You are on page 1of 8

FACULDADE DE ECONOMIA

CONTAB. FINANC.II
UEM
Estudo de Contas

CLIENTES C/TÍTULOS A RECEBER

1 Aula organizada por Eulália Madime

OPERAÇÕES COM TÍTULOS A RECEBER


Parte significativa das transacções comerciais é
efectuada a crédito como nos referimos na
aula passada. Para formalizar a dívida, é
frequente emitirem-se documentos,
considerados como garantia especial de
pagamento dessas transacções, denominados
títulos de crédito, dos quais destacam-se, a
letra e a livrança.
Quando os débitos estão representados por
títulos de crédito, dizem-se titulados. Para o
nosso estudo, daremos maior enfoque à letra.

Aula organizada por Eulália Madime

1
3

LETRA

É um título de crédito através do qual uma


determinada pessoa ou entidade (o sacador)
ordena a outrém (sacado) o pagamento de uma
certa importância (valor nominal da letra), a si ou a
outra pessoa ou entidade (tomador), numa
determinada data (vencimento). Um outro
interveniente é o avalista – pessoa que assume a
responsabilidade de pagar a letra no caso do
sacado não o fizer.

Aula organizada por Eulália Madime

OPERAÇÕES DA LETRA
 À semelhança de outros títulos de crédito, está
sujeita a um conjunto de operações: saque, aceite,
cobrança, desconto, reforma, recâmbio e
protesto.

 Saque
Corresponde a emissão da própria letra, ou seja
ordenar a alguém o pagamento de uma certa
quantia na data de vencimento.

Aula organizada por Eulália Madime

2
5

OPERAÇÕES DA LETRA
 Saque (cont.)
saque pode ser a vista – o sacado deve
pagar em qualquer dia da sua
apresentação;
A data fixa – a data vem fixada na própria
letra;
A prazo de vista – a letra vence no fim dum
determinado prazo que se conta a partir da
data do aceite;
A prazo de data - a letra paga-se no fim dum
determinado prazo que se conta a partir da
data do saque;
Aula organizada por Eulália Madime

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.

O ENDOSSO

Transmissão a terceiros de todos os direitos


emergentes da letra;

O ACEITE

Declaração da responsabilidade pelo


pagamento na data do vencimento pelo
sacado
Aula organizada por Eulália Madime

3
7

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


 COBRANÇA

O sacador pode manter os títulos em carteira cobrando-os


directamente na data do vencimento ou através de uma Instituição
de crédito, debitando ao sacado os juros correspondentes ao
período do diferimento do pagamento. Normalmente, esta situação
ocorre se o sacador dispuser de uma situação financeira que não
lhe exija o recurso ao desconto bancário.

Devemos distinguir a cobrança directa da cobrança bancária:

Cobrança directa – não existe a intervenção de qualquer


intermediário financeiro;
Cobrança bancária – constitui um serviço bancário em que se credita
directamente na conta bancária do sacador o produto da
cobrança e debitam-se comissões e outras despesas (a contabilizar
como custos financeiros).
Aula organizada por Eulália Madime

8
.
OPERAÇÕES DA LETRA – CONT
 O DESCONTO

É efectuado nos bancos comerciais e consiste numa realização


do valor antes da data do vencimento da letra, pagando-se,
para tal, os juros e encargos relativos ao período
compreendido entre a data do desconto e a de vencimento.
Muitos autores designam desconto aos encargos que a
instituição de crédito deduz ao valor nominal do título.

O desconto apresenta uma grande vantagem para o portador


do título visto possibilitar a realização antecipada do valor
debitando ao aceitante, os encargos. Pode-se dizer que o
desconto é na prática, um empréstimo a curto prazo
concedido ao aceitante (devedor).

Aula organizada por Eulália Madime

4
9

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


O DESCONTO – cont.

