You are on page 1of 4

1 O QUE É O MERCADO?

Quando se trata de tomar decisões estratégicas que podem causar um


impacto muito grande dentro de uma organização, modificando sua forma de atuação,
produtos oferecidos, pessoas que nela trabalham, precisamos interligar essas
decisões com fatores providos do mercado.

O mercado é um ambiente, físico ou virtual, onde vendedores oferecem seus


produtos e/ou serviços a fim de realizar transações de valor com compradores
dispostos a adquirir os produtos e serviços, ocorrendo uma troca de valor entre esses
indivíduos - processo este que envolve a busca pelo atendimento de necessidades,
desejos e demanda.

De acordo com Kotler (2012, p. 6):

[..] é comum os profissionais de marketing usarem o termo mercado para


abranger vários agrupamentos de clientes. Eles consideram os vendedores
como o setor produtivo e os compradores como o mercado. Por exemplo,
falam em mercados de necessidades (o mercado das pessoas que querem
emagrecer), mercados de produtos (o mercado de calçados), mercados
demográficos (o mercado jovem) e mercados geográficos (o mercado
chinês); podem também expandir o conceito para cobrir outros mercados,
como o mercado de eleitores, o mercado de trabalho e o mercado dos
doadores.

O processo que ocorre dentro de um mercado é basicamente composto por:


fornecedores que possuem a matéria-prima e/ou materiais necessários para que os
fabricantes possam produzir os produtos planejados, que alocam para intermediários
(distribuidores ou varejistas), para que estes vendam os produtos e serviços para o
cliente final. O cliente final é o que move todo o sistema mercadológico. Se o mercado
não identifica a real necessidade desse cliente, não haverá interesse por parte do
cliente em adquirir os produtos e serviços que o mercado oferecer, e se não há oferta
que satisfaça essa demanda, a economia e as empresas podem entrar em estado de
declínio em se tratando de receitas.
2 PRINCIPAIS MERCADOS EXISTENTES

Os principais tipos de mercados presentes atualmente são: mercado


consumidor, mercado organizacional, mercado global, mercado sem fins lucrativos e
governamentais.

Mercado consumidor: nesse tipo de mercado predomina os produtos de


consumo em massa. As empresas disputam entre si status de superioridade em
relação uns aos outros, em busca da preferência da escolha por parte dos
consumidores. Essas empresas investem em qualidade superior e adoção de
características diferenciadas em seus produtos, equipes de vendas atenciosas e
prontas para atender as solicitações dos clientes, além de investir em um
relacionamento a longo prazo com os clientes, com objetivo de tornar o consumidor
fiel aos produtos ofertados pela empresa.

Mercado organizacional: também conhecido no contexto empresarial como


Business-to-business, o mercado organizacional estabelece relações comerciais
entre empresas. Em geral, as empresas adquirem produtos e serviços de outras
empresas com a finalidade de produzir outros produtos e serviços, ou seja, nesse
mercado ocorre uma troca mútua entre as empresas visando aumentar seus
resultados em vendas e, consequentemente, na lucratividade. Os indivíduos que
negociam nesse mercado são mais preparados tecnicamente, tendo o conhecimento
prévio daquilo que querem comprar e o do porque comprar.

Mercado global: nos dias atuais, atuar em um espaço geográfico limitado


tornou-se um fator de risco para as empresas. É preciso expandir sua área de atuação,
comercializando produtos fora do país e até mesmo em outro continente distante da
região onde a matriz da empresa está localizada. Esse tipo de estratégia requer
estudos do mercado em que a empresa deseja entrar, analisando as características
dos consumidores, cultura local, concorrentes, sistema político e econômico adotado
na região, e política monetária utilizada.

Mercado sem fins lucrativos: nesse tipo de mercado estão presentes


organizações que não possuem como objetivo a lucratividade através de suas
operações. Exemplos de organizações atuantes nesse mercado são as ONGs,
instituições religiosas, universidades e órgãos públicos. Entre as principais
características desse mercado é o poder de compra limitado e a possibilidade
comercialização de determinados produtos e serviços para determinada organização
sendo feita através da aprovação em processos licitatórios.
REFERÊNCIAS

KOTLER, Philip. Administração de marketing. Tradução Sônia Midori Yamamoto.


Revisão técnica Edson Crescitelli. 14. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil,
2012.

STECCA, F.L.P.A.; ÁVILA, L.V. Gestão de marketing. Santa Maria: Universidade


Federal de Santa Maria, Colégio Politécnico, 2015.