You are on page 1of 550

Motores Diesel

8,1 L
Motor Básico

MANUAL TÉCNICO
Motores Diesel 8,1 L — Motor
Básico
CTM181 20MAR01 (PORTUGUESE)

Para informações de manutenção, ver também:


Motores Diesel 8,1 L — Sistemas
Mecânicos de Combustı́vel. . . . . . . . . . . . . . CTM243
Motores Diesel 6,8 L e 8,1 L— Sistemas de
Combustı́vel Eletrônico de Nı́vel 3 com
Bomba de Combustı́vel em Linha Bosch. . . CTM134
Motores Diesel 8,1 L — Sistemas de
Combustı́vel Eletrônico de Nı́vel 9 com
Bomba de Combustı́vel em Linha Denso. . . CTM255
Sistemas Eletrônicos de Injeção de
Combustı́vel. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . CTM68
Acessórios de Motores OEM . . . . . . . . . . . . CTM67
Alternadores e Motores de Partida. . . . . . . . CTM77

John Deere Power Systems


LITHO IN U.S.A.
Introdução
Prefácio

Este manual foi escrito para um técnico experiente. As de instrução de serviços. No final do livro grupo há
ferramentas essenciais necessárias para a execução listas resumidas de todas as ferramentas essenciais
de determinados serviços estão identificadas neste aplicáveis, equipamentos e ferramentas de serviços,
manual e são recomendadas para uso. outros materiais necessários ao serviço, kits de peças
de serviço, especificações, tolerâncias de desgaste e
Este manual (CTM181) cobre apenas o motor básico. valores de torque.
É um dos cinco volumes dos motores de 8,1 L. Os
quatro manuais complementares seguintes cobrem a Antes de começar a consertar um motor, limpe-o e
reparação do sistema de combustı́vel e diagnósticos: coloque-o em um suporte de conserto. (Consulte
LIMPE O MOTORno Grupo 010 e consulte MONTE O
• CTM243 — Sistemas Mecânicos de Combustı́vel MOTOR NO SUPORTE DE REPARAÇÃO no Grupo
• CTM134 — Sistemas Eletrônicos de Combustı́vel 010.)
Nı́vel 3
• CTM255 — Sistemas Eletrônicos de Combustı́vel Este manual contém unidades métricas SI seguidas
Nı́vel 9 imediatamente pelas unidades de medidas habituais
• CTM68 — Sistemas Eletrônicos de Injeção de dos EUA. A maior parte do maquinário destes motores
Combustı́vel é dimensionada pelo sistema métrico.

Outros manuais serão acrescentados no futuro para Alguns componentes deste motor podem ser
fornecer maiores informações sobre os sistemas consertados sem remover o motor da máquina.
eletrônicos de combustı́vel, conforme necessário. Consulte o manual técnico da máquina especı́fica para
obter informações sobre componentes que podem ser
Um conjunto de todos os manuais cobrindo os consertados sem remover o motor da máquina e
motores de 8,1 L, exceto o CTM68 pode ser obtido também sobre os procedimentos de remoção e
através do Conjunto de Capas Duras CTM450. instalação do motor.

Viva com segurança: Leia as mensagens de Leia cada bloco de material completamente antes de
segurança na introdução deste manual e os cuidados executar o serviço, para verificar as diferenças nos
apresentados no texto do manual. procedimentos que se aplicam ao número do modelo
do motor em que você está trabalhando. Se for dado
somente um procedimento, este aplicar-se-á a todos
Este é o sı́mbolo de alerta de segurança. Quando
os motores do manual.
vir este sı́mbolo na máquina ou neste manual, fique
alerta à possibilidade de lesões pessoais.
Os Manuais Técnicos de Componente são guias de
manutenção concisos para componentes especı́ficos.
Use este manual técnico de componentes em conjunto
Os manuais técnicos de componentes são escritos
com o manual técnico da máquina. Uma aplicação
como manuais únicos que cobrem múltiplas aplicações
listada na introdução identifica os modelos e as
das máquinas.
aplicações dos motores. Consulte o manual técnico da
máquina para obter informações sobre a remoção e
A informação fundamental de manutenção está
instalação dos componentes e como obter acesso a
disponı́vel em outras fontes cobrindo a teoria básica
eles.
de operação, fundamentos da detecção e resolução
de problemas, conservação geral e tipos básicos de
As informações estão organizadas em seções e
falhas e suas causas.
grupos para os vários componentes que necessitam

DPSG,OUO1004,912 –54–15JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=2
Introdução

CALIFORNIA PROPOSITION 65 WARNING: O Califórnia como causadores de câncer, defeitos


escape de motores diesel e alguns elementos congênitos e outros danos reprodutivos.
deste combustı́vel são conhecidos pelo estado da

DPSG,OUO1004,912 –54–15JUN99–2/2

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=3
Introdução

Revendedores John Deere

As alterações listadas a seguir tornam o CTM SEÇÃO 02, GRUPO 021 (Cabeçote de Cilindros e
obsoleto. A reparação, a operação e os diagnósticos Ajuste e Reparação de Válvulas Número de Série
são agora cobertos por cinco manuais. Descarte o (200.000—)
CTM181 datado de 06JUL99 e substitua pelos
seguintes manuais novos: • Os procedimentos de reparação para o cabeçote de
cilindros e para as válvulas dos motores com
• CTM181 — Motor Básico número de série (200.000—) são cobertos neste
• CTM243 — Sistemas Mecânicos de Combustı́vel grupo.
• CTM134 — Sistemas Eletrônicos de Combustı́vel
Nı́vel 3 SEÇÃO 02, GRUPO 050 (Reparação e Ajuste do
• CTM255 — Sistemas Eletrônicos de Combustı́vel Comando de Válvulas e do Trem de Engrenagens
Nı́vel 9 de Sincronização)
• CTM181 — Sistemas Eletrônicos de Injeção de
Combustı́vel • Procedimento eliminado para verificar o curso da
válvula. Use o procedimento adequado do Grupo
Copie essas páginas e encaminhe-as ao seu 020 ou 021.
Departamento de Manutenção. • Especificações revisadas para a instalação do
acionamento auxiliar por engrenagem do
SEÇÃO 01, GRUPO 001 (Identificação do Motor) virabrequim.
• Procedimento revisado para a instalação da arruela
• Tabela de designação de modelo de motor de encosto e da tampa da engrenagem de
atualizada. sincronização.
• Tabelas de aplicação do motor atualizadas.
SEÇÃO 02, GRUPO 060 (Reparação e Ajuste do
SEÇÃO 01, GRUPO 002 (Combustı́veis, Sistema de Lubrificação)
Lubrificantes e Refrigerantes)
• Informações acrescentadas para filtro de óleo com
• Instruções de aplicação de refrigerante e de óleo do carga de topo.
motor atualizadas.
SEÇÃO 02, GRUPO 070 (Reparação e Ajuste do
SEÇÃO 02, GRUPO 010 (Recondicionamento de Sistema de Refrigeração)
Motor)
• Diagramas de direcionamento da correia
• Seqüência atualizada de desmontagem de motores. acrescentados.
• Seqüência atualizada de montagem de motores. • Procedimento revisado para a instalação da bomba
• Instruções de aplicação de vedante atualizadas. de refrigerante.

SEÇÃO 02, GRUPO 020 (Cabeçote de Cilindros e SEÇÃO 02, GRUPO 080 (Reparação e Ajustes do
Ajuste e Reparação de Válvulas Número de Série Sistema de Admissão e Escape de Ar)
(— 199.999)
• Procedimento revisado para as técnicas de inspeção
• Os procedimentos de reparação para o cabeçote de do turbocompressor.
cilindros e para as válvulas dos motores com • Procedimento eliminado para o ajuste do atuador da
número de série (—199.999) são cobertos neste válvula de descarga do turbocompressor.
grupo.

DPSG,OUO1004,898 –54–19MAY99–1/2

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=4
Introdução

• Especificações revisadas para a instalação do • CTM255 — Sistemas Eletrônicos de


turbocompressor. Combustı́vel Nı́vel 9

SEÇÃO 02, GRUPO 090 (Reparação e Ajustes do SEÇÃO 04, GRUPO 150 (Testes e Diagnósticos
Sistema de Combustı́vel) Observáveis)

NOTA: Os procedimentos de reparação dos sistemas • Os diagnósticos e testes observáveis do motor


de combustı́vel foram passados para a Seção básico são cobertos por esta nova seção/grupo.
02, Grupo 090 nos três manuais técnicos
seguintes: NOTA: Os testes e diagnósticos do sistema de
combustı́vel foram passados para a Seção 04,
• CTM243 — Sistemas Mecânicos de nos três manuais técnicos seguintes:
Combustı́vel
• CTM134 — Sistemas Eletrônicos de • CTM243 — Sistemas Mecânicos de
Combustı́vel Nı́vel 3 Combustı́vel
• CTM255 — Sistemas Eletrônicos de • CTM134 — Sistemas Eletrônicos de
Combustı́vel Nı́vel 9 Combustı́vel Nı́vel 3
• CTM255 — Sistemas Eletrônicos de
SEÇÃO 02, GRUPO 100 (Sistemas de Partida e de Combustı́vel Nı́vel 9
Carga OEM)
SEÇÃO 05 (Ferramentas e Outros Materiais)
• Os sistemas de partida e de carga são cobertos
neste grupo. • Todas as ferramentas essenciais, ferramentas de
manutenção, ferramentas fabricadas pelo
SEÇÃO 03, GRUPO 120 (Operação do Motor revendedor e outros materiais listados ao longo
Básico) deste manual estão consolidados nesta seção para
facilitar a referência.
• A teoria de operação dos motores básicos é coberta
por este novo grupo. SEÇÃO 06 (Especificações)

NOTA: A teoria de operação do sistema de • Todas as especificações de consertos, testes e


combustı́vel foi passada para a Seção 03, nos diagnósticos listadas ao longo deste manual estão
três manuais técnicos seguintes: consolidadas nesta seção para facilitar a referência.
• Valores de torque dos parafusos atualizados.
• CTM243 — Sistemas Mecânicos de • Especificações de OEM Gerais Atualizadas.
Combustı́vel • Especificações atualizadas do dinamômetro.
• CTM134 — Sistemas Eletrônicos de • Especificações de auxı́lio do turbocompressor
Combustı́vel Nı́vel 3 atualizadas.

DPSG,OUO1004,898 –54–19MAY99–2/2

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=5
Introdução

Sobre este Manual

Esse manual técnico de componentes (CTM) cobre o


motor básico para motores diesel de 8,1 L (494 cu.
in.)POWERTECH produzidos em Waterloo, Iowa.

Este manual é uma revisão completa do CTM181


(06JUL99). Substitua o manual anterior pelos seguintes
manuais novos:

• CTM181 — Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


• CTM243 — Motores Diesel 8,1 L — Sistemas
Mecânicos de Combustı́vel
• CTM134 — Motores Diesel 6,8 L e 8,1 L — Sistemas
de Combustı́vel Eletrônico de Nı́vel 3 com Bomba de
Combustı́vel em Linha Bosch
• CTM255 — Motores Diesel 8,1 L — Sistemas de
Combustı́vel Eletrônico de Nı́vel 9 com Bomba de
Combustı́vel em Linha Denso
• CTM181 — Sistemas Eletrônicos de Injeção de
Combustı́vel

O sentido da rotação do virabrequim do motor neste


manual é referenciado com o observador de frente para o
volante e olhando em direção à ventoinha. A frente do
motor é a extremidade de acionamento da ventoinha.

Leia cada procedimento completamente antes de


executar qualquer serviço.

IMPORTANTE: Para informar-se sobre reparação,


diagnósticos e procedimentos de teste
em sistemas de combustı́vel, consulte
os manuais complementares:

• CTM243 — Motores Diesel 8,1 L —


Sistemas Mecânicos de Combustı́vel
• CTM134 — Motores Diesel 6,8 L e
8,1 L — Sistemas de Combustı́vel
Eletrônico de Nı́vel 3 com Bomba de
Combustı́vel em Linha Bosch
• CTM255 — Motores Diesel 8,1 L —
Sistemas de Combustı́vel Eletrônico
de Nı́vel 9 com Bomba de
Combustı́vel em Linha Denso
• CTM181 — Sistemas Eletrônicos de
Injeção de Combustı́vel

POWERTECH é uma marca registrada da Deere & Company DPSG,OUO1004,913 –54–15JUN99–1/1

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=6
Introdução

Vistas de Identificação Número de Série (—199.999)

–UN–05JAN98

–UN–05JAN98
RG7362

RG7363
Vista Frontal Direita do Motor Diesel 8,1 L (Motores — Vista Frontal Esquerda dos Motores Diesel 8,1 L (Motores —
199.999) 199,999)
–UN–05JAN98

–UN–05JAN98
RG7385

RG7387

Vista Lateral Direita dos Motores Diesel 8,1 L (Motores — Vista Lateral Esquerda dos Motores Diesel 8,1 L (Motores —
199.999) 199.999)

RG,RG34710,4001 –54–14DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=7
Introdução

–UN–20JUN00

–UN–20JUN00
RG7388

RG7386
Vista Frontal Direita do Motor Diesel 8,1 L (Motores — Vista Frontal Esquerda do Motor Diesel 8,1 L (Motores —
199.999) 199.999)
–UN–05JAN98

–UN–05JAN98
RG7383

RG7384

Vista Frontal do Motor Diesel 8,1 L (Motores —199.999) Vista Traseira do Motor Diesel 8,1 L (Motores —199.999)

RG,RG34710,4001 –54–14DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=8
Introdução

Vistas de Identificação Número de Série (200.000 — )

–UN–13DEC00

–UN–31OCT00
RG11511

RG11512
Vista Frontal Direita do Motor Diesel 8,1 L (Motores 200.000 — ) Vista Frontal Esquerda dos Motores Diesel 8,1 L (Motores
200.000 — )
–UN–31OCT00

–UN–31OCT00
RG11513

RG11514

Vista Frontal do Motor Diesel 8,1 L (Motores 200.000 — ) Vista Traseira do Motor Diesel 8,1 L (Motores 200.000 — )

RG,OUOD007,4002 –54–01NOV00–1/1

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=9
Introdução

CTM181 (20MAR01) Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=10
Conteúdo
01
SEÇÃO 01—Geral SEÇÃO 06—Especificações
Grupo 000—Segurança Grupo 200—Especificações de Conserto e Gerais
Grupo 001—Identificação do Motor do OEM
Grupo 002—Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Grupo 210—Especificações de Diagnóstico
Refrigerante
02

SEÇÃO 02—Consertos e Regulagens


Grupo 010—Recondicionamento do Motor
Grupo 020—Reparação e Ajuste do Cabeçote de
Cilindros e das Válvulas N.S. (—
03
199.999)
Grupo 021—Reparação e Ajuste do Cabeçote de
Cilindros e das Válvulas N.S.
(200.000— )
Grupo 030—Reparação e Ajuste do Bloco de
Cilindros, das Camisas, dos Pistões e 04
das Bielas
Grupo 040—Reparação e Ajuste do Virabrequim,
Mancais Principais e Volantes
Grupo 050—Reparação e Ajuste do Comando de
Válvulas e do Trem de Engrenagens
05
de Sincronização
Grupo 060—Reparação e Ajuste do Sistema de
Lubrificação
Grupo 070—Reparação e Ajuste do Sistema de
Refrigeração
Grupo 080—Reparação e Ajuste do Sistema de 06
Admissão e Escape de Ar
Grupo 100—Reparação e Ajuste dos Sistemas de
Carga e de Partida OEM

SEÇÃO 03—Teoria da Operação INDX


Grupo 120—Operação do Motor Básico

SEÇÃO 04—Diagnósticos
Grupo 150—Diagnósticos e Testes Observáveis

SEÇÃO 05—Ferramentas e Outros Materiais


Grupo 170—Conserte as Ferramentas e Outros
Materiais
Grupo 180—Ferramentas de Serviços de
Diagnóstico
Grupo 190—Ferramentas de Serviço Fabricadas
por Revendedores

Todas as informações, ilustrações e especificações deste manual são


baseadas nas informações mais recentes e disponíveis no momento da
publicação deste. Fica reservado o direito de realizar mudanças a
qualquer momento sem aviso prévio.
COPYRIGHT  2001
DEERE & COMPANY
Moline, Illinois
All rights reserved
A John Deere ILLUSTRUCTION Manual
Previous Editions
Copyright  1994,1997,1999

CTM181 (20MAR01) i Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=1
Conteúdo

01

02

03

04

05

06

INDX

CTM181 (20MAR01) ii Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=2
01

Seção 01
Geral
Conteúdo

Página

Grupo 000—Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . .01-000-1

Grupo 001—Identificação do Motor


Designação do Modelo do Motor. . . . . . . . . . .01-001-1
Informações da Placa do Número de Série
do Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-001-2
Etiqueta do Código de Opção do Motor . . . . .01-001-3
Tabelas de Aplicação do Motor
(Equipamentos Agrı́colas John Deere). . . . .01-001-4
Tabelas de Aplicação do Motor
(Equipamentos de Construção John
Deere) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-001-5
Tabelas de Aplicação do Motor (OEM)
(Fabricantes Externos de Equipamentos) . .01-001-5

Grupo 002—Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido


Refrigerante
Diesel Combustı́vel . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-1
Biodiesel Combustı́vel . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-2
Lubricidade do Diesel Combustı́vel . . . . . . . . .01-002-4
Análise de Combustı́vel Dieselscan. . . . . . . . .01-002-4
Óleo para Amaciamento de Motor Diesel . . . .01-002-5
Óleo para Motores Diesel . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-6
Intervalos Prolongados de Serviços do
Óleo de Motores Diesel . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-7
Lubrificantes Alternativos e Sintéticos . . . . . . .01-002-7
Mistura de Lubrificantes . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-8
Oilscan and Coolscan . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-8
Graxa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-9
Lı́quido Refrigerante para Motor Diesel . . . . .01-002-10
Diesel Engine Coolants, Supplemental
Additive Information . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-11
Testing Diesel Engine Coolant . . . . . . . . . . .01-002-13
Reabastecimento de Aditivos de
Refrigerante Suplementares (SCAs)
Entre Trocas de Óleo . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-14
Operando em Regiões de Temperaturas
Elevadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-16
Lave e Faça Manutenção no Sistema de
Refrigeração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01-002-17
Como Descartar o Refrigerante. . . . . . . . . . .01-002-19

CTM181 (20MAR01) 01-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=1
Conteúdo

01

CTM181 (20MAR01) 01-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=2
Grupo 000
Segurança
01
Manuseie os Fluidos com Segurança — Evite 000
1
Incêndios

Quando você trabalhar com combustı́vel, não fume ou


trabalhe próximo a aquecedores ou outros riscos de
incêndio.

