You are on page 1of 2

Fale do meu amor..

Ana é uma mulher da igreja, como tantas outras, ela também sente a
responsabilidade de evangelizar... E até ora por isso.
Sai com a bíblia, começam as oportunidades, Deus colocando pessoas
necessitadas, Ana colocando desculpas:
Aparências; comentários; diferenças... Tudo impede Ana de falar de Cristo...
(Qualquer semelhança com a vida real, não é mera coincidência).

ANA: (no quarto, orando)


Senhor, sei que Tu me chamaste para levar a tua palavra, pregar o teu
evangelho, ajudar vidas e ganhá-las também, eu estou disposta, eu vou sair
agora para evangelizar. Senhor, me capacita, me ajuda e me acompanha.
Ana pega sua bíblia e sai... Ela vai andando e se senta no banco de uma praça,
e começa a ler a bíblia. Aproxima-se uma moradora de rua e senta ao seu lado
e lhe pede ajuda. Ela se afasta, nem da atenção para a mulher.
SENHOR: Ana, fale do meu amor para ela. Diga-lhe que eu posso tirá-la desta
vida de miséria e lhe dar vida com abundância.
ANA: Ah!!! Não Senhor, ela fede, olha como ela tá suja, tá cheirando mal.
(A mendiga se levanta e sai... Ana fica pensando arrependida e resmunga...)
ANA: Eu deveria ter falado de Jesus para ela
(Entra um bêbado e senta ao seu lado, e ela se afasta. O bêbado fica olhando
ela com a bíblia na mão.)
SENHOR:
Ana, fale do meu amor para ele, fale que eu posso tirá-lo desse vício e dar a
alegria que ele precisa e que não encontra na bebida.
ANA: Ai, Senhor, pra ele não, ele tá com um bafo de cachaça, que não estou
conseguindo nem ficar do lado dele.
SENHOR: Eu estou te dando oportunidade... Fale do meu amor!!!
(O bêbado sai... Entra uma prostituta e senta ao seu lado...)
PROSTITUTA: (chorando) Eu não quer mais viver... Não agüenta mais essa
vida... Moça eu preciso de ajuda.
(Ana se afasta...)
SENHOR: Ana, ajude essa mulher, fale do meu amor para ela, conte para ela
que eu posso tirá-la dessa vida de sofrimento, e dar uma vida de paz e
felicidade.
ANA: Senhor o que meus amigos vão pensar se me virem falando com essa
mulher, além do mais ela não é uma boa companhia para mim.
SENHOR: Ana, não foi para isso que te escolhi e te chamei. Mas foi para ajudar
outras vidas e ganhá-las.
A prostituta sai... Ana continua lendo a bíblia... Entra uma enfermo.
SENHOR: Ana ajude esse JOVEM, fale do meu amor pra ele, conte a ele que Eu
posso curá-lo...Vamos Ana fale...

ANA: A não Senhor, ele tá todo sujo de sangue e a doença dele pode ser
contagiosa. Eu não quero ficar perto dele não.
(Ana levanta se... E o enfermo sai... )

Entram a amiga da trabalho de Ana. Ana esconde a bíblia.


AMIGA: O que você esta escondendo?
ANA: Ah!!! É só uma bíblia que meu esposo mandou que eu comprasse.
SENHOR: Ana fale do meu amor para ela. Conte que eu morri por amor, por sua
vida.
ANA: Aí Senhor, ela vai rir de mim. Vou passar vergonha. Já basta ela já ter me
visto com a bíblia.

E sua amiga sai... Tchau Ana, depois nos vemos por aí...
Ela sai rindo e falando de Ana por ela ser crente.

SENHOR: Ana um dia eu fui envergonhado, sofri por amor a você e por amor ao
mundo, em mim foram colocados cravos, fui cuspido, maltratado, sofri tudo
sem reclamar...fiz tudo isso por cada uma daqueles que passou por você. Pela
mendiga, pelo bêbado, pela prostituta, a enferma, e por sua amiga também, fiz
para livrá-los da morte, para que vocês tivessem vida eterna juntos a Mim e
hoje o que mais vejo é isso. Eu capacito vidas, as escolho, dou a elas
oportunidade de ganhar vidas e o que vejo é só pessoas se envergonhando de
mim...

ANA: Senhor, me perdoe, eu vou falar ao mundo o que fizeste por mim na cruz,
me perdoe por não ter ajudado aquelas pessoas que estavam perdidas e
gritando por socorro, e me perdoe por ter me envergonhado da tua palavra e de
Ti...
Eu vou evangelizar...

Porque, quem se envergonhar de mim e das minhas palavras, dele se


envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos
santos anjos. Lucas 9:26