You are on page 1of 14

13/04/19 CAPA

13/04/19 REPORTAGEM

“O amigo do amigo de meu pai”

Em documento a que Crusoé tramitam na Justiça Federal de mensagens foi enviada pelo
teve acesso, o empreiteiro Marcelo Curitiba. As nove páginas trazem empreiteiro em 13 de julho de 2007
Odebrecht revela à Lava Jato o esclarecimentos que a Polícia a dois altos executivos da
codinome usado para se referir a Federal havia pedido a ele, a partir Odebrecht, Irineu Berardi Meireles
Dias Toffoli na empreiteira de uma série de mensagens e Adriano Sá de Seixas Maia. O
eletrônicas entregues no curso de sua texto, como os de centenas de outras
Rodrigo Rangel delação premiada. e-mails que os executivos da
Mateus Coutinho empreiteira trocavam no auge do
No primeiro item, Marcelo esquema descoberto pela Lava Jato,
Na última terça-feira, um Odebrecht responde a uma tinha uma dose de mistério.
documento explosivo enviado pelo indagação da Polícia Federal acerca
empreiteiro-delator Marcelo de codinomes que aparecem em e- Marcelo Odebrecht pergunta aos
Odebrecht foi juntado a um dos mails cujo teor ainda hoje é objeto dois: “Afinal vocês fecharam com o
processos da Lava Jato que de investigação. A primeira dessas amigo do amigo do meu pai?”. É
13/04/19

Adriano Maia quem responde, restante da pena em regime caso podem ser fornecidos à Lava
pouco mais de duas horas depois: domiciliar, foi surpreendente. Jato pelo próprio Adriano Maia. “A
“Em curso”. A conversa foi incluída Escreveu Marcelo Odebrecht no natureza e o conteúdo dessas
no rol de esclarecimentos solicitados documento enviado esta semana à tratativas, porém, só podem ser
a Marcelo Odebrecht. Eles queriam Lava Jato: “(A mensagem) Refere- devidamente esclarecidos por
saber, entre outras coisas, quem é o se a tratativas que Adriano Maia Adriano Maia, que as conduziu”,
tal ”amigo do amigo do meu pai”. E tinha com a AGU sobre temas afirmou no documento, obtido por
pediram que Marcelo explicasse, envolvendo as hidrelétricas do Rio Crusoé.
“com o detalhamento possível”, os Madeira. ‘Amigo do amigo de meu
“assuntos lícitos e ilícitos tratados, pai’ se refere a José Antonio Dias Adriano Maia se desligou da
assim como identificação de Toffoli”. AGU é a Advocacia-Geral Odebrecht em 2018, depois do
eventuais codinomes”. da União. Dias Toffoli era o turbilhão que engoliu a empreiteira.
advogado-geral em 2007. Ex-diretor jurídico da construtora,
A resposta do empreiteiro, que seu nome já havia aparecido nos
após passar uma longa temporada na O empreiteiro prossegue, depoimentos da delação premiada
prisão em Curitiba agora cumpre o acrescentando que mais detalhes do de Marcelo Odebrecht. Ele é citado
13/04/19
como conhecedor dos negócios
ilícitos da empresa. O empreiteiro diz
que Adriano Maia sabia, por
exemplo, do pagamento de propinas
para aprovar em Brasília medidas
provisórias de interesse da
Odebrecht. Ele menciona, entre os
casos, a MP que resultou no
chamado “Refis da Crise” e permitiu
a renegociação de dívidas bilionárias
após acertos pouco ortodoxos com
os ex-ministros Guido Mantega e
Antonio Palocci.

