You are on page 1of 46

AVALIAÇÃO DO IPTU DE CARUARU

Entrega Final
APRESENTAÇÃO

•A pesquisa visa analisar os principais aspectos do Imposto sobre Propriedade


Predial e Territorial Urbana (IPTU) de Caruaru, tendo em vista que é
considerado bastante elevado, se for levado em consideração o valor da
arrecadação Per capita, principalmente comparando-o a municípios que
possuem características semelhantes;

•O IPTU pode ser utilizado como um eficiente instrumento de política urbana


e habitacional para o município, bem como contribuir na distribuição de renda
e captura de receita decorrente de valorização imobiliária gerada
fundamentalmente por investimentos públicos.
OBJETIVO GERAL DA PESQUISA

Analisar o IPTU de Caruaru enquanto importante instrumento de


planejamento e política urbana municipal e verificar qual a composição dessa
tributação, a base de cálculo, os fatores característicos do valor desse
imposto, e se o mesmo encontra-se em conformidade com os processos
recomendados de estrutura de alíquotas e critérios de variação, bem como,
propor uma forma de arrecadação do IPTU que seja satisfatória para a
prefeitura do município, gerando o montante de receita esperado, e justa para
os contribuintes, de acordo com os critérios de geração de alíquota previstos
por lei.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Verificar a evolução e a lei atual que estabelece O IPTU em Caruaru;


• Verificar se os instrumentos de política urbana do município (aqueles com impacto
direto no IPTU) estão atualizados, por exemplo, o Plano Diretor Municipal;
• Verificar a existência de recadastramento dos imóveis e de atualização da Planta
Genérica de Valores;
• Comparar o IPTU de Caruaru com o de cidades com estruturas semelhantes;
• Verificar a composição da receita corrente do município e seus componentes,
realizando comparações com cidades de estrutura semelhantes;
• Detalhar com dados secundários o tamanho e a importância do setor de
construção civil para cidade de Caruaru;
• Verificar a composição das taxas e licenças para construção no município de
Caruaru;
• Verificar a ocorrência de renegociação de tributos e do IPTU no município ocorrido
nos últimos 10 anos.
LEI ATUAL QUE ESTABELECE O IPTU DE CARUARU

• Estabelecido pela Lei Complementar 015, de 05 de janeiro de


2009, capítulo IV, artigo 301.
• Base de Cálculo: Alíquota X Valor Venal* do imóvel:

Tabela 1 – Alíquotas do IPTU de Caruaru


Tipo de Imóveis não Imóveis para uso Imóveis com Ativ. Imóveis autorizadas
Imóvel edificados residencial e MEI Industriais, comerciais a funcionar pelo
ou serviços sistema financeiro
Alíquotas 2,0% 1,0% 1,2% 1,5%
Fonte: Código tributário municipal

*O valor venal é uma estimativa que o Poder Público realiza sobre o preço de determinados bens, neste
caso, imóveis, com a finalidade de servir de cálculo para impostos.
Lei Atual que estabelece o IPTU de Caruaru

• Imóvel residencial, cuja área não edificada seja superior a 5


(cinco) vezes a área construída, aplicar-se-á sobre a base de
calculo do imposto a alíquota correspondente, acrescida de
50% (cinquenta por cento):
• Ex: Imóveis para uso residencial, a alíquota passa de 1% para 1,5%.

• Que não atendem a sua função social, fica sujeito as seguintes


alíquotas durante cinco anos consecutivos:
• 2,0% (dois por cento) para o primeiro exercício;
• 4,0% (quatro por cento) para o segundo exercício;
• 8,0% (oito por cento) para o terceiro exercício;
• 12,0% (doze por cento) para o quarto exercício;
• 15,0% (quinze por cento) para o quinto exercício.

