menu de Descrição Página
Submenu
configuração
? ECG
Exibe a janela GUIA para cada
GUIA ? SpO2 p. 5-6
parâmetro.
? CO2
Altera as configurações para
CONFIGURAÇÃO
Todos os parâmetros o limite superior/inferior de p. 8-1-20
DO ALARME
alarme.
CONFIGURAÇÃO Altera as configurações para
SINC POR PÁ, ALARME DE FC p. 5-7
DAS PÁS derivação de pá/pá.
ALARME DE ECG FC/FP, CVP
CONFIGURAÇÃO
DO ECG FILTRO DE UMIDADE, FILTRO, DERIVAÇÃO Ca,
CASCATA
Altera as configurações para
p. 8-1-18
OBTENÇÃO DE ECG monitoração de ECG.
CONFIGURAR
REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO
QRS
TIPO DE DETECÇÃO
CONFIGURAÇÃO ASSÍSTOLE, FV/TV, EXECUÇÃO DE CVP, COMBINAR, Altera as configurações para
p. 9-15
DE ARRITMIA CVP ANTERIOR, BIGEMINIA, ANÁLISE DE ARRITMIA o alarme de arritmia.
ALARME SpO2 SpO2, FC/FP
CONFIGURAÇÃO Altera as configurações para
FONTE DE SINC, TOM DE SINC, SENSIBILIDADE, MODO a monitoração de SpO . p. 8-3-8
DE SpO2 2
DE SENSIBILIDADE
CALIBRAR (AR, N2)
CONFIGURAÇÃO Altera as configurações para
ALARME DE CO2 ETCO2, FR, APNEIA p. 8-2-15
DE CO2 a monitoração de CO2.
MÉTODO DE CALIBRAÇÃO, ESCALA
Altera as configurações dos
INTERVALO, EXCLUIR TODOS OS RELATÓRIOS p.10-1-14
relatórios.
p.10-1-15
CONFIGURAÇÃO SALVAR RELATÓRIO, ENVIAR RELATÓRIO
DE RELATÓRIO GRÁFICO DE TENDÊNCIAS p.10-1-18
Exibe a janela de relatório.
LISTA PERIÓDICA p.10-1-19
LISTA DE EVENTOS p.10-1-20
CONFIGURAÇÃO Altera as configurações de
INTERVALO, GRAVANDO ONDAS p. 10-1-4
DE GRAVAÇÃO gravação.

5-2 Manual do Operador Série TEC-5600


5. Janelas de configuração

Item
Menu de Descrição Página
Submenu
configuração
Altera as configurações de data
DATA E HORA ANO, MÊS, DIA, HORA, MINUTO p. 5-9
e hora.
TEMPO DE
HORA, MINUTO p. 5-10
AUTOTESTE
CONFIGURAÇÃO RELATÓRIO Altera as configurações de
DE AUTOTESTE DE autoteste.
EMPARELHAMENTO p.10-2-11
AUTOTESTE
AUTOMÁTICO
Se um módulo Bluetooth®
5
FORMATO DO
CONFIGURAÇÃO DESTINATION ARQUIVO, CÓDIGO adicional QI-832V estiver
p. 10-2-7
CONFIGURAÇÃO DE BLUETOOTH SETUP PIN, DISPOSITIVO instalado, configure o dispositivo
DE DISPOSITIVO DE DESTINO de destino.
INSTRUÇÃO DE VOZ, SOM DO
ALARME, SOM DE CARGA, SOM Altera as configurações de
VOLUME p. 5-11
DE SINC, SOM DE TECLA, SOM DE volume para vários sons.
OPERAÇÃO
Altera as configurações para
CONFIGURAÇÃO
MEDICAÇÃO 1 A 5 a nomeação das teclas de p. 5-13
DA MEDICAÇÃO
medicação.
CONFIGURAÇÃO Configura se os números
DE NÚMEROS NÚMEROS GRANDES no monitor deverão ser p. 5-14
GRANDES aumentados ou não.

Manual do Operador Série TEC-5600 5-3


5. Janelas de configuração

Configurações básicas
Siga os procedimentos abaixo para a alteração das configurações.

1 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.

2 Abra a janela de configuração.


1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para
selecionar um item do menu CONFIGURAÇÃO.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item.
3) Pressione a tecla [OK] para abrir a janela de configuração.
A janela de configuração será exibida com o item selecionado na etapa 2)
em destaque.
Todo o menu de configuração
Item do menu CONFIGURAÇÃO
sendo exibido

1) Selecione um item do menu 1) Selecione um item. 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO.

3 Altere a configuração.
1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar um
item.
2) Pressione a tecla [ ↓ ] ou a tecla [ ↑ ] para alterar a configuração.

Para voltar à janela CONFIGURAÇÃO, pressione a tecla [MENU].

Exemplo: CONFIGURAÇÃO DE GRAVAÇÃO


O cursor é movido até a configuração selecionada.
A configuração selecionada é destacada.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.

5-4 Manual do Operador Série TEC-5600


5. Janelas de configuração

4 Repita as etapas 2 e 3 para configurar os outros itens.

5 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

Inserção de caracteres
1) Pressione a tecla [CARACTERE→] para selecionar a posição do caractere.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para alterar o caractere.

Cada vez que a tecla [ ↓ ] ou a tecla [ ↑ ] for pressionada, o próximo 5


caractere será selecionado entre 0 e 9 e entre A e Z (maiúsculas e minúsculas),
em ordem numérica ou alfabética.
Se a tecla for pressionada e segurada, o caractere mudará constantemente.

Exemplo: para a configuração de MEDICAÇÃO na janela CONFIGURAÇÃO


DA MEDICAÇÃO
O caractere selecionado é destacado.

1) Selecione um caractere para 2) Selecione um caractere.


ser configurado.

Manual do Operador Série TEC-5600 5-5


5. Janelas de configuração

GUIA
Exibe a janela GUIA para cada parâmetro.
A janela GUIA mostra as medidas corretivas para um alarme técnico usando
instruções e figuras.

A janela GUIA também pode ser exibida pressionando-se a tecla


[GUIA], que é exibida quando um alarme técnico é gerado.

Seção 8 "Janela GUIA" (p. 8-0-5)

Lista de itens de configuração


Item Descrição

?ECG
GUIA ?SpO2 Exibe a janela GUIA para cada parâmetro.
?CO2

Exibição da janela GUIA


Exibe a janela GUIA e verifica o conteúdo.
Para abrir a janela
1) Selecione GUIA na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione um item entre ?ECG e ?CO2 e pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)

Exemplo: janela GUIA para ?ECG

Pressione para selecionar um item. Pressione para alterar a página


exibida.

5-6 Manual do Operador Série TEC-5600


5. Janelas de configuração

CONFIGURAÇÃO DAS PÁS


Exibe a janela CONFIGURAÇÃO DAS PÁS e altera as configurações para
a derivação de pá.

Lista de itens de configuração


Item Descrição (Padrão) 5
Configura a ativação ou não da cardioversão sincronizada LIGADO,
SINC POR PÁ
com a pá. DESLIGADO
CONFIGURAÇÃO
DAS PÁS Selecione se deseja ou não gerar alarmes de frequência
LIGADO,
ALARME DE FC cardíaca quando monitorar o ECG com a derivação de pás/
DESLIGADO
pás.

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DA PÁ na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione SINC POR PÁ ou ALARME DE FC e pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)

SINC POR PÁ
Configura a ativação ou não da cardioversão sincronizada com a derivação da pá.

CUIDADO
A cardioversão sincronizada com a derivação da
pá não oferece um ECG estável, pois é difícil
manter as pás na mesma posição. O artefato no
ECG pode ser confundido com QRS e a descarga
pode não ser sincronizada com o QRS do paciente.

Configurações:
• LIGADO: ativa a cardioversão sincronizada com a derivação da pá.
• DESLIGADO (padrão): desativa a cardioversão sincronizada com
a derivação da pá.

Manual do Operador Série TEC-5600 5-7


5. Janelas de configuração

ALARME DE FC
Selecione se deseja ou não gerar alarmes de frequência cardíaca quando monitorar
o ECG com a derivação de pás.
Configure como "LIGADO" para a monitoração por um longo período utilizando
pás descartáveis ou selecione como "DESLIGADO" para a monitoração
utilizando pás externas ou pás internas.

Configurações:
• LIGADO: gera alarmes de frequência cardíaca com a derivação da
pá.
• DESLIGADO (padrão): não gera alarmes de frequência cardíaca
com a derivação da pá.

5-8 Manual do Operador Série TEC-5600


5. Janelas de configuração

CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO
Altera as configurações do desfibrilador.

DATA E HORA
Configure a data e a hora do relógio interno.

5
Lista de itens de configuração
Item Descrição
ANO De 2000 a 2079
MÊS De 1 a 12
CONFIGURAÇÃO Configure a data e a hora do relógio
DATA E HORA DIA De 1 a 31
DE DISPOSITIVO interno.
HORA De 0 a 23
MINUTO De 0 a 59

DATA E HORA
Abra a janela DATA E HORA para configurar a data e hora do relógio interno.
NOTA: Após a VERIFICAÇÃO BÁSICA, verifique se a data e hora
corretas são impressas no papel de gravação. A data e hora no
papel de gravação são partes importantes para o registro médico.

Seção 12 "Verificações básicas" (p. 12-6)

Configuração: de 2000/1/1 00:00 a 2079/12/31 23:59

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione DATA E HORA e pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)

1) Pressione a tecla [ITEM] para selecionar um item.


2) Pressione a tecla [ ↓ ] ou a tecla [ ↑ ] para alterar a configuração.
3) Configure todos os itens e pressione a tecla [OK] para registrá-los.

Se MINUTE for alterado, o valor para segundos será alterado para "00" quando
a tecla [OK] for pressionada.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração. 3) [OK]

Manual do Operador Série TEC-5600 5-9


5. Janelas de configuração

CONFIGURAÇÃO DE AUTOTESTE
Exibe a janela CONFIGURAÇÃO DE AUTOTESTE e altera as configurações
para autoteste.

Seção 12 "Autotestes" (p. 12-24)

Lista de itens de configuração

Item Descrição (Padrão)


De 0 a 23
HORA
TEMPO DE Configura o tempo para a execução (Padrão 12).
AUTOTESTE do autoteste.
MINUTO De 0 a 59
CONFIGURAÇÃO CONFIGURAÇÃO
DE DISPOSITIVO DE AUTOTESTE TRANSFERÊNCIA Executa o emparelhamento com
AUTOMÁTICA DO o dispositivo de destino para
SIM, NÃO
RELATÓRIO DE transferir o relatório do autoteste
AUTOTESTE automaticamente.

TEMPO DE AUTOTESTE
Exibe a janela CONFIGURAÇÃO DE AUTOTESTE e configura o tempo de
execução do autoteste.

Configuração: de 0 HORA 0 MINUTO a 23 HORAS 59 MINUTOS


(padrão: 12 HORA 0 MINUTO)

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione CONFIGURAÇÃO DE AUTOTESTE e pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)
1) Pressione a tecla [ITEM] para selecionar um item.
2) Pressione a tecla [ ↑ ] ou a tecla [ ↓ ] para alterar a configuração.
3) Configure todos os itens.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.

TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA DO RELATÓRIO DE AUTOTESTE


Executa o emparelhamento com o dispositivo de destino para transferir o relatório
do autoteste automaticamente.
Para detalhes, consulte a Seção 10-2 "Configurar o dispositivo para salvar
automaticamente o relatório de autoteste".
Seção 10-2 "Configurar o dispositivo para salvar automaticamente o relatório de
autoteste" (p. 10-2-11)

5-10 Manual do Operador Série TEC-5600


5. Janelas de configuração

VOLUME
Exibe a janela VOLUME e configura o volume.

AVISO
Configure o volume do som do alarme consoante
a o local de uso do desfibrilador. Se o som do alarme
estiver muito baixo, observe cuidadosamente o
paciente e verifique periodicamente o desfibrilador.
Caso contrário, o som do alarme poderá não ser
5
ouvido e podem ser negligenciadas alterações
importantes no estado do paciente ou problemas
no desfibrilador.

NOTA: Se o SOM DE SINC estiver configurado como "0", o som de


sincronização será silenciado.

Lista de itens de configuração

Item Descrição (Padrão)

INSTRUÇÃO
Selecione o volume de instrução de voz. 1, 2, 3, 4
DE VOZ
SOM DO
Selecione o volume do som de alarme. 1, 2, 3, 4
ALARME
Seleciona o volume de som para carregamento e final de
SOM DE carregamento.
1, 2, 3, 4
CARGA  Carregamento: é emitido um bip contínuo.
 Final de carregamento: é emitido um bip intermitente.
CONFIGURAÇÃO
VOLUME Seleciona o volume do som de sincronização
DE DISPOSITIVO
Volumes de sons opcionais, como o som gerado pela 0, 1, 2,
SOM DE SINC calibração de CO2, são vinculados ao SOM DE SINC. 3, 4
Porém, se o SOM DE SINC estiver configurado como "0",
o volume dos sons opcionais será configurado como "1".
SOM DE Seleciona o volume do som de clique gerado quando uma 0, 1, 2,
TECLA tecla é pressionada. 3, 4
SOM DE
Seleciona o volume do som de operação. 1, 2, 3, 4
OPERAÇÃO

Sons além de SOM DE SINC e SOM DE TECLA não podem ser selecionados.
A prioridade foi configurada como VOZES, SOM DO ALARME e SOM DE
CARGA.
(Prioridade: alta) INSTRUÇÃO DE VOZ>SOM DO ALARME>SOM
DE CARGA, SOM DE SINC, SOM DE TECLA SOM DE OPERAÇÃO
(Prioridade: baixa)
Quando diferentes tipos de sons são gerados ao mesmo tempo, o volume para
sons de prioridade baixa se tornará "1" independente da configuração do volume.

Manual do Operador Série TEC-5600 5-13


5. Janelas de configuração

Alteração das configurações de volume para vários sons


Exibe a janela VOLUME e configura os volumes apropriados de acordo com
o ambiente.

Configuração: 0 (silenciado)1, de 1 a 4 1 apenas SOM DE SINC e SOM DE


TECLA
(Padrão: "2" para SOM DE SINC e SOM DE TECLA e
"4" para outros sons)

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione VOLUME e pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)

5-12 Manual do Operador Série TEC-5600


5. Janelas de configuração

CONFIGURAÇÃO DA MEDICAÇÃO
Abra a janela CONFIGURAÇÃO DA MEDICAÇÃO e altere as configurações
para a nomeação das teclas de MEDICAÇÃO.
As teclas de medicação aparecem quando a configuração de medicação na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA estiver "Ligado" e a tecla [EVENTO] estiver
pressionada.

 Guia do administrador: "Configuração do sistema"


 Seção 10-1 "Gravação de eventos" (p. 10-1-8)

5
Lista de itens de configuração

Item Descrição (Padrão)


Dentro de 13 alfanuméricos
Altera as configurações (Padrão para MEDICAÇÃO 1:
CONFIGURAÇÃO CONFIGURAÇÃO MEDICAÇÃO
para a nomeação das teclas Adrenalina)
DE DISPOSITIVO DA MEDICAÇÃO 1A5
de MEDICAÇÃO. (Padrão para MEDICAÇÃO 2 a 5:
Medicação 2 a 5)

Nomeação de uma tecla de medicação


Abra a janela de CONFIGURAÇÃO DA MEDICAÇÃO e configure o parâmetro.
Pressione a tecla [ITEM] para selecionar um item.

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione CONFIGURAÇÃO DA MEDIÇÃO e pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)

Manual do Operador Série TEC-5600 5-13


5. Janelas de configuração

CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES


Exibe a janela CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES e altera
a configuração da exibição do tamanho dos números na tela do monitor.

Lista de itens de configuração

Item Descrição (Padrão)

CONFIGURAÇÃO
CONFIGURAÇÃO NÚMEROS Altera a configuração do tamanho de exibição LIGADO,
DE NÚMEROS
DE DISPOSITIVO GRANDES dos números na tela do monitor. DESLIGADO
GRANDES

NÚMEROS GRANDES
Exibe a janela CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES e altera
a configuração.

Configurações:
• LIGADO: os números na tela do monitor serão exibidos em tamanho
grande.
• DESLIGADO (padrão): os números na tela do monitor não serão
exibidos em tamanho grande.

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO na
janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES e
pressione a tecla [OK].
"Configurações básicas" (p. 5-4)

5-14 Manual do Operador Série TEC-5600


6 Desfibrilação,
cardioversão
sincronizada e DEA

Introdução ................................................................... 6-0-2


6
6-1

6-2

6-3
Preparação antes da desfibrilação, cardioversão
6-4
sincronizada e DEA .............................................Seção 6-1

Desfibrilação........................................................Seção 6-2

Cardioversão sincronizada ..................................Seção 6-3

DEA .....................................................................Seção 6-4


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Introdução
Com este desfibrilador, desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA podem ser
realizados.

Desfibrilação
A desfibrilação é um método para a aplicação de choques elétricos independentemente
do estado da frequência cardíaca do paciente e também usado para a eliminação
da fibrilação ventricular.
O desfibrilador configura o valor de saída de energia, carrega o desfibrilador e aplica
um choque elétrico em qualquer momento.

Cardioversão sincronizada
A cardioversão sincronizada é um método para a aplicação de choques elétricos no
momento adequado após a detecção de uma onda QRS do paciente e é utilizada
para e eliminação da fibrilação atrial, etc.
O operador configura o valor de saída de energia, carrega o desfibrilador para qualquer
momento e então pressiona e segura os botões de choque. O desfibrilador irá
aplicar choques elétricos em sincronização com a onda QRS detectada em primeiro
lugar.

DEA
O desfibrilador analisa o ECG do paciente e então julga se um choque
elétrico é necessário. Se julgar que um choque é necessário, a energia será
automaticamente carregada no nível configurado anteriormente. O choque
elétrico será aplicado pelo operador, de acordo com a orientação exibida.

Pá externa Métodos de desfibrilação e pás disponíveis


Sim: disponível
Opcional: disponível quando o equipamento opcional é conectado
Não: não disponível

Modelo
TEC-5601 TEC-5611 TEC-5621 TEC-5631
Função
Desfibrilação Sim Sim Sim Sim
Cardioversão
Método Não Sim Sim Sim
sincronizada
DEA Não Sim Sim Sim
Pás externas Sim Não Sim Sim
Pás internas (opcional)
Pá Pás
Não Sim Sim Sim
descartáveis 1
Pás internas Não Não Opcional Opcional

1
Pás descartáveis (opcional) devem ser usadas.

6-0-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Nesta seção, as preparações e procedimentos de operação necessários para cada


método da desfibrilação serão descritos.

Pás descartáveis (opcional) Preparação antes da desfibrilação/ cardioversão


sincronizada e DEA (Seção 6-1)
Preparações necessárias antes da desfibrilação, cardioversão
sincronizada ou DEA (como conexão/desconexão das pás/
pás e como fixar as pás descartáveis) serão descritas.

Desfibrilação (Seção 6-2)


Os procedimentos de desfibrilação serão descritos separadamente para
os tipos de pás utilizados. 6
Cardioversão sincronizada 6-1

(TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631) (Seção 6-3) 6-2


Os procedimentos de cardioversão sincronizada serão descritos
6-3
separadamente para os tipos de pás utilizados.
6-4
Desfibrilação em modo DEA
(TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631) (Seção 6-4)
O procedimento de desfibrilação em modo DEA será descrito.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-0-3


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6-0-4 Manual do Operador Série TEC-5600


Preparação antes

6-1 da desfibrilação,
cardioversão
sincronizada e DEA
6
6-1

Fluxo de preparação ...................................................6-1-2


Desfibrilação .............................................................................. 6-1-2
Cardioversão sincronizada (TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631) ..... 6-1-2
Ao utilizar um ECG de um monitor externo para um sinal
de sincronização .................................................................... 6-1-2
DEA (TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631) .................................... 6-1-2

Conexão de pás ..........................................................6-1-3


Desconexão de pás (TEC-5621, TEC-5631) ............................. 6-1-3
Conexão de pás externas (TEC-5621, TEC-5631) .................... 6-1-4
Alteração para a placa de eletrodo pediátrica ............................ 6-1-4
Conexão de pás descartáveis .................................................... 6-1-5
Conecte o adaptador de pás (TEC-5621, TEC-5631) ........... 6-1-6
Fixação das pás descartáveis no paciente ............................ 6-1-7
Conexão das pás descartáveis ao adaptador de pás
ou ao conector de pás ............................................................ 6-1-9
Conexão de pás internas (TEC-5621, TEC-5631) ................... 6-1-10

Medição de um ECG para a cardioversão sincronizada...6-1-11


Configuração do número de eletrodos e dos tipos de derivações
e conexão das derivações dos eletrodos .................................6-1-11
Fixação dos eletrodos descartáveis ......................................... 6-1-12
Monitoração de ECG ............................................................... 6-1-13

Utilização de um ECG de um monitor externo como


um sinal de sincronização .........................................6-1-14
Conexão de um monitor externo .............................................. 6-1-14
Verificação do tempo de atraso para a cardioversão
sincronizada ............................................................................. 6-1-15
TEC-5611 ................................................................................. 6-1-15
TEC-5621, TEC-5631 .......................................................... 6-1-18

Contato de impedância entre a pele e os eletrodos


das pás externas .......................................................6-1-21
6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Fluxo de preparação
Após verificar o estado do paciente, execute as preparações como mostrado abaixo,
dependendo do método de desfibrilação.

Desfibrilação
1 Conecte as pás. Consulte p. 6-1-3.

Aplique o choque elétrico, consultando a Seção 6-2 "Desfibrilação".

Cardioversão sincronizada (TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631)


1 Conecte as pás. Consulte p. 6-1-3.

Medição de ECG para a cardioversão


2 sincronizada.
Consulte p. 6-1-11.

Aplique o choque elétrico, consultando a Seção 6-3 "Cardioversão sincronizada".

Ao utilizar um ECG de um monitor externo para um sinal de sincronização


Para utilizar um ECG de um monitor externo como um sinal de sincronização, conecte
o monitor externo e o desfibrilador utilizando um cabo de ECG externo JC-831V
e verifique o tempo de atraso para a cardioversão sincronizada.

1 Conecte um monitor externo ao desfibrilador. Consulte p. 6-1-14.

Verifique o tempo de atraso para a


2 cardioversão sincronizada.
Consulte p. 6-1-15.

3 Conecte as pás. Consulte p. 6-1-3.

Aplique o choque elétrico, consultando a Seção 6-3 "Cardioversão sincronizada".

DEA (TEC-5611, TEC-5621, TEC-5631)


1 Conecte as pás descartáveis. Consulte p. 6-1-5.

Administre a RCP e os choques elétricos, consultando a Seção 6-4 "DEA".

6-1-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Conexão de pás
Conecte as pás a serem utilizadas, de acordo com o método de desfi

Cardioversão
Desfibrilação DEA
sincronizada
Pás externas Sim Sim Não
Pás internas Sim Sim Não
Pás descartáveis Sim Sim Não

6
Pás externas Pás internas (opcional) Pás descartáveis (opcional)
6-1

Desconexão de pás (TEC-5621, TEC-5631)


Se outras pás já estiverem conectadas, desconecte-as, seguindo o
procedimento abaixo.

1 Coloque o seletor na posição OFF.

Conector de pás 2 Ao empurrar a trava do conector de pá para desbloquear a posição, puxe o


conector em sua direção enquanto o segura, como mostrado na figura.
NOTA: Sempre segure o conector enquanto o puxa. Do contrário, o
conector ou o cabo podem ser danificados.

Conector de
pás
Posição desbloqueada
Trava do
conector
de pás

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-3


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Conexão de pás externas (TEC-5621, TEC-5631)


Conector de pás
1 Conecte o conector de pás externas ao conector de pás no
painel frontal do desfibrilador, como mostrado na figura.
Verifique-se a trava do conector de pás está na posição
bloqueada.

AVISO
Conector de pás Ao conectar as pás ou o adaptador de pás, insira
firmemente o conector no conector de pá do desfibri-
Trava do Posição bloqueada lador. Verifique a conexão e confirme se a trava do
conector conector de pá está bloqueada na posição.
de pás Depois que as pás ou o adaptador de pás forem
substituídos, efetue um teste de descarga e confirme
se o desfibrilador funciona normalmente.
A conexão incorreta dos cabos pode resultar em
problemas como a falha na exibição da mensagem
"CONECTAR PÁS", remoção acidental dos cabos ou
Empurre o conector de pás. Verifique se a trava do
conector de pás está na aplicação de choque elétrico insuficiente.
posição bloqueada.

2 Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique que a


mensagem de erro "CONECTAR PÁS" não é
exibida na tela.
Se a luz de contato das pás estiver acesa em laranja ou
amarelo, limpe as pás externas e descarregue os eletrodos
como teste, consultando "Pás externas" na Seção 12
"Manutenção". (Mesmo se a luz de contato das pás
Luz de contato das pás estiver acesa em laranja ou amarelo, o choque elétrico
poderá ser aplicado).

Alteração para a placa de eletrodo pediátrica


Você pode retirar a placa de eletrodo para adultos para alterar para a placa de eletrodo
pediátrica, conforme necessário.

AVISO
Preste especial atenção à energia selecionada
quando usar as placas dos eletrodos pediátricos.
A aplicação de alta energia com as placas dos
eletrodos pediátricos poderá causar queimaduras
na pele uma vez que as placas dos eletrodos são
pequenas.

A densidade da potência das placas de eletrodo pediátrico é superior à densidade


da potência das placas de eletrodo para adultos, porque as placas de eletrodo pediátrico
são menores do que as dos adultos 1. Isso aumenta a possibilidade de queimadura
elétrica na área onde são colocadas as placas de eletrodos. Certifique-se de que a
energia efetiva mínima está configurada.
1
As placas de eletrodo pediátricas têm por volta de 1/3 da área de superfície
das placas de eletrodo para adultos.
6-1-4 Manual do Operador Série TEC-5600
6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

1 Coloque o seletor na posição OFF.

Placa de eletrodo para adultos 2 Pressione a aba da placa de eletrodo para adultos para desbloquear a mesma.

3 Deslize a placa de eletrodo para adultos para frente, como mostrado na figura.

6
6-1

Conexão de pás descartáveis


Conecte as pás descartáveis ao desfibrilador, como mostrado nas etapas de
1 a 3 abaixo.

1 Conecte o adaptador de pás (TEC-5621, TEC-5631).


(Consulte p. 6-1-6).

2 Fixe as pás descartáveis no paciente. (Consulte p. 6-1-7).

3 Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás ou ao


conector de pás (Consulte p. 6-1-9).

AVISO AVISO
Use as pás descartáveis o mais rápido possível • Não utilize as pás descartáveis se o gel
depois que a embalagem for aberta. Não seguir estiver ressecado.
esse aviso pode causar queimaduras na pele ou • Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver em
uma aplicação insuficiente de choque. condição irregular (o gel ter se tornado líquido ou
estiver transbordando os limites da pá etc.).
Não seguir esses avisos poderá causar queimaduras
na pele ou uma aplicação insuficiente de choque.
AVISO
Não use as pás descartáveis se o gel estiver
marrom escuro ou se houver gel marrom escuro
AVISO
na folha protetora. O uso dessas pás pode causar
uma aplicação insuficiente de choque ou Não use as pás descartáveis se a data de
queimaduras na pele quando as pás estiverem validade do pacote tiver expirado. Não seguir esse
colocadas. aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
aplicação insuficiente de choque.

AVISO
Se a bolsa contendo as pás descartáveis estiver AVISO
violada, não utilize as pás. Elimine as pás. Não Não reutilize pás descartáveis. Não seguir esse
seguir esse aviso pode causar queimaduras na pele aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
ou uma aplicação insuficiente de choque. aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO CUIDADO
Quando pás descartáveis estiverem colocadas no Não coloque objetos pesados nas pás
paciente, troque-os a cada 24 horas. Após 24 horas, o descartáveis nem dobre-as. As pás podem ficar
gel se torna ressecado e isso pode reduzir danificadas e deterioradas, resultando em
o desempenho das pás. queimaduras na pele do paciente.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-5


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

NOTA: Sempre tenha pás descartáveis sobressalentes. Use as pás


sobressalentes se o gel das pás estiver seco, deteriorado ou
descorado.
Deteriorado significa:
• O gel se tornou liquefeito.
• O gel sai pelas extremidades do PÁ.
Descorado significa:
• A cor do gel mudou para vermelho amarronzado, e há gel
amarronzado colado na folha de proteção.

Consulte também o manual de pás descartáveis a serem utilizados.

Conecte o adaptador de pás (TEC-5621, TEC-5631)

Conector de pás 1 Conecte o conector de pás do adaptador de pás ao


conector de pás no painel frontal do desfibrilador, como
mostrado na figura. Verifique se a trava do conector de
pás está na posição bloqueada.

AVISO
Conector de pás
Ao conectar as pás ou o adaptador de pás, insira
firmemente o conector no conector de pá do desfibri-
lador. Verifique a conexão e confirme se a trava do
conector de pá está bloqueada na posição.
Trava do Posição bloqueada
conector
Depois que as pás ou o adaptador de pás forem
de pás substituídos, efetue um teste de descarga e confirme
se o desfibrilador funciona normalmente.
A conexão incorreta dos cabos pode resultar em
problemas como a falha na exibição da mensagem
"CONECTAR PÁS", remoção acidental dos cabos ou
aplicação de choque elétrico insuficiente.
Empurre o conector de pás. Verifique se a trava do
conector de pás está na
posição bloqueada.

2 Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique que a


mensagem de erro "CONECTAR PÁS" não é
exibida na tela.

6-1-6 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Fixação das pás descartáveis no paciente


Retire as pás descartáveis do pacote, remova as folhas de proteção e fixe-as no
corpo do paciente.
Folha de
proteção Consulte também o manual de pás descartáveis a serem utilizados.

AVISO
Antes da desfibrilação, remova quaisquer objetos,
incluindo eletrodos e adesivos, do tórax do paciente.
Se as pás do desfibrilador entrarem em contato
com qualquer objeto no tórax do paciente, a energia 6
descarregada pode ser insuficiente e causar
queimaduras na pele. 6-1

CUIDADO
Não fixe a pás descartável sobre outras pás. Isso
pode provocar queimaduras de pele no paciente.

CUIDADO
Se o corpo do paciente estiver molhado, retire bem
a umidade da pele, para que as pás não causem
curto-circuito entre si. Do contrário, a aplicação do
choque poderá ser insuficiente.

CUIDADO
Ao monitorar o ECG com pás descartáveis,
verifique a polaridade das pás antes de colocá-los
no paciente. Se a polaridade das pás estiver
incorreta, o formato de onda aparecerá de
cabeça para baixo, o que pode causar interpretação
errônea pelo operador e atraso no tratamento.

NOTA • Para remover a folha de proteção, segure a aba no fio do cabo e


cuidadosamente remova-a. Se o gel for acidentalmente removido
junto com a folha ou uma parte metálica for exposta, certifique
se de utilizar um novo PÁ descartável.
• Para fixar as pás descartáveis no paciente, limpe sua pele, e se o
corpo do paciente estiver molhado, remova minuciosamente a
umidade de sua pele.
• Para fixar as pás descartáveis no paciente, minuciosamente
remova a umidade, óleo e sujeira de sua pele. Também remova
qualquer pelo corporal em excesso.
• Não aplique gel ou pasta ao usar pás descartáveis.
• Fixe firmemente as pás descartáveis no corpo do paciente. Se
eles estiverem frouxos, o choque elétrico não poderá ser aplicado.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-7


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Existem 3 métodos para a fixação das pás descartáveis.

Colocação de Ápice-Anterior
Esse é um método básico de fixação.

Parte frontal

Colocação de Ápice-Posterior
Esse método de fixação não é adequado para monitoração ou análise DEA.

Parte frontal Parte traseira

Colocação de Anterior-Posterior
Esse método de fixação não é adequado para análise ou monitoração DEA.

Parte frontal Parte traseira

Para fixar as pás descartáveis ao corpo de uma criança, utilize o método do


ápice-anterior por padrão, em um paciente adulto.
Quando o paciente for uma criança pequena e as pás se tocarem entre si, fixe uma
pá no centro do tórax do paciente e o outra nas costas.

Quando o paciente for uma criança pequena

Parte frontal Parte traseira

6-1-8 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Conexão das pás descartáveis ao adaptador de pás ou ao conector


de pás

1 Conecte o conector de pás descartáveis firmemente no corpo do


paciente e ao adaptador de pás ou ao conector de pás.
NOTA: Conecte firmemente o conector de pás descartáveis até
prender.
TEC-5621, TEC-5631 TEC-5611

Adaptador de Conector de
pás pás
6
Pás
Patches
descartáveis Patches
Pás descartáveis 6-1

2 Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique se a mensagem de erro


"VERIFICAR PÁS" ou "SUBSTITUIR PÁS" não está sendo
exibida na tela.
Para a desfibrilação em modo DEA, coloque o seletor na posição DEA e
então verifique se nenhuma das mensagens de erro é exibida na tela.

Seção 6-4 "DEA" (p. 6-4-1)

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-9


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Conexão de pás internas (TEC-5621, TEC-5631)


Conecte as pás internas opcionais no desfibrilador.

CUIDADO
Esterilize as pás internas antes de usá-las. A não
esterilização das pás pode causar infecção grave.

NOTA: Como as pás internas não são esterilizadas de


fábrica, certifique-se de esterilizá-las antes de
cada uso.

Consulte também o manual de pás internas a serem utilizadas.

Seção 12 "Para limpar o cabeçote térmico e o rolo de


alimentação de papel" (p. 12-31)

Trava do Posição bloqueada 1 painel


Conecte o conector de pás internas ao conector de pás no
frontal do desfibrilador , como mostrado na figura.
conector
de pás Verifique se a trava do conector de pás está na posição
bloqueada.

AVISO
Ao conectar as pás ou o adaptador de pás, insira
Empurre o conector de pás. Verifique se a trava do firmemente o conector no conector de pá do desfibri-
conector de pás está na lador. Verifique a conexão e confirme se a trava do
posição bloqueada.
conector de pá está bloqueada na posição.
Conector de pás Depois que as pás ou o adaptador de pás forem
substituídos, efetue um teste de descarga e confirme
se o desfibrilador funciona normalmente.
A conexão incorreta dos cabos pode resultar em
problemas como a falha na exibição da mensagem
"CONECTAR PÁS ", remoção acidental dos cabos ou
aplicação de choque elétrico insuficiente.

Conector de pás

As pás internas da figura acima


são da série ND-890V.

2 Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique que a


mensagem de erro "CONECTAR PÁS" não é
exibida na tela.