Adriano Maia também aparece


em outras trocas de mensagens com
Marcelo Odebrecht que já
constavam nos inquéritos da Lava
Jato. Em uma delas, também de
2007, Odebrecht o orienta a há por trás dos e-mails – e dos Demorou pouco mais de um ano
estreitar relações com Dias Toffoli na codinomes que, agora, a partir dos para que os investigadores
Advocacia-Geral da União. Àquela esclarecimentos de Marcelo colocassem no papel, pela primeira
altura, a Odebrecht tinha interesse, Odebrecht, são conhecidos. vez, que o “amigo de meu pai” a que
juntamente com outras construtoras Marcelo costumava se referir era
parceiras, em vencer a licitação para A menção a Dias Toffoli Lula – o ex-presidente conhecia
construção e operação da usina despertou, obviamente, a atenção Emílioo Odebrecht desde os tempos
hidrelétrica de Santo Antônio, no rio dos investigadores de Curitiba. Uma em que era sindicalista. As
Madeira. Na AGU, Toffoli havia cópia do material foi remetida à mensagens passaram a fazer ainda
montado uma força-tarefa com mais procuradora-geral da República, mais sentido depois. Elas quase
de uma centena de funcionários para Raquel Dodge, para que ela avalie sempre tratavam de assuntos
responder, na Justiça, às ações que se é o caso ou não de abrir uma relacionados ao petista.
envolviam o leilão. frente de investigação sobre o
ministro – por integrar a Suprema Se havia a certeza de que o
Havia um esforço grande do Corte, ele tem foro privilegiado e só “amigo de meu pai” era Lula, ainda
governo para dar partida às obras. pode ser investigado pela PGR. era um enigma quem seria o tal
O leilão para a construção da usina “amigo do amigo de meu pai”. Sabia-
de Santo Antônio foi realizado em Os codinomes relacionados às se que, provavelmente, era alguém
dezembro de 2007, cinco meses amizades de Marcelo e do pai dele, próximo a Lula. Mas faltavam
após a mensagem em que Marcelo Emílio Odebrecht, já apareciam nas elementos para cravar o “dono” do
Odebrecht pergunta aos dois primeiras mensagens da empreiteira codinome e, assim, tentar avançar na
subordinados se eles “fecharam com às quais a Polícia Federal teve apuração. A alternativa que restava
o amigo do amigo de meu pai”. A acesso, ainda na 14ª fase da Lava era, evidentemente, perguntar ao
disputa foi vencida pelo consórcio Jato, deflagrada em junho de 2015. próprio Marcelo Odebrecht. E assim
formado por Odebrecht, Furnas, No material, havia referências foi feito.
Andrade Gutierrez e Cemig. A Lava frequentes a “amigo”, “amigo de meu
Jato trabalha para destrinchar o que pai” e “amigo de EO”. Há fundadas razões, como se diz
13/04/19
no jargão jurídico, para Dias Toffoli amazônica – projetos que, na vista, àquela altura, como um
ser tratado por Marcelo Odebrecht ocasião, eram tratados por Brasília empecilho aos projetos da
como “amigo do amigo de meu pai” com grande prioridade e que, como Odebrecht na área de energia na
– amigo de Lula, portanto. O atual a Lava Jato descobriria mais tarde, região norte do país. As mensagens
presidente do Supremo foi, durante viraram uma fonte generosa de trazem, ainda, referências aos
anos a fio, advogado do PT. Com a propinas para a cúpula petista. pedidos de propina relacionados aos
chegada de Lula ao poder, ascendeu leilões, que chegavam por intermédio
juntamente com os companheiros. Ao explicar uma das mensagens, de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro
Sempre manteve ótima relação com Marcelo Odebrecht volta a envolver do PT.
o agora ex-presidente, que está o ex-presidente Lula diretamente nas
preso em Curitiba. controversas negociações com a Com as respostas do empreiteiro-
companhia. Ao se referir à decisão delator, a Lava Jato deverá dar mais
Em 2003, Dias Toffoli foi da empresa de abrir mão de um um passo nas investigações sobre os
escolhido para ser o subchefe de contrato de exclusividade com seus leilões das hidrelétricas. Uma das
assuntos jurídicos da Casa Civil. fornecedores no processo de frentes de apuração, que mira a
Naquele tempo, o ministro era José licitação da usina de Santo Antônio, construção da usina de Belo Monte,
Dirceu. Toffoli ocupou o posto até Marcelo afirma que a medida foi já está avançada. Quanto à menção
julho de 2005. Em 2007, foi adotada a partir de uma conversa de Marcelo Odebrecht a Dias
nomeado por Lula chefe da privada entre Lula e Emílio Toffoli, não se sabe, até aqui, se a
Advocacia-Geral da União, um dos Odebrecht. Procuradoria-Geral da República
cargos mais prestigiosos da máquina pedirá algum tipo de esclarecimento
federal. Em 2009, deu mais um salto Diz ele: “Esta negociação foi feita ao ministro antes de decidir o que
na carreira: Lula o escolheu para uma entre Emílio Odebrecht e o fazer. Como advogado-geral da
das onze vagas de ministro do presidente Lula (‘amigo de meu pai’) União, Toffoli tinha a atribuição de
Supremo Tribunal Federal. que prometeu compensar a lidar com o tema. Até por isso, não
Odebrecht em dobro (de alguma é possível, apenas com base na
Nesta quinta-feira, Crusoé forma que só Emílio Odebrecht pode menção a ele, dizer se havia algo de
perguntou a Dias Toffoli que tipo de explicar)”. Também há menção a ilegal na relação com a empreiteira.
relacionamento ele manteve com os Dilma Rousseff, tratada em um dos Mas explicações, vale dizer, são
executivos da Odebrecht no período e-mails como “Madame”. A então sempre bem-vindas.
em que chefiava a AGU e, em ministra da Casa Civil de Lula era
especial, quando a empreiteira
tentava vencer o leilão para a
construção das usinas hidrelétricas no
rio Madeira. Até a publicação desta
edição, porém, o ministro não havia
respondido.