6
Lei Atual que estabelece o IPTU de Caruaru

Município Isenções

Caruaru Imóveis Templos Ex- Servidor Viúvo ou Proprietários Proprietário


cedidos Religiosos combatente público do viúva que de imóveis deficiente
gratuitamen da segunda município não possua que possuam físico que
te e em sua guerra com renda renda até 70 m² e o receba
totalidade mundial que bruta bruta valor venal benefício
para não possua mensal de superior a não previdenciário
utilização da outro imóvel até 2 450 UFM*s ultrapasse 15 em
União, no município salários e não mil UFMs. decorrência
Estado, e que resida mínimos. contraia da invalidez e
Distrito no imóvel. novas cuja a renda
Federal ou núpcias ou não
município. união ultrapasse
estável. 450 UFMs.
Fonte: Código Tributário Municipal

*Unidade Financeira Municipal, valor da UFM em 2017 é de R$ 3,9052.


Recadastramento de Imóveis e Planta Genérica
de Valores
• A diretoria de Cadastro imobiliário disponibilizou o último
recadastramento de imóveis do município de Caruaru em 12
de junho de 2017, pelo sistema de tributação municipal.
Situação Quantidade de Imóveis
Imóveis cadastrados 199.316
Isentos de taxas gerais 4.956
Isentos de IPTU 6.241
Isentos de Taxas e IPTU 1.223
Contribuintes Inativos 25.121
Contribuintes Inadimplentes 7.296
Contribuintes normais 153.200
Fonte: Secretaria da Fazenda Municipal de Caruaru

Valor médio do IPTU de Caruaru: R$ 194,65

8
Recadastramento de Imóveis e Planta Genérica
de Valores
ISENÇÕES EMISSÃO
TODOS TAXAS IPTU IPTU E TAXAS IMUNE NORMAL INATIVO PENDENTE
CASA 97093 31 5875 619 60 75986 11159 3350
APARTAMENTO 18188 2 20 481 0 16131 570 983
MOCAMBO 4 0 0 0 0 4 0 0
SALA/CONJUNTO 2135 0 5 18 1 1846 261 4
LOJA 4798 1 11 12 4 3936 816 18
EDIFICIO COMERCIAL 1766 3 10 9 5 1424 314 1
GALPAO 2097 4 11 3 48 1742 286 3
TELHEIRO 7 0 0 0 0 7 0 0
INDUSTRIA 113 1 2 1 0 96 13 0
HOTEL 70 0 0 0 0 58 11 0
ESCOLA 237 0 17 3 35 143 39 0
GARAGEM 1581 0 2 6 0 1320 253 0
HOSPITAL 88 0 6 1 8 66 7 0
TEMPLO 354 0 9 55 49 188 53 0
DEPOSITO 81 0 0 0 0 80 1 0
SERVIÇO PUBLICO 105 0 27 0 16 51 11 0
POSTO COMBUSTIVEL 38 0 0 0 0 36 2 0
INSTITUIÇÃO FINANCEIRA 42 0 0 0 0 41 1 0
CLINICA 42 0 1 0 0 40 1 0
BAR 38 0 0 0 0 38 0 0
MERCEARIA 21 0 0 0 0 21 0 0
OUTROS 303 4 10 0 7 275 7 1
TERRENOS 70115 4910 235 15 1029 49671 11316 2936
TOTAL 199.316 4.956 6.241 1.223 1.262 153.200 25.121 7.296

Fonte: Secretaria da Fazenda Municipal de Caruaru


9
Contribuição do IPTU nas receitas tributárias de Caruaru
nos últimos anos

Ano 2015 2016 2017


Contribuição 5,12% 4,80% 5,20%

Fonte: FNDE.
COMPARATIVO ENTRE CIDADES

Foram selecionados sete municípios da Região Nordeste que possuem


características semelhantes às de Caruaru para comparações. Estes
municípios, além de Caruaru, bem como as suas informações sobre número
de habitantes, PIB per capita, PIB à preços correntes, IDHM e número de
estabelecimentos estão listados na Tabela a seguir.
COMPARATIVO ENTRE CIDADES

PIB a
N° de N° de
Hab. – PIB per preços
Hab. – Estabelecimentos Estabelecimentos
UF Município Estimação capita (R$) – IDH-M correntes
Censo 2010 (2016) Per Capita
2017 Ano 2014 (Mil Reais)
– Ano 2014