–UN–23AUG88
Armazene os fluidos inflamáveis longe de riscos de
incêndio. Não incinere ou perfure recipientes
pressurizados.

TS227
Certifique-se de que a máquina esteja limpa de entulho,
graxa e detritos. Evite Incêndios

Não armazene trapos com óleo; eles podem incendiar-se


e queimar espontaneamente.

DX,FLAME –54–29SEP98–1/1

Manuseie com Segurança o Fluido de Partida

O fluido de partida é altamente inflamável.

Mantenha todas as faı́scas e chamas afastadas quando


usá-lo. Mantenha o fluido de partida afastado das baterias

–UN–18MAR92
e dos cabos.

Para evitar descarregamento acidental quando armazenar


a lata pressurizada, mantenha o tampão no recipiente e

TS1356
armazene-o em um local fresco e protegido.

Não incinere ou perfure um recipiente de fluido de partida.

DX,FIRE3 –54–16APR92–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=15
Segurança

01
000 Manuseando Baterias com Segurança
2

CUIDADO: O gás da bateria pode explodir.


Mantenha faı́scas e chamas longe das baterias.
Use uma lanterna elétrica para verificar o nı́vel
de eletrólito da bateria.

–UN–23AUG88
Nunca verifique a carga da bateria pondo um
objeto de metal através dos pólos. Use um
voltı́metro ou um hidrômetro.

TS204
Remova sempre o grampo terra (-) da bateria
primeiro e coloque-o por último.

CUIDADO: O ácido sulfúrico do eletrólito da


bateria é venenoso. Ele é forte o suficiente para
queimar a pele, furar as roupas e causar
cegueira se atingir os olhos.

Evite o perigo:

1. Enchendo as baterias em áreas bem ventiladas.


2. Usando proteção para os olhos e luvas de borracha.
3. Evitando respirar os gases ao adicionar eletrólito.
4. Evitando derramar ou entornar o eletrólito.
5. Use o procedimento adequado de partida ao usar
cabos de ligação direta.

Se derramar ácido em si mesmo:

1. Lave a pele com água.


2. Aplique bicarbonato de sódio ou cal para ajudar a
neutralizar o ácido.

–UN–23AUG88
3. Lave os olhos com água durante 15—30 minutos.
Obtenha assistência médica imediatamente.

Em caso de ingestão do ácido:


TS203
1. Não induza o vômito.
2. Beba grandes quantidades de água ou leite, mas sem
exceder 2 l (2 quarts).
3. Obtenha assistência médica imediatamente.

ADVERTÊNCIA: Os pólos, terminais e acessórios


relacionados das baterias contêm chumbo e compostos
de chumbo, produtos quı́micos conhecidos pelo estado da
Califórnia como causadores de câncer e danos
reprodutivos. Lave as mãos após o manuseio.

DPSG,OUO1004,2758 –54–11MAY00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=16
Segurança

01
Prepare-se para Emergências 000
3

Esteja preparado se começar um incêndio.

Mantenha um kit de primeiros socorros e um extintor de


incêndio à mão.

–UN–23AUG88
Mantenha os números de emergência de médicos, do
serviço de ambulância, do hospital e dos bombeiros
próximo ao seu telefone.

TS291
Kit de Primeiros Socorros

DX,FIRE2 –54–03MAR93–1/1

Evite Fluidos de Alta Pressão

O fluido sob pressão, ao escapar, pode penetrar na pele


e causar lesão grave.

Evite este risco aliviando a pressão antes de desconectar

–UN–23AUG88
uma linha hidráulica ou outras linhas. Aperte todas as
ligações antes de aplicar pressão.

Procure os vazamentos com um pedaço de papelão.

X9811
Proteja as mãos e o corpo dos fluidos de alta pressão.
Fluidos de Alta Pressão
Em caso de acidente, consulte um médico imediatamente.
Qualquer fluido injetado na pele deve ser retirado
cirurgicamente dentro de algumas horas ou poderá
resultar em gangrena. Os médicos não familiarizados com
este tipo de lesão devem consultar uma fonte adequada
de conhecimentos médicos nessa área. Tal informação
está disponı́vel no Departamento Médico da Deere &
Company em Moline, Illinois, E.U.A.

DX,FLUID –54–03MAR93–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=17
Segurança

01
000 Use Roupa Protetora
4

Use roupa justa e equipamento de segurança apropriado


para a tarefa.

A exposição prolongada ao ruı́do alto pode causar


prejuı́zo ou perda da audição.

–UN–23AUG88
Use um dispositivo de proteção auricular conveniente,
como protetores de ouvidos ou tampões para proteger-se
contra ruı́dos altos desagradáveis ou desconfortáveis.

TS206
A operação do equipamento com segurança exige plena Roupa Protetora
atenção do operador. Não use fones de ouvido ou rádio
enquanto estiver operando a máquina.

DX,WEAR –54–10SEP90–1/1

Conserte as Máquinas com Segurança

Se você tiver cabelos compridos amarre-os para trás de


sua cabeça. Não use gravata, cachecol, roupas soltas ou
lenço de pescoço quando trabalhar perto de ferramentas
da máquina ou de peças em movimento. Se estes itens
forem apanhados, você poderá sofrer lesões graves.

–UN–23AUG88
Remova anéis e outras jóias para evitar curtos elétricos e
emaranhamento em peças em movimento.

TS228
Peças em Movimento

DX,LOOSE –54–04JUN90–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=18
Segurança

01
Trabalhe em uma Área Ventilada 000
5

Os gases de escapamento do motor podem causar


doenças ou morte. Se for necessário fazer funcionar o
motor em uma área fechada, retire os gases de
escapamento da área com uma extensão do tubo de
escapamento.

–UN–23AUG88
Se você não tiver uma extensão do tubo de
escapamento, abra as portas e faça com que o ar externo
entre na área.

TS220
Gases do escapamento do motor

DX,AIR –54–17FEB99–1/1

Trabalhe em uma Área Limpa

Antes de começar o serviço:

• Limpe a área de trabalho e a máquina.


• Certifique-se que você tenha todas as ferramentas

–UN–18OCT88
necessárias para executar seu serviço.
• Tenha as peças corretas à mão.
• Leia todas as instruções completamente; não tente
atalhos.

T6642EJ
Área de Trabalho Limpa

DX,CLEAN –54–04JUN90–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=19
Segurança

01
000 Remova a Tinta Antes de Soldar ou Aquecer
6

Evite gases e poeira potencialmente tóxicos.

Gases nocivos podem ser gerados quando a tinta for


aquecida por soldagem elétrica, autógena ou com
maçarico.

–UN–23AUG88
Remova a tinta antes de aquecer:

• Remova a pintura no mı́nimo 76 mm (3 in.) da área a

TS220
ser afetada pelo aquecimento.
• Se você lixar ou esfolar a pintura, evite respirar a
poeira. Use uma máscara aprovada.
• Se usar um solvente ou um removedor de tinta, remova
o removedor com sabão e água antes de soldar.
Remova os recipientes de solvente ou removedor e
outros materiais inflamáveis da área. Deixe os gases se
dispersarem por pelo menos 15 minutos antes de
soldar ou aquecer.

Trabalhe em uma área ventilada para dispersar todos os


gases e poeira tóxicos.

Descarte devidamente a tinta e o solvente.

DX,PAINT –54–22OCT99–1/1

Evite Aquecer Próximo a Linhas de Fluido


Pressurizado

A pulverização inflamável pode ser gerada por


aquecimento próximo a linhas de fluido pressurizado,
resultando em queimaduras graves para você ou para os
–UN–15MAY90

observadores. Não aqueça por soldagem elétrica ou


autógena ou com maçarico próximo a linhas
pressurizadas ou outros materiais inflamáveis. As linhas
pressurizadas podem ser acidentalmente cortadas quando
TS953

o calor for além da área imediata da chama.


Pulverização Inflamável

DX,TORCH –54–03MAR93–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=20
Segurança

01
Ilumine a Área de Trabalho com Segurança 000
7

Ilumine sua área de trabalho adequadamente, mas com


segurança. Use uma luz portátil de segurança para
trabalhar dentro ou embaixo da máquina. Certifique-se de
que a lâmpada seja protegida por uma gaiola de arame.
O filamento quente de uma lâmpada acidentalmente

–UN–23AUG88
quebrada pode incendiar combustı́vel ou óleo derramado.

TS223
Área de Trabalho com Segurança

DX,LIGHT –54–04JUN90–1/1

Use o Equipamento de Elevação Adequado

O levantamento incorreto de componentes pesados pode


causar lesões graves ou danos à máquina.

Siga os procedimentos recomendados no manual para a


retirada e a instalação dos componentes.

–UN–23AUG88
TS226
Equipamento de Elevação Adequado

DX,LIFT –54–04JUN90–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=21
Segurança

01
000 Construa com Segurança as Ferramentas
8
Feitas Pelo Revendedor

Ferramentas defeituosas ou quebradas podem resultar


em lesões sérias. Quando construir ferramentas, use
materiais apropriados, de qualidade e boa mão-de-obra.

–UN–01JUL97
Não solde ferramentas, a menos que tenha o devido
equipamento e a experiência para executar o serviço.

LX1016749
Construa com Segurança as Ferramentas Feitas Pelo
Revendedor

DPSG,OUO1004,899 –54–19MAY99–1/1

Pratique a Manutenção Segura

Compreenda o procedimento do serviço antes de realizar


o trabalho. Mantenha a área limpa e seca.

Nunca lubrifique nem execute serviços ou ajustes na


máquina quando esta estiver em movimento. Mantenha
as mãos, os pés e a roupa longe de peças tracionadas
por força. Desengate toda a tração e opere os controles
para aliviar a pressão. Abaixe o equipamento no solo.
Pare o motor. Remova a chave. Permita que a máquina
esfrie.

Apóie firmemente todos os elementos da máquina que


devem ser levantados para a execução de serviços.

Mantenha todas as peças em boas condições e


devidamente instaladas. Arrume estragos imediatamente.
Substitua as peças desgastadas ou quebradas. Remova
qualquer acúmulo de graxa, óleo ou detrito.
–UN–23AUG88

Em equipamento autopropelido, desconecte o cabo-terra


da bateria (-) antes de fazer regulagens nos sistemas
elétricos ou soldagem na máquina.
TS218

Em implementos rebocados, desconecte os chicotes


elétricos do trator antes de consertar os componentes do Mantenha a Área Limpa
sistema elétrico ou soldar a máquina.

DX,SERV –54–17FEB99–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=22
Segurança

01
Use Ferramentas Apropriadas 000
9

Use ferramentas apropriadas para o trabalho.


Ferramentas e procedimentos provisórios podem criar
riscos de segurança.

Use ferramentas motorizadas apenas para soltar peças e

–UN–08NOV89
afixadores rosqueados.

Para afrouxar e apertar o maquinário, use ferramentas de


bitola correta. NÃO use ferramentas de medidas dos EUA

TS779
em afixadores métricos. Evite lesões fı́sicas causadas
pelo deslizamento de chaves de boca. Ferramentas Apropriadas

Use apenas peças de serviço que atendam às


especificações da John Deere.

DX,REPAIR –54–17FEB99–1/1

Descarte Devidamente os Resı́duos

Descartar os resı́duos indevidamente pode ameaçar o


meio ambiente e a ecologia. Resı́duos potencialmente
prejudiciais usados com o equipamento John Deere
incluem itens como óleo, combustı́vel, lı́quido refrigerante,

–UN–26NOV90
fluido de freio, filtros e baterias.

Use recipientes à prova de vazamentos quando drenar os


fluidos. Não use recipientes de alimentos ou bebidas que

TS1133
possam levar alguém a beber por engano.

Não despeje os resı́duos sobre o solo, em ralos, ou em Recicle os Resı́duos


qualquer curso de água.

O vazamento de arrefecedores do condicionador de ar


pode danificar a atmosfera da Terra. As leis federais
podem exigir um centro autorizado de serviços de
condicionador de ar para recuperar e reciclar os
refrigerantes usados no condicionador de ar.

Informe-se a respeito da maneira adequada de reciclar ou


descartar os resı́duos no seu centro local de meio
ambiente ou de reciclagem, ou com o seu revendedor
John Deere.

DX,DRAIN –54–03MAR93–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=23
Segurança

01
000 Viva com Segurança
10

Antes de devolver a máquina ao cliente, certifique-se de


que ela esteja funcionando adequadamente,
especialmente os sistemas de segurança. Instale todos os
resguardos e protetores.

–54–07OCT88
TS231
Sistemas de Segurança

DX,LIVE –54–25SEP92–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-000-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=24
Grupo 001
Identificação do Motor
01
Designação do Modelo do Motor 001
1

MOTOR JOHN DEERE MODELO — 6081

A designação de modelo de motor da John Deere inclui o


número de cilindros, cilindrada em litros, aspiração,
código do usuário e código de aplicação. Por exemplo:

Motor 6081 HRW01


6 ............................................................................ Número de cilindros
8,1 ........................................................................ Designação em litros
H ........................................................................... Código de aspiração
RW ........................................................................... Código do usuário
01 ......................................................................... Código de Aplicação
Código de Aspiração
T ............................................ Turbocomprimido, sem pós-refrigeração
A ....... Turbocomprimido e pós-refrigerado lı́quido refrigerante para ar.
H ........................................... Turbocomprimido e pós-refrigerado ar-ar
Código do Usuário
CQ ................................................................ S.L.C. Horizontina (Brasil)
DW ........................................................................................ Davenport
F .................................................................................................... OEM
FF .................................. Kernersvill Deere-Hitachi (Carolina do Norte)
H ....................................................................................... Colheitadeira
N ......................................................................................... Des Moines
RW ......................................................................... Waterloo (Tratores)
T .............................................................................................. Dubuque
TJ ............................................................................... Ontario (Canadá)
........................................................................... Bessemer (Alabama)
Z ........................................................................................ Zweibrucken
Código de Aplicação
001, etc. ..................................................................................................
Consulte TABELA DE APLICAÇÃO DE MOTORES, posteriormente, neste Grupo.

RG,RG34710,1021 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-001-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=25
Identificação do Motor

01
001 Informações da Placa do Número de Série do
2
Motor

IMPORTANTE: A placa do número de série do motor


pode ser destruı́da com facilidade.
Remova a placa ou registre as

–UN–26NOV97
informações em algum lugar, antes de
limpar o bloco no “tanque quente”.

