You are on page 1of 6

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ
CAMPUS TUCURUÍ

MANUTENÇÃO PERIÓDICA

GABRIEL COSTA
JHONES JHON
JHONATA PINHEIRO

TUCURUÍ/PA
JANEIRO DE2018
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ
CAMPUS TUCURUÍ

MANUTENÇÃO PERIÓDICA

Trabalho acadêmico apresentado na


disciplina , do curso de Técnico de
Eletrotécnica do Instituto Federal do
Pará - Campus Tucuruí, ministrado pelo
professor como requisito parcial para
obtenção de nota para aprovação na
disciplina.

TUCURUÍ/PA
JANEIRO DE2018

2
INTRODUÇÃO

Manutenção periódica é um método de manutenção que começou a ser adotado


desde 1951 que preza a manutenção anteriormente a quebra de produto.
Manutenção periódica tem como seu intuito prevenir a parada súbita de máquina por
quebra para isso incentiva a troca de peças em periodicidade econômica. Periodicidade da
manutenção periódica pode variar-se, como por exemplo anual, semestral ou mensal, de
acordo com tipo ou relevância do produto, sendo executadas inspeção ou manutenção
periódica ou até uma manutenção geral.

3
DESENVOLVIMENTO

Manutenção efetuada com a intenção de reduzir a probabilidade de


falha de uma máquina ou equipamento, ou ainda a degradação de um serviço
prestado. É uma intervenção prevista, preparada e programada antes da data
provável do aparecimento de uma falha, ou seja, é o conjunto de serviços de
inspeções sistemáticas, ajustes, conservação e eliminação de defeitos, visando a
evitar falhas.
É realizada em conformidade com um cronograma ou com índices de
funcionamento da máquina. Normalmente, o período de revisão é baseado em
históricos ou recomendações do fabricante. Enquadram-se nessa categoria as
revisões sistemáticas do equipamento, as lubrificações periódicas, os planos de
inspeção de equipamentos e os planos de calibração e de aferição de instrumentos.
Devido à desmontagem do equipamento para revisão, alguns componentes são
substituídos antes do fim da sua vida útil, e componentes substituídos apresentam
falhas prematuras ou falhas de montagem. Outra desvantagem deste sistema é o
alto custo envolvido na revisão.
A manutenção preventiva por tempo são os serviços preventivos
preestabelecidos através de programação (preventiva sistemática, lubrificação,
inspeção ou rotina) definidas por unidades de calendário (dia, semana) ou por
unidade não-calendário (horas de funcionamento, quilômetros rodados, etc.).
A prevenção preventiva por estado são os serviços preventivos executados
em função da condição operativa do equipamento (reparos de defeitos, preditiva,
reforma ou revisão geral, etc.).

4
CONSIDERAÇÕES FINAIS

Manutenção sistemática (periódica), é a Atividade em que cada


equipamento para, após um período de funcionamento, para que sejam feitas
medições, ajustes e, se necessário, troca de peças. A atividade segue um
programa preestabelecido a partir de experiência operativa, recomendações do
fabricante ou referências externas. Um bom controle de manutenção preventiva
sistemática requer registros históricos, devendo ser implantado após algum
tempo de funcionamento dos equipamentos, uma vez que normalmente os
fabricantes omitem ou desconhecem os pontos falhos de suas linhas de
produção.

5
REFERENCIAS

http://www.sesmt.com.br/Blog/Artigo/sesmt-diferenca-entre-manutencaoo-preventiva-
corretiva-preditiva-detectiva

https://nexxto.com/manutencao-preventiva/

http://www.kadore.com.br/manutencao-preventiva/

https://www.industriahoje.com.br/o-que-e-manutencao-preventiva