PE Caruaru 314.912 356.128 18.226,43 0,677 6.239.417 7.634 1/46


PE Petrolina 293.962 343.219 16.043,56 0,697 5.230.472 6.153 1/55
Vitória da
BA 306.866 348.718 15.843,31 0,678 5.389.877 7.440 1/46
Conquista
Feira de
BA 556.642 627.477 19.172,47 0,712 11.733.553 12.237 1/51
Santana
Campina
PB 385.213 410.332 18.716,38 0,720 7.541.055 7.509 1/54
Grande
MA Imperatriz 247.505 254.569 23.007,71 0,731 5.805.306 5.203 1/48
AL Arapiraca 214.006 234.185 15.015,14 0,649 3.443.406 3.576 1/65
RN Mossoró 259.815 295.619 21.883,09 0,720 6.221.099 5.834 1/50
PE Recife 1.537.704 1.633.697 31.513,07 0,772 50.688.395 37.676 1/43

Fonte: Dados retirados do IBGE Cidades, SIDRA e RAIS 2017 (ano base 2016).
Domicílios particulares permanentes

Domicílios Particulares Permanentes –


UF Município
Área Urbana
PE Caruaru 96.310
PE Petrolina 80.351
BA Vitória da Conquista 86.426
BA Feira de Santana 162.748
PB Campina Grande 111.814
MA Imperatriz 68.537
AL Arapiraca 58.277
RN Mossoró 73.350

Fonte: Censo Demográfico 2010


PROPORCIONALIDADE DO IPTU

IPTU por Domicílios IPTU por Nº de Arrecadação Per


UF Município
Permanentes Estabelecimentos Capita*
PE Caruaru
309,64 3.839,45 194,65
PE Petrolina
113,78 1.472,18 -
BA Vitória da Conquista
203,55 2.367,12 -
BA Feira de Santana
335,91 4.470,01 -
PB Campina Grande
121,30 1.838,29 -
MA Imperatriz
535,03 7.139,71 -
AL Arapiraca
74,48 1.194,45 -
RN Mossoró
131,97 1.650,74 -

Fonte: IBGE; RAIS, 2016. FNDE, 2017. Elaboração: NENI/FIEPE


*Não foi possível calcular a arrecadação Per Capita dos demais municípios pois não
há informações de quantidade de imóveis contribuintes.
Comparativo entre cidades

UF Município Imóveis não Imóveis para Imóveis c/ ativ. Imóveis


edificados uso residencial Industriais, autorizados a
e MEI comerciais ou funcionar pelo
serviços sistema financeiro
PE Caruaru 2,0% 1,0% 1,2% 1,5%
PE Petrolina 1,5% 1,0%
BA Vitória da 1,5% 1,0% 1,0% 1,0%
Conquista
BA Feira de 3,0% 0,5% 1,0%
-
Santana
PB Campina 1,5% 1,0% 1,2%
-
Grande
MA Imperatriz 1,5% 1,0% 1,0% -
AL Arapiraca 1,5% 1,0% 1,2% -
RN Mossoró 1,0% 1,0% 1,2% -

Fonte: Código tributário municipal


Categorias Isentas em Caruaru e nos Demais
municípios semelhantes

Caruaru:
• Imóveis cedidos gratuitamente e em sua totalidade para utilização da
União, Estado, Distrito Federal ou município;
• Templos Religiosos;
• Ex-combatente da segunda guerra mundial que não possua outro
imóvel no município e que resida no imóvel;
• Servidor público do município com renda bruta mensal de até 2
salários mínimos;
• Viúvo ou viúva que não possua renda bruta superior a 450 UFMs e não
contraia novas núpcias ou união estável;
• Proprietários de imóveis que possuam até 70 m² e o valor venal não
ultrapasse 15 mil UFMs;
• Proprietário deficiente físico que receba benefício previdenciário em
decorrência da invalidez e cuja a renda não ultrapasse 450 UFMs.
Categorias Isentas em Caruaru e nos Demais
municípios semelhantes

Petrolina:
• Imóveis das sociedades desportivas sem fins lucrativos;
• Imóveis de propriedade das pessoas portadoras de doença
grave, contagiosa ou incurável;
• Imóveis pertencentes ao SEBRAE, SENAR, SESC/SENAC,
SEST/SENAT no exercício de suas atividades sociais;
• Proprietários de um único imóvel residencial que possuam
até 50m² ou que receba até um salário mínimo mensal.
Categorias Isentas em Caruaru e nos Demais
municípios semelhantes