Número de Série do Motor (A)

RG7010
Cada motor tem um número de série do motor John
Deere com 13 dı́gitos, que identifica a fábrica que o Placa do Número de Série do Motor
produziu, a designação do modelo do motor e um número A—Número de Série do Motor
seqüencial de 6 dı́gitos. Eis um exemplo: B—Dados de Aplicação do Motor

RG6081H000000
RG ............................................ Código da fábrica que produz o motor
6081H ................................................ Designação do modelo do motor
000000 ..................................................... Número seqüencial de série
Código de Fábrica
RG .............................................................. Waterloo Engine Works
Designação do Modelo do Motor
6801H ............. (Consulte DESIGNAÇÃO DO MODELO DO MOTOR.)
Número Seqüencial
000000 ............................................... Número seqüencial de 6 dı́gitos

A placa do número de série do motor é localizada no lado


direito do motor entre a base do filtro de óleo e a bomba
injetora de combustı́vel (vista da extremidade do volante)
ou no lado esquerdo do motor diretamente acima do
motor de partida.

Dados de Aplicação do Motor (B)

A segunda linha de informações na placa do número de


série do motor identifica o motor/máquina Deere ou a
relação OEM. ConsulteTABELA DE APLICAÇÃO DO
MOTOR, posteriormente, neste grupo.

RG,RG34710,1022 –54–19MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-001-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=26
Identificação do Motor

01
Etiqueta do Código de Opção do Motor 001
3

–UN–14AUG00
RG11074
Selo do Código de Opção

Além da placa do número de série, os motores OEM em seu motor na fábrica. Quando necessitar de peças
mais recentes têm uma etiqueta com o código de ou manutenção, forneça estes números ao revendedor
opção de motor afixada na tampa dos balancins. autorizado ou ao distribuidor de motores.
Esses códigos indicam quais opções foram instaladas

DPSG,OUO1004,900 –54–19MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-001-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=27
Identificação do Motor

01
001 Tabelas de Aplicação do Motor
4
(Equipamentos Agrı́colas John Deere)
Modelo da Máquina Modelo do Motor
DES MOINES — COLHEITADEIRAS DE ALGODÃO
Colheitadeira de Algodão 9970 .......................................... 6081AN001
Colheitadeira de Algodão 9976 ................................. 6081HN001, 003
HARVESTER — COLHEITADEIRAS
Colheitadeira de Baixa Potência 9510 .............................. 6081HH001
Colheitadeira de Alta Potência 9510 ................................. 6081HH002
Colheitadeira de Baixa Potência 9550 .............................. 6081HH008
Colheitadeira de Alta Potência 9550 ................................. 6081HH009
Colheitadeira 9610 ............................................................. 6081HH003
Colheitadeira 9650 e 9650CTS ........................................ 6081HH010
Colheitadeira 9650 CTS-Europa ........................................ 6081HH011
Colheitadeira 9650 STS ..................................................... 6081HH006
Colheitadeira 9750 STS ..................................................... 6081HH005
Colheitadeira CTS II (Europa - Modelo Ano 1998 ............ 6081HH003
Colheitadeira CTS II (Europa - Modelo Ano 1999) ........... 6081HH004
Colheitadeira CTS II (América do Norte) ........................... 6081HH003
Colheitadeira de Amendoim Amadus ................................ 6081HH007
WATERLOO— TRATORES
Trator 7710 ................................................ 6081TRW01, 03, 05, 07, 09
Trator 7810 ......................................... 6081TRW02, 04, 06, 08, 10, 11
Trator 8100 ........................................................................ 6081HRW06
Trator 8200 ........................................................................ 6081HRW07
Trator 8300 ........................................................................ 6081HRW08
Trator 8400 .................................................................. 6081HRW01, 04
Trator 8100T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW10
Trator 8200T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW02
Trator 8300T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW09
Trator 8400T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW03
Trator 8110 ........................................................................ 6081HRW11
Trator 8210 ........................................................................ 6081HRW13
Trator 8310 ........................................................................ 6081HRW15
Trator 8410 ........................................................................ 6081HRW17
Trator 8110T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW12
Trator 8210T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW14
Trator 8310T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW16
Trator 8410T (Trilhos) ....................................................... 6081HRW18
9100 4-Trator com Acionamento nas Rodas .................... 6081HRW05
ZWEIBRUCKEN — COLHEITADEIRAS/FORRAGEIRAS
Colheitadeira 2256 ...................................................... 6081HZ003, 007
Colheitadeira 2258 ........................................................ 6081HZ002, 05
Colheitadeira 2264 .............................................................. 6081HZ002
Colheitadeira 2266 .............................................................. 6081HZ001
Colheitadeira 2268 .............................................................. 6081HZ006
Forrageira Autopropelida 6650 ........................................... 6081HZ004
John Deere HORIZONTINA (BRAZIL) — COLHEITADEIRA
Colheitadeira 1185A ........................................................... 6081ACQ01

RG,RG34710,1023 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-001-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=28
Identificação do Motor

01
Tabelas de Aplicação do Motor 001
5
(Equipamentos de Construção John Deere)
Modelo da Máquina Modelo do Motor
DAVENPORT
644G Carregadeira ........................................................... 6081HDW04
Carregadeira 644H .......................................................... 6081HDW05
Carregadeira 644H-MH ..................................................... 6081HDW06
Skidder 740G/748G/748G II/748G III ............................... 6081TDW01
Niveladora 770C (Mais Nova)/770CH/772CH .................. 6081HDW01
Niveladora 770 C (Antiga) ................................................ 6081HDW03
DUBUQUE
Raspadeira 762B da Série II .............................................. 6081AT001
Trator de Esteiras 850C da Série II (822868—) ................ 6081AT002
KERNERSVILLE (DEERE-HITACHI)
Escavadora 330LC/370 ....................................................... 6081HT001
BESSEMER
Carregadeira de Toras 530B/535 ....................................... 6081ATJ01
WOODSTOCK, ON
Skidder 660D ...................................................................... 6081ATJ02

RG41183,0000024 –54–25JAN01–1/1

Tabelas de Aplicação do Motor (OEM)


(Fabricantes Externos de Equipamentos)
Aplicativo Modelo do Motor
Motor OEM (Certificado de Emissões Classe I) ............ 6081TF001
Motor OEM (Certificado de Emissões Classe I) ................. 6081AF001
Motor OEM (Certificado de Emissões Classe I) ................. 6081HF001
Motor Marı́timo ................................................................... 6081AFM01
Motor OEM (Certificado de Emissões Classe II) ................ 6081HF070

RG41183,000003A –54–28FEB01–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-001-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=29
Identificação do Motor

01
001
6

CTM181 (20MAR01) 01-001-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=30
Grupo 002
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante
01
Diesel Combustı́vel 002
1

Procure o seu distribuidor local de combustı́vel para se Névoa no mı́nimo 5°C (9°F) abaixo da temperatura
informar sobre as propriedades do diesel disponı́vel na mais baixa esperada.
sua área.
A lubricidade do combustı́vel deve passar ao nı́vel
De um modo geral, os combustı́veis diesel são mı́nimo de carga de 3.100 gramas conforme medido
combinados para satisfazer às exigências de baixa pelo teste de fricção BOCLE.
temperatura da área geográfica na qual são
comercializados. Teor de enxofre:

Os combustı́veis diesel recomendados são os • O teor de enxofre não deve exceder 0,5%. É
especificados pela EN 590 ou ASTM D975. preferı́vel um teor de enxofre abaixo de 0,05%.
• Se for usado combustı́vel diesel com teor de enxofre
Em todos os casos, o combustı́vel deve estar de acima de 0,5%, reduza o intervalo de serviços no
acordo com as seguintes propriedades: óleo e filtro do motor em 50%.
• NÃO use diesel combustı́vel com teor de enxofre
Índice de cetano mı́nimo de 40. Prefere-se um acima de 1,0%.
número de cetanos maior que 50, especialmente para
temperaturas abaixo de -20°C (-4°F) ou altitudes NÃO misture óleo do motor usado ou qualquer outro
acima de 1.500 m (5000 ft). tipo de lubrificante com o diesel.

Ponto de entupimento do filtro a frio (CFPP) abaixo


da temperatura mais baixa esperada OU Ponto de

RG41165,0000071 –54–13MAR01–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=31
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Biodiesel Combustı́vel
2

SOMENTE podem ser usados combustı́veis biodiesel • Filtro entupido,


se as propriedades do combustı́vel estiverem de • Espelhamento/emperramento dos componentes
acordo com a especificação DIN 51606 ou outra internos,
especificação equivalente. Foi demonstrado que o • Lama e sedimentos,
biodiesel combustı́vel aumenta a lubricidade em • Redução da vida útil.
concentrações de até 5% de mistura no diesel
combustı́vel de petróleo.

Ao usar uma mistura de biodiesel com as bombas de


combustı́vel, o nı́vel de óleo do motor DEVE ser
verificado diariamente quando a temperatura do ar
estiver em -10°C (14°F) ou menos. Se o óleo for
diluı́do com o combustı́vel, os intervalos de troca óleo
devem ser reduzidos de acordo.

IMPORTANTE: Os óleos vegetais crus NÃO são


aceitáveis como combustı́vel em
qualquer concentração nos
motores John Deere. Esses óleos
não queimam completamente e
provocarão falhas no motor,
deixando depósitos nos injetores e
na câmara de combustão.

Os usuários de biodiesel combustı́vel devem sempre


ter em mente que o principal mérito de venda é a
capacidade biodegradável, portanto a armazenagem e
manuseio desse combustı́vel é muito importante. Essa
importância pode ser observada nas seguintes áreas
de interesse:

• A qualidade do combustı́vel novo,


• Teor de água do combustı́vel,
• Problemas devido ao envelhecimento do
combustı́vel.

Problemas potenciais que resultam das deficiências


nas áreas acima ao usar o combustı́vel biodiesel em
concentrações acima de 5% podem levar aos
seguintes sintomas:

• Perda de potência e deterioração do desempenho.


• Vazamento de combustı́vel,
• Corrosão do equipamento de injeção de
combustı́vel,
• Bicos injetores carbonizados/bloqueados, levando à
baixa atomização de combustı́vel,

Continua na próxima página RG41165,0000034 –54–13MAR01–1/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=32
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Lista de Propriedade do Biodiesel para a DIN 51606 002
3
Propriedade Unidade DIN 51606, Setembro de 1997
Densidade a 15°C (59°F) g/cm3 (lb/ft3) 0,875—0,900 (55—56)
2
Viscosidade a 40°C (104°F) mm /s (cST) 3,5—5,0
Ponto de Fusão °C (°F) Mı́n. 110 (230)
Ponto de Entupimento do Filtro Frio — Verão °C (°F) Máx. 0 (32)
Ponto de Entupimento do Filtro Frio — °C (°F) Máx. -20 (-4)
Inverno
Enxofre Total % da Massa 0,01
Conradson (CCR) a 100% % da Massa Máx. 0,05
Índice de cetana — Mı́n. 49
Teor de Cinza % da Massa Máx. 0,03
Teor de Água % da Massa Máx. 0,03
Contaminação Total % da Massa Máx. 0,002
Corrosão do cobre (3 horas, 50°C) (3 horas, Grau de Corrosão 1
122°F)
Valor de Neutralização mg KOH/g Máx. 0,5
Teor de Metanol % da Massa Máx. 0,3
Monoglicerı́deos % da Massa Máx. 0,8
Diglicerı́deos % da Massa Máx. 0,4
Triglicerı́deos % da Massa Máx. 0,4
Glicerina Livre % da Massa Máx. 0,02
Glicerina Total % da Massa Máx. 0,25
Número de Iodo — Máx. 115
Fósforo % da Massa Máx. 0,001
Teor de álcali (Na + K) % da Massa Máx. 0,0005

RG41165,0000034 –54–13MAR01–2/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=33
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Lubricidade do Diesel Combustı́vel
4

O diesel combustı́vel deve ter a lubricidade adequada O uso de diesel combustı́vel de baixa lubricidade
para garantir o devido a funcionamento e durabilidade também pode causar um desgaste acelerado, erosão
dos componentes do sistema de injeção de ou corrosão dos bicos injetores, instabilidade na
combustı́vel. velocidade do motor, partida difı́cil, baixa potência e
fumaça no motor.
Os combustı́veis diesel para uso em rodovias, nos
Estados Unidos e no Canadá, necessitam ter A lubricidade do combustı́vel deve passar o nı́vel
atualmente um teor de enxofre inferior a 0,05. mı́nimo de carga de 3.100 gramas, medido pelo teste
de fricção BOCLE.
O combustı́vel diesel na União Européia precisa ter
teor de enxofre menor que 0,05%. As especificações ASTM D975 e EN 590 não exigem
que os combustı́veis sejam aprovados em teste de
A experiência mostra que o diesel combustı́vel com lubricidade de combustı́vel.
baixo teor de enxofre pode ter a lubricidade
inadequada e o seu uso pode reduzir o desempenho Se for usado um combustı́vel de lubricidade baixa ou
nos sistemas de injeção de combustı́vel devido à desconhecida, adicione PREMIUM DIESEL FUEL
lubrificação inadequada dos componentes da bomba CONDITIONER (CONDICIONADOR DE DIESEL
injetora. A concentração mais baixa de componentes COMBUSTÍVEL PREMIUM) John Deere (ou
aromáticos neste combustı́vel também afeta equivalente) na concentração especificada.
adversamente as vedações da bomba injetora
podendo provocar vazamentos.

DX,FUEL5 –54–24JAN00–1/1

Análise de Combustı́vel Dieselscan

DIESELSCAN é um programa de amostragem de


combustı́vel da John Deere para ajudar no monitoramento
da qualidade de sua fonte de combustı́vel. Ele verifica o
tipo de combustı́vel, a limpeza, o teor de água, a
adequação para operação em tempo frio e se o
combustı́vel está dentro das especificações ASTM.
Verifique se seu revendedor John Deere tem
disponibilidade de kits DIESELSCAN.

DIESELSCAN é uma marca registrada da Deere & Company DX,FUEL6 –54–06DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=34
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Óleo para Amaciamento de Motor Diesel 002
5

Os motores novos são enchidos na fábrica com • Classificação de Serviço API CE


ENGINE BREAK-IN OIL (ÓLEO PARA • Especificação ACEA E1
AMACIAMENTO DE MOTOR) John Deere. Durante o
perı́odo de amaciamento, adicione ENGINE BREAK-IN Após o perı́odo de amaciamento, use o óleo
OIL (ÓLEO PARA AMACIAMENTO DE MOTOR) John PLUS-50 da John Deere ou outro óleo para motores
Deere conforme necessário para manter o nı́vel a diesel conforme recomendado neste manual.
especificado de óleo.
IMPORTANTE: Não use óleo PLUS-50 ou óleos
Troque o óleo e o filtro após as primeiras 100 horas para motores que satisfaçam os
de operação em motores novos ou retificados. nı́veis de desempenho API CH-4,
API CG4, API CF4, ACEA E3 ou
Após a retificação de um motor, encha o motor com ACEA E2 durante as primeiras 100
ENGINE BREAK-IN OIL (ÓLEO PARA horas de operação em motores
AMACIAMENTO DE MOTOR) John Deere. novos ou retificados. Estes óleos
não permitem que o motor amacie
Se o ENGINE BREAK-IN OIL (ÓLEO PARA devidamente.
AMACIAMENTO DE MOTOR) John Deere não estiver
disponı́vel durante as primeiras 100 horas de
operação use um óleo para motor diesel que esteja de
acordo com pelo menos uma das seguintes condições:

PLUS-50 é uma marca registrada da Deere & Company. DX,ENOIL4 –54–24JAN00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=35
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Óleo para Motores Diesel
6

Use óleo com viscosidade com base na faixa prevista de


temperatura do ar, no perı́odo decorrido entre as trocas
de óleo.

Prefere-se o seguinte óleo:

• PLUS-50 da John Deere

O seguinte óleo também é recomendado:

• TORQ-GARD SUPREME da John Deere

–UN–10OCT97
Outros óleos podem ser usados se atenderem a uma ou
mais das seguintes especificações:

• Classificação de Serviço API CH-4


TS1661
Classificação de Serviço API CG-4
• Classificação de Serviço API CF-4
• Especificação ACEA E3
• Especificação ACEA E2

São preferı́veis óleos de motor diesel de


multiviscosidade.

Se for usado combustı́vel diesel com mais de 0,5% de


teor de enxofre, reduza o intervalo de serviços em 50%.