6-1-10 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Medição de um ECG para a cardioversão


sincronizada
Permite medir o ECG a ser utilizado como sinal de sincronização para a cardioversão
sincronizada com o desfibrilador, seguindo as etapas de 1 a 3 abaixo.
De acordo com o número de eletrodos (derivações), selecione as derivações de
eletrodo apropriadas, o cabo de conexão do ECG e os eletrodos descartáveis e
conecte-os.
O ECG sendo medido por outro monitor pode ser utilizado com um sinal
de sincronização.
Consulte "Utilização de um ECG de um monitor externo como um sinal 6
de sincronização" (p. 6-1-14).
6-1

1 Configure o número de eletrodos e os tipos de derivações e


então conecte as derivações dos eletrodos. (Consulte p. 6-1-
11).

2 Fixe os eletrodos descartáveis. (Consulte p. 6-1-12).

3 Verifique o ECG. (Consulte p. 6-1-13).


Em caso de desfibrilação de emergência, a derivação das pás pode ser usada como
um sinal de sincronização. Nesse caso, as etapas acima não serão necessárias.

Seção 6-3 "Uso do ECG de pás-derivação como sinal de


sincronização" (p. 6-3-25)

Confirmação do número de eletrodos e dos tipos de derivações


e conexão das derivações dos eletrodos
Confirme o número de eletrodos e os tipos de derivações, consultando a Seção 8-1
"Monitoração do ECG", conectando então as derivações dos eletrodos.

Seção 8-1
• "Verificação do número de eletrodos e derivações de medição" (p. 8-1-4)
• "Conexão da derivação de eletrodo ao desfibrilador" (p. 8-1-7)

Ao conectar uma derivação de 3 eletrodos BR-903P

BR-903P

JC-906P

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Fixação dos eletrodos descartáveis


Fixe os eletrodos descartáveis no corpo do paciente.
A colocação e a derivação dependem do número de eletrodos (derivações).
NOTA • Ao fixar os eletrodos para a cardioversão sincronizada, certifiqu e-
se de não fixa-los nos locais onde as pás deverão estar.
• Se os eletrodos não puderem ser fixados nos locais especificados,
pelo fato de o paciente ter sido submetido a uma incisão para obter
um ECG relativamente estável, coloque os eletrodos nas axilas.

1 Limpe os locais do oxímetro com algodão absorvente umedecido com álcool.


Para secar o álcool completamente, esfregue os locais do oxímetro com algodão
absorvente, seco e limpo.

2 Abra o pacote dos eletrodos ECG para retirá-los.


Remova a capa, certificando-se de que não toque a superfície de fixação do
eletrodo.
Fixação de uma deri-
Ao utilizar uma derivação de eletrodo de encaixe, fixe a vação de encaixe
derivação de eletrodo no eletrodo antes de remover a capa.

3 Cole e cuidadosamente fixe o eletrodo em um local


de oxímetro. Evite a fixação em um local desnivelado ou enrugado.
NOTA: Mesmo que um eletrodo de ECG que esteja com contato firme
com a pele do paciente possa ser utilizado continuamente
por 24 horas, se o contato for prejudicado pelo movimento ou
transpiração do paciente, substitua-o por um novo.
Ao utilizar uma derivação de eletrodo de grampo, fixe o Fixação de uma deri-
eletrodo ao local de oxímetro primeiramente para depois vação de grampo
conectar a derivação do eletrodo ao eletrodo.
NOTA: Ao conectar uma derivação de eletrodo de
grampo ao eletrodo, não empurre o grampo
Pressione cuidadosamente a etiqueta na para baixo. O contato terminal da derivação
superfície do eletrodo com o seu dedo para do eletrodo pode se tornar deformado e
prender com firmeza o eletrodo à pele.
possivelmente se desconectará. Abra bem
o grampo no final da derivação do eletrodo
e então prenda o elemento do eletrodo com
ele.

Fita cirúrgica
4 Fixe a derivação do eletrodo no corpo do paciente com um pedaço de
fita cirúrgica, etc.
A fixação da derivação do eletrodo no lugar reduz a sua movimentação causada
pelo movimento do corpo, que permite uma medição mais estável de ECG.
NOTA: Se a derivação do eletrodo estiver tensa, ela pode estar
quebrada ou o eletrodo poderá ter sido desgastado. Ao conectar
a derivação a um dispositivo de monitoração, deixe a derivação
com folga.

6-1-12 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Monitoração de ECG
Coloque o seletor na posição DISARM e então pressione a tecla [DERIVAÇÃO].
Verifique se o formato de onda de cada derivação é exibido na tela.
NOTA: Poderá demorar alguns segundos para que o formato de onda seja
exibido após ter colocado o seletor na posição DISARM.
Cada vez que a tecla [DERIVAÇÃO] é pressionada, o sinal de uma derivação a ser
exibido é alterado de acordo com o número de eletrodos, como mostrado abaixo.

Número de
Derivações a serem exibidas
eletrodos
3 PÁ, I, II, III, AUX, nessa ordem 6
6 PÁ, I, II, III, aVR, aVL, aVF, Ca,1 Cb,1 AUX, nessa ordem
6-1
1
As derivações de eletrodos Ca ou Cb podem ser configuradas em DERIVAÇÃO
Ca ou DERIVAÇÃO Cb em CONFIGURAÇÃO DO ECG, na janela
CONFIGURAÇÃO.

Seção 8-1 "Configuração das derivações do tórax" (p. 8-1-24)

ECG Derivação

Para a troca de derivações

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Utilização de um ECG de um monitor externo


como um sinal de sincronização
Com um monitor externo tendo uma função de saída de ECG, o sinal de saída
analógico de ECG poderá ser usado como um sinal de sincronização para a
cardioversão sincronizada.
Para usar um ECG de um monitor externo como um sinal de sincronização, insira um
sinal de ECG analógico a partir de um monitor externo, utilizando um cabo de
ECG externo JC-831V.
Antes da utilização, verifique o tempo de atraso para a cardioversão sincronizada.

AVISO
Antes de usar o desfibrilador, verifique se a
cardioversão sincronizada ocorre em menos de 60 ms
do pico da onda R do ECG com o desfibrilador e um
monitor externo conectados.

NOTA: Verifique se o monitor externo a ser utilizado está "em conformidade


com os padrões de segurança IEC 60601-1".

Conexão de um monitor externo


Permite a conexão de um monitor externo com o desfibrilador, como mostrado na
figura abaixo.
A figura abaixo mostra um exemplo de conexão usando um monitor de beira de
leito Nihon Kohden da série BSM-6000.
Monitor externo
Monitor Nihon Kohden
Exemplo: série BSM-6000 Conector ECG

Conector analógico de saída ECG


na série BSM-6000: conector
ECG/BP OUT Cabo de ECG externo
JC-831V

Série TEC-5600

6-1-14 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Verificação do tempo de atraso para a cardioversão sincronizada


Quando um ECG de um monitor externo é utilizado como sinal de sincronização,
verifique se a descarga simplificada poderá ser aplicada dentro de 60 ms a partir do
pico de uma onda R.
Para essa verificação, é necessário um analisador do desfibrilador Nihon Kohden
AX-103VK.

Consulte o manual do operador do analisador do desfibrilador AX-103VK e


o monitor externo também poderá ser usado.

TEC-5611 6
6-1
1 Conecte o desfibrilador e um monitor externo ao analisador do desfibrilador
AX-103VK, como mostrado na figura abaixo.
O cabo de conexão do analisador JJ-202V é fornecido com o analisador do
desfibrilador AX-103VK.

Monitor externo
Exemplo: série BSM-6000

TEC-5611

Analisador do desfi
AX-103VK
Projeta um sinal simulado de ECG
para testes a partir dos terminais
identificados por cor do analisador Cabo de conexão do
do desfibrilador para o monitor analisador JJ-202V
externo.
• C: tórax
• F: pé
• L: mão esquerda Cabo de
• R: mão direita conexão do
• RF: pé direito analisador
Conecte as JJ-202V
derivações de
eletrodo do
monitor Compartimento
externo.

Botão DELAY 2 Ligue o analisador do desfibrilador e então pressione o botão DELAY.


O sinal simulado de ECG para testes é gerado a partir dos terminais
identificados por cor do analisador do desfibrilador para o monitor
externo.

3 Ligue o monitor externo e então projete um sinal analógico de ECG I ou II para o


desfibrilador.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-15


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

4 Acesse um formato de onda de ECG a partir do monitor externo.


1) Coloque o seletor do desfibrilador na posição MONITOR.
NOTA: Poderá demorar alguns segundos para que os formatos de
onda sejam exibidos após colocar o seletor na posição
MONITOR.

2) Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] várias vezes até que "AUX" seja exibido e
verifique se o formato de onda de ECG do monitor externo é exibido.

Seção 8-1 "Configuração das derivações de monitoração" (p. 8-1-15)

ECG do monitor externo Derivação: AUX

5 Coloque o seletor do desfibrilador na posição 50 J para configurar o valor de


energia do choque elétrico para 50 J.

6 Pressione o botão SYNC e então verifique a indicação de modo e os pontos de


sincronização.
SYNC
• Verifique se "MODO SINCRONIZADO" é exibido na tela.
• Verifi se as linhas " " indicando as posições de sincronização
são exibidas na parte crescente (Q–R) de cada onda QRS do
formato de onda de ECG sendo exibido.
Posições de sincronização " "
Verifique se as linhas " " são indicadas na parte crescente de
cada onda QRS.

Modo de descarga sincronizada

7 Pressione o botão CHARGE/DEA no painel frontal para carregar o desfibrilador .


Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

6-1-16 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

O botão SHOCK Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


pisca. algumas orientações serão exibidas na tela, junto com um som contínuo de bip.
O botão SHOCK começará a piscar ao mesmo tempo.

CARREGADO Valor de energia para


o choque elétrico

6
6-1
AVISO
Durante o carregamento ou descarregamento, não
toque nas pás ou no conector. Se você tocar em
qualquer outra parte do desfibrilador durante o
carregamento ou descarregamento, você receberá
um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

8 Pressione o botão SHOCK que está piscando para aplicar o choque elétrico.
Mantenha o botão SHOCK pressionado até o choque elétrico ser aplicado, porque
a descarga será realizada quando o primeiro ponto de sincronização for detectado
após o botão SHOCK ter sido pressionado.

Tempo de atraso (ms)


Verifique se o tempo de atraso é de 60 ms ou
9 Verifique se o tempo de atraso exibido no monitor do analisador do desfibrilador
é de 60 ms ou menos.
menos.
NOTA: Se o tempo de atraso exibido no analisador do desfibrilador
for maior que 60 ms, o ECG do monitor externo conectado
não poderá ser utilizado como sinal de sincronização.

10 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA: Nunca desconecte o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no cabo
de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Se desconectar, os
dados no desfibrilador poderão ser danificados.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-17


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

TEC-5621, TEC-5631

1 Conecte o desfibrilador e um monitor externo ao analisador do desfibrilador


AX-103VK, como mostrado na figura abaixo.

Monitor externo
Exemplo: série BSM-6000

TEC-5621, TEC-5631

Cabo de ECG externo


JC-831V

Projeta um sinal simulado de ECG para testes a par-


tir dos terminais identificados por cor do analisador
do desfibrilador para o monitor externo.
• C: tórax
• F: pé
• L: mão esquerda
• R: mão direita
• RF: pé direito Analisador do desfibrilador AX-103VK

Conecte as
derivações de
eletrodo do
monitor externo.

Botão DELAY 2 Ligue o analisador do desfibrilador e então pressione o botão DELAY.


O sinal simulado de ECG para testes é gerado a partir dos terminais
identificados por cor do analisador do desfibrilador para o monitor
externo.

3 Ligue o monitor externo e então projete um sinal analógico de ECG I ou II para o


desfibrilador.

4 Acesse um formato de onda de ECG a partir do monitor externo.


1) Coloque o seletor do desfibrilador na posição MONITOR.
NOTA: Poderá demorar alguns segundos para que os formatos de
onda sejam exibidos após colocar o seletor na posição
MONITOR.

2) Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] várias vezes até que "AUX" seja exibido e
verifique se o formato de onda de ECG do monitor externo é exibido.

Seção 8-1 "Configuração das derivações de monitoração" (p. 8-1-15)

ECG do monitor externo Derivação: AUX

5 Coloque o seletor do desfibrilador na posição 50 J para configurar o valor de


energia do choque elétrico para 50 J.

6-1-18 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6 Pressione o botão SYNC e então verifique a indicação de modo e os pontos


de sincronização.
SYNC
• Verifique se "MODO SINCRONIZADO" é exibido na tela.
• Verifique se as linhas " " indicando as posições de sincronização são exibidas
na parte crescente (Q–R) de cada onda QRS do formato de onda de ECG
sendo exibido.
Posições de sincronização " "
Verifique se as linhas " " são indicadas na parte
crescente de cada onda QRS.

6
6-1

Modo de descarga sincronizada

7 Pressione o botão carga na pá externa ÁPICE ou o botão CHARGE/DEA no


painel frontal do desfibrilador para iniciar o carregamento.
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

Os botões de choque piscam. Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
Os botões de choque nas pás externas começarão a piscar ao mesmo tempo.
CARREGADO Valor de energia para o
choque elétrico

Exemplo: forma errada de segurar a pá


externa

AVISO
Ao carregar ou descarregar, não toque em nada
além das alças das pás. Se qualquer outra parte do
desfibrilador for tocada durante a carga ou descarga,
o operador receberá um choque elétrico.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-19


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

Pressione os botões de choque 8 Com as pás externas conectadas ao analisador do desfibrilador , pressione
simultaneamente os botões de choque nas pás externas para aplicar o choque
simultaneamente em ambas as pás
externas. elétrico.
Mantenha os botões de choque pressionados até o choque elétrico ser aplicado,
porque a descarga será realizada quando o primeiro ponto de sincronização for
detectado após os botões de choque terem sido pressionados.
NOTA: Nunca aplique o choque elétrico enquanto os eletrodos das pás
estiverem em contato um com o outro. O desfibrilador pode
estar danificado.

Tempo de atraso (ms) 9 Verifique se o tempo de atraso exibido no monitor do analisador do desfibrilador é
de 60 ms ou menos.
Verifique se o tempo de atraso
é de 60 ms ou menos. NOTA: Se o tempo de atraso exibido no analisador do desfibrilador
for maior que 60 ms, o ECG do monitor externo conectado não
poderá ser utilizado como sinal de sincronização.

10 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA: Nunca desconecte o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no cabo
de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Se desconectar, os
dados no desfibrilador poderão ser danificados.

6-1-20 Manual do Operador Série TEC-5600


6-1. Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Contato de impedância entre a pele e os eletrodos


das pás externas
Luz de contato Para executar uma desfibrilação ou cardioversão eficaz, usando as pás externas, é
das pás importante que a impedância do contato das pás cutâneas seja o mais baixa possível.
A pressão aplicada recomendada em uma pá é de cerca de 100 N (10 kg) por pá.
NOTA: Observe que se você pressionar as pás na região precordial do
paciente ao se inclinar em direção ao paciente, as pás poderão
escorregar.
O desfibrilador mede a resistência elétrica transtorácica quando os eletrodos das pás 6
estiverem pressionados no corpo do paciente e indicarem o contato de impedância das
pás cutâneas com a luz de contato das pás. 6-1
• De 0 a 100 Ω: acesa em verde
• De 100 a 200 Ω: acesa em amarelo
• 200 Ω ou mais: acesa em laranja
Antes de aplicar o choque elétrico, posicione as pás para que a luz de contato das
pás acenda em verde. Se ela não acender, tome as medidas descritas abaixo. A luz de
contato das pás poderá não se acender em verde para alguns pacientes.
(Mesmo se a luz de contato das pás estiver acesa em laranja ou amarelo, o
choque elétrico poderá ser aplicado).
• Pressione as pás contra o paciente e aumente a pressão gradualmente.
• Verifique se o gel de contato (GELAID) está distribuído uniformemente nas pás.
• Raspe os pelos na região da pele onde as pás deverão ser colocadas.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-1-21


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6-1-22 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2 Desfibrilação

6-2
Introdução ................................................................... 6-2-2
Fluxo de operação ..................................................................... 6-2-2
Exemplo de tela ......................................................................... 6-2-3
Gravação de formatos de ondas................................................ 6-2-4

Desfibrilação usando as pás externas ........................ 6-2-5

Desfibrilação usando pás descartáveis ..................... 6-2-11

Desfibrilação com o uso das pás internas................. 6-2-16


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Introdução
A desfibrilação é um método para a aplicação de choques elétricos independentemente
do estado da frequência cardíaca dopaciente e também usado para a eliminação
da fibrilação ventricular.
O desfibrilador configura o valor de saída de energia, carrega o desfibrilador e aplica
um choque elétrico em qualquer momento.
Pás externas, pás internas ou pás descartáveis podem ser usadas com o desfibrilador.

Fluxo de operação
Preparação (Consulte a Seção 6-1). Desfibrilaçã
Desfibrilação
oooooooo
Verifique o estado do paciente. Verifique as indicações na tela.
Verifique se a derivação é "PÁ" ou "PATCH" e que a indicação de
Conecte as pás modo seja "MODO MANUAL" na tela.
Conecte as pás a serem utilizadas. Patches
Pás descartáveis: verifique o ECG.
Pás externas Confirme se o ECG do paciente tem um ritmo chocável, tal como
uma fibrilação ventricular, para desfibrilação.

Se o paciente for uma criança pequena, Pás externas: aplique o gel de contato na superfície da
placa do eletrodo de cada pá.
troque a placa de eletrodo para adultos
para a placa de eletrodos pediátrica. Selecione o nível de energia.
Pás descartáveis Para as pás internas, o nível de energia
Conecte nas etapas selecionável será de 50 J ou menos.
seguintes:

1) Conecte o adaptador de pás


(TEC-5621, TEC-5631). Pás externas: pressione as pás no paciente e então
2) Fixe as pás descartáveis no verifique o ECG.
paciente. Confirme se o ECG do paciente tem um ritmo chocável, tal como
3) Conecte as pás descartáveis ao uma fibrilação ventricular, para desfibrilação.
adaptador de pás ou ao conector de
Pressione o botão CHARGE/AED.
pás.
A carga será iniciada e será emitido um som de bip alternadamente.
Pás internas
ou

Coloque o seletor na posição Pás externas


DISARM.
Verifique se nenhuma mensagem de A mensagem "CARREGADO" e outras orientações
erro é exibida na tela. serão exibidas na tela.
Quando a carga estiver completa, um som contínuo de bip será emitido.

Pás internas: posicione as pás internas contra o coração


e então verifique o ECG.
Confirme se o ECG do paciente tem um ritmo chocável, tal como
uma fibrilação ventricular, para desfibrilação.

Verifique o estado do paciente novamente, pressionando


os botões de choque.

Pás externas • Pás descartáveis


• Série ND-860V Série ND-890V

Verifique o efeito do choque elétrico e então aplique outro


choque elétrico, se necessário.

6-2-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

Exemplo de tela
A figura abaixo é um exemplo de tela para quando as pás externas são utilizadas.

Alarme de arritmia e alarme FV/TV


ANÁLISE DE ARRITMIA DESLIGADA O alarme de arritmia não é acionado durante a desfibrilação, independente da
• Quando as pás internas e externas são configuração de alarme.
usadas, a análise da arritmia estarão • Quando as pás internas ou externas são usadas, não haverá alarme de arritmia.
sempre configuradas para "DESLIGADO". • Quando pás descartáveis são utilizadas, apenas o alarme FV/TV pode ser
• Quando as pás descartáveis são configurado como "LIGADO".
usadas, a análise de arritmia estará • O ícone de arritmia " " é exibido apenas quando a série opcional
"DESLIGADO" se o alarme FV/TV QS-831V está instalada.
estiver configurado como "DESLIGADO".
Ícone de carga restante da bateria
ECG e ícone de alimentação de CA 6

Ícone de sincronização QRS


Escala 6-2
Ícone do alarme Sensibilidade
DESLIGADO
Derivação do
formato de onda
Frequência cardíaca exibido: PÁ

Orientação
Para ser exibido na finalização
do carregamento
Teclas de função
Para várias operações:
• [DERIVAÇÃO]
Para selecionar a derivação de ECG
sendo exibida Para desfibrilação,
selecione "PÁ".
• [SENSIBILIDADE] Indicação de modo: MODO MANUAL CARREGANDO ou
Para selecionar a sensibilidade de CARREGADO
ECG sendo exibida
• [EVENTO]
Para gravação do evento (Consulte
p. 10-1-8).
• [SOM OP]
Para ligar ou desligar o som de
Número de descargas Energia carregada
operaçã (OP).
O número de vezes em que o som
de operação será gerado por minuto
poderá ser configurado em Som
de operação (vezes/minuto) para
configuração de adulto, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.
Se estiver configurado como
"Desligado", o som de operação será
gerado 100 vezes por minuto. (Guia
do administrador: "Configuração DEA")

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-3


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Gravação de formatos de ondas


Os formatos de onda indicados abaixo serão armazenados na memória interna
como um relatório de formato de onda quando o choque elétrico for aplicado e
pode ser gravado, conforme necessário.

Seção 10-1 "Gravação de relatórios" (p. 10-1-15)

Um valor máximo de 2000 segundos em vários relatórios de formato de onda


poderão ser armazenados na memória interna do desfibrilador. Se a duração
total de dados for maior que 2000 segundos, a gravação mais antiga será
automaticamente excluída e uma nova gravação será armazenada.

ECG de 10 segundos antes até 12 segundos após um


choque elétrico
Junto com a informação de descarregamento, o ECG de 10 segundos antes até
12 segundos após um choque elétrico será automaticamente armazenado na memória
interna do desfibrilador como um relatório de desfibrilação.
Quando a configuração Gravar "Início do carregamento" após o descarregamento
estiver configurada na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA como "Ligado",
o ECG do início do carregamento após uma descarga será gravado automaticamente.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos terem se passado após


a descarga, o relatório de desfibrilação correspondente não será armazenado.
Para gravar formatos de onda que não sejam os especificados acima, pressione
a tecla gravar/parar para efetuar a gravação contínua.

6-4-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

Desfibrilação usando as pás externas


A forma de efetuar a desfibrilação usando as pás será descrita abaixo.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de
qualquer parte metálica de qualquer equipamento ECG para monitorar. Não monitore o ECG com
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente. pás internas ou externas. Se o ECG for monitorado
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico com pás, a energia de alta frequência da UEC
ou lesão graves. provoca o fluxo de uma corrente anormal no paciente
e uma descarga inesperada. Isso poderá danificar 6
o desfibrilador.
AVISO
Antes da desfibrilação, remova os eletrodos de todos 6-2
os aparelhos e os adesivos dos locais onde as pás AVISO
serão colocadas. Se uma pá do desfibrilador entrar Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
em contato com tais objetos, a aplicação do choque cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
pode ser insuficiente e causar queimaduras na pele. pode causar lesões graves no músculo cardíaco.

NOTA: Selecione a energia e o tamanho apropriados das pás externas


de acordo com o paciente. Utilize somente as pás externas
especificadas pela Nihon Kohden.

1 Siga as etapas abaixo para a preparação da desfibrilação.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"

1) Verifique o estado do paciente.


2) Conecte as pás externas.
Se o paciente for uma criança pequena, troque a placa de eletrodo para
adultos por uma placa de eletrodo pediátrica, conforme necessário.
3) Coloque o seletor na posição DISARM. Nenhuma mensagem de erro é
exibida na tela.
Mesmo se a luz de contato das pás estiver acesa em laranja ou amarelo, o
Luz de contato das pás choque elétrico poderá ser aplicado. Nesse caso, limpe as pás externas e
descarregue os eletrodos como teste após o uso.

Seção 12 "Pás externas" (p. 12-33)

Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de


alimentação de CA está acesa.

Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria
ou de operação de bateria
acenderão.

Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente


na bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-5


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

2 Verifique a indicação de modo e a derivação do ECG na tela.


• Verifique se o "MODO MANUAL" é exibido na tela.
Se o "MODO SINCRONIZADO" for Se "MODO SINCRONIZADO"
for exibido
exibido, pressione o botão SYNC para
mudar a indicação de modo para
SYNC
"MODO MANUAL".

• Verifique se "PÁ" é exibida como derivação do ECG na tela.


Se "Pá" for exibida, conecte as pás externas.
Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"
Derivação: PÁ

Indicação de modo: MODO MANUAL

3 Retire as pás externas do suporte de pás e aplique o gel de contato (GELAID)


uniformemente na superfície da placa de eletrodo de cada pá.

AVISO
Aplique o gel de contato somente nas placas dos
eletrodos das pás externas. Caso contrário, isso pode
causar choque elétrico no operador.

AVISO
Não segure os cabos das pás se suas mãos estiverem
molhadas ou com gel de contato. Isso pode causar
choque elétrico no operador.

CUIDADO
Para prevenir a queimadura de pele no paciente,
aplique o gel de contato uniformemente nas placas
dos eletrodos das pás externas.

6-6-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

4 Coloque o seletor na posição de energia desejada.

AVISO
Preste especial atenção à energia selecionada
quando usar as placas dos eletrodos pediátricos.
A aplicação de alta energia com as placas dos
eletrodos pediátricos poderá causar queimaduras
na pele uma vez que as placas dos eletrodos são
pequenas.

Pá ESTERNO
5 Pressione as pás no paciente.
6
1) Posicione as pás no tórax do paciente.Posicione a pá esquerda (ESTERNO)
do lado direito do esterno e abaixo da clavícula e a pá direita (ÁPICE) no
nível do quinto espaço intercostal e da linha axilar média.
6-2

CUIDADO
Se o corpo do paciente estiver molhado, retire bem
Pá ÁPICE a umidade da pele, para que as pás não causem
curto-circuito entre si. Do contrário, a aplicação do
choque poderá ser insuficiente.
Colocação das pás externas

NOTA: Não se apoie nas pás ao pressioná-las contra o paciente.


Uma pá pode escorregar e causar uma lesão.

2) Confirme se o ECG do paciente que está sendo exibido na tela tem um


ritmo para choque, como fibrilação ventricular, para desfibrilação.
ECG
Confirme se o ECG do paciente tem um ritmo para choque,
tal como uma fibrilação ventricular, para desfibrilação.

NOTA: Se o ECG do paciente indicar a necessidade de


cardioversão sincronizada, siga os procedimentos para a
cardioversão sincronizada.

Seção 6-3 "Cardioversão sincronizada com o uso de pás


externas" (p. 6-3-5)

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-7


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6 Pressione o botão carga na pá externa ÁPICE ou o botão CHARGE/DEA no


painel frontal do desfibrilador para iniciar o carregamento.
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
Os botões de choque piscam. Os botões de choque nas pás externas começarão a piscar ao mesmo tempo.
CARREGADO Valor de energia para
o choque elétrico

Exemplo: forma errada de Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia


segurar a pá externa
carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurado na configuração
chamada tempo de retenção da carga, na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA. (Valor padrão : 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

AVISO
Ao carregar ou descarregar, não toque em nada
além das alças das pás. Se qualquer outra parte do
desfibrilador for tocada durante a carga ou descarga,
o operador receberá um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

Para mudar o nível de energia depois que o carregamento estiver completo


Coloque o seletor na posição de energia desejada.
O desfibrilador começa a ajustar a energia um segundo depois que o novo
valor de energia é selecionado.

6-8-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

Quando a desfibrilação tornar-se desnecessária depois que o carregamento


estiver completo
Coloque o seletor na posição DISARM
ou OFF.

Luz de contato das pás


7 Pressione as pás contra as áreas de colocação, para que a luz de contato da pá
ESTERNO acenda em verde.
A luz de contato das pás indica o status da resistência transtorácica do paciente
através da pá externa. A luz de contato da pá poderá não ser acesa em verde
para alguns pacientes, mas mesmo que a luz esteja acesa em amarelo ou laranja, 6
o choque elétrico poderá ser aplicado.
Seção 6-1 "Contato de impedância entre a pele e os eletrodos das pás
externas" (p. 6-1-21) 6-2

8 Aplique um choque elétrico.


1) Verifique novamente o estado do paciente e o nível de energia carregado.
Pá ESTERNO
NOTA: Antes da descarga, certifique-se de verificar o nível de
energia carregado novamente.

CARREGADO Valor de energia para


o choque elétrico

Pá ÁPICE 2) Pressione os botões de choque simultaneamente nas pás externas para


aplicar um choque elétrico. Se outra desfibrilação for necessária, realize
o tratamento médico necessário e repita as etapas de 3 a 8.

Pressione os botões de choque


simultaneamente em ambas as pás AVISO
externas.
Antes de descarregar, confirme se as pás estão
pressionadas firmemente contra a parede torácica.
Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na
pele ou uma aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO
Não descarregue a energia se os eletrodos das pás
estiverem em curto-circuito entre si por conta do gel
de contato. Não seguir esse aviso pode causar
queimadura da pele ou descarga insuficiente de
eletricidade ao coração.

NOTA • Nunca aplique o choque elétrico enquanto os eletrodos das


pás estiverem em contato um com o outro. O desfibrilador
pode estar danificado.
• Quando as pás externas ou pás internas (com interruptor) são
utilizadas, uma descarga não será executada quando o botão
Gel de contato (GELAID)
SHOCK do painel frontal do desfibrilador for pressionado.
Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-9
6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Suporte temporário
Você pode temporariamente colocar as pás externas nas extremidades (suportes
temporários) do suporte das pás do desfibrilador enquanto está efetuando outros
tratamentos RCP.
Utilize o espaço entre a placa de eletrodo e a proteção de uma pá externa para
colocá-la no suporte de pás, como mostrado na figura abaixo.
Com o uso de pás temporárias, a limpeza é facilitada, pois o gel de contato (GELAID)
nas pás externas não afeta os eletrodos na descarga de teste do desfibrilador.
NOTA: Os suportes temporários não podem ser utilizados quando as
placas de eletrodos pediátricas são utilizadas (quando as placas
de eletrodos para adultos não estão fixadas nas pás externas).

9 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desligue o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque
no cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida.
Se desconectar, os dados no desfibrilador poderão ser
danificados.
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos
terem se passado após a descarga, o relatório de
desfibrilação correspondente não será armazenado.

10das
Retire cuidadosamente o gel de contato (GELAID) das placas de eletrodo
pás externas e então recoloque cuidadosamente as pás externas no
suporte de pás.

Seção 12 "Pás externas"

Recoloque as pás externas no suporte


de pás.

6-2-10 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

Desfibrilação usando pás descartáveis


A forma de efetuar a desfibrilação usando as pás será descrita abaixo.

Consulte também o manual de pás descartáveis a serem utilizados.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de
qualquer parte metálica de qualquer equipamento ECG para monitorar. Não monitore o ECG com
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente.
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico
pás descartáveis. Se o ECG for monitorado com
pás, a energia de alta frequência da UEC provoca
6
ou lesão graves. o fluxo de uma corrente anormal no paciente e
uma descarga inesperada. Isso poderá danificar o
desfibrilador. 6-2
AVISO
Se a bolsa contendo as pás descartáveis estiver
violada, não utilize as pás. Elimine as pás. Não AVISO
seguir esse aviso pode causar queimaduras na pele • Não utilize as pás descartáveis se o gel
ou uma aplicação insuficiente de choque. estiver ressecado.
• Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver em
condição irregular (o gel ter se tornado líquido ou
estiver transbordando os limites da pá etc.).
AVISO
Não seguir esses avisos poderá causar queimaduras
Não use as pás descartáveis se a data de na pele ou uma aplicação insuficiente de choque.
validade do pacote tiver expirado. Não seguir esse
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
aplicação insuficiente de choque.
AVISO
Não use as pás descartáveis se o gel estiver
AVISO marrom escuro ou se houver gel marrom escuro
na folha protetora. O uso dessas pás pode causar
Use as pás descartáveis o mais rápido possível
uma aplicação insuficiente de choque ou
depois que a embalagem for aberta. Não seguir
queimaduras na pele quando as pás estiverem
esse aviso pode causar queimaduras na pele ou
colocadas.
uma aplicação insuficiente de choque.

AVISO AVISO
Não reutilize pás descartáveis. Não seguir esse Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
aplicação insuficiente de choque. pode causar lesões graves no músculo cardíaco.

CUIDADO CUIDADO
Não coloque objetos pesados nas pás Quando pás descartáveis estiverem colocadas no
descartáveis nem dobre-as. As pás podem ficar paciente, troque-os a cada 24 horas. Após 24 horas, o
danificadas e deterioradas, resultando em gel se torna ressecado e isso pode reduzir
queimaduras na pele do paciente. o desempenho das pás.

CUIDADO
Não fixe uma pá descartável sobre outra pá. Isso
pode provocar queimaduras na pele do paciente.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

NOTA • Sempre tenha pás descartáveis sobressalentes. Use as pás


sobressalentes se o gel das pás estiver seco, deteriorado ou
descorado.
Deteriorado significa:
• O gel se tornou liquefeito.
• O gel sai pelas extremidades da
pá. Descorado significa:
• A cor do gel mudou para vermelho amarronzado, e há gel
amarronzado colado na folha de proteção.
• Se o gel for acidentalmente removido do PÁ junto com a folha
ou uma parte metálica for exposta, certifique-se de utilizar
uma nova pá descartável.
• Selecione a energia e o tamanho apropriados das pás
descartáveis de acordo com o paciente. Utilize somente as
pás descartáveis especificados pela Nihon Kohden.

1 Siga as etapas abaixo para a preparação da desfibrilação.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"

NOTA: Fixe firmemente as pás descartáveis no corpo do paciente. Se


eles estiverem frouxos, o choque elétrico não poderá ser
aplicado.
1) Verifique o estado do paciente.
2) Conecte as pás descartáveis.
• Conecte o adaptador de pás (TEC-5621, TEC-5631).
• Fixe as pás descartáveis no paciente.
• Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás ou ao conector
de pás.
3) Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique se nenhuma mensagem
de erro é exibida na tela.
Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de
alimentação de CA está acesa.

Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria
ou de operação de bateria
acenderão.

Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente na


bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

6-2-12 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

2 Verifique a indicação de modo, a derivação do ECG e o ECG na tela.


• Verifique se "MODO MANUAL" é exibido na tela. Se "MODO
SINCRONIZADO" for exibido, pressione Se "MODO SINCRONIZADO"
o botão SYNC para alterar a indicação de for exibido
modo para "MODO MANUAL".
SYNC

• Verifique se "PÁ” é exibido como derivação de ECG na tela. Se "PÁ"


for exibido, conecte as pás descartáveis.
• Confirme se o ECG do paciente que está sendo exibido na tela tem um
ritmo para choque, como fibrilação ventricular, para desfibrilação.
6
Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"
6-2
ECG
Confirme se o ECG do paciente tem um
ritmo para choque, tal como uma Derivação:
fibrilação ventricular, para Pá
desfibrilação.

