You are on page 1of 3

E Saúde e Bem-Estar

Pessoal e
intransmissível
Com certeza já ouviu o seu médico dizer ‘Não faça as dietas das suas
amigas porque podem não se adaptar a si’. Pois bem, a medicina genética
vem agora confirmar esta máxima. Por Rute Verdade

A Nutrigenética e a Nutrigenómica,
inovadoras fusões de genética e
nutrição, defendem que a predis-
posição para comer determinados alimen-
tos não dependerá tanto da educação ou
SNPs (Single Nucleotide Polymorphism) que
nos diferenciam. Os SNPs são mutações
de apenas um nucleótido, o elemento bási-
co do ADN. Simplificando, o que nos dis-
tingue são as variações de apenas uma ba-
do ambiente em que nos inserimos, mas se do ADN. Através de um teste genético,
A Nutrige- mais do código genético. O que distingue que pode consistir na mera análise de uma
estas duas vertentes? “Nutrigenética e Nu- amostra de saliva, é possível identificar de
nética, trigenómica, na verdade, são sinónimos”, que forma o seu ADN interage com modi-
vertente esclarece o Dr. Roni Moya, biomédico nas ficações na dieta e estilo de vida. São vários
que estuda a Clínicas Praestigium, “normalmente, fala- os factores que podem afectar a estrutu-
interacção mos em Nutrigenética porque acaba por ra do ADN e conduzir ao seu mau funcio-
entre ser mais simples, dá a ideia de não ter um namento: “pode ser a poluição, o tabaco,
alimentos e teor tão investigativo”. os raios ultravioleta ou a alimentação, os
Desde a descodificação do genoma huma- quais podem alterar certas características
genes, alega no, em Abril de 2003, que os geneticistas genéticas herdadas, mas até então inacti-
que é possível se têm dedicado ao estudo das mutações e vas. A Nutrigenética investiga, então, o ti-
delinear variações do código genético, de forma a po de alimentação que poderia auxiliar a
um regime explorar possíveis soluções para as doenças não activação dessas características que es-
alimentar que todos os anos matam milhões de pes- tariam escondidas, e que no futuro pode-
personali- soas. A obesidade é uma dessas doenças, riam vir à tona, provocando certas doen-
que rapidamente se converte numa epide- ças”, continua o Dr. Moya. É devido a estas
zado, de mia mundial e, por conseguinte, importa pequenas diferenças genéticas que algumas
acordo com encontrar uma cura para este mal dos tem- pessoas emagrecem facilmente com uma
a análise dos pos modernos. A Nutrigenética, vertente determinada dieta, e outras, sob o mesmo
polimorfismos que estuda a interacção entre alimentos regime, continuam a debater-se com o ex-
genéticos. e genes, alega que é possível delinear um cesso de peso. Este facto é explicitado por
regime alimentar personalizado, de acor- um estudo norte-americano sobre as va-
do com a análise dos polimorfismos gené- riações do gene APOA1, relativo aos níveis
ExecutiveWomen

ticos. de colesterol HDL, o chamado “colesterol


Somos praticamente todos iguais: cerca de bom”. Segundo estudos científicos, as ta-
99.9% do ADN é comum a todos os hu- xas de HDL aumentam com o consumo de
manos. São os polimorfismos genéticos ou ácidos gordos polinsaturados (os famosos
76
Saúde e Bem-Estar E

ómega 3 e 6), nomeadamente através de contrário de dietas perigosamente desequi-


peixes gordos, como a sardinha, o salmão libradas como a de Atkins ou segundo o ti-
e a cavala. Aumentando os níveis de HDL po sanguíneo, perde peso com mais
no sangue e mantendo baixos os de LDL, facilidade e sem sobrecarregar os
seria possível reduzir significativamente os órgãos (a referida dieta de Atkins,
riscos de doenças cardiovasculares. Contu- por exemplo, por ser muito rica
do, o estudo demonstrou que alguns indi-
víduos poderão reagir de forma oposta aos
ácidos gordos, e ver os seus níveis de HDL
diminuir e os de LDL aumentar. À medida
que vão sendo identificados os genes que

J.A.
predispõem para a predilecção por doces,
pelos alimentos gordurosos e, em geral,
que levam uma pessoa a engordar mais que
outra, vai sendo mais fácil identificar como
eles interagem e definir a ementa para re-
solver estes problemas.
Estes novos ramos da nutrição baseiam-se
na premissa de que, através da análise das
alterações genéticas do indivíduo, é
possível avaliar os benefícios e os
riscos que determinados alimen-
tos comportam para a saúde. A
partir daí, é elaborada uma dieta Dr. Roni Moya
personalizada consoante o genótipo do pa- em proteínas, faz disparar os níveis de co- biomédico nas Clínicas
Praestigium
ciente. Graças à leitura e interpretação das lesterol e de ácido úrico, sobrecarregando
informações contidas no ADN, o médico o fígado e os rins). No entanto, o biomédi-
terá todas as ferramentas para identificar co adverte que “eu só prescrevo a Nutrige- Uma vez que
o funcionamento do seu metabolismo e as nética quando a pessoa não tem condições a dieta não
reacções genéticas aos alimentos e, afirma de ser tratada de outra forma. Sendo uma
o especialista, “no caso da obesidade é pos- medicina preventiva, deveria ser usada co-
é concebida
sível definir a probabilidade de emagrecer mo padrão para toda a gente, mas a análi- exclusiva-
com maior ou menor facilidade, estabele- se ainda é cara e, portanto, é preciso estar mente para
cer a melhor forma de manter o tratamen- consciente dos benefícios que esta análise o emagreci-
to em curso ou alterá-lo de acordo com as pode trazer e se vale a pena fazê-lo”. mento, mas
suas características. Além disso, através da Uma vez que a dieta não é concebida ex- também para
leitura da análise, o paciente fica já a saber clusivamente para o emagrecimento, mas
se tem ou não facilidade em emagrecer e, também para a cura e prevenção de pato-
a cura e
portanto, já sabe exactamente o que espe- logias, contribui para uma melhoria geral prevenção de
rar de uma dieta”. Tal não significa que o da sua saúde. Sendo adaptada a si, os ali- patologias,
novo regime alimentar não implique uma mentos serão mais do que comida, serão contribui
certa dose de sacrifício e de disciplina, mas um medicamento receitado pelo médico. para uma
será, com toda a certeza, mais fácil de se- A promessa dos especialistas é que, através melhoria
ExecutiveWomen

