You are on page 1of 47

Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades

1. TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO


1.1 Conceitos Introdutórios

Disciplina Tecnologias da Informação e Comunicação


Professora Lisete Ferreira

Ano lectivo 2011-2012


TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Tecnologia, técnicas, conhecimentos, métodos, materiais, ferramentas, e


processos usados para resolver problemas ou ao menos facilitar a solução dos
mesmos.

Informação (informática), conjunto de dados, recebidos do exterior, por uma


máquina electrónica. Estes são articulados de forma a terem significado.
Informação Digital: Informação que podemos aceder através de um
computador (Web).

Comunicação, ligação através de um canal de transmissão entre dois ou mais


intervenientes, que possibilita a emissão/recepção de informação.

O tratamento da informação cada vez se articula mais com os


processos de comunicação dessa informação de uns locais para
outros, independentemente da distância.

CONCEITOS BÁSICOS
1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
>> tecnologias e métodos para comunicar ;
>> processos de aquisição, análise, controlo e transmissão de informação, baseados
fundamentalmente em meios electrónicos, como computadores ou sistemas informáticos.
>> tecnologias/formas para criar, armazenar, partilhar e utilizar a informação (ideias,
mensagens, noticias, etc…).

TIC:
Computador
Impressoras
Leitores/Gravadores CD e DVD
Suportes de armazenamento de dados (disquete, Pendrive, Disco duro…)
Telemóvel/telefones
Correio electrónico (email)
Internet
tecnologias digitais de captação e tratamento de imagens e sons
câmaras de vídeo/fotográfica
Scanners
CONCEITOS BÁSICOS
1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
controlo e + área
comunicação
+ área
automação computação

Telemática Informática
Robótica
(CIM, CPC, STADs) Telecomunicações Burótica
Domótica

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Controlo e automação
ROBÓTICA Robot, dispositivo, ou
… Conjunto de técnicas respeitantes ao funcionamento e utilização de grupo de dispositivos,
autómatos (robôs) para execução de múltiplas tarefas. electromecânicos ou
... Ciência/disciplina que faz a projecção de robôs. biomecânicos capazes
realizar trabalhos de
maneira autónoma,
Exemplo: robots localizados numa linha de montagem de uma fábrica de pré-programada, ou
automóveis, de bebidas, de aço… através de controle
humano.

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Controlo e automação
ROBÓTICA - vídeos

http://www.youtube.com/watch?v=9vwZ5FQEUFg – dance robots

http://www.youtube.com/watch?v=JPWcwOqFud0 – robots na indústria


http://www.youtube.com/watch?v=ylebnGE9wrI – robots na indústria
http://www.youtube.com/watch?v=l0oXP6vQgQE&mode=related&search= – robots na indústria

http://www.youtube.com/watch?v=CdY2XRG481s – robots na medicina


http://www.youtube.com/watch?v=RDXKMec1oDE&mode=related&search – robots na medicina

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Controlo e automação
DOMÓTICA
Domótica= “domus”(casa)+ “robótica” (controlo automatizado de algo).

… tecnologia recente que…


… permite a gestão de todos os recursos habitacionais, criando o conceito de “casa
inteligente”.
…Trata da gestão alargada de edifícios e ainda se adapta às necessidades que forem
surgindo, através de meios electrónicos.

Exemplo: tecnologia que adapta da intensidade da luz artificial com a luz natural, fecha as
janelas, etc.

Controlo automático de iluminação


ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC
1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Controlo e automação
DOMÓTICA
http://www.youtube.com/watch?v=UQv4mLQ92xM&feature=related – Casa do Futuro

http://www.youtube.com/watch?v=kg9kKTCnlYs&NR=1 - Domótica

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
comunicação, processo pelo
área qual uma informação gerada
Comunicação em um ponto no espaço e no
TELECOMUNICAÇÕES tele+ comunicações tempo chamado fonte
(emissor) é transferida a outro
(distância)
ponto no espaço e no tempo
chamado destino (receptor)
… tecnologias de comunicação à distância
… transmissão, emissão ou recepção, por fio, radioelectricidade, meios
ópticos ou qualquer outro processo electromagnético, de símbolos,
caracteres, sinais, escritos, imagens, sons ou informações de qualquer
natureza.
exemplos: telegrafia, telefonia, radiodifusão, teledifusão e internet.