Os encargos normalmente suportados pelo


desconto de letras são:

Juros – incidem sobre o valor nominal da letra e


são calculados com base no período
compreendido entre a data de desconto e a
data de vencimento da letra, mais dois dias
(prazo para apresentação à cobrança).
Juros = (VN*i*(n+2))/365

Comissão – incide sobre o valor nominal da letra. A


sua taxa depende do tipo da letra (mesma
praça ou praças distintas)
Comissão de cobrança = VN*t
Aula organizada por Eulália Madime

. 10
OPERAÇÕES DA LETRA – CONT
O DESCONTO – cont.
Imposto – incide sobre o juro e comissões de
cobrança e corresponde à arrecadação por
parte do banco, para posterior entrega ao
Estado.
Imposto de Selo = (Juros + Comissão cobrança)*I

Outras despesas – despesas diversas, tais como


portes, telefonemas, telegramas, e outros.

 Ao valor nominal deduzido dos encargos, dá-se o nome


de valor líquido de desconto ou líquido produto do
desconto (valor que o portador irá receber).
 Valor Líquido Desc. = Valor Nominal – Encargos do desconto
Aula organizada por Eulália Madime

5
11

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


 A REFORMA
Consiste na substituição de uma letra antes do seu vencimento, por outra ou
outras com vencimento posterior. Esta operação, muito frequente, deve-se
ao facto de o aceitante não poder liquidar, no todo ou em parte, o valor
nominal da letra na data de vencimento.

Duas situações podem ocorrer:

O aceitante paga uma parte e aceita nova letra pelo restante – reforma
parcial;

O aceitante substitui a letra antiga, na sua totalidade, por uma nova, não
pagando qualquer valor – reforma total.

Quando da reforma, ao aceitante são debitadas não só as despesas com a


operação (portes de devolução, impostos, impressos, outros) como também
todos encargos bancários a suportar pelo desconto da nova letra. Muitas
vezes os sacadores debitam certas importâncias além das referidas, para
custear despesas internas.
Aula organizada por Eulália Madime

12

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


A REFORMA (cont.)
Relativamente aos encargos bancários, a taxa de
juro é estabelecida, tomando como base não o
prazo da nova letra, mas sim o que decorre entre a
sua data de vencimento e a data da operação
inicial. Tais encargos são, muitas vezes, debitados
pelo sacador na data da reforma, podendo ser
calculados segundo duas bases distintas:

 Encargos não incluídos no valor nominal da nova


letra;

Enc. =Vo ( i(n+2) + t)1,09 + D


36 500

Aula organizada por Eulália Madime

6
13

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


 A REFORMA (cont.)
 Encargos incluídos no valor nominal da nova letra;

Vo +D
Vn =
1 - [ i(n+2) + t]1.09 (taxa de imposto exemplificativa 9%)
36 500

Esta expressão permite-nos determinar os encargos a debitar ao


aceitante = Vn – Vo

A reforma pode ocorrer quando os título estão em carteira, foram


enviados a cobrança ou já descontados pelo banco. É sempre
necessário verificar em que situação se encontram contabilizados,
para efectuarem-se as anulações necessárias.
Aula organizada por Eulália Madime

14

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


 O RECÂMBIO
Quando a letra é apresentada ao aceitante para proceder ao
seu pagamento, duas situações podem ocorrer:

 O aceitante paga a letra terminando, a sua vida e função;


 O aceitante recusa-se ao pagamento, sendo devolvida ao
sacador por incobrabilidade. Tal devolução por falta de
pagamento constitui o recâmbio.

O recâmbio de letras não cobradas comporta sempre


despesas tais como, portes, telefonemas, e outras, que
devem ser debitadas ao aceitante, na sua totalidade, se a
responsabilidade de tal facto lhe for imputada.

Aula organizada por Eulália Madime

7
15

OPERAÇÕES DA LETRA – CONT.


O PROTESTO
Consiste numa acção levada a efeito pelo portador
da letra, motivada pela falta de aceite ou pela
falta de pagamento. O protesto por falta de aceite
deverá efectuar-se durante os prazos fixados para
a apresentação ao aceite; o protesto por falta de
pagamento deverá efectuar-se num dos dois dias
úteis seguintes àqueles em que a letra é pagável.

Aula organizada por Eulália Madime

16
Movimentação
412 Clientes - Títulos a receber

Saques Endossos a terceiros

Endossos de terceiros Desconto

Reforma (anulação)

Cobranças

Protestos (letras em carteira)

Aula organizada por Eulália Madime