Feira de Santana:
• O imóvel de propriedade do servidor municipal e que sirva
exclusivamente para sua residência;
• O imóvel de propriedade de participante ativo da Força
Expedicionária Brasileira e que sirva exclusivamente para
sua residência;
• Os imóveis residenciais de propriedade de pessoas físicas,
cujo valor do imposto seja igual ou inferior a R$ 129,51
(cento e vinte e nove reais e cinquenta e um centavos).
Categorias Isentas em Caruaru e nos Demais
municípios semelhantes

Campina Grande:
• O imóvel pertencente aos ex-combatentes brasileiros que participaram
efetivamente da Segunda Guerra Mundial, relativamente ao prédio
que lhe serve exclusivamente de residência;
• O imóvel cedido gratuitamente para funcionamento de ensino
gratuito, legalizado ou autorizado;
• O imóvel pertencente aos servidores dos Poderes Executivo e
Legislativo do Município;
• O imóvel localizado no Município e respectivos Distritos, excetuados
os apartamentos e quitinetes, cuja área construída não ultrapasse a
60m²;
• O imóvel pertencente à viúva pensionista de servidor público
municipal, enquanto neste estado e, ainda, ao filho menor, ou maior
inválido, relativamente ao prédio que lhe serve exclusivamente de
residência e desde que outro não possua no Município.
Categorias Isentas em Caruaru e nos Demais
municípios semelhantes

Mossoró:
• O prédio pertencente a funcionário público estatutário
municipal, quando servir exclusivamente de sua residência;
• O prédio pertencente à viúva de qualquer funcionário
mencionado no inciso anterior, enquanto não contrair núpcias e
desde que o mesmo lhe sirva de residência;
• O prédio pertencente a Ex-combatente brasileiro, que tenha
participado de operações de guerra, quando nele resida e desde
que não possua outro prédio no município;
• O imóvel pertencente a autarquias, a fundações, a empresas
públicas e sociedades de economia mista, instituídas e mantidas
pela Prefeitura Municipal de Mossoró.
Composição da receita corrente do município
e seus componentes.
Vitória da Feira de Campina
Municípios Caruaru Petrolina Imperatriz Arapiraca Mossoró Recife
Conquista Santana Grande
Receitas
correntes 621.900,79 606.182,86 617.903,73 1.011.705,25 882.904,86 686.871,06 535.474,14 544.876,71 4.245.901,16
(R$1000,00)
Receita
tributária 118.376,90 82.409,47 89.168,29 218.548,64 98.369,63 78.705,69 38.307,22 82.103,10 1.467.862,26
(R$1000,00)
Receita de
contribuição 24.497,36 27.768,69 8.145,66 42.679,47 44.136,81 - 24.093,34 22.741,92 191.314,08
(R$1000,00)
Receita
patrimonial 5.781,29 14.255,11 5.570,63 13.677,82 11.540,71 48.059,61 12.138,13 9.754,71 75.425,60
(R$1000,00)
Receita de
serviços 1.848,01 22.290,11 - 245,31 78,84 6.032,57 1.700,27 - 26.876,60
(R$1000,00)
Receita de
transferências
440.488,83 446.197,74 503.219,64 694.376,05 613.067,56 553.804,93 452.745,48 414.192,77 2.314.128,89
correntes
(R$1000,00)
Outras receitas
correntes 30.908,40 13.261,73 11.799,51 42.177,95 115.711,30 268,26 6.489,70 16.084,22 170.293,73
(R$1000,00)

Fonte: FNDE, 2016.


