You are on page 1of 10

Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR)

O Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR) é um documento obrigatório que


registra informações do transporte de resíduos desde a fonte geradora até a sua
destinação final. Através desse registro é possível monitorar a geração, o transporte e
a destinação adequada dos resíduos sólidos no Estado do Rio de Janeiro.

O MTR é gerado através de um sistema totalmente online, no qual o


requerente/usuário faz o seu cadastro e, em seguida, insere as informações sobre os
resíduos que transporta.

A nova regulamentação, que estabelece a metodologia e que substitui a DZ-1310, é a


Norma Operacional para o Sistema Online de Manifesto de Transporte de Resíduos –
NOP Inea 35 - Sistema MTR, aprovada pela Resolução Conema Nº 79, que estabelece
as condições de controle da geração, transporte e destinação adequados de resíduos
no Estado do Rio de Janeiro.

PROCEDIMENTOS

1. As atividades geradoras, transportadoras, armazenadoras temporárias e


destinadoras de resíduos deverão cadastrar-se no Sistema MTR:
www.inea.rj.gov.br/mtr.
2. O sistema enviará para o e-mail cadastrado uma “Senha de Acesso”, que deverá
ser digitada juntamente com o código de acesso e o CNPJ do usuário (para pessoa
jurídica), ou CPF (para pessoa física).
3. O Sistema MTR permite que o próprio usuário solicite, diretamente, o cadastro de
mais de uma unidade para um mesmo CNPJ ou CPF.
4. O gerador deve preencher todos os campos do MTR, excetuando-se, se necessário,
os campos de placa do veículo, nome do motorista e data do transporte, que
podem ser preenchidos manualmente na saída do veículo com a carga de
resíduo(s).
5. O Sistema MTR disponibiliza uma listagem com as nomenclaturas dos Resíduos e
Rejeitos, conforme a legislação vigente (Instrução Normativa 13/2012 do IBAMA),
bem como indicações pré-formatadas referentes à classificação, estado físico e os
tipos de acondicionamento dos mesmos e tecnologias de destinação final.
6. Após a geração do MTR, uma via deve ser impressa para ser entregue,
obrigatoriamente, ao transportador, que deverá mantê-la durante todo o
transporte.
7. O destinador deve fazer o recebimento da carga de resíduos no Sistema MTR em
um prazo de até 7 (sete) dias após o recebimento da carga em sua unidade,
procedendo à baixa dos respectivos MTRs e aos ajustes e correções que se fizerem
necessários.
8. O MTR pode ser utilizado até 90 (noventa) dias após a data de sua geração no
Sistema MTR, incluindo o prazo de 7 (sete) dias para baixa do destinador. Após 90
(noventa) dias, o mesmo será excluído automaticamente do sistema.
9. Os destinadores devem atestar aos respectivos geradores a efetiva destinação dos
resíduos recebidos, por meio do documento Certificado de Destinação Final (CDF),
que deve ser emitido em até 90 (noventa dias, contados a partir do recebimento
do resíduo.

Em caso de dúvidas durante o preenchimento do MTR, o usuário poderá acessar o


"Manual de Ajuda" disponível no menu de opções “Ajuda”, ou entrar em contato pelo
e-mail manifesto@inea.rj.gov.br ou pelo telefone (21) 2334-5370.
PERGUNTAS FREQUENTES

Nº Pergunta Resposta
Informações completas sobre o funcionamento do Sistema
MTR estão disponíveis no “Manual de Ajuda”, no
1- Como funciona o sistema MTR? endereço eletrônico www.inea.rj.gov.br/mtr. Na tela inicial
do sistema para acesso, há opção para o Cadastramento
ou acesso ao Manual.

Não. O cadastro, a emissão e o uso do MTR são gratuitos.


2 - O MTR é pago?
Não há taxas a serem pagas para emissão dos MTRs.