Podem ser aplicados intervalos prolongados de serviços


quando se usa os óleos para motores preferidos pela
John Deere. Procure seu revendedor John Deere para
obter mais informações.

TORQ-GARD SUPREME é uma marca registrada da Deere & Company DX,ENOIL –54–24JAN00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=36
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Intervalos Prolongados de Serviços do Óleo 002
7
de Motores Diesel

Quando forem usados o óleo PLUS-50 da John Deere e


o filtro de óleo John Deere especificado, o intervalo de
serviços para trocas de óleo e filtro pode ser prolongado
em 50%.

Se forem usados óleo PLUS-50e o filtro que não sejam


especificados pela John Deere, troque o óleo do motor e
o filtro no intervalo normal de serviços.

PLUS-50 é uma marca registrada da Deere & Company DX,ENOIL6 –54–10OCT97–1/1

Lubrificantes Alternativos e Sintéticos

As condições em certas áreas geográficas podem exigir


recomendações de lubrificantes diferentes das descritas
neste manual.

Alguns dos refrigerantes e lubrificantes da marca John


Deere podem não estar disponı́veis na sua localidade.

Procure o seu revendedor John Deere para obter


informações e recomendações.

Os lubrificantes sintéticos podem ser usados se


atenderem às exigências de desempenho descritas neste
manual.

Os limites de temperatura e os intervalos de serviços


mostrados neste manual aplicam-se tanto aos óleos
convencionais como aos óleos sintéticos.

Os produtos recuperados (refinados pela segunda vez e


readitivados) podem ser usados se o lubrificante final
atender às exigências de desempenho.

DX,ALTER –54–15JUN00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=37
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Mistura de Lubrificantes
8

Em geral, evite mistura de diferentes marcas ou tipos Consulte seu revendedor John Deere para obter
de óleos. Os fabricantes de óleo misturam aditivos nos informações e recomendações especı́ficas.
óleos para que estejam de acordo com certas
especificações e requisitos de desempenho.

A mistura de diferentes óleos pode interferir no


funcionamento adequado destes aditivos e degradar o
desempenho do lubrificante.

DX,LUBMIX –54–18MAR96–1/1

OILSCANe CoolScan

OILSCANe CoolScansão programas John Deere de


amostragem para ajudá-lo a monitorar o desempenho da
máquina e identificar problemas potenciais antes que eles
causem danos sérios.

–UN–15JUN89
Amostras de óleo e de refrigerante devem ser tiradas de
cada sistema antes do intervalo recomendado para troca.

T6828AB
Verifique se seu revendedor John Deere tem
disponibilidade dos kits OILSCAN e CoolScan.

–UN–18OCT88
T6829AB
OILSCAN é uma marca registrada da Deere & Company.
CoolScan é uma marca registrada da Deere & Company. DPSG,OUOD002,1824 –54–02AUG00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=38
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Graxa 002
9

Use graxa com base nos números de consistência NLGI


e na faixa prevista de temperatura do ar durante o
intervalo de serviços.

São preferidas as seguintes graxas:

• SD POLYUREA GREASE (GRAXA POLIURÉIA SD)


John Deere

As seguintes graxas também são recomendadas:

• HD MOLY GREASE (graxa de molibdênio) John Deere


• HD LITHIUM COMPLEX GREASE (graxa complexa de

–UN–30JUN99
lı́tio) John Deere
• HD WATER RESISTANT GREASE (graxa resistente à
água) John Deere
• GREASE-GARD John Deere

TS1667
Podem ser usadas outras graxas se atenderem ao
seguinte:

• Classificação de Desempenho NLGI GC-LB

IMPORTANTE: Alguns tipos de espessantes de


graxas não são compatı́veis com
outros Consulte seu fornecedor de
graxa antes de misturar diferentes
tipos de graxa.

DX,GREA1 –54–24JAN00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=39
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Lı́quido Refrigerante para Motor Diesel
10

O sistema de refrigeração do motor é usado para dar exigida proteção para temperaturas inferiores, procure
proteção contra a corrosão durante o ano todo, contra o seu revendedor John Deere para recomendações.
a oxidação localizada das camisas dos cilindros e
proteção contra o congelamento no inverno até -37°C A qualidade da água é importante para o desempenho
(-34°F). do sistema de refrigeração. A água destilada,
deionizada ou desmineralizada é recomendada para a
O seguinte refrigerante para motor é preferido na mistura com o refrigerante concentrado à base de
execução dos serviços. etilenoglicol para motores.

• Refrigerante pré-diluı́do COOL-GARD John Deere IMPORTANTE: Não use aditivos de vedação para
sistemas de refrigeração nem
O seguinte refrigerante para motor também é anticongelantes que contenham
recomendado: aditivos de vedação.

• COOL-GARD Coolant Concentrate John Deere, em Intervalos de Drenagem do Refrigerante


uma mistura de 40 a 60% de concentrado com água
de qualidade. Drene o refrigerante do motor enchido de fábrica, lave
o sistema de refrigeração e encha novamente com o
Outros refrigerantes à base de etilenoglicol de baixo novo refrigerante depois dos primeiros 3 anos ou
silicato para motores pesados podem ser usados se 3.000 horas de operação. Os intervalos de drenagem
estiverem de acordo com as seguintes especificações: subseqüentes são determinados pelo refrigerante
usado nos serviços. Em cada intervalo, drene o
• ASTM D5345 (refrigerante pré-diluı́do) refrigerante, lave o sistema de refrigeração e encha
• ASTM D4985 (refrigerante concentrado) em uma novamente com o novo refrigerante.
mistura de 40 a 60% de concentrado com água de
qualidade Quando o COOL-GARD John Deere for usado, o
intervalo de drenagem pode ser prolongado para 5
Os refrigerantes que atendem a estas especificações anos ou 5.000 horas de operação, desde que o
necessitam do uso de aditivos de refrigerante refrigerante seja testado anualmente E os aditivos
adicionais formulados para motores diesel pesados sejam reabastecidos, conforme necessário,
para proteção contra corrosão e erosão e oxidação adicionando um aditivo suplementar de refrigerante.
das camisas dos cilindros.
Se o COOL-GARD não for usado, o intervalo de
Uma mistura a 50% de refrigerante para motores à drenagem é reduzido para 2 anos ou 2.000 horas de
base de etilenoglicol e água fornece uma proteção operação.
contra o congelamento até -37°C (-34°F). Se for

DX,COOL3 –54–05FEB99–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=40
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Refrigerantes para Motor Diesel, Informações Sobre o Aditivo Suplementar 002
11

Os refrigerantes para motores são uma combinação Uma mistura simples de etilenoglicol e água não dará
de três componentes quı́micos: etilenoglicol uma proteção adequada.
(anticongelante), aditivos inibidores do refrigerante e
água de boa qualidade. O uso de aditivos suplementares no refrigerante reduz
a corrosão, a erosão e a oxidação. Estes produtos
Especificações do Refrigerante quı́micos reduzem o número de bolhas de vapor no
refrigerante e ajudam a formar uma pelı́cula protetora
Alguns produtos, incluindo o COOL-GARD Prediluted nas superfı́cies das camisas dos cilindros. Esta
Coolant da John Deere, são refrigerantes totalmente pelı́cula atua como uma barreira contra os efeitos
formulados que contêm todos os três componentes em prejudiciais das bolhas de vapor que estouram e
suas concentrações corretas. Não adicione uma carga caem.
inicial de aditivos suplementares para refrigerante a
estes produtos totalmente formulados. Evite Refrigerantes do Tipo Automotivo

Alguns concentrados de refrigerante, incluindo o Nunca use refrigerantes do tipo automotivo (tais como
COOL-GARD Coolant Concentrate da John Deere, os que estão de acordo com ASTM D3306 ou ASTM
contêm anticongelante de etilenoglicol e aditivos D4656). Estes refrigerantes não contêm os aditivos
inibidores para refrigerante. Misture estes produtos corretos para proteger os motores diesel de serviço
com água de boa qualidade, mas não adicione uma pesado. Eles muitas vezes contêm uma elevada
carga inicial de aditivos de refrigerante suplementares. concentração de silicatos e podem danificar o motor
ou o sistema de refrigeração.
Os refrigerantes que estiverem de acordo com a
ASTM D5345 (refrigerante pré-diluı́do) ou ASTM Propilenoglicol Não Aquoso
D4985 (refrigerante concentrado) exigem uma carga
inicial de aditivos suplementares para o refrigerante. O propilenoglicol não aquoso não ser usado nos
motores diesel da John Deere. Esse refrigerante
Reabasteça os Aditivos do Refrigerante funciona melhor com temperaturas acima da faixa de
operação aceitável do motor. Isso poderia diminuir a
A concentração de aditivos refrigerantes é vida útil do motor devido à viscosidade mais baixa do
gradualmente esgotada durante a operação do motor. óleo do motor. Além disso, os motores controlados
É necessário fazer reabastecimento periódico dos eletronicamente podem sofrer redução de potência
inibidores, mesmo quando se usa o COOL-GARD prematura devido às altas temperaturas do
John Deere. Siga as recomendações indicadas neste refrigerante.
manual para o uso de aditivos suplementares de
refrigerante. Qualidade da Água

Por Que Usar Aditivos Suplementares no A qualidade da água é importante para o desempenho
Refrigerante? do sistema de refrigeração. A água destilada,
deionizada ou desmineralizada é recomendada para a
A operação sem os devidos aditivos no refrigerante mistura com o refrigerante concentrado à base de
resultará em um aumento da corrosão, da erosão e da etilenoglicol para motores. Toda a água usada no
oxidação localizada da camisa do cilindro e ainda sistema de refrigeração deverá estar de acordo com
outros danos ao motor e ao sistema de refrigeração. as seguintes especificações mı́nimas de qualidade:

Continua na próxima página DPSG,OUOD002,1835 –54–03AUG00–1/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-11 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=41
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Cloretos 40 mg/l ou menos Limite de Proteção Contra
12 Etilenoglicol Congelamento
Sulfatos 100 mg/l ou menos
Total de Sólidos Dissolvidos 340 mg/l ou menos 40% -24°C (-12°F)

Dureza total 170 mg/l ou menos 50% -37°C (-34°F)

Nı́vel de pH 5,5 a 9,0 60% -52°C (-62°F)

Proteção Contra Congelamento NÃO use uma mistura de refrigerante e água com
percentagem superior a 60% de etilenoglicol.
As concentrações relativas de etilenoglicol e água no
refrigerante do motor determinam o seu limite de
proteção contra o congelamento. Consulte a tabela na
página seguinte.

DPSG,OUOD002,1835 –54–03AUG00–2/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-12 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=42
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Teste do Refrigerante para Motores Diesel 002
13

A manutenção das concentrações adequadas de glicol e


de aditivos inibidores no refrigerante é fundamental para
proteger o motor e o sistema de refrigeração contra o
congelamento, a corrosão, a erosão e a oxidação
localizada da camisa do cilindro.

Teste a solução de refrigerante em intervalos de 12


meses ou menores e sempre que uma quantidade
excessiva de refrigerante tiver sido perdida através de
vazamentos ou por superaquecimento.

Tirantes de Teste do Refrigerante

Os tirantes de teste do refrigerante estão disponı́veis no


seu revendedor John Deere. Estes tirantes de teste
fornecem um método simples e eficaz para verificar o
ponto de congelamento e os nı́veis dos aditivos do seu
refrigerante do motor.

Compare os resultados com a tabela dos aditivos


suplementares do refrigerante (SCA) para determinar a
quantidade de aditivos inibidores do seu refrigerante e
quando deverá adicionar mais COOLANT CONDITIONER
(CONDICIONADOR REFRIGERANTE) John Deere.

CoolScan

Para uma avaliação mais completa de seu refrigerante,


faça uma análise CoolScan. Consulte o seu revendedor
John Deere para obter informações sobre o CoolScan.

DPSG,OUOD002,1825 –54–02AUG00–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-13 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=43
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Reabastecimento de Aditivos de Refrigerante Suplementares (SCAs) Entre Trocas de
14
Óleo

–UN–08DEC97

–UN–05DEC97
RG6261

RG6262
IMPORTANTE: Não adicione aditivos suplementares disponı́veis na forma de condicionantes
suplementares ao refrigerante de refrigerantes lı́quidos.
quando o sistema de refrigeração
for drenado e enchido novamente Manter a concentração correta do condicionador de
com o ANTIFREEZE/SUMMER refrigerante (SCAs) e ponto de congelamento é
COOLANT (REFRIGERANTE essencial para que o sistema de refrigeração seja
ANTICONGELANTE/VERÃO) John protegido contra ferrugem, corrosão localizada das
Deere ou o COOL-GARD John camisas e corrosão e congelamentos devido à diluição
Deere. incorreta do refrigerante.

NOTA: Se um sistema tiver que ser preenchido com Recomenda-se o uso de LIQUID COOLANT
refrigerante que não contém SCAs, o CONDITIONER (CONDICIONADOR DO LÍQUIDO
refrigerante deve ser pré-carregado. Determine REFRIGERANTE) John Deere como aditivo
a capacidade total do sistema e misture suplementar do refrigerante em motores John
antecipadamente com 3% do Condicionador Deere.
de Refrigerante John Deere.
NÃO misture uma marca de SCA com outra.
Através do tempo e do uso, a concentração de
aditivos refrigerantes é gradualmente esgotada Teste a solução de refrigerante com 600 horas ou 12
durante a operação do motor. É necessário fazer meses de operação usando as tiras de teste de
reabastecimento periódico dos inibidores, mesmo refrigerante John Deere ou uma análise COOLSCAN.
quando se usa o ANTIFREEZE/SUMMER COOLANT Se uma análise COOLSCAN não estiver disponı́vel,
(REFRIGERANTE ANTICONGELANTE/VERÃO) John recarregue o sistema de acordo com as instruções
Deere. O sistema de refrigeração deve ser impressas na etiqueta do Condicionador de
recarregado com aditivos de refrigerante Refrigerante Lı́quido John Deere.

COOL-GARD é uma marca registrada da Deere & Company


COOLSCAN é uma marca registrada da Deere & Company. Continua na próxima página RG,01,DT7035 –54–14NOV00–1/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-14 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=44
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
IMPORTANTE: SEMPRE mantenha o nı́vel e a O uso de aditivos suplementares não-recomendados 002
15
concentração corretos do no refrigerante pode resultar em precipitação de
refrigerante. NÃO opere o motor aditivos e gelificação do refrigerante.
sem refrigerante nem que seja por
poucos minutos. Se forem usados outros refrigerantes, procure o
fornecedor de refrigerantes e siga as recomendações
Se for necessário o acréscimo do fabricante para uso de aditivos suplementares no
freqüente de refrigerante, a refrigerante.
concentração de glicol deve ser
verificada com o Testador de Consulte REFRIGERANTES DE MOTORES DIESEL,
Bateria/Refrigerante JT07298 para INFORMAÇÕES SOBRE ADITIVOS
assegurar a manutenção do ponto SUPLEMENTARES, anteriormente, neste grupo, para
de congelamento desejado. Siga as informar-se sobre a mistura correta dos ingredientes
instruções do fabricante fornecidas do refrigerante antes de adicioná-los ao sistema de
com o Testador de refrigeração.
Bateria/Refrigerante.

Adicione a concentração recomendada pelo fabricante


do aditivo suplementar do refrigerante. NÃO adicione
mais que a quantidade recomendada.

RG,01,DT7035 –54–14NOV00–2/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-15 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=45
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 Operando em Regiões de Temperaturas
16
Elevadas

Os motores John Deere são projetados para operar


usando refrigerantes de motor à base de glicol.

Use sempre um refrigerante de motor recomendado à


base de glicol, mesmo quando operar em áreas
geográficas em que não seja exigida a proteção contra
congelamento.

IMPORTANTE: Pode-se usar água como refrigerante


mas somente em situações de
emergências.

Quando for usada água como


refrigerante, ocorrerão espuma,
corrosão nas superfı́cies quentes de
alumı́nio e ferro, oxidação profunda e
cavitação, mesmo quando forem
adicionados condicionadores de
refrigerante.

Drene o sistema de refrigeração e


encha novamente logo que possı́vel
com o refrigerante de motor
recomendado à base de glicol.

DX,COOL6 –54–18MAR96–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-16 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=46
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Lave e Faça Manutenção no Sistema de 002
17
Refrigeração

CUIDADO: A liberação explosiva de fluidos do


sistema pressurizado de refrigeração pode
causar queimaduras graves. Desligue o motor.