Fatia do IPTU nas Receitas Correntes

6,00%
5,40% 5,34%

5,00% 4,80%

4,00%

3,00% 2,85%

2,00% 1,78%
1,51% 1,54%

1,00% 0,81%

0,00%
Caruaru Petrolina Vitória da Feira de Campina Imperatriz Arapiraca Mossoró
Conquista Santana Grande

22
Composição da receita corrente do município
e seus componentes.

Vitória da Campina
Municípios Caruaru Petrolina Feira de Santana Imperatriz Arapiraca Mossoró Recife
Conquista Grande
Receita tributária
118.376.902,42 82.409.467,82 89.168.290,83 218.548.644,45 98.369.629,70 78.705.694,41 38.307.223,78 82.103.095,49 1.467.862.260,27
(R$1,00)
Impostos 96.891.715,46 75.104.521,50 96.891.715,46 75.104.521,50 88.659.287,68 76.016.133,18 34.279.185,07 76.790.330,78 1.301.544.009,59
Impostos sobre o
Patrimônio e a 50.716.330,32 33.056.814,69 33.168.779,93 92.556.829,15 42.765.843,36 39.121.543,31 15.800.273,55 30.588.062,01 581.069.778,70
Renda
IPTU 29.821.037,11 9.142.256,41 17.592.409,34 54.668.176,67 13.562.902,53 36.669.558,11 4.340.623,91 9.679.925,57 336.671.320,47
IRRF 15.275.622,97 16.368.792,35 7.572.459,19 22.384.920,98 20.780.511,85 1.326.985,20 7.755.445,15 15.792.157,55 143.041.691,51
IRRF s/
Rendimentos do
7.393.930,84 8.210.620,02 6.880.176,66 8.704.766,16 20.780.511,85 1.326.985,20 7.755.445,15 15.792.157,55 136.168.615,91
Trabalho
(Art.158- I CF/88)

IRRF sobre Outros


7.881.692,13 8.158.172,33 692.282,53 13.680.154,82 0,00 0,00 0,00 0,00 6.873.075,60
Rendimentos

ITBI 5.619.670,24 7.545.765,93 8.003.911,40 15.503.731,50 8.422.428,98 1.125.000,00 3.704.204,49 5.115.978,89 101.356.766,72
Imposto sobre a
produção e a 46.175.385,14 42.047.706,81 50.133.960,73 111.444.522,15 45.893.444,32 36.894.589,87 18.478.911,52 46.202.268,77 720.474.230,89
circulação
ISS 46.175.385,14 42.047.706,81 50.133.960,73 111.444.522,15 45.893.444,32 36.894.589,87 18.478.911,52 46.202.268,77 720.474.230,89
Imposto Sobre
Serviços de
46.175.385,14 42.047.706,81 50.133.960,73 111.444.522,15 45.893.444,32 36.894.589,87 18.478.911,52 46.202.268,77 720.474.230,89
Qualquer
Natureza
Taxas 21.485.186,96 7.304.946,32 5.865.550,17 14.547.293,15 9.710.342,02 2.689.561,23 4.028.038,71 5.312.764,71 166.318.250,68

Fonte: FNDE, 2016.


Fatia do IPTU nas Receitas Correntes

Fatia do IPTU na receita tributária


50,00%
46,59%
45,00%

40,00%

35,00%

30,00%
25,19% 25,01%
25,00%
19,73%
20,00%

15,00% 13,79%
11,09% 11,33% 11,79%
10,00%

5,00%

0,00%
Caruaru Petrolina Vitória da Feira de Campina Imperatriz Arapiraca Mossoró
Conquista Santana Grande

24
Arrecadação do IPTU em 2016

IPTU (2016) Domicílios Particulares


54.668.176,67 Permanentes – Área
36.669.558,11
13.562.902,53 Urbana
29.821.037,11 9.679.925,57 200.000 162.748
17.592.409,34
9.142.256,41 150.000 111.814
4.340.623,91 96.31080.35186.426
100.000 68.53758.27773.350
50.000
0

Fonte: FNDE, 2016.


Elaboração: Núcleo de Economia e Negócios Internacionais – NENI/FIEPE
EVOLUÇÃO DA ARRECADAÇÃO DO IPTU (2010 – 2016)

60.000.000,00

50.000.000,00

40.000.000,00

30.000.000,00

20.000.000,00

10.000.000,00

0,00
2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Caruaru Petrolina Vitória da Conquista Feira de Santana
Campina Grande Imperatriz Arapiraca Mossoró

O aumento da arrecadação do IPTU em Feira de Santana, se deve as campanhas de incentivo ao


pagamento do Imposto, com sorteios de descontos e premiações, aumentando assim o número
de adimplentes. Já no caso, de Imperatriz, houve uma mudança na planta genérica de Valores em
2014.
Setor da Construção Civil em Caruaru

Empresas da
5000 4525 construção civil
7% em Caruaru
4000
Empresas da
3000
1848 52% 41% Construção civil
2000 em Recife
1000 314 Empresas nos
0 demais municípios
Total de Empresas
Empresas
da Construção
Empresas
da construção
da
civilConstrução
em
civil
Pernambuco
em Caruaru
civil em Recife de Pernambuco

10000
7634
8000
6000 Empresas da
4000 314 4% construção civil
2000 em Caruaru
0
Total de Empresas da
estabelecimentos em construção civil em Demais setores
Caruaru Caruaru de Pernambuco
96%

Fonte: RAIS, 2017. Ano base 2016.


Setor da Construção Civil em Caruaru
66456

Total de Vínculos
da Construção
Civil em Caruaru
37970
3%
Total de Vínculos
40%
da Construção
Civil em Recife
57%
2207
Total de Vínculos
Total de Vínculos da Total de Vínculos da Total de Vínculos da da Construção
Construção Civil em Construção Civil em Caruaru Construção Civil em Recife
Pernambuco
Civil nos demais
municípios

76.815 3%
Vínculos
da
Construçã
o Civil em
2.207 Caruaru
Vínculos
dos
Total de Vínculos em Vínculos da Construção Civil Demais
97% setores de
Caruaru em Caruaru
Caruaru

28
Licença para a construção

• A emissão da licença para construção, demolição, reforma total ou parcial,


modificação ou acréscimo de dependência e instalações industriais ou
comerciais dependem de aprovação, pelo órgão competente da Prefeitura, dos
projetos das referidas obras

• Independem de apresentação de projetos as licenças para:

1. Obras decorativas externas, tais como painéis, substituição e conserto de


partes de rebocos;
2. Pinturas em geral;
3. Pavimentações internas, até o máximo de 10m² de área;
4. Construções de muros divisórios ou de alinhamento no logradouro público,
sendo este último necessário que a prefeitura haja feito alinhamento e
nivelamento;
5. Consertos de edifícios, quando não descaracterizarem os elementos
arquitetônicos existentes.
BASE DE CÁLCULO DO IPTU

A base de Cálculo do IPTU necessita passar pela apuração dos instrumentos legais
de padronização do no valor do imóvel, levando em conta dois valores: o Valor
Venal do Terreno e o valor venal da área construída.

VT – o valor do terreno na unidade imobiliária;


AT – área territorial do lote em questão;
VF – o valor da face de quadra (que é obtida através da planta genérica de valores;
AP – área padrão do lote do terreno;
P – a variável de pedologia territorial;
T – Topografia territorial.
S – Situação da Quadra
BASE DE CÁLCULO DO IPTU

O valor de construção (VC) é obtido através da Equação a seguir:


VC= (AU*TC) + FC
Onde:
AU → a área de construção da edificação, a área construída da unidade;
TC → o valor do tipo de construção referente à edificação de acordo com seu
estado de conservação (casa, apartamento, sala, loja, edificação comercial,
galpão, indústria ou outros);
FC → a variável do padrão construtivo referente à edificação (alto, médio,
popular, baixa renda)

O fator gerador do IPTU é a propriedade localizada no perímetro urbano, e o


valor do tributo incide sobre o valor venal do imóvel sob a forma de alíquotas.

Fonte: OLIVEIRA, Thiago José Alves de. Incrementando as receitas municipais com atualização do valor venal
através do custo unitário básico em Caruaru/PE: um estudo de caso. Monografia (Graduação em Ciências
Econômicas) – Universidade Federal de Pernambuco – Centro Acadêmico do Agreste - CAA, 2016.
CALCULADORA DO IPTU DE CARUARU

SIMULAÇÃO IPTU/TCR
CADASTRO

ÁREA TERRENO VALOR DA FACE ÁREA PADRÃO PEDOLOGIA TOPOGRAFIA

SITUAÇÃO QUADRA ÁREA CONSTRUÍDA TIPO CONSTRUÇÃO FATOR CARACTERÍSTICAS

FATOR PERIODICIDADEFATOR ENQUADRAMENTO AVALIAÇÃO ESPECIAL ALÍQUOTA

VVT 2018 VVC 2018 TCR 2018 VALOR IPTU+TCR+EXPEDIENTE


2018
#DIV/0! R$ - R$ - #DIV/0!