Indicação de modo: MODO MANUAL

NOTA: Se o ECG do paciente indicar a necessidade de cardioversão


sincronizada, siga os procedimentos para a cardioversão
sincronizada.
Seção 6-3 "Cardioversão sincronizada com o uso de pás
descartáveis" (p. 6-3-12)

3 Coloque o seletor na posição de energia desejada.

4 Pressione o botão CHARGE/DEA no painel frontal para carregar o desfi .


NOTA: Se uma pá descartável for removida do paciente, o
carregamento não começará mesmo que o botão CHARGE/
DEA esteja pressionado. Se uma pá descartável for removida
após o início do carregamento, o desfibrilador automaticamente
descarregará a energia internamente por segurança.
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


O botão SHOCK
pisca. algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
O botão SHOCK começará a piscar ao mesmo tempo.
Valor de
CARREGADO energia para o
choque elétrico

Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia


carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurado na configuração
chamada tempo de retenção da carga, na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA. (Valor padrão : 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

AVISO
Durante o carregamento ou descarregamento, não
toque nas pás ou no conector. Se você tocar em
qualquer outra parte do desfibrilador durante o
carregamento ou descarregamento, você receberá
um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

Para mudar o nível de energia depois que o carregamento estiver completo


Coloque o seletor na posição de energia desejada.
O desfibrilador começa a ajustar a energia um segundo depois que o novo
valor de energia é selecionado.
Quando a desfibrilação tornar-se desnecessária depois que o carregamento
estiver completo
Coloque o seletor na posição DISARM ou OFF.

6-2-14 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

5 Aplique um choque elétrico.


1) Verifique novamente o estado do paciente e o nível de energia carregado.
NOTA: Antes da descarga, certifique-se de verificar o nível de
energia carregado novamente.
Valor de energia
CARREGADO para o choque
elétrico

2) Pressione o botão SHOCK que está piscando para aplicar o choque elétrico.
Se outra desfibrilação for necessária, realize o tratamento médico necessário 6
e repita as etapas de 3 a 5.

AVISO 6-2
Antes de descarregar, confirme se as pás estão
pressionadas firmemente contra a parede torácica.
Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na
pele ou uma aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO
Não descarregue a energia se os eletrodos das pás
estiverem em curto-circuito entre si por conta do gel
de contato. Não seguir esse aviso pode causar
queimadura da pele ou descarga insuficiente de
eletricidade ao coração.

6 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desligue o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque
no cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida.
Se desconectar, os dados no desfibrilador poderão ser
danificados.
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos
terem se passado após a descarga, o relatório de
desfibrilação correspondente não será armazenado.

7 Elimine as pás descartáveis.


1) Remova as pás descartáveis do tórax do paciente.
2) Desconecte as pás descartáveis do adaptador de pás ou do conector
de pás.
3) Coloque novamente as pás descartáveis nas respectivas embalagens e
descarte-os.

Seção 12 "Pás descartáveis (opcional)"

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-15


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Desfibrilação com o uso das pás internas


A forma de efetuar a desfibrilação usando as pás internas (séries ND-890V ou
ND-860V) será descrita abaixo.
Ao aplicar diretamente as pás internas no coração, a desfibrilação com um baixo
nível de energia será possível durante uma cirurgia com tórax aberto.

Consulte também o manual de pás internas a serem utilizadas.

Série ND-890V (com interruptor) Série ND-860V (sem interruptor)

Botão de choque

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de
qualquer parte metálica de qualquer equipamento ECG para monitorar. Não monitore o ECG com
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente. pás internas ou externas. Se o ECG for monitorado
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico com pás, a energia de alta frequência da UEC
ou lesão graves. provoca o fluxo de uma corrente anormal no paciente
e uma descarga inesperada. Isso poderá danificar
o desfibrilador.
AVISO
Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
pode causar lesões graves no músculo cardíaco.

CUIDADO
CUIDADO
Preste bastante atenção à energia selecionada
Esterilize as pás internas antes de usá-las. A não
quando usar pás internas. Aplicar muita energia ao
esterilização das pás pode causar infecção grave.
coração pode causar necrose do músculo cardíaco.
É recomendada baixa energia.

CUIDADO
Não gire a pá interna enquanto segura o eletrodo
nem bata muito forte na pá. Isso pode causar danos
ou curvar o eletrodo.

NOTA: Selecione a energia e o tamanho apropriados das pás internas


de acordo com o paciente. Utilize somente as pás internas
especificadas pela Nihon Kohden.

6-2-16 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

1 Siga as etapas abaixo para a preparação da desfibrilação.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"

1) Verifique o estado do paciente.


2) Conecte as pás internas.
3) Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique se nenhuma mensagem
de erro é exibida na tela.
Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de
alimentação de CA está acesa.
Luz de alimentação de CA
6

Qualquer uma das luzes de 6-2


carregamento de bateria
ou de operação de bateria
acenderão.

Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente


na bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

2 Verifique a indicação de modo e a derivação do ECG na tela.


• Verifique se o "MODO MANUAL" é exibido Se "MODO SINCRONIZADO"
for exibido
na tela.
Se o "MODO SINCRONIZADO" for exibido,
pressione o botão SYNC para mudar a SYNC
indicação de modo para "MODO MANUAL".

• Verifique se "PÁ" é exibido como uma


derivação de ECG na tela. Se "PÁ" for exibido, conecte as pás internas.
Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"
Derivação: PÁ

Indicação de modo: MODO MANUAL

3 Coloque o seletor na posição de energia desejada.


NOTA: Para as pás internas, o nível de energia selecionável será de
50 J ou menos.
Se o nível de energia estiver ajustado para 70 J ou mais, o
carregamento não poderá ser efetuado.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-17


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

4 Pressione o botão CHARGE/DEA no painel frontal para carregar o desfibrilador .


NOTA: Para a pá interna, o nível de energia selecionável será de
50 J ou menos. Se o nível de energia for 70 J ou mais, o
carregamento não poderá ser efetuado.
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia
carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurado na configuração
chamada tempo de retenção da carga, na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA. (Valor padrão : 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

Exemplo: quando a série ND-890V for usada


Valor de energia
CARREGADO para o choque
elétrico

Quando a série ND-860V for usada Quando as pás internas da série ND-860V são usadas, o botão SHOCK
começará a piscar ao mesmo tempo.
O botão SHOCK
pisca.
AVISO
Ao carregar ou descarregar, prenda as pás internas
entre o cabo e o protetor no topo da alça. Se as pás
internas estiverem presas entre o eletrodo e o protetor,
o operador poderá receber um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

6-2-18 Manual do Operador Série TEC-5600


6-2. Desfibrilação

Para mudar o nível de energia depois que o carregamento estiver completo


Coloque o seletor na posição de energia desejada.
O desfibrilador começa a ajustar a energia um segundo depois que o novo
valor de energia é selecionado.
Se o nível de energia for alterado para 70 J ou mais, o desfibrilador
automaticamente descarregará, internamente, a energia carregada.
Quando a desfibrilação tornar-se desnecessária depois que o carregamento
estiver completo
Coloque o seletor na posição DISARM
ou OFF.
6

6-2
Alças 5 Coloque os eletrodos das pás internas em ambas as aurículas do paciente
como se estivesse segurando o coração com as pás. Confirme se o ECG do
paciente tem um ritmo para choque, tal como uma fibrilação ventricular, para
desfibrilação.
Para melhor contato entre os eletrodos das pás internas e o coração, aplique
Protetor gaze esterilizada umedecida com solução de soro fisiológico entre cada
eletrodo e a área do coração.
Segure cada pá interna entre o cabo ECG
e a proteção no topo da alça. Confirme se o ECG do paciente tem um ritmo para choque, tal
como uma fibrilação ventricular, para desfibrilação.

NOTA: Se o ECG do paciente indicar a necessidade de cardioversão


sincronizada, siga os procedimentos para a cardioversão
sincronizada.
Seção 6-3 "Cardioversão sincronizada com o uso de pás internas"

Manual do Operador Série TEC-5600 6-2-19


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6 Aplique um choque elétrico.


1) Verifique novamente o estado do paciente e o nível de energia carregado.
NOTA: Antes da descarga, certifique-se de verificar o nível de
energia carregado novamente.
Valor de energia
CARREGADO para o choque
elétrico
Quando a série ND-860V for usada

2) Aplique um choque elétrico.Segure firmemente as alças das pás até que


a descarga esteja completa.
Quando as pás internas da série ND-860V são usadas
Pressione o botão SHOCK intermitente no desfibrilador para aplicar um
choque elétrico.
Quando a série ND-890V for usada Quando as pás internas (com interruptor) da série ND-890V são usadas
Botão de choque
Pressione o botão SHOCK na alça de uma pá interna para aplicar o choque
elétrico.
NOTA • O botão SHOCK da alça de uma pá interna não pisca.
• Quando as pás externas ou pás internas (com interruptor)
são utilizadas, uma descarga não será executada quando
o botão SHOCK do painel frontal do desfibrilador for
pressionado.
Se outra desfibrilação for necessária, realize o tratamento médico necessário
e repita as etapas de 3 a 6.

AVISO
Não descarregue com as pás no ar. Isso pode
causar choque elétrico ou danificar o desfibrilador.

NOTA: Nunca aplique o choque elétrico enquanto os eletrodos das


pás estiverem em contato um com o outro. O desfibrilador
pode estar danificado.

7 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desconecte o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque
no cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida.
Se desconectar, os dados no desfibrilador poderão ser
danificados.
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos
terem se passado após a descarga, o relatório de
desfibrilação correspondente não será armazenado.

8 Desconecte as pás internas do desfibrilador. Limpe qualquer sangue das pás


internas e esterilize-as.
• Seção 6-1 "Desconexão de pás” (TEC-5621, TEC-5631)" (p. 6-1-3)
• Seção 12 "Pás internas" (p. 12-33)
• Manual das pás internas a serem utilizadas

6-2-20 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3 Cardioversão
sincronizada
6

Introdução .................................................................. 6-3-2


Fluxo de operação ...................................................................... 6-3-2 6-3
Exemplo de tela .......................................................................... 6-3-3
Gravação de formatos de ondas ................................................ 6-3-4

Cardioversão sincronizada com o uso de pás externas ... 6-3-5

Cardioversão sincronizada com o uso


de pás descartáveis .................................................. 6-3-12

Cardioversão sincronizada com o uso de pás internas .....6-3-19

Uso do ECG de pá/PÁ-derivação como sinal


de sincronização....................................................... 6-3-25
6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Introdução
A cardioversão sincronizada é um método para a aplicação de choques elétricos no
momento adequado após a detecção de uma onda QRS do paciente e é utilizada para
e eliminação da fibrilação atrial, etc.
O operador configura o valor de saída de energia, carrega o desfibrilador para qualquer
momento e então pressiona e segura o botão SHOCK. O desfibrilador irá aplicar
choques elétricos em sincronização com a onda QRS detectada em primeiro lugar.
Pás externas, pás internas ou pás descartáveis podem ser usadas com o
desfibrilador.

Fluxo de operação
Preparação (Consulte a Seção 6-1). Cardioversão

Verifique o estado do paciente. Selecione a derivação do ECG e pressione o botão SYNC.

Conecte as pás. • Verifique se "MODO SINCRONIZADO" é exibido na tela.


Conecte as pás a serem utilizadas. • Verifique se as linhas " " indicando as
Pás externas posições de sincronização são exibidas na SYNC
parte crescente de cada onda QRS do formato
de onda de ECG sendo exibido.
Se o paciente for uma criança pequena,
troque a placa de eletrodo para adultos Pás externas: aplique o gel de contato na superfície da
para a placa de eletrodos pediátrica. placa do eletrodo de cada pá.
Pás descartáveis Selecione o nível de energia.
Conecte nas etapas Para as pás internas, o nível de energia
seguintes: selecionável será de 50 J ou menos.
1) Conecte o adaptador
de pás (TEC-5621, TEC-5631).
2) Fixe as pás descartáveis no paciente.
3) Conecte as pás descartáveis ao
Pás externas: pressione as pás externas no paciente.
adaptador de pás ou ao conector de
pás.
Pressione o botão CHARGE/AED.
Pás internas A carga será iniciada e será emitido um som de bip
alternadamente.

Coloque o seletor na posição ou


DISARM.
Pás externas
Verifique se
nenhuma mensagem A mensagem "CARREGADO" e outras orientações serão
de erro é exibida na exibidas na tela.
tela. Quando a carga estiver completa, um som contínuo de bip será
emitido.

Realize a medição do ECG a ser Pás internas: posicione as pás internas contra o coração e
utilizado para a sincronização. então verifique o ECG.
Realize a medição do ECG a ser utilizado
como sinal de sincronização com o Verifique o estado do paciente novamente,
desfibrilador. pressionando os botões de choque e mantendo-os
• Para utilizar um ECG de um monitor
pressionados.
externo como um sinal de sincronização,
conecte o monitor externo e o
desfibrilador e verifique previamente
o tempo de atraso para a cardioversão • Pás descartáveis
sincronizada. Pás externas • Série ND-860V
• Em caso de desfibrilação de emergência,
a derivação das pás pode ser usada
como um sinal de sincronização. Verifique o efeito do choque elétrico e então aplique outro choque
elétrico, se necessário.

6-3-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Exemplo de tela
A figura abaixo é um exemplo de tela para quando as pás externas são utilizadas.
ANÁLISE DE ARRITMIA DESLIGADA
Quando PÁ estiver selecionada como derivação (as pás externas ou internas
estiverem sendo utilizadas), a análise de arritmia estará sempre configurada
como "DESLIGADO". Para outras derivações, a análise de arritmia
estará configurada como "DESLIGADO" quando o alarme FV/TV estiver
configurado como "DESLIGADO".
Quando a análise de arritmia estiver configurada como "DESLIGADO", a
mensagem "ANÁLISE DE ARRITMIA DESLIGADA" será exibida na tela.

Alarme de arritmia e alarme FV/TV 6


O alarme de arritmia não é acionado durante a cardioversão, independente
da configuração de alarme.
Quando PÁ for selecionado como derivação (as pás externas uo internas são
utilizadas), não haverá alarme de arritmia. Para outras derivações, apenas o
alarme FV/TV pode ser configurado como "LIGADO".
O ícone de arritmia " " é exibido apenas quando a série opcional QS-831V
está instalada. 6-3

Posição de sincronização " "


A ser exibida na parte crescente de
cada onda QRS
Ícone de carga restante da bateria
ECG e ícone de alimentação de CA

Ícone de sincronização QRS


Escala
Ícone do alarme desligado Sensibilidade
Derivação do
formato de onda
Frequência cardíaca exibida

Orientação
Para ser exibido na finalização do
carregamento

Teclas de função
Para várias operações:
• [DERIVAÇÃO]
Para selecionar a derivação de ECG
sendo exibida
CARREGANDO ou CARREGADO
• [SENSIBILIDADE]
Para selecionar a sensibilidade de ECG Indicação de modo: MODO SINCRONIZADO
sendo exibida
• [EVENTO]
Para gravação do evento
(Consulte p. 10-1-8).
• [SOM OP]
Para ligar ou desligar o som de
operação (OP) Número de descargas Energia carregada
O número de vezes em que o som
de operação será gerado por minuto
poderá ser configurado em Som
de operação (vezes/minuto) para
configuração de adulto, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.
Se estiver configurado como
"Desligado", o som de operação será
gerado 100 vezes por minuto. (Guia do
administrador: "Configuração DEA")

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-3


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Gravação de formatos de ondas


Os formatos de onda indicados abaixo serão armazenados na memória interna como
um relatório de formato de onda quando o choque elétrico for aplicado e pode ser
gravado, conforme necessário.

Seção 10-1 "Gravação de relatórios" (p. 10-1-15)

Um valor máximo de 2000 segundos em vários relatórios de formato de onda


poderão ser armazenados na memória interna do desfibrilador. Se a duração
total de dados for maior que 2000 segundos, a gravação mais antiga será
automaticamente excluída e uma nova gravação será armazenada.

ECG de 10 segundos antes até 12 segundos após um


choque elétrico
Junto com a informação de descarregamento, o ECG de 10 segundos antes até
12 segundos após um choque elétrico será automaticamente armazenado na
memória interna do desfibrilador como um relatório de desfibrilação.
Quando a configuração Gravar "Início do carregamento" após o descarregamento
estiver configurada na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA como
"Ligado", o ECG do início do carregamento após uma descarga será gravado
automaticamente.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos terem se passado após a


descarga, o relatório de desfibrilação correspondente não será armazenado.
Para gravar formatos de onda que não sejam os especificados acima, pressione a
tecla gravar/parar para efetuar a gravação contínua.

6-3-4 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Cardioversão sincronizada com o uso de pás


externas
A forma de efetuar a cardioversão sincronizada usando as pás externas será descrita
abaixo.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de
qualquer parte metálica de qualquer equipamento ECG para monitorar. Não monitore o ECG com
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente. pás internas ou externas. Se o ECG for monitorado
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico com pás, a energia de alta frequência da UEC 6
ou lesão graves. provoca o fluxo de uma corrente anormal no paciente
e uma descarga inesperada. Isso poderá danificar
o desfibrilador.
AVISO
Antes da desfibrilação, remova os eletrodos de todos 6-3
os aparelhos e os adesivos dos locais onde as pás AVISO
serão colocadas. Se uma pá do desfibrilador entrar Verifique se a linha pontilhada vertical indicando
em contato com tais objetos, a aplicação do choque a posição de sincronização é exibida no aclive de
pode ser insuficiente e causar queimaduras na pele. cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste
a posição da seguinte forma:
AVISO • Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
pode ser confundido com QRS e a descarga pode • Mude a derivação do ECG com a tecla de função
não ser sincronizada com o QRS do paciente. [DERIVAÇÃO].
• Mude a posição do eletrodo.
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não
AVISO ser realizada adequadamente e pode causar
Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha fibrilação ventricular ao paciente.
cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
pode causar lesões graves no músculo cardíaco.

CUIDADO
Ao realizar a cardioversão sincronizada, confirme
se o MODO SINCRONIZADO está sendo exibido
na tela do desfibrilador antes de cada descarga de
energia. Dependendo da configuração efetuada na
tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA, o desfibrilador
retorna automaticamente ao modo de desfibrilação
assíncrona após a cardioversão sincronizada.

NOTA • Selecione a energia e o tamanho apropriados das pás externas


de acordo com o paciente. Utilize somente as pás externas
especificadas pela Nihon Kohden.
• Após selecionar o Modo sincronizado, se a posição do seletor
for alterada para MONITOR, PACING, DEA, SETUP ou BASIC
CHECK, o desfibrilador sairá do Modo sincronizado.

1 Siga as etapas abaixo para a preparação da cardioversão sincronizada.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-5


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

1) Verifique o estado do paciente.


2) Conecte as pás externas.
Se o paciente for uma criança pequena, troque a placa de eletrodo para
adultos por uma placa de eletrodo pediátrica, conforme necessário.
Luz de contato das pás 3) Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique se nenhuma mensagem
de erro é exibida na tela.
Mesmo se a luz de contato das pás estiver acesa em laranja ou amarelo, o
choque elétrico poderá ser aplicado. Nesse caso, limpe as pás externas e
descarregue os eletrodos como teste após o uso.

Seção 12 "Pás externas" (p. 12-33)

4) Realize a medição do ECG a ser utilizado como sinal de sincronização com o


desfibrilador.
• O ECG sendo medido por outro monitor pode ser utilizado com um sinal de
sincronização. Consulte a Seção 6-1 "Utilização de um ECG de um monitor
externo como um sinal de sincronização" (p. 6-1-14).
• Em caso de cardioversão sincronizada de emergência, o ECG de
pá-derivação poderá ser usado como sinal de sincronização. Consulte "Uso
do ECG de pá-derivação como sinal de sincronização" (p. 6-3-25).
Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de
alimentação de CA está acesa.

Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente na


bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

2 Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] para selecionar a derivação do ECG a ser


utilizado como sinal de sincronização.
Quando o ECG a ser usado como sinal de sincronização for medido com o
desfibrilador, um sinal de derivação II será geralmente utilizado para que a onda
QRS com a mais alta amplitude possa ser obtida.

Seção 8-1 "Configuração das derivações de monitoração" (p. 8-1-15)

Quando um ECG de um monitor externo for usado como sinal de sincronização,


selecione "AUX" como a derivação de ECG.
Quando o ECG de pá-derivação for usado como sinal de sincronização, selecione
"PÁ" como a derivação.
Derivação

6-3-6 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

NOTA • Selecione uma derivação para que todo o formato de onda seja
exibido na tela e o formato de onda T não seja muito superior
ao formato de onda QRS. Caso contrário, o QRS não poderá ser
reconhecido corretamente.
• Se o desfibrilador contar incorretamente um QRS estreito,
configure a configuração REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO
na CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO
para "DESLIGADO" e confirme se o QRS é reconhecido
corretamente.

3 Pressione o botão SYNC e então verifique a indicação de modo e as posições


de sincronização.
SYNC
• Verifique se "MODO SINCRONIZADO" é exibido na tela. 6
• Verifique se as linhas " " indicando as posições de sincronização são exibidas
na parte crescente (Q–R) de cada onda QRS do formato de onda de ECG
sendo exibido.

AVISO 6-3
Verifique se a linha pontilhada vertical indicando
a posição de sincronização é exibida no aclive de
cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste
a posição da seguinte forma:
• Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
• Mude a derivação do ECG com a tecla de função
[DERIVAÇÃO].
• Mude a posição do eletrodo.
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não
ser realizada adequadamente e pode causar
fibrilação ventricular ao paciente.

Posições de sincronização " "


Verifique se as linhas " " são indicadas na parte crescente de cada onda QRS.

Modo de descarga sincronizada

NOTA • O Modo sincronizado não pode ser selecionado quando o seletor


está colocado nas posições MONITOR, PACING ou DEA.
• Após selecionar o Modo sincronizado, se a posição do seletor
for alterada para MONITOR, PACING, DEA, SETUP ou BASIC
CHECK, o desfibrilador sairá do Modo sincronizado.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-7


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

4 Retire as pás externas do suporte de pás e aplique o gel de contato (GELAID)


uniformemente na superfície da placa de eletrodo de cada pá.

AVISO
Aplique o gel de contato somente nas placas dos
eletrodos das pás externas. Caso contrário, isso pode
causar choque elétrico no operador.

AVISO
Não segure os cabos das pás se suas mãos estiverem
molhadas ou com gel de contato. Isso pode causar
choque elétrico no operador.

CUIDADO
Para prevenir a queimadura de pele no paciente,
aplique o gel de contato uniformemente nas placas
dos eletrodos das pás externas.

5 Coloque o seletor na posição de energia desejada.

AVISO
Preste especial atenção à energia selecionada
quando usar as placas dos eletrodos pediátricos.
A aplicação de alta energia com as placas dos
eletrodos pediátricos poderá causar queimaduras
na pele uma vez que as placas dos eletrodos são
pequenas.
Pá ESTERNO

6 Posicione as pás no tórax do paciente.


Posicione a pá esquerda (ESTERNO) do lado direito do esterno e abaixo da
clavícula e a pá direita (ÁPICE) no nível do quinto espaço intercostal e da linha
axilar média.

CUIDADO
Se o corpo do paciente estiver molhado, retire bem
Pá ÁPICE a umidade da pele, para que as pás não causem
curto-circuito entre si. Do contrário, a aplicação do
choque poderá ser insuficiente.
Colocação das pás externas

NOTA: Não se apoie nas pás ao pressioná-las contra o paciente.


Uma pá pode escorregar e causar uma lesão.

6-3-8 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Luz de contato
das pás 7 Pressione as pás contra as áreas de colocação das pás para que a luz de contato
das pás na pá ESTERNO acenda em verde.
A luz de contato das pás indica o status da resistência transtorácica do paciente
através da pá externa.
A luz de contato da pá poderá não ser acesa em verde para alguns pacientes,
mas mesmo que a luz esteja acesa em amarelo ou laranja, o choque elétrico
poderá ser aplicado.

Seção 6-1 "Contato de impedância entre a pele e os eletrodos das pás


externas" (p. 6-1-21)

8 Pressione o botão carga na pá externa ÁPICE ou o botão CHARGE/DEA no


painel frontal do desfibrilador para iniciar o carregamento. 6
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

6-3

O valor da energia aumenta

Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
Os botões de choque nas pás externas começarão a piscar ao mesmo tempo.
Os botões de choque piscam. Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia
carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurada na
configuração chamada tempo de retenção da carga, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA. (Valor padrão: 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

Valor de energia para


CARREGADO o choque elétrico

Exemplo: forma errada de segurar


a pá externa
AVISO
Ao carregar ou descarregar, não toque em nada
além das alças das pás. Se qualquer outra parte do
desfibrilador for tocada durante a carga ou descarga,
o operador receberá um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-9


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Para mudar o nível de energia depois que o carregamento estiver completo


Coloque o seletor na posição de energia desejada.
O desfibrilador começa a ajustar a energia um segundo depois que o novo valor
de energia é selecionado.
Quando a desfibrilação tornar-se desnecessária depois que o carregamento
estiver completo
Coloque o seletor na posição DISARM ou
OFF.

9 Aplique um choque elétrico.


1) Verifique novamente o estado do paciente e o nível de energia carregado.
Pá ESTERNO
NOTA: Antes da descarga, certifique-se de verificar o nível de energia
carregado novamente.
Valor de energia
CARREGADO para o choque
elétrico

2) Pressione os botões de choque simultaneamente nas pás externas para


Pá ÁPICE
aplicar um choque elétrico.
Mantenha os botões de choque pressionados com a pá pressionada contra
Pressione os botões de choque o tórax do paciente até o choque elétrico ser aplicado, porque a descarga
simultaneamente em ambas as pás será realizada quando o primeiro ponto de sincronização for detectado após os
externas. botões de choque terem sido pressionados.
Se outra cardioversão for necessária, realize o tratamento médico necessário
e repita os passos de 5 a 9.
Se a configuração do Modo sinc depois de CV na tela CONFIGURAÇÃO
DO SISTEMA estiver configurada como "Desfib”, o modo de
desfibrilação mudará para "MODO MANUAL" após o choque elétrico ser
aplicado.
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

CUIDADO
Não descarregue a energia se os eletrodos das pás
estiverem em curto-circuito entre si por conta do gel
de contato. Não seguir esse aviso pode causar
queimadura da pele ou descarga insuficiente de
eletricidade ao coração.

NOTA • Nunca aplique o choque elétrico enquanto os eletrodos das


pás estiverem em contato um com o outro. O desfibrilador
pode estar danificado.
• Quando as pás externas ou pás internas (com interruptor)
são utilizadas, uma descarga não será executada quando
o botão SHOCK do painel frontal do desfibrilador for
pressionado.

Gel de contato
(GELAID)

6-3-10 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Suporte temporário
Você pode temporariamente colocar as pás externas nas extremidades
(suportes temporários) do suporte das pás do desfibrilador enquanto está
efetuando outros tratamentos RCP.
Utilize o espaço entre a placa de eletrodo e a proteção de uma pá externa
para colocá-la no suporte de pás, como mostrado na figura abaixo.
Com o uso de pás temporárias, a limpeza é facilitada, pois o gel de contato
(GELAID) nas pás externas não afeta os eletrodos na descarga de teste do
desfibrilador.
NOTA: Os suportes temporários não podem ser utilizados quando as
placas de eletrodos pediátricas são utilizadas (quando as placas
de eletrodos para adultos não estão fixados nas pás externas). 6

10 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desconecte o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque
no cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida. 6-3
Se desconectar, os dados no desfibrilador poderão ser
danificados.
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos
terem se passado após a descarga, o relatório de
desfibrilação correspondente não será armazenado.

11externas
Retire cuidadosamente o gel de contato (GELAID) das placas de eletrodo das pás
e então recoloque cuidadosamente as pás externas no suporte de pás.
Descarte os eletrodos de ECG usados na cardioversão sincronizada, consultando
os manuais fornecidos com cada item.

Seção 12 "Pás externas"

Recoloque as pás externas no


suporte de pás.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Cardioversão sincronizada com o uso de pás


descartáveis
A forma de efetuar a cardioversão sincronizada com o uso de pás descartáveis será
descrita abaixo.

Consulte também o manual de pás descartáveis a serem utilizados.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de
qualquer parte metálica de qualquer equipamento ECG para monitorar. Não monitore o ECG com
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente. pás descartáveis. Se o ECG for monitorado com
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico pás, a energia de alta frequência da UEC provoca
ou lesão graves. o fluxo de uma corrente anormal no paciente e
uma descarga inesperada. Isso poderá danificar o
desfibrilador.
AVISO
Se a bolsa contendo as pás descartáveis estiver
violada, não utilize as pás. Elimine as pás. Não AVISO
seguir esse aviso pode causar queimaduras na pele • Não utilize as pás descartáveis se o gel
ou uma aplicação insuficiente de choque. estiver ressecado.
• Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver em
condição irregular (o gel ter se tornado líquido ou
AVISO estiver transbordando os limites da pá etc.).
Use as pás descartáveis o mais rápido possível Não seguir esses avisos poderá causar queimaduras
depois que a embalagem for aberta. Não seguir na pele ou uma aplicação insuficiente de choque.
esse aviso pode causar queimaduras na pele ou
uma aplicação insuficiente de choque.
AVISO
Não use as pás descartáveis se o gel estiver
AVISO marrom escuro ou se houver gel marrom escuro
Não use as pás descartáveis se a data de na folha protetora. O uso dessas pás pode causar
validade do pacote tiver expirado. Não seguir esse uma aplicação insuficiente de choque ou
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma queimaduras na pele quando as pás estiverem
aplicação insuficiente de choque. colocadas.

AVISO AVISO
Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
pode ser confundido com QRS e a descarga pode cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
não ser sincronizada com o QRS do paciente. pode causar lesões graves no músculo cardíaco.

AVISO
Não reutilize pás descartáveis. Não seguir esse
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
aplicação insuficiente de choque.

6-3-12 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

AVISO
Verifique se a linha pontilhada vertical indicando
a posição de sincronização é exibida no aclive de
cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste
a posição da seguinte forma:
• Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
• Mude a derivação do ECG com a tecla de função
[DERIVAÇÃO].
• Mude a posição do eletrodo.
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não 6
ser realizada adequadamente e pode causar
fibrilação ventricular ao paciente.

CUIDADO CUIDADO 6-3


Ao realizar a cardioversão sincronizada, confirme Quando pás descartáveis estiverem colocadas no
se o MODO SINCRONIZADO está sendo exibido paciente, troque-os a cada 24 horas. Após 24 horas, o
na tela do desfibrilador antes de cada descarga de gel se torna ressecado e isso pode reduzir
energia. Dependendo da configuração efetuada na o desempenho das pás.
tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA, o desfibrilador
retorna automaticamente ao modo de desfibrilação
assíncrona após a cardioversão sincronizada.
CUIDADO
Não coloque objetos pesados nas pás
descartáveis nem dobre as pás. As pás podem
ficar danificadas e deterioradas, resultando em
queimaduras na pele do paciente.

CUIDADO
Não fixe a pá descartável sobre outra pá. Isso pode
provocar queimaduras de pele no paciente.

NOTA • Sempre tenha pás descartáveis sobressalentes. Use as pás


sobressalentes se o gel das pás estiver seco, deteriorado ou
descorado.
Deteriorado significa:
• O gel se tornou liquefeito.
• O gel sai pelas extremidades do
PÁ. Descorado significa:
• A cor do gel mudou para vermelho amarronzado, e há gel
amarronzado colado na folha de proteção.

• Se o gel for acidentalmente removido da pá junto com a folha ou


uma parte metálica for exposta, certifique-se de utilizar uma
nova pá descartável.

• Selecione a energia e o tamanho apropriados das pás


descartáveis de acordo com o paciente. Utilize somente as pás
descartáveis especificados pela Nihon Kohden.

1 Siga as etapas abaixo para a preparação da cardioversão sincronizada.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"

NOTA: Fixe firmemente as pás descartáveis no corpo do paciente. Se eles


estiverem frouxas, o choque elétrico não poderá ser aplicado.

1) Verifique o estado do paciente.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

2) Conecte as pás descartáveis.


• Conecte o adaptador de pás (TEC-5621, TEC-5631).
• Fixe as pás descartáveis no paciente.
• Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás ou ao conector
de pás.
3) Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique se nenhuma mensagem
de erro é exibida na tela.
4) Realize a medição do ECG a ser utilizado como sinal de sincronização com o
desfibrilador.
• O ECG sendo medido por outro monitor pode ser utilizado com um sinal de
sincronização. Consulte a Seção 6-1 "Utilização de um ECG de um monitor
externo como um sinal de sincronização" (p. 6-1-14).
• Em caso de cardioversão sincronizada de emergência, o ECG de PÁ-
derivação poderá ser usado como sinal de sincronização. Consulte "Uso do
ECG de pá/PÁ-derivação como sinal de sincronização" (p. 6-3-25).
Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de
alimentação de CA está acesa.

Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente na


bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

2 Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] para selecionar a derivação do ECG a ser


utilizado como sinal de sincronização.
Quando o ECG a ser usado como sinal de sincronização for medido com o
desfibrilador, um sinal de derivação II será geralmente utilizado para que a
onda QRS com a mais alta amplitude possa ser obtida.

Seção 8-1 "Configuração das derivações de monitoração" (p. 8-1-15)

Quando um ECG de um monitor externo for usado como sinal de sincronização,


selecione "AUX" como a derivação de ECG.
Quando um ECG de pá-derivação for usado como sinal de sincronização,
selecione "PÁ".
Derivação

NOTA • Selecione uma derivação para que todo o formato de onda seja
exibido na tela e o formato de onda T não seja muito superior ao
formato de onda QRS. Caso contrário, o QRS não poderá ser
reconhecido corretamente.
• Se o desfibrilador contar incorretamente um QRS estreito,
configure a configuração REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO
na CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO
como "DESLIGADO" e confirme se o QRS é reconhecido
corretamente.

6-3-14 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

SYNC
3 Pressione o botão SYNC e então verifique a indicação de modo e as posições
de sincronização.
• Verifique se "MODO SINCRONIZADO" é exibido na tela.
• Verifique se as linhas " " indicando as posições de sincronização são exibidas
na parte crescente (Q–R) de cada onda QRS do formato de onda de ECG
sendo exibido.

AVISO
Verifique se a linha pontilhada vertical indicando
a posição de sincronização é exibida no aclive de
cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste 6
a posição da seguinte forma:
• Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
• Mude a derivação do ECG com a tecla de função
[DERIVAÇÃO]. 6-3
• Mude a posição do eletrodo.
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não
ser realizada adequadamente e pode causar
fibrilação ventricular ao paciente.

Posições de sincronização " "


Verifique se as linhas " " são indicadas na parte crescente de cada
onda QRS.

Modo de descarga sincronizada

NOTA • O Modo sincronizado não pode ser selecionado quando o


seletor está colocado nas posições MONITOR, PACING ou
DEA.
• Após selecionar o Modo sincronizado, se a posição do seletor
for alterada para MONITOR, PACING, DEA, SETUP ou BASIC
CHECK, o desfibrilador sairá do Modo sincronizado.

