UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ – UESPI CAMPUS CLÓVIS MOURA – CC, ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE MARKETING DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MARKETING PROF.

MS RICARDO VERNIERI DE ALENCAR ALUNO: FRANCISCO JOSÉ DA CUNHA JÚNIOR

ANÁLISE DE SWOT: UMA ABORDAGEM ESTRATÉGICA DE UM PORTAL NA INTERNET

TERESINA – SETEMBRO/2009

INTRODUÇÃO

Hoje em dia é fundamental avaliar o comportamento das organizações em relação as força competitivas do mercado, pois os tempos estão incertos para os negócios em todo mundo. O aumento das exigências dos clientes e a sua pouca fidelização assim como o clima de desaceleração econômica são apenas alguns exemplos de como é imprescindível uma reflexão estratégica em qualquer negócio. Diante desta discussão, faz-se necessário uma avaliação dos ambientes onde as organizações encontram-se inseridas para que se possam determinar estratégias compatíveis com a prospecção de cenários para a atividade. Ao levantar essa discussão sobre as estratégias, devemos destacar a relevância dos fundamentos apresentados por Michael Porter. Esses fundamentos compreendem a estratégia e a eficiência como os pilares essenciais na geração de valores para as organizações, revelando que para se alcançar uma estratégia excelente, tem-se como ponto de partida a definição dos objetivos corretos, que parte essencialmente de um bom retorno sobre o investimento em longo prazo, seguido de uma análise do ramo de atividade na qual se faz presente, buscando essencialmente avaliar a posição atual da empresa. É essencial dar muita atenção a analise da empresa no seu meio envolvente. Basicamente uma análise SWOT permite fazer isto. O termo resulta das iniciais das palavras anglo-saxónicas Strengths (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). Esse método de análise teve origem na década de 1960 e foi desenvolvido por Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores de Harvard Business School e representou um passo importante para o planejamento estratégico. Por meio da análise SWOT pode-se relacionar metodicamente, em gráficos, quais as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças que rodam a empresa ajudando a gerenciá-la para melhorar o desempenho. Em termos gerais com a análise SWOT podemos: Eliminar pontos fracos nas áreas pelas quais a empresa enfrenta ameaças graves da concorrência e tendências desfavoráveis perante o negócio;

 

Compreender oportunidades descobertas a partir de seus pontos fortes; Corrigir pontos fracos nas áreas em que a organização vislumbra oportunidades potenciais; Monitorar áreas onde a organização possui pontos fortes afim de não ser surpreendida futuramente por possíveis riscos e incertezas.

O objeto desse estudo compreende o diagnóstico preliminar com fins de elaboração de uma análise SWOT para o portal 45graus.com.br com sede em Teresina-PI, para a disciplina Fundamentos em Marketing do curso de especialização de Gestão de Marketing da UESPI, Campus Clóvis Moura.

CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA

A Internet é um meio desafiador e devido à dinâmica ambiental e a velocidade das mudanças, exige constante adaptação. Isso eleva a necessidade de uma maior flexibilidade por parte dos gestores nas tomadas de decisões. Para se ter uma idéia da grandiosidade deste meio, a Internet brasileira possui cerca de 65 milhões de pessoas, que a utilizam para informação, diversão, negócios ou interação com os outros (Fonte: IBOPE Nielsen online). Na realidade, existe uma visão generalizada de que a Internet causará uma revolução, ou como disse Drucker, uma “transformação profunda na economia, nos mercados e nas estruturas de indústrias inteiras; nos produtos, serviços e em seus fluxos; na segmentação, nos valores e no comportamento dos consumidores, nos mercados de trabalho e de emprego”. Os usuários da Internet passam mais tempo conectados do que em qualquer outro meio – o triplo do tempo gasto assistindo TV, por exemplo. O brasileiro é recordista em tempo online no mundo (Fonte: IBOPE NetRatings – jan/2009). A análise SWOT no meio online parte de um processo genérico de desenvolvimento baseado em avaliações do usuário. Para Felipe Memória, um produto ou serviço online bem projetado envolve muito mais do

que um conteúdo de qualidade. Questões como facilidade de uso, desempenho e design gráfico são de extrema relevância para a análise SWOT.

Um desafio freqüente em projeto de produtos ou serviços interativos é a questão do equilíbrio das necessidades dos usuários com as necessidades de negócios da empresa. É com base nas iniciativas e riscos envolvidos na produção e comercialização de conteúdo online, somados aos aspectos econômicos, político-legais, sócio-culturais, tecnológicos, assim como questões de usabilidade e experiência com usuário que se dar análise estratégica nesse tipo de ambiente. O portal 45graus.com.br foi ao ar em janeiro de 2004, com o propósito de enriquecer a vida das pessoas com conteúdo e serviços que informam, educam e entretêm. Fazendo coberturas locais de eventos, badalações e shows, em menos de 1 ano o portal despontou como sendo referência nesse tipo de segmento. Aos poucos novos concorrentes passaram a disputar os cliques dos internautas locais. O fato de ser pioneiro fez com que continuasse na liderança em acesso, porém no decorrer dos anos houve uma pulverização dos cliques. Em 2006 o portal reformulou sua página principal, implementando novas tecnologias e se adequando as novas mudanças de hábitos dos usuários da Internet. Quesitos como navegabilidade e acessibilidade foram os pontos fortes do novo re-design do produto. Mais não foi apenas o desenho da página que mudou, houve um incremento na estrutura do portal, novos profissionais foram contratados e a disputas por cliques ganhou mais profissionalismo. O Portal passa a oferecer mais conteúdo e serviços com uma abrangência mais diversificada em termos de informações disponibilizadas para os usuários. O resultado foi sentido em menos de dois meses. O número de pages view duplicaram e o tempo de permanência na home aumentou. Com o advento da conexão banda larga e da web 2.0, em 2007, o portal passou por mais uma reformulação, desta vez para sociabilizar o conteúdo por meio de colunistas espalhados por diversas cidades do estado Piauí, Ceará e Maranhão e pela produção de conteúdo segmentado. O portal passou por um incremento muito grande em tecnologia: nova linguagem de programação e otimização da home e páginas internas, para que o portal se