Todas as penalidades previstas na Lei 3.467, de 14 de


Caso o caminhão esteja circulando no Estado setembro de 2000, que dispõe sobre as sanções
3 - do Rio de Janeiro sem MTR, quais são as administrativas derivadas de condutas lesivas ao meio
penalidades previstas? ambiente no Estado do Rio de Janeiro, e dá outras
providências.
Deve-se emitir o correspondente MTR e disponibilizar
Caso seja necessária a regularização, o que é
4- esse documento à autoridade que fez a retenção do
preciso fazer?
veículo e da carga.
Sim, o novo sistema MTR passou a vigorar oficialmente a
5 - O sistema MTR é obrigatório?
partir de março/2018.
Se não estiver cadastrada no sistema, a empresa não
Uma das solicitações do novo sistema é que
poderá ser listada como Transportador. Deste modo,
todos os envolvidos tenham seus cadastros
deve-se fazer contato com o transportador e solicitar que
realizados no Sistema MTR. Caso algum
se cadastre no sistema, lembrando que este
6- coletor/transportador ainda não tenha
“cadastramento” pode ser feito rapidamente por qualquer
realizado o seu cadastro, não será possível
empresa. Basta ingressar no sistema, no endereço
emitir a MTR e a Declaração? Como proceder
www.inea.rj.gov.br/mtr, e se cadastrar com o perfil que lhe
nesse caso?
corresponda, no caso “Transportador”.
A obrigatoriedade do sistema MTR vale para qualquer
empresa que gere resíduos ou rejeitos, licenciada pelo
O sistema MTR é obrigatório somente para as Inea ou por outro órgão licenciador, instalada ou não no
empresas licenciadas pelo Inea ou para todas Estado do Rio de Janeiro, que deseja fazer a destinação
7 - as empresas instaladas no Estado do Rio de final de resíduos e rejeitos em destinadores licenciados e
Janeiro, independentemente do órgão localizados no Estado do RJ. Também é obrigatório o uso
licenciador? do sistema para as empresas localizadas no Estado do RJ
que gerem resíduos ou rejeitos que serão destinados a
outros estados da federação.
Sim, o gerador de outro estado que transporta ou destina
resíduos no Estado do Rio de Janeiro está sujeito à
Quanto ao gerador de outro estado, como
emissão de MTR. Além disso, o destinador do resíduo,
8 - proceder? Eles também devem possuir
sendo do Estado do Rio de Janeiro, deve solicitar ao Inea
cadastro?
uma Autorização Ambiental de Movimentação de
Resíduos.
Há necessidade de usar o sistema MTR para
9- Sim. Os RSS já estão incluídos no sistema MTR.
o transporte de resíduos de serviço de saúde?
Se esses resíduos são coletados pelo sistema de coleta
Nossa empresa está localizada em um
pública (prefeitura), juntamente com os resíduos urbanos,
condomínio industrial. Aqui há recolhimento
10 - não há necessidade do MTR. Mas, caso a coleta seja
do lixo de banheiro e cozinha. Nesse caso, é
realizada por empresa privada e os resíduos, destinados a
necessário emitir o MTR?
aterros privados, deve ser emitido MTR.
Nº Pergunta Resposta

No caso de cargas de resíduos ou de rejeitos geradas por


empresas do RJ e transportadas para destinadores fora
do Estado do Rio de Janeiro, o gerador deve indicar no
MTR o nome do destinador final que está fora do estado.
Quanto aos destinadores finais de outros Isto quer dizer que este destinador em questão deve estar
11 -
estados, como proceder? previamente cadastrado no sistema, para que o gerador,
ao emitir o MTR, possa incluí-lo. Caso contrário, o sistema
não aceitará o ingresso dessa empresa. Logo, os
destinadores finais de fora do Estado do RJ devem ser
orientados a se cadastrarem no Sistema MTR.