4 Coloque o seletor na posição de energia desejada.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-15


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

5 Pressione o botão CHARGE/DEA no painel frontal para carregar o desfi .


NOTA: Se uma pá descartável for removida do paciente, o
carregamento não começará mesmo que o botão CHARGE/
DEA esteja pressionado. Se uma pá descartável for removida
após o início do carregamento, o desfibrilador automaticamente
descarregará a energia internamente por segurança.
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

O botão SHOCK
Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e
pisca. algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
O botão SHOCK começará a piscar ao mesmo tempo.
Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia
carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurado na configuração
chamada tempo de retenção da carga, na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA. (Valor padrão: 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.
Valor de energia
CARREGADO para o choque
elétrico

AVISO
Durante o carregamento ou descarregamento, não
toque nas pás ou no conector. Se você tocar em
qualquer outra parte do desfibrilador durante o
carregamento ou descarregamento, você receberá
um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

6-3-16 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Para mudar o nível de energia depois que o carregamento estiver completo


Coloque o seletor na posição de energia desejada.
O desfibrilador começa a ajustar a energia um segundo depois que o novo valor
de energia é selecionado.
Quando a desfibrilador tornar-se desnecessária depois que o carregamento
estiver completo
Coloque o seletor na posição DISARM ou
OFF.

6
6 Aplique um choque elétrico.
1) Verifique novamente o estado do paciente e o nível de energia carregado.
NOTA: Antes da descarga, certifique-se de verificar o nível de energia
carregado novamente.
6-3
Valor de energia
para o choque
CARREGADO elétrico

2) Pressione o botão SHOCK que está piscando para aplicar o choque


elétrico. Mantenha o botão SHOCK pressionado até o choque elétrico ser
aplicado, porque a descarga será realizada quando o primeiro ponto de
sincronização for detectado após o botão SHOCK ter sido pressionado.
Se outra cardioversão for necessária, realize o tratamento médico necessário
e repita os passos de 4 a 6.

Se a configuração do Modo sinc depois de CV na tela CONFIGURAÇÃO


DO SISTEMA estiver configurada como "Desfib”, o modo de
desfibrilação mudará para "MODO MANUAL" após o choque elétrico ser
aplicado.
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

AVISO
Antes de descarregar, confirme se as pás estão
pressionadas firmemente contra a parede torácica.
Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na
pele ou uma aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO
Não descarregue a energia se os eletrodos das pás
estiverem em curto-circuito entre si por conta do gel
de contato. Não seguir esse aviso pode causar
queimadura da pele ou descarga insuficiente de
eletricidade ao coração.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-17


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

7 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desligue o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no cabo
de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Se desconectar,
os dados no desfibrilador poderão ser danificados
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos terem
se passado após a descarga, o relatório de desfibrilação
correspondente não será armazenado.

8 Elimine as pás descartáveis.


1) Remova as pás descartáveis do tórax do paciente.
2) Desconecte as pás descartáveis do adaptador de pás ou do conector de
pás.
3) Coloque novamente as pás descartáveis nas respectivas embalagens e
descarte-os.
Descarte os eletrodos de ECG usados na cardioversão sincronizada, consultando
os manuais fornecidos com cada item.

Seção 12 "Pás descartáveis (opcional)" (p. 12-29)

6-3-18 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Cardioversão sincronizada com o uso de pás


internas
A forma de efetuar a cardioversão sincronizada usando as pás internas (séries
ND-890V ou ND-860V) será descrita abaixo.
Ao aplicar diretamente as pás internas no coração, a desfibrilação com um baixo
nível de energia será possível durante uma cirurgia com tórax aberto.

Consulte também o manual de pás internas a serem utilizadas.

Série ND-890V (com interruptor) Série ND-860V (sem interruptor) 6

6-3

Botão de choque

AVISO AVISO
Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador Antes da desfibrilação, certifique-se de que
apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de ninguém está em contato com o paciente ou com
ECG para monitorar. Não monitore o ECG com qualquer parte metálica de qualquer equipamento
pás internas ou externas. Se o ECG for monitorado ou cabo que suporte ou em contato com o paciente.
com pás, a energia de alta frequência da UEC Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico
provoca o fluxo de uma corrente anormal no paciente ou lesão graves.
e uma descarga inesperada. Isso poderá danificar
o desfibrilador.
AVISO
Verifique se a linha pontilhada vertical indicando
AVISO a posição de sincronização é exibida no aclive de
Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
pode ser confundido com QRS e a descarga pode da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste
não ser sincronizada com o QRS do paciente. a posição da seguinte forma:
• Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
AVISO • Mude a derivação do ECG com a tecla de função
[DERIVAÇÃO].
Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
• Mude a posição do eletrodo.
cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
pode causar lesões graves no músculo cardíaco.
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não
ser realizada adequadamente e pode causar
fibrilação ventricular ao paciente.

CUIDADO CUIDADO
Ao realizar a cardioversão sincronizada, confirme Preste bastante atenção à energia selecionada
se o MODO SINCRONIZADO está sendo exibido quando usar pás internas. Aplicar muita energia ao
na tela do desfibrilador antes de cada descarga de coração pode causar necrose do músculo cardíaco.
energia. Dependendo da configuração efetuada na É recomendada baixa energia.
tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA, o desfibrilador
retorna automaticamente ao modo de desfibrilação
assíncrona após a cardioversão sincronizada.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-19


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

CUIDADO CUIDADO
Esterilize as pás internas antes de usá-las. A não Não gire a pá interna enquanto segura o eletrodo
esterilização das pás pode causar infecção grave. nem bata muito forte na pá. Isso pode causar danos
ou curvar o eletrodo.

NOTA: Selecione a energia e o tamanho apropriados das pás internas


de acordo com o paciente. Utilize somente as pás internas
especificadas pela Nihon Kohden.

1 Siga as etapas abaixo para a preparação da cardioversão sincronizada.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação, cardioversão sincronizada
e DEA"

1) Verifique o estado do paciente.


2) Conecte as pás internas.
3) Coloque o seletor na posição DISARM. Verifique se nenhuma mensagem
de erro é exibida na tela.
4) Realize a medição do ECG a ser utilizado como sinal de sincronização
com o desfibrilador.
• O ECG sendo medido por outro monitor pode ser utilizado com um
sinal de sincronização. Consulte a Seção 6-1 "Utilização de um ECG
de um monitor externo como um sinal de sincronização" (p. 6-1-14).
• Em caso de cardioversão sincronizada de emergência, o ECG de
pá-derivação poderá ser usado como sinal de sincronização. Consulte
"Uso do ECG de pá/PÁ-derivação como sinal de sincronização"
(p. 6-3-25).

Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de


alimentação de CA está acesa.

Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente


na bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

2 Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] para selecionar a derivação do ECG a ser


utilizado como sinal de sincronização.
Quando o ECG a ser usado como sinal de sincronização for medido com o
desfibrilador, um sinal de derivação II será geralmente utilizado para que a onda
QRS com a mais alta amplitude possa ser obtida.

Seção 8-1 "Configuração das derivações de monitoração" (p. 8-1-15)

Quando um ECG de um monitor externo for usado como sinal de sincronização,


selecione "AUX" como a derivação de ECG.
Quando o ECG de pá-derivação for usado como sinal de sincronização, selecione
"PÁ" como a derivação.

6-3-20 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Derivação

NOTA • Selecione uma derivação para que todo o formato de onda


seja exibido na tela e o formato de onda T não seja muito
superior ao formato de onda QRS. Caso contrário, o QRS não
poderá ser reconhecido corretamente.
• Se o desfibrilador contar incorretamente um QRS estreito,
configure a configuração REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO na
CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO
6
como "DESLIGADO" e confirme se o QRS é reconhecido
corretamente.
3 Pressione o botão SYNC e então verifique a indicação de modo e as posições
de sincronização.
SYNC • Verifique se "MODO SINCRONIZADO" é exibido na tela. 6-3
• Verifique se as linhas " " indicando as posições de sincronização são exibidas
na parte crescente (Q–R) de cada onda QRS do formato de onda de ECG sendo
exibido.

AVISO
Verifique se a linha pontilhada vertical indicando
a posição de sincronização é exibida no aclive de
cada onda QRS (entre os pontos Q e R). Se a posição
da linha pontilhada vertical estiver incorreta, ajuste
a posição da seguinte forma:
• Mude a amplitude dos formatos de onda ECG
com a tecla de função [SENSIBILIDADE].
• Mude a derivação do ECG com a tecla de função
[DERIVAÇÃO].
• Mude a posição do eletrodo.
Se a posição da linha pontilhada vertical estiver
incorreta, a cardioversão sincronizada pode não
ser realizada adequadamente e pode causar
fibrilação ventricular ao paciente.

Posições de sincronização " "


Verifique se as linhas " " são indicadas na parte crescente
de cada onda QRS.

Modo de descarga sincronizada


NOTA • O Modo sincronizado não pode ser selecionado quando o
seletor está colocado nas posições MONITOR, PACING ou
DEA.
• Após selecionar o Modo sincronizado, se a posição do seletor
for alterada para MONITOR, PACING, DEA, SETUP ou BASIC
CHECK, o desfibrilador sairá do Modo sincronizado.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-21


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

4 Coloque o seletor na posição de energia desejada.


NOTA: Para a pá interna, o nível de energia selecionável será de 50 J ou
menos. Se o nível de energia for 70 J ou mais, o carregamento
não poderá ser efetuado.

5 Pressione o botão CHARGE/DEA no painel frontal para carregar o desfi .


NOTA: Para a pá interna, o nível de energia selecionável será de
50 J ou menos. Se o nível de energia for 70 J ou mais, o
carregamento não poderá ser efetuado.
Durante o carregamento, a indicação "CARREGANDO" será exibida na tela
e um som de bip será emitido alternadamente.
CARREGANDO

O valor da energia aumenta.

Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e


algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia
carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurado na configuração
chamada tempo de retenção da carga, na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA. (Valor padrão: 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.
Exemplo: quando a série ND-890V for usada
Valor de
CARREGADO energia para o
choque elétrico

Quando a série ND-860V for usada Quando as pás internas da série ND-860V são usadas, o botão SHOCK começará
a piscar ao mesmo tempo.
O botão SHOCK
pisca.
AVISO
Ao carregar ou descarregar, prenda as pás internas
entre o cabo e o protetor no topo da alça. Se as pás
internas estiverem presas entre o eletrodo e o protetor,
o operador poderá receber um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

6-3-22 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Para mudar o nível de energia depois que o carregamento estiver completo


Coloque o seletor na posição de energia desejada.
O desfibrilador começa a ajustar a energia um segundo depois que o novo valor
de energia é selecionado.
Se o nível de energia for alterado para 70 J ou mais, o desfibrilador
automaticamente descarregará, internamente, a energia carregada.
Quando a desfibrilação tornar-se desnecessária depois que o carregamento
estiver completo
Coloque o seletor na posição DISARM
ou OFF.

6
Alças
6 Coloque os eletrodos das pás internas em ambas as aurículas do paciente
como se estivesse segurando o coração com as pás.
Para melhor contato entre os eletrodos das pás internas e o coração, aplique
gaze esterilizada umedecida com solução de soro fisiológico entre cada eletrodo e 6-3
a área do coração.
Protetor
7 Aplique um choque elétrico.
Segure cada pá interna entre o cabo e a proteção 1) Verifique novamente o estado do paciente e o nível de energia carregado.
no topo da alça.
NOTA: Antes da descarga, certifique-se de verificar o nível de energia
carregado novamente.
Valor de energia
CARREGADO para o choque
elétrico
Quando a série ND-860V for usada

2) Aplique um choque elétrico.


Segure firmemente as alças das pás até que a descarga esteja completa.
Mantenha o botão SHOCK pressionado até o choque elétrico ser aplicado,
porque a descarga será realizada quando o primeiro ponto de sincronização for
detectado após o botão SHOCK ter sido pressionado.
Quando a série ND-890V for usada Quando as pás internas da série ND-860V são usadas
Botão de choque Pressione o botão SHOCK intermitente no desfibrilador para aplicar um choque
elétrico.
Quando as pás internas (com interruptor) da série ND-890V são usadas
Pressione o botão SHOCK na alça de uma pá interna para aplicar o choque
elétrico.
NOTA • O botão SHOCK da alça de uma pá interna não pisca.
• Quando as pás externas ou pás internas (com interruptor) são
utilizadas, uma descarga não será executada quando o botão
SHOCK do painel frontal do desfibrilador for pressionado.
Se outra cardioversão for necessária, realize o tratamento médico necessário
e repita as etapas de 4 a 7.
Se a configuração do Modo sinc depois de CV na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA estiver configurada como "Desfib", o
modo de desfibrilação mudará para "MODO MANUAL" após o choque
elétrico ser aplicado.
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-23


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

AVISO
Não descarregue com as pás no ar. Isso pode
causar choque elétrico ou danificar o desfibrilador.

NOTA: Nunca aplique o choque elétrico enquanto os eletrodos das


pás estiverem em contato um com o outro. O desfibrilador pode
estar danificado.

8 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desconecte o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no cabo
de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Se desconectar,
os dados no desfibrilador poderão ser danificados
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos terem
se passado após a descarga, o relatório de
desfibrilação correspondente não será armazenado.

9 Desconecte as pás internas do desfibrilador. Limpe qualquer sangue das pás


internas e esterilize-as.
Descarte os eletrodos de ECG usados na cardioversão sincronizada, consultando
os manuais fornecidos com cada item.

• Seção 6-1 "Desconexão de pás (TEC-5621, TEC-5631)" (p. 6-1-3)


• Seção 12 "Pás internas" (p. 12-33)
• Manual das pás internas a serem utilizadas

6-3-24 Manual do Operador Série TEC-5600


6-3. Cardioversão sincronizada

Uso do ECG de pá/pá-derivação como sinal de


sincronização
Em caso de cardioversão de emergência, a derivação do ECG de pás-derivação
pode ser usada como um sinal de sincronização.
A configuração SINC POR PÁ na CONFIGURAÇÃO DA PÁ na janela
CONFIGURAÇÃO tem que estar previamente configurada como "LIGADO".
Selecione "PÁ" ou “PÁ-DERIVAÇÃO” como a derivação.

CUIDADO
A cardioversão sincronizada com a derivação da 6
pá não oferece um ECG estável, pois é difícil
manter as pás na mesma posição. O artefato no
ECG pode ser confundido com QRS e a descarga
pode não ser sincronizada com o QRS do paciente.
6-3

NOTA • Selecione uma derivação para que todo o formato de onda seja
exibido na tela e o formato de onda T não seja muito superior ao
formato de onda QRS. Caso contrário, o QRS não poderá
ser reconhecido corretamente.
• Se o desfibrilador contar incorretamente um QRS estreito,
configure a configuração REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO
na CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO
como "DESLIGADO" e confirme se o QRS está reconhecido
corretamente.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-3-25


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6-3-26 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4 DEA

Introdução ................................................................... 6-4-2


Exemplo de tela ......................................................................... 6-4-2
Fluxograma DEA........................................................................ 6-4-3 6-4

Procedimento DEA...................................................... 6-4-4

Padrão de carregamento automático de energia ...... 6-4-14

Operações diversas .................................................. 6-4-15


Função pausa .......................................................................... 6-4-15
Operação do temporizador ...................................................... 6-4-16
Gravação de formatos de ondas.............................................. 6-4-16
6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Introdução
Nas séries TEC-5611, TEC-5621 e TEC-5631, a desfibrilação em modo DEA é
possível.
No modo DEA, o desfibrilador analisa o ECG do paciente e então julga se um
choque elétrico é necessário. Se julgar que um choque é necessário, a energia
será automaticamente carregada no nível configurado anteriormente. O choque
elétrico será aplicado pelo operador, de acordo com a orientação exibida.
No modo DEA, apenas as pás descartáveis podem ser utilizadas.
NOTA • No modo DEA, alguns alarmes poderão ser desligados. Não
monitore o paciente no modo DEA por muito tempo.
• Se as pás descartáveis colocadas forem removidas e
recolocadas 3 vezes ou mais, a operação DEA será cancelada e o
ciclo de RCP será iniciado.

Exemplo de tela
O exemplo de tela abaixo é utilizado para DEA em modo ADULTO.
Alarme de arritmia e alarme FV/TV
No modo DEA, os alarmes de arritmia, exceto pelo alarme FV/TV, não são gerados,
independente da configuração do alarme.
O ícone de arritmia " " é exibido apenas quando a série opcional QS-831V está instalada.
Ícone de carga restante da bateria e
ECG ícone de alimentação de CA

Ícone de sincronização QRS Escala


Ícone do alarme desligado Sensibilidade
Derivação do
formato de onda
Frequência cardíaca exibido: PÁ

Orientação
O operador segue a orientação
a ser exibida.

Teclas de função Temporizador


Para várias operações:
• [PARAR TEMPORIZADOR],
[MEDIDA LAP]
Para a operação do temporizador
exibida na área de orientação Durante a pausa Durante a RCP
(Consultar p. 6-4-16).
• [EVENTO]
Para gravação do evento
Tempo restante Tempo restante de CARREGANDO
(Consulte p. 10-1-8). de pausa RCP ou CARREGADO
• [PAUSAR INICIAR/PARAR]
Pressione para entrar no modo
de pausa durante os períodos
indicados abaixo. O alarme FV/
TV será suspenso durante o modo
de pausa.
• Desde o início da operação de DEA
até que o botão CHARGE/DEA Indicação de modo: MODO ADULTO Número de Energia
seja pressionado (a pausa estar ou MODO CRIANÇA descargas carregada
disponível ou não depende da
configuração de DEA).
• Durante a RCP
Para deixar o modo de pausa,
pressione a tecla novamente.
(Consulte p. 6-4-15).

6-4-2 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

Fluxograma DEA
Operação automática do desfibrilador
As mensagens mostradas em aspas (" ")
são orientações.
Operação pelo operador
Verifique o estado do paciente e então conecte os
pás descartáveis. (Consulte Seção 6-1). Parâmetros na configuração DEA na
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

Se o paciente for uma criança pequena, coloque o seletor na


Coloque o seletor na posição DEA. posição DEA enquanto mantém o botão CHILD MODE
pressionado.
1
Para saber detalhes sobre configurações DEA, consulte o Guia do
administrador.
Desligado 2 Cada parâmetro para a RCP pode ser configurado na configuração de 6
Análise manual para a 1ª descarga no modo DEA1
DEA.
• Energia descarregada para um adulto (J) ou Energia descarregada
Ligado para uma criança (J)
• Número de descargas por sequência
3
Cada parâmetro para a RCP pode ser configurado na configuração de
DEA.
Verifique o estado do • Ciclos de RCP por sequência (para adultos/crianças)
• Som de operação (vezes/min) (para adultos/crianças)
Operação DEA 2

paciente e então pressione 6-4


o botão CHARGE/DEA.4 • Número de compressões do tórax (para adultos/crianças)
• Número de respirações de salvamento (para adultos/crianças)
4
Se um ritmo para choque for detectado antes que o botão CHARGE/
DEA tenha sido pressionado, um alarme FV/TV será gerado e a men-
sagem "Pressionar o botão DEA" será exibida na área de orientações.
"Não toque no paciente".
Ritmo não-chocável
detectado
A análise DEA (análise FV/TV) é iniciada.
"Analisando o ritmo cardíaco. Não toque no
paciente".
Ritmo para choque
detectado "Sem aviso de choque".
Ligado
Choque cancelado".
"O ritmo cardíaco alterado.

Análise FV/TV quando o ritmo cardíaco for alterado1

O carregamento se inicia. Des-


"Aviso de choque. ligado "É seguro tocar no paciente.
detectado
-chocável
Ritmo não-

Carregando". Iniciar RCP".

RCP3
O carregamento foi concluído
Comece a RCP.
"Não toque no paciente.
Pressione o botão CHOQUE
intermitente".
"Continue a RCP".

Verifique o estado
Continue a RCP.
do paciente e
então pressione o Mais cinco
botão SHOCK. compressões de tórax

"Faça mais 5 compressões do


tórax. Não toque no paciente".
"Choque realizado".
Fim da
sequência Efetue mais 5 compressões no
Durante uma sequência tórax e então interrompa a RCP.

Desligado, cada sequência Desligado


Análise manual para a 2ª descarga no modo DEA1 Análise manual para a 2ª descarga no modo DEA1
Cada choque Cada choque, cada sequência

Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-3


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Procedimento DEA
A forma de efetuar a desfibrilação no modo DEA será descrita abaixo.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Quando você usar uma UEC, use este desfibrilador
ninguém está em contato com o paciente ou com apenas no modo MONITOR e use os eletrodos de
qualquer parte metálica de qualquer equipamento ECG para monitorar. Não monitore o ECG com
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente. pás descartáveis. Se o ECG for monitorado com
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico pás, a energia de alta frequência da UEC provoca
ou lesão graves. o fluxo de uma corrente anormal no paciente e
uma descarga inesperada. Isso poderá danificar o
desfibrilador.
AVISO
Se a bolsa contendo as pás descartáveis estiver
violada, não utilize as pás. Elimine as pás. Não AVISO
seguir esse aviso pode causar queimaduras na pele Não use as pás descartáveis se a data de
ou uma aplicação insuficiente de choque. validade do pacote tiver expirado. Não seguir esse
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
aplicação insuficiente de choque.
AVISO
Use as pás descartáveis o mais rápido possível
depois que a embalagem for aberta. Não seguir AVISO
esse aviso pode causar queimaduras na pele ou Não reutilize pás descartáveis. Não seguir esse
uma aplicação insuficiente de choque. aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
aplicação insuficiente de choque.

AVISO
Não use as pás descartáveis se o gel estiver AVISO
marrom escuro ou se houver gel marrom escuro Ao realizar a desfibrilação em uma criança, tenha
na folha protetora. O uso dessas pás pode causar cuidado com a energia selecionada. Energia elevada
uma aplicação insuficiente de choque ou pode causar lesões graves no músculo cardíaco.
queimaduras na pele quando as pás estiverem
colocadas.
AVISO
Quando o paciente for uma criança com idade
AVISO entre 0 e 7 anos, realize a desfibrilação em modo DEA
• Não utilize as pás descartáveis se o gel (modo criança). Ao usar as pás de desfibrilação,
estiver ressecado. certifique-se de que as pás não estão em contato.
• Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver em
condição irregular (o gel ter se tornado líquido ou
estiver transbordando os limites da pá etc.).
Não seguir esses avisos poderá causar queimaduras
na pele ou uma aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO CUIDADO
Quando pás descartáveis estiverem colocadas no Ao monitorar o ECG com pás descartáveis,
paciente, troque-os a cada 24 horas. Após 24 horas, o verifique a polaridade das pás antes de colocá-los
gel se torna ressecado e isso pode reduzir no paciente. Se a polaridade das pás estiver
o desempenho das pás. incorreta, o formato de onda aparecerá de cabeça
para baixo, o que pode causar interpretação
errônea pelo operador e atraso no tratamento.

6-4-4 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

CUIDADO CUIDADO
Não coloque objetos pesados nas pás Não fixe uma pá descartável sobre outra pá. Isso
descartáveis nem dobre as pás. As pás podem pode provocar queimaduras de pele no paciente.
ficar danificadas e deterioradas, resultando em
queimaduras na pele do paciente.

CUIDADO
O desfibrilador poderá não analisar corretamente
CUIDADO o ECG de um paciente com um marca-passo
No caso de algumas ondas do ECG, o desfibrilador implantado. Para esse paciente, siga as orientações
pode considerar incorretamente que a desfibrilação de um médico.
não é necessária. Quando o desfibrilador considerar
que a desfibrilação não é necessária, serão fornecidas
as instruções para a realização da RCP. Em casos 6
muito raros, o desfibrilador poderá incorretamente
considerar que a desfibrilação é necessária.

NOTA • Sempre tenha pás descartáveis sobressalentes. Use as pás


sobressalentes se o gel das pás estiver seco, deteriorado ou
descorado. 6-4
Deteriorado significa:
• O gel se tornou liquefeito.
• O gel sai pelas extremidades da PÁ.
Descorado significa:
• A cor do gel mudou para vermelho amarronzado, e há gel
amarronzado colado na folha de proteção.
• Se o gel for acidentalmente removido do PÁ junto com a folha
ou uma parte metálica for exposta, certifique-se de utilizar uma
nova PÁ descartável.
• Selecione o tamanho apropriados das pás descartáveis de
acordo com o paciente. Utilize somente as pás
descartáveis especificadas pela Nihon Kohden.
• Mesmo que um alarme FV ou TV seja gerado em modo
monitor, tal ECG poderá não ser necessariamente julgado
como um ritmo para choque no modo DEA.

1 Confirme se o paciente está inconsciente e está sem respiração ou pulso.

CUIDADO
Antes da análise do ECG ou da desfibrilação,
confirme se o paciente está inconsciente e se não
tem respiração nem pulso.

2 Siga as etapas abaixo para a preparação da desfibrilação.


Seção 6-1 "Preparação antes da desfibrilação/ cardioversão
sincronizada e DEA"
NOTA: Fixe firmemente as pás descartáveis no corpo do paciente. Se
elas estiverem frouxas, o choque elétrico não poderá ser
aplicado.
1) Verifique o estado do paciente.
2) Conecte as pás descartáveis.
• Conecte o adaptador de pás (TEC-5621, TEC-5631).
• Fixe as pás descartáveis no paciente.
• Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás ou ao conector de
pás.
Para utilizar o desfibrilador em alimentação de CA, verifique se a luz de
alimentação de CA está acesa.
Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-5
6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Luz de alimentação de CA Para usar o desfibrilador com bateria, verifique se há carga restante suficiente
na bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

Para configurar o modo DEA


(MODO ADULTO)
3 Coloque o seletor na posição DEA e verifique se "MODO ADULTO" é exibido
na área de indicação de modo.
Se o paciente for uma criança pequena, coloque o seletor na posição DEA
enquanto mantém o botão CHILD MODE pressionado.
• Verifique se a mensagem de erro "VERIFICAR PÁS" ou
"SUBSTITUIR PÁS" não está sendo exibida na tela.
• Verifique se a indicação de modo "MODO ADULTO" ou "MODO
CRIANÇA" está selecionada corretamente.
Coloque o seletor na posição DEA. • Verifique se "PÁ" é exibida como derivação de ECG na tela.
Para configurar o modo DEA NOTA: Apenas "PÁ" é selecionável como derivação.
(MODO CRIANÇA)
Derivação: PÁ

Enquanto mantém o botão CHILD Indicação de modo: MODO ADULTO ou MODO CRIANÇA
MODE pressionado, coloque o seletor
na posição DEA.

AVISO
Quando o paciente for uma criança com idade
entre 0 e 7 anos, realize a desfibrilação em modo DEA
(modo criança). Ao usar as pás de desfibrilação,
certifique-se de que as pás não estão em contato.

NOTA: Poderá demorar alguns segundos para que os formatos de onda


sejam exibidos após ter colocado o seletor na posição DEA.
Análise durante o modo DEA
No modo DEA, mesmo enquanto a análise DEA não estiver sendo realizada,
um ritmo para choque que seja detectado pelo ECG será sempre analisado.

"Padrão de carregamento automático de energia" (p. 6-4-14)

Se um ritmo para choque for detectado antes que a análise DEA tenha se
iniciado, um alarme FV/TV será gerado e a mensagem "Pressionar o botão
DEA" será exibida na área de instruções.

6-4-6 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

6
• Um alarme FV/TV poderá ser suspenso ao se pressionar a tecla [PAUSAR
INICIAR/PARAR] para entrar no modo de pausa. (Consulte p. 6-4-15).
• Se a configuração da análise manual para a 1ª descarga no modo DEA, na
configuração DEA estiver configurada como "Desligado", a mensagem
"Pressionar botão DEA" será exibida e uma análise de DEA será efetuada
automaticamente. Para a configuração da análise manual da 2ª descarga ou
posterior no modo DEA na configuração de DEA, consulte 6-4
"Fluxograma DEA" (p. 6-4-3).

Guia do administrador: "Configuração DEA"

4 Verifique se o nível de energia exibido na tela é apropriado.


O valor de energia para o choque elétrico poderá ser configurado em Energia
descarregada para um adulto (J) ou Energia descarregada para uma criança (J) na
Configuração de DEA.

Guia do administrador: "Configuração DEA"

Valor de energia para o choque elétrico

5 Inicie uma análise DEA.


1) Temporariamente interrompa o tratamento salva-vidas, como RCP, e mantenha
o paciente em repouso.
2) Pressione o botão CHARGE/DEA para iniciar a análise DEA. Após a análise
DEA ter sido iniciada, a mensagem "Analisando o ritmo cardíaco. Não
toque no paciente" será exibida na área de orientações da tela.

AVISO
Enquanto o desfibrilador analisa o ECG do paciente,
interrompa a RCP e não mova ou balance o corpo
do paciente. Se o paciente estiver em um carro, pare
o carro. Caso contrário, o desfibrilador não poderá
analisar o ECG do paciente corretamente.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-7


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

NOTA: Cuidado ao utilizar o botão CHARGE/DEA, porque o


carregamento será iniciado automaticamente quando o botão
CHARGE/DEA for pressionado.
• Se o botão CHARGE/DEA for pressionado durante o modo de pausa, a
pausa será cancelada. (Consulte p. 6-4-15).
• Se a configuração da análise manual para a 1ª descarga no modo DEA
na configuração DEA estiver como "Desligado", uma análise DEA será
iniciada automaticamente. Para a configuração da análise manual da 2ª
descarga ou posterior no modo DEA na configuração de DEA, consulte
"Fluxograma DEA" (p. 6-4-3).

Guia do administrador: "Configuração DEA"

Os formatos de onda durante uma análise DEA (FV/TV) serão automaticamente


armazenados na memória interna do desfibrilador como um relatório FV, junto
com o resultado da análise.
Um valor máximo de 2000 segundos, em vários relatórios de formato de onda,
poderão ser armazenados na memória interna do desfibrilador. Se a duração
total de dados for maior que 2000 segundos, a gravação mais antiga será
automaticamente excluída e uma nova gravação será armazenada.

Seção 10-1 "Gravação de relatórios" (p. 10-1-15)

3) Se um ritmo para choque for detectado durante uma análise DEA


(FV/TV), a mensagem "Aviso de choque. Carregando" será exibida na área de
orientações e será emitido um som de bip alternadamente.
Se apenas um ritmo não-chocável for detectado, o desfibrilador
automaticamente descarregará a energia carregada internamente e as
mensagens indicadas abaixo serão exibidas na área de orientações. Inicie
a RCP como descrito na etapa 7.
• "Sem aviso de choque".
• "É seguro tocar no paciente. Iniciar RCP".
O valor da energia aumenta.
CARREGANDO

AVISO
Durante o carregamento ou descarregamento, não
toque nos pás ou no conector. Se você tocar em
qualquer outra parte do desfibrilador durante o
carregamento ou descarregamento, você receberá
um choque elétrico.

AVISO
Não mova ou transporte o desfibrilador quando
qualquer carga residual ainda estiver no desfibrilador.
Se o desfibrilador sofrer qualquer impacto, como
uma queda, ele poderá se descarregar e causar
choque elétrico.

6-4-8 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

CUIDADO
A assístole não é considerada como um ritmo
chocável.

NOTA • Se uma pá descartável for removida após o início do


carregamento, o desfibrilador automaticamente
descarregará a energia internamente por segurança.
• Se a amplitude de um formato de onda for muito pequena,
o formato de onda poderá ser julgado como aquele para
assístole, que configura um caso no qual poderá não ser
possível efetuar a carga automática de energia. (Os padrões 6
de carregamento automático de energia são a fibrilação
ventricular com amplitude média de não menos que 0,1 mV ou
a taquicardia ventricular com frequência cardíaca não menor
que 180 bpm).
• Nos casos onde uma fibrilação ventricular de pouca amplitude
não for julgada como um ritmo para choque, com a
continuação da RCP, a amplitude da fibrilação 6-4
ventricular poderá se tornar maior e a reanálise poderá
sugerir a desfibrilação. Dessa forma, prossiga com o
tratamento adequado, seguindo as instruções médicas.
• Tome cuidado com qualquer mudança de ECG imediatamente
antes ou após o início do carregamento.
• Se um ritmo não-chocável for detectado durante o
carregamento ou após o carregamento ter sido completado,
a energia carregada será automaticamente descarregada
internamente.
• O carregamento automático poderá não ser efetuado se
existirem formatos de onda similares aos das QRS nos
formatos de onda de fibrilação ventricular ou se existirem QRS
nítidas nos formatos de onda de taquicardia ventricular.
• Se houver um ruído similar ao dos formatos de onda FV
devido à eletricidade estática ou compressão do tórax, o
carregamento automático poderá ser feito para um paciente
com assístole.
• Mesmo que um alarme FV ou TV seja gerado em modo
monitor, tal ECG poderá não ser necessariamente julgado
como um ritmo para choque no modo DEA.
O botão SHOCK 4) Quando o carregamento estiver completo, a mensagem "CARREGADO" e
pisca. algumas orientações serão exibidas na tela, junto com sons contínuos de bip.
O botão SHOCK começará a piscar ao mesmo tempo.
CARREGADO Valor de energia para o
choque elétrico

Por segurança, o desfibrilador descarrega automaticamente a energia


carregada, internamente, quando o tempo de espera de carga se esgota.
O tempo de retenção da carga poderá ser configurado na configuração
chamada tempo de retenção da carga, na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA. (Valor padrão: 40 segundos)
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.
Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-9
6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Quando a desfibrilação se tornar desnecessária durante o carregamento


ou após o carregamento ter sido completado
Se um ritmo não-chocável for detectado durante o carregamento ou após o
carregamento ter sido completado, o desfibrilador automaticamente descarregará
a energia internamente.

"Padrão de carregamento automático de energia" (p. 6-4-14)

Para interromper a aplicação do choque elétrico porque, por exemplo, o pulso do


paciente, a consciência e a respiração estão estáveis ou porque foi verificada
uma mudança súbita no ECG do paciente, coloque o seletor na posição
DISARM ou OFF.

6 Aplique um choque elétrico.


1) Verifique se a indicação de modo exibida "MODO ADULTO" ou "MODO
CRIANÇA" está selecionada corretamente.

Indicação de modo: MODO ADULTO


ou MODO CRIANÇA

2) Verifique se o botão SHOCK está piscando.


3) Pressione o botão SHOCK para aplicar um choque elétrico, seguindo as
instruções médicas.
NOTA: • Pressione firmemente o botão SHOCK.
• Nunca aplique o choque elétrico enquanto os eletrodos
das pás estiverem em contato um com o outro. O
desfibrilador pode estar danificado.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, certifique-se de que Antes da desfibrilação e cardioversão, remova do
ninguém está em contato com o paciente ou com paciente todos os eletrodos, oxímetros e transdutores
qualquer parte metálica de qualquer equipamento dos conectores que não tenham uma marca " " ou
ou cabo que suporte ou em contato com o paciente. " ". Caso contrário, o operador pode receber um
Não seguir esse aviso poderá causar choque elétrico choque elétrico e o aparelho conectado pode ser
ou lesão graves. danificado.