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Comunicação
TELEMÁTICA telecomunicações
+informática
... tecnologias resultantes da junção entre os recursos das telecomunicações (telefonia,
satélite, cabo, fibras ópticas etc.) e da informática (computadores, periféricos, softwares e
sistemas de redes)
… possibilita o processamento, a compressão, o armazenamento e a comunicação de
grandes quantidades de dados (nos formatos texto, imagem e som), em curto prazo de
tempo, entre usuários .

Exemplos: videoconferência, e-mail, Internet, trabalho à distância

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Computação

BURÓTICA
+
bureau informática
(escritório)
…tecnologias que visam automatizar os trabalhos de escritório, com
especial ênfase no tratamento de texto, imagem, base de dados , cálculos,
gestão de recursos humanos, stocks e comunicação.
.. utilização da informática nos trabalhos de escritório (instituições ou
empresas).

Meios
Modems, faxes, redes de computadores, software

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
área
Computação
INFORMÁTICA

+
Philippe Dreysfus, 1962
informação automática
dispositivos electrónicos
computadores | sistemas informáticos

… tecnologias que permitem o processamento automatizado de informação.


… tratamento da informação por meios automáticos (computador + programas)

ÁREA DE APLICAÇÃO DAS TIC


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
informática computador, equipamento /

+ processador de dados capaz de


computador (Do lat. computatóre-, «calculador»)
aceitar informações, calcular e
fornecer resultados.
Concebido para manipular dados (símbolos) com rapidez e
… agente utilizado para
precisão. Este recebe os dados por dispositivos de entrada e
armazenar, classificar,
processa-os de forma automática para obtermos informação útil
comparar, combinar a
através de dispositivos de saída. informação a elevada
velocidade, é o dispositivo
utilizado para gerir informação
PROCESSAMENTO automaticamente.
Entrada Saída dados
dados (output)
(input)

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR
1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
SISTEMA BINÁRIO (representado pelos símbolos: 0 e 1)

O computador é incapaz de entender os símbolos que utilizamos .Todos os dados que introduzimos no
computador (textos, gráficos, desenhos...), têm que ser traduzidos e codificados para uma linguagem
própria:

Essa linguagem, é composta por dois símbolos, 0 e 1 - CÓDIGO BINÁRIO .


O computador utiliza este código para transformar e codificar toda a informação para informação digital (0 e 1).

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
SISTEMA BINÁRIO

Cada caracter que introduzimos é „transformado‟ num conjunto de


dígitos binários :
Exemplo de um texto
110110 1100010 1100010 convertido em código binário
0010010 00110 001110 110110

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
SISTEMA BINÁRIO

MÚLTIPLOS DE BYTE
… torna-se complicado dizer que temos 256 milhões de bytes de memória, por isso criam-se os
múltiplos de byte.

BIT (Binary Digit) um único sinal digital


BYTE Combinação de 8 bits
1KB (Quilobyte) = 1024 Bytes
1MB (Megabyte) = 1024 KB
1GB (Gigabyte) = 1024 MB
1TB(Terabyte) = 1024 GB
1PT(Petabyte) = 1024 TB
1EB(Exabyte) = 1024 PB
1ZB(Zettabyte) = 1024 EB
1YB (Yottabyte) = 1024 ZB

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
SISTEMA BINÁRIO
Dispositivos – armazenamento - bytes

PenDrive – 4 Gb (4096 MB)

CD – 700 MB

DVD – 4,7 GB / 9,4 GB

DVD – 750 GB / 1TB

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
Os Sistemas Informáticos são constituídos por dois tipos de componentes
fundamentais: HARDWARE E SOFTWARE

SOFTWARE inclui todas as aplicações informáticas (programas)


indispensáveis ao funcionamento de computador.

HARDWARE refere-se aos dispositivos físicos (electrónicos, mecânicos e


electromecânicos) que constituem um sistema informático. É costume
estabelecer-se uma distinção entre:
:: o computador propriamente dito - o que inclui principalmente a
Unidade Central de Processamento (CPU);
:: os periféricos ou dispositivos de I/O (input/output) - dispositivos que
podem ligar-se a um computador para entrada e/ou saída de dados.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
CPU - Central Processing Unit
:: É a parte central de um computador.
:: Normalmente com a forma de uma caixa rectangular.
:: Colocada em posição horizontal (desktop) ou vertical (tower).
:: Contem um conjunto de componentes e dispositivos responsáveis pelo processamento e
funcionamento do computador e equipamentos auxiliares.