O cadastramento somente está permitido para geradores,


transportadores e destinadores. Assim, a empresa à qual
Somos gerenciadores de resíduos de
vocês prestam o serviço de gerenciamento de resíduos
empresas de grande porte dentro do Estado.
12 - deve se cadastrar como “Gerador”. Ao fazê-lo, a empresa
Para cadastro não temos a opção
receberá duas senhas, uma master e outra de acesso.
gerenciador. Como devemos proceder?
Com a senha de acesso você poderá acessar o Sistema
MTR e emitir, em nome da empresa, o MTR.
O conceito de armazenamento temporário no MTR se
aplica aos casos em que um gerador envia resíduos ou
Devo considerar como armazenamento rejeitos para um destinador final, utilizando-se de uma
temporário e apresentar no MTR online os empresa que fará uso de uma unidade de armazenamento
resíduos que são acondicionados na Central temporário, licenciada como tal, com posterior envio ao
13 -
de Resíduos/caçambas coletoras, como destino final definido.
lâmpadas, que só são destinadas quando em Manter as lâmpadas acondicionadas internamente na
maior quantidade? Central de Resíduos em sua empresa à espera de um
volume adequado para transporte não se aplica a esse
conceito.
Os armazenadores temporários poderão Os armazenadores temporários não poderão alterar os
alterar manifestos de seus clientes ou dados dos MTRs. Esta alternativa de editar pesos e
14 -
geradores ou esta prerrogativa é exclusiva classificação do resíduo é prerrogativa exclusiva dos
dos destinadores finais? destinadores, no momento do recebimento das cargas.
Entende-se que uma vez que foi dado baixa (MTR
Se em uma empresa destinadora um recebido), o recebimento está de acordo com as
determinado manifesto foi baixado, mas, após informações do Gerador e as características recebidas
15 -
baixá-lo, se fez necessário alterá-lo, será pelo Destinador. Entretanto, é possível alterar algumas
possível alterá-lo? informações, caso seja necessário, por motivo de erro ou
engano.
A Declaração de Movimentação de Resíduos Sim. O módulo de DMR (Declaração de Movimentação de
16 -
e Rejeitos (DMR) está disponível no sistema? Resíduos e Rejeitos) está disponível no sistema.
O cancelamento de um MTR deve ocorrer somente em
situações onde o gerador cancela o envio da carga, ou
Em que casos se aplica o cancelamento de
17 - quando decide modificar o transportador ou o destinador.
manifesto eletrônico?
Ou ainda se resolver acrescentar resíduos em uma
viagem já contratada.
Caso se proceda ao recebimento com correção das
Como proceder se eventualmente um cliente
informações, e por algum motivo volte a haver alguma
18 - questionar ou for necessário alterar os dados
divergência, a solicitação de alteração neste MTR
de um manifesto?
somente poderá ser feita por meio do Sistema MTR.
Uma vez emitido um MTR, ele fica válido no Sistema MTR
Há um prazo para a chegada da carga de
por 90 dias. Ele permanecerá “em aberto” enquanto não
resíduos após emissão do manifesto de
for recebido ou cancelado. Entretanto, o fato de um MTR
transporte de resíduos? Exemplo: um gerador
19 - permanecer “em aberto” por muito tempo pode ser motivo
emitiu um MTR no dia 01/06 e até o dia 30/06
de alerta para o Gerador, que deve averiguar as causas e
a carga não ingressou no destinador. O que
tomar providências caso a carga tenha sido retirada para
ocorre?
envio.
Somos uma empresa de outro estado e Sim, além do MTR emitido pelo Sistema do órgão
enviamos material para coprocessamento em ambiental do estado de origem, também há necessidade
20 -
uma empresa localizada no Estado do RJ. Já do MTR emitido pelo Sistema do Inea. Além disso, o
possuímos o MTR emitido pelo Sistema do Destinador do Estado do Rio de Janeiro deverá solicitar
Nº Pergunta Resposta
órgão ambiental do estado de origem; mesmo ao Inea uma Autorização para Movimentação de
assim preciso enviar um MTR emitido pelo Resíduos.
Sistema do Inea?
No caso indicado, você tem duas alternativas: licenciar-se
como transportadora de resíduos e relacionar seu
Podemos transportar resíduos de borra de
caminhão na respectiva licença de operação, ou utilizar-se
tinta e sólidos contaminados com óleos e
21 - de uma transportadora já licenciada para realizar este
tintas em nosso caminhão próprio? Como
transporte. No Sistema MTR você não terá como indicar
posso proceder?
um caminhão de uma empresa não licenciada para esse
tipo de transporte.
No caso de empresas que beneficiam matérias-primas