–UN–23AUG88
Apenas remova o tampão de enchimento
quando estiver frio o suficiente para tocá-lo
com as mãos desprotegidas. Afrouxe a tampa
lentamente até o primeiro batente para aliviar a

TS281
pressão antes de retirá-la completamente.

IMPORTANTE: O ar deve ser expulso do sistema de


refrigeração quando o sistema for
preenchido novamente. Consulte
VERIFICAÇÃO DO SISTEMA DE
REFRIGERAÇÃO no manual do
operador.

A base de etilenoglicol (anticongelante) pode se esgotar


de SCAs, permitindo que vários ácidos se formem e
danifiquem os componentes do motor. Além disso, metais
pesados, tais como chumbo, cobre e zinco se acumulam
na base de etilenoglicol. Os metais pesados vêm da
corrosão que ocorre até certo ponto dentro de um sistema
de refrigeração. Quando o refrigerante estiver saturado a
ponto de não mais poder manter metais pesados e outros
sólidos dissolvidos, ele se solidifica e atua como abrasivo
nas peças do motor.

Continua na próxima página RG,01,DT7033 –54–29OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-17 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=47
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002 NOTA: Consulte o manual do operador para informar-se
18
sobre intervalo de manutenção especı́fico.
Consulte TABELA DE INTERVALOS DE
SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E
LUBRIFICAÇÃO no manual do operador.

Lave o sistema de refrigeração conforme descrito no


manual do operador. Consulte LAVAGEM DO SISTEMA
DE REFRIGERAÇÃO no manual do operador. Limpe o
sistema de refrigeração com água limpa e com o
Limpador do Sistema de Refrigeração de Serviço Pesado
John Deere TY15979 ou equivalente tal como
FLEETGUARD RESTORE ou RESTORE PLUS. Siga
as instruções fornecidas junto com o purificador. Encha o
sistema de refrigeração novamente com a solução
refrigerante adequada. Consulte REFRIGERANTE DO
MOTOR DIESEL, anteriormente, neste grupo.

IMPORTANTE: NUNCA encha demais o sistema. Um


sistema pressurizado precisa de
espaço para a expansão térmica sem
transbordar no topo do radiador. O
nı́vel do refrigerante deve estar na
parte inferior do gargalo de
enchimento do radiador.

O ar deve ser expulso do sistema de


refrigeração quando o sistema for
preenchido novamente. Afrouxe o
bujão do lado do alojamento do
termostato para permitir que o ar
escape ao encher o sistema. Reaperte
o bujão quando todo o ar tiver sido
expulso.

Após acrescentar a nova solução de refrigerante, faça o


motor funcionar até atingir a temperatura de operação.
Isto mistura a solução de refrigerante uniformemente e a
faz circular por todo o sistema. Após o funcionamento do
motor, verifique o nı́vel de refrigerante e se há
vazamentos em todo o sistema de refrigeração.

Contate a oficina autorizada se houver mais dúvidas.

FLEETGUARD é uma marca registrada da Cummins Engine Company.


RESTORE é uma marca registrada da FLEETGUARD.
RESTORE PLUS é uma marca registrada da FLEETGUARD. RG,01,DT7033 –54–29OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 01-002-18 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=48
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
Como Descartar o Refrigerante 002
19

Descartar os resı́duos do refrigerante do motor


indevidamente pode ameaçar o meio ambiente e a
ecologia.

–UN–26NOV90
Use recipientes à prova de vazamentos quando drenar os
fluidos. Não use recipientes de alimentos ou bebidas que
possam levar alguém a beber por engano.

TS1133
Não despeje os resı́duos sobre o solo, em ralos, ou em
qualquer curso de água.

Informe-se a respeito da maneira adequada de reciclar ou


descartar os resı́duos no seu centro local de meio
ambiente ou de reciclagem, ou com a oficina autorizada.

RG,01,DT7032 –54–29OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 01-002-19 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=49
Combustı́veis, Lubrificantes e Lı́quido Refrigerante

01
002
20

CTM181 (20MAR01) 01-002-20 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=50
Seção 02
Consertos e Regulagens
Conteúdo 02

Página Página

Grupo 010—Recondicionamento do Motor Measure Valve Recess Serial Number


Instruções para Recondicionamento do ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-15
Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-1 Verificações Preliminares do Cabeçote de
Suporte de Reparação do Motor . . . . . . . . . . .02-010-2 Cilindros e Válvulas Número de Série (—
Precauções de Segurança . . . . . . . . . . . . . . .02-010-3 199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-16
Instale os Adaptadores no Suporte de Remove Valve Assembly Serial Number
Reparação do Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-4 ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-17
Procedimento de Içamento do Motor. . . . . . . .02-010-4 Inspecione e Meça as Molas das Válvulas
Limpe o Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-6 Número de Série (—199.999) . . . . . . . . . .02-020-18
Desconecte a Linha de Entrada de Óleo do Inspect Valve Spring Caps, Wear Caps, and
Turbocompressor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-7 Retainer Locks Serial Number
Monte o Motor no Suporte de Conserto . . . . .02-010-8 ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-19
Seqüência de Desmontagem do Motor para Limpe as Válvulas Número de Série (—
Recondicionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-10 199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-19
Instruções para Aplicação do Vedante . . . . .02-010-12 Inspect and Measure Valves Serial Number
Seqüência de Montagem do Motor 6081 ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-20
Após o Recondicionamento . . . . . . . . . . . .02-010-14 Grind (Reface) Valves Serial Number
Instruções para Amaciamento do Motor . . . .02-010-16 ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-21
Execute o Amaciamento do Motor. . . . . . . . .02-010-17 Inspecione e Limpe o Cabeçote de
Verifique o Sistema de Ventilação do Cilindros Número de Série (—199.999) . . .02-020-22
Cárter . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-19 Verifique a Planicidade da Superfı́cie de
Verifique o Sistema de Entrada de Ar . . . . . .02-010-20 Combustão do Cabeçote de Cilindros
Verifique o Sistema de Escape . . . . . . . . . . .02-010-20 Número de Série (—199.999) . . . . . . . . . .02-020-23
Verifique e Faça Manutenção no Sistema de Meça a Espessura do Cabeçote de
Refrigeração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-010-21 Cilindros Número de Série (—199.999) . . .02-020-24
Verifique o Sistema Elétrico . . . . . . . . . . . . .02-010-24 Clean Valve Guides Serial Number
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-25
Recomendações de Retificação Geral. . . . . .02-010-26
Measure Valve Guides Serial Number
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-26
Grupo 020—Reparação e Ajuste do Cabeçote de Knurl Valve Guides Serial Number
Cilindros e das Válvulas N.S. (— ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-27
199.999) Limpe e Inspecione os Assentos das
Verifique e Ajuste a Folga das Válvulas Válvulas Número de Série (—199.999) . . .02-020-27
Número de Série (— 199.999). . . . . . . . . . .02-020-1 Measure Valve Sears Serial Number
Check Valve Lift Serial Number ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-28
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-5 Grind Valve Seats Serial Number
Remove Cylinder Head Serial Number ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-29
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-7 Remove Valve Seat Inserts Serial Number
Seqüência de Reparação e Inspeção da ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-31
Junta do Cabeçote Número de Série (— Install Valve Seat Inserts Serial Number
199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-10 ( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-32
Disassemble and Inspect Rocker Arm Shaft Inspecione e Limpe o Furo do Bico Injetor do
Assembly Serial Number Cabeçote de Cilindros Número de Série (—
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-12 199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-33
Monte o Conjunto do Eixo dos Balancins
Número de Série (— 199.999). . . . . . . . . .02-020-14 Continua na próxima página

CTM181 (20MAR01) 02-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=1
Conteúdo

Página Página

Limpe e Inspecione os Tuchos Número de Inspecione o Conjunto do Eixo dos


Série (—199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-34 Balancins Número de Série (200.000—
02 Inspecione e Limpe a Mangueira de Saı́da ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-20
do Ventilador Número de Série (— Desmonte e Monte o Conjunto dos
199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-34 Balancins Número de Série (200.000—
Limpe e Inspecione o Topo do Bloco de ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-21
Cilindros Número de Série (—199.999) . . .02-020-35 Meça o Recesso da Válvula Número de Série
Measure Cylinder Liner Standout (Height (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-22
Above Block) Serial Number Verificações Preliminares do Cabeçote de
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-36 Cilindros e Válvulas Número de Série (200.000—
Assemble Valve Assembly Serial Number ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-23
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-37 Remova o Conjunto das Válvulas Número
Instale os Parafusos e o Cabeçote de de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-24
Cilindros Número de Série (—199.999) . . .02-020-39 Inspecione e Meça as Molas das Válvulas
Parafusos de Cabeça Flangeada Número de Série (200.000— ). . . . . . . . . .02-021-26
Pré-esforçados — Grau 180 Marcados Inspect Valve Spring Caps, Wear Caps, and
“SPECIAL” Número de Série (— Retainer Locks Serial Number
199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-41 (200,000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-27
Install Rocker Arm Assembly Serial Number Limpe as Válvulas Número de Série
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-42 (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-27
Inspecione e Limpe a Mangueira de Saı́da Inspecione e Meça as Válvulas Número
do Ventilador Número de Série (— de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-28
199.999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-43 Esmerilhe (Retifique) as Válvulas Número
Complete Final Assembly of Injection Pump de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-29
Side of Engine Serial Number Inspecione e Limpe o Cabeçote de
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-44 Cilindros Número de Série (200.000—
Complete Final Assembly on Exhaust ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-30
Manifold Side of Engine Serial Number Verifique a Planicidade da Superfı́cie de
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-45 Combustão do Cabeçote de Cilindros
Perform Engine Break-In Serial Number Número de Série (200.000— ). . . . . . . . . .02-021-31
( —199,999) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-020-47 Meça a Espessura do Cabeçote de
Cilindros Número de Série (200.000—
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-32
Grupo 021—Reparação e Ajuste do Cabeçote de Limpe as Guias de Válvula Número de Série
Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-33
(200.000— ) Meça as Guias de Válvula Número de Série
Verifique a Folga da Válvula Número de (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-33
Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-1 Estrie as Guias de Válvula Número de Série
Ajuste a Folga das Válvulas Número de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-34
(200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-4 Limpe e Inspecione os Assentos das
Verifique o Curso da Válvula Número de Válvulas Número de Série (200.000— ). . .02-021-34
Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-9 Meça o Assento da Válvula Número de Série
Remova o Cabeçote de Cilindros Número (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-35
de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-11 Esmerilhe os Assentos de Válvulas
Diagnóstico de Falhas da Junta do Número de Série (200.000— ). . . . . . . . . .02-021-36
Cabeçote Número de Série (200.000— Remova os Insertos dos Assentos de Válvula
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-14 e Meça os Furos do Cabeçote de
Tabela de Diagnóstico de Falhas da Junta Cilindros Número de Série (200.000—
do Cabeçote Número de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-38
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-17 Instale os Insertos dos Assentos de
Seqüência de Reparação e Inspeção da Válvulas Número de Série (200.000— ). . .02-021-39
Junta do Cabeçote Número de Série (200.000—
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-18 Continua na próxima página

CTM181 (20MAR01) 02-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=2
Conteúdo

Página Página

Inspecione e Limpe o Furo do Bico Injetor do Inspecione o Furo e o Pino do Pistão . . . . . .02-030-17
Cabeçote de Cilindros Número de Série (200.000— Inspecione Visualmente as Camisas de
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-39 Cilindro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-18 02
Limpe e Inspecione os Tuchos Número de Explicação Sobre o Código da Data de
Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-40 Fabricação das Camisas de Cilindro . . . . .02-030-20
Limpe e Inspecione o Topo do Bloco de Determine a Folga entre a Camisa e o
Cilindros Número de Série (200.000— Pistão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-21
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-40 Inspecione a Biela e Capa . . . . . . . . . . . . . .02-030-24
Measure Cylinder Liner Standout (Height Inspecione os Pinos e as Buchas dos
Above Block) Serial Number Pistões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-26
(200,000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-41 Remova a Bucha do Pino de Pistão,
Monte o Conjunto das Válvulas Número Limpe e Inspecione o Furo do Pino . . . . . .02-030-28
de Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-42 Meça o Flange da Camisa . . . . . . . . . . . . . .02-030-29
Instale os Parafusos e o Cabeçote de
Inspecione e Meça as Bronzinas das
Cilindros Número de Série (200.000—
Bielas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-30
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-44
Instale a Bucha do Pino do Pistão na
Parafusos de Cabeça Flangeada
Biela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-32
Pré-esforçados — Grau 180 Marcados
Desmontagem Completa do Bloco de
“SPECIAL” Número de Série (200.000—
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-46 Cilindros (Se Necessário) . . . . . . . . . . . . .02-030-33
Instale o Conjunto do Eixo dos Balancins Remova e Limpe as Pastilhas de
Número de Série (200.000— ). . . . . . . . . .02-021-48 Refrigeração dos Pistões . . . . . . . . . . . . . .02-030-33
Inspecione e Limpe a Mangueira de Saı́da Inspecione e Limpe o Bloco de Cilindros. . . .02-030-34
do Ventilador Número de Série (200.000— Meça o Bloco de Cilindros . . . . . . . . . . . . . .02-030-36
) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-48 Instale as Pastilhas de Refrigeração dos
Complete Final Assembly of Fuel Pump Side Pistões e os Bujões dos
of Engine Serial Number Compartimentos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-37
(200,000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-49 Verifique Novamente o Ressalto da Camisa
Complete a Montagem Final do Lado do de Cilindros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-38
Coletor de Escape do Motor Número de Instale os Calços nas Camisas — Se
Série (200.000— ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-021-50 Necessário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-39
Execute o Amaciamento do Motor Instale o Calço na Camisa do Cilindro e
Número de Série (200.000— ). . . . . . . . . .02-021-52 os Anéis O no Bloco . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-40
Instale a Camisa do Cilindro no Bloco. . . . . .02-030-41
Grupo 030—Reparação e Ajuste do Bloco de Instale o Pistão e a Biela . . . . . . . . . . . . . . .02-030-42
Cilindros, das Camisas, dos Pistões Faça o Giro de Torque dos Parafusos da
e das Bielas Biela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-47
Verificações Preliminares das Camisas, Verifique o Aperto Excessivo pela Rotação
Pistões e Bielas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-1 do Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-48
Bielas — Informações Gerais . . . . . . . . . . . . .02-030-2 Montagem Final Completa . . . . . . . . . . . . . .02-030-49
Remova os Conjuntos de Pistões e Bielas . . .02-030-3
Meça o Ressalto da Camisa do Cilindro
(Altura Acima do Bloco) . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-7 Grupo 040—Reparação e Ajuste do Virabrequim,
Remova as Camisas dos Cilindros . . . . . . . . .02-030-8 Mancais Principais e Volantes
Remova a Vitrificação das Camisas de Análise de Falhas do Virabrequim e do
Cilindro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-10 Rolamento Principal. . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-1
Limpes as Camisas dos Cilindros . . . . . . . . .02-030-11 Informações Gerais Sobre a Vedação de
Desmonte o Pistão e o Conjunto de Óleo Traseira e Manga de Desgaste do
Bielas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-12 Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-2
Limpe os Pistões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-13 Remova a Vedação de Óleo Traseira e a
Inspecione Visualmente os Pistões . . . . . . . .02-030-14 Manga de Desgaste do Virabrequim . . . . . .02-040-3
Verifique o Desgaste das Canaletas dos
Anéis de Pistão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-030-15 Continua na próxima página

CTM181 (20MAR01) 02-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=3
Conteúdo

Página Página

Precauções de Manuseio da Vedação de Inspecione as Bronzinas de Encosto. . . . . . .02-040-42