Os outros e-mails listados na


resposta de Marcelo Odebrecht ao
pedido de esclarecimentos feito pela
Polícia Federal trazem mais
bastidores da intensa negociação
travada entre a empreiteira e o
governo em torno dos leilões para a
construção das usinas na região
13/04/19 REPORTAGEM

O ocaso de Dirceu
ajudou a estruturar e a fornecedora de tubos.
chegar ao poder, se
esvaiu. As vendas do Esse é apenas mais um entre
livro no qual apostou vários processos a que o ex-todo-
para pagar suas contas poderoso ministro petista responde
ficou aquém das por sua participação no petrolão.
expectativas. Sua festa Nesse caso, foi condenado pelos
de aniversário, em crimes de corrupção passiva e
março, foi esvaziada. Os lavagem de dinheiro. A pena é de
companheiros de partido onze anos e três meses de prisão.
mais próximos até
tentam agradá-lo, com Dirceu está solto desde junho de
conversas frequentes, 2018, graças a uma iniciativa do atual
mas ele já não é mais presidente do Supremo Tribunal
nem a sombra do que foi Federal, Dias Toffoli, seu ex-
no auge da era petista no subordinado no PT e no governo
poder. As alegrias que Lula. Àquela altura, Toffoli integrava
vem tendo são poucas, a Segunda Turma da corte e decidiu
como a provocação de rever a pena do petista de ofício –
mau gosto que seu filho, sem que houvesse pedido da defesa.
o deputado Zeca Dirceu, A decisão foi acompanhada por
fez há duas semanas ao Gilmar Mendes e Ricardo
ministro da Economia, Lewandowski.
Paulo Guedes, ao dizer
que ele era “tchutchuca” O processo era distinto daquele
com os abastados do que o TRF deverá julgar no próximo
A melancolia do outrora todo- país. mês. Referia-se ao recebimento de
poderoso chefe petista nos dias que 15 milhões de reais em propinas
antecedem a sua volta à prisão A volta à prisão é iminente. Em pagas pela Engevix. Por essa frente
breve, ele será recolhido à de investigação da Lava Jato, Dirceu
Caio Junqueira penitenciária da Papuda, onde já foi condenado a 23 anos e três meses
esteve por uma longa temporada. O de prisão por lavagem de dinheiro,
Chefe do mensalão, expoente do retorno ao cárcere se dará corrupção ativa e organização
petrolão e condenado a mais de 30 provavelmente em maio, quando o criminosa.
anos de prisão, o ex-ministro José Tribunal Regional Federal da 4ª
Dirceu vive seus últimos e Região julgará seu último recurso em Às condenações pelo esquema
melancólicos dias de liberdade antes uma ação da Lava Jato na qual ele é de corrupção na Petrobras se
do certo retorno à cadeia. acusado de receber 2,1 milhões de somam os sete anos e onze meses
reais em propinas decorrentes de um de prisão da pena por corrupção
A influência no PT, o partido que contrato da Petrobras com uma ativa que lhe foi imposta pelo
13/04/19
Supremo no processo do mensalão.
No total, Dirceu cumpriu um ano de
cadeia pelo mensalão e mais dez
meses pelo petrolão — menos de
10% do somatório de todas as
condenações.

O horizonte para o petista está


longe de ser dos melhores. Além das
sentenças que já carrega nas costas,
ele é réu em outro processo, em que
é acusado de receber 2,4 milhões de
reais de empreiteiras por meio de
contratos fictícios firmados com a sua
empresa, a JD Consultoria.