para terceiros, transformando-as em produtos e gerando
resíduos durante o processo de beneficiamento, essas
empresas serão geradoras. E, como tal, devem se
cadastrar no sistema como geradores e preencher MTR
para o envio desses resíduos (gerados no processo de
beneficiamento) para destinação. Assim, esta empresa
que beneficiou a matéria-prima vai entregar os produtos
acabados e, quanto aos resíduos, emitir um MTR para
poder enviar a um destinador licenciado para isso. Se os
Alguns de nossos clientes prestam serviço de
resíduos forem enviados à empresa proprietária da
terceirização. Nesses casos, eles geram os
matéria-prima originalmente enviada, esta empresa passa
resíduos, mas os devolvem juntamente com o
22 - a ser, neste caso, o destinador, e ela terá de estar
produto para a empresa contratante, que os
cadastrada no sistema como destinador, caso contrário
destina. Sendo assim, a empresa terceirizada
você não poderá incluí-la no MTR que você vai emitir.
está isenta do cadastro?
Quanto ao transporte, lembramos que a empresa que vai
fazer o transporte também tem de estar cadastrada e,
para isso, deve estar licenciada para transportar resíduos.
A licença de transporte pode ser do Inea, do IBAMA (caso
ocorra transporte interestadual) ou da Secretaria Municipal
de Meio Ambiente. Dessa forma, você poderá emitir seu
MTR, e os resíduos enviados devem ser recebidos pela
empresa destinadora indicada no MTR, através do
Sistema MTR. Portanto, a empresa contratante não está
isenta de cadastro.
A reciclagem e o coprocessamento são formas de
destinação final corretas e reconhecidas pela legislação
ambiental em vigor. Não estão, portanto, isentas de
E as empresas como as de reciclagem ou de
cadastro. Assim, as recicladoras devem se cadastrar
cimento, que reutilizam os resíduos
23 - como destinadores com a tecnologia de reciclagem, e as
novamente na cadeia produtiva, são isentas
cimenteiras com a tecnologia de coprocessamento. Ao
também?
receberem resíduos de terceiros, devem fazer o
recebimento do MTR emitido pelos respectivos geradores,
dando as respectivas baixas no sistema.
Todos os subprodutos mencionados são resíduos gerados
pela operação principal da empresa (produção de portas).
Caso a empresa tenha uma produção de Logo, o transporte desses resíduos requer a emissão de
portas de madeira e gere como subprodutos MTR, pois vocês estariam destinando-os a empresas
24 - cavaco e lenha, que são vendidos como destinadoras (recicladores, por exemplo). A menos que
matéria-prima para outras fábricas, precisa ter esta empresa tenha a produção de cavacos como negócio
MTR? ou parte do negócio principal. Então, seria matéria-prima
que vai ser vendida, e, como tal, vai requerer a
correspondente documentação fiscal para o transporte.
No caso de empresas que geram resíduos recicláveis
Empresas que só geram recicláveis, como encaminhados para empresas de reciclagem tem de haver
25 - plástico e papel, precisam se cadastrar no o MTR para documentar a movimentação. O reciclador
sistema? (destinador), por sua vez, tem que estar cadastrado e
acusar o recebimento desses resíduos para reciclagem.
Restos de chapas de ferro e aço são considerados
sucatas e precisam de MTR, pois serão encaminhados,
Restos de chapa de ferro e aço são
através de transporte, para uma destinação adequada,
considerados resíduos? Precisam do MTR?
26 - possivelmente reciclagem. Na tabela do IBAMA, você
Não encontrei no sistema do MTR nenhum
encontra o código 16 01 17 – Sucatas Metálicas Ferrosas,
resíduo com essa descrição.
que corresponde ao indicado. Tem ainda outro código: 17
04 05, referente a Sucatas Metálicas, Ferro e Aço.
Nº Pergunta Resposta
Verifique qual se aplica melhor ao caso e selecione.
Sim, o MTR deve ser preenchido. O cadastro como
“Destinador” permite a escolha da destinação para “aterro”
(dentro ou fora do Estado) ou “outros” (dentro ou fora do
O MTR abrange o transporte de efluentes
Estado). Nesse caso, deve se cadastrar com a opção
líquidos, como esgoto e efluente de tanques
“outros” (dentro ou fora do Estado), e a tecnologia
27 - sépticos (fossas sépticas)? Como seria a
escolhida seria “outras” (último item da lista de opções).
escolha para destinação desse tipo de
Ao selecionar esta opção, se abrirá um campo para você
resíduo?
indicar o tipo de destinação. Por exemplo, no seu caso:
“Estação de Tratamento de Efluentes” ou “Tratamento de
Efluentes”.

