You are on page 1of 6

Geografia

GEOGRAFIA
Geografia é a ciência cujo objeto de estudo é o espaço geográfico, onde são
estabelecidas as relações humanas. Logo, a Geografia estuda a relação entre
a sociedade e o meio.

Geografia é a ciência que estuda o espaço geográfico e as relações entre a


sociedade e o meio em são estabelecidas.
Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou
aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou
BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E
VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para
desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça este conteúdo0:00AudimaAbrir
menu de opções do player Audima.
PUBLICIDADE
Geografia é, nos dias atuais, a ciência que estuda o espaço geográfico,
produzido por meio da dinâmica das relações estabelecidas entre o homem e o
meio. Em suma, a Geografia analisa a dinamicidade das relações entre a
sociedade e a natureza, capazes de transformar o espaço geográfico. A
maneira como essas relações são estabelecidas confere à Geografia sua
identidade e importância.
Saiba mais: Produção do espaço geográfico
O estudo das dinâmicas estabelecidas no espaço geográfico permite
compreender a organização do espaço terrestre, contribuindo para que a
sociedade alcance meios de explorar e transformar o meio ambiente sem
agredi-lo. Dessa forma, desenvolvem-se alternativas para melhorar as relações
socioespaciais.
É válido lembrar, contudo, que essa definição não é unânime entre os
geógrafos, pois a Geografia, enquanto ciência, sofreu diversas transformações
ao longo dos anos. Portanto, não há como afirmar que haja um consenso entre
estudiosos a respeito do objeto de estudo e da orientação metodológica dessa
área.
O que a Geografia estuda?
Geografia é a ciência que estuda as relações sociais estabelecidas no espaço
geográfico, ou seja, as relações entre a sociedade e o meio. Esse espaço é
transformado pelo homem e está, por isso, em constante modificação.
Contudo, é difícil limitar o que é estudado pela Geografia ou não, visto que
essa é uma ciência horizontal, ou seja, seu campo de estudo é amplo e
relaciona-se com outras ciências, transcendendo seu próprio saber.
Assim, a Geografia, em virtude de sua orientação, é diferenciada dos demais
saberes científicos. Trata-se de um estudo categorial, que abrange conceitos
que definem sua orientação, como lugar, paisagem, território e região.
Leia também: Os dois principais tipos de paisagem

Atualmente, o objeto de estudo da Geografia é o espaço geográfico, no qual se


estabelecem as relações entre o meio e a sociedade.
O que significa Geografia?
A palavra “geografia” tem origem grega e é formada pelos radicais “geo”, que
significa Terra, e “grafia”, que significa descrição. Essa nomenclatura refere-se
à definição antiga da ciência geográfica, que relacionava Geografia somente
aos fenômenos que ocorrem na superfície terrestre.
Construção da Geografia como ciência
A Geografia é uma ciência que foi construída, ou desconstruída, ao longo dos
anos. Isso ocorreu pelo fato de que, ao longo do tempo, essa ciência passou
por diversas alterações em relação às correntes filosóficas e aos processos
históricos vividos pelas sociedades. Ao longo de toda essa transformação, os
conceitos-chaves que norteavam o estudo da Geografia renovaram-se,
alterando a abrangência dessa área de estudo. Região, território, lugar,
paisagem e espaço são os principais conceitos-chaves que fizeram parte dessa
(des)construção.
A Geografia ficou conhecida como Geografia Tradicional do período que se
estendeu de 1870, quando essa ciência foi institucionalizada nas universidades
europeias, até 1950. Nesse período, foram privilegiados os conceitos “região” e
“paisagem” como objeto de estudo da Geografia. Portanto, o espaço, nesse
momento, não era um conceito-chave para o estudo geográfico.
Em meados dos anos 50, no período pós-guerra, no qual o mundo
experimentava o aparecimento de diversos avanços tecnológicos, surgiu uma
nova geografia. Nesse período, o conceito-chave “espaço” passou a orientar o
pensamento geográfico. Todo o estudo geográfico anterior a essa época
pregava a neutralidade, sem se preocupar com os problemas sociais, pois
acreditavam que esses problemas não deveriam ser estudados por geógrafos.
Surgiu, então, o que ficou conhecido como Geografia Crítica, que acreditava
que os geógrafos deveriam engajar-se politicamente, ou seja, não desvincular
a produção científica do contexto histórico. O espaço, então, passou a ser visto
como espaço social, no qual se estabelecem as relações entre a sociedade e o
meio. O principal representante dessa corrente filosófica no Brasil foi o
geógrafo Milton Santos.
As correntes da Geografia conhecidas como Humanista e Cultural surgiram
nesse mesmo período, contudo, apresentaram uma nova noção de espaço: o
espaço vivido, no qual se destacam as experiências vividas e os aspectos
subjetivos. Assim, o conceito-chave deixou de ser “espaço” e tornou-se
“lugar”. O lugar representa, então, a subjetividade, as experiências, o cotidiano,
a ligação da sociedade com o meio por meio do simbólico.
A Geografia, portanto, é palco de diversas discussões a respeito de seu objeto
de estudo, visto que, ao longo dos anos, essa ciência passou por períodos de
construção e desconstrução de seu pensamento.
Ramos da Geografia
A Geografia é dividida em alguns ramos, o que não significa que essa ciência
deve ser estudada de forma compartimentada. Essa divisão é feita apenas
para nortear os estudos, visto que as relações entre o meio e a natureza são
indissociáveis.
As duas frentes principais da Geografia são:
1. Geografia Geral
→ Geografia Humana: estuda a interação entre a sociedade e o espaço,
envolvendo aspectos políticos, socioeconômicos e culturais. A Geografia
Humana divide-se em categorias, como Geografia Urbana, Geografia Rural e
Geografia Econômica.
A Geografia Humana é um dos ramos da Geografia, e seu estudo é pautado
nas relações sociais, econômicas e políticas.
→ Geografia Física: estuda a dinâmica da Terra e dos fenômenos que ocorrem
na superfície terrestre. A Geografia Física divide-se em categorias, como
Climatologia, Geomorfologia, Geografia Ambiental e Hidrologia.
2. Geografia Regional
A Geografia Regional estuda as regiões da Terra de forma descritiva, a fim de
entender as características e particularidades de cada uma delas.
A Geografia Regional é um dos ramos da Geografia e compreende os estudos
das regiões que constituem a Terra.
Qual é a importância da Geografia?
É essencial entender as relações entre o meio e a sociedade. É por meio
dessas relações que podemos compreender a dinâmica do mundo, os
processos históricos que interferem nela e a influência das características
geográficas em uma determinada cultura.
Por meio da Geografia, podemos compreender os fenômenos que ocorrem na
superfície terrestre e suas implicações sobre a sociedade. Podemos distinguir
as diferenças culturais, econômicas e políticas entre os povos.
A Geografia permite que analisemos nossa relação com o meio, com os
recursos naturais e com tudo aquilo que a natureza fornece para a manutenção
da vida. Permite ainda compreender como a sociedade impacta positivamente
e negativamente o meio, oferecendo alternativas para preservá-lo.
A compreensão do espaço geográfico e das alterações que o homem provoca
nele permite-nos analisar nossa existência, nossa história e, por que não,
nosso futuro.
Frases de importantes geógrafos