You are on page 1of 2

Desenvolver estrutura e

flexibilidade em sua espera de


arco
10 DE JULHO DE 2018

De Scott Flavin

M quaisquer músicos de cordas passam a maior parte do seu tempo e esforço trabalhando em questões da
mão esquerda (entonação, mudando, e vibrato), enquanto dedicando menos atenção ao seu braço do arco,
arco espera e tom. No entanto, a consciência do braço do arco é a chave para melhorar o tom e a técnica - e
tudo começa com o arco. Além de apoiar a proa, o arco de proa transmite energia e peso do braço do arco
para a corda, e permite que uma variedade de traços de arco e cores surjam em seu jogo.

Quando se trata de segurar o arco, existem duas grandes “verdades” que aparentemente estão em desacordo:
uma, você deve manter uma estrutura consistente para o seu arco; e dois, deve ser flexível. Alcançar esse
equilíbrio entre estrutura e flexibilidade ajudará você a obter um som melhor com uma variedade maior de
traços de arco e maior facilidade física.

Estrutura

Um arco estruturado irá melhorar a qualidade do seu tom, bem como reduzir a tensão na mão direita. A fim
de promover uma estrutura consistente, você deve lembrar que cada dedo da mão direita tem um papel a
desempenhar no apoio do arco.

1. Polegar e segundo dedo Estruturalmente unidos, esses dedos formam o núcleo do arco. O ponto de
contato desses dígitos também funciona como um ponto de giro, ou "dobradiça", quando você altera a
direção do arco.

2. Dedo indicador Este dedo cria a maior conexão entre o braço e a proa e pode ser usado para adicionar
peso ao bastão, equalizando o tom do sapo até a ponta.

3. Terceiro dedo (anel) Em contato com o lado do sapo, o terceiro dedo estabelece o controle lateral e
reforça a conexão entre o braço e o arco.

4. Quarto dedo (mindinho) Abaixo do ponto de equilíbrio, o mindinho ajuda a suportar o peso do arco
para evitar o peso excessivo na corda (e a aspereza do tom).

Exercícios Estruturais
Seja consciente de cada um dos seus dedos da mão direita enquanto joga em toda a extensão do arco, através
de todas as variedades de traços de arco. Cuidado com o levantamento dos dedos ou a mudança de posição
na proa.

1. Arco de 5 minutos de Gingold Josef Gingold era um mestre em jogar uma proa de cinco minutos de
duração! Tenha em mente que isso não soa tão bem, mas não é sobre tom, é sobre controle. Suba
pacientemente até cinco minutos - você pode ter que começar com um arco de duração muito menor. Este
exercício reforça uma maior sensibilidade ao papel de cada dedo.

2. Longos arcos no ar Segurando o arco na posição de jogar acima da corda, mas o mais próximo possível
da corda, faça arcos inteiros para baixo e para cima, o mais lentamente possível. Praticado por alguns
minutos diariamente, com o tempo você notará maior força e controle em seu arco.

Flexibilidade

A flexibilidade dos dedos da mão direita é tão importante; quando os dedos agem como “amortecedores”,
você é mais capaz de criar um tom consistente e grosso, e os golpes de arco fora da corda (spiccato, sautillé)
melhoram. A analogia clássica de ver seus dedos como cerdas em um pincel é válida: se você tentar pintar
com um pincel rígido, terá uma cobertura muito fraca se comparada a um pincel flexível.

Um conceito importante a ser entendido ao lidar com a flexibilidade do arco é que, quando você joga, você
está puxando o arco, não o empurrando - a afirmação “você não pode empurrar uma corda” se aplica
absolutamente. Isso significa que, no arco de baixo, o peso do braço da proa vai para o dedo mindinho, e
para cima, para o dedo indicador.

Uma ótima maneira de experimentar isso é segurar o arco com firmeza no meio do bastão com a mão
esquerda e tentar puxar o arco para fora da sua mão com o arco da mão direita. Puxe o arco para baixo e
observe o peso indo para o dedo mindinho, enquanto o índice parece mais leve; Em seguida, puxe o arco
para cima e sinta o peso indo para o índice, com o dedo mindinho sentindo-se leve e passivo. A mudança de
peso do arco para baixo para cima, gira os pivôs no segundo dedo e no polegar.

Exercícios de flexibilidade

Cultive uma sensação de fluidez nos dedos e na mão. Observe sua mão direita em um espelho, certificando-
se de que ela é flexível e solta.

1. Flexões de arco Segure um lápis com o arco e segure o lápis na palma da mão, curvando os dedos e
soltando. Repita, segurando o arco.

2. Collé Com o arco na corda, mova o bastão usando apenas os dedos (sem braço, sem pulso). Com a
prática, seu controle e amplitude de movimento irão melhorar.