Uma empresa do ramo de confecção faz o


Independente do tipo de resíduo, o gerador deve consultar
transporte de resíduos (como retalhos, pontas
a Gerência de Atendimento para verificar se o resíduo
de agulhas de tear, lâmpadas fluorescentes
exige transporte licenciado.
28 - etc.) para o destinador, sem ter licença para
Caso não tenha a exigência de licença, o gerador pode
transporte, pois não há volume suficiente para
fazer/atualizar seu cadastro contemplando também o perfil
contratar transporte licenciado. Como fazer o
transportador.
cadastro?

A indicação da data de expedição do MTR é a data de


emissão do documento. Não precisa, necessariamente,
ser a mesma do transporte. O campo de data do
transportador não é obrigatório. Assim sendo, no exemplo
Determinado cliente solicitou, no dia 08/07, dado, um MTR emitido dia 11/07 pode ficar emitido e
coleta de resíduos para o dia 11/07. No impresso sem a data de transporte, que somente será
momento da solicitação, já é deixado o MTR preenchida (à mão) na data efetiva do transporte. Não
pronto inserindo a data de expedição para o existe problema com o preenchimento manual, assim
29 - dia 11/07. Mas no dia marcado para a coleta, como a indicação do nome do motorista e da placa (caso
por algum motivo do cliente ou do você mude o caminhão para o transporte no dia da
transportador, há algum impedimento na coleta), pois estas informações serão registradas no
realização da coleta. Há como alterar a data sistema quando o destinador receber a carga e indicar, no
de expedição no MTR emitido? sistema, o recebimento do MTR correspondente. Estas
informações sobre o motorista, o veículo e a data de
recebimento, ao serem registradas nesse recebimento,
estarão automaticamente inseridas no MTR gerado pelo
gerador.
Não há opção para edição de um MTR salvo. A única
solução para este caso será o gerador acessar o sistema,
Houve mudança do caminhão e do motorista
entrar em “Meus MTRs” e cancelar este MTR, emitindo
que fará o transporte dos resíduos após a
30 - outro, sem placa e nome do motorista. O nome do
emissão de um MTR. Há opção de edição do
motorista e placa pode ser preenchido manualmente, pois
MTR?
o destinador irá inserir esta informação no momento do
recebimento.
Caso no MTR esteja indicando equivocadamente o código
e nome de um resíduo, o destinador (e só o destinador)
terá a opção de proceder à correção no momento do
recebimento, editando os dados desse resíduo com o
Um cliente solicita a coleta de um determinado código, nome e classe corretos. Esta correção será
resíduo, mas, ao chegar no aterro industrial e automaticamente inserida no MTR originalmente emitido
passar pela inspeção, constata-se que o pelo gerador. O MTR registrado no sistema manterá o
31 - resíduo está contaminado e é reclassificado. nome e os dados do resíduo indicado equivocadamente
Como será feito o ajuste do MTR? O com um valor de “zero” e acrescentará o resíduo com a
destinador terá autonomia para fazê-lo no identificação correta e o peso efetivamente recebido.
site? Haverá ainda um campo para o destinador registrar suas
observações referentes à correção efetuada. O destinador
só pode corrigir a identificação equivocada do resíduo
listado no MTR pelo gerador. Ele não poderá adicionar
resíduos novos eventualmente trazidos em um transporte.
Deve-se utilizar o perfil Gerador/Transportador/Destinador
quando a principal atividade industrial da empresa
Qual a diferença entre os perfis: cadastrada for, preferencialmente, uma geradora de
32 - Gerador/Transportador/Destinador e resíduos, sendo o transporte uma atividade eventual (caso
Destinador/Transportador/Gerador? tenha uma frota de transporte) e tenha ainda uma
atividade de destinação final (caso de receber resíduos e
reutilizá-los como matéria-prima na reciclagem). Deve-se
Nº Pergunta Resposta
utilizar o perfil Destinador/Transportador/Gerador quando
a atividade principal for de destinação final, tendo uma
frota de transporte para os resíduos de seus clientes e
gerar, eventualmente, resíduos que devem ser destinados
em outra empresa destinadora.
A solução para este caso seria estimar o peso da sucata
que vai ser transportada. A empresa que vai receber esta
sucata deverá entrar no sistema e dar baixa no MTR
Vendemos sucata (papel, papelão, metal não emitido por vocês, confirmando com isso o recebimento
contaminado) para uma empresa. Entretanto, do resíduo. Neste momento a empresa recebedora vai
não temos a possibilidade de pesar esse poder indicar o peso correto recebido. Por exemplo, você
33 - material em nossa empresa, já que não temos estima que a caçamba tenha 1,5 tonelada. Ao receber
uma balança externa e esse material fica esta caçamba, o destinador vai pesar e verificar que o
armazenado em uma caçamba fechada. peso correto do resíduo é, por exemplo, 2,8 toneladas. Ao