A CPU concentra a parte mais importante de processamento de dados:


A MOTHERBOARD, O MICROPROCESSADOR E AS MEMÓRIAS.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
Onde estão ligados os constituintes do computador?
•Motherboard (mainboard) ou placa mãe - placa de circuitos impressos que permite a
integração e o controlo de todos os componentes e dispositivos vitais ao funcionamento de
um sistema informático.

• É à placa mãe que se ligam todos os componentes de um PC e é por ela que passa
toda a informação gerada. É então esta placa que se encarrega de fornecer os meios
para que o processador possa comunicar com a memória, com as unidades de disco rígido
e, em geral, com qualquer dispositivo que se queira utilizar num computador.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
A- Encaixe* do processador
B – Encaixes de memória RAM
C1 – Encaixe PCI
C2 – Encaixe AGP
D – Ficha de alimentação
E1 – Controlador de disquete
E2 – Controladores IDE – disco rígido
e CD-ROM
F1 – Pilha de memória
F2 – Memória Rom
G – Conectores para a ligação de
periféricos.
I1 e I2 - Chipset – Controladores de
barramento.

*Encaixe ou Slot

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
… O processador comunica com outros circuitos e placas que são encaixadas nos slots.
O caminho pelo qual se dá essa comunicação entre o processador e as outras placas é
denominado de barramento...

BUS OU BARRAMENTO
… fios condutores/ conjunto de pistas que permitem a interligação das diferentes
componentes internas da motherboard de um computador

… se os bits que circulam numa motherboard fossem automóveis, os barramentos seriam


auto-estradas e os diversos circuitos seriam as cidades...

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
Circuito integrado,
(MICRO)PROCESSADOR dispositivo
… circuito integrado (chip). Dentro deste existem milhões de microelectrónico que
transístores. consiste de muitos
… considerado o “cérebro” do computador é a parte mais transístores e outros
importante e cara de um computador. componentes interligados
… componente responsável pelo controlo e execução de todas as capazes de desempenhar
tarefas que serão executadas pelo computador. muitas funções. As suas
… é onde ocorre o processamento das informações, cálculos dimensões são
aritméticos e o controlo dos periféricos. extremamente reduzidas.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
(MICRO)PROCESSADOR
Estrutura básica de um microprocessador ou CPU, em ligação, através do bus (barramento), à
memória principal e aos dispositivos de I/O. Entre as secções principais de uma CPU podem
destacar-se as seguintes secções: unidade de cálculos, secções de controlo, etc.

CPU ou Processador
Memória Principal
Aquisição
BUS
Descodificação

Registos Controlo
BUS
ALU
(Cálculos)

Periféricos

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
(MICRO)PROCESSADOR
Secções e componentes fundamentais:

Secção de aquisição e descodificação de instruções: onde são recebidas as


instruções provindas de outros componentes (memórias ou dispositivos de input),
para, em seguida, serem descodificadas de modo a que a CPU possa determinar
quais as operações a realizar.

Secção de Execução: onde são processadas as instruções e dados recebidos; por


sua vez, esta é constituída pelas seguintes componentes:
 Unidade de Controlo - controla ou determina as operações a efectuar em cada
instante, enviando sinais apropriados aos outros componentes;
 Unidade Lógico-Aritmética - (ALU – Arithmetic Logic Unit) secção que efectua
as operações aritméticas e lógicas;
 Registos ou registers - componentes capazes de armazenar temporariamente
dados com que a ALU efectua as operações que lhe são indicadas.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
Secção de Execução:
Unidade de Controlo

Unidade
Lógico-Aritmética

Registos

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
(MICRO)PROCESSADOR
MULTIPROCESSAMENTO
Single Core, Dual Core, Multicore

Fala-se em tecnologia multicore quando o processador tem vários núcleos.


Não equivale exactamente a vários processadores simultâneos, mas produz um resultado
interessante, principalmente para quem trabalha com várias janelas e/ou muitos aplicativos
abertos ao mesmo tempo.

http://www.youtube.com/watch?v=zGypZkEsSkU – Dual Core

http://www.youtube.com/watch?v=0Fqc8k4uzLU – DualCore

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
(MICRO)PROCESSADOR
O aumento do número de transístores e da frequência de processamento trouxe um
incremento do consumo de energia, e consequentemente, da temperatura no interior
do microprocessador.

Para arrefecer o componente, utiliza-se dissipadores e ventoinhas.


