You are on page 1of 2

É errado Namorar ou Casar com alguém mais novo?

Essa pergunta aparece de vez em quando. E ela se relaciona tanto sobre homens com
mulheres mais novas quanto mulheres com homens mais novos. Será que a Bílbia diz
algo sobre isso? Não, não existe nenhum versículo que diga que cristãos não devem
casar com alguém mais novo ou muito mais novo. Culturalmente, isso varia de uma
cultura para outra, mas Deus não dá nenhuma instrução específica sobre
relacionamentos e idade.

Existem considerações práticas que cada pessoa deve fazer sobre namorar alguém
mais novo OU mais velho. Sugiro a qualquer pessoa que esteja em um relacionamento
assim a não se apressar e dar bastante tempo para considerar todos os aspectos e
implicações.

Embora o comportamento social tenha mudado muito, ainda existem problemas com
casais formados por mulheres mais velhas com homens mais novos e homens mais
velhos com mulheres mais novas. Na maioria das vezes, o número de anos é que faz a
diferença entre o ser aceito e o ser criticado. Uma diferença de alguns 4, 5 anos, não é
o mesmo que uma diferença de 10, 15 anos. E se a mulher for mais velha, o
preconceito será sempre maior do que se o mais velho fosse o homem. Um casal onde
ela fosse mais velha, mas não aparentasse, dificilmente encontraria preconceito, mas
se for flagrante o número de anos que a separam de seu namorado/marido, a situação
seria bem diferente.

Além disso, dependendo do número de anos que os separem, cada um poderá ter
prioridades diferentes. Imaginemos uma mulher com 35 anos namorando um rapaz de
25. Com essa idade, ele ainda irá sofrer grandes mudanças, podendo passar de um
emprego para outro sem se preocupar com segurança, por exemplo. Já ela, aos 35,
estaria numa fase de consolidar o que conseguiu. Ele poderia desejar esperar mais um
pouco antes de se casar. Ela poderia preferir casar logo, para que pudesse ter logo um
bebê. Não significaria que ela é uma velha para ele, mas certamente ela é diferente de
quando tinha 25 anos, e não há nada pior do que não compreender essas diferenças.

Outro problema poderia ser a pressão social de parentes, amigos e da igreja, que
poderiam não aceitar bem o fato dos dois estarem juntos. À mulher caberá demonstrar
a todos e a seu companheiro, também, que ela o reconhece, apesar da diferença de
idade, como o cabeça do casal. Ela tem de estar disposta a ser submissa a ele, ainda
que tenha mais experiência de vida. Assim como ele deve estar aberto a aprender
coisas novas com alguém mais experiente.

Existem também vantagens. Enquanto o mais novo faz o outro se sentir mais jovem,
experimenta a sensação de sentir-se mais maduro. Sob o aspecto psicológico. o amor
por alguém mais jovem também permite reviver a juventude, levando aquele que é
mais velho a desafiar de forma saudável e alegre o processo natural de
envelhecimento.

Dessa forma, as chances de sobrevivência desse relacionamento dependerão em


grande parte dos motivos que levaram os dois a se unirem. No entanto, quando uma
mulher mais velha e um homem mais novo - ou vice versa - se amam e tem total
consciência dos perigos potenciais da diferença de idade, trazem um ao outro algo
muito especial e bonito. Mas ambos precisarão ser suficientemente maduros para
assumir os preconceitos e dificuldades que virão.
A escolha de um companheiro(a) é uma coisa pessoal, baseada em preferências
individuais, no temperamento, nas perspectivas de vida. E quando ambos servem a
Deus e buscam Sua vontade, pode-se ter a certeza de que qualquer dificuldade será
vencida se houver perseverança e fé para isso.

Em Cristo,

Alessandra de Oliveira

Minha Fonte: Solteiros Cristãos