You are on page 1of 11

Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

FORMULÁRIO

Regime de Juros Simples

S CJ J  C i  n Sn
Sn  C  (1  i  n) C
1 i  n
 Sn   Sn  C i n C i n
  1   1 Juroexato  JuroComercial 
i  n 
C C 365 360
n i

2.7 — Exercícios Propostos1


1) Qual o montante de uma aplicação de R$ 100.000,00 aplicados por um prazo de 12
meses, a uma taxa de 5% a.a?
Solução
Sn  C  (1  i  n)  S1  100000  (1  0,05 1)  R$105.000,00

2) Qual o capital inicial que deve ser aplicado a uma taxa de 0,5% a.m., para ao final
de 1 ano e meio gerar R$ 100.000,00?
Solução
Sn 100000
C C   R$ 91.743,12
1 i  n 1  0, 005 18

3) Qual o prazo de uma aplicação à 5% a.m. que dobra seu capital inicial?
Solução
 Sn   2C 
  1   1
n  C  n  C   1  20 meses
i i 0, 05

4) Qual a taxa de juros anual, a que devemos aplicar um capital inicial para que ele
dobre o seu valor num prazo de 10 anos?
Solução
 Sn   2C 
  1   1
i  C    C   2  0, 2  20%a.a.
n 10 10

5) Qual o total de juros acumulado, de uma aplicação de R$ 20.000,00, à taxa de juros


de 5% a.a. por um período de 7 anos?
Solução
J  C  i  n  20000  0,05  7  R$ 7.000,00

1
Na resolução de problemas propostos considerar anos comerciais de 360 dias e meses de 30 dias, salvo
menção em contrário. Considerar neste capítulo o Regime de Juros Simples.

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 6


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

6) Um investidor aplicou no mercado financeiro a quantia de R$ 750.000,00 e após 183 dias


resgatou R$ 1.033.650,00 brutos.
a) Qual foi a taxa diária de juros simples auferida pelo investidor?
b) Qual a taxa efetiva diária se uma alíquota de 10% de imposto sobre operações
financeiras for aplicada sobre os rendimentos auferidos, antecipadamente e
postecipadamente?
Solução
 Sn   1033650 
  1   1
a) i   C  i   750000   0, 002067  0, 2067%a.d .
n 183

b) Antecipada
S  C  J  J  S  C  1033650  750000  283650
T  t  J  0,10  283650  28365
 Desembolso inicial de 750000  28635  778365
 Sn   1033650 
  1   1
il   C    778365   0, 001792  0,1792%a.d .
n 183
Deve-se notar que, está sendo admitido que o rendimento é prefixado; sendo,
pois,conhecido na data da aplicação.
Postecipada
S  C  J  J  S  C  1033650  750000  283650
T  t  J  0,10  283650  28365
 Resgate líquido de 1033650  28635  1005285
 Sn   1005285 
  1   1
il   C    750000   0, 001860  0,1860%a.d .
n 183

7) Qual é o montante líquido de uma aplicação de R$ 8.000,00, com prazo de 5 meses,


aplicado à taxa de juros simples de 22% a.a., se for paga uma alíquota de imposto de renda
igual a 20% dos juros, no resgate da aplicação?
Solução
S n  C  (1  i  n) e J  C  i  n
S n  S n  T  S n  t  J
5
J  C  i  n  8000  0, 22   733,33
12
S5  C  J  8000  733,33  8733,33
S5  S5  t  J  8733,33  0, 2  733,33  R$8.586, 67

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 7


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

8) Ana colocou R$ 100.000,00 à taxa de juros simples de 12% a.a. pelo prazo de 50 meses.
Entretanto, antes do término do prazo, conseguiu um aumento da taxa para 18% a.a.
referente ao restante do prazo. Sabe-se que, no final do período, recebeu um montante de
R$ 165.000,00. Quais foram os prazos em que o capital esteve aplicado à cada uma das
taxas?
Solução
0,12
J1  100000   n1
12
0,18
J 2  100000   n2
12
S50  100000  J1  J 2  165000
n1  n2  50
165000  100000  100000  0, 01 n1  100000  0, 015  n2
65000  1000n1  1500n2  1000n1  1500  50  n1 
65000  1000n1  75000  1500n1
500n1  10000
10000
n1   20 meses  n2  30 meses
500
9) Uma pessoa realizou dois investimentos, com o mesmo capital inicial de
R$ 3.000,00, em duas instituições financeiras, no mesmo dia, obtendo duas taxas
de juros idênticas. Sabendo-se que o prazo total das duas aplicações foi 60 dias;
que a diferença entre os prazos é de 10 dias; e que uma rendeu de juros R$ 300,00
a mais que a outra, quais foram os prazos das duas aplicações e a taxa de juros
diária obtida?