DISSIPADOR elemento metálico (bom condutor de calor) que está associado ao
processador e que, em contacto com o ar, liberta o calor excessivo. Para aumentar o
poder de dissipação deste elemento, utilizam-se ventoinhas.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS
Quando falamos de memórias consideramos DUAS CATEGORIAS:
:: Memórias primárias, principais ou centrais
- Indispensáveis ao funcionamento do sistema informático, pois são elas que fornecem ao
processador as instruções e os dados com que este vai operar em cada momento;
- São chips que se encaixam directamente na motherboard e podem ser de dois tipos:
ROM (Read-Only Memory) e RAM (Random Access Memory).

:: Memórias secundárias ou suportes de armazenamento secundário ou externo


- suportes de armazenamento de informação que guardam resultados das actividades de
processamento;
- Podem ser de tipos diversificados: disquetes, discos magnéticos, discos ópticos (CDs), bandas
magnéticas...

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS

Classificação dos diferentes tipos de memórias de um sistema informático:

ROM
Memórias
Primárias
RAM

Memórias Estática (Cache)


Informáticas
Discos
Disquetes
Memórias Secundárias
Bandas Magnéticas
USB
CDs e DVDs

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS PRINCIPAIS
Read-Only Memory (ROM)
… memórias só de leitura que contêm instruções fixas para o funcionamento do sistema.

… memórias cujo conteúdo é estático, não pode ser escrita (não de maneira simples),
unicamente lida.
… memória não volátil, isto é, porquanto não perde os dados sem alimentação eléctrica,
o que permite manter o seu conteúdo mesmo após desligado o computador;
… a informação contida numa memória ROM é incluída no momento do seu fabrico.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS PRINCIPAIS
Random Access Memory (RAM)

… Memória que permite não só a leitura dos dados armazenados, como também a alteração do seu
conteúdo. O processador armazena temporariamente dados necessários à execução de programas.

… Tem a característica de perder os dados quando não alimentada electricamente, como acontece
quando se desliga o computador. Daí que adquira a qualificação de memória volátil.

… É uma memória de acesso aleatório, onde o acesso aos dados é feito sem ter que respeitar nenhuma
ordem fixa.

… Quando falamos em capacidade de memória de um computador, referimo-nos ao total de memória


RAM.

Memória:
Temporária
Volátil
Escrita e Leitura
Aleatória
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR
1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS SECUNDÁRIAS
ou meios de armazenamento secundário
Memória de armazenamento permanente. Funciona como complemento à memória principal.

Suportes internos ou integrados - fixos, como os discos rígidos, no interior do computador;


Suportes amovíveis - que podem ser facilmente removidos e reinseridos, como é o caso das
disquetes, cassetes, CDs, Pen Drive.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS SECUNDÁRIAS
UNIDADE DE DISQUETES
… periférico de entrada/saída.
… baixa capacidade de armazenamento.
…internamente são constituídas por um disco circular revestido por um filme
magneticamente sensível.

UNIDADE DE DISCO RÍGIDO – Hard Disk (HD)


… de grande importância graças à sua capacidade de armazenamento.
… neste gravam-se o sistema operativo, programas e ficheiros.
… constituído por discos magnéticos de lâminas metálicas extremamente rígidas
colocados sobre um eixo que faz parte de um motor que coloca os discos a rodar a
uma velocidade constante.
… o HD é ligado à motherboard através de um cabo com ficha IDE ou SATA.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
MEMÓRIAS SECUNDÁRIAS

UNIDADES DE CD-ROM (Compact Disc – Read-Only Memory)


… usam a tecnologia óptica (laser) para ler e gravar.
…Os Cds utilizados nestas unidades podem ser de 3 tipos:
CD-ROM (Compact Disk) Apenas permite a leitura de dados contidos
CD-R (Compact Disk Recordable) É comprado vazio e só possibilita a
gravação uma vez. Não pode ser regravado.
CD-RW (Compact Disk Re-writable) Permite a leitura e gravação.
Estas unidades podem ser internas ou externas.

UNIDADES DE DVD (Digital Versatile Disk)


… tem uma capacidade mínima de 4,7 GB ... e máxima de 17 GB
Existem vários tipos de DVD:
DVD-Rom – disco gravado de origem que apenas pode ser lido
DVD+/-R – disco que pode ser gravado apenas uma vez
DVD+/-RW – disco que permite regravação de dados cerca de 1000 vezes

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

Os dados que saem e entram no computador através de dispositivos.

Dispositivos de input – permitem a introdução de dados.


Teclado
Rato
Scanner
Câmaras digitais
Mesas de digitalização

Dispositivos de output – permitem a saída de dados.