Como preencher a MTR, nesse caso? dar baixa no MTR ele terá um campo para indicar o peso
correto. Quando salvar o recebimento, o MTR que você
preencheu com 1,5 toneladas será automaticamente
corrigido para 2,8 toneladas.
Somos uma empresa de reciclagem que envia
aparas de papel ondulado para uma empresa Sim, você deve preencher o MTR para o envio de aparas
34 - que fabrica papel. Gostaria de saber se nós de papel. Neste caso, a empresa papeleira que receberá
precisaremos emitir o MTR para envio das as aparas será o destinador para esse resíduo.
aparas?
Você transporta resíduos da gráfica até seu local, logo
você é um transportador. Você recebe material de uma
gráfica, logo é o destinador desse resíduo. A gráfica terá
Atuamos no comércio de aparas de papel,
de emitir um MTR para acompanhar esta carga de
vendendo o material para as papeleiras. Não
resíduos. Ao receber esta carga você deverá entrar no
trabalhamos com material de catadores e
Sistema MTR e dar baixa neste MTR para recebê-lo. Após
35 - demais, apenas indústria gráfica. Além disso,
a reciclagem, você terá resíduos que devem ser enviados
fazemos o transporte de resíduos para aterro
para um aterro. Ou ainda gera o resíduo beneficiado para
sanitário de material não reciclável oriundo
uma papeleira. Neste momento você é um gerador, que
das gráficas. Qual é o meu perfil correto?
deve emitir um MTR para acompanhar a carga até o
aterro ou até a indústria papeleira. Assim, seu perfil a ser
cadastrado deve ser de destinador/transportador/gerador.
Há uma empresa que coleta o resíduo de
papel e plástico na empresa em que trabalho. De fato, a empresa que recebe seu material enfardado é
Eles transportam até a sua sede e realizam um destinador e tem de solicitar licença para tal. Não se
triagem e enfardamento. Em seguida, enviam trata de um armazenamento temporário.
o material enfardado para a reciclagem
36 - propriamente dita. Para este tipo de transporte A empresa que faz a retirada (transporte), pelo tipo de
é necessário ter a licença ambiental? Mas o resíduo, é um transportador.
fato deles realizarem somente o enfardamento
pode ser considerado um destino final? Ele é É também o seu destinador, procedendo a reciclagem, e
o destinador final do meu resíduo ou é um como tal, deve ser cadastrado.
armazenador temporário?
Somos uma empresa de comércio de aparas
de papel e papelão. Vendemos os fardos para Pela sua explicação você é um "reciclador" e envia os
empresas de reciclagem do Rio de Janeiro. fardos de papel para papeleiras no RJ. Portanto, você
Qual perfil deve ser cadastrado para a nossa deve se cadastrar como gerador. Assim, terá que emitir
empresa no sistema MTR (destinador, um MTR indicando o transportador (que deve estar
37 - gerador, transportador)? Devemos imprimir o cadastrado) e a empresa destinadora, que no caso é a
MTR para a transportadora levar, ou somente indústria de papel. Você deverá imprimir o MTR (somente
o preenchimento online é obrigatório? O MTR uma via), que acompanhará a carga a ser transportada. O
deve ser preenchido a cada carga ou MTR deve ser preenchido a cada carga que sair da sua
poderemos fechar o mês e lançar de uma empresa.
única vez?
De acordo com a NOP-Inea 35, que substituiu a DZ 1.310,
Em atendimento à Diretriz 1310-R7, todo o
a exigência legal de documentar um transporte de
processo referente ao Manifesto de
resíduos com o Manifesto de Transporte de Resíduos
Transporte de Resíduos era feito
38 - (MTR) se mantém, porém com apenas 1 via impressa.
manualmente, ou seja, impresso. Esse
Com a implementação do Sistema MTR, este processo
processo não será mais realizado, uma vez
passa a ser centralizado no que se refere à emissão e
que foi instituído o Sistema de MTR?
controle desse documento.
Nº Pergunta Resposta
Não. Efetivamente deve ser preenchido um MTR para
cada envio de resíduo que sai de sua unidade industrial e
que se destina a uma unidade de destinação final privada
(não se aplica a resíduos coletados por prefeitura -
resíduos similares a urbanos - e que sejam dispostos em
aterros sanitários municipais). Como solução para a
questão da ausência de balança na saída desses
Os resíduos gerados pela empresa são
resíduos, a recomendação é que você indique um peso
pesados no aterro e somente no final de cada
estimado para cada carga. Quando o resíduo for recebido
mês é entregue um relatório dos resíduos e
pelo destinador, ele terá de abrir o MTR no sistema e terá
suas pesagens. E isso é feito para todos os
de indicar o peso correto observado no recebimento. Este
resíduos, pois não possuímos balança. Ou
peso correto será indicado pelo destinador no momento
seja, lixo orgânico com coleta diária, lixo
do recebimento e será registrado no MTR que você
contaminado com coleta quinzenal, água
preencheu originalmente com uma estimativa de peso.
residuária com coleta a cada 2 ou 3 meses, e
Exemplo: Você preenche um MTR indicando, para a carga