AVISO AVISO
Antes da desfibrilação, remova quaisquer objetos, Antes da desfibrilação e da cardioversão, verifique se
incluindo eletrodos e adesivos, do tórax do paciente. os cabos dos eletrodos e transdutores colocados no
Se a pá do desfibrilador entrar em contato com paciente estão corretamente conectados ao
qualquer objeto no tórax do paciente, a energia desfibrilador. Tocar as partes de metal dos cabos
descarregada pode ser insuficiente e causar desconectados pode causar choque elétrico ou
queimaduras na pele. lesões por energia descarregada.

6-4-10 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

AVISO AVISO
Antes de descarregar, confirme se as pás estão Durante o carregamento ou descarregamento, não
pressionadas firmemente contra a parede torácica. toque nas pás ou no conector. Se você tocar em
Não seguir esse aviso pode causar queimaduras na qualquer outra parte do desfibrilador durante o
pele ou uma aplicação insuficiente de choque. carregamento ou descarregamento, você receberá
um choque elétrico.

CUIDADO CUIDADO
Não descarregue a energia se os eletrodos das pás Se o corpo do paciente estiver molhado, retire bem
estiverem em curto-circuito entre si por conta do gel a umidade da pele, para que as pás não causem
de contato. Não seguir esse aviso pode causar curto-circuito entre si. Do contrário, a aplicação do
queimadura da pele ou descarga insuficiente de choque poderá ser insuficiente. 6
eletricidade ao coração.

Junto com a informação de descarregamento, o ECG de 10 segundos antes até


12 segundos após um choque elétrico será automaticamente armazenado na
memória interna do desfibrilador como um relatório de desfibrilação.
6-4
Seção 10-1 "Gravação de relatórios" (p. 10-1-15)

Quando a configuração Gravar "Início do carregamento" após o


descarregamento estiver configurada na tela CONFIGURAÇÃO DO
SISTEMA como "Ligado", o ECG do início do carregamento após uma
descarga será gravado automaticamente.
Consulte a "Configuração do sistema" do Guia do administrador.
4) A mensagem "Choque realizado" será exibida, e o valor de energia
mudará para aquela da próxima descarga. Os valores de energia da
primeira para a terceira descarga podem ser configurados na configuração
Energia descarregada para um adulto (J) e Energia descarregada para uma
criança (J) da configuração de DEA. O valor de energia para a quarta descarga
ou subsequentes é o mesmo da terceira descarga.

Guia do administrador: "Configuração DEA"

NOTA: Se o desfibrilador reentrar o modo DEA após ter sido


alterado para outro modo, o valor da energia será
redefinido para aquele da primeira descarga.
Valor de energia para a próxima descarga

5) A mensagem "É seguro tocar no paciente. Iniciar RCP" será exibida na área de
orientações. Realize a RCP, conforme necessário.

Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

No caso de o número de descargas por sequência ser 2 ou mais


Se o número de descargas por sequência na configuração DEA estiver
configurado como de "2" a "4", repita a etapas de 5 para etapa 4) de 6 no
mesmo número de vezes configuradas de descargas por sequência.

7 Efetue a RCP.
1) Após um choque elétrico ser aplicado ou quando um ritmo não-chocável
for detectado, inicie a RCP, seguindo as orientações mostradas.
Cada parâmetro para a RCP pode ser configurado na configuração de DEA.
• Ciclos de RCP por sequência (para adultos/crianças)
• Som de operação (vezes/min) (para adultos/crianças)
• Número de compressões do tórax (para adultos/crianças)
• Número de respirações de salvamento (para adultos/crianças)

Guia do administrador: "Configuração DEA"

Durante a RCP, a mensagem "Continuar RCP" e o tempo restante para RCP


serão exibidos.
Tempo restante de RCP

Se o choque elétrico tornar-se necessário durante a RCP, pressione o botão


CHARGE/DEA. Inicie a análise DEA descrita na etapa 5.
• Quando o alarme FV/TV durante a configuração de RCP feita pela
configuração de DEA estiver "Ligado", se FV/TV for detectado, um alarme
FV/TV será gerado.
• Se a tecla [PAUSAR INICIAR/PARAR] for pressionada durante a RCP, o
desfibrilador entrará em modo de pausa, que permite a extensão da duração
da RCP e a suspensão do alarme FV/TV.
(Consulte p. 6-4-15).

2) Quando o número restante de compressões do tórax for 5, a mensagem "Faça


mais 5 compressões no tórax. Não toque no paciente" será exibida na área de
orientações. Efetue a compressão de tórax 5 vezes em sincronização com o
som de operação e então finalize a RCP.

8 Se o choque elétrico for necessário após a RCP, repita a etapa 5 e as etapas


seguintes.

6-4-12 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

9 Para desligar o desfibrilador, coloque o seletor na posição OFF.


NOTA • Nunca desconecte o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no cabo
de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Se desconectar,
os dados no desfibrilador poderão ser danificados.
• Se o desfibrilador for desligado antes de 22 segundos terem
se passado após a descarga, o relatório de desfibrilação
correspondente não será armazenado.

10 Descarte as pás descartáveis.


1) Remova as pás descartáveis do tórax do paciente.
2) Desconecte as pás descartáveis do adaptador de pás ou do 6
conector de pás.
3) Coloque novamente as pás descartáveis nas respectivas embalagens e
descarte-as.
NOTA: Siga as leis locais para o descarte de resíduos médicos.

Seção 12 "Pás descartáveis (opcional)" (p. 12-29) 6-4

Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-13


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Padrão de carregamento automático de energia


Durante a análise DEA, o choque elétrico poderá ser necessário para os ECG’s
indicados abaixo.
• Fibrilação ventricular (FV) com extensão média de amplitude não menor que
0,1 mV
• Taquicardia ventricular (TV) com frequência cardíaca não menor que 180/min
Para ECGs além daqueles mencionados acima e para os casos descritos abaixo, o
desfibrilador julga o seguinte como ritmos não-chocáveis:
• Assístole
• Fibrilação ventricular (FV) com amplitude média menor que 0,1 mV
• Taquicardia ventricular (TV) com frequência cardíaca menor que 180/min
Nos casos mencionados acima, o carregamento automático não será efetuado.
Realize o tratamento apropriado de acordo com o protocolo salva-vidas de
emergência.
Se o estado do paciente mudar, realize a análise DEA novamente e siga as
instruções do médico.

CUIDADO
A assístole não é considerada como um ritmo
chocável.

NOTA • Se a amplitude de um formato de onda de ECG for muito


pequena, o formato de onda poderá ser julgado como aquele
para assístole, e a carga automática de energia poderá não
ser efetuada. (Os padrões de carregamento automático de
energia são a fibrilação ventricular com amplitude média de não
menos que 0,1 mV ou a taquicardia ventricular com frequência
cardíaca não menor que 180 bpm).
• Nos casos onde uma fibrilação ventricular de pouca amplitude não
for julgada como um ritmo para choque, com a continuação da
RCP, a amplitude da fibrilação ventricular poderá se tornar maior
e a reanálise poderá sugerir a desfibrilação. Dessa forma,
prossiga com o tratamento adequado, seguindo as instruções
médicas.
• Tome cuidado com qualquer mudança de ECG imediatamente
antes ou após o início do carregamento.
• O carregamento automático poderá não ser efetuado se existirem
formatos de onda similares aos das QRS nos formatos de onda de
fibrilação ventricular ou se existirem QRS nítidas nos formatos
de onda de taquicardia ventricular.
• Se houver um ruído similar ao dos formatos de onda FV devido
à eletricidade estática ou compressão do tórax, o carregamento
automático poderá ser feito para um paciente com assístole.
• Mesmo que um alarme FV ou TV seja gerado em modo monitor,
tal ECG poderá não ser necessariamente julgado como um ritmo
para choque no modo DEA.

6-4-14 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

Operações diversas

Função pausa
Se a tecla [PAUSAR INICIAR/PARAR] for pressionada nos seguintes casos,
o desfibrilador entrará em modo de pausa e o ícone [ ] e o tempo restante de
pausa serão exibidos na tela:
A duração da pausa pode ser configurada na configuração de duração da pausa da
configuração de DEA.

Guia do administrador: "Configuração DEA"


6
Durante a operação de DEA
Se for necessário pressionar o botão CHARGE/DEA para iniciar a análise DEA
(ser ou não necessário pressionar o botão para iniciar uma análise DEA pode ser
configurada na configuraçaõ de DEA), se a tecla [PAUSAR INICIAR/PARAR]
estiver pressionada em qualquer momento a partir do início da operação de DEA
até pressionar o botão CHARGE/DEA, o alarme de FV/TV será suspenso. 6-4
O modo de pausa é automaticamente cancelado quando uma análise de DEA é
iniciada ao pressionar o botão CHARGE/DEA.
Se a análise automática de DEA estiver configurada (por exemplo, quando na
configuração de DEA, a configuração da análise manual para a 1ª descarga
no modo DEA ou a configuração da análise manual para a 2ª descarga ou
posterior no modo DEA, estiverem configuradas como "Desligado"), a tecla
[PAUSAR INICIAR/PARAR] será desativada.
Para detalhes, consulte "Fluxograma DEA" (p. 6-4-3).

Durante a RCP
Se a tecla [PAUSAR INICIAR/PARAR] for pressionada durante a RCP, o
desfibrilador entrará no modo de pausa, independente do tempo restante para a RCP.
Quando um alarme FV/TV durante a configuração de RCP na configuração de DEA
estiver configurado como "Desligado", o alarme FV/TV será suspenso.
O ciclo de RCP será finalizado quando o modo de pausa for cancelado durante a
RCP ou quando o tempo restante para a pausa for zero.
Tempo restante de pausa

O alarme FV/TV será suspenso durante


o modo de pausa.

[PAUSAR INICIAR/PARAR]
Para iniciar/cancelar a pausa

Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-15


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

Operação do temporizador
O temporizador que é exibido na área de orientações é ativado automaticamente
quando o desfibrilador entra no modo DEA (para ADULTO e CRIANÇA) para
indicar o tempo decorrido no modo DEA. Você pode utilizar esse temporizador
para medir a duração do tratamento médico.
Para operar o temporizador, utilize as teclas de função.
Tempo de volta do modo DEA
Número de voltas e tempo de volta

Enquanto o temporizador estiver


em operação

• [PARAR TEMPORIZADOR]
Para parar o temporizador. Enquanto
o temporizador estiver parado, a tecla
[MEDIDA LAP] será alterada para
[REDEFINIR TEMPORIZADOR].
• [MEDIDA LAP]
Para medir o tempo de volta.
O número de voltas e o tempo de volta
sendo exibidos será atualizado.

Enquanto o temporizador estiver


parado
• [INICIAR TEMPORIZADOR]
Para retomar a operação do temporizador
• [REDEFINIR TEMPORIZADOR]
Para redefinir o temporizador

Gravação de formatos de ondas


No modo DEA, os formatos de onda indicados abaixo são armazenados na memória
interna como relatórios de formatos de onda e podem ser gravados, conforme
necessário.
Um valor máximo de 2000 segundos, em vários relatórios de formato de
onda, poderão ser armazenados na memória interna do desfibrilador. Se a
duração total de dados for maior que 2000 segundos, a gravação mais antiga
será automaticamente excluída e uma nova gravação será armazenada.

Seção 10-1 "Gravação de relatórios" (p. 10-1-15)

Análise de ECG durante DEA (FV/TV)


A análise de ECG durante DEA (FV/TV) será automaticamente armazenada na
memória interna do desfibrilador como um relatório de análise de FV, junto com
os resultados da análise.

ECG de 10 segundos antes até 12 segundos após um


choque elétrico
Junto com a informação de descarregamento, o ECG de 10 segundos antes até
12 segundos após um choque elétrico será automaticamente armazenado na
memória interna do desfibrilador como um relatório de desfibrilação.

6-4-16 Manual do Operador Série TEC-5600


6-4. DEA

Quando a configuração Gravar "Início do carregamento" após o descarregamento


estiver configurada na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA como "Ligado",
o ECG do início do carregamento após uma descarga será gravado
automaticamente.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Para gravar formatos de onda que não sejam os especificados no modo DEA,
pressione a tecla gravar/parar para efetuar a gravação contínua.

6-4

Manual do Operador Série TEC-5600 6-4-17


6. Desfibrilação, cardioversão sincronizada e DEA

6-4-18 Manual do Operador Série TEC-5600


7 Estimulação
(apenas TEC-5631)

Introdução ...................................................................... 7-2


Procedimento de estimulação ........................................................7-3

Preparação .................................................................... 7-4


Conexão do adaptador de pás ..............................................7-4 7
Configuração e verificação da frequência de estimulação
e da corrente ..................................................................................7-5
Medição da de ECG e seleção da derivação.................................7-6
Conexão de pás descartáveis ........................................................7-7
Fixação das pás descartáveis no paciente.................... 7-8
Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás ...... 7-9

Estimulação no modo FIXED ....................................... 7-10


Exemplo de tela ...........................................................................7-10
Estimulação no modo FIXED ....................................................... 7-11

Estimulação em modo de solicitação ........................... 7-13


Exemplo de tela ...........................................................................7-13
Estimulação em modo de solicitação ..........................................7-14
7. Estimulação

Introdução
O TEC-5631 inclui um circuito de estimulação. Em casos onde a bradicardia
é observada após a desfibrilação, o tratamento de emergência é ativado através da
estimulação elétrica através do tórax do paciente. Um TEC-5631 pode cobrir três
papéis na medicação de emergência: estimulação, monitoração e desfibrilação.
As pás descartáveis podem ser usadas para a estimulação para que os formatos de
onda durante a estimulação possam ser monitorados continuamente com o cabo de
conexão de ECG e com os eletrodos.
Dois modos de estimulação são fornecidos com os desfibriladores TEC-5631.
• Modo fixo: A corrente de estimulação será de gerada na frequência de
estimulação selecionada, independentemente da frequência
cardíaca espontânea.
• Modo de solicitação de estimulação:
Quando não houver batimento cardíaco espontâneo, a corrente
de estimulação será gerada na frequência de estimulação
selecionada. Quando houver batimento cardíaco espontâneo
e o próximo batimento cardíaco não ocorrer, a estimulação
será gerada na frequência de estimulação selecionada.

AVISO AVISO
Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato Quando usar as pás descartáveis para
pode ser confundido com QRS e a estimulação estimulação a longo prazo, substitua-as de hora
correta não poderá ser realizada. em hora. Não seguir este aviso pode provocar
queimaduras na pele ou descarga insuficiente de
energia e corrente de estimulação para o coração.

AVISO
Não realize a estimulação enquanto estiver usando
uma UEC. Antes de usar a UEC, desligue o desfi- AVISO
brilador e remova as pás descartáveis do Se qualquer pá descartável ou conector se molhar,
paciente. Caso contrário, a energia de alta frequência retire a umidade antes do uso. Se for usada uma
da UEC fará com que uma corrente anormal flua para pá ou conector molhado, isso poderá causar um
o paciente e cause queimadura elétrica, choque ou choque elétrico.
outras lesões. Isso também danifica o desfibrilador.

CUIDADO
Verifique sempre se o pulso de estimulação é eficaz
observando o ECG na tela.

NOTA • Sempre tenha pás descartáveis sobressalentes. Use as pás


sobressalentes se o gel das pás estiver seco, deteriorado ou
descorado.
Deteriorado significa:
• O gel se tornou liquefeito.
• O gel sai pelas extremidades da
PÁ. Descorado significa:
• A cor do gel mudou para vermelho amarronzado, e há gel
amarronzado colado na folha de proteção.
• Se o gel for acidentalmente removido da PÁ junto com a folha
ou uma parte metálica for exposta, certifique-se de utilizar uma
nova PÁ descartável.

7-2 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

Procedimento de estimulação
Preparação (Consulte p. 7-4). Estimulação

Verifique o estado do paciente. Inicie a estimulação.


No modo DEMAND, verifique se o ícone START/STOP

Conecte o adaptador das pás. " " que indica o ponto de detecção
do formato de onda QRS, é exibido na
extremidade crescente do formato de onda
QRS do ECG.

Coloque o seletor na posição Aumente a corrente de estimulação.


FIXED ou DEMAND. A corrente de estimulação deve ter o valor
mínimo para a estimulação.

Pare a estimulação. START/STOP

Pressione a tecla INICIAR/PARAR ou


configure a corrente de estimulação como
"0 mA" para parar a estimulação.
Configure
Confi
a frequência
7
de estimulação.

Verifique se a corrente de
estimulação está
configurada
como "0 mA".
Se não estiver,
configure a corrente
de estimulação
como "0 mA".
Realize a medição do ECG
e selecione a derivação.
1) Verifique o número de eletrodos
e de derivações.
2) Conecte a derivação do eletrodo.
3) Fixe os eletrodos descartáveis.
4) Selecione a derivação mais
apropriada.

Conecte os pás descartáveis.


Siga os procedimentos
abaixo.

1) Fixe as pás
descartáveis no paciente.
2) Conecte as pás descartáveis no
adaptador de pás.

Manual do Operador Série TEC-5600 7-3


7. Estimulação

Preparação
Verifique o estado do paciente e siga os procedimentos de preparação descritos
abaixo.

1 Conecte o adaptador de pás. Consulte p. 7-4.

Configure e verifique a frequência de


2 estimulação e de corrente.
Consulte p. 7-5.

Realize a medição do ECG e selecione


3 a derivação.
Consulte p. 7-6.

4 Conecte as pás descartáveis. Consulte p. 7-7.

Inicie a estimulação.

Conexão do adaptador de pás


Conector de pás 1 Conecte o conector de pás do adaptador de pás ao
conector de pás no desfibrilador e verifique se a trava do
conector de pás está na posição bloqueada.
Se outra PÁ for conectada, remova-a. Consulte a
Seção 6-1 "Desconexão de pás (TEC-5621, TEC-
5631)" (p. 6-1-3)

Conector de pás AVISO


Ao conectar as pás ou o adaptador de pás, insira
firmemente o conector no conector de pá do desfibri-
Posição bloqueada lador. Verifique a conexão e confirme se a trava do
Trava do
conector de conector de pá está bloqueada na posição.
pás Depois que as pás ou o adaptador de pás forem
substituídos, efetue um teste de descarga e confirme
se o desfibrilador funciona normalmente.
A conexão incorreta dos cabos pode resultar em
problemas como a falha na exibição da mensagem
Verifique se a trava do "CONECTAR PÁS", remoção acidental dos cabos ou
Empurre o conector.
conector de pás está na aplicação de choque elétrico insuficiente.
posição bloqueada.

7-4 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

2 Coloque o seletor na posição DISARM e verifique se a mensagem de erro


"CONECTAR PÁS" não é exibida.
Para operação em alimentação de CA, verifique se a luz de alimentação de CA
é acesa.
Luz de alimentação de CA

Qualquer uma das luzes de


carregamento de bateria ou de
operação de bateria acenderão.

Para operação com bateria, verifique se há carga restante suficiente na bateria.

Seção 4 "Exibição da carga restante da bateria" (p. 4-9)

Configuração e verificação da frequência de estimulação


e da corrente 7

Para o modo FIXED 1 Coloque o seletor na posição FIXED ou DEMAND e verifique se a indicação
de modo "ESTIMULAÇÃO FIXA" ou "SOLICITAR ESTIMULAÇÃO"
está correta.
NOTA: O formato de onda pode não aparecer por alguns segundos
após a mudança de modo com o seletor.

Para o modo DEMAND

Modo: ESTIMULAÇÃO FIXA ou SOLICITAR


ESTIMULAÇÃO

2 Pressione a tecla PACING RATE para ajustar a frequência de estimulação.


A frequência de estimulação configurada será exibida na tela.

Frequência de estimulação

3 Verifique se a corrente de estimulação exibida na tela é "0 mA".


Se não for, pressione a tecla PACING OUTPUT para configurar a corrente
de estimulação para "0 mA".

Corrente de estimulação: 0 mA

Manual do Operador Série TEC-5600 7-5


7. Estimulação

Medição da de ECG e seleção da derivação


NOTA • Não fixe os eletrodos de monitoração do ECG onde as pás
descartáveis serão fixados.
• Se as pás descartáveis e os eletrodos de monitoração de ECG
forem colocados próximos uns dos outros, o ruído do pulso
de estimulação aumentará e o ECG não poderá ser observado.
Se o ruído for alto, mude a posição do eletrodo do ECG
e a derivação do ECG.

1 Realize a medição do ECG seguindo os procedimentos abaixo, consultando


as Seções 8-1 e 6-1.
1) Como a derivação mensurável do ECG depende do número de eletrodos,
verifique o número de eletrodos e a derivação.
Seção 8-1 "Verificação do número de eletrodos e derivações de medição"
(p. 8-1-4)

2) Conecte as derivações do eletrodo ao conector de ECG com o cabo de


conexão do ECG.

Seção 8-1 "Conexão da derivação de eletrodo ao desfibrilador" (p. 8-1-7)

3) Fixe os eletrodos descartáveis no paciente. A colocação e a derivação


dependem do número de eletrodos (derivações).

Seção 6-1 "Fixação dos eletrodos descartáveis" (p. 6-1-12)

2 Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] para selecionar uma derivação


apropriada. Geralmente é selecionada a derivação II, porque permite um
QRS mais abrangente.

Cada vez que a tecla [DERIVAÇÃO] for pressionada, a derivação mudará


como mostrado abaixo, de acordo com número de eletrodos.

N.º de eletrodos Derivação


3 І→ІІ→ІІІ
6 І→ІІ→ІІІ→aVR→aVL→aVF→Ca→Cb
(Ca e Cb são 2 derivações entre V1 e V6).

Derivação do ECG

NOTA • Selecione uma derivação para que o formato de onda


completo seja exibido na tela. Selecione também uma
derivação para que o formato de onda T não seja muito maior
que o formato de onda QRS. Para alguns formatos de
onda, o desfibrilador não pode reconhecer o QRS
corretamente.
• Se o desfibrilador contar incorretamente os QRSs estreitos,
configure REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO na
CONFIGURAÇÃO DO ECG como "DESLIGADO" e verifique
se o QRS é reconhecido corretamente.

7-6 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

Conexão de pás descartáveis


Conecte as pás descartáveis com os procedimentos abaixo.

1 Fixe as pás descartáveis no paciente. (Consulte p. 7-8).

2 Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás.


(Consulte p. 7-9).

AVISO AVISO
Se a bolsa contendo as pás descartáveis estiver • Não utilize as pás descartáveis se o gel
violada, não utilize as pás. Elimine as pás. Não estiver ressecado.
seguir esse aviso pode causar queimaduras na pele • Não utilize as pás descartáveis se o gel estiver em
ou uma aplicação insuficiente de choque. condição irregular (o gel ter se tornado líquido ou
estiver transbordando os limites da pá etc.).
Não seguir esses avisos poderá causar queimaduras
na pele ou uma aplicação insuficiente de choque.
AVISO
Não use as pás descartáveis se o gel estiver
marrom escuro ou se houver gel marrom escuro
na folha protetora. O uso dessas pás pode causar AVISO
uma aplicação insuficiente de choque ou Não use as pás descartáveis se a data de
queimaduras na pele quando as pás estiverem validade do pacote tiver expirado. Não seguir esse 7
colocadas. aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
aplicação insuficiente de choque.

AVISO AVISO
Use as pás descartáveis o mais rápido possível
depois que a embalagem for aberta. Não seguir
Não reutilize pás descartáveis. Não seguir esse
esse aviso pode causar queimaduras na pele ou
aviso pode causar queimaduras na pele ou uma
uma aplicação insuficiente de choque.
aplicação insuficiente de choque.

CUIDADO CUIDADO
Quando pás descartáveis estiverem colocadas no Não coloque objetos pesados nas pás
paciente, troque-as a cada 24 horas. Após 24 horas, o descartáveis nem dobre as pás. As pás podem
gel se torna ressecado e isso pode reduzir ficar danificadas e deterioradas, resultando em
o desempenho das pás. queimaduras na pele do paciente.

NOTA • Sempre tenha pás descartáveis sobressalentes. Use as pás


sobressalentes se o gel das pás estiver seco, deteriorado ou
descorado.
Deteriorado significa:
• O gel se tornou liquefeito.
• O gel sai pelas extremidades da PÁ.
Descorado significa:
• A cor do gel mudou para vermelho amarronzado, e há gel
amarronzado colado na folha de proteção.
• Se o gel for acidentalmente removido da PÁ junto com a folha
de proteção ou uma parte metálica for exposta, certifique-se de
utilizar uma nova PÁ descartável.

Consulte o manual fornecido com as pás descartáveis.

Manual do Operador Série TEC-5600 7-7


7. Estimulação

Fixação das pás descartáveis no paciente


Retire as pás descartáveis da embalagem, remova a folha de proteção e fixe as
pás firmemente.

Folha de
proteção
CUIDADO
Não fixe uma pá descartável sobre outra pá. Isso
pode provocar queimaduras na pele do paciente.

NOTA • Para remover a folha de proteção, segure a aba no final do cabo


e cuidadosamente remova-a. Se o gel for acidentalmente removido
junto com a folha ou uma parte metálica for exposta, certifique
se de utilizar uma nova PÁ descartável.
• Para fixar as pás descartáveis no paciente, limpe sua pele, e
se o corpo do paciente estiver molhado, remova minuciosamente
a umidade de sua pele.
• Para fixar as pás descartáveis no paciente, minuciosamente
remova a umidade, óleo e sujeira de sua pele. Também remova
qualquer pelo corporal em excesso.
• Não aplique gel ou pasta ao usar pás descartáveis.
Existem 3 métodos para a fixação das pás descartáveis.

Colocação de Ápice-Anterior
Esse é um método básico de fixação.

Parte frontal

Colocação de Ápice-Posterior
Esse método de fixação não é adequado para monitoração ou análise DEA.

Parte frontal Parte traseira

7-8 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

Colocação de Anterior-Posterior
Esse método de fixação não é adequado para análise ou monitoração DEA.

Parte frontal Parte traseira

Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás


Conecte as pás descartáveis fixadas no paciente ao adaptador de pás com
Adaptador de
patches segurança.
NOTA: Conecte bem as pás descartáveis no adaptador de pás,
Patches empurrando até que o conector das pás descartáveis faça um clique.
descartáveis
7

Manual do Operador Série TEC-5600 7-9


7. Estimulação

Estimulação no modo FIXED


No modo FIXED: A corrente de estimulação será gerada na frequência de estimulação
selecionada, independentemente da frequência cardíaca espontânea.

Exemplo de tela
Esse é um exemplo da tela de estimulação com a corrente de estimulação de 100 mA
e a frequência de estimulação de 80 ppm.

Alarme de arritmia e alarme FV/TV


Durante a estimulação, o alarme de arritmia e o alarme FV/TV não
serão gerados, independentemente das configurações de alarme.
O ícone de arritmia " " é exibido apenas quando a série opcional
QS-831V está instalada.
Ícone de carga restante
Frequência Formato de da bateria e ícone de
cardíaca onda de ECG alimentação de CA

Escala
Ícone de estimulação " " Sensibilidade
Aparece em sincronização com
Derivação
a saída de pulso de estimulação.

Teclas de função
Para várias operações:
• [DERIVAÇÃO]
Para selecionar a derivação
de ECG sendo exibida
• [SENSIBILIDADE]
Para selecionar a sensibilidade
de ECG sendo exibida
• [EVENTO] Duração da estimulação Estimulação
Para gravação do evento
(Consulte p. 10-1-8).

Indicação de modo: Corrente de Frequência de


ESTIMULAÇÃO FIXA estimulação estimulação

7-10 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

Estimulação no modo FIXED


1 Prepare a estimulação com os procedimentos abaixo.
"Preparação" (p. 7-4)

1) Verifique o estado do paciente.


2) Conecte o adaptador de pás.
3) Configure e verifique a frequência de estimulação e de corrente. Coloque
o seletor na posição FIXED.
4) Realize a medição do ECG e selecione a derivação.
5) Conecte as pás descartáveis.
• Fixe as pás descartáveis no paciente.
• Conecte as pás descartáveis no adaptador de pás.

2 Inicie a estimulação.
START/STOP 1) Pressione a tecla INICIAR/PARAR para iniciar a estimulação. A indicação
"ESTIMULAÇÃO" será exibida na tela.
NOTA: A estimulação não será realizada por 3 segundos depois que
a tecla INICIAR/PARAR for pressionada.
7
Estimulação em progresso

PACING 2) Pressione a tecla PACING OUTPUT, se necessário, para aumentar


Luzes em sincronização
com a saída de pulso gradualmente a corrente de estimulação.
PULSE de estimulação. Quando o pulso da estimulação for gerado, a luz PULSE acende e os ícones
de estimulação " " aparecerão abaixo do formato de onda de ECG.

Ícone de estimulação " "

Corrente de estimulação
Frequência de estimulação

• A configuração de tamanho da corrente de estimulação pode ser


configurada em configuração de corrente da estimulação, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA. Consulte a "Configuração do sistema"
do Guia do administrador.
• Pressione a tecla PACING RATE para alterar a frequência de estimulação.

Manual do Operador Série TEC-5600 7-13


7. Estimulação

AVISO
Não toque as pás descartáveis ou a área em volta
das pás durante a estimulação. Não seguir esse
aviso poderá causar choque elétrico.

CUIDADO
Verifique sempre se o pulso de estimulação é eficaz
observando o ECG na tela.

NOTA • A corrente de estimulação deve ter o valor mínimo para


a estimulação.
• Quando a corrente de estimulação estiver
configurada como "0 mA", a luz PULSO não
acenderá.
• Se a corrente de estimulação for menor que "10 mA",
a mensagem de erro "Estimulação parada. (PÁ
desconectado)" poderá não ser exibida. Sempre
verifique o efeito da estimulação na tela.
• Quando a impedância do contato PÁ-pele for alta,
a estimulação poderá parar e a mensagem de erro
"Estimulação parada. (PÁ desconectada)" poderá aparecer.
Para resolver isso, consulte a Seção 11 "Estimulação
parada. (PÁ desconectada)" (p. 11-7) ou "É exibida a
mensagem "Estimulação parada. (PÁ desconectada)" e
a estimulação é interrompida antes de estar concluída."
(p. 11-22).

START/STOP 3 Interrompa a estimulação pelos outros métodos descritos abaixo.


• Pressione a tecla INICIAR/PARAR.
• Pressione a tecla PACING OUTPUT para configurar a corrente de estimulação
para "0 mA".
NOTA: Quando a corrente de estimulação estiver configurada como
"0 mA", a saída de pulso de estimulação quando a corrente
de estimulação for configurada para outro valor diferente de
"0 mA".

4 Coloque o seletor na posição OFF para desligar o desfibrilador.


NOTA: Nunca desligue o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no
cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Caso
contrário, os dados do desfibrihador podem ficar danificados.

5 Elimine as pás descartáveis.


1) Remova as pás descartáveis do tórax do paciente.
2) Desconecte as pás descartáveis do adaptador de pás.
3) Coloque novamente as pás descartáveis nas respectivas embalagens e
descarte-as.
Descarte o eletrodo de ECG, consultando os manuais fornecidos com cada item.

Seção 12 "Pás descartáveis (opcional)" (p. 12-29)

7-12 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

Estimulação em modo de solicitação


Se não houver batimento cardíaco espontâneo, efetue a estimulação com a mesma
frequência que no modo FIXED.
Quando houver batimento cardíaco espontâneo e o próximo batimento cardíaco não
ocorrer, a corrente de estimulação é gerada na frequência de estimulação selecionada.

Exemplo de tela
Esse é um exemplo da tela de estimulação com a corrente de estimulação
de 100 mA e a frequência de estimulação de 80 ppm.

Ponto de detecção da onda QRS " "


Exibido na extremidade crescente de
cada onda QRS Formato de onda de ECG

ECG espontâneo 7
ECG de circulação Alarme de arritmia e alarme FV/TV
espontânea Durante a estimulação, o alarme de arritmia e o alarme
FV/TV não serão gerados, independentemente
das configurações de alarme.
O ícone de arritmia " " é exibido apenas quando a série
opcional QS-831V está instalada.
Ícone de estimulação " "
Aparece em sincronização com Ícone de carga restante da bateria
a saída de pulso de estimulação. e ícone de alimentação de CA

Ícone de sincronização QRS


Exibição em sincronização Escala
com a circulação espontânea.
Sensibilidade
Derivação

Frequência cardíaca

Teclas de função
Para várias operações:
• [DERIVAÇÃO]
Para selecionar a derivação
de ECG sendo exibida
• [SENSIBILIDADE]
Para selecionar a sensibilidade
de ECG sendo exibida
• [EVENTO] Duração da estimulação Estimulação em progresso
Para gravação do evento
(Consulte p. 10-1-8).

Indicação de modo: Corrente de Frequência de


SOLICITAR ESTIMULAÇÃO estimulação estimulação

Manual do Operador Série TEC-5600 7-13


7. Estimulação

Estimulação em modo de solicitação


1 Prepare a estimulação com os procedimentos abaixo.
"Preparação" (p. 7-4)

1) Verifique o estado do paciente.


2) Conecte o adaptador de pás.
3) Configure e verifique a frequência de estimulação e de corrente. Coloque
o seletor na posição DEMAND.
4) Realize a medição do ECG e selecione a derivação.
5) Conecte as pás descartáveis.
• Fixe as pás descartáveis no paciente.
• Conecte as pás descartáveis ao adaptador de pás.

2 Verifique se a onda QRS de ECG espontâneo é detectada na tela.


• Verifique se o ícone " ", indicando o ponto de detecção da onda QRS,
é exibido na extremidade crescente da onda QRS do ECG espontâneo
(a parte correspondente ao Q-R) exibida na tela.
Se a posição do ícone " " não for correta, a estimulação não poderá ser efetuada
corretamente. Corrija a posição do ícone exibido " " da seguinte forma:
• Altere a amplitude do ECG, utilizando a tecla [SENSIBILIDADE].
• Altere a derivação, utilizando a tecla [DERIVAÇÃO].
• Altere o local de fixação do eletrodo de ECG.
• Verifique se o ícone " ♥ " aparece na tela em sincronização com a detecção da
onda de QRS do ECG espontâneo.
Ponto de detecção da onda QRS " "
Verifique se o ícone é exibido na
Ícone de sincronização
extremidade crescente de cada onda QRS.
QRS

AVISO
Confirme se não há artefatos no ECG. O artefato
pode ser confundido com QRS e a estimulação
correta não poderá ser realizada.

