You are on page 1of 5

M AIS TRIGONOMETRIA BÁSICA

01. (IFSC-2015) Em uma aula prática, um professor do Considere que:


curso técnico de edificações do campus Florianópolis do  o ângulo de inclinação de uma rampa é medido entre
IFSC, pede para que seus alunos determinem a altura de a horizontal e a rampa;
um poste que fica nas instalações da instituição, porém há  a inclinação de uma rampa é expressa pela tangente
uma impossibilidade para se chegar tanto ao topo do pos- do seu ângulo de inclinação; e
te, bem como sua base. Para realizar tal medida, são  o triângulo retângulo, da figura, representa parte do
disponibilizados para os alunos uma trena (fita métrica) e trecho com maior inclinação da rua Baldwin.
um teodolito. É realizado o seguinte procedimento: primei-
ro crava-se uma estaca no ponto A a x metros da base
do poste e mede-se o ângulo formado entre o topo do
poste e o solo, que é de 60° (sessenta graus); em segui-
da, afastando-se 10 m (dez metros) em linha reta do pon-
to A e cravando uma nova estaca no ponto B, mede-se
novamente o ângulo entre o topo do poste e o solo, que é
de 30° (trinta graus).
Adote:
Ângulo Tangente
12° 0,213
15° 0,268
19° 0,344
21° 0,384
24° 0,445

Nessas condições, o ângulo de inclinação desse trecho


da rua Baldwin é mais próximo de
a) 12° b) 15° c) 19° d) 21° e) 24°

Dados: sen 30° = 0,5; cos 30° = 0,86; tg 30° = 0,58 03. (UFU-2015) O comandante de um navio fez, pela
sen 60° = 0,86; cos 60° = 0,5 ; tg 60° = 1,73 primeira vez, uma rota retilínea AC orientado por um
farol F, localizado numa ilha. Ele pretendia determinar as
A partir do procedimento descrito e da figura abaixo, é distâncias do farol F à rota AC e do ponto inicial A ao
CORRETO afirmar que a altura do poste é de aproxima- farol F. No início da viagem, o comandante obteve a
damente: medida FAC = FAC = 30° e, após percorrer 6 milhas
a) 8,65 m b) 5 m c) 6,65 m marítimas, localizando-se em B, ele fez a medição do
d) 7,65 m e) 4 m ângulo FBC, obtendo 60°. Observe a figura a seguir que
ilustra esta situação.

02. (CPS-2015) A inclina-


ção das vias públicas é um
problema para o transpor-
te. Na cidade de Dunedin,
na Nova Zelândia, está
localizada a rua Baldwin
que, em seu trecho inferi-
or, tem uma rampa de
inclinação moderada e, em
seu trecho superior, tem uma rampa extremamente ín-
greme. O trecho com maior inclinação apresenta uma
taxa de 1 : 2,86, o que significa que, para cada 2,86 me- De acordo com as informações, as distâncias, em mi-
tros percorridos horizontalmente, é necessário vencer 1 lhas, do farol F à rota AC e do ponto inicial A ao farol F,
metro na vertical. obtidas pelo comandante foram, respectivamente,
3
<http://tinyurl.com/nxluef7> Acesso em: 22.02.2015. Adaptado. a) 2 3 e 3 b) 2 3 e 4 3
2
c) 3 3 e 6 3 d) 3 3 e 3

1 MT 004
04. (CFT MG-2014) Uma formiga sai do ponto A e segue 06. (UNIFOR-2014) Um corredor A está sobre uma linha
por uma trilha, representada pela linha contínua, até reta e corre sobre ela no sentido AX com velocidade
chegar ao ponto B, como mostra a figura. A distância, constante igual à metade do corredor B que se desloca
em metros, percorrida pela formiga é no sentido BX. Sendo a partida simultânea e conside-
a) 1 + 2 3 rando que a reta BA faz um ângulo reto com a reta AX, o
b) 3 + 3 3 ângulo  que a trajetória de B deve fazer com a reta BA
para que seja possível o encontro é de:
c) 5 + 2 3 a) 30°
d) 7 + 3 3 b) 35°
c) 40°
d) 45°
e) 60°

07. (UERJ-2016) Na figura abaixo, observa-se o retân-


05. (ENEM-2013) As torres Puerta de Europa são duas gulo ABCD, que contém o triângulo retângulo DEF, no
torres inclinadas uma contra a outra, construídas numa qual DF  1.
avenida de Madri, na Espanha. A inclinação das torres é
de 15° com a vertical e elas têm, cada uma, uma altura
de 114 m (a altura é indicada na figura como o segmento
AB). Estas torres são um bom exemplo de um prisma
oblíquo de base quadrada e uma delas pode ser obser-
vada na imagem.

Considerando os ângulos ED̂F   e CD̂E  , determine o


comprimento do lado DA em função de  e .

08. (UNIFESP-2016) Por razões técnicas, um armário de


altura 2,5 metros e largura 1,5 metro está sendo deslo-
cado por um corredor, de altura h metros, na posição
mostrada pela figura.

Utilizando 0,26 como valor aproximado para tangente de


15° e duas casas decimais nas operações, descobre-se
que a área da base desse prédio ocupa na avenida um
espaço
2
a) menor que 100 m .
2 2
b) entre 100 m e 300 m .
2 2
c) entre 300 m e 500 m .
2 2
d) entre 500 m e 700 m .
2
e) maior que 700 m .

a) Calcule h para o caso em que  = 30°.


b) Calcule h para o caso em que x = 1,2 m.