tornasse relevante para os sites de busca. Porém a receita do portal não segue o ritmo de crescimento do mesmo. Apesar de todo o incremento estrutural e aumento de pages view, os anunciantes locais ainda sentem certo receio de investir a divulgação do seu produto no meio on-line.

ANÁLISE DO MEIO AMBIENTE DE MARKETING

AMBIENTE PONTOS POSITIVOS Forças  Diversificação e qualidade de conteúdo; INTERNO  Rapidez de atualização;
 Presença nos principais

PONTOS NEGATIVOS Fraquezas  Equipe reduzida;
 Pouca receita;

 Altos custos;
 Falta de uma equipe própria de

mecanismos de busca;

desenvolvimento (programadores);

 Layout de página limpa e atrativa; Oportunidades Ameaças  Evolução e surgimento de novas  Elevada e competitiva tecnologias que serviram para a criação de diversos novos produtos e serviços;  Parceria com grandes portais para expandir a cobertura. EXTERNO concorrência;
 Conflito de identidade (marca)

entre o portal 45graus.com.br e o seu concorrente principal 180graus.com;  A principal concorrente local tem a simpatia de grandes políticos da região.  Veículos tradicionais de comunicação utilizando de suas grandes estruturas financeira para disponibilizar seus conteúdo na web.

A comparação entre pontos fortes e fracos junto com as oportunidades de mercado e ameaças irá me permitir responder as seguintes questões: 1. Como posso tirar vantagem das novas oportunidades, utilizando meus pontos fortes? 2. Quais pontos Fracos posso melhorar? 3. Com quais pontos fortes é possível neutralizar as ameaças? 4. Quais ameaças, aliadas às fraquezas, preciso temer mais? Com base nos questionamentos e na listagem dos pontos na tabela acima iremos propor algumas das respostas que nos mostrará as estratégias que iram conduzir à maximização das oportunidades do ambiente e construir sobre os pontos fortes a minimização das ameaças bem como a redução dos efeitos dos pontos fracos da empresa. Para tanto o portal irá passar por nova reformulação com dimensões ainda maiores na tela do usuário passando da resolução de 800x600pixel para 1.024x768pixel e o uso quase que em sua totalidade dos princípios da web 2.0. Isso irá permitir a inserção ainda maior de conteúdo, dividido por categorias através de sub-portais distribuídos entre as categorias: Notícias do Brasil e do Mundo, Política, Esporte, Educação, Concursos, Downloads, Cinema, Celebridades, Baladas, Sexualidade, Saúde e Automóveis. A produção se dará por meio de jornalistas próprios, agências de notícias, colunistas e agregadores. Com isso pretendemos atrair novos anunciantes e conseqüentemente aumentar a receita. O Departamento comercial irá se voltar para o mercado nacional, para aquelas empresas que precisam se comunicar com nichos específicos da sociedade. Para tanto irá ampliar sua rede de relacionamento e estreitar a relação com as agências digitais, sem que seja necessário dispor de uma verba muito grande.

CONCLUSÃO

Após a apresentação e discussão sobre os dados levantados podemos afirmar que o diagnóstico ambiental de um portal de Internet é fundamental para o desenvolvimento de um plano estratégico de gestão. Diante dos dados apresentados percebe-se que as perspectivas envolvidas na gestão de um portal vão além das estratégias usuais. Este trabalho, porém, apresentou um conjunto de ferramentas estratégicas, com o intuito de auxiliar a empresa na obtenção de um melhor posicionamento e projeção no mercado, onde a competitividade cresce diariamente. Estas ferramentas podem ser aperfeiçoadas de acordo com as mudanças que ocorrem, não só na empresa, como também no ambiente em que o portal está inserido. Cabe agora aos administradores a percepção de como utilizar estas ferramentas da melhor forma possível, para que os resultados estejam de acordo com o esperado pelo portal. Este estudo, porém ainda não se encontra completo, podendo ser acrescido de mais informações que venham a dar subsídio para uma tomada de ação ainda mais acertada para que seja evitados danos e que os gestores possam fazer uso dos recursos disponíveis deforma eficiente e eficaz, utilizando as oportunidades apresentadas pelo mercado.

BIBLIOGRAFIA

KOTLER, Philip. Administração de marketing: a edição do novo milênio. 10.ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2000. PORTER, Michel E. Estratégia Competitiva: Técnicas para Análise de Indústrias e da Concorrência. 1ed. Rio de Janeiro: Campus, 2005. MEMORIA, Felipe. Design para Internet: projetando a experiência perfeita. Rio de janeiro, Ed. Elsevier, 2005. BALBINOT, Zandra, GRAEML, Alexandre Reis, MACADAR, Marie Anne. A Internet e as estratégias de internacionalização das empresas brasileiras. BASE: Revista de administração e contabilidade da UNISINOS. Vol. 5 nº 3 – setembro/dezembro 2008. p.188-197.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful