You are on page 1of 9

Arranjos Produtivos Locais

SUBSECRETARIA DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, SERVIÇOS E AMBIENTE DE NEGÓCIOS


Maio 2019
Arranjo Produtivo Local

• Arranjos Produtivos Locais são aglomerações de empresas que apresentam a mesma especialização
produtiva e estão localizadas no mesmo território. Portanto, mantém vínculos de cooperação, interação,
articulação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como governo, associações
empresariais, instituições de apoio, agências financiadoras, e outros. O interesse de aprimoramento
converge na busca de melhores resultados coletivos, sem se esquecer da natural competitividade,
permitindo o aperfeiçoamento dos processos de fabricação, distribuição e venda de seus produtos e
serviços.
Arranjo Produtivo Local de Rochas Ornamentais do Noroeste Fluminense
• Setores envolvidos: Empresas de extração e de beneficiamento da rocha, empresas metal-mecânicas e
empresas distribuidoras.
• Municípios envolvidos: Santo Antônio de Pádua, Porciúncula, Miracema, Itaperuna, Italva e Cambuci;
• Segundo dados do SINDGNAISSES, 116 empresas que participam do APL, sendo 50 pedreiras e 66 serrarias
movimentando em torno de 5 mil empregos entre diretos e indiretos.
• O APL possui três Indicações Geográficas (IG): a IG – Região Pedra Carijó Rio de Janeiro, a IG – Região
Pedra Madeira e a IG – Região Pedra Cinza:

• Instituições participantes: SEDEERI (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e


Relações Internacionais); SINDGNAISSES (Sindicato das Indústrias e Extratores de Pedras Gnaisses do
Noroeste do Estado do Rio de Janeiro); SEBRAE; SENAI/FIRJAN; INEA (Instituto Estadual do Ambiente); DRM
(Departamento de Recursos Minerais); ANM (Agência Nacional de Mineração); Prefeitura de Santo Antônio de
Pádua.
Arranjo Produtivo Local Metal-Mecânico do Médio-Paraíba
• Na região estão presentes diversas indústrias âncoras importantes para a cadeia produtiva do metal-
mecânico, tais como: CSN (Companhia Siderúrgica Nacional); Siderúrgica Barra Mansa; Saint Gobain,
Metalúrgica Barra do Piraí, BR Metals, Grupo Votorantim e Ibrame;
• Principais segmentos do APL são: usinagem, caldeiraria, tornearia, manutenção, montagem industrial e
fundição;
• Municípios participantes: Volta Redonda, Porto Real, Barra Mansa, Resende, Piraí, Quatis, Rio das Flores,
Valença e Vassouras;
• O APL conta, segundo dados do Sindicato Metalsul, com 202 empresas e 18.889 empregos entre diretos e
indiretos;
• Instituições Participantes: SEDEERI (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e
Relações Internacionais); SEBRAE; SENAI/FIRJAN, METALSUL, Prefeitura Municipal de Volta Redonda;
Prefeitura Municipal de Barra Mansa; UBM (Universidade de Barra Mansa).
Arranjo Produtivo Local – Cluster Automotivo Sul Fluminense
• Na região estão presentes indústrias importantes do setor automotivo e de sua cadeia produtiva, tais como:
PSA Peugeot Citroën, Guardian do Brasil, Galvasud, Faurencia, MAN Latin America, Michelin, Hyundai, Heavy
Industries, Nissan, Land Rover, Benteler e Suspensys;
• O Cluster tem como objetivo alinhar a competitividade ao crescimento da indústria automotiva no Sul
Fluminense e o desafio de conciliar Competição e Cooperação;
• Municípios participantes: Porto Real, Resende, Itatiaia e Quatis;
• O Cluster conta, segundo dados da Firjan, com 168 empresas e emprega mais de 10 mil trabalhadores, o polo
automotivo do Sul Fluminense é o segundo maior do Brasil, ficando atrás apenas do ABC Paulista.
• Em março de 2019, o presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, anunciou um investimento de
R$ 1,5 bilhão no Rio de Janeiro.
Arranjo Produtivo Local de Moda Íntima de Nova Friburgo e Região
• Principal segmento é a confecção;
• Municípios participantes: Nova Friburgo, Bom Jardim, Macuco, Duas Barras, Cordeiro e Cantagalo;
• Nova Friburgo é reconhecida como a Capital da Moda Íntima. Segundo SINDVEST (Sindicato das Industrias
de Vestuário de Nova Friburgo e região), o APL é responsável por 25% da produção brasileira o que resulta
em aproximadamente 114 milhões de peça ao ano, gerando 20 mil empregos diretos e indiretos;
• Maior polo fabricante de moda íntima do Brasil;
• Instituições participantes: SEDEERI (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e
Relações Internacionais); SEBRAE; SENAI/FIRJAN, SINDVEST (Sindicato das Industrias dos Vestuários de
Nova Friburgo e região), UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e Prefeitura de Nova Friburgo;
• A mais importante feira brasileira do setor, a FEVEST deste ano acontecerá nos dias 10 a 14 de julho:
Arranjo Produtivo Local de Moda Praia de Cabo Frio e Região
• Municípios participantes: Cabo Frio e Armação dos Búzios;
• Instituições participantes: SEDEERI (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e
Relações Internacionais); SEBRAE; SENAI/FIRJAN; ACIRB (Associação Comercial Industrial da Rua dos
Biquínis); ACIA (Associação Comercial Industrial Turística de Cabo Frio);
• Segundo Instituto de Estudos e Marketing Industrial sob encomenda do Sebrae/RJ, a Rua dos Biquínis conta
com 120 lojas, sendo responsável pela geração de 12.500 a 15 mil empregos em toda cadeia na região;
• Ponto de parada de Cruzeiros;
• Possui a marca coletiva do polo Moda Praia, elaborada pelo Design Ricardo Leite da Crama Design;
Arranjos Produtivos Locais em implementação:
• Estamos formalizando hoje, no evento que está acontecendo em Vassouras o APL de Cachaça Artesanal (com
polos no Vale do Café e na Costa Verde) onde estão reunidos os produtores de cachaça de todo o Estado,
representantes da SEDEERI, SEBRAE, MAPA, prefeitura de Vassouras entre outros;
• O APL de Cerveja Artesanal da região Serrana e Metropolitana fluminense, está em formalização buscando o
adensamento da cadeia desde a produção do lúpulo até a venda do produto final.
• Em processo de formalização temos, o APL do Café do Alto Noroeste, o APL do Leite e o APL de Pesca e
Aquicultura de Cabo Frio e região e o Cluster Tecnológico Naval de Defesa.
Obrigado!

Celso Marcon
Subsecretário de Indústria, Comércio,
Serviços e Ambiente de Negócios

www.desenvolvimento.rj.gov.br