7-14 Manual do Operador Série TEC-5600


7. Estimulação

START/STOP
3 Inicie a estimulação.
1) Pressione a tecla INICIAR/PARAR para iniciar a estimulação. A indicação
"ESTIMULAÇÃO" será exibida na tela.
NOTA: A estimulação não será realizada por 3 segundos depois
que a tecla INICIAR/PARAR for pressionada.
Estimulação em progresso

PACING 2) Pressione a tecla PACING OUTPUT, se necessário, para aumentar


Luzes em sincronização
com a saída de pulso de
gradualmente a corrente de estimulação.
PULSE estimulação. Quando o pulso da estimulação for gerado, a luz PULSE acende e os ícones
de estimulação " " aparecerão abaixo do formato de onda de ECG.
Ícone de estimulação " "

Corrente de Frequência de
estimulação estimulação

• A configuração de tamanho da corrente de estimulação pode ser


configurada em configuração de corrente da estimulação, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA. Consulte a "Configuração do sistema"
do Guia do administrador.
• Pressione a tecla PACING RATE para alterar a frequência de estimulação.

AVISO
Não toque as pás descartáveis ou a área em volta
das pás durante a estimulação. Não seguir esse
aviso poderá causar choque elétrico.

AVISO
Ao realizar a estimulação em um veículo, como em
uma ambulância, confirme se o ruído provocado
pelas vibrações do automóvel não é interpretado
como QRS.

CUIDADO
Verifique sempre se o pulso de estimulação é eficaz
observando o ECG na tela.

Manual do Operador Série TEC-5600 7-15


7. Estimulação

NOTA • A corrente de estimulação deve ter o valor mínimo para


a estimulação.
• Quando a corrente de estimulação estiver
configurada como "0 mA", a luz PULSO não
acenderá.
• QRS dentro de 350 ms após a saída de pulso de estimulação
poderá não ser detectado.
• A saída de pulso de estimulação para por 3 segundos se
a derivação ou a sensibilidade são alteradas durante
a estimulação.
• Se a corrente de estimulação for menor que "10 mA",
a mensagem de erro "Estimulação parada. (PÁ
desconectada)" poderá não ser exibida. Sempre
verifique o efeito da estimulação na tela.
• Quando a impedância do contato PÁ-pele for alta,
a estimulação poderá parar e a mensagem de erro
"Estimulação parada. (PÁ desconectada)" poderá aparecer.
Para resolver isso, consulte a Seção 11 "Estimulação
parada. (PÁ desconectada)" (p. 11-7) ou "É exibida a
mensagem "Estimulação parada. (PÁ desconectada)" e
a estimulação é interrompida antes de estar concluída."
(p. 11-22).

START/STOP 4 Interrompa a estimulação pelos outros métodos descritos abaixo.


• Pressione a tecla INICIAR/PARAR.
• Pressione a tecla PACING OUTPUT para configuar a corrente de estimulação
para "0 mA".
NOTA: Quando a corrente de estimulação estiver configurada como
"0 mA", a saída de pulso de estimulação quando a corrente
de estimulação for configurada para outro valor diferente de
"0 mA".

5 Coloque o seletor na posição OFF para desligar o desfibrilador.


NOTA: Nunca desligue o cabo de alimentação enquanto a
mensagem "Salvando dados e desligando. Não toque no
cabo de alimentação de CA" estiver sendo exibida. Caso
contrário, os dados do desfibrihador podem ficar danificados.

6 Elimine as pás descartáveis.


1) Remova as pás descartáveis do tórax do paciente.
2) Desconecte as pás descartáveis do adaptador de pás.
3) Coloque novamente as pás descartáveis nas respectivas embalagens e
descarte-as.
Descarte o eletrodo de ECG, consultando os manuais fornecidos com cada
item.

Seção 12 "Pás descartáveis (opcional)" (p. 12-29)

7-16 Manual do Operador Série TEC-5600


8 Monitoração

Introdução ................................................................... 8-0-2


Exibição da tela do monitor........................................................ 8-0-2
Tela do monitor........................................................................... 8-0-3
Exibição de grandes valores .................................................. 8-0-4

Janela GUI .................................................................. 8-0-5


8
Exibição da janela GUIA ............................................................ 8-0-5
Exibição a partir da janela CONFIGURAÇÃO ....................... 8-0-5 8-1
Exibição quando um alarme técnico é gerado ....................... 8-0-6
8-2
Monitoração do ECG................................................... 8-1-1 8-3

Monitoração de CO2 .................................................... 8-2-1

Monitoração de SpO2 .................................................. 8-3-1


8. Monitoração

Introdução
Este desfibrilador possui várias funções de monitoração do o estado do paciente
após a desfibrilação. Além da medida de ECG (TEC-5611, TEC-5621, TEC-
5631), monitoração de SpO2 e de CO2 também se tornam, disponíveis quando uma
unidade Multiparâmetro/SpO2 opcional está acoplada.

Seção 1 "Parâmetros de medição" (p. 1-3)

Fixe os eletrodos de ECG e sensores opcionais no paciente e efetue a


monitoração de ECG, monitoração de SpO2, monitoração de CO2 e as medições.
Quando a monitoração for iniciada, os formatos de onda e os valores medidos dos
parâmetros serão exibidos na tela do monitor.
Este manual descreve os procedimentos de medição e configuração para a
monitoração de cada parâmetro.

AVISO
Não faça o diagnóstico de um paciente baseado
apenas nos dados obtidos pelo desfibrilador.
A avaliação global tem que ser realizada por um
médico que entenda os recursos, as limitações e
as características do desfibrilador e com base na
leitura dos sinais biomédicos obtidos por outros
aparelhos.

AVISO
Depois de colocar os eletrodos, oxímetros e sensores
no paciente e de conectar os cabos no desfibrilador,
certifique-se de que não existem mensagens de erro
e que os formatos de onda e os dados numéricos
são exibidos adequadamente na tela. Se houver
uma mensagem de erro ou se o formato de onda
ou os dados numéricos não forem apropriados,
verifique a colocação dos eletrodos, oxímetros e
sensores, o estado do paciente e as configurações
do desfibrilador e elimine a causa.

AVISO
Um médico tem que estar a uma distância onde
possa ouvir o som do alarme do desfibrilador ao
monitorar um paciente no desfibrilador. Se o
médico não ouvir o som do alarme, poderão ser
negligenciadas alterações graves no estado do
paciente.

Exibição da tela do monitor


Coloque o seletor na posição MONITOR para abrir a tela do monitor.
NOTA: O formato de onda pode não aparecer por alguns segundos após
a mudança de modo com o seletor.

8-0-2 Manual do Operador Série TEC-5600


8. Monitoração

Tela do monitor
Na tela do monitor, os valores medidos e os formatos de onda serão exibidos.
Para detalhes sobre parâmetros, consulte a seção correspondente.
O valor medido de CVP é "---" e o alarme de CVP não serão gerados se a
ANÁLISE DE ARRITMIA na CONFIGURAÇÃO DE ARRITMIA na janela
CONFIGURAÇÃO estiver configurada como "DESLIGADO".
Consulte a Seção 9 "Alteração das configurações para alarmes de arritmia" (p. 9-15).

NOTA: Se o parâmetro não tiver sido medido corretamente, o valor medido


será inválido e "---" será exibido. Para um parâmetro cujo valor
medido for "---", os limites superiores/inferiores de alarmes não
serão gerados.
Formatos de onda (ECG, SpO2, CO2)
Valor Formatos de onda para parâmetros serão exibidos
Valores de medição para monitoração e durante a monitoração.
parâmetros de medida serão exibidos.
Ícone de carga
restante da
bateria e ícone
Parâmetro de alimentação
de CA

8
Sensibilidade
8-1
Derivação
Ícone do alarme do formato
desligado 8-2
de onda
exibido
8-3

Teclas de função
Para várias operações:
• [DERIVAÇÃO]
Para selecionar a derivação de ECG sendo exibida
• [SENSIBILIDADE]
Para selecionar a sensibilidade de ECG sendo exibida.
• [EVENTO]
Para gravação do evento (Consulte a Seção 10-1"Gravação de eventos"
(p. 10-1-8)).
• [CONGELAR]
Para congelar cada formato de onda em exibição na tela do monitor.
Os valores medidos não serão congelados, mas atualizados normalmente.
Para cancelar o congelamento, efetue uma das operações abaixo.
• Pressione a tecla [DESCONGELAR].
• Altere a derivação ou sensibilidade do ECG em exibição.
• Altere o número de traços do ECG exibido.
• Altere a tela exibida.
• Altere o parâmetro a ser medido.
• [GUIA]
A tecla [GUIA] é ativada se o alarme técnico correspondente à janela GUIA for
gerado. Pressione a tecla [GUIA] para abrir a janela GUIA. (Consulte p. 8-0-5).

Manual do Operador Série TEC-5600 8-0-3


8. Monitoração

Exibição de grandes valores


Os valores medidos para os parâmetros serão exibidos em tamanho grande se
a CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES na CONFIGURAÇÃO DE
DISPOSITIVO na janela CONFIGURAÇÃO estiver configurado como "LIGADO".

Seção 5 "CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES" (p. 5-14).

Quando a tecla [FORMATOS DE ONDA] for pressionada, a tela normal do


monitor será restaurada, e a CONFIGURAÇÃO DE NÚMEROS GRANDES será
configurado como "DESLIGADO".

Ícone de carga restante


da bateria e ícone de
alimentação de CA
ECG
ECG
ECGdurante
ECG duranteaa monitoração
monitoração será exibido. Sensibilidade
será exibido.
Parâmetro Derivação do formato de
Parâmetro onda exibido
Ícone do alarme desligado

Valor Gráfico de onda de pulso


Valores de medição para Barras são aumentadas e dimi-
monitoração e parâmetros nuídas em sincronização com a
de medida serão exibidos onda de pulso.
em tamanho grande. Gráfico de pressão parcial
de CO2
Barras são aumentadas e
diminuídas em sincronização
com a pressão parcial de CO2.
Teclas de função
Para várias operações:
• [DERIVAÇÃO]
Para selecionar a derivação de ECG sendo exibida
• [SENSIBILIDADE]
Para selecionar a sensibilidade de ECG sendo exibida
• [EVENTO]
Para gravação do evento (Consulte a Seção 10-1 "Relatório de formatos
de onda").
• [FORMATOS DE ONDA]
Para a exibição da tela normal do monitor

8-0-4 Manual do Operador Série TEC-5600


8. Monitoração

Janela GUIA
A janela GUIA mostra as medidas corretivas para um alarme técnico usando
instruções e figuras.

Exibição da janela GUIA


A janela GUIA será exibida a partir da janela CONFIGURAÇÃO ou quando um
alarme técnico for gerado.

Exibição a partir da janela CONFIGURAÇÃO

1 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.

2 Abra a janela GUIA.


1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para
selecionar um item de GUIA do menu CONFIGURAÇÃO.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para
selecionar um parâmetro cuja janela GUIA deseja abrir.
3) Pressione a tecla [OK] para abrir a janela de configuração. A janela GUIA 8
para o parâmetro selecionado na etapa 2) será exibida.
8-1

8-2

8-3

1) Selecione um item do menu 2) Selecione um 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO. parâmetro.

Pressione para selecionar um item. Pressione para alterar


a página exibida.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-0-5


8. Monitoração

Exibição quando um alarme técnico é gerado


Se você pressionar a tecla [GUIA] que é exibida quando um alarme técnico é gerado,
a medida corretiva para o alarme técnico será exibida.
Exemplo: quando um alarme técnico de "CONECTOR DESLIGADO" for
gerado.

8-0-6 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1 Monitoração do
ECG

Introdução .............................................. 8-1-3 Configuração das derivações de


Procedimentos de medição .............................. 8-1-3 monitoração ......................................... 8-1-15
Número de eletrodos e derivações de Intervalo de configuração ........................... 8-1-15
medição ................................................. 8-1-4 Configuração das derivações......................... 8-1-16
Derivação ideal para a monitoração ............... 8-1-16
Verificação do número de eletrodos e
derivações de medição ..................................... 8-1-4 Configuração da sensibilidade 8
Posições e derivações para 3 eletrodos ...... 8-1-4 do ECG ................................................ 8-1-17 8-1
Posições e derivações para 6 eletrodos ...... 8-1-5 Intervalo de configuração ........................... 8-1-17
Seleção da derivação de eletrodo, Configuração da sensibilidade ....................... 8-1-17
do cabo de conexão de ECG e dos Alteração da CONFIGURAÇÃO
eletrodos descartáveis ........................... 8-1-6 DO ECG e da configuração de
3 eletrodos e 6 eletrodos .............................. 8-1-6 CONFIGURAR QRS ............................ 8-1-18
Conexão da derivação de eletrodo ao Janela CONFIGURAÇÃO DO ECG ........... 8-1-18
desfibrilador ........................................... 8-1-7 Janela CONFIGURAR QRS ...................... 8-1-18
Lista de itens de configuração ....................... 8-1-19
Conexão dos eletrodos descartáveis com
as derivações do tipo DIN ............................ 8-1-7 Exibição da janela de configurações ............. 8-1-19

Fixação dos eletrodos descartáveis ....... 8-1-8 Alteração das configurações


de alarme ............................................. 8-1-20
Para a redução de artefatos ............................. 8-1-8
Intervalo de configuração ........................... 8-1-20
Monitoração de ECG com pás descartáveis
Alarme de arritmia ...................................... 8-1-20
............................................................... 8-1-8
Alteração das configurações de alarme......... 8-1-21
Início da medição Configuração do filtro e da exibição ..... 8-1-22
(início da monitoração) .......................... 8-1-9 Intervalo de configuração ........................... 8-1-22
Exemplo de tela .............................................. 8-1-10 Configuração do filtro e da exibição em
Análise de arritmia desligada...................... 8-1-11 cascata ........................................................... 8-1-22
Eletrodo removido e exibição ......................... 8-1-11 Configuração do filtro de umidade como
Verificação do QRS dominante ...................... 8-1-11 ligado ou desligado .................................... 8-1-23
Anotação de QRS....................................... 8-1-12 Configuração do filtro ................................. 8-1-23
Reobtenção de ECG Configuração da exibição da cascata
(OBTENÇÃO DE ECG) ........................ 8-1-13 como ligado ou desligado........................... 8-1-23
Configuração das derivações do tórax ...... 8-1-24
Intervalo de configuração ........................... 8-1-24
Configuração das derivações Ca e Cb .......... 8-1-24
Configuração da estimulação
e do QRS .............................................8-1-25
Intervalo de configuração ........................... 8-1-25
Configuração do tipo de detecção para a
rejeição de estimulação e de QRS ................. 8-1-25
Configuração da REJEIÇÃO DE
ESTIMULAÇÃO como Ligado ou Desligado... 8-1-26
Definição do tipo de detecção de QRS ...... 8-1-27
Análise de arritmia ...............................8-1-28
Análise de arritmia e QRS dominante ............ 8-1-28
Atualização automática do QRS dominante
(Início automático da obtenção do ECG)........8-1-28
Critério para o alarme de arritmia ............... 8-1-29
8-1. Monitoração do ECG

Introdução
Para medir e monitorar o ECG, fixe os eletrodos descartáveis no paciente e conecte-os
ao conector de ECG.
Na tela do monitor, o ECG de qualquer derivação pode ser exibido. A análise
de arritmia também poderá ser efetuada.
A monitoração com o uso de pás descartáveis em vez de eletrodos descartáveis
também está disponível.
Quando um QS-831V for instalado no desfibrilador, os tipos de arritmia
a serem detectados poderão aumentar.
Consulte "Análise de arritmia" (p. 8-1-28).

Procedimentos de medição
Selecione a derivação de eletrodo, o cabo de conexão de ECG e os eletrodos
descartáveis.

1 Consulte p. 8-1-6.
8
8-1

Conecte a derivação do eletrodo ao desfibrilador.


Conecte as derivações do eletrodo ao conector de ECG
com o cabo de conexão do ECG.
2 Consulte p. 8-1-7.

Fixe os eletrodos descartáveis no paciente.


Fixe os eletrodos descartáveis e conecte-os à derivação
3 do eletrodo. Consulte p. 8-1-8.

Inicie a medição (início da monitoração)


4 Quando os procedimentos acima forem completados, o ECG será configurado em modo de medição
e a monitoração será iniciada.
Consulte p. 8-1-9.

Configure as derivações para a monitoração.


5 Configure as derivações mais adequadas para a monitoração.
Consulte p. 8-1-15.

Verifique se o tipo de detecção QRS está correto.


6 Verifique se o tipo de detecção QRS exibido na tela (ADULTO ou CRIANÇA) está correto.
Consulte p. 8-1-25.

7 Configure a sensibilidade de ECG. Consulte p. 8-1-17.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-3


8. Monitoração

8 Verifique se o QRS dominante é apropriado para o paciente. Consulte p. 8-1-11.

Faça as configurações necessárias.


9 Altere as configurações para a monitoração.
Consulte p. 8-1-18.

Número de eletrodos e derivações de medição

Verificação do número de eletrodos e derivações de medição


O número de derivações de ECG que pode ser medido depende do número de eletrodos.
O número de eletrodos pode ser configurado nas derivações de ECG na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.
Se a derivação de ECG for configurada como "AUTO", o número de derivações
de eletrodos será detectado automaticamente.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Derivações
de ECG em N.º de
Derivação
CONFIGURAÇÃO eletrodos
DO SISTEMA
3 Derivações 3 Ι, ΙΙ, ΙΙΙ
Ι, ΙΙ, ΙΙΙ, aVR, aVL, aVF, Ca, Cb (Ca e Cb são
6 Derivações 6
2 derivações entre V1 e V6).

Posições e derivações para 3 eletrodos

Derivação do eletrodo
Símbolo Cor da Cor do Posição do eletrodo
derivação grampo
L/LA
R/RA R Vermelho Vermelho-bege
Fossa intraclavicular direita
RA Branco Branco-bege
L Amarelo Amarelo-bege
Fossa intraclavicular esquerda
LA Preto Preto-bege
F Verde Verde-bege Costela mais baixa na linha axilar
LL Vermelho Vermelho-bege anterior esquerda
F/LL
N é o ponto de referência elétrica.

Derivação I Derivação II Derivação III

R/RA L/LA R/RA L/LA R/RA L/LA


(N)
F/LL F/LL (N) F/LL
(N)

8-1-4 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Posições e derivações para 6 eletrodos


O método de 5 eletrodos com derivação II e derivação V5 é eficaz para a monitoração
de isquemia miocárdica. A precisão da monitoração é aperfeiçoada com a adição
L/LA da derivação V4 a essa combinação.
R/RA
Ca e Cb podem estar em qualquer posição entre as 12 derivações padrão, de C1 a C6,
Cb/Vb porém C4 e C5 são as mais apropriadas para a monitoração da isquemia miocárdica.
Ca/Va Derivação do eletrodo
Símbolo Cor da Posição do eletrodo
Cor do grampo
derivação
R Vermelho Vermelho-bege
N F/LL Fossa intraclavicular direita
RA Branco Branco-bege
(RF/RL) L Amarelo Amarelo-bege
Fossa intraclavicular esquerda
LA Preto Preto-bege
F Verde Verde-bege Costela mais baixa na linha axilar
LL Vermelho Vermelho-bege anterior esquerda
N (RF) Preto Preto-bege Linha axilar anterior direita no
N (RL) Verde Verde-bege mesmo nível que a F
Ca Branco Marrom-branco Quinto espaço intercostal na linha
hemiclavicular (posição C4 entre
Va Marrom Azul-marrom as 12 derivações padrão)
Cb Branco Preto-branco Linha axilar anterior esquerda no
mesmo nível que Ca (posição C5
Vb Marrom Laranja-marrom entre as 12 derivações padrão) 8
As derivações de eletrodos Ca ou Cb podem ser configuradas em DERIVAÇÃO 8-1
Ca ou DERIVAÇÃO Cb em CONFIGURAÇÃO DO ECG, na janela
CONFIGURAÇÃO.
N é o ponto de referência elétrica.

"Configuração das derivações do tórax" (p. 8-1-24)

Derivações padrão dos membros


Derivação I Derivação II Derivação III

R/RA L/LA
R/RA L/LA R/RA L/L
A

F/L F/L F/LL


L L
N(RF/RL N(RF/RL N(RF/RL
) ) )
Derivações monopolares dos membros
Derivação aVR Derivação aVL Derivação aVF

R/RA L/L R/RA L/L R/RA


A A L/LA

F/L F/L F/LL


L L
N(RF/RL N(RF/RL N(RF/RL)
) )
Derivações monopolares do
tórax Derivações V1 a V6
a

R/RA L/L
A

F/L
L
N(RF/RL
)
Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-5
8. Monitoração

Seleção da derivação de eletrodo, do cabo de


conexão de ECG e dos eletrodos descartáveis
Selecione a derivação de eletrodo apropriada, o cabo de conexão de ECG e os
eletrodos descartáveis de acordo com o número de eletrodos (derivações).

AVISO
Use apenas peças específicas e acessórios
Nihon Kohden, como cabos conectores, eletrodos,
pás e oxímetros. Do contrário, o desfibrilador poderá
ficar superaquecido e danificado, o que ocasionaria
a interrupção da monitoração e choque elétrico.

NOTA • Se eletrodos de um tipo cujo elemento utilize materiais que


não sejam Ag/AgCl forem utilizados com o desfibrilador, poderá
levar um pouco de tempo para a restauração da gravação
do ECG. Certifique-se de utilizar eletrodos cujos elementos
utilizem Ag/AgCl quando o desfibrilador for utilizado.
• Evite o uso de diferentes eletrodos em conjunto. A monitoração
estável do ECG poderá não ser obtida.
3 eletrodos e 6 eletrodos
Cabo de conexão
Eletrodos descartáveis1 Derivação do eletrodo
do ECG
BR-903P (IEC), BR-903PA (AHA), 0,8 m JC-906P (IEC), 3 m 2
BR-913P (IEC), 0,8 m JC-906PA (AHA), 3 m
JC-916P (IEC), 1,5 m
BR-923P (IEC), 1,5 m
BR-963P (IEC), 0,8 m

3 eletrodos

Tipo sem
derivação A figura mostra o A figura mostra o BR-963P.
A figura mostra BR-903P.
o Vitrode C.
BR-906P (IEC), BR-906PA (AHA), 0,8 m
BR-916P (IEC), 0,8 m
BR-926P (IEC), 1,5 m
6 eletrodos

A figura mostra o
BR-906P.
Eletrodos descartáveis com derivações do tipo DIN
Uma derivação do tipo DIN tem um conector no qual nenhuma parte de metal é exposta,
para segurança. (DIN: Deutsche Industrie Normenausschuss)

Tipo com
derivações

A figura mostra o A figura mostra o


V-090M3. V-060M6.

1
Para os tipos de eletrodos descartáveis, consulte a Seção 13 "Pás e pás
descartáveis".
2
Acessórios para TEC-5611, TEC-5621 e TEC-5631

8-1-6 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Conexão da derivação de eletrodo ao desfi


Painéis brancos Conecte a derivação do eletrodo selecionado ao conector de
ECG com o cabo de conexão do ECG.

1 Conecte a derivação de eletrodo e o cabo de conexão


do ECG de forma que seus painéis brancos estejam na
mesma direção.

Quando 3 eletrodos (BR-903P) estiverem


2 Conecte o cabo de conexão do ECG ao conector de ECG
do lado esquerdo do desfibrilador.
conectados

BR-903P

JC-906P

8
Conexão dos eletrodos descartáveis com as derivações do tipo DIN 8-1

Quando o cabo de conexão de ECG JC-906P ou


JC-916P estiver conectado
1 Verifique o número de eletrodos.
Seção 8-1 "Verificação do número de eletrodos e
derivações de medição" (p. 8-1-4)

2 Conecte as derivações de eletrodo diretamente ao cabo de


conexão do ECG, seguindo as indicações no painel do cabo.

R F N

L Ca Cb

• Para 3 eletrodos: R, L, F
• Para 6 eletrodos: R, L, F, N, Ca, Cb

Quando os eletrodos descartáveis com derivações


3 Conecte o cabo de conexão do ECG ao conector de ECG
do lado esquerdo do desfibrilador.
do tipo DIN (Vitrode V) estiverem conectados

Vitrode V

JC-906P ou JC-916P

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-7


8. Monitoração

Fixação dos eletrodos descartáveis


Para detalhes sobre a fixação dos eletrodos descartáveis, consulte a Seção 6-1
"Fixação dos eletrodos descartáveis" e o manual fornecido com os eletrodos
descartáveis.

Seção 6-1 "Fixação dos eletrodos descartáveis" (p. 6-1-12)

AVISO
Após fixar o eletrodo ao paciente e conectar o cabo
ao desfibrilador, verifique se os eletrodos estão
colocados no paciente e se o cabo está conectado
ao desfibrilador corretamente. Quando os eletrodos
forem removidos do paciente, não toque na parte
metálica do eletrodo diretamente com as mãos ou
deixe a parte metálica do eletrodo entrar em contato
com a parte de metal da cama ou qualquer outra
parte condutiva. Não seguir esse aviso poderá causar
choque elétrico ou lesões no paciente por descarga
de energia.

Para a redução de artefatos


Para a manutenção de um bom contato entre o eletrodo e a pele visando uma
medição precisa de ECG, o tratamento da pele é recomendado antes da fixação
dos eletrodos descartáveis.
O tratamento com gaze é o mais importante dos procedimentos abaixo.
• Raspe o excesso de pelos se o eletrodo não puder estar em contato com a pele
por causa do cabelo.
• Esfregue a pele onde o eletrodo deve ser fixado utilizando uma gaze seca.
• Se a pele estiver suja, limpe com água e sabão. Seque completamente.
• Se um eletrodo tender a sair ou a estar em mau contato por causa da oleosidade,
limpe-o com um pedaço de algodão umedecido com álcool. Seque completamente.

Monitoração de ECG com pás descartáveis


A monitoração de ECG pode ser efetuada com as pás descartáveis em vez dos
eletrodos de monitoração de ECG.
Para a monitoração de ECG com as pás descartáveis, configure a derivação
exibida como "PÁ".
Para detalhes sobre a conexão e a fixação das pás descartáveis, consulte a
Seção 6-1 "Conexão de pás descartáveis".
• "Configuração das derivações de monitoração" (p. 8-1-15)
• Seção 6-1 "Conexão de pás descartáveis"

CUIDADO
Ao monitorar o ECG com pás descartáveis,
verifique a polaridade das pás antes de colocá-
las no paciente. Se a polaridade das pás estiver
incorreta, o formato de onda aparecerá de
cabeça para baixo, o que pode causar interpretação
errônea pelo operador e atraso no tratamento.

NOTA: A análise de arritmia que não seja a FV/TV não poderá ser efetuada com a derivação de PÁ.

8-1-8 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Início da medição (início da monitoração)


Quando a preparação for completada, o desfibrilador será configurado em modo
de medição.
Frequência cardíaca (FC) e monitoração de ECG terão início.
• A velocidade de varredura do ECG exibido poderá ser configurada em
velocidade de varredura do ECG, na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.
Consulte o guia do administrador: "Configuração do sistema"
• A frequência cardíaca máxima é 300. Se a frequência cardíaca do paciente
for mais do que 300, "300" será exibido na tela.

CUIDADO
Quando a mensagem "Verificar Eletrodos" for exibida,
significa que o ECG não está sendo monitorado
adequadamente e que o alarme ECG não está
funcionando. Verifique o eletrodo, as derivações de
eletrodos, o cabo de conexão e, se necessário,
substitua-os por outros novos.

CUIDADO 8
Quando a mensagem "Ruído" ou "Não é possível
8-1
analisar" for exibida, os dados e o alarme do ECG
não serão confiáveis. Remova a causa verificando
os eletrodos, as derivações de eletrodos, o movimento
corporal do paciente, EMG e o aterramento de
aparelhos periféricos. Além disso, certifique-se de
que não está sendo usado um cobertor elétrico.

NOTA: Verifique se o som de sincronização é gerado quando a


monitoração é iniciada. Se não houver som de sincronização,
verifique a configuração de SOM DE SINC em VOLUME na
janela CONFIGURAÇÃO e se o som de sincronização foi
silenciado intencionalmente.

Seção 5 "VOLUME"

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-9


8. Monitoração

Exemplo de tela
Na tela do monitor, o formato de onda do ECG e os valores sendo medidos serão
exibidos.
O som de sincronização será ouvido ao sincronizar-se com o ícone de sincronização
QRS.
• Pressione as teclas [DERIVAÇÃO] ou [SENSIBILIDADE] para alterar
a configuração da derivação de ECG ou sensibilidade.
• A tecla [GUIA] é ativada se o alarme técnico correspondente à janela
GUIA for gerado. Pressione a tecla [GUIA] para abrir a janela GUIA.
(Consulte p. 8-0-5).

Alarme FV/TV
Se a ANÁLISE DE ARRITMIA estiver
Ícone do alarme desligado Alarme de arritmia configurada como "DESLIGADO" ou FV/TV
Ícone de Exibido apenas quando um QS-831V na CONFIGURAÇÃO DE ARRITMIA, na
sincronização estiver instalado. janela CONFIGURAÇÃO, estiver confi
QRS Se a ANÁLISE DE ARRITMIA estiver como "DESLIGADO", o ícone de alarme
Frequência configurada como "DESLIGADO", o desligado será exibido.
ícone de alarme desligado será exibido. Formato de onda
cardíaca Tipo de detecção QRS
de ECG

Confi
de filtro

Escala
Sensibili-
Número de CVPs dade
O número de CVPs será exibido de acordo com
as configurações ou condições descritas abaixo. Derivação
• Se a derivação de ECG estiver configurada
como "PÁ", "PÁ" ou "AUX", o número de
CVPs não será exibido.
• Se os eletrodos forem removidos ou a
ANÁLISE DE ARRITMIA estiver configurada
como "DESLIGADO", o valor de medição
indicando um CVP será exibido como "---" e
um alarme de CVP não será gerado.
Teclas de função
Para várias operações:
(Consulte "Tela do monitor"
(p. 8-0-3)).

Se CASCATA em CONFIGURAÇÃO DO ECG, na janela CONFIGURAÇÃO


estiver configurada como "LIGADO", o formato de onda de ECG aparecerá em
exibição de cascata.
Exemplo: exibição em cascata

Ícone de exibição de ECG em cascata

8-1-10 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Análise de arritmia desligada


Nos casos abaixo, a ANÁLISE DE ARRITMIA está configurada como
"DESLIGADO" e a mensagem "ANÁLISE DE ARRITMIA DESLIGADA"
é exibida.
As condições dependem se um QS-831V opcional está instalado ou não.
• Quando um QS-831V estiver instalado: quando ANÁLISE DE ARRITMIA
em CONFIGURAÇÃO DE ARRITMIA na janela CONFIGURAÇÃO estiver
configurada como "DESLIGADO".
• Quando um QS-831V estiver instalado: quando FV/TV em CONFIGURAÇÃO
DE ARRITMIA na janela CONFIGURAÇÃO estiver configurado como
"DESLIGADO"

Seção 9 "Alteração das configurações para alarmes de arritmia"

Eletrodo removido e exibição


O desfibrilador detecta a remoção do eletrodo nos casos listados abaixo.
• A derivação do eletrodo é removida do eletrodo.
• A derivação do eletrodo é removida do cabo de conexão do ECG. 8
• A derivação do eletrodo está quebrada.
8-1
• O grampo da derivação de eletrodo não está propriamente preso ao eletrodo.
• Um eletrodo é removido do paciente.
Quando a remoção de um eletrodo é detectada, a mensagem "VERIFICAR
ELETRODO" é exibida.
Quando os eletrodos são removidos, os formatos de onda de ECG se tornam
linhas pontilhadas. (Veja a figura abaixo).
Quando uma linha pontilhada aparecer, verifique o eletrodo, a derivação do
eletrodo e o cabo de conexão de ECG.

Verificação do QRS dominante


Verifique se o QRS dominante conseguido com a obtenção de ECG é apropriado
para o paciente ou não.
No início da monitoração, o ruído poderá ser obtido acidentalmente para o QRS
dominante. Como o QRS dominante difere do ECG estável do paciente, a análise
da arritmia poderá estar incorreta.
No momento em que a monitoração deverá ser iniciada, é recomendável que o
QRS dominante conseguido após a obtenção de ECG represente o ECG estável
do paciente.
A obtenção de ECG não poderá ser efetuada nos casos listados abaixo.
• PÁ, PÁ ou AUX sendo exibidos como derivação.
• A ANÁLISE DE ARRITMIA está configurada como "DESLIGADO".

"Análise de arritmia" (p. 8-1-28)

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-13


8. Monitoração

CUIDADO
No início da monitoração do ECG, certifique-se de
que o QRS dominante é apropriado. Caso contrário,
a monitoração de arritmia pode ser incorreta.

Verifique se o QRS dominante obtido representa o ECG do paciente adequadamente,


seguindo os procedimentos descritos abaixo.
NOTA: A anotação de QRS é impressa apenas na gravação atrasada.
Antes da verificação do QRS dominante, verifique se a gravação
atrasada na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA está
configurada como "Ligado (Padrão)".

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

1 Pressione a tecla gravar/parar para iniciar a gravação.


Se pressionar a tecla gravar/parar durante a gravação interrompe a gravação.

2 Verifique se a anotação de QRS do ECG é impressa corretamente no papel


de gravação.
Se a anotação de QRS não estiver correta, efetue a obtenção de ECG novamente.

"Reobtenção de ECG (OBTENÇÃO DE ECG)" (na próxima página)

Anotação de QRS

Anotação de QRS
Tipo de anotação de QRS e seu significado como mostrado abaixo.

Anotação de
Descrição
QRS
Pulso reconhecido como frequência cardíaca normal e a onda
N
com o mesmo formato de onda
Formato de onda de pulso deformado reconhecido como
V contração ventricular prematura (CVP), incluindo o
batimento ventricular ectópico.
P Pulso gerado pela estimulação
Pulso durante a obtenção de ECG ou cuja classificação é
?
suspensa por causa da interferência de ruído.
Detectado como QRS, porém reconhecido como ruído e não
-
pulso.

8-1-12 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Reobtenção de ECG (OBTENÇÃO DE ECG)


O desfibrilador obtém de novo o ECG se houver qualquer dúvida sobre a
decisão e classificação da análise de arritmia (normalmente 8 pulsos). Se uma
configuração de ECG, como a derivação, é alterada, o desfibrilador
automaticamente obtém o ECG do paciente, e o QRS dominante é atualizado.

A obtenção de ECG não poderá ser efetuada nos casos listados abaixo.
• PÁ ou AUX sendo exibidos como derivação.
• A ANÁLISE DE ARRITMIA está configurada como "DESLIGADO".

CUIDADO
Se houver alguma dúvida sobre a análise de arritmia,
repita a leitura do ECG do paciente no desfibrilador
e certifique-se de que o QRS dominante é adequado.
Caso contrário, uma arritmia importante pode ser
negligenciada.

NOTA • Se a ANÁLISE DE ARRITMIA estiver configurada como


"DESLIGADO", a obtenção de ECG não funcionará. Para
a obtenção de ECG, configure a CONFIGURAÇÃO DE
8
ARRITMIA na janela CONFIGURAÇÃO, como descrito abaixo. 8-1
As configurações dependem da instalação do QS-831V opcional.
Se um QS-831V estiver instalado: configure a ANÁLISE DE
ARRITMIA para "LIGADO".
Se o QS-831V não estiver instalado: configure FV/TV para
"LIGADO".