Óleo Traseira do Virabrequim e da Manga de Remova e Limpe as Pastilhas de
02 Desgaste . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-5 Refrigeração dos Pistões . . . . . . . . . . . . . .02-040-43
Instale a Vedação de Óleo Traseira e a Instale as Bronzinas Principais e o
Manga de Desgaste do Virabrequim . . . . . .02-040-6 Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-44
Inspecione o Amortecedor de Vibração. . . . . .02-040-8 Instale o Alojamento da Vedação de Óleo
Verifique a Folga do Virabrequim . . . . . . . . . .02-040-9 Traseira do Virabrequim . . . . . . . . . . . . . .02-040-48
Remova o Amortecedor de Vibração do Verifique o Desvio do Alojamento da
Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-10 Vedação de Óleo Traseira do
Remova a Vedação de Óleo Frontal e a Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-51
Manga de Desgaste do Virabrequim . . . . .02-040-11 Precauções de Manuseio da Vedação de
Remova e Instale a Tampa da Engrenagem Óleo Traseira do Virabrequim e da Manga de
de Sincronização — Motor Instalado no Desgaste . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-52
Veı́culo (Tratores da Série 8000) . . . . . . . .02-040-14 Instale a Vedação de Óleo Traseira e o
Remova a Tampa da Engrenagem de Conjunto da Manga de Desgaste do
Sincronização — Motor Removido . . . . . . .02-040-15 Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-53
Inspecione e Meça o Volante . . . . . . . . . . . .02-040-16 Instale a Tampa da Engrenagem de
Verifique o Desvio da Face do Alojamento do Sincronização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-55
Volante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-16 Instale a Manga de Desgaste Dianteira. . . . .02-040-56
Verifique a Planicidade da Face do Instale a Vedação de Óleo Dianteira do
Volante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-17 Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-57
Verifique a Concentricidade do Furo do Instale o Amortecedor de Vibração . . . . . . . .02-040-58
Rolamento Piloto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-17 Instale o Alojamento do Volante SAE 2 e
Remova o Volante. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-18 3 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-59
Remova o Alojamento do Volante SAE 1 . . .02-040-19 Instale o Volante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-60
Remova o Alojamento do Volante SAE 2 Instale o Alojamento do Volante SAE 1. . . . .02-040-61
e 3 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-19 Montagem Final Completa . . . . . . . . . . . . . .02-040-61
Substitua a Coroa do Volante . . . . . . . . . . . .02-040-20
Remova e Instale o Alojamento da Vedação Grupo 050—Reparação e Ajuste do Comando de
de Óleo Traseira — Motor Instalado no Válvulas e do Trem de Engrenagens
Veı́culo (Tratores da Série 8000) . . . . . . . .02-040-21 de Sincronização
Remova o Alojamento da Vedação de Verifique a Folga do Comando de
Óleo Traseira — Motor Removido . . . . . . .02-040-23 Válvulas e Meça a Folga da
Remova as Capas dos Mancais Engrenagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-1
Principais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-25 Remova o Amortecedor de Vibração e a
Verifique a Folga de Lubrificação do Mancal Tampa da Engrenagem de
Principal. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-27 Sincronização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-3
Remova as Capas das Bielas e o Remova, Inspecione e Instale o Acionamento
Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-28 Auxiliar por Engrenagem do Virabrequim — Se
Inspecione o Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . .02-040-30 Equipado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-5
Meça o Diâmetro Interno Montado das Remova o Comando de Válvulas . . . . . . . . .02-050-10
Bronzinas e o Diâmetro Externo dos Remova as Engrenagens do Comando de
Mancais do Virabrequim . . . . . . . . . . . . . .02-040-31 Válvulas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-12
Especificações do Furo em Linha da Capa Meça a Espessura da Arruela de Encosto . .02-050-13
do Mancal Principal . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-33 Inspecione e Meça os Seguidores do
Especificações de Peças Novas do Mancal Comando de Válvulas . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-13
de Encosto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-35 Inspecione Visualmente o Comando de
Instruções de Retificação do Virabrequim . . .02-040-36 Válvulas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-14
Especificações para a Retı́fica do Meça o Diâmetro Externo do Mancal do
Virabrequim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-040-38 Comando de Válvulas e o Diâmetro Interno das
Substitua a Engrenagem de Acionamento Buchas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-14
da Bomba de Óleo (Virabrequim) . . . . . . .02-040-39
Substitua a Engrenagem do Virabrequim . . .02-040-41 Continua na próxima página

CTM181 (20MAR01) 02-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=4
Conteúdo

Página Página

Meça o Curso do Ressalto do Comando de Regule o Parafuso de Ajuste da Bomba


Válvulas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-15 de Óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-18
Instale as Engrenagens do Comando de Instale a Bomba de Óleo do Motor . . . . . . . .02-060-19 02
Válvulas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-16 Remova e Instale o Tubo de Saı́da da
Faça Manutenção nas Buchas do Comando Bomba de Óleo e o Adaptador do Tubo
de Válvula Usando o Conjunto de Adaptadores de Passagem do Refrigerador de Óleo . . .02-060-21
JDG602 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-17 Remova, Inspecione e Instale o Tubo de
Faça Manutenção nas Buchas do Comando Captação da Bomba de Óleo. . . . . . . . . . .02-060-22
de Válvula Usando o Conjunto de Adaptadores Instale a Bandeja do Cárter do Motor . . . . . .02-060-23
JDG606 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-050-19 Aperte os Parafusos da Estrutura
Instale o Comando de Válvulas. . . . . . . . . . .02-050-21 Dianteira/Reservatório de Óleo
Instale a Arruela e Encosto e a Tampa da (Tratores da Série 8000) . . . . . . . . . . . . . .02-060-25
Engrenagem de Sincronização . . . . . . . . .02-050-23
Montagem Final Completa . . . . . . . . . . . . . .02-050-25 Grupo 070—Reparação e Ajuste do Sistema de
Refrigeração
Grupo 060—Reparação e Ajuste do Sistema de Substitua os Rolamentos do Conjunto de
Lubrificação Acionamento de Serviço Pesado da Ventoinha
Diagnóstico de Defeitos no Sistema de Ajustável . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-1
Lubrificação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-1 Substitua os Rolamentos do Conjunto do
Conjunto do Alojamento da Válvula Acionamento da Ventoinha Fixa
Reguladora da Pressão de Óleo e da Montada no Coletor de Refrigerante . . . . . .02-070-4
Base do Filtro de Óleo. . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-2 Conjunto do Acionamento da Ventoinha . . . . .02-070-5
Conjunto do Filtro de Óleo da Carga de Como Verificar a Tensão da Mola do
Topo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-3 Tensionador da Correia e o Desgaste da
Troca do Filtro de Óleo da Carga de Topo . . .02-060-4 Correia. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-11
Remova e Instale a Base do Filtro de óleo e Inspecione e Instale o Conjunto da
o Alojamento da Válvula Reguladora de Ventoinha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-13
Pressão de Óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-5 Inspecione Visualmente a Bomba de
Conjunto do Refrigerador de Óleo do Refrigerante. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-14
Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-7 Remova o Conjunto da Bomba de
Remova, Inspecione e Instale o Refrigerante. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-15
Refrigerador de Óleo do Motor . . . . . . . . . .02-060-8 Instale o Conjunto da Bomba de
Remova, Inspecione e Instale a Válvula Refrigerante. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-17
Reguladora de Pressão de Óleo, a Válvula Substitua a Vedação do Tubo de
de Derivação do Filtro de Óleo e a Derivação na Tampa da Bomba de
Válvula de Derivação do Refrigerador de Refrigerante. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-18
Óleo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-10 Remova e Teste os Termostatos . . . . . . . . .02-070-19
Remova o Motor dos Tratores 8000 para Remova o Coletor de Refrigerante . . . . . . . .02-070-20
Acessar a Bomba de Óleo do Motor . . . . .02-060-11 Instale os Termostatos . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-21
Remova a Bandeja do Cárter . . . . . . . . . . . .02-060-12 Instale o Coletor de Refrigerante. . . . . . . . . .02-070-22
Verifique a Folga Entre a Engrenagem do Remova e Instale o Interruptor de
Comando de Válvulas e a Engrenagem Temperatura do Refrigerante . . . . . . . . . . .02-070-22
de Acionamento da Bomba de Óleo . . . . .02-060-13 Manutenção do Aquecedor do Refrigerante
Remova a Bomba de Óleo do Motor . . . . . . .02-060-14 do Motor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-070-23
Inspecione e Limpe a Bomba de Óleo . . . . .02-060-15 Montagem Final Completa . . . . . . . . . . . . . .02-070-23
Verifique a Folga do Eixo de
Acionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-15 Grupo 080—Reparação e Ajuste do Sistema de
Verifique o Movimento Lateral do Eixo de Admissão e Escape de Ar
Acionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-16 Como Estender a Vida Útil do
Verifique a Folga da Engrenagem de Turbocompressor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-1
Bombeamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-060-17 Remova o Turbocompressor . . . . . . . . . . . . . .02-080-3
Inspecione a Engrenagem de
Acionamento da Bomba de Óleo . . . . . . . .02-060-17 Continua na próxima página

CTM181 (20MAR01) 02-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=5
Conteúdo

Página

Análise de Falhas do Turbocompressor . . . . .02-080-4


Inspeção do Turbocompressor . . . . . . . . . . . .02-080-6
02 Conserte o Turbocompressor . . . . . . . . . . . .02-080-12
Pré-lubrifique o Turbocompressor . . . . . . . . .02-080-12
Instale o Turbocompressor . . . . . . . . . . . . . .02-080-13
Remova, Inspecione e Instale o Coletor
de Escape . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-15
Remova, Inspecione e Instale o Coletor
de Admissão (Motores 6081T e 6081H) . .02-080-17
Remova o Pós-refrigerador Montado na
Vertical e o Coletor de Admissão (Motores
6081A). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-18
Remova e Desmonte o Pós-refrigerador
de Montagem Horizontal (Motores
6081A). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-20
Inspecione e Repare o Pós-refrigerador
(Motores 6081A) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-22
Inspecione e Repare o Coletor e a Tampa
de Admissão de Ar (Motores 6081A) . . . . .02-080-23
Instale o Coletor de Admissão e o
Pós-refrigerador Montado na Vertical (Motores
6081A). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-24
Monte e Instale o Conjunto do
Pós-refrigerador de Montagem Horizontal (Motores
6081A). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-27
Manutenção do Aquecedor de Ar (Se
Equipado) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-080-28

Grupo 100—Reparação e Ajuste dos Sistemas de


Carga e de Partida OEM
Remova e Instale o Alternador (Motores
OEM). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-100-1
Remova e Instale o Motor de Partida
(Motores OEM) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .02-100-3

CTM181 (20MAR01) 02-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=6
Grupo 010
Recondicionamento do Motor
Instruções para Recondicionamento do
Motor

A vida útil do motor e seu desempenho variarão


dependendo das condições de operação e da 02
regularidade de manutenção do motor. Os padrões 010
originais de desempenho dos motores podem ser 1
recuperados por meio do procedimento de
recondicionamento adequado e da substituição de peças
por peças de serviço originais da John Deere. O
recondicionamento do motor antes de uma falha pode
evitar custos elevados de conserto e tempo parado.

Considere a instalação de um kit de recondicionamento


John Deere quando:

• O motor começa a ter perda de potência e não há


falhas conhecidas de componentes do motor.
• Está muito difı́cil de dar partida no motor devido à baixa
compressão de partida.
• O motor começa a soltar fumaça e não há falhas
conhecidas de componentes do motor.
• O motor começa a usar óleo. Consulte a Seção 04 para
informar-se sobre o consumo aceitável de óleo.
• O motor tem um alto uso de horas e o proprietário
deseja tomar medidas preventivas para evitar consertos
de alto custo e tempo parado.

Os kits de recondicionamento da John Deere têm garantia


de 1.500 horas ou 12 meses, o que ocorrer primeiro. A
mão-de-obra de instalação é coberta pela garantia se um
revendedor autorizado John Deere tiver instalado o kit de
recondicionamento e as peças de reposição.

DPSG,OUO1032,3410 –54–15JUN00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=53
Recondicionamento do Motor

Suporte de Reparação do Motor

NOTA: Somente o suporte de conserto de serviço


pesado do motor de 2.722 kg (6000 lb) (A) No.
D05223ST fabricado pela Owatonna Tool Co.,
02
010 Owatonna, Minnesota, é referenciado neste
2 manual. Quando qualquer outro suporte de
conserto for usado, consulte as instruções do
fabricante para a montagem do motor.

Consulte o manual técnico da máquina para informar-se

–UN–05DEC97
sobre as etapas para remover o motor da máquina antes
de instalá-lo no suporte de reparação.

RG4929
A—Suporte de Reparação do Motor

Suporte de Reparação do Motor

RG,RG34710,1043 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=54
Recondicionamento do Motor

Precauções de Segurança

O suporte de reparação do motor deve ser usado deve estar localizado dentro de 51 mm (2 in.) do eixo
somente por técnicos qualificados familiarizados com giratório do suporte do motor. O centro de gravidade
este equipamento. do motor é geralmente localizado a poucos milı́metros
02
acima do virabrequim. 010
Para manter as especificações da tensão de 3
cisalhamento, deve-se usar parafusos Allen de Grau Para evitar possı́veis ferimentos pessoais devido ao
SAE 8 ou maior de ligas de aço para montar os escorregamento do motor, verifique novamente para
adaptadores ou o motor. Use Trava Rosca e Selante certificar-se de que ele esteja solidamente montado
LOCTITE 242 nos parafusos ao instalar os tirantes de antes de soltar o suporte do dispositivo de içamento
içamento no motor. Aperte os parafusos a 170 N•m do motor.
(125 lb-ft).
Nunca permita que qualquer parte do corpo seja
Para obter um rosqueamento completo, certifique-se posicionada embaixo de uma carga sendo içada ou
de que os furos rosqueados dos adaptadores e do suspensa. O escorregamento acidental pode resultar
bloco do motor estejam limpos e não danificados. É em ferimentos pessoais.
necessário um rosqueamento mı́nimo de comprimento
igual a 1,5 vezes o diâmetro do parafuso para manter O macaco de içamento deve ser usado quando for
a resistência necessária. necessário içar o motor para girá-lo. Ao trabalhar no
motor, o macaco deve estar na posição mais baixa
Para evitar danos pessoais ou estruturais, não para manter o centro de gravidade baixo e a
ultrapasse a capacidade máxima de 2.722 kg (6000 possibilidade de tombamento baixos.
lb). A capacidade máxima é determinada com o centro
do motor localizado a não mais do que 330 mm (13 Para evitar possı́veis ferimentos pessoais devido a
in.) da superfı́cie do cubo de montagem do suporte do movimentos bruscos do motor, abaixe o motor abrindo
motor. lentamente a válvula de liberação do macaco. Não
solte a válvula de liberação mais do que duas voltas a
Para evitar uma condição insegura de carga partir de sua posição fechada.
desbalanceada, o centro de gravidade de um motor

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corp. RG,RG34710,1044 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=55
Recondicionamento do Motor

Instale os Adaptadores no Suporte de


Reparação do Motor

Fixe o Adaptador do Motor No. 205466 (A) no cubo de


02 montagem do suporte de reparação do motor usando
010 parafusos Allen de Grau SAE 8. Aperte os parafusos a

–UN–08DEC00
4 135 N•m (100 lb-ft).

A—Adaptador do Motor

RG8183A
Adaptador para o Suporte de Reparação do Motor

RG,RG34710,1045 –54–23OCT97–1/1

Procedimento de Içamento do Motor

CUIDADO: O único método recomendado para


ascensão do motor 6081 é com a Amarra para
Ascensão do Motor JDG23 e tirantes de
ascensão seguros aprovados que vêm com o
motor. Tome extremo cuidado quando levantar
o motor e NUNCA permita que qualquer parte

–UN–23JUN99
do seu corpo esteja posicionada sob o motor
em ascensão ou suspenso.

Ascenda o motor com carregamento

RG10053
longitudinal apenas sobre os tirantes e braços
de ascensão. O carregamento angular reduz em
muito a capacidade de ascensão do dispositivo Suportes e Dispositivos de Levante do Motor
e dos suportes.
A—Amarra de Ascensão do Motor
1. Instale os suportes de levante fornecidos com o motor B—Suporte de Levante do Motor
e torqueie de acordo com as seguintes especificações.

Especificação
Suporte de Levante do Motor
(Fornecidos com o motor da
fábrica)—Torque ......................................................... 197 N•m (19.9 lb-ft)

2. Fixe o Dispositivo de Levante do Motor JDG23 (A) nos


suportes de levante do motor (B) e no guindaste
superior ou no guindaste de solo.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,902 –54–13DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=56
Recondicionamento do Motor

NOTA: Se os suportes de levante do motor se perderem


adquira novas através do serviço de peças ou
SERVICEGARD. O uso de um dispositivo de
levante (como ilustrado) é o ÚNICO método
APROVADO para içar motores.
02
010
IMPORTANTE: Os suportes de levante são projetados 5
para içar o motor e pequenos
acessórios, tais como bombas
hidráulicas e compressores de ar
montados no acionamento da
engrenagem auxiliar do motor, ou
componentes acionados por correia,
tais como compressores de
condicionadores de ar e alternadores.
Se componentes maiores, tais como
PTOs, transmissões, geradores ou
compressores de ar, forem fixados em
outras localizações do motor, os
suportes de levante fornecidos com o
motor não são indicados para este
uso. O técnico é responsável por
fornecer os dispositivos de levante
adequados nestas circunstâncias.
Consulte o manual técnico da
máquina para obter informações
adicionais sobre como remover o
motor da máquina.