Como se não bastasse, um


relatório técnico do MPF apontou
que a Odebrecht repassou, entre
2008 e 2012, pelo menos R$ 13 Estranhamente, gosta de lembrar Ao desfiar suas memórias da
milhões a “Guerrilheiro”, um das temporadas que passou na Papuda, Dirceu gosta de contar que
codinome atribuído a José Dirceu Papuda. Fala da rotina, da disciplina Luiz Estevão, condenado pelo desvio
pelos delatores da construtora. O e das amizades. Principalmente milionário das obras do Tribunal
documento, de novembro de 2018, aquelas que fez com políticos com Regional do Trabalho de São Paulo,
foi juntado a uma investigação sobre os quais compartilhou a vida no bancou uma reforma no presídio para
o petista e seu filho, o deputado Zeca cárcere, seja na Papuda, seja em que detentos como ele tivessem uma
Dirceu, que tramitava no STF, mas Curitiba, onde também esteve preso. vida menos insalubre – as obras, que
acabou remetida à Justiça Eleitoral É o caso dos ex-senadores Luiz passaram a ser alvo de investigação
do Paraná em março deste ano por Estevão e Gim Argello, do ex- do Ministério Público, foram feitas
Edson Fachin. Ante a profusão de deputado Pedro Correa e do ex- na ala da penitenciária para onde
acusações, ele já admite que, desta tesoureiro petista João Vaccari Neto. costumam ser levados os presos
vez, vai ficar um longo período em famosos.
regime fechado. A relação com Estevão,
especialmente, tornou-se estreita. “Chega na prisão, não dá para
Nas conversas com amigos e Adversários políticos no passado, os brigar com ela. Porque chega lá e tem
colegas de partido, Dirceu tem dois ficaram muito próximos na insônia, depressão, toma remédio,
deixado transparecer o desânimo. cadeia. Conversavam diariamente. chora, quer a mãe. Eu resolvi
Embora ainda insista em tratar de Tratavam de política e de estratégias escrever. Mas tinha companheiros
política, e se esmere na distribuição de defesa. O ex-senador chegou a que só choravam. Não faziam a
de recomendações a serem seguidas oferecer a Dirceu a posição de barba. Eu falava: ‘Você vai receber
pelo PT na oposição, ele gasta a articulista político em um site de sua seus filhos assim? Vai se arrumar.
maior parte do tempo falando sobre propriedade. Depois, foi Para de chorar’. É duro ficar preso.
a expectativa do retorno à prisão. aconselhado a recuar da oferta Mas a cadeia tem que ser uma
porque a parceria não soaria bem. trincheira”, diz.
13/04/19
Para além das conversas esquemas de corrupção descobertos alguém que o PT vai tomar uma
reservadas e da rotina de quase pela Lava Jato. As vendas ficaram decisão a partir do que ele fala”,
clausura (ele evita frequentar abaixo do esperado. “Foram um disse a Crusoé um dirigente do
ambientes onde possa correr, o ex- pouco menos que as projetadas”, partido.
ministro tem se dedicado a sessões admite o editor, atribuindo o fracasso
de divulgação de seu livro, “Zé à situação de penúria das maiores Na noite desta quinta-feira, 11,
Dirceu Memórias – volume I”. Desde livrarias do país. Crusoé acompanhou uma dessas
o lançamento, em novembro, ele já sessões de lançamento do livro no
passou por 22 capitais e dezenas de Além da renda com o livro, por Gama, cidade-satélite de Brasília
cidades do interior do país. As ter sido deputado, Dirceu também situada a 35 quilômetros da
sessões costumam ocorrer em recebe uma aposentadoria de Esplanada dos Ministérios. Era o
sindicatos, centros culturais e até aproximadamente 10 mil reais. Seus retrato perfeito da nova fase de
mesmo em circos. A aliados, ele jura bens, avaliados em mais de 11 Dirceu. Na “Casa 5”, um espaço
que a venda dos livros é, hoje, sua milhões de reais, estão bloqueados. para eventos típico das periferias das
principal fonte de renda. O petista vive com a filha e a mulher capitais, encravado em uma rua
em um apartamento emprestado pela escura, com calçamento irregular e
“Ele está seguindo a vida sogra em um bairro nobre de Brasília. repleta de bares com idosos
normalmente, esperando as decisões jogando dama nas calçadas tendo
judiciais. Está aí como camelô de Os encontros para divulgar o livro ao fundo o som de cânticos de
livro, vendendo o livro dele pelas – e levantar dinheiro – são igrejas evangélicas vizinhas, não
ruas”, diz Luiz Fernando Emediato, organizados por militantes que havia mais que 50 pessoas.
o editor de Dirceu. Até agora, já garantem atuar voluntariamente. Em
foram vendidos 30 mil exemplares muitas ocasiões, o PT oferece ajuda No salão de cerca de 300 metros
do livro, cada um a 60 reais. O com o espaço de seus diretórios para quadrados, o petista falou por quase
petista recebe em torno de 10% do as sessões de autógrafos. Mas uma hora sobre a formação do
valor bruto de cada unidade, o que poucos dos figurões petistas estado brasileiro enquanto crianças
permite concluir que, até agora, ele comparecem, o que só confirma que aproveitavam, bem ao lado, um
já faturou aproximadamente 180 mil a influência de outrora se esvaiu. pula-pula. Pouco antes de Dirceu
reais pela obra – quase nada perto Dirceu é ouvido, mas suas posições comer a falar, Chico Vigilante,
dos milhões apurados por ele nos já não são determinantes. “Não é deputado distrital e fundador do PT
no Distrito Federal, fez um apelo aos
presentes, repetindo a história de
que o companheiro está necessitado:
“É importante adquirir o livro porque
o Zé não tem patrimônio e quer
deixar uma poupança para a filha.
Ele não sabe a situação dele nos
próximos meses porque ninguém
respeita a Constituição”.