Seção 9 "Alteração das configurações para alarmes de arritmia"

• Para a obtenção de ECG, mantenha o paciente em repouso


e verifique se o ECG com ritmo regular e sem ruídos é obtido.
• Quando o desfibrilador estiver obtendo um ECG, a mensagem
"OBTENÇÃO DE ECG" será exibida e apenas os alarmes
abaixo serão gerados.
• ASSÍSTOLE 1 • FV • BRADICARDIA 1 • TAQUICARDIA 1
1
Exibido apenas quando um QS-831V opcional estiver instalado.

• Após a obtenção de ECG, verifique se o QRS dominante obtido


é apropriado para o paciente.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-13


8. Monitoração

1 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.

2 Obtenha o ECG.
1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item de CONFIGURAR QRS do menu CONFIGURAÇÃO.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
OBTER ECG.
3) Pressione a tecla [OK]. Enquanto o desfibrilador estiver obtendo um ECG,
A mensagem será exibida durante a a mensagem "OBTENÇÃO DE ECG" será exibida na janela e a mensagem
obtenção de um ECG e desaparecerá
quando a obtenção do ECG terminar. desaparecerá quando a obtenção estiver finalizada.

1) Selecione um item do menu 2) Selecione um item. 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO.

3 Verifique o QRS dominante atualizado.


1) Coloque o seletor na posição MONITOR para abrir a tela do monitor.
2) Verifique se o QRS dominante obtido representa o ECG do paciente
adequadamente.

"Verificação do QRS dominante" (p. 8-1-11)

8-1-14 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Configuração das derivações de monitoração


Configure a derivação de ECG indicada na tela do monitor.
As derivações podem ser medidas dependendo do modo de operação do
desfibrilador (modo monitor, modo de desfibrilação, modo de estimulação ou
modo DEA) e do número de eletrodos utilizados.

Seção 8-1 "Verificação do número de eletrodos e derivações de medição"


(p. 8-1-4)

Intervalo de configuração

No modo monitor
N.º de
Derivação
eletrodos
3 eletrodos Pás, I, II, III, AUX 1
6 eletrodos Pás, I, II, III, aVR, aVL, aVF, Ca 2, Cb 2, AUX 1

No modo de desfibrilação
8
N.º de
Derivação
eletrodos 8-1
3 eletrodos Pás, I, II, III, AUX 1
6 eletrodos Pás, I, II, III, aVR, aVL, aVF, Ca 2, Cb 2, AUX 1

No modo de estimulação No modo DEA


N.º de N.º de
Derivação Derivação
eletrodos eletrodos
3 eletrodos I, II, III 3 eletrodos
Pás
6 eletrodos I, II, III, aVR, aVL, aVF, Ca 2, Cb 2 6 eletrodos

1
Selecione a derivação AUX se um monitor externo estiver conectado, utilizando um
cabo de ECG externo JC-831V.
2
Para Ca e Cb, 2 derivações entre V1 e V6 podem ser configuradas.

• Seção 6-1 "Utilização de um ECG de um monitor externo como um


sinal de sincronização"
• "Configuração das derivações Ca e Cb" (p. 8-1-24)

NOTA • Se o desfibrilador contar incorretamente os QRS’s estreitos,


configure REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO como "DESLIGADO"
e verifique se o QRS é reconhecido corretamente.
• Um paciente com um marca-passo implantado poderá não ser
monitorado corretamente se as pás forem utilizadas como
derivação.
• Selecione uma derivação para que todo o formato de onda seja
exibido na tela e o formato de onda T não seja muito superior
ao formato de onda QRS. Para alguns formatos de onda, o
desfibrilador não pode reconhecer o QRS corretamente.
• Guia do administrador: "Configuração do sistema"
• "Configuração do filtro e da exibição" (p. 8-1-22)

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-15


8. Monitoração

Configuração das derivações


Pressione a tecla [DERIVAÇÃO] para configurar a derivação de ECG exibida na
tela do monitor.
Derivação

Derivação ideal para a monitoração


NOTA: Siga as instruções do médico sobre a derivação quando estiver
disponível.
Em geral, considera-se que a derivação II e a derivação VI são adequadas para
a monitoração de arritmia e que as derivações V4 e V5 são adequadas para a
monitoração de isquemia do miocárdio.
Alguns tipos de ECG são difíceis para a análise automática, e a frequência cardíaca
ou o nível de detecção da arritmia não são exatas para alguns pacientes.
Nesses casos, utilize os procedimentos a seguir para encontrar a derivação
apropriada para a análise automática, consultando as 12 derivações de ECG:

Critério para a seleção da derivação ideal de ECG


1) Selecione a derivação com a maior onda QRS. Selecione também a derivação
com a menor diferença em amplitude em comparação com o QRS por CVP ou
estimulação.
0,5 < QRS1/QRS2 <2
2) Selecione a derivação com 0,2 mV ou menor amplitude da onda P (a amplitude
da onda P é de 2 mm ou menor na tela com sensibilidade ×1).
P ≤ 0,2 mV
3) Selecione a derivação com uma amplitude da onda T inferior a um terço da onda
QRS.
T1 ≤ 1/3·QRS1
T2 ≤ 1/3·QRS2

QRS1
P T1 T2

QRS2

8-1-16 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Configuração da sensibilidade do ECG


Configure a sensibilidade do ECG sendo monitorado.
A detecção de sensibilidade de QRS também é alterada com a sensibilidade alterada.
Para a detecção estável do QRS, a amplitude do QRS deve ser maior que 1 cm na
tela.

Intervalo de configuração

Intervalo de configuração
× 1/4, × 1/2, × 1, × 2, × 4

Configuração da sensibilidade
Pressione a tecla [SENSIBILIDADE] para configurar a sensibilidade do ECG.
A escala varia consoante a configuração de sensibilidade.
8
Sensitivity Scale 8-1
× 1/4 4 mV
× 1/2 2 mV
×1 1 mV
×2 0.5 mV
×4 0.25 mV

Sensibilidade

Escala

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-17


8. Monitoração

Alteração da CONFIGURAÇÃO DO ECG e da


configuração de CONFIGURAR QRS
Altere as configurações para a monitoração de ECG em CONFIGURAÇÃO DO
ECG ou CONFIGURAR QRS, na janela CONFIGURAÇÃO.
NOTA: Após alterar as configurações, verifique-as.

Janela CONFIGURAÇÃO DO ECG


A exibição da janela CONFIGURAÇÃO DO ECG difere dependendo dos itens
do menu.

Janela CONFIGURAR QRS

8-1-18 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Lista de itens de configuração


Item Descrição (Padrão)

• Limite superior: de 35 a 300,


• FC (bpm) Altera os limites superior/inferior do alarme de DESLIGADO (Padrão: 140)
ALARME FC/FP (frequência cardíaca/pulsação). • Limite inferior: desligado, 30 a
• FP (/min)
DE ECG 295 (Padrão: 40)

CVP (/min) Altera o limite superior de alarme de CVP. De 1 a 99, DESLIGADO (Padrão: 10)

CONFIGU- FILTRO DE UMIDADE Configura o filtro de umidade. LIGADO, DESLIGADO


RAÇÃO DIAGNÓSTICO, MONITOR,
FILTRO Configura o filtro.
DO ECG MÁXIMO
Configura a derivação de Ca se 6 eletrodos
DERIVAÇÃO Ca V1, V2, V3, V4, V5, V6
estiverem fixados.
Configura a derivação de Cb se 6 eletrodos
DERIVAÇÃO Cb V1, V2, V3, V4, V5, V6
estiverem fixados.
Configura se os formatos de onda de ECG devem
CASCATA LIGADO, DESLIGADO
aparecer como exibição em cascata ou não.
OBTER ECG Reobter ECG. (Consulte p. 8-1-13). —

CONFIGU- REJEIÇÃO DE Configura se o pulso de estimulação detectado será


LIGADO, DESLIGADO
RAR QRS ESTIMULAÇÃO reconhecido como QRS ou não.
Configura o tipo de detecção QRS do paciente para 8
TIPO DE DETECÇÃO ADULTO, CRIANÇA
a monitoração.
8-1

Exibição da janela de configurações


1 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.

2 Abra a janela de configuração.


1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item de CONFIGURAÇÃO DO ECG ou do QRS do menu
CONFIGURAÇÃO.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item para configurar.
3) Pressione a tecla [OK] para abrir a janela de configuração. Uma janela
de configuração será exibida na qual o parâmetro selecionado na etapa 2)
será destacado.

1) Selecione um item do menu 2) Selecione um 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO. item.

3 Altere as configurações, consultando a página correspondente.

4 Coloque o seletor na posição MONITOR para abrir a tela do monitor.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-19


8. Monitoração

Alteração das configurações de alarme


Altere as configurações de limite superior/inferior de alarmes para FC/FP (frequência
cardíaca/pulsação) e o número de CVPs.
Como o limite superior/inferior dos alarmes está vinculado às configurações
de CONFIGURAÇÃO DE ALARME na janela CONFIGURAÇÃO, as
configurações em qualquer das janelas são refletidas na outra janela.
Consulte a Seção 9 "Alteração de configurações de limite superior/inferior de
alarmes".

Intervalo de configuração

Item Intervalo de configuração Etapa


Limite De 35 a 300,
FC:bpm superior DESLIGADO
FC/FP 1
FP:/min Limite DESLIGADO,
CONFIGU-
ALARME inferior 30 a 295
RAÇÃO DO
DE ECG Limite De 1 a 99,
ECG 1
superior DESLIGADO
CVP /min
Limite
― ―
inferior

O alarme FC/FP poderá ser configurado na janela de configurações


mostrada abaixo.
As configurações são vinculadas de forma que a configuração alterada
em uma das janelas seja refletida na outra janela.
• CONFIGURAÇÃO DE SpO2 na janela CONFIGURAÇÃO.

CUIDADO
Quando o limite do alarme está configurado como
Desligado, não haverá alarmes para esse limite.
Tenha cuidado quando configurar o limite de alarme
como Desligado.

Alarme de arritmia
O alarme de arritmia é configurado na CONFIGURAÇÃO DE ARRITMIA, na
janela CONFIGURAÇÃO.
NOTA • Alarmes de arritmia além do alarme FV/TV DETECTADA serão
gerados apenas quando as derivações dos membros e do tórax
forem selecionadas em modo monitor.
• No modo de estimulação, o alarme de arritmia não é gerado.
• Se o alarme FV ou alarme TV for gerado no modo monitor, ele
não poderá ser determinado como um ECG que possua ritmo
para choque no modo DEA.
Para detalhes, consulte a Seção 9 "Função alarme".
Seção 9
• "Alteração de configurações de limite superior/inferior de alarmes"
• "Alteração das configurações para alarmes de arritmia"

8-1-20 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Alteração das configurações de alarme


Para alterar as configurações, ative a janela CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela
CONFIGURAÇÃO.

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione ALARME DE ECG e pressione a tecla [OK].
"Exibição da janela de configurações" (p. 8-1-19)

1 Altere as configurações do limite superior/inferior do alarme.


1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar um
item para configurar.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para alterar a configuração de limite
superior/inferior.
NOTA: Se o limite superior estiver configurado como mais
baixo que o limite inferior, o limite inferior será diminuído
automaticamente. Da mesma forma, se o limite inferior
estiver configurado como mais alto que o limite superior, o
limite superior será aumentado automaticamente. Porém,
eles não serão configurados como "DESLIGADO".

Para desligar o limite superior ou inferior do alarme, pressione as teclas 8


[↓] ou [↑] para configurar um valor fora do intervalo de configuração. 8-1
A configuração do limite superior ou inferior então mudará para
"DESLIGADO".
O cursor será colocado no item selecionado.

Valor de medição
O valor atual de
medição será exibido.
Limite superior
Posição do
valor atual
de medição

Limite inferior

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.


Se a tecla for pressionada O valor configurado será
e mantida, o cursor será aumentado ou diminuído
movido consecutivamente. em 1 etapa.
Se a tecla for pressionada
e mantida, a configuração
mudará constantemente.

2 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-21


8. Monitoração

Configuração do filtro e da exibição


Altere as configurações para o filtro e para a exibição de acordo com as
condições de medição.

Intervalo de configuração

Item Intervalo de configuração


FILTRO DE
LIGADO, DESLIGADO
UMIDADE
CONFIGURA-
ÇÃO DO ECG FILTRO DIAGNÓSTICO, MONITOR, MÁXIMO
CASCATA LIGADO, DESLIGADO

Configuração do filtro e da exibição em cascata


Para a alteração da configuração de filtro e de exibição, abra a janela
CONFIGURAÇÃO DO ECG, na janela CONFIGURAÇÃO.

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione FILTRO DE UMIDADE, FILTRO ou CASCATA e pressione a tecla [OK].
"Exibição da janela de configurações" (p. 8-1-19)

1 Altere as configurações de cada item.


1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar um
item para configurar.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para configurar o item.

O cursor será colocado no item selecionado.


A configuração será destacada.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.

2 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

8-1-22 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Configuração do filtro de umidade como ligado ou desligado


Configure o filtro de umidade da linha de alimentação de CA como LIGADO ou
DESLIGADO.
O filtro de umidade remove apenas a onda senoidal de 50 Hz ou 60 Hz. Assim,
isso não afeta o ECG.
A frequência do filtro de umidade é configurada na frequência de linha de CA (Hz),
na tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Nos modos de desfibrilação, modo DEA e modo de estimulação, a configuração


para o filtro de umidade é fixada em "LIGADO".

Configurações:
• LIGADO: configure o filtro de umidade como "LIGADO".
• DESLIGADO: configure o filtro de umidade como "DESLIGADO".

Configuração do filtro
Configura o filtro.
8
NOTA: Para aplicar o choque elétrico utilizando outro desfibrilador 8-1
durante a monitoração com este desfibrilador, configure FILTRO
como "MONITOR" ou "MÁXIMO". Se o choque elétrico for
aplicado com o FILTRO configurado como "DIAGNÓSTICO", a
recuperação do formato de onda poderá ser atrasada.
Nos modos de desfibrilação, modo DEA e modo de estimulação, a configuração
para o FILTRO é fixada em "MONITOR".

Configuração do filtro Características de frequência para cada definição de filtro:


Consulte a Seção 15 "Recursos técnicos".

Configurações:
• MÁXIMO: filtro sem impulso e filtro passa-altas. Utilize esta configuração
quando houver ruído de umidade ou o UEC for utilizado.
• MONITOR: filtro passa-baixo e filtro passa-altas.
• DIAGNÓSTICO: para a monitoração de formatos de onda similares
ao ECG real nos casos de foco na alteração do QRS.

Configuração da exibição da cascata como ligado ou desligado


Configura se os formatos de onda de ECG devem aparecer como exibição em
cascata ou não.

"Exemplo de tela" (p. 8-1-10)

Configurações:
• LIGADO: exibição em cascata
• DESLIGADO: sem exibição em cascata

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-23


8. Monitoração

Configuração das derivações do tórax


Configure as derivações para as derivações Ca e Cb quando 6 eletrodos forem
utilizados.

Intervalo de configuração
Item Intervalo de configuração
CONFIGURA- DERIVAÇÃO Ca
V1, V2, V3, V4, V5, V6
ÇÃO DO ECG DERIVAÇÃO Cb

Configuração das derivações Ca e Cb


Acesse a janela CONFIGURAÇÃO DO ECG a partir da janela CONFIGURAÇÃO
e selecione qualquer 2 derivações entre V1 e V6 como derivações Ca e Cb se
6 eletrodos forem utilizados.
As derivações Ca e Cb poderão ser configuradas apenas se 6 eletrodos forem
utilizados.
Para abrir a janela
1) Selecione CONFIGURAÇÃO DO ECG na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione a DERIVAÇÃO Ca ou Derivação Cb e então pressione a tecla [OK].
"Exibição da janela de configurações" (p. 8-1-19)

1 Configure a derivação.
1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar a
DERIVAÇÃO Ca ou a DERIVAÇÃO Cb.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para configurar a derivação.
O cursor será colocado no item selecionado.

A configuração será destacada.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.

2 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

Configurações feitas para as derivações Ca e Cb serão selecionáveis quando a


derivação para a monitoração for selecionada.

8-1-24 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Configuração da estimulação e do QRS


Altere as configurações para a estimulação e para QRS de acordo com as condições
de medição.

Intervalo de configuração

Item Intervalo de configuração


REJEIÇÃO DE
CONFIGURAR LIGADO, DESLIGADO
ESTIMULAÇÃO
QRS
TIPO DE DETECÇÃO ADULTO, CRIANÇA

Configuração do tipo de detecção para a rejeição de estimulação


e de QRS
Acesse a janela CONFIGURAR QRS a partir da janela CONFIGURAÇÃO e
altere as configurações para estimulação e QRS.
Para abrir a janela 8
1) Selecione CONFIGURAR QRS na janela CONFIGURAÇÃO. 8-1
2) Selecione REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO ou TIPO DE DETECÇÃO e
então pressione a tecla [OK].
"Exibição da janela de configurações" (p. 8-1-19)

1 Altere as configurações de cada item.


1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar um
item para configurar.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para configurar o item.
O cursor será colocado no item selecionado.
A configuração será destacada.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.

2 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-25


8. Monitoração

Configuração da REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO como Ligado ou Desligado


Confirme se o pulso do marca-passo detectado será omitido da frequência cardíaca
ou não.
Para a monitoração de um paciente com marca-passo, o pulso da estimulação poderá
ser contado como QRS e a frequência cardíaca poderá ser contada incorretamente.
O pulso de estimulação é uma onda muito pequena que não poderá ser exibida na
tela do desfibrilador.
Quando a REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO estiver configurada como "LIGADO",
Ícone de rejeição de
estimulação DESLIGADO apenas o pulso do marca-passo será detectado e utilizado para a detecção correta
do QRS.
Se a REJEIÇÃO DA ESTIMULAÇÃO estiver configurada como
"DESLIGADO", um ícone de rejeição de estimulação DESLIGADO
aparecerá na parte superior da tela inicial.

Configurações:
• LIGADO: o pulso do marca-passo será detectado e distinguido da onda
QRS. Se ele for removido da contagem de frequência
cardíaca.
• DESLIGADO: o pulso do marca-passo não será detectado.

Nota sobre a rejeição de estimulação

AVISO
Defina a REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO como ligado
quando monitorar um paciente com marca-passo.
Caso contrário o pulso de marca-passo não será
rejeitado. No entanto, mesmo quando a REJEIÇÃO
DE ESTIMULAÇÃO estiver definida como Ligado,
o pulso do marca-passo pode não ser rejeitado.
Quando o pulso do marca-passo não é rejeitado,
é detectado como QRS e pode haver uma falsa
indicação de frequência cardíaca ou uma arritmia
grave, tal como assístole, pode ser negligenciada.
Mantenha os pacientes com marca-passo sob
observação rigorosa.

Para rejeitar o pulso do marca-passo, consulte "Capacidade de rejeição do pulso do


marca-passo" em "Recursos técnicos".

Seção 15 "Recursos técnicos"

AVISO
Mesmo quando a REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO
estiver definida como Ligado, o pulso do marca-passo
pode ser negligenciado ou detectado como QRS.
Você não pode confirmar o funcionamento do
marca-passo apenas pelo pulso de marca-passo
detectado.

NOTA: Se o desfibrilador contar incorretamente os QRS’s estreitos, configure REJEIÇÃO DE ESTIMULAÇÃO


como "DESLIGADO" e verifique se o QRS é reconhecido corretamente.

8-1-26 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Definição do tipo de detecção de QRS


Configura o tipo de detecção QRS do paciente para a monitoração.

CUIDADO
No início da monitoração do ECG, certifique-se de
que o tipo de paciente está configurado como
[TIPO DE DETECÇÃO] na janela CONFIGURAR
QRS. Se for configurado um tipo de paciente
inadequado, a frequência cardíaca não poderá ser
contada com precisão, ruídos ou ondas P podem
ser contadas como QRS e uma parada cardíaca
poderá ser negligenciada.

Tipo de detecção QRS


O tipo de detecção de QRS atualmente está configurado na tela inicial.

Configurações:
• ADULTO: para a monitoração de um adulto.
• CRIANÇA: para a monitoração de uma criança.
8
NOTA • A configuração do tipo de detecção é válida apenas quando uma 8-1
derivação de membros/tórax for selecionada em modo monitor.
Ela não está vinculada ao modo criança no modo DEA.
• Mesmo de o TIPO DE DETECÇÃO estiver configurado como
"CRIANÇA", o QRS de um recém-nascido poderá não ser
detectado corretamente.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-27


8. Monitoração

Análise de arritmia

Análise de arritmia e QRS dominante


A análise de arritmia é efetuada pela obtenção de um ECG estável do paciente
(QRS dominante), em comparação com o formato de onda e seu padrão para cada
pulso, e a informação mostrada abaixo (sistema de combinação de padrões).
• Intervalo FR
• Largura de QRS
• Amplitude de QRS
• Polaridade de QRS, etc
O QRS dominante é obtido com a obtenção de ECG. Como o QRS dominante
difere do ECG estável do paciente, a análise da arritmia poderá estar incorreta.
Para melhorar a precisão da detecção de arritmia do desfibrilador, verifique o
QRS dominante após a obtenção de ECG e então inicie a monitoração.

"Verificação do QRS dominante" (p. 8-1-11)

CUIDADO
No início da monitoração do ECG, certifique-se de
que o QRS dominante é apropriado. Caso contrário,
a monitoração de arritmia pode ser incorreta.

Atualização automática do QRS dominante (Início automático da obtenção


do ECG)
O desfibrilador automaticamente inicia a obtenção de ECG e atualiza o QRS
dominante nos casos listados abaixo.
• Ao ligar a alimentação
• Ao alterar a tela do monitor
• Ao restaurar a partir da verificação de eletrodo
• Ao trocar a derivação
• Ao alterar a configuração de rejeição de estimulação (LIGADO/DESLIGADO)
• Ao alterar a configuração de análise de arritmia
• Ao alterar a configuração do tipo de detecção de QRS (adulto/criança)

8-1-28 Manual do Operador Série TEC-5600


8-1. Monitoração do ECG

Critério para o alarme de arritmia


O alarme de arritmia é gerado quando o resultado de uma análise de arritmia for
julgado como arritmia.
As mensagens de alarme de arritmia que são padrão para análise de arritmia serão
mostradas na tabela abaixo.
O período para exibição das mensagens de alarme de arritmia depende da importância
do alarme de arritmia.
Para detalhes sobre configuração para os períodos de exibição das mensagens de
alarmes de arritmia e dos alarmes de arritmia, consulte a Seção 9 "Função alarme".
Seção 9
• "Análise de arritmia" (p. 8-1-28)
• "Alteração das configurações para alarmes de arritmia" (p. 9-15)

NOTA • Alarmes de arritmia além do alarme FV/TV DETECTADA serão


gerados apenas quando as derivações dos membros e do tórax
forem selecionadas em modo monitor.
• No modo de estimulação, o alarme de arritmia não é gerado.
• Se o alarme FV ou alarme TV for gerado no modo monitor, ele
não poderá ser determinado como um ECG que possua ritmo
para choque no modo DEA.

Condição de 8
Mensagem Importância Descrição Condição de decisão
detecção
8-1
De 3 a 10 Superior a um período entre 3 e 10 segundos
ASSÍSTOLE 1 Assístole
segundos (selecionável) sem complexo QRS.

FV Fibrilação ventricular — Fibrilação ventricular superior a 4 segundos.


CRISE
Quando as condições a seguir forem satisfeitas:
TV Taquicardia ventricular — • A CVP se prolonga além da configuração de
EXECUÇÃO DE CVP (batimentos).
EXECUÇÃO DE De 3 a 8 A CVP continua conforme a configuração de
CVP a curto prazo
CVP 1 batimentos EXECUÇÃO DE CVP (batimentos).
AVISO
TAQUICARDIA 1 Taquicardia — Frequência cardíaca acima do limite superior.
BRADICARDIA 1
Bradicardia — Frequência cardíaca abaixo do limite inferior.
Combinar CVP
COMBINAR 1 — 2 CVPs consecutivas.
(PCs emparelhados)
CVP com um intervalo de tempo que precede o
CVP CVP anterior incluindo o complexo de QRS normal, de aproximadamente

ANTERIOR 1 tipo R-em-T um terço do intervalo R-R normal, na queda da
ADVER- frequência cardíaca abaixo dos 120 batimentos/min.
TÊNCIA
Um ritmo dominante de N-V-N-V-N-V
BIGEMINIA 1 Bigeminismo ventricular —
(N = batimento normal, V = batimento ventricular)
Frequência de CVP (CVPs/min) alcançando ou
CVP FREQ 1 CVPs frequentes — ultrapassando o limite predeterminado de 1 a
99 CVPs/min (selecionável).
Ao detectar um ECG que é um ritmo chocável sob
Fibrilação ventricular ou qualquer das condições abaixo.
FV/TV
CRISE taquicardia ventricular — • Modo de desfibrilação ou modo DEA
DETECTADA
que foi um ritmo chocável • Monitoração de derivação de PÁ ou de
derivação AUX de ECG no modo monitor

1
Apenas quando o software de análise opcional de arritmia estiver instalado

Manual do Operador Série TEC-5600 8-1-29


8. Monitoração

8-1-30 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2 Monitoração de
CO2

Introdução .............................................. 8-2-2 Alteração das configurações de CO2 .... 8-2-15


Procedimentos de medição .............................. 8-2-2 Janela de configuração de CO2 ................. 8-2-15

Utilize o kit sensor de CO2 Lista de itens de configuração ....................... 8-2-15


(método principal) .................................. 8-2-3 Exibição da janela de configuração
de CO2 ............................................................ 8-2-16
Seleção de um kit sensor de CO2 ..................... 8-2-3
Kit sensor de CO2 TG-920P ......................... 8-2-5 Alteração das configurações alarme... 8-2-17 8
Kit sensor de CO2 TG-900P.......................... 8-2-7 Intervalo de configuração ........................... 8-2-17
Kit sensor de CO2 TG-970P.......................... 8-2-8 Alteração das configurações de alarme......... 8-2-18
Conexão do kit sensor de CO2 8-2
Configuração do MÉTODO DE
ao desfibrilador ................................................. 8-2-9 CALIBRAÇÃO e da ESCALA ............... 8-2-19
Aplicação da calibração zero Intervalo de configuração ........................... 8-2-19
(quando o TG-970P for utilizado) ......... 8-2-10 Configuração do MÉTODO DE
Calibração zero ........................................... 8-2-10 CALIBRAÇÃO e da ESCALA ......................... 8-2-19
Calibração com ar ........................................... 8-2-11 Configuração do método de calibração ..... 8-2-20
Calibração com N2 gasoso.............................. 8-2-12 Configuração da escala ............................. 8-2-20
Armazenamento do valor de calibração Inspeção da precisão da medição........ 8-2-21
zero na memória ............................................. 8-2-12 Inspeção diária da precisão da medição ........ 8-2-21
Início da medição Inspeção da precisão da medição
(início da monitoração) ........................ 8-2-13 (método preciso) ............................................ 8-2-21
Notas sobre a medição ................................... 8-2-13 Método de medição ............................. 8-2-22
Medição através do método de ajuste
Méritos e limitações ....................................... 8-2-22
de equilíbrio zero da inspiração usando
Princípios........................................................ 8-2-22
TG-900P ou TG-920P................................. 8-2-13
Erro na medição ao medir através do
Medição através do método
método de ajustamento de balanço
espectroscópico de onda única usando
de inspiração zero .......................................... 8-2-23
TG-970P ..................................................... 8-2-13
Erro de medição usando agentes
anestésicos voláteis.................................... 8-2-14
Exemplo de tela .............................................. 8-2-14
8. Monitoração

Introdução
Este desfibrilador efetua a medição e monitoração de CO2 através do método
de absorção de infravermelho.
O desfibrilador dá suporte às medições pelos sensores do método principal.

Medição de CO2 com o método principal


Para medição, conecte o kit sensor de CO2 TG-900P, TG-920P ou TG-970P
ao circuito de respiração do paciente ou diretamente no paciente e conecte o kit
sensor de CO2 ao conector de CO2.
Ao utilizar o kit sensor de CO2, consulte o manual fornecido com o kit sensor de CO2.
Para detalhes sobre o método principal, consulte "Método de medição"
ao final dessa seção.

Procedimentos de medição
Selecione um kit sensor de CO2.

1 Consulte p. 8-2-3.

Conecte o kit sensor de CO2 ao desfibrilador.

2 Consulte p. 8-2-9.

3 Efetue a calibração zero (método espectroscópico de onda única: apenas TG-970P). Consulte p. 8-2-10.

Conecte o kit sensor de CO2 ao circuito de respiração do paciente ou fixe-o no paciente.


Para conectar ou fixar o kit, consulte o manual fornecido com o kit sensor de CO2.

Com canulação traqueal Sem canulação traqueal

Inicie a medição (início da monitoração)


5 Quando os procedimentos acima forem completados, o modo de medição de CO2
e a monitoração serão iniciados.
Consulte p. 8-2-13.

Faça as configurações necessárias.


6 Altere as configurações para a monitoração.
Consulte p. 8-2-15.

8-2-2 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Utilize o kit sensor de CO2 (método principal)

Seleção de um kit sensor de CO2


O kit sensor de CO2 da série TG-900 de método principal é combinado com um
sensor com e um circuito de medição.
Os kits sensores de CO2 que podem ser utilizados com o desfibrilador serão
introduzidos na próxima página, dependendo dos dois métodos de medição
(método de ajustamento de balanço de inspiração zero e método espectroscópico
de onda única), peso do paciente, volume de espaço morto, etc.
Selecione um kit apropriado para o propósito.

Para detalhes sobre o método principal, consulte "Método de medição"


ao final dessa seção.

AVISO
Ao usar o adaptador de vias aéreas ou adaptador
nasal em um paciente com um volume de ventilação
reduzido, o CO2 pode se misturar durante a inspiração
devido ao espaço morto do adaptador das vias 8
respiratórios, resultando em valores medidos incorretos
ou na dificuldade de detectar a apneia. Realize a
ventilação tendo em consideração o espaço morto
dos adaptadores. 8-2

CUIDADO CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, o Os dados de CO2 podem estar incorretos ao monitorar
valor medido poderá estar incorreto se a tempera- um paciente com uma frequência respiratória
tura de funcionamento se alterar consideravelmente extremamente alta ou uma respiração irregular.
ou existir uma condensação excessiva no adaptador Leia cuidadosamente os valores medidos.
de vias aéreas ou adaptador nasal.

CUIDADO
CUIDADO Ao usar um aparelho anestésico com um agente
Utilize apenas o kit sensor CO2 especificado anestésico volátil, a medição de CO2 pode ser
Nihon Kohden. Do contrário, não será possível incorreta.
garantir o desempenho máximo do desfibrilador.

Avisos e cuidados diferem dependendo do kit sensor de CO2 a ser utilizado.


Consulte o manual fornecido com o kit a ser utilizado.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-3


8. Monitoração

NOTA • Para a canulação traqueal, fixe o sensor CO2 para que ele não
toque no paciente.
• Use o Kit sensor de CO2 TG-970P no interior das instalações
clínicas. Caso contrário, os dados de medição podem ser
incorretos devido à forte interferência eletromagnética.

Volume
Adaptador de vias
Quando o kit sensor de CO2 da série Canulação Paciente do Página de
aéreas ou adaptador
TG-900 está fixado traqueal (peso) espaço referência
nasal
morto
Adaptador nasal 9YG-121T Adaptador nasal YG-120T
(para respiração nasal)

Não Adaptador nasal YG-121T 10 kg ou


1,2 ml
utilizado (para respiração naso-oral) mais
Método de ajustamento de balanço de inspiração zero

Adaptador nasal YG-122T


(para ajustamento de cânula
TG-920P de oxigênio) p. 8-2-5
(método semiquantitativo)

Adaptador de vias aéreas 7 kg ou


4 ml
YG-111T mais
Método de medição

Tubo traqueal
em linha reta Adaptador de vias aéreas 10 kg ou
TG-900P 5 ml p. 8-2-7
YG-101T mais

Utilizado
Tubo traqueal
em ângulo

Adaptador de vias aéreas 7 kg ou


Método espectroscópico de

4 ml
YG-211T mais
quantitativo)
onda única (método

Adaptador de vias aéreas


recém-nascido/bebê De 2 a 7 kg 0,5 ml
TG-970P YG-213T p. 8-2-7

Adaptador de vias aéreas


De 2,5 a
recém-nascido/bebê 1,8 ml
7 kg
YG-214T

Para adquirir o kit sensor de CO2, consulte a Seção 13 "Para monitoração de


CO2".

8-2-4 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Kit sensor de CO2 TG-920P


O kit sensor de CO2 TG-920P mede a pressão parcial do CO2 expirado através
do método de ajustamento de balanço de inspiração zero (método semi-quantitativo).
Este kit sensor de CO2 poderá ser utilizado em pacientes entubados e não-entubados
selecionando o adaptador para ser utilizado adequadamente.
• Quando o paciente estiver entubado: utilize o adaptador de vias aéreas YG-111T.
• Quando o paciente não estiver entubado: utilize o adaptador nasal YG-120T,
YG-121T ou YG-122T.

AVISO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, as
medições são baseadas na suposição de que não
há gás CO2 na inspiração. A concentração de CO2
na respiração é calculada considerando-se que a
concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg.
Portanto, medir o CO2 conectando o kit sensor de
CO2 a um circuito Jackson Rees, Mapleson D ou
outro circuito respiratório em que possa existir CO2
durante a inspiração, pode resultar na aquisição de
dados com valores inferiores aos reais.

8
CUIDADO CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, o Com o kit sensor de CO2 TG-920P, as medições
valor medido poderá estar incorreto se a tempera- são baseadas na suposição de que o gás CO2 8-2
tura de funcionamento se alterar consideravelmente encontra-se na inspiração. A concentração de CO2
ou existir uma condensação excessiva no adaptador na respiração é calculada considerando-se que
de vias aéreas ou adaptador nasal. a concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg
(0 kPa). Portanto, medir o CO2 de um paciente com
uma máscara de oxigênio em que possa haver gás
CUIDADO CO2 no gás de inspiração pode resultar na
aquisição de dados com valores inferiores aos reais.
Os kits sensores CO2 TG-900P e TG-920P não
ajustam o valor de medição para compensar uma
pressão atmosférica diferente. Tenha cuidado ao ler
o valor quando usar o kit sensor de CO2 em altitudes
elevadas porque o valor da medição pode estar
incorreto.