39 - assim por diante. Então, pergunto: os MTRs
de lixo contaminado, 0,5 tonelada. No documento MTR
devem ser obrigatoriamente preenchidos
sairá “peso = 0,5 tonelada”. Ao chegar no destinador, a
quando o resíduo sai da nossa empresa?
carga será pesada, dando, por exemplo 0,9 tonelada.
Como faremos para preencher a pesagem?
Para fazer o recebimento do seu resíduo, o destinador
Podemos preencher todas as gerações
deverá abrir o seu MTR no sistema e selecionar “Receber
mensalmente, seguindo os relatórios dos
MTR”. Ele verá uma tela onde terá de indicar a data do
nossos fornecedores (transportador e
recebimento, o nome do motorista e placa do veículo que
destinador), com base na pesagem que eles
fez o transporte e o peso do resíduo verificado na balança.
fazem?
Ao concluir o recebimento e salvar este recebimento, o
valor 0,9 tonelada será incorporado ao MTR originalmente
emitido por você, e todas as cópias deste MTR que estão
no sistema serão imediatamente corrigidas com o peso
correto. Logo, os pesos corretos estarão sempre sendo
incorporados no seus MTRs, na medida em que estes
sejam recebidos pelos seus destinadores.
Não haverá incidência de taxas para a realização do
cadastramento e nem de tributos na emissão do MTR.
Haverá incidência de taxas para a realização
Uma vez cadastrado, não há necessidade de
do cadastramento? Implicará incidência de
40 - recadastramento. Mas caso ocorra alguma modificação
tributos na emissão? Haverá necessidade de
quanto ao perfil ou dados de cadastro, você poderá utilizar
recadastramento anual?
o menu “Configurações” (opção “Meus Dados”) e proceder
às correções necessárias.
Com relação aos toalheiros industriais. Como
Não se trata de transporte de resíduos no caso das
eles transportam as toalhas industriais sujas
41 - toalhas que seguem para higienização. Logo, não tem
para a higienização, devemos considerar
MTR.
como resíduos e emitir o MTR?
A lista que está no Sistema MTR inclui todos os resíduos
listados na IN nº 13 do IBAMA. O que pode estar
ocorrendo é a digitação dos seis dígitos de um código de
um resíduo considerado perigoso (classe I) sem o (*).
Todos os códigos dos resíduos constantes na
Observe que você terá, na listagem, resíduos com
lista da Instrução Normativa do IBAMA n°
somente 6 dígitos (ex. 08 01 16) e resíduos com os seis
42 - 13/2012 já foram incluídos no sistema? Estou
dígitos acrescidos do (*) - ex.: 08 01 17 (*). Lembramos
com dificuldade para encontrar alguns
que, ao digitar os dígitos no sistema, você não deve incluir
códigos.
os espaços. Ao abrir a listagem do IBAMA, o sistema
permite usar a janela de busca. Nela, você pode tanto
usar os códigos quanto uma palavra-chave (veja página
14 do Manual de Ajuda – versão 1.15)
O cadastramento de MTRs se inicia a partir do momento
que você se cadastra e inicia o uso do sistema. Não são
O cadastramento de manifesto de transporte
considerados os MTRs emitidos antes do início do uso do
deve ser de hoje em diante ou consigo
sistema. Os MTRs que foram emitidos fora do sistema
43 - cadastrar o que já foi transportado? Pergunto
eletrônico (anterior ao seu uso) não têm como serem
isso, pois não consigo selecionar uma data de
registrados. De fato, você não pode selecionar uma data
expedição anterior à data atual.
de emissão de MTR anterior à data em que você, de fato,
está no sistema.
Efetuei o cadastro da transportadora e não Não há necessidade de o transportador cadastrar
encontrei, no manual, informações sobre o nenhuma informação referente ao transporte. Nem há
44 -
uso do sistema pelas transportadoras, ou seja, como fazê-lo, visto que o emissor do MTR é o gerador do
precisamos informar ou cadastrar alguma resíduo ou rejeito, e é ele quem fará o preenchimento e
Nº Pergunta Resposta
informação no caso de transporte de resíduos emissão do MTR. A transportadora, estando cadastrada,
para o Rio de Janeiro? poderá ser incluída no MTR como transportadora a ser
utilizada. E, acessando o sistema como usuário, você verá
a relação de MTRs (menu “Manifesto”, opção “Meus
MTRs”) em que está incluído como transportador.
Como você irá transportar, reciclar (você recicla o material
ao descontaminá-lo para usá-lo em seguida) e, por fim,
destiná-lo a alguém para produzir embalagens, seu perfil
deveria ser destinador/transportador/gerador. Assim, o
IBC plástico que você vai retirar e transportar deverá ter
um MTR preenchido pelo “gerador” do IBC, indicando
você como transportador e como destinador (“outros fora
do Estado”). Ao receber o IBC, você ingressará no
Sistema MTR para acusar o recebimento do MTR e dar a
Iremos fazer o transporte e receber os IBCs respectiva baixa. Então seu perfil deveria ser
plásticos para descontaminação e posterior destinador/transportador/gerador, como mencionado. Não
45 -
reutilização das embalagens. Meu perfil seria se esqueça de indicar, no seu cadastro, o n° de sua