guir porque, em teoria, é infalível. Se co- da dieta dos genes, poderá prevenir doen-
meça uma dieta sem a sensação de incerte- ças como o cancro, Parkinson ou Alzhei-
geral da sua
za de resultados, é muito mais fácil levá-la mer, retardar o envelhecimento e dar-lhe saúde.
a bom termo. O melhor de tudo é que, ao uma melhor saúde e aparência em geral.
77
E Saúde e Bem-Estar

Isto porque a Nutrigenética integra-se na de 26 de Janeiro, regulamentou o uso da


D.R.

chamada medicina anti-envelhecimento e informação genética pessoal, estabelecen-


procura “impedir a acção dos radicais li- do que os dados apenas poderão ser usados
vres (…), moléculas muito reactivas que para efeitos de cuidados de saúde. O Dr.
se ligam directamente ao ADN da pessoa e Moya concorda com a medida, “Sou a favor
aumentam a destruição das células (…), o do uso de informação genética para a in-
que leva ao envelhecimento precoce”. vestigação e de um ponto de vista médico,
Existem contudo, contrapartidas: o sim- mas não como forma de discriminação por
ples teste necessário para fazer os ajustes parte das empresas e seguradoras, (…) se-
alimentares é ainda relativamente dispen- não entraríamos numa era neo-nazi, ago-
dioso, apesar da enorme diminuição dos ra de segregação genética”. No entanto, as
custos ao longo dos últimos anos; e sobre- penalizações decorrentes da violação da lei
tudo, como se lida com o receio de desco- ainda não estão previstas, o que fragiliza a
brir as doenças a que estamos mais predis- garantia da sua protecção e, naturalmente,
postos? a confiança dos cidadãos.
Este teste não serve apenas para identificar Em Portugal, a Nutrigenética está disponí-
quais os alimentos que devem ser inseridos vel ao público pela mão das Clínicas Praes-
para a ajudar a perder peso; é útil, especial- tigium, que contam com este serviço ino-
mente, para melhorar a sua saúde e preca- vador desde Maio de 2007. No entanto, se
ver-se contra as doenças a que está mais planeia informar-se com o seu médico, es-
propensa. No entanto, o teste não se trata cusa de perder o precioso tempo de espera
de um diagnóstico. A existência de predis- no consultório, pois o mais provável é que
posição não significa necessariamente que ele não seja capaz de a esclarecer. “Acho
desenvolverá as doenças. Saber a que doen- que [os médicos] têm de ter uma formação
ças está mais sujeita permite-lhe, sobretu- extra. A genética é uma área que tem tido
do, tomar medidas de prevenção. Mesmo avanços muito rápidos, os quais o médico
se já tiver desenvolvido determinada do- deve ir acompanhando para melhor poder
ença, a Nutrigenética “não cura mas auxilia ajudar os seus pacientes. É importante fa-
bastante no aumento da qualidade de vida”. zer muitas formações, conferências com
Sendo tão
Outro problema que poderá ser colocado, especialistas que permitam aos médicos
recente, a principalmente numa altura em que se co- actualizar-se, integrar novos conhecimen-
esmagadora meça a incentivar a criação de uma base de tos e tornar-se capazes de perceber como
maioria da dados genética, é o acesso generalizado às trabalhar com o resultado dessas análises”.
classe médica informações pessoais, o que pode levantar O biomédico brasileiro não pode precisar
não está questões éticas e morais, nomeadamente há quanto tempo a Nutrigenética se en-
ao nível do preconceito laboral. Havendo contra em Portugal disponível ao público
habilitada a
a possibilidade de saber quais as doenças como serviço médico, mas acredita que
ler os dados a que a pessoa está geneticamente predis- não será há mais de três anos. Sendo tão
resultantes posta, as empresas e seguradoras poderão recente, a esmagadora maioria da classe
do teste usar essa informação para rejeitar o indiví- médica não está habilitada a ler os dados
genético e duo. Os EUA já deram um passo em fren- resultantes do teste genético e convertê-los
convertê-los te, com a assinatura, a 21 de Maio de 2008, em instruções práticas. O melhor ainda
da GINA (Genetic Information Nondiscri- é fazer uma boa pesquisa e, se se decidir
em instruções
ExecutiveWomen

mination Act), que garante os direitos dos pela dieta dos genes, assegure-se das cre-
práticas. cidadãos contra eventual discriminação denciais do especialista; tudo o que é novo
tendo como base as suas informações ge- gera alguma confusão e em todas as áreas
néticas. Em Portugal, a Lei n.º 12/2005, surgem os ‘charlatães de serviço’. E
78