You are on page 1of 2

1

CONCEITO
Parkinson Movimentos ativos, concentração mental e
estresse emocional pode aumentar a rigidez.
Segunda doença neurodegenerativa mais
Bradicinesia: lentidão e dificuldade de
comum, as manifestações são motoras, crônicas
movimento. Sintoma mais incapacitante do
e progressivas. Características: tremor de
Parkinson.
repouso, bradicinesia, rigidez muscular e
instabilidade postural. Instabilidade postural: postura e equilíbrio.
Postura flexionada, mudança no centro de
ETIOPATOGENIA gravidade. Risco aumentado para quedas.
Morte de neurônios na substância nigra.
Marcha: festinante → aumento da velocidade,
Quando surgem os primeiros sintomas, já houve diminuição na largura do passo.
perda de 70 – 80% desses neurônios.
Fala, voz e deglutição: disfagia e disartria.
Queda nos níveis de dopamina, o que leva a
Cognição e comportamento: demência (20 –
dificuldades no controle do tônus muscular e
40% dos casos) – idosos mais velhos.
movimentos.

DIAGNÓSTICO
POSSÍVEIS CAUSAS
Não existe teste específico. Análise contínua dos
Suposições:
sinais e sintomas. Exames de imagem para
Radicais livres → lesões oxidativas no tecido descartar outras patologias. Marcadores
cerebral; químicos para identificar deficiência de
dopamina.
Efeito tóxico de certas drogas; Relação com
toxinas ambientais (pesticidas); Base genética. TRATAMENTO

EPIDEMIOLOGIA
FARMACOLÓGICO
2% da população com mais de 65 anos; Levedopa: se transforma em dopamina no
cérebro. Utilizado no estágio inicial ou
Prevalência no Brasil: 3%
intermediário. Uso prolongado pode causar
Final da meia idade, início por volta dos 60 anos. movimentos involuntários anormais.
Quase mesma proporção para homens e
mulheres. NÃO-FARMACOLÓGICO
Cirúrgico: lesões no núcleo pálido ou tálamo
QUADRO CLÍNICO
ventro-lateral, envolvidos na rigidez e tremor de
4 sinais cardinais repouso. Mas não representa cura da doença.

Tremor de repouso: sintoma inicial,


FISIOTERAPIA
apresentado em 70% dos pacientes. Desaparece
em movimentos voluntários e durante o sono. Objetivos: reduzir as limitações funcionais,
Principalmente em extremidades. Agravado promover participação em atividades,
com estresse ou fadiga. proporcionar independência, possibilitar ganhos
na qualidade de vida.
Rigidez: sensação de peso ou dureza nos
membros, constante independente da tarefa, Avaliação musculoesquelética: ADM e
velocidade ou amplitude de movimento. flexibilidade. Avaliação postural. Testes de força
Contração mantida. e resistência muscular. Avaliar rigidez e tônus.
Teste de marcha. Instabilidade postural:
2
Parkinson
Avaliação do equilíbrio e POMA. Bradicinesia:
movimentos alternados e destreza manual.

Exercícios: relaxamento (dança, música,


respiratórios); flexibilidade → fortalecimento de
músculos extensores (fracos), alongamento de
músculos flexores (encurtados e tensos),
mobilização articular, etc. Treino de força;
Treino funcional → relacionado a transferências
e AVDs; Treino de equilíbrio, marcha e
coordenação.