Dirceu discorreu sobre a história


do país (sob a ótica petista, claro),
fez ataques ao presidente Jair
Bolsonaro e abordou os dilemas do
PT. “Se a situação mudou, nós temos
13/04/19
que mudar. É ilusão pensar que Wagner e Humberto Costa, o
não podem surgir outros partidos governador do Piauí, Wellington
e lideranças. Quem aqui sabe o Dias, e o ex-ministro Luiz Dulci
nome de alguém da direção do desembarcaram na cadeia em
PT?”, provocou. Ninguém sabia. Curitiba para medir o ânimo de
Para ele, tudo está mudando e o Lula em relação a uma eventual
partido precisa se adaptar. Citou mudança na linha de atuação do
como exemplo da mudança a partido.
proximidade do petismo com
grupos que, até há pouco, quando O ex-presidente, que antes
o partido estava no poder, eram estava fechado com a
tratados como inimigos: “Quem em especial deputados e senadores recondução de Gleisi, agora tem dito
diria há seis meses que estaríamos do PT. Fala com alguns deles ao que “ainda é cedo para falar disso”.
hoje defendendo o STF? Que telefone pelo menos uma vez ao dia Para quem conhece o chefão petista,
estaríamos defendendo a Globo e a e participa de reuniões informais, trata-se de um sinal claro de que ele
Folha contra o Bolsonaro? Que a sempre fora do partido, onde evita já começa a aceitar a substituição de
CNA (Confederação Nacional da passar. Está alinhado a um Gleisi. Dirceu, porém, embora apoie
Agricultura) iria nos chamar para movimento crescente para que a essa estratégia, está longe de liderá-
conversar?”. Ele se negou a falar legenda se descole da pauta “Lula la. Sinal dos tempos.
com Crusoé. Livre” e passe a atuar em outras
frentes, com o objetivo de evitar o O ocaso do ex-ministro tem feito
O papel diminuído de Dirceu no isolamento político. também com que ele ensaie uma
PT é bem exemplificado pelo espaço espécie de autocrítica sobre o
que Dirceu terá no seminário que o A avaliação desse grupo é a de período em que o PT governou o
partido realiza neste final de semana. que a pauta única em torno da país, algo que ele mesmo sempre se
Batizado de “O PT e os desafios da libertação do ex-presidente pode até recusou a fazer. “Uma coisa é caixa
esquerda no século 21: utopia e segurar o terço do eleitorado que os 2 de campanha e relação com
resistência”, ele participará de uma petistas acreditam ter, de qualquer empresas para campanhas eleitorais.
mesa que discutirá “Estratégia modo, em todas as eleições. No Se temos que fazer uma autocrítica,
Socialista e defesa da democracia no entanto, o samba de uma nota só, é aqui. Mas sabemos que Lula está
Brasil”. Ao seu lado estarão gente do dizem, impede a sigla de romper essa preso pela esquerda, pelo PT”, disse
quilate do ex-senador Lindbergh bolha e, consequentemente, voltar a ele no evento desta quinta. Em um
Farias, derrotado na eleição de ser uma alternativa de poder em jantar recente com parlamentares,
2018, e Juliano Medeiros, presidente 2022 – um sonho que os petistas questionou: “Lula precisou criar
do PSOL. Outro exemplo é a festa ainda acalentam, apesar da fragorosa maioria e trouxe junto os vícios da
mirrada para comemorar seus 73 derrota em 2018. política, Haveria outro caminho?”.
anos, em março. O clima era de Defendeu ainda que o partido se
despedida. O petista se emocionou Se prevalecer, esse movimento renove e se repense. Aproveitou para
por diversas vezes. Em um claro sinal provavelmente resultará no se defender das inúmeras acusações
de vacas magras, foi pedido que afastamento da deputada Gleisi e condenações contra ele na Justiça.
cada convidado levasse aquilo que Hoffmann, a maior entusiasta da Refutou ter cometido qualquer crime
fosse beber. Não havia nenhum agenda “Lula Livre”, do comando e apontou que quem o acusa, os
expoente petista na confraternização. partidário na eleição interna, prevista delatores, foram os que mais
para outubro. Nas últimas semanas, ganharam dinheiro por meio dele. A
Apesar da perda de influência, diversos petistas, como o deputado Justiça, como é sabido, pensa
Dirceu tem mantido relação José Guimarães, os senadores Jaques diferente.
permanente com os correligionários,
13/04/19 DIOGO MAINARDI