Solução
J1  3000  i  n1
J 2  3000  i  n2
J1  J 2  300
n1  n2  10 
  2n1  70  n1  35 dias  n2  25 dias
n1  n2  60 
3000  i  n1  3000  i   n1  10   300
3000  i  n1  n1  10  300
300
i  0, 01  1%a.d .
30000

10) Uma aplicação rende 15% a.s. e é taxada pelo Imposto de Operações Financeiras
(IOF), no recebimento do rendimento, à uma alíquota fixa de 1,5% aplicada sobre o
mesmo. Se você aplicou R$ 100.000,00 pelo prazo de um ano, qual a taxa líquida

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 8


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

semestral obtida, considerando que o rendimento líquido obtido, no fim do


primeiro semestre, foi reaplicado à mesma taxa pelo restante do período?

Solução

O rendimento líquido em cada semestre, do investimento inicial, é dado por:


J l   C  i  n   1  t   100000  0,15 1  1  0,015  15000  0,985  14775

O rendimento líquido no 2º semestre, do rendimento líquido reinvestido, é dado


por:
J l   C  i  n   1  t   14775  0,15 1  1  0,015  2183,01

O esquema abaixo representa o fluxo de caixa do investimento.

Logo a taxa líquida é dada por:

 131733, 01 
  1
il   100000   0,1587  15,87%a.s.
2

Note-se que a reaplicação do rendimento no primeiro semestre, acarretando juros


sobre juros, fez com que a taxa líquida semestral, para a operação consolidada,
ficasse maior de que a taxa bruta semestral.

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 9


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

11) Você foi comprar uma geladeira e a loja lhe ofereceu 4 opções.
a) R$ 1.800,00 à vista.
b) R$ 300,00 à vista mais 3 prestações mensais e sucessivas de R$ 600,00.
c) R$ 500,00 à vista mais 3 prestações mensais e sucessivas de R$ 500,00.
d) 8 prestações mensais e sucessivas de R$ 275,00, com carência de 3 meses.
Qual é a melhor opção para você, comprador, considerando uma taxa de juros simples de
4% a.m. e data focal na data da compra?

Solução
A melhor opção para o comprador é a que tem o menor valor presente, isto é na
data da compra (data focal 0). Calculando os valores atuais das opções temos:
a) Como o valor é a vista, VPa  R$1.800,00
600 600 600
b) VPb  300     R$1.968,19
1  0, 04 1  0, 04  2 1  0, 04  3

500 500 500


c) VPc  500     R$1.890,16
1  0, 04 1  0, 04  2 1  0, 04  3

275 275 275 275 275


VPd      
1  0, 04  3 1  0, 04  4 1  0, 04  5 1  0, 04  6 1  0, 04  7
d)
275 275 275
    R$ 1.755,36
1  0, 04  8 1  0, 04  9 1  0, 04 10

Logo a melhor opção para o comprador é a d.

12) Pensando nas festas de fim de ano, Fabio pretende depositar R$ 2.000,00 em 05/06 e
R$ 3.000,00 em 05/09. Se o banco usado pagará juros simples à taxa de 10% ao trimestre,
qual será o valor que Fabio poderá retirar em 05/12?

Solução
S  2000 1  0,10  2   3000 1  0,10 1  R$ 5.700,00

13) Qual o juro simples exato resultante de uma aplicação de R$500,00, à taxa de 18%a.a.,
empreendida no período de 04 de janeiro de 2006 a 25 de março de 2008?
Solução

Existem 80 dias entre as datas. Logo:


C  i  n 500  0,18  80
J   R$19, 73
365 365

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 10


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

14) O fluxo de caixa da Indústria Zé Bolinha apresenta os pagamentos de R$ 120.000,00 e


R$ 80.000,00, respectivamente, de hoje a 3 e 9 meses. Antevendo dificuldades, o gerente
financeiro, Dr. Araújo, tenta negociar junto à instituição credora essa dívida, na forma de
dois pagamentos iguais vencíveis de hoje a 12 e 15 meses. Supondo que essa renegociação
se faça à taxa de 5% a.t. e data focal no dia de hoje, qual o valor dos novos pagamentos?

