You are on page 1of 4

O advérbio

Morfologia do advérbio

Pressupostos: os advérbios são palavras invariáveis que não apresentam marcas de


flexão de concordância em número e género.

Objectivos: Reconhecer a invariabilidade do advérbio.


Distinguir advérbio de adjectivo e de nome/substantivo homónimos.

Actividade: Identificação da classe advérbio

1-Coloca as frases a) e c) no plural, completando as alíneas b) e d).

a) O professor é alto.
b) ………………………….
c) O professor fala alto.
d) …………………………..

1.1- Observando e comparando as frases que transformaste (alíneas a e c) com as que


produziste (alíneas b e d), a que conclusão chegas em relação à palavra “alto”?

2- Repara agora nas seguintes frases:

e) As professoras são altas.


f) As professoras falam alto.

2.1- Em que caso a palavra “alto” variou? Explicita que tipo de alterações a
palavra sofreu.
2.2- Sabendo que a palavra “alto” em c) e em f) é um advérbio, qual é a
particularidade dessa classe que é posta em destaque por este exercício?

3- Verifica agora se a tua conclusão está correcta, sublinhando os advérbios presentes


nas seguintes frases:

g) O João corre mal.


h) O João e o Pedro correm mal.
i) Portugal está mal; padece de um mal: o défice.
j) Portugal está mal: padece de vários males.
k) O João é rápido e gosta de correr rápido.
l) O João fala bem e diz que só tem um bem na vida, a sua família.
m) O João é baixo e gosta de falar baixo.
Pressupostos: os advérbios não formam uma classe homogénea do ponto de vista
morfológico; a fonte mais produtiva dos advérbios é a derivação por meio do sufixo
-mente, o qual forma um advérbio tendo como base um adjectivo feminino.

Objectivos: Formar advérbios em –mente, a partir de bases adjectivais.


Conhecer regras de acentuação.

Actividade: Construção de palavras formadas com o sufixo adverbial -mente

1. Forma advérbios, de acordo com o exemplo dado:

Adjectivo masculino Adjectivo feminino Advérbio


ingénuo ingénua ingenuamente
lógico
prático
seguro
económico
silencioso
calmo

2. Forma agora advérbios, tendo como base os seguintes adjectivos:


2.1. Prudente
2.2. Feliz
2.3. Veloz

3. A que conclusão chegas quanto à formação do advérbio terminado em – mente?

Conclusões:

 Os advérbios terminados em –mente formam-se


juntando à palavra base o sufixo –mente (palavra
derivada por sufixação);
 As palavras formadas com o sufixo –mente não
são assinaladas ortograficamente com acento.
Pressupostos: Apenas os advérbios terminados em –mente apresentam regularidade
morfológica e alguns podem variar em grau.

Objectivos: Conhecer as variações em grau da classe advérbio (regulares e irregulares).

Actividade: Construção de frases com os diferentes graus de variação do advérbio

Graus dos advérbios:


-grau comparativo de superioridade:

 Os operários construíram os pavilhões mais demoradamente do que


as oficinas.

- grau comparativo de inferioridade:

 Os operários construíram os pavilhões menos demoradamente do que


as oficinas.

- grau comparativo de igualdade:

 Os operários construíram os pavilhões tão demoradamente quanto as


oficinas.

- grau superlativo absoluto analítico:

 Os operários construíram os pavilhões muito demoradamente.

- formas irregulares de variação em grau:

Formas comparativas

 bem- melhor
 mal - pior

Formas superlativas

 bem – optimamente
 mal – pessimamente

Confronte-se com:
*Os operários construíram os pavilhões tão já quanto as oficinas.
* Os operários construíram os pavilhões muito primeiramente.
Aplicação:

1. Para cada sequência, sublinha a palavra que é um advérbio variável em grau:

1.1. hoje / além/ mal


1.2. já / apressadamente/ jamais
1.3. então / nunca / frequentemente
1.4. antigamente / seguidamente /calmamente
1.5. conscientemente /presentemente /ultimamente
1.6. primeiramente /pausadamente/ ali
1.7. agradavelmente / jamais / não
1.8. violentamente / assim / inclusivamente

2. Selecciona um dos advérbios e constrói uma fase no superlativo absoluto analítico:

3. Preenche, agora, os espaços com advérbios no grau comparativo ou superlativo:

a) O João escreve mal, mas o Pedro ainda escreve…………………………


b) A Joana não estudou nada para o teste e, por isso, correu-lhe ………………..
c) Na visita de estudo, senti uma ligeira indisposição, mas agora estou…………….
d) O António treinou para o jogo e por isso jogou……………………………..

4. Substitui o advérbio do exemplo “Os operários construíram os pavilhões muito


demoradamente” por outro de sentido oposto:

Conclusão: nem todos os advérbios terminados em –mente variam em


grau e alguns têm formas irregulares

5. Da lista anterior, considera o advérbio “primeiramente”. Que ideia te transmite?