Aposentadoria? Nem pensar

Jair Bolsonaro vai gastar mais é ruim para os negócios. Ninguém


dinheiro com propaganda da reforma quer ler sobre ela. É a PEC mata-
previdenciária. Não adianta nada. É cliques. Para me penitenciar, decidi
um mau produto. Quanto mais ele trazer o tema também para a Crusoé.
explicar, pior. Ninguém quer se Mas é ainda pior do que isso. Daqui
aposentar mais tarde, ganhando a alguns dias, vamos abrir outra frente
menos. A única defesa que se pode de trabalho. Além de O Antagonista
fazer da reforma é que, sem ela, o e da Crusoé, que vão continuar
Brasil quebra. idênticos – ou seja, com a mesma
carga horária -, poderei falar sobre
Eu já me aposentei uma vez, em a reforma previdenciária igualmente
2010. Larguei a imprensa e fiquei em no A+, nosso novo
casa escrevendo um livro. Foi a empreendimento, que vai cobrir uma
melhor fase da minha vida. A área do jornalismo que o site e a
aposentadoria é ótima. Depois disso, revista não cobrem.
para me penitenciar, porque é um
sacrilégio ter tanto prazer assim, Em breve, portanto, minhas 14
arrumei um trabalho que toma 14 horas de trabalho vão se transformar
horas do meu dia. E, dessas 14 magicamente em 18 ou 19. Não por
horas, umas 7 são dedicadas à acaso, a primeira providência que
reforma previdenciária, o assunto meu sócio e amigo fraterno Mario
mais aborrecido de todos os tempos, Sabino tomou foi obrigar-me a fazer,
ao qual O Antagonista dedica uma assim como ele, um seguro de vida.
quantidade desmedida de posts Desde então, estamos numa disputa
igualmente aborrecidos, em geral entusiasmante para saber quem
feitos por mim. morre mais cedo, ele ou eu. É
provável que dê empate.
Apesar de ser essencial para a Aposentadoria? Nem pensar.
economia, a reforma previdenciária
13/04/19 ENTREVISTA

“O ruído está sendo superado”

Às vésperas da votação da
reforma da Previdência na CCJ,
o presidente da comissão defende
que o Planalto converse mais com
os deputados e diferencie os que
“têm bons objetivos” da “minoria
que não tem”