Solução

O valor atual dos pagamentos originais deve ser igual ao valor atual dos pagamentos
propostos.

120000 80000 P P
  
1  0, 05 1 1  0, 05  3 1  0, 05  4 1  0, 05  5

114285, 71  69565, 22  0,8333P  0,80 P

183850,93
1, 6333P  183850,93  P   R$ 112.564, 09
1, 6333

15) Uma pessoa deve R$ 50.000,00 daqui a 2 meses, R$100.000,00 daqui a 3 meses e
R$20.000,00 daqui a 4 meses. Desejando liquidar esses débitos com um único pagamento
daqui a um mês, qual deverá ser o valor do mesmo, considerando uma taxa de juros
simples de 10% ao ano e data focal no dia de hoje?

Solução
A soma dos valores atuais dos pagamentos originais deve ser igual ao valor atual do
pagamento proposto.

50000 100000 20000 P


  
2 3 4 1
1  0,1 1  0,1 1  0,1 1  0,1
12 12 12 12

49180,33  97560,98  19354,84  0,9231P

166096,15
0,9231P  166096,15  P   R$ 179.937,50
0,9231

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 11


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

16) Imagine-se o caso de um título de renda fixa, com valor de emissão E igual a
R$12.000,00, com prazo de vencimento igual a um ano, taxa de rendimento bruta
ib  10%a.a. , e tributo cobrado postecidamente à alíquota de 10% sobre o rendimento;
com o título sendo negociado com deságio de 7%, com a taxa bruta ib incidindo sobre o
valor cheio do título. Pede-se determinar a taxa líquida anual de rentabilidade se:
a) O tributo não levar em conta o deságio.
b) O tributo levar em conta o deságio.

Solução
a) Se o tributo não levar em conta o deságio.

R  E  ib  12000  0,1  1200


T  t  R  0,11200  120
N  E 1  ib   T  12000 1  0,1  120  13080
V  E 1     12000  0,93  11160
N  V 13080  11160
il    0,1720 ou 17, 20%a.a.
n V 11160
ou

il 
1  t  ib    1  0,10   0,1  0, 07  0,1720 ou 17, 20%a.a.
1 1  0, 07

b) Se o tributo levar em conta o deságio.

Regra geral, a alíquota t incide sobre o chamado lucro contábil, LC, que é igual à soma das
receitas menos a soma das despesas. No caso em apreço, teremos:

LC  E 1  ib   E 1     E  ib   

Logo, teremos T  t  E   ib  . Consequentemente, o fluxo de caixa que caracteriza a


operação é dado por:

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 12


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

Logo, sendo N  E 1  1  t  ib  t    e V  E (1   ) , teremos:

T  t  LC  t  E   ib     0,1 12000  0,17  204


N  E  1  ib   T  12000 1,1  204  12996
V  1     E  0,93  12000  11160
N  V 12996  11160
il    0,1645 ou 16, 45%a.a.
n V 11160

ou

il 
1  t  ib     1  0,1 0,1  0, 07   0,1645 ou 16, 45%a.a.
1 1  0, 07

17) Seja uma instituição financeira que esteja emitindo títulos com prazo de 1 ano e taxas
brutas de rentabilidade de 18% ao ano.
a) Em sendo cobrado imposto de renda no resgate à uma alíquota de 15%, qual será a
taxa anual de rentabilidade líquida para o investidor?
b) Supondo que o investidor demande uma taxa líquida de rentabilidade de 30 % a.a.,
quanto deverá ser concedido de deságio se o deságio for ou não considerado para fins
de imposto de renda?
Solução
a)
N  E 1  ib   T ; V E
R  E  ib  0,18E
T  t  R  0,15  0,18 E  0, 027 E
N  E 1  ib   T  E 1  0,18   0, 027 E  1,153E
N  V 1,153E  E
il    0,153  15,3%a.a.
n V E
ou
il  1  t  ib  0,85  0,18  0,153  15,3% a.a.
b) Deságio não considerado para fins do imposto de renda