O valor de medição cai 0,13 kPa (1 mmHg) para 5,33 kPa


(40 mmHg) de gás CO2 quando a pressão atmosférica
cai 3,3 kPa.
NOTA: Se o kit sensor de CO2 TG-920P for utilizado em ambientes com
alta concentração de óxido nitroso, a medição poderá ser incorreta.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-5


8. Monitoração

Quando o paciente não está entubado: utilize o adaptador nasal.


Kit sensor de CO2 TG-920P
São fornecidos três tipos de adaptadores para vários requisitos.
Este kit é combinado com um sensor para a medição YG-121T
YG-120T YG-122T
de CO2 e um circuito de medição.
(para respiração nasal) (para respiração (para o ajustamento
naso-oral) de cânula de oxigênio)

Sensor de CO2 TG-121T Sensor

Volume
do Código de
Tipo Peso
espaço fornecimento
morto
YG-120T V921
10 kg ou
YG-121T 1,2 ml V922
mais
YG-122T V923

Quando o paciente está entubado: utilize o adaptador de vias aéreas.


Adaptador de CO2 JP-920P
YG-111T

Volume
do Código de
Tipo Peso
espaço fornecimento
morto
YG-111T 7 kg ou mais 4 ml R804

Notas sobre a utilização do adaptador nasal YG-122T ou YG-121T

AVISO AVISO
A única cânula de oxigênio que pode ser usada • Quando usar o YG-122T juntamente com uma
com a YG-122T é fabricada pela HUDSON RCI®. cânula de oxigênio, certifique-se de que a cânula
Não use outra cânula de oxigênio. Outras cânulas está fixada corretamente no paciente, verificando
de oxigênio podem não ser fixadas e o oxigênio pode outros parâmetros e observando o paciente
não ser fornecido ao paciente através das narinas. periodicamente.
• Se a saturação de oxigênio arterial não aumentar,
interrompa imediatamente o uso da cânula de
AVISO oxigênio com o kit sensor de CO2 e selecione outro
Certifique-se de que o tubo da cânula de oxigênio método de fornecimento de oxigênio.
não está dobrado, partido ou bloqueado pelo tubo
nasal. Se as extremidades do tubo da cânula de
oxigênio ficarem viradas muito para cima ou para
baixo, isso causará um fornecimento insuficiente
de O2 ou um valor incorreto de CO2.

CUIDADO
Ao usar o adaptador nasal YG-121T ou YG-122T
em um paciente com hemorragia, que apresente
um estado clínico fraco ou de subnutrição, observe
o estado do paciente a todo o momento. O guia
para a boca pode causar feridas de pressão ao
tocar a boca.

8-2-6 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Kit sensor de CO2 TG-900P


O kit sensor de CO2 TG-900P mede a pressão parcial do CO2 expirado por um
paciente entubado através do método de ajustamento de balanço de inspiração
zero (método semi-quantitativo).
Ele é utilizado com o adaptador de vias aéreas YG-101T.

AVISO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, as
medições são baseadas na suposição de que não
há gás CO2 na inspiração. A concentração de CO2
na respiração é calculada considerando-se que a
concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg.
Portanto, medir o CO2 conectando o kit sensor de
CO2 a um circuito Jackson Rees, Mapleson D ou
outro circuito respiratório em que possa existir CO2
durante a inspiração, pode resultar na aquisição de
dados com valores inferiores aos reais.

CUIDADO CUIDADO
Os kits sensores CO2 TG-900P e TG-920P não Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, o
ajustam o valor de medição para compensar uma valor medido poderá estar incorreto se a tempera-
pressão atmosférica diferente. Tenha cuidado ao ler tura de funcionamento se alterar consideravelmente 8
o valor quando usar o kit sensor de CO2 em altitudes ou existir uma condensação excessiva no adaptador
elevadas porque o valor da medição pode estar de vias aéreas ou adaptador nasal.
incorreto.
8-2

O valor de medição cai 0,13 kPa (1 mmHg) para 5,33 kPa


(40 mmHg) de gás CO2 quando a pressão atmosférica
cai 3,3 kPa.

NOTA O valor da medição poderá ser impreciso nos casos listados abaixo.
• Quando usado em um ambiente com alta concentração de óxido
nitroso.
• Quando usado em um paciente com respiração espontânea
e respiração irregular (a expiração não poderá ser detectada).

Kit sensor de CO2 TG-900P Adaptador de vias aéreas YG-101T


Este kit é combinado com um sensor para a medição de CO2
e um circuito de medição.
Sensor de CO2 TG-101T

Volume Código
Tipo Peso do espaço de forne-
morto cimento
Adaptador de CO2 JG-900P YG-101T 10 kg ou mais 5 ml R801

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-7


8. Monitoração

Kit sensor de CO2 TG-970P

OBSERVAÇÃO: Use o Kit sensor de CO2 TG-970P no interior das instalações


clínicas.
Caso contrário, os dados de medição podem ser incorretos
devido à forte interferência eletromagnética.

O kit sensor de CO2 TG-970P mede a pressão parcial de CO2 expirado por um
paciente pelo método espectroscópico de onda única (método quantitativo)
Este kit sensor de CO2 poderá ser utilizado em pacientes entubados e não-entubados
selecionando o adaptador ou a máscara cap-ONE para ser utilizada adequadamente.
• Quando o paciente estiver entubado: utilize o adaptador de vias aéreas YG-211T,
YG-213T ou YG-214T.

CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-970P, o valor
medido pode estar incorreto se a temperatura
de funcionamento se alterar consideravelmente.
Nesse caso, aguarde cerca de 30 minutos para
adquirir a medição correta.

NOTA: O valor da medição poderá ser impreciso nos casos listados abaixo.
• Quando usado em um ambiente com alta concentração de óxido
nitroso.
• Quando usado em um ambiente com alterações repentinas da
temperatura.
• Quando usado em um ambiente com umidade excessiva.

Kit sensor de CO2TG-970P Quando o paciente está entubado: utilize o adaptador de vias aéreas.
Este kit é combinado com um sensor para a medição São fornecidos três tipos de adaptadores para o volume de peso
de CO2 e um circuito de medição. e de ventilação de ar do paciente.
YG-211T YG-214T

Sensor de CO2 TG-221T

YG-213T

Volume
do Código de
Adaptador de CO2 JG-970P Tipo Paciente Peso
espaço fornecimento
morto
YG-211T ― 7 kg ou mais 4 ml R805
YG-213T Recém- De 2 a 7 kg 0,5 ml R806
YG-214T nascidos/bebês De 2,5 a 7 kg 1,8 ml R807

8-2-8 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Conexão do kit sensor de CO2 ao desfibrilador


Quando o kit sensor de CO2 do TG-970P estiver Conecte o cabo do kit sensor de CO2 ao conector de CO2.
conectado
NOTA: Apenas um conector CO2 pode ser usado para
Adaptador de vias aéreas monitorar o CO2.
YG-211T, YG-213T ou YG-214T

Sensor de
CO2 TG-221T

Adaptador de CO2 JG-970P

8-2

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-9


8. Monitoração

Aplicação da calibração zero (quando o TG-970P


for utilizado)
Quando utilizar o TG-970P para efetuar a medição pelo método espectroscópico
de onda única, efetue a calibração zero respeitando as condições listadas abaixo.
• Antes de usar
• Uma vez por dia
• Quando o adaptador de vias aéreas é substituído por um novo.
• Quando um tipo diferente de adaptador de vias aéreas é usado.
• Quando a temperatura de funcionamento é alterada.
• Quando a sala de medição é alterada.
Efetue a calibração de acordo com outras condições, além das referidas acima,
conforme necessário.
NOTA • A calibração não poderá ser efetuada nos primeiros 10 segundos
após a conexão do TG-970P ao desfibrilador.
• Se a calibração zero for efetuada quando a apneia for detectada,
o alarme de apneia será redefinido.
• Não há alarmes nos primeiros 30 segundos após a calibração
zero.

Calibração zero
A calibração zero pode ser executada de duas formas: calibração com ar e calibração
com N2 gasoso.
A calibração zero é efetuada na CONFIGURAÇÃO DE CO2 da janela
CONFIGURAÇÃO.
Método de calibração (AR ou N2) podem ser configurados na CONFIGURAÇÃO
DE CO2, em MÉTODO DE CALIBRAÇÃO.

"Método de medição" (p. 8-2-22)

Calibração com AR
Exponha o adaptador de vias aéreas ao ar para a calibração zero.
Calibre com cerca de 0,2 mmHg de CO2 no ar.

Calibração com N2
Introduza gás N2 no adaptador de vias aéreas para a calibração zero.
O método para a introdução do gás N2 no adaptador de vias aéreas difere dependendo
do tipo de cilindro de gás. Consulte o manual fornecido com o cilindro de gás N2.

8-2-10 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Calibração com ar
Exponha o adaptador de vias aéreas ao ar para a calibração zero.

1 Exponha o adaptador de vias aéreas acoplado ao kit sensor de CO2 ao ar.

2 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.

3 Execução da calibração de ar. (calibração zero)


1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item do menu CONFIGURAÇÃO da CONFIGURAÇÃO de CO2.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
CALIBRAR (AR).
Se a configuração for para CALIBRAR (N2), configure o
MÉTODO DE CALIBRAÇÃO para AR.

"Configuração do método de calibração" (p. 8-2-20)

3) Pressione a tecla [OK]. Durante a calibração, "CALIBRAÇÃO ZERO"


Exibido durante a calibração
será exibido. Quando a calibração for completada, a mensagem desaparecerá
e haverá um som "BING bong".
8
Se a calibração falhar, haverá um som "bong BING".

8-2

1) Selecione um item do menu 2) Selecione um item. 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO.

4 Coloque o seletor na posição MONITOR para abrir a tela do monitor.


Após a calibração zero, coloque de novo o adaptador de vias aéreas no circuito
de respiração. O desfibrilador estará configurado no modo de medição de CO2
e iniciará a monitoração de CO2.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-13


8. Monitoração

Calibração com N2 gasoso


Introduza gás N2 no adaptador de vias aéreas para a calibração zero.
NOTA: Para o descarte de N2 gasoso usado, siga as instruções do
distribuidor.

1 Conecte o adaptador de vias aéreas acoplado ao kit sensor de CO2 ao cilindro


de N2 gasoso.

2 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.


3 Efetue a calibração N2. (calibração zero)
1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item do menu CONFIGURAÇÃO da CONFIGURAÇÃO de CO2.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
CALIBRAR (N2).
Se a configuração for para CALIBRAR (AR), configure o
MÉTODO DE CALIBRAÇÃO para "N2".

"Método de medição" (p. 8-2-22)

3) Introduza o N2 gasoso do cilindro de N2 gasoso no adaptador de vias aéreas


Exibido durante a calibração
e então pressione a tecla [OK].
Durante a calibração, "CALIBRAÇÃO ZERO" será exibido. Quando a
calibração for completada, a mensagem desaparecerá e haverá um som
"BING bong".

Se a calibração falhar, haverá um som "bong BING".

1) Selecione um item do menu 2) Selecione um item. 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO.

4 Coloque o seletor na posição MONITOR para abrir a tela do monitor.


Após a calibração zero, coloque de novo o adaptador de vias aéreas no circuito
de respiração. O desfibrilador estará configurado no modo de medição de CO2
e iniciará a monitoração de CO2.

Armazenamento do valor de calibração zero na memória


O valor zero será armazenado na memória do kit sensor de CO2 após a calibração
zero.
Após a calibração zero, se o kit sensor de CO2 estiver conectado através do conector
A memórias é interna. de outro desfibrilador ou o kit sensor que está calibrado em outro desfibrilador
estiver conectado através do conector neste desfibrilador, o valor será exibido
em referência ao valor de calibração zero armazenado na memória do conector.
Nesse caso, este desfibrilador exibirá "NÃO CALIBRADO" para confirmação.

8-2-12 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Início da medição (início da monitoração)


Quando as preparações acima forem completadas, o modo de medição de CO2
e a monitoração serão iniciadas.

CUIDADO
Quando a mensagem "Falha no Adaptador" ou
"Falha no Sensor" for exibida, verifique o kit sensor
de CO2 e substitua-o se necessário. O CO2 não pode
ser monitorado enquanto a mensagem for exibida.

Notas sobre a medição

Medição através do método de ajuste de equilíbrio zero da inspiração


usando TG-900P ou TG-920P

CUIDADO 8
Os kits sensores CO2 TG-900P e TG-920P não
ajustam o valor de medição para compensar uma
pressão atmosférica diferente. Tenha cuidado ao ler
o valor quando usar o kit sensor de CO2 em altitudes 8-2
elevadas porque o valor da medição pode estar
incorreto.

O valor de medição cai 0,13 kPa (1 mmHg) para 5,33 kPa (40 mmHg)
de gás CO2 quando a pressão atmosférica cai 3,3 kPa.
NOTA • O desfibrilador automaticamente calibrará o sensor em intervalos
periódicos.
• Nos seguintes casos, a calibração do sensor é efetuada
automaticamente:
• No momento da ligação da desfibrilação e da primeira respiração do
paciente.
• Quando o adaptador de vias aéreas for removido e conectado novamente.
• Quando a respiração tiver parado por 20 segundos.
• Quando o sinal tiver mudado rapidamente devido à mudança de
temperatura.
• Durante a calibração, o formato de onda de CO2 aparecerá como
um formato de onda calibrado em etapas, mas a frequência de
respiração e o valor de medição não serão afetados.

Medição através do método espectroscópico de onda única usando TG-970P


NOTA: Efetue a calibração do sensor de CO2 respeitando as condições
listadas abaixo.
• Quando o adaptador de vias aéreas é substituído por um novo.
• Quando um tipo diferente de adaptador de vias aéreas é usado.
• Quando a temperatura de funcionamento é alterada.
• Quando a sala de medição é alterada.
• Efetue a calibração de acordo com outras condições, além das
referidas acima, conforme necessário.
Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-13
8. Monitoração

Erro de medição usando agentes anestésicos voláteis


Se o N2O for misturado na inspiração ou houver inalação de alta concentração de
oxigênio, isso afetará a sensibilidade de absorção de infravermelho de CO2,
e a medição poderá estar incorreta.

CUIDADO
Ao usar um aparelho anestésico com um agente
anestésico volátil, a medição de CO2 pode ser
incorreta.

Erro de medição usando agentes anestésicos voláteis

Agentes Erro de medição [mmHg (kPa)]


anestésicos Concentração
voláteis TG-900P TG-920P TG-970P

Halotano 4% + 0,9 (+ 0,12) + 0,6 (+ 0,08) + 0,3 (+ 0,04)


Enflurano 5% + 1,5 (+ 0,20) + 1,5 (+ 0,20) + 0,9 (+ 0,12)
Isoflurano 5% + 1,8 (+ 0,24) + 1,7 (+ 0,23) + 1,7 (+ 0,22)
Sevoflurano 6% + 2,8 (+ 0,37) + 2,7 (+ 0,36) + 2,1 (+ 0,28)
24% + 7,0 (+ 0,93) + 6,6 (+ 0,88) —
Desflurano
15% — — + 2,9 (+ 0,39)

Condição: em pressão atmosférica de 1, 5% (38 mmHg, 5,1 kPa) de mistura gasosa


seca de CO2 e N2

Exemplo de tela
Na tela do monitor, o valor de medição (ETCO2 e frequência de respiração)
e o formato de onda de CO2 serão exibidos.
• A velocidade de varredura do formato de onda de CO2 exibido poderá
ser configurada através da velocidade de varredura de CO2 na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA. Consulte o guia do administrador:
"Configuração do sistema"
• A tecla [GUIA] é ativada se o alarme técnico correspondente à janela
GUIA for gerado. Para abrir a janela GUIA, pressione a tecla [GUIA].
(Consulte p. 8-0-5).

Finalização de
valor de pressão Ícone do
parcial contínuo alarme
de CO2 (ETCO2) desligado

Frequência
respiratória (FR)

Teclas de função
Para várias operações:
(Consulte a Seção 8-0 Formato de onda de CO2 Escala do formato
"Tela do monitor"). de onda de CO2

8-2-14 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Alteração das configurações de CO2


Altere as configurações de monitoração de CO2 na tela CONFIGURAÇÃO DE CO2
na janela CONFIGURAÇÃO.
NOTA: Após alterar as configurações, verifique-as.

Janela de configuração de CO2


A exibição da janela CONFIGURAÇÃO DE CO2 difere dependendo dos itens do
menu.

8-2

Lista de itens de configuração

Item Descrição (Padrão)


Realize a calibração zero. (Consulte p. 8-2-10).
CALIBRAR (AR, N2) A calibração zero poderá ser efetuada apenas ―
quando TG-970P estiver sendo utilizado.
• Limite superior: de 2 a 99,
DESLIGADO
mmHg (De 1,0 a 13,5, DESLIGADO)
ETCO2 Altera o limite superior de alarme para ETCO2.
(kPa)1 • Limite inferior: DESLIGADO,
de 1 a 98
ALARME (DESLIGADO, de 0,5 a 13,0)
CONFIGU-
DE CO2 • Limite superior: de 2 a 150,
RAÇÃO DE
Altera os limites superior e inferior de alarme DESLIGADO
CO2 FR /min
de respiração. • Limite inferior: DESLIGADO,
de 0 a 148
Altera o limite superior de alarme de
APNEIA s De 5 a 40, DESLIGADO
APNEIA.
MÉTODO DE Configure o método de calibração quando
AR, N2
CALIBRAÇÃO o TG-970P for utilizado.

mmHg 0-20, 0-40, 0-80


ESCALA Configura a escala do formato de onda de CO2.
(kPa)1 (0,0-2,5, 0,0-5,5, 0,0-10,5)

1
A unidade poderá ser configurada em unidades de pressão, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-15


8. Monitoração

Exibição da janela de configuração de CO2


1 Coloque o seletor na posição SETUP para abrir a janela CONFIGURAÇÃO.

2 Abra a janela de configuração.


1) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item do menu CONFIGURAÇÃO da CONFIGURAÇÃO de CO2.
2) Pressione a tecla [ ] ou a tecla [ ] para selecionar
um item para configurar.
3) Pressione a tecla [OK] para abrir a janela de configuração. Uma janela
de configuração será exibida na qual o item selecionado na etapa 2) será
destacado.

1) Selecione um item do menu 2) Selecione um item. 3) [OK]


CONFIGURAÇÃO.

3 Altere as configurações, consultando a página correspondente.

4 Coloque o seletor na posição MONITOR para abrir a tela do monitor.

8-2-16 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Alteração das configurações de alarme


Altere os limites superiores/inferiores de alarme para ETCO2, FR (frequência
respiratória), e APNEIA na janela CONFIGURAÇÃO DE CO2.
Como o limite superior/inferior dos alarmes está vinculado às configurações
de CONFIGURAÇÃO DE ALARME na janela CONFIGURAÇÃO, as
configurações em qualquer das janelas são refletidas na outra janela.
Consulte a Seção 9 "Alteração de configurações de limite superior/inferior de
alarmes".

Intervalo de configuração

Item Intervalo de configuração Etapa


De 2 a 99, DESLIGADO
Limite
(de 1,0 a 13,5,
superior 1
mmHg DESLIGADO)
ETCO2
(kPa) 2 (0,5)
Limite DESLIGADO, 1 a 98
inferior (DESLIGADO, 0,5 a 13,0)
ALARME
DE CO2 Limite De 2 a 150,
FR superior DESLIGADO
(frequência /min
Limite
2 8
respiratória) DESLIGADO, 0 a 148
inferior
Limite
APNEIA 1 bpm De 5 a 40, DESLIGADO 5
superior 8-2

1
O alarme de apneia será silenciado se a calibração zero for efetuada ou outro alarme,
como SUBSTITUIR ADAPTADOR, ERRO DO SENSOR, VERIFICAR SENSOR,
for gerado.
2
As unidades poderão ser configuradas em unidades de pressão, na
tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

CUIDADO
Quando o limite do alarme está configurado como
Desligado, não haverá alarmes para esse limite.
Tenha cuidado quando configurar o limite de alarme
como Desligado.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-17


8. Monitoração

Alteração das configurações de alarme


Acesse a janela CONFIGURAÇÃO DE CO2 para alterar as configurações.

Para abrir a janela


1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE CO2 na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione ALARME DE CO2 e pressione a tecla [OK].
"Exibição da janela de configuração de CO2" (p. 8-2-16)

1 Altere os limites superiores/inferiores de alarme.


1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar um
item para configurar.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para alterar a configuração de limite
superior/inferior.
NOTA: Se o limite superior estiver configurado como mais
baixo que o limite inferior, o limite inferior será diminuído
automaticamente. Da mesma forma, se o limite inferior
estiver configurado como mais alto que o limite superior,
o limite superior será aumentado automaticamente. Porém,
eles não serão configurados como "DESLIGADO".
Para desligar o limite superior/inferior do alarme, pressione as teclas
[↓] ou [↑] para configurar um valor fora do intervalo de configuração.
A configuração do limite superior ou inferior então mudará para
"DESLIGADO".
O cursor será colocado no item selecionado.
Valor de medição
O valor atual de
medição será exibido.
Limite superior

Posição do valor
atual de medição

Limite inferior

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.


Se a tecla for pressionada O valor configurado será aumentado ou
e mantida, o cursor será diminuído em 1 etapa.
movido consecutivamente. Se a tecla for pressionada e mantida,
a configuração mudará constantemente.

2 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

8-2-18 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Configuração do MÉTODO DE CALIBRAÇÃO e da


ESCALA
Na janela CONFIGURAÇÃO DE CO2, você poderá configurar o método de
calibração zero e a escala para o formato de onda de CO2.

Intervalo de configuração
Item Intervalo de configuração
MÉTODO DE
AR, N2
CALIBRAÇÃO
0-20, 0-40, 0-80
ESCALA mmHg (kPa)1
(0,0-2,5, 0,0-5,5, 0,0-10,5)

1
As unidades poderão ser configuradas em unidades de pressão, na
tela CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Configuração do MÉTODO DE CALIBRAÇÃO e da ESCALA


Ative a janela CONFIGURAÇÃO DE CO2 na janela CONFIGURAÇÃO e configure
o método de calibração zero e a escala para o formato de onda de CO2. 8
Para abrir a janela
1) Selecione CONFIGURAÇÃO DE CO2 na janela CONFIGURAÇÃO.
2) Selecione MÉTODO DE CALIBRAÇÃO ou ESCALA e então pressione 8-2
a tecla [OK].
"Exibição da janela de configuração de CO2" (p. 8-2-16)

1 Altere as configurações de cada item.


1) Pressione a tecla [VOLTAR] ou a tecla [PRÓXIMO] para selecionar um
item para configurar.
2) Pressione a tecla [↓] ou a tecla [↑] para configurar o item.

O cursor será colocado no item selecionado.


A configuração será destacada.

1) Selecione um item. 2) Altere a configuração.

2 Pressione a tecla [MENU] para voltar à janela CONFIGURAÇÃO.

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-19


8. Monitoração

Configuração do método de calibração


Configure o método de calibração quando o TG-970P for utilizado.

"Aplicação da calibração zero (quando o TG-970P for utilizado)" (p. 8-2-10)

Configurações:
• AR: exponha o adaptador de vias aéreas ao ar para a calibração zero.
• N2: introduza N2 gasoso no adaptador de vias aéreas para a calibração
zero.

Configuração da escala
Configura a escala do formato de onda de CO2.
As unidades poderão ser configuradas em unidades de pressão, na tela
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA.

Guia do administrador: "Configuração do sistema"

Configurações:
• Exibição de mmHg: 0-20, 0-40, 0-80
• Exibição de kPa: 0,0-2,5, 0,0-5,5, 0,0-10,5

8-2-20 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Inspeção da precisão da medição

Inspeção diária da precisão da medição


Efetue a inspeção diária da precisão da medição usando sua própria respiração.
Coloque a extremidade mais larga do adaptador de vias aéreas (lado para conectar
à máscara do paciente e ao tubo traqueal) na boca e, depois de estabilizar a respiração,
respire da mesma forma que respira no estado de repouso, a uma frequência
de 5 segundos por respiração (12 respirações/minuto).
Respirar excessivamente rápido ou excessivamente fundo irá desativar as medições
padrão.
A concentração de ETCO2 padrão é de 40 mmHg (5,3 kPa). Verifique se
a concentração de gás CO2 está entre 35 e 45 mmHg (de 4,7 a 6,0 kPa).

Inspeção da precisão da medição (método preciso)


Se houver a suspeita de erro de medição de CO2, verifique a precisão da medição,
utilizando o gás para a calibração da sensibilidade. Verifique a precisão da medição
a cada meio ano para obter uma precisão de medição estável. 8
Para detalhes sobre inspeção, consulte o manual de serviço.

8-2

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-21


8. Monitoração

Método de medição
O método de absorção infravermelha possui dois métodos (método principal
e método secundário), dependendo do método de amostragem da expiração. Neste
desfibrilador, o CO2 é medido com o método principal, que mede o CO2 ao conectar
o sensor diretamente ao circuito de respiração, à boca ou cavidade nasal do paciente.
Método de absorção infravermelha
O CO2 gasoso absorve infravermelho de 4,3 μm. Usando essa característica,
o método de absorção de infravermelho mede a pressão parcial de CO2.

Méritos e limitações
O método principal de medição de CO2 possui os seguintes méritos e limitações
em comparação com o método secundário.
Compreenda estes pontos ao efetuar as medições.

• Sem atraso no tempo de medição.


• Estabilidade na medição por um longo período de tempo.
Méritos
• Poucos problemas de medição por conta da mistura com gotas de água
(quando o TG-970P estiver sendo utilizado).
• O volume de espaço morto é relativamente grande.
• Este método não pode ser aplicado em pacientes não-entubados
Limitações (quando o TG-900P ou TG-970P estiverem sendo utilizados).
• Devido ao peso do kit sensor de CO2 TG-900P, a carga é facilmente
imposta ao tubo traqueal.

Princípios
O kit sensor do método principal de CO2 é classificado em dois tipos, como descrito
abaixo, baseado no método de absorção infravermelha.

Método de ajustamento de balanço de inspiração zero


(método semiquantitativo): kit sensor de CO2 TG-920P ou
TG-900P
A pressão parcial do CO2 gasoso é calculada a partir da proporção de absorção de
infravermelho de CO2 expirado e da proporção de inspiração sem CO2 gasoso.
A concentração de CO2 na inspiração supostamente é de 0 mmHg.
A calibração zero não é solicitada.

"Erro na medição ao medir através do método de ajustamento de balanço


de inspiração zero" (na próxima página)

Método espectroscópico de onda única (método


quantitativo): kit sensor de CO2 TG-970P
O infravermelho transmitido do adaptador de vias aéreas será dividido em dois, e
a pressão parcial de CO2 gasoso na expiração será calculada a partir da proporção
de absorção de infravermelho de CO2 e baseará a absorção de infravermelho.
Isso é adequado para o nebulizador ou o umidificador. Se CO2 gasoso for misturado
na inspiração, medições precisas poderão ser realizadas.

8-2-22 Manual do Operador Série TEC-5600


8-2. Monitoração de CO2

Erro na medição ao medir através do método de ajustamento de


balanço de inspiração zero
Com o TG-920P ou TG-900P, as medidas são baseadas no pressuposto de que
a inspiração não contém CO2 gasoso. (calculadas com base na inspiração de 0 mmHg:
método de ajustamento de balanço de inspiração zero)
Se CO2 gasoso for misturado durante a inspiração, os valores medidos poderão ser
mais baixos que o normal, uma vez que o CO2 gasoso é pressuposto como zero.
• Quando TG-900P ou TG-920P forem utilizados • Quando TG-920P e a máscara de oxigênio forem utilizadas

AVISO CUIDADO
Com o kit sensor de CO2 TG-900P ou TG-920P, as Com o kit sensor de CO2 TG-920P, as medições
medições são baseadas na suposição de que não são baseadas na suposição de que o gás CO2
há gás CO2 na inspiração. A concentração de CO2 encontra-se na inspiração. A concentração de CO2
na respiração é calculada considerando-se que a na respiração é calculada considerando-se que
concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg. a concentração de CO2 na inspiração é de 0 mmHg
Portanto, medir o CO2 conectando o kit sensor de (0 kPa). Portanto, medir o CO2 de um paciente com
CO2 a um circuito Jackson Rees, Mapleson D ou uma máscara de oxigênio em que possa haver gás
outro circuito respiratório em que possa existir CO2 CO2 no gás de inspiração pode resultar na
aquisição de dados com valores inferiores aos reais.
durante a inspiração, pode resultar na aquisição de
dados com valores inferiores aos reais.
8
Quando o CO2 estiver misturado na inspiração

Formato de onda de CO2 real


mmHg
Formato de onda de CO2 exibido 8-2
mmHg
80 80

O valor medido se torna mais baixo.

CO2 misturado
na inspiração
0 0

Erro de medição quando o CO2 estiver misturado na inspiração


ETCO2 (mmHg)
0 10 20 30 40 50 60 70 80
10

0
Erro (mmHg)

10

15

20

25
CO2 misturado na inspiração
1 mmHg
2 mmHg
4 mmHg
8 mmHg

Manual do Operador Série TEC-5600 8-2-23


8. Monitoração

8-2-24 Manual do Operador Série TEC-5600


8-3 Monitoração de
SpO2

Introdução ................................................................... 8-3-2


Procedimentos de medição ....................................................... 8-3-3
Seleção de um oxímetro ............................................. 8-3-4
Tipos de oxímetros ..................................................................... 8-3-4
Oxímetros reutilizáveis .......................................................... 8-3-4
Oxímetros descartáveis ......................................................... 8-3-5 8
Conecte o oxímetro ao desfibrilador ........................... 8-3-6
Fixação do oxímetro no paciente ................................ 8-3-6
Início da medição (início da monitoração)................... 8-3-7 8-3
Exemplo de tela ......................................................................... 8-3-7
Alteração das configurações de SpO2......................... 8-3-8
Janela de configuração de SpO2 ........................................... 8-3-8
Lista de itens de configuração ................................................... 8-3-8
Exibição da janela de configuração de SpO2............................. 8-3-9
Alteração das configurações de alarme .................... 8-3-10
Intervalo de configuração .................................................... 8-3-10
Alteração das configurações de alarme ................................... 8-3-11
Alteração das configurações de monitoração ........... 8-3-12
Intervalo de configuração .................................................... 8-3-12
Alteração dos itens .................................................................. 8-3-12
Seleção da fonte de sincronização de SpO2 ....................... 8-3-13
Seleção do tom de sincronização para SpO2 ...................... 8-3-13
Definição da sensibilidade da onda de pulso ...................... 8-3-14
Configuração da sensibilidade para a medição do
valor de SpO2 ....................................................................... 8-3-14
8. Monitoração

Introdução
Para monitorar SpO2, fixe um oxímetro no paciente e conecte-o por meio do
conector SpO2. Realize a medição da onda de pulso e o valor de SpO2.

AVISO AVISO
• Ao usar o oxímetro TL-201T, não aperte o A medição de SpO2 pode ser incorreta nos seguintes
oxímetro e o cabo no dedo com fita. Isso pode casos.
causar queimaduras, congestão ou necrose por • Se a carboxihemoglobina ou metahemoglobina
pressão provocada por uma circulação sanguínea do paciente aumentar anormalmente.
insuficiente. • Se for injetado corante no sangue.
• Ao usar outros oxímetros para além do TL-201T, • Se for usada uma unidade eletrocirúrgica.
não aperte excessivamente a fita para não • Durante o RCP.
causar má circulação. Verifique o estado da • Se a medição for efetuada em um local com pulso
circulação sanguínea, observando a cor da pele venoso.
e a congestão na área da pele periférica em • Quando existir movimento do corpo.
relação ao local de fixação do oxímetro. Mesmo • Quando a onda de pulso for pequena (circulação
na monitoração a curto prazo, pode ocorrer periférica insuficiente).
queimadura ou necrose por pressão provocadas
por uma circulação sanguínea insuficiente,
sobretudo em recém-nascidos ou bebês com baixo AVISO
peso ao nascimento cuja pele seja delicada. Quando você não estiver monitorando SpO2,
Não é possível efetuar uma medição exata em desconecte o cabo de conexão de SpO2 da unidade
locais com uma circulação periférica insuficiente.
de entrada. Caso contrário, o ruído do sensor do
oxímetro poderá interferir, exibindo dados incorretos
na tela.
AVISO
Verifique o estado da circulação, observando a cor
da pele no local da medição e o formato de onda de AVISO
pulso. Altere o local da medição a cada 8 horas para Ao monitorar o SpO2 de um paciente que esteja
os oxímetros descartáveis e a cada 4 horas para os recebendo terapia fotodinâmica, a luz do sensor
oxímetros reutilizáveis (a cada 8 horas para os do oxímetro pode causar queimaduras. Na terapia
oxímetros TL-630T3 ou TL-631T3). A temperatura fotodinâmica, é usado um agente fotossensibilizante
da pele pode aumentar no local da fixação em 2 cujo efeito adverso é a fotossensibilidade.
ou 3°C (4 ou 5 °F), e causar queimaduras ou
necrose por pressão. Ao usar o oxímetro nos
O oxímetro de SpO2 possui duas extensões de onda com picos no
seguintes pacientes, tenha bastante cuidado e altere intervalo entre 650 nm e 950 nm. A intensidade de luz máxima é
o local da medição com mais frequência, segundo inferior a 5,5 mW/sr.
os sintomas e o grau.
• Paciente com febre
• Paciente com circulação periférica insuficiente CUIDADO
• Recém-nascido ou criança com baixo peso ao Desligue telefones celulares, pequenos dispositivos
nascimento e com pele delicada sem fio e outros aparelhos que produzam fortes
interferências eletromagnéticas em torno do paciente
(exceto os dispositivos permitidos pelo administrador
CUIDADO do hospital). Ondas de rádio de aparelhos tais como
Quando um paciente estiver sob medicação que telefones celulares ou pequenos dispositivos sem
cause vasodilatação, o formato de onda de pulso fio podem ser confundidas com ondas de pulso e
pode ser alterado e, em casos raros, o valor de provocar a incorreção dos dados exibidos.
SpO2 poderá não ser exibido.

CUIDADO
A iluminação externa normal não afeta a monitoração,
mas a iluminação forte, como a luz cirúrgica ou a
luz solar, pode afetar a monitoração. Se afetar, cubra
o local da medição com um cobertor.

8-3-2 Manual do Operador Série TEC-5600


8-3. Monitoração de SpO2

Procedimentos de medição
Selecione o oxímetro.

1 Consulte p. 8-3-4.

Conecte o oxímetro ao desfibrilador.


Conecte o oxímetro ao conector de SpO2 no desfibrilador
por meio do cabo de conexão de SpO2.

2 Consulte p. 8-3-6.

Fixe o oxímetro no paciente.

8
3 Consulte p. 8-3-6.

8-3
Inicie a medição (início da monitoração)
4 Quando os procedimentos acima estiverem completos, o desfibrilador será configurado em
estado de medição de SpO2 e a monitoração terá início.
Consulte p. 8-3-7.

Configure a sensibilidade de onda de pulso.