2 MT 004
09. (UFG-2014) Um navio, que possui 20 m de altura 11. (UERJ-2016) O raio de uma roda gigante de centro
sobre a água, passa por um canal e, em certo momento, o C mede CA  CB  10 m. Do centro C ao plano horizontal do
capitão da embarcação avista uma ponte plana sobre o chão, há uma distância de 11 m. Os pontos A e B, situa-
canal, a qual ele desconhece as dimensões e tem de dos no mesmo plano vertical, ACB, pertencem à circunfe-
decidir se o navio pode passar sob a ponte. Para isso, ele rência dessa roda e distam, respectivamente, 16 m e
inicia uma série de cálculos e medições. A primeira cons- 3,95 m do plano do chão. Observe o esquema e a tabela:
tatação que ele faz é a de que, a uma certa distância, d,
da projeção da base da ponte, a inclinação do segmento
que une a parte retilínea inferior da ponte e o ponto mais
avançado do navio, que está a 4 m de altura sobre a
água, é de 7°. Percorridos 102 m em linha reta em direção
à ponte, ele volta a medir a inclinação, obtendo um ângulo
de 10°, e verifica que a distância entre a parte retilínea
inferior da ponte e o ponto mais avançado do navio é de
100 m, como ilustra a figura a seguir.


sen 
(graus)
15 0,259
Diante do exposto, admitindo que a superfície do rio é 30 0,500
plana, determine a altura da ponte e conclua se esta é 45 0,707
suficiente para que o navio passe sob ela. 60 0,866
Dados: tg (7°)  0,12 e cos (10°)  0,98. A medida, em graus, mais próxima do menor ângulo ACB
corresponde a:
a) 45
10. (UEMG-2016) Observe a figura: b) 60
c) 75
d) 105

12. (CPS-2016) Um terreno inclinado traz dificuldades


para a construção civil, para a agricultura e para um cami-
nhante aventureiro. Seja  a medida do angulo que a
superfície do terreno faz com o plano horizontal, conforme
a figura.

Tendo como vista lateral da escada com 6 degraus, um


A taxa de declividade, ou apenas declividade, de um
triângulo retângulo isósceles de hipotenusa 10 metros,
terreno é a tangente desse angulo . A declividade de
Magali observa que todos os degraus da escada têm a
um terreno é, normalmente, expressa em porcentagem,
mesma altura.
por exemplo, se tg  = 0,23, então, a taxa de declividade
A medida em cm, de cada degrau, corresponde aproxi- é 23%.
madamente a:
a) 37. Um excursionista sobe uma montanha que tem declivi-
b) 60. dade de 50%. Considere que, do ponto que o excursio-
c) 75. nista partiu até o topo da montanha, o desnível vencido
d) 83. foi de 1.000 metros.
Nessas condições, a menor distância percorrida pelo
excursionista até o topo da montanha e, em quilômetros,
a) 2
b) 3
c) 4
d) 5
e) 6
3 MT 004
13. (FGV-2015) Um edifício comercial tem 48 salas, GABARITO
distribuídas em 8 andares, conforme indica a figura. O
edifício foi feito em um terreno cuja inclinação em rela- 01. A 02. C 03. C 04. D 05. E
ção à horizontal mede  graus. A altura de cada sala é 3 06. A 07. * 08. * 09. * 10. A
m, a extensão 10 m, e a altura da pilastra de sustenta-
ção, que mantém o edifício na horizontal, é 6 m. 11. C 12. D 13. C 14. A 15. *
* Confira as sugestões de respostas no arquivo digi-
 sen  cos  tg  tal MT 004 através do nosso aplicativo.
4º 0,0698 0,9976 0,0699
5º 0,0872 0,9962 0,0875
6º 0,1045 0,9945 0,1051
7º 0,1219 0,9925 0,1228
8º 0,1392 0,9903 0,1405

Usando os dados da tabela, a melhor aproximação intei-


ra para  é
a) 4 b) 5 c) 6 d) 7 e) 8

π
14. (FAMECA-2012) Para x  [0, [ a tg x é igual a n%
2
da sec x, onde n é igual a
a) 100 sen x.
b) 100 cos x.
c) 100 cotg x.
d) sen (100x).
e) cos (100x).

15. (UEL-2015) Considere, na figura a seguir, uma cir-


cunferência trigonométrica de 1 cm de raio, na qual se
exibe um ângulo  e uma medida A  OD, em que OD é
a distância em cm do ponto O até o ponto D, ou, ainda, a
medida do segmento OD.

Sabe-se que a reta que contém o segmento OD tangen-


cia a circunferência no ponto O.
Com base nas informações apresentadas na figura, de-
termine as medidas dos segmentos MN e MP em função
da medida A. Justifique sua resposta apresentando os
cálculos realizados.

4 MT 004
SUGESTÕES DE RESPOSTAS

07. m(DA) = sen( + ).

08.
53 3
a. h m
4
b. h = 2,7 m

09. h  24 m. Portanto, a altura da ponte é suficiente


para que o navio passe sob ela.

15.
A 1
MN  cm e MP  cm.
1 A 2
1 A 2

5 MT 004