Monitor (CRT e LCD)
Impressora

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA
MONITORES

Actualmente existem várias tecnologias de MONITORES, das quais se destacam:


CRT (Cathode Ray Tube)
LCD (Liquid Crystal Display)

CRT (Cathode Ray Tube – Tubo de Raios Catódicos)


… tecnologia utilizada tanto em televisores como em ecrãs de
computador.
… constituídos por tubo raios catódicos – grande ampola de virdo que
possui numa das extremidades um canhão de electrões, e na outra
está o alvo. Esta superfície está coberta de uma camada de substância
fosforescente.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA
MONITORES
LCD (Liquid Crystal Display – ecrã de cristais líquidos) Cristais líquidos,
… permitiram o aparecimento de computadores portáteis e, substâncias nas
mais recentemente, a comercialização de monitores de quais a estrutura
molecular é
secretária mais elegantes do que os CRT – monitores planos.
alterada com a
passagem da
… ecrã composto por várias camadas incluindo vidro polarizado corrente eléctrica.
e cristais líquidos.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

IMPRESSORA
Periférico de saída muito utilizado que permite imprimir trabalhos/documentos/outros em papel
ou outro material.

Ligação:
Através de um cabo especial que se liga à porta (LPT- Line Printer) de interface paralela do
computador ou actualmente à porta USB.
Tipos:
-Impressoras matriciais ou de agulhas
-Impressoras de jacto de tinta
-Impressoras laser

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

IMPRESSORA
Impressoras matriciais ou de agulhas
Funcionam através de uma cabeça que contém um conjunto de agulhas (9 ou 24, conforme a
qualidade da impressora) que imprimem pontos contra o papel, através de uma fita impregnada de
tinta.

-| CARACTERÍSTICAS
-São lentas e barulhentas;
-Monocromáticas;
-Qualidade de impressão baixa;
-Baixo preço das fitas; A desaparecerem…
-A sua vantagem é conseguirem os mais baixos custos por folha impressa.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

IMPRESSORA
Impressoras de jactos de tinta
Funcionam com base num dispositivo que projecta jactos de tinta contra a folha de papel.

-| CARACTERÍSTICAS
-Bastante silenciosas;
-Medianamente rápidas;
-Qualidade de impressão superior às matriciais e inferior às laser;
-Podem ser monocromáticas ou a cores;
-Mais baratas que as laser.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

IMPRESSORA
Impressoras laser
Funcionam com base na tecnologia laser (feixes luminosos). O toner é a tinta em
pó que se fixa na folha.

-| CARACTERÍSTICAS
-Silenciosas;
-São as mais rápidas;
-Oferecem a melhor qualidade de impressão;
-Podem ser monocromáticas ou a cores;
-Custo por folha reduzido;
-São as mais dispendiosas quer no preço quer na manutenção e nos
consumíveis que utilizam.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

OUTROS DISPOSITIVOS
As redes de computadores permitem interligar vários computadores (ou outros dispositivos)
entre si com a finalidade de partilharem informação ou recursos informáticos.
As redes informáticas podem ser classificadas quanto à sua abrangência geográfica em dois tipos
principais:
LAN – (Local Area Networks) redes locais;
WAN – (Wide Area Networks) redes de abrangência alargada (por exemplo a Internet).

Ligação através de uma…


PLACA DE REDE (Podem já vir embutidas na placa-mãe ou encaixam-se num slot da placa).
Dispositivos de input e output, pois envia dados de um computador para outro e recebe dados de outros
computadores

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA

OUTROS DISPOSITIVOS Modem. MODulator


MODEM e DEModulator.
É um dispositivo que, em redes WAN, permitem ligar computadores entre si. Dispositivo que
modula a informação
Converte sinais digitais em sinais analógicos e vice-versa, enviados ou que sai de um
recebidos através de uma linha telefónica, por cabo ou pelo “ar” (tecnologia computador para que
wireless). passe pelo cabo e, ao
receber informação,
terá que a
desmodular (passar
Podem ser: de novo a digital)
para poder ser
Internos – inseridos num slot de expansão da placa-mãe)
processada pelo
Externos – contido numca cixa que se liga ao computador, por um cabo, a computador.
uma porta de série ou USB.

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
Alguém pediu um computador novo?

VAMOS ÀS COMPRAS ???

www.inforlandia.pt

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação
Alguém pediu um computador actualizado?

VAMOS FAZER UM UPGRADE ???

Mais espaço de armazenamento… Disco duro

Microprocessador

Mais memória… RAM

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM COMPUTADOR


1.1 Conceitos Introdutórios
1. Tecnologias da informação e comunicação