Igor Gadelha

Em um churrasco no Paraná em
outubro do ano passado, logo após
sua primeira eleição para deputado
federal, Felipe Francischini disse a
amigos e aliados: vou ser o próximo
presidente da Comissão de
Constituição e Justiça da Câmara.
A maioria riu. Achava que um
deputado de 27 anos de idade, e em PSL, justamente com o discurso de cigarro e outro (ele fuma, em média,
primeiro mandato, jamais que não era o candidato do Palácio dois maços por dia), o presidente da
conseguiria presidir a comissão mais do Planalto. Antes de ir para CCJ falou a Crusoé na última quarta-
importante da casa. Felipe ignorou. Câmara, Felipe havia cumprido um feira. Disse que falta uma “habilidade
E passou a estudar o perfil de cada único mandato como deputado mais aguçada” da equipe de
um dos 52 deputados eleitos pelo estadual pelo Paraná, entre 2015 e articulação política do Planalto,
seu partido, o PSL, que poderia 2019. Até então, só ia a Brasília para cobrou ações mais coordenadas,
reivindicar o comando da CCJ por visitar o pai, o delegado da Polícia mas observou que, de duas semanas
ter a maior bancada. Analisou o Federal Fernando Francischini, que para cá, a relação do palácio com o
eleitorado, a região em que cada um era deputado federal. Na última Congresso tem melhorado. “Pelo
havia sido mais votado e a área de eleição, os dois trocaram de lugar. menos o diálogo está fluindo de
atuação de cada um dos Fernando, que queria ficar mais no maneira mais tranquila. O governo já
correligionários. Com as estado porque pretende disputar a não tem dado mais tanta barrigada
informações na cabeça, passou a Prefeitura de Curitiba em 2020, por aí”, afirmou. Eis os principais
ligar para os colegas pedindo apoio. agora despacha na Assembleia trechos da conversa:
Legislativa do Paraná.
Àquela altura, a deputada Bia
Kicis, do PSL do Distrito Federal, Formado em direito, Felipe A articulação política do
propagava pelos quatro cantos que Francischini sempre focou sua governo está ruim mesmo ou o
tinha o apoio de Jair Bolsonaro para atuação na área de segurança, a que se viu na audiência com o
assumir o posto. Isso acabou exemplo do pai. A pauta o ministro Paulo Guedes foi um
ajudando o paranaense, que aproximou da família do hoje acidente de percurso?
conquistou apoios também fora do presidente Jair Bolsonaro. Entre um É um processo muito natural que
13/04/19
tem acontecido, na minha visão. sempre foi um processo natural na cargos. Qualquer líder do governo
Bolsonaro ganhou a eleição com construção da política brasileira. teria um problema muito grande
apenas dois partidos, o PSL e o Quando o presidente Bolsonaro diante dessa ruptura, porque até as
PRTB do vice-presidente Hamilton entra e tenta fazer uma ruptura nesse coisas se ajeitarem, é um processo
Mourão. Geralmente, no Brasil, sistema, querendo mudar alguns difícil.
quando um presidente se elegia tinha critérios, é claro que há um certo
dez, quinze partidos ao lado dele. O desconforto com a mudança. Só O bate-cabeça dentro da
ato de sair da eleição e sentar na vejo que muitos parlamentares bancada do PSL pode
cadeira presidencial era muito fácil ficaram, talvez, um pouco irritados atrapalhar?
quando se trazia tantos partidos para com algumas posturas, não do O PSL era um partido que tinha
dentro da base do governo, com a presidente, mas do governo como um um deputado federal e passou a ter
distribuição de ministérios, com todo, de tentar criminalizar ou tentar 55, na conta de hoje. Geralmente, o
indicações políticas. Com Bolsonaro colocar como se essas indicações partido do presidente, do
foi diferente: já houve uma ruptura. fossem sempre uma prática ilícita. governador ou do prefeito tem uma
No caso da construção da base no Essa relação está sendo recosturada forte relação com o Executivo.
Congresso, o que aconteceu? Na agora. Muitos parlamentares hoje Nesse caso, não acontece. Todos os
primeira semana, já chegou a PEC nem querem indicar para cargos no nossos deputados são alinhados às
da Previdência, que é uma proposta governo. Querem ser atendidos pelos pautas do presidente Bolsonaro. No
bastante polêmica. Vários fatores ministérios, para levarem seus entanto, o presidente nunca foi um
ajudaram a fazer com que a prefeitos, governadores. Querem ter dirigente partidário. Ele nunca
articulação inicial fosse muito difícil. portas abertas junto ao presidente exerceu comando formal sobre essas
É claro que falta uma habilidade mais para poder levar questões de pessoas. Muitos deputados foram
aguçada da equipe que foi montada projetos de lei. Agora o governo conhecer o presidente após a eleição.
na articulação política. Não que eles também dá a entender que abrirá (a Concordavam com ele, defendiam,
não sejam boas figuras, mas falta uma possibilidade de indicações), com mas foram conhecer depois. No
ação integral, uma coordenação currículo, com pessoas técnicas, início, havia muito bate-cabeça
maior. Mas tenho percebido que, de obedecendo a muito critério e dentro do PSL, havia muita
duas semanas para cá, tem controle. Não será mais como divergência em pontos nevrálgicos.
melhorado bastante essa relação. antigamente, quando se loteava Hoje, vejo que está havendo um
Acho que as coisas estão se ministério O presidente está consenso maior, um direcionamento
assentando um pouco no Congresso. implementando esse processo de de ações mais efetivo que não
Pelo menos o diálogo está fluindo de mudança. O discurso inicial gerou demonstramos na sessão da leitura
maneira mais tranquila. O governo já esse ruído, mas está sendo superado. do parecer (da PEC da reforma da
não tem dado mais tanta barrigada Previdência), mas acredito que isso
por aí. É preciso que se comece a O líder do governo, Major vai ser corrigido com o tempo.
distinguir quem tem bons objetivos Vitor Hugo, enfrenta resistências
da minoria que não tem. até mesmo dentro do PSL. Uma A oposição tem feito bastante
eventual saída dele poderia barulho na CCJ. O governo terá