destinador/transportador/gerador? licença de transporte. Possivelmente esta atividade consta
em sua licença principal. Se for o caso, indique o n° da
sua LO, se não o n° da LO de transporte. Depois de
processar (descontaminar), caso seu cliente do plástico
recuperado seja uma empresa no RJ, você terá de emitir
um MTR como gerador e como transportador (caso vá
fazer o transporte) e o seu cliente, como destinador. Caso
seu cliente não seja do RJ, o Sistema MTR não se
aplicaria e, sim, possíveis controles de movimentação de
resíduos do respectivo Estado.
O seu perfil deve ser de Gerador/Destinador. Gerador por
gerar areia como resíduo de sua linha de produção e
destinador por receber sucata metálica para seu uso na
produção (reciclagem). No seu caso, você será um
destinador que faz operação de reciclagem. Para se
Recebemos sucata de aço para fundição.
cadastrar com esse perfil, você deverá indicar o número
Precisamos nos cadastrar como destinador?
de sua LO no cadastro de destinador. É provável que a
Somos geradores de areia velha, que usamos
utilização de sucatas metálicas de terceiros esteja contida
46 - no processo produtivo na fundição. Como
na descrição da sua LO. Caso não esteja, é recomendado
deverá ser classificada essa areia, levando
regularizar este uso, oficiando o Inea para que esta
em consideração a Instrução Normativa nº 13,
informação seja incluída na sua LO. Quanto à
de 18 de dezembro de 2012?
classificação da areia (classe IIA) na IN 13, coloque a
palavra “areia” no campo de busca. Será exibido o código
010409. Vale ressaltar que a areia velha deve estar
caracterizada de acordo com a norma ABNT NBR 10004
para se enquadrar neste código.
Sou uma empresa de construção civil e
executo várias obras no Estado do Rio de Não. O Inea considera como gerador do resíduo o dono
47 -
Janeiro. Posso emitir o manifesto das obras do espaço onde a obra é executada.
que eu faço pelo cadastro da minha empresa?
Não. A senha, bem como o cadastro, é de propriedade da
empresa geradora, transportadora ou destinadora.
Sou consultor. Posso pedir alterações no
48 - Alterações de cadastro ou envios de senha devem ser
cadastro dos meus clientes?
solicitados diretamente pela empresa dona da senha ou
com cópia para os mesmos.
Sou consultor/gerenciador de resíduos. Sou Desde que tenha autorização do cliente, sim. Porém, é
eu quem emite os manifestos em nome do importante que no cadastro conste, além do representante
49 -
meu cliente, que é o gerador. Posso me legal da empresa, pelo menos uma pessoa que possua
cadastrar no sistema como emissor? vínculo empregatício direto com a empresa geradora.
O novo sistema utiliza a Listagem Brasileira de Resíduos
Sólidos do IBAMA, de acordo com a Instrução Normativa
nº 13, de 2012, que pode ser baixada para melhor
Não sei o código do meu resíduo. Como
50 - pesquisa. O Inea não pode classificar ou codificar o
proceder?
resíduo pelo gerador. A empresa que gerou os resíduos
deve ser apta a classificar os mesmos, ou procurar auxílio
técnico especializado independente.
51 - Cooperativas precisam ter Licença Ambiental? Associações e cooperativas de catadores para atividade
Nº Pergunta Resposta
de recebimento, prensagem, enfardamento e
armazenamento temporário dos seguintes resíduos
sólidos recicláveis são isentas de licenciamento, conforme
a Resolução CONEMA nº 56, de 13/12/2013. Porém, se
as mesmas também efetuam o transporte dos resíduos, a
atividade de transporte é licenciável.
Ainda estou fazendo o cadastro, porém meus
52 - Digite 0 (zero) nos campos correspondentes.
veículos não possuem CIV/CIPP. O que faço?
Se o cadastro está solicitando ART/AFT foi porque a
Ainda estou fazendo o cadastro da minha empresa declarou exercer uma atividade que necessita ter
53 - empresa e o sistema está me pedindo um Técnico Responsável. Deve ser declarada a Anotação
ART/AFT, que eu não tenho. O que faço? de Responsabilidade Técnica referente à atividade
principal da empresa.
O Inea não tem mais o poder de alteração sobre o
cadastro da empresa. Alterações de cadastro são feitas
Preciso alterar dados e de uma nova senha.
54 - em "Configurações>Meus dados". A recuperação de
Como faço?
senha é feita no "Recuperar senha", logo na página de
acesso.
Quando a quantidade é declarada em "Metros Cúbicos” ou
“Litros”, o Novo Sistema de MTR solicita a densidade para
transformá-la em “Toneladas”. A medida de densidade é o
valor do peso do resíduo dividido pelo volume de espaço
O sistema agora está me pedindo a
(em metros cúbicos) que ele ocupa (d= m/V). Ou seja,
55 - "Densidade" do resíduo e nunca me pediu
quantas toneladas do resíduo cabem em um metro cúbico.
antes. O que é isso?
O cálculo é distinto para cada tipo de resíduo, não sendo
usual uma tabela para os mesmos. Caso a empresa
julgue necessário, poderá procurar auxílio técnico
especializado independente.