3. Levante cuidadosamente o motor até o local desejado.

SERVICEGARD é uma marca registrada da Deere & Company DPSG,OUO1004,902 –54–13DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=57
Recondicionamento do Motor

Limpe o Motor

1. Tampe ou ponha um bujão em todas as aberturas do


motor. Se os componentes elétricos (motor de partida,
alternador, etc.) não forem removidos antes da
02
010 limpeza, cubra-os com plástico e fita adesiva
6 firmemente para evitar a entrada de umidade.

2. Limpe o motor totalmente com vapor.

IMPORTANTE: Nunca limpe com vapor ou despeje


água fria sobre a bomba de injeção
enquanto ainda estiver quente. Fazer
isto pode causar o emperramento das
peças da bomba.

RG,RG34710,1047 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=58
Recondicionamento do Motor

Desconecte a Linha de Entrada de Óleo do


Turbocompressor

1. Drene todo o óleo e o refrigerante do motor, se já não


tiver feito isto. 02
010

–UN–03NOV97
IMPORTANTE: Ao fazer manutenção nos motores 7
turbocomprimidos em um suporte
giratório, desconecte a linha de
entrada de óleo do turbocompressor

RG7407
(A) do alojamento do filtro de óleo ou
do turbocompressor antes de girar o
motor. Não fazer isso pode causar Linha de Entrada de Óleo do Turbocompressor
uma trava hidráulica ao ligar o motor. A—Linha de Entrada de Óleo do
A trava hidráulica pode fazer com que Turbocompressor
o motor falhe.

A trava hidráulica ocorre quando o


óleo aprisionado no alojamento do
filtro de óleo é drenado através do
turbocompressor, dos coletores de
escape e de admissão e em seguida
para dentro da cabeça do cilindro.

Após ligar o motor, o óleo aprisionado


no coletor e no cabeçote é liberado
para dentro do(s) cilindro(s),
enchendo-o(s) e causando a trava
hidráulica e uma possı́vel falha do
motor.

2. Desconecte a linha de entrada do óleo do


turbocompressor ou a base do filtro de óleo.

RG,RG34710,1048 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=59
Recondicionamento do Motor

Monte o Motor no Suporte de Conserto

02
010
8

–UN–08DEC97
RG8770
Montagem do Motor no Suporte de Conserto

Continua na próxima página RG,RG34710,1049 –54–08JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=60
Recondicionamento do Motor

CUIDADO: NUNCA remova os equipamentos de


içamento superiores até que o motor esteja
montado com segurança no suporte de
conserto e todas as ferragens de montagem
estejam apertadas com o torque especı́fico. 02
Sempre solte os equipamentos de levante 010
9
superiores lentamente.

–UN–23JUN99
NOTA: Se o motor de partida ou um acessório do
acionamento auxiliar por virabrequim tiver que ser
removido do motor, faça-o antes de colocar o
motor no suporte de reparação.

RG10054
1. Monte o lado do motor de partida do motor no
adaptador do motor com quatro parafusos de Grau 8 Suporte de Reparação do Motor
(ou maior) nos seguintes tamanhos:

Parafusos do Motor ao Suporte


6081AT001 .................................. 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
6081TDW01 ................................ 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
6081TRW01 ................................ 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
6081TRW02 ................................ 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
6081TRW09 ................................ 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
6081TRW10 ................................ 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
6081TRW11 ................................ 5/8-11UNC x 2-1/2 in.
Todos os Outros Motores 6081 .. 5/8-11UNC x 3-1/2 in.

2. Aperte os parafusos com tampão a 203 N•m (150


lb-ft).

3. Remova cuidadosamente o dispositivo de levante do


motor.

Para remover o motor do suporte de reparação, inverta


o procedimento de instalação.

Para instalar o motor no veı́culo, consulte o manual


técnico da máquina.

RG,RG34710,1049 –54–08JUN99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=61
Recondicionamento do Motor

Seqüência de Desmontagem do Motor para Recondicionamento

Sugere-se a seguinte seqüência quando for 12. Remova o conjunto do refrigerador de óleo do
necessária uma desmontagem completa para o motor.
recondicionamento. Consulte o grupo de conserto
02
010 adequado ao remover componentes individuais do 13. Remova os coletores de escape dianteiro e
10 motor. traseiro.

1. Drene todo o refrigerante e o óleo do motor. 14. Remova o coletor de admissão de ar.
Verifique se há contaminação metálica no óleo do
motor. NOTA: SEMPRE aparafuse as camisas ao girar o
volante do motor com o cabeçote de cilindros
2. Remova as linhas de entrada e de retorno de óleo removido.
do turbocompressor. Remova o turbocompressor.
15. Remova o cabeçote de cilindros com o conjunto.
3. Remova a polia da ventoinha e o conjunto do Remova a junta do cabeçote.
coletor de refrigerante.
16. Vire o motor no suporte de reparação e remova o
4. Remova o conjunto da bomba de refrigerante da conjunto da bomba de óleo do motor.
tampa da engrenagem de sincronização.
17. Remova a tampa frontal da engrenagem de
NOTA: NÃO danifique a etiqueta com o código de sincronização.
opção (se equipado), ao remover a tampa dos
balancins. 18. Vire o motor para a posição vertical. Remova os
pistões e as bielas de conexão. Identifique para a
5. Remova a mangueira de respiro da tampa dos remontagem. Execute as verificações de desgaste
balancins. Remova a tampa do braço oscilante. entre a bronzina e o mancal com PLASTIGAGE.
Remova o transportador, se equipado.
19. Em alojamentos de volante SAE No. 3, remova o
6. Remova o(s) conjunto(s) do balancim e os tuchos. alojamento e em seguida remova o volante.
Identifique as peças para a remontagem.
20. Em alojamentos de volante SAE No. 1 e 2,
7. Remova a polia dianteira do virabrequim e o remova o volante e em seguida remova o
conjunto do amortecedor. alojamento.

8. Remova as linhas de injeção de combustı́vel, os 21. Remova as capas dos mancais principais e o
conectores de combustı́vel e os bicos injetores. virabrequim. Execute as verificações de desgaste
entre a bronzina e o mancal com PLASTIGAGE.
9. Remova o filtro de óleo do motor, a base do filtro e
o alojamento da válvula. 22. Remova o comando de válvulas e os seguidores
de came. Identifique para a remontagem.
10. Remova o filtro de combustı́vel e a base de
montagem. Remova a tampa da engrenagem da 23. Vire o motor para a posição horizontal, remova as
bomba injetora e a bomba injetora. Remova todas camisas, os anéis O e os engaxetamentos.
as linhas de combustı́vel restantes. Marque as camisas para a remontagem nos
mesmos furos de que foram removidas.
11. Remova o trilho comum de alta pressão, se
equipado.

PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp. Continua na próxima página RG,RG34710,1050 –54–19MAY99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=62
Recondicionamento do Motor

24. Remova as pastilhas de refrigeração dos pistões quando o bloco for colocado em um “tanque
do bloco de cilindros. quente”.

25. Remova qualquer sensor/aferidor, bujão do bloco 26. Consulte o grupo adequado para inspeção e
de cilindros e a placa com o número de série reparação dos componentes do motor.
02
010
11

RG,RG34710,1050 –54–19MAY99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-11 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=63
Recondicionamento do Motor

Instruções para Aplicação do Vedante

Estão listados a seguir os vedantes testados e usados Bujões do tubo: bloco de cilindros (coletor de
pela fábrica da John Deere para controlar vazamentos refrigerante), alojamento do termostato, coletor de
e garantir a retenção das ferragens. SEMPRE use os admissão de ar e bomba de refrigerante.
02
010 seguintes vedantes recomendados ao montar seu
12 Motor Diesel John Deere para assegurar um Válvulas de dreno da bomba de refrigerante e do
desempenho com qualidade. bloco

Os vedantes de rosca LOCTITE são projetados para Conexão da tampa do regulador da bomba injetora
funcionar de acordo com as normas de vedação com (retorno de combustı́vel)
resı́duos de óleo da máquina presentes. Se houver
excesso de óleo da máquina ou baixa qualidade de Dreno do filtro de combustı́vel e bujões de sangria
limpeza, limpe com solvente. Consulte o Manual de
Vendas de Peças e Mercadorias John Deere para Niples rosqueados e cotovelos no alojamento da
obter informações sobre pedidos. bomba de refrigerante.

Adesivo Plástico EC1099 SCOTCH-GRIPAR31790: Comutador e unidade de envio de temperatura

• AR31790 118 ml (4 oz) Bandeja do cárter (mangueira de dreno, válvula de


dreno e cotovelo)
Junta da tampa dos balancins
Conectores: linha do turbo e dreno do turbo
Trava-rosca e Vedante — LOCTITE 242(Média
Resistência) (Azul): Conexão do adaptador para a linha de entrada de óleo
do turbo
• Tubo TY9370 de 6 ml (0.2 oz)
• Frasco T43512 de 50 ml (1.7 oz) Composto de Retenção de Resistência Máxima
LOCTITE 680 (Verde):
Bujões e conexões: base do filtro de combustı́vel,
coletor de admissão, bloco de cilindros (compartimento • TY15969 50 ml. Frasco (1.7 oz)
de óleo).
Bujões de expansão (congelamento) do bloco de
Bujão do furo de sincronização da bomba injetora. cilindros

Parafusos: tampa de acesso à bomba injetora, tampa Manga de desgaste ao virabrequim


do tacômetro eletrônico, entrada de enchimento de
óleo, adaptador do filtro de óleo, volante, coletor de PERMATEX Aviação (Form-A-Gasket No. 3):
refrigerante.
• Recipiente TY6299 de 227 g (8 oz)
Unidade de envio de pressão de óleo.
Bujão da tampa de aço do furo traseiro do comando
Vedante de Tubo LOCTITE 592 com TEFLON de válvulas
(Branco):
Superfı́cies da junta da bandeja do cárter
• TY9374 6 ml. Tubo (0.2 oz)
• TY9375 50 ml. Frasco (1.7 oz)

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corp.


SCOTCH-GRIP é uma marca registrada da 3M Co. Continua na próxima página RG,RG34710,1051 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-12 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=64
Recondicionamento do Motor

Componente PT569 NEVER-SEEZ: 51048 Pasta Moly LOCTITE

• Escova PT569 de 227 g (8 oz) Extremidade do comando de válvulas (instalação da


• Spray PT506 de 453 g (16 oz) engrenagem)
02
Parafusos: montagem do turbocompressor e tampa do 010
pós-refrigerador. 13

Parafusos: reinstalação dos parafusos de cabeça


flangeada especiais de 12 pontos do coletor de
escape dos tratores da Série 8000.1

Roscas da porca do bucim e barril do bico injetor

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corp.


NEVER-SEEZ é uma marca registrada do Emhart Chemical Group.

1
Parafusos flangeados especiais de 12 pontos têm composto
antiemperramento pré-aplicado. Aplique composto adicional
somente para a reutilização.
RG,RG34710,1051 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-13 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=65
Recondicionamento do Motor

Seqüência de Montagem do Motor 6081 Após o Recondicionamento

A seqüência de montagem seguinte é sugerida 7. Instale a vedação de óleo traseira do virabrequim e


quando o motor tiver sido totalmente desmontado. verifique o desvio. Instale a vedação de óleo
Certifique-se de verificar as especificações de desvio, traseira e a manga de desgaste.
02
010 as tolerâncias de folga, torques, etc., conforme o
14 motor é montado. Consulte o grupo de conserto 8. Instale os seguidores de came no furo de que
adequado ao montar os componentes do motor. foram removidos.

Seqüência de Montagem do Motor 6081 Após o 9. Instale o comando de válvulas. Alinhe as marcas
Recondicionamento Número de Série ( — 199.999) de sincronização (comando de válvulas às
engrenagens do comando de válvulas) com o
1. Instale todos os bujões removidos para a pistão No. 1 no tempo de compressão “PMS”.
manutenção, no bloco de cilindros. Instale a placa
do número de série do motor. 10. Instale o conjunto da bomba de óleo do motor.

2. Instale as pastilhas de refrigeração do pistão. 11. Instale a bomba injetora de combustı́vel e a


engrenagem de acionamento.
3. Instale as camisas de cilindros sem os anéis O e
meça o ressalto. Instale anéis O de camisa no 12. Instale o conjunto do refrigerador de óleo do
bloco e os engaxetamentos nas camisas. Instale as motor.
camisas.
13. Instale a base do filtro, o alojamento da válvula e
NOTA: Se novos conjuntos de kits de pistão e camisa o novo filtro de óleo.
estiverem sendo instalados, instale primeiro o
virabrequim. 14. Instale o cabeçote de cilindros, os tuchos e o
conjunto de balancins. Meça o curso da válvula e
4. Instale os rolamentos principais e o virabrequim. ajuste a folga.
Gire o virabrequim para assegurar uma montagem
correta. Verifique o jogo longitudinal no 15. Instale a cobertura do balancim. Instale a
virabrequim. mangueira do respiro.

NOTA: SEMPRE aparafuse as camisas ao girar o 16. Instale o coletor de admissão de ar.
motor com o cabeçote de cilindros removido.
17. Instale os coletores de escape dianteiro e traseiro.
Se estiver instalando novos kits de pistão/camisa,
monte os kits nas respectivas bielas usando 18. Instale a tampa da engrenagem de sincronização.
NOVOS anéis elásticos. Fixe as camisas embaixo Instale a vedação de óleo e a manga de desgaste
conforme cada kit é instalado. dianteira do virabrequim.

5. Instale o volante e o alojamento, se aplicável: 19. Instale o conjunto da bomba de refrigerante e o


coletor de refrigerante.
• SAE 3: O volante vai antes do alojamento.
• SAE 1 e SAE 2: O alojamento vai antes do 20. Instale o turbocompressor. Instale as linhas de
volante. entrada e de retorno de óleo no turbocompressor.

6. Instale os conjuntos de pistões e as bielas. Fixe as 21. Instale o conjunto dos bicos injetores de
camisas embaixo após cada conjunto de pistão ser combustı́vel e da linha de suprimento.
instalado.

Continua na próxima página RG,RG34710,1052 –54–08JUN99–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-14 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=66
Recondicionamento do Motor

22. Instale a base do filtro de combustı́vel, as linhas NOVOS anéis elásticos. Fixe as camisas embaixo
de suprimento e o filtro. conforme cada kit é instalado.

23. Instale a polia dianteira e o novo amortecedor 5. Instale o volante e o alojamento, se aplicável:
como um conjunto.
02
• SAE 3: O volante vai antes do alojamento. 010
24. Instale o conjunto da polia da ventoinha. Instale o • SAE 1 e SAE 2: O alojamento vai antes do 15
motor de partida. volante.

25. Abasteça o motor com óleo limpo. Instale a 6. Instale os conjuntos de pistões e as bielas. Fixe as
vareta. camisas embaixo após cada conjunto de pistão ser
instalado.
26. Lave e encha novamente o sistema de
refrigeração com o refrigerante adequado. 7. Instale a vedação de óleo traseira do virabrequim e
verifique o desvio. Instale a vedação de óleo
27. Execute o amaciamento do motor e as traseira e a manga de desgaste.
verificações padrão normais de desempenho.
ConsulteINSTRUÇÕES PARA AMACIAMENTO 8. Instale os seguidores de came no furo de que
DO MOTOR, posteriormente, neste grupo. foram removidos.

Seqüência de Montagem do Motor 6081 Após o 9. Instale o comando de válvulas. Alinhe as marcas
Recondicionamento Número de Série (200.000—) de sincronização (comando de válvulas às
engrenagens do comando de válvulas) com o
1. Instale todos os bujões removidos para a pistão No. 1 no tempo de compressão “PMS”.
manutenção, no bloco de cilindros. Instale a placa
do número de série do motor. 10. Instale o conjunto da bomba de óleo do motor.

2. Instale as pastilhas de refrigeração do pistão. 11. Instale o trilho comum de alta pressão.

3. Instale as camisas de cilindros sem os anéis O e 12. Instale a bomba injetora de combustı́vel e a
meça o ressalto. Instale anéis O de camisa no engrenagem de acionamento.
bloco e os engaxetamentos nas camisas. Instale as
camisas. 13. Instale o conjunto do refrigerador de óleo do
motor.
NOTA: Se novos conjuntos de kits de pistão e camisa
estiverem sendo instalados, instale primeiro o 14. Instale a base do filtro de combustı́vel, as linhas
virabrequim. de suprimento e o filtro.