Qual é o real motivo do melhorar a articulação política? muita dificuldade na votação da
incômodo dos parlamentares com Acredito que a troca não altera. reforma da Previdência na
o presidente? É falta de cargo, de No começo da nossa legislatura, comissão?
emendas, de atenção? havia muitas críticas ao Major Vitor A oposição faz o seu papel. Se
Na experiência brasileira, o Hugo. Expus isso a ele. Vejo que o você analisar historicamente, em
Legislativo sempre entendeu que era desgaste criado no início é justamente projetos como reforma da
uma prática natural fazer indicações decorrente desse processo natural de Previdência, como reforma
políticas para o Executivo. Tem que falei, que é o da construção de tributária, a oposição sempre vem
governo que abre para a corrupção, uma base que não existia, de ruptura com argumentos veementes, com
tem governo que não abre. Mas de um sistema de distribuição de uma postura mais rígida, cobrando
13/04/19
aspectos do regimento interno que parlamentarismo no país. O que para que não cometamos nenhuma
às vezes nem estão no regimento. pensa sobre isso? ilegalidade ou inconstitucionalidade.
Eles querem, às vezes, sobrestar Sou favorável ao
essas discussões para ensejar um parlamentarismo. De todos os O que seria cometer
debate maior. Então, encaro com estudos que fiz, acredito que é o ilegalidade ou
muita naturalidade a oposição fazer sistema mais adequado. Não é, inconstitucionalidade?
todas esses questionamentos e até porém, uma transição fácil. Qualquer Temos que analisar
um pouco de barulho na comissão. discussão sobre parlamentarismo primeiramente a decisão do Supremo
No entanto, espero que o governo e tem que ser com muito pé no chão, Tribunal Federal sobre essa questão
a oposição façam um acordo para com muita responsabilidade. Sou da Justiça Eleitoral e da Justiça
haver menos obstruções na votação. favorável, desde que coloque alguns comum. Depois, temos que analisar
O acordo não depende de mim, e limites e nuances brasileiras dentro tudo que já foi feito no Brasil e quais
sim da liderança do governo com a do parlamentarismo. seriam os reflexos disso em termos
liderança da oposição. Se não de ampla defesa, de contraditório,
houver acordo, claro que as cenas Outro tema que poderá passar quanto a essas pessoas que cometem
de ontem (terça-feira, 9) se repetirão, pela CCJ é a prisão após crimes na área eleitoral. É um tema
com muito debate, muita discussão condenação em segunda sobre o qual ainda não formei uma
e, eventualmente, a suspensão da instância. O senhor é favorável? convicção mais forte, porque
sessão por alguns minutos. Mas, se Sou favorável. Na nossa reunião acredito que tem que ser mais
acontecer o acordo, tudo será na CCJ, inclusive, alguns deputados elucidado.
diferente. pediram para eu designar logo um
relator. O relator antigo era o Concorda com a decisão do
Há possibilidade de a deputado Rubens Bueno. Vou avaliar Supremo de transferir os
proposta ser alterada já na CCJ? essa questão. Os deputados são processos para a Justiça
A chance sempre existe. No favoráveis, em sua maioria, à prisão Eleitoral?
entanto, em uma questão de ordem após condenação em segunda A priori, fui favorável, mas não
que respondi, deixei assentado o instância, mas têm a certeza de que estou fechado a uma possível
precedente aqui da Câmara de que isso precisa ser feito por proposta discussão. Há projetos que já estão
não se admite destaque em proposta de emenda à Constituição, e não por tramitando na Casa. A deputada Bia
de emenda à Constituição, muito projeto de lei. É algo que vamos Kicis (do PSL) é uma que tem
menos emenda supressiva. O que analisar depois da reforma da trabalhado muito essa questão. E
pode acontecer é, no parecer do Previdência. outros deputados querem, passada
relator, ele retirar alguns trechos em a Previdência, começar a discutir a
virtude de desconformidade com a Também há uma discussão na revisão dessa decisão do Supremo.
Constituição. Então, caso a comissão Câmara sobre criminalizar o
entenda que isso deve acontecer, ou caixa 2. Se a criminalização A PEC da reforma tributária
o relator vai mudar seu relatório para passar, os deputados tentarão também deve passar pela
prestigiar o entendimento, ou podem anistiar quem recorreu a essa comissão que o sr. preside. Acha
fazer outro relatório paralelo e prática no passado? que será uma discussão mais
aprovar esse relatório. É possível a Não vejo uma anistia como algo fácil?
modificação. Não por emenda, mas possível, até porque que isso já foi Claro que reforma tributária
apenas via texto do relator. Não tentado em anos anteriores e a nunca é um tema fácil, porque há
acredito que vai acontecer. discussão foi retirada, por pressão interesses de todos os lados. Mas
da opinião pública. Sempre digo que acredito que é um debate que o
Outros temas polêmicos concordo com o objetivo do ministro Brasil espera há décadas. O
passarão pela CCJ, entre eles, Sergio Moro de combatar o crime e brasileiro não aguenta mais político
uma proposta do senador José a corrupção, mas acho que o assunto prometer reforma tributária e não
Serra para implementar o do caixa 2 tem que ser bem estudado concretizar a votação dessa reforma.
13/04/19
Minha prioridade na CCJ, passada
a Previdência, com certeza será estar
atento à PEC tributária, para poder
designar um relator que tenha
conhecimento jurídico e tributário ao
mesmo tempo, a fim de avançarmos
logo e mandar para a comissão
especial começar a analisar. Sou
favorável à unificação de impostos.
Em qualquer país que tem uma
legislação coerente, os impostos são
unificados, não há tantos impostos
como no Brasil. Hoje no Brasil quem
mais paga tributo sobre sua renda é
o pobre. O pobre contribui com mais
de 50% do que ganha. Temos que
fazer uma reforma que seja justa
para todos, mas que também
simplifique a vida do empresário,
desburocratize e que possa, na
medida do possível, reduzir a carga
tributária como um todo.