Este simulador foi disponibilizado pela Prefeitura de Caruaru.


CÁLCULO DO IPTU

Foram disponibilizados para a FIEPE, 66 extratos imobiliários do município de


Caruaru para que fosse feita a análise dos valores cobrados;

Foram feitas as simulações de todos os extratos disponibilizados e os valores


calculados foram comparados aos cobrados pela prefeitura;

Dos 66 extratos simulados, foram separados os nove que obtiveram uma


maior discrepância em relação ao IPTU cobrado.
COMPARAÇÕES

Extrato Natureza IPTU IPTU DIFERENÇA


cobrado* CALCULADO**

38717 Predial 2.886,81 1.676,80 1.210,01

68864 Territorial 4.466,73 630,46 3.836,27

86869 Territorial 8.534,58 3.008,02 5.526,56

98166 Predial 28.416,95 7.337,40 21.079,55

530439 Predial 16.700,53 4.628,98 12.071,55

537025 Territorial 19.274,04 7.395,27 11.878,77

989799 Predial 15.403,89 8.332,04 7.071,85

971528 Predial 1.978,78 779,05 1.199,73

971511 Predial 1.978,78 779,05 1.199,73


*Valores retirados dos extratos imobiliários fornecidos pela diretoria de Cadastro Imobiliário de
Caruaru.
**Valores calculados pela FIEPE de acordo com o CTM e o simulador fornecido pela diretoria de
Cadastro Imobiliários.
AVALIAÇÃO ESPECIAL
Em 2014, houve um incremento de valor em alguns imóveis chamada de
“Avaliação Especial”. O aumento do IPTU em alguns casos, chegou a 500%;
justificando o aumento do IPTU cobrado e a discrepância com o simulado.
Segue abaixo os cadastros que constam no diário oficial de 2014 que sofreram
alterações de valor do IPTU.
AVALIAÇÃO ESPECIAL
• Cadastro 98166: Neste cadastro no ano de 2014 houve a aplicação de um
acréscimo de 350%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o
valor de (3,50).
• Cadastro 530439: Neste cadastro no ano de 2014 houve a aplicação de
um acréscimo de 300%, portanto foi inserido na variável "avaliação
especial" o valor de (3,00).
• Cadastro 537025: Neste cadastro no ano de 2014 houve a aplicação de um
acréscimo de 180%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o
valor de (1,80).
• Cadastro 971511: Neste cadastro no ano de 2014 houve a aplicação de um
acréscimo de 170%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o
valor de (1,70).
• Cadastro 971528: Neste cadastro no ano de 2014 houve a aplicação de um
acréscimo de 170%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o
valor de (1,70).
AVALIAÇÃO ESPECIAL

• Cadastro 989799: Neste cadastro no ano de 2014 houve a aplicação de


um acréscimo de 100%, portanto foi inserido na variável "avaliação
especial" o valor de (1,0).

• Cadastro 38717: No ano de 2015 houve a aplicação de um acréscimo


de 100%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o valor
de (1,0).

• Cadastro 68864: No ano de 2015 houve a aplicação de um acréscimo


de 500%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o valor
de (5,0).

• Cadastro 86869: No ano de 2015 houve a aplicação de um acréscimo


de 200%, portanto foi inserido na variável "avaliação especial" o valor
de (2,0).
COMPARAÇÕES COM AVALIAÇÃO ESPECIAL