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 13


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

N  E 1  ib   T ; V  1     E
R  E  ib  0,18E
T  t  R  0,15  0,18 E  0, 027 E
N  E 1  ib   T  E 1  0,18   0, 027 E  1,153E
N  V 1,153E  1     E  1,153  1   
il   
n V 1     E 1   
1,153  1    0,147
0,3   0,3  0,3  0,153       0,1131 ou 11,31%
1    1,30
Deságio considerado para fins imposto de renda
N  E 1  ib   T ; V  1     E
LC  E 1  ib   1     E  E  ib    E  E  ib   
T  t   E  ib      0,15  E   0,18     E  0, 027  0,15 
N  E 1  ib   T  E 1  0,18   E  0, 027  0,15   E 1,153  0,15 
N  V E 1,153  0,15   1     E  1,153  0,15  1   
il   
n V 1     E 1   
0,153  0,85 0,153  0,85
il   0,3 
1    1   
0,147
 0,3  0,3  0,153  0,85     0,1278  12, 78%
1,15
18) Certo indivíduo, que costuma efetuar empréstimos de curto prazo, cobrando juros
simples, possui em sua Carteira de Investimentos as seguintes cinco notas
promissórias:
a) A primeira, com valor de face de R$ 2.000,00, termo de 6 meses a juros simples
de 4% ao mês, sendo datada de 2 meses antes da data de hoje.
b) A segunda, com valor de face de R$ 1.000,00, termo de 8 meses a juros simples
de 60% ao ano, sendo datada de 2 meses antes da data de hoje.
c) A terceira com valor nominal de R$ 1.500,00, vencendo-se de hoje a 3 meses.
d) A quarta com valor nominal de R$ 3.000,00, vencendo-se de hoje a 6 meses.
e) A quinta com valor nominal de R$ 2.000,00, vencendo-se de hoje a 8 meses.
Tendo o indivíduo recebido a proposta de vender as cinco notas promissórias
em questão, por R$ 7.400,00, pagáveis à vista, deve ou não aceitar a proposta se,
na data de hoje, consegue fazer empréstimos cobrando a taxa de juros simples de:
i. 6% ao mês
ii. 10% ao mês

Solução
Calculando o valor nominal das notas promissórias

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 14


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

N a  2000 1  0, 04  6   2480 , quatro meses após a data de hoje (0)


 8
N b  1000 1  0, 6    1400 , seis meses após a data de hoje (0)
 12 
N c  1500 , três meses após a data de hoje (0)
N d  3000, seis meses após a data de hoje (0)
N e  2000, oito meses após a data de hoje (0)

I. Taxa de 6% ao mês, data focal hoje

O valor atual da Carteira de notas promissória é:


2480 1400 1500 3000 2000
VP       7857,83
1  0, 06  4 1  0, 06  6 1  0, 06  3 1  0, 06  6 1  0, 06  8

Logo como R$ 7.857,83 é maior que o valor oferecido, R$ 7.400,00, deve-se recusar a
oferta.

II. Taxa de 10% ao mês, data focal hoje


O valor atual da Carteira de notas promissórias é:
2480 1400 1500 3000 2000
VP       6786,39
1  0,10  4 1  0,10  6 1  0,10  3 1  0,10  6 1  0,10  8
Logo como R$ 6.786,39 é menor que o valor oferecido, R$ 7.400,00, deve-se aceitar a
oferta.

19) Determinada pessoa, ao comprar um carro novo cujo preço é R$ 20.000,00, teve seu carro
usado aceito como entrada. O saldo do preço de venda será pago em cinco prestações
mensais de R$ 2.600,00, a primeira vencendo um mês após a compra. Sabendo-se que a
taxa de juros simples do financiamento é de 2% a.m., qual foi o valor da avaliação do carro
usado?

Solução
Na data de hoje a equação de valor é:
2600 2600 2600 2600 2600
20000  Vusado     
1  0, 02 1 1  0, 02  2 1  0, 02  3 1  0, 02  4 1  0, 02  5

20000  Vusado  2549, 02  2500  2452,83  2407, 41  2363, 64  12272,90

Vusado  20000  12272,90  R$ 7.727,10

20) Uma aplicação no regime de juros simples durante o prazo de 5 meses, rende juros à taxa
de 22% a.a. e paga imposto de renda igual a 20% dos juros. O imposto é pago no resgate.
Qual o montante líquido de uma aplicação de R$8.000,00?

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 15


Capitulo 2 – Resolução de Exercícios

Solução

5
J  C  i  n  8000  0, 22   733,33
12
T  t  J  0, 2  733,33  146, 67
Sl   C  J   T  8000  733,33  146, 67  R$ 8.586, 66

Introdução à Matemática Financeira – Faro & Lachtermacher – Versão Final Página 16