Extrato Natureza IPTU IPTU DIFERENÇA


cobrado* CALCULADO**

38717 Predial 2.886,81 2.886,83 0,02

68864 Territorial 4.466,73 3.117,58 1.349,15

86869 Territorial 8.534,58 8.534,58 0,00

98166 Predial 28.416,95 28.417,03 0,08

530439 Predial 16.700,53 16.700,58 0,05

537025 Territorial 19.274,04 26.916,20 7.642,16

989799 Predial 15.403,89 14.196,26 1.207,63

971528 Predial 1.978,78 1.917,33 61,45

971511 Predial 1.978,78 1.917,33 61,45


*Valores retirados dos extratos imobiliários fornecidos pela diretoria de Cadastro Imobiliário de
Caruaru.
**Valores calculados pela FIEPE de acordo com o CTM e o simulador fornecido pela diretoria de
Cadastro Imobiliários.
GRÁFICO COMPARATIVO – VALOR DO IPTU COBRADO X
SIMULAÇÃO COM AVALIAÇÃO ESPECIAL X SIMULAÇÃO SEM
AVALIAÇÃO ESPECIAL

30000,00

25000,00

20000,00

15000,00

10000,00

5000,00

0,00
38717 68864 86869 98166 530439 537025 989799 971528 971511

IPTU cobrado IPTU calculado com Avaliação Especial IPTU Calculado Sem Avaliação Especial

Fonte: Elaboração própria com base nas informações da Diretoria de Cadastro Imobiliário da
Prefeitura de Caruaru.
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE CARUARU (2014)

1. No diário oficial, há uma lista dos números dos cadastros que foram revistos.
2. Na lei complementar 15/2009 nos artigos 303, se fala do critério para uso do
índice de avaliação especial em alguns terrenos e no artigo 307 ele fala do
uso para arbítrio na apuração do valor.

“Conforme disposto nos artigos 222; 301; 303; 307 e 314 da Lei Complementar n°
015/ 09 e alterações (Código Tributário do Município de Caruaru - CTM), ficam os
contribuintes indicados no Anexo deste, notificados quanto à realização de ações
fiscalizadoras para análises quanto a alterações de dados cadastrais e valores
venais, para fins de lançamento do Imposto Predial e Territorial Urbano do
exercício de 2015. Ao contribuinte se faculta a possibilidade de ingresso com
reclamação contra o lançamento de que trata o artigo anterior, inclusive no prazo
estabelecido no boleto/carnê de cobrança do IPTU 2015.”
LC Mun. Caruaru/PE 15/09 - LC - Lei Complementar do
Município de Caruaru/PE nº 15 de 05.01.2009
LC Mun. Caruaru/PE 15/09 - LC - Lei Complementar do
Município de Caruaru/PE nº 15 de 05.01.2009
CONCLUSÕES

1. A hipótese inicial era que o município de Caruaru realizava uma cobrança


mais elevada em relação a outros municípios brasileiros, principalmente
se comparado com municípios que possuem as mesmas características;

2. Após as comparações, percebeu-se que em quase todos os municípios


semelhantes, a arrecadação e o valor médio cobrado pelo IPTU em
Caruaru eram os mais elevados;

3. Verificou-se que a partir de 2014, a arrecadação desse imposto em


Caruaru teve um pico, deixando de ser constante em relação aos demais
municípios e passando a ser bem mais elevado;
CONCLUSÕES

4. Verificou-se também que a partir de 2014, foi incrementado um item ao


cálculo do IPTU intitulado “Avaliação Especial”, onde há um aumento no
valor desse imposto para alguns imóveis (justificado pela defasagem no
valor), que em alguns casos chegou a 500%;

5. Quando se realiza a simulação do cálculo do IPTU, incluindo todas as


características do imóvel, se for retirada a Avaliação Especial, o IPTU
calculado fica bem abaixo do cobrado, o que indica que de fato, há uma
cobrança acima do que deveria ser segundo o código tributário do
município de Caruaru.
RECOMENDAÇÕES

1. Atualmente a prefeitura de Caruaru não está mais realizando cobrança


com a avaliação especial, no entanto, apenas para os imóveis que
recorreram;

2. Os imóveis que não recorreram continuarão com a cobrança de acordo


com a mudança ocorrida em 2014;

3. Recomenda-se que os proprietários dos imóveis que possuem o valor


mais alto em decorrência desse critério, entrem com recurso, para que
esse item seja retirada e haja a consequente redução do valor cobrado
pelo IPTU no exercício seguinte.
Obrigado!
Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco - FIEPE
Núcleo de Economia e Negócios Internacionais - NENI