4. Instale os rolamentos principais e o virabrequim. 15. Instale a base do filtro, o alojamento da válvula e
Gire o virabrequim para assegurar uma montagem o novo filtro de óleo.
correta. Verifique o jogo longitudinal no
virabrequim. 16. Instale o cabeçote de cilindros, os tuchos, o
conjunto de balancins, os injetores eletrônicos e
NOTA: SEMPRE aparafuse as camisas ao girar o os conectores do combustı́vel.
motor com o cabeçote de cilindros removido.
17. Instale o transportador, a tampa dos balancins e a
Se estiver instalando novos kits de pistão/camisa, mangueira do respiro.
monte os kits nas respectivas bielas usando

Continua na próxima página RG,RG34710,1052 –54–08JUN99–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-15 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=67
Recondicionamento do Motor

18. Instale o coletor de admissão de ar. 24. Instale a polia dianteira e o novo amortecedor
como um conjunto.
19. Instale os coletores de escape dianteiro e traseiro.
25. Instale o conjunto da polia da ventoinha. Instale o
20. Instale a tampa da engrenagem de sincronização. motor de partida.
02
010 Instale a vedação de óleo e a manga de desgaste
16 dianteira do virabrequim. 26. Abasteça o motor com óleo limpo. Instale a
vareta.
21. Instale o conjunto da bomba de refrigerante e o
coletor de refrigerante. 27. Lave e encha novamente o sistema de
refrigeração com o refrigerante adequado.
22. Instale o turbocompressor. Instale as linhas de
entrada e de retorno de óleo no turbocompressor. 28. Execute o amaciamento do motor e as
verificações padrão normais de desempenho.
23. Instale as linhas de retorno e as linhas de ConsulteINSTRUÇÕES PARA AMACIAMENTO
suprimento de combustı́vel em alta pressão. DO MOTOR, posteriormente, neste grupo.

RG,RG34710,1052 –54–08JUN99–3/3

Instruções para Amaciamento do Motor

O amaciamento do motor deve ser feito após um


recondicionamento ou quando os seguintes reparos
tiverem sido executados:

Rolamentos principais, rolamento da haste, virabrequim


ou qualquer combinação dessas peças tiverem sido
substituı́das.

Pistões, anéis ou revestimentos tiverem sido substituı́dos.

A vedação traseira de óleo do virabrequim e a manga de


desgaste foram substituı́das. (O objetivo principal é ver se
a vedação de óleo ainda vaza.)

O cabeçote de cilindros foi removido. (Verifique e restaure


a folga da válvula.)

A bomba injetora foi removida ou os ajustes crı́ticos foram


feitos enquanto ela ainda estava no motor. (O objetivo
principal é verificar a potência.)

RG,RG34710,1053 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-16 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=68
Recondicionamento do Motor

Execute o Amaciamento do Motor

Use um dinamômetro para executar os procedimentos


preliminares de amaciamento a seguir. Se necessário, o
amaciamento preliminar do motor pode ser executado
02
sem um dinamômetro se estiver sob condições de 010

–UN–20JUN00
operação controladas. 17

IMPORTANTE: NÃO use o óleo PLUS-50 da John


Deere ou óleos de motor que atendam

RG7359
os nı́veis de desempenho API CG4,
API CF4, ACEA E3 ou ACEA E2,
durante o perı́odo de amaciamento de Verifique o Nı́vel de Óleo do Motor
um motor que passou por um
recondicionamento completo. Esses
óleos não permitirão que um motor
recondicionado seja devidamente
desgastado durante o perı́odo de
amaciamento.

Não complete o óleo até que o nı́vel


fique ABAIXO da marca de acréscimo.
O Óleo John Deere para Amaciamento
deve ser usado para suprir qualquer
óleo consumido durante o perı́odo de
amaciamento.

NÃO encha acima do desenho

–UN–13AUG91
sombreado ou da marca FULL (cheio).
Nı́veis de óleo em qualquer ponto
dentro do recartilhado são aceitáveis.

RG5895
1. Encha o cárter do motor até o nı́vel adequado com
ÓLEO DE AMACIAMENTO DE MOTORES da John Vareta do Nı́vel de Óleo do Motor
Deere durante a operação. Use o óleo de
amaciamento independentemente da temperatura
ambiente. Esse óleo é formulado especificamente para
melhorar o amaciamento dos motores diesel John
Deere. Sob condições normais, não ultrapasse 100
horas com o óleo de amaciamento.

Se o óleo de Amaciamento do Motor da John Deere


não estiver disponı́vel, use óleo para motores diesel
que estejam de acordo com a Classificação de
Serviços da API CC ou especificação E1 da ACEA.

Continua na próxima página RG,100,JW7645 –54–21NOV97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-17 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=69
Recondicionamento do Motor

IMPORTANTE: Durante o amaciamento preliminar,


verifique a pressão de óleo e a
temperatura do refrigerante
periodicamente. Verifique também
sinais de vazamento de combustı́vel,
02
010 óleo ou refrigerante.
18
2. Ligue o motor, faça-o funcionar nas velocidades
exibidas na tabela seguinte para os limites de tempo
dados.

AMACIAMENTO PRELIMINAR DO MOTOR APÓS UM


RECONDICIONAMETO COMPLETO
Tempo Carga Velocidade do Motor
1 minuto Sem carga 850 rpm
2 minutos Sem carga Marcha Alta
15 minutos 1/2—3/4 carga 2.000 rpm na
velocidade nominal
10 minutos Carga total Velocidade nominal

3. Após o amaciamento preliminar, faça o motor


funcionar por 1 a 2 minutos a 1.500 rpm sem carga
antes de desligar.

4. Verifique e ajuste novamente a folga da válvula


conforme necessário. Não é necessário retorquear o
cabeçote de cilindros.

NOTA: Durante as primeiras 20 horas de operação do


motor, evite perı́odos prolongados de marcha
lenta do motor ou operação constante com carga
máxima. Se o motor tiver que funcionar por mais
de 5 minutos em marcha lenta, pare-o.

5. Opere o motor com cargas máximas e com o mı́nimo


de marcha lenta durante o perı́odo de amaciamento.

Se o motor tiver um tempo de operação significativo em


marcha lenta, velocidades constantes e/ou uso com carga
leve, recomenda-se um perı́odo de amaciamento
adicional de 100 horas, usando uma nova troca de ÓLEO
DE AMACIAMENTO DE MOTORES da John Deere e um
novo filtro de óleo da John Deere.

Continua na próxima página RG,100,JW7645 –54–21NOV97–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-18 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=70
Recondicionamento do Motor

Verifique o nı́vel do óleo do motor com mais freqüência


durante o perı́odo de amaciamento. Como regra geral,
não é necessário acrescentar óleo durante o perı́odo de
amaciamento de 100 horas. Entretanto, se for necessário
acrescentar óleo nas primeiras 100 horas de
02
amaciamento, é necessário um perı́odo adicional de 010
amaciamento de 100 horas. Use uma nova troca de 19
ÓLEO DE AMACIAMENTO DE MOTOR e um novo filtro
de óleo da John Deere.

Após um máximo de 100 horas, drene o óleo de


amaciamento e troque o filtro de óleo. Encha o cárter com
TORQ-GARD SUPREME OU PLUS-50 da John Deere
ou outro óleo para motores diesel de serviço pesado com
a mesma classificação de serviço conforme recomendado
neste manual. Consulte ÓLEO DE MOTORES DIESEL no
Grupo 002, Combustı́veis, Lubrificantes e Refrigerantes.

NOTA: Um aumento no consumo de óleo pode ser


esperado quando se usa óleos de baixa
viscosidade. Verifique os nı́veis de óleo com mais
freqüência.

Se a temperatura do ar estiver abaixo de -10°C


(14°F), use um aquecedor no bloco do motor.

TORQ-GARD SUPREME é uma marca registrada da Deere & Company.


PLUS-50 é uma marca registrada da Deere & Company. RG,100,JW7645 –54–21NOV97–3/3

Verifique o Sistema de Ventilação do Cárter

1. Verifique se há restrições no sistema de ventilação do


cárter. A falta de ventilação causa sedimentação no
cárter. Isso pode levar ao entupimento das passagens
de óleo dos filtros e das telas, resultando em graves
–UN–26NOV97

danos ao motor.

2. Limpe o tubo de respiro do cárter (A) com solvente e


ar comprimido se estiver restringido. Instale e aperte
RG5797

as braçadeiras das mangueiras firmemente.

Tubo de Respiro do Cárter


A—Tubo de Respiro do Cárter

RG,RG34710,1055 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-19 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=71
Recondicionamento do Motor

Verifique o Sistema de Entrada de Ar

1. Substitua o elemento do filtro de ar primário do


purificador de ar. (Consulte o manual do operador.)
Substitua o elemento secundário se o elemento
02
010 primário tiver furos.

–UN–20DEC88
20
2. Verifique as condições da(s) mangueira(s) de
admissão de ar. Substitua as mangueiras trincadas,
partidas ou em condições precárias.

RG4689
3. Verifique o aperto das braçadeiras das mangueiras
(A). Substitua as braçadeiras que não podem ser Braçadeiras da Mangueira de Admissão de Ar
apertadas adequadamente. Isso ajudará a evitar que a
A—Braçadeiras das Mangueiras
poeira entre no sistema de admissão de ar o que
causaria sérios danos ao motor.

RG,RG34710,1056 –54–23OCT97–1/1

Verifique o Sistema de Escape

1. Verifique se há vazamentos ou restrições no sistema


de escape. Verifique se há trincas no coletor. Conserte
ou substitua conforme necessário.

2. Verifique se os grampos adaptadores do


turbocompressor ao cotovelo de escape estão
firmemente apertados e sem vazamento.

3. Verifique se há sinais de vazamento de óleo através


das vedações das hastes das válvulas.

O óleo no escape pode causado por folga excessiva


entre a haste da válvula e a guia ou excesso de
funcionamento em marcha lenta com carga leve.

RG,RG34710,1057 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-20 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=72
Recondicionamento do Motor

Verifique e Faça Manutenção no Sistema de


Refrigeração

1. Remova o lixo acumulado no ou próximo ao radiador.


02
2. Verifique se há vazamentos ou danos no sistema de 010

–UN–26NOV97
refrigeração inteiro e em todos os componentes. 21
Conserte ou substitua conforme necessário.

3. Remova o filtro de espuma do ladrão (A, exibido

RG7061
removido) localizado na lateral da tampa da
engrenagem de sincronização e descarte o filtro.
Verifique se há restrições no ladrão. Ladrão do Sistema de Refrigeração com Filtro de Espuma

A—Ladrão
4. Insira um fio grosso no ladrão para certificar-se de que
ele esteja aberto.

5. Instale o novo filtro de espuma rente à tampa da


engrenagem de sincronização.

Continua na próxima página RG,RG34710,1058 –54–23OCT97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-21 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=73
Recondicionamento do Motor

CUIDADO: Não drene o refrigerante até que sua


temperatura esteja abaixo da temperatura de
operação. Sempre afrouxe a válvula de dreno
da bomba de refrigerante (A) e a válvula de
02 dreno do bloco para aliviar qualquer excesso
010 de pressão.

–UN–23AUG88
22

IMPORTANTE: A válvula de dreno da bomba de


refrigerante e a válvula de dreno do
bloco devem estar abertas para que se

TS281
drene completamente o motor.
Execute Serviços no Sistema de Refrigeração com Segurança
6. Remova e verifique o(s) termostato(s). Consulte
REMOVA E TESTE OS TERMOSTATOS no Grupo
070.

7. Drene e lave o sistema de refrigeração. Consulte


LAVE E FAÇA A MANUTENÇÃO NO SISTEMA DE
REFRIGERAÇÃO no Grupo 002.

IMPORTANTE: O ar deve ser expulso do sistema de


refrigeração quando o sistema for
preenchido novamente. Afrouxe a

–UN–26NOV97
conexão da unidade de envio de
temperatura na traseira do cabeçote
de cilindros, o bujão de sangria da
frente do cabeçote de cilindros ou o

RG7044
bujão do alojamento do termostato
para permitir o escape de ar ao
Válvula de Dreno da Bomba de Refrigerante
abastecer o sistema. Aperte
novamente a conexão ou o bujão
quando todo o ar tiver sido expulso.

8. Encha o sistema de refrigeração com o refrigerante.


Consulte REFRIGERANTE DO MOTOR A DIESEL no
Grupo 002.

–UN–26NOV97
9. Ponha o motor em funcionamento até que atinja a
temperatura de operação. Verifique se há vazamentos
em todo o sistema de refrigeração.
RG7143

10. Após o motor resfriar, verifique o nı́vel de


refrigerante. Válvula de Dreno do Refrigerante do Bloco de Cilindros

A—Válvula de Dreno da Bomba de Refrigerante


B—Válvula de Dreno do Bloco

Continua na próxima página RG,RG34710,1058 –54–23OCT97–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-22 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=74
Recondicionamento do Motor

NOTA: O nı́vel do refrigerante deve estar nivelado com a


parte inferior do gargalo de enchimento do
radiador.

11. Verifique a manutenção da pressão do sistema.


02
Consulte TESTE A PRESSÃO DO SISTEMA DE 010
REFRIGERAÇÃO E DA TAMPA DO RADIADOR no 23
Grupo 150.

RG,RG34710,1058 –54–23OCT97–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-010-23 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=75
Recondicionamento do Motor

Verifique o Sistema Elétrico

CUIDADO: O gás da bateria pode explodir.


Mantenha faı́scas e chamas longe das baterias.
02 Use uma lanterna elétrica para verificar o nı́vel
010 de eletrólito da bateria.

–UN–23AUG88
24

Nunca verifique a carga da bateria pondo um


objeto de metal através dos pólos. Use um
voltı́metro ou um hidrômetro.

TS204
Remova sempre a braçadeira aterrada (-) da Evite Explosões da Bateria
bateria primeiro e coloque-a por último.

ADVERTÊNCIA: Os pólos, terminais e acessórios


relacionados das baterias contêm chumbo e compostos
de chumbo, produtos quı́micos conhecidos pelo estado da
Califórnia como causadores de câncer e danos
reprodutivos. Lave as mãos após o manuseio.

1. Limpe as baterias e cabos com um pano úmido. Se


houver corrosão, remova-o e lave os terminais com
uma solução de amônia ou bicarbonato de sódio em
água. Em seguida lave a área com água limpa.

2. Cubra os terminais da bateria e os conectores com


vaselina misturada com bicarbonato de sódio para
retardar a corrosão.

3. Teste as baterias. Se as baterias não estiverem perto


da carga total, tente descobrir o porquê.

4. Em baterias de baixa manutenção, verifique os nı́veis


do eletrólito em cada célula de cada bateria. O nı́vel
deve estar na parte inferior do gargalo de enchimento.
Se for necessário, use água limpa e livre de minerais.

Se for necessário acrescentar água às baterias mais


freqüentemente do que a cada 250 horas, o alternador
pode estar sobrecarregando.

NOTA: Não se pode acrescentar água às baterias livres


de manutenção.

5. Se parecer que as baterias estão sub ou


supercarregadas, verifique o alternador e o circuito de
carga.

Continua na próxima página RG,RG34710,1059 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-24 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=76
Recondicionamento do Motor

6. Verifique a tensão das correias de acionamento.


Consulte VERIFICAÇÃO DO DESGASTE DA
CORREIA E DA TENSÃO DA MOLA DO
TENSIONADOR DE CORREIA no Grupo 070.
02
7. Verifique a operação do motor de partida e dos 010
aferidores. 25

NOTA: Para teste e reparação dos alternadores e dos


motores de partida, consulte o CTM77,
Alternadores e Motores de Partida.

RG,RG34710,1059 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-010-25 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=77
Recondicionamento do Motor

Recomendações de Retificação Geral

Como regra geral, não é necessário retificar o motor se


TODOS os procedimentos de manutenção recomendados
no manual do operador forem executados no tempo certo.
02
010 Se o desempenho do motor não estiver dentro das
26 normas de aplicação nominais, os seguintes
procedimentos de manutenção são recomendados para
auxiliar a restaurar o motor até a eficiência de operação
normal.

IMPORTANTE: Os motores que são equipados com


comandos controlados
eletronicamente têm um recurso de
diagnóstico que exibirá os códigos
detalhados para alertar o operador
sobre problemas especı́ficos de
desempenho. Consulte o CTM68,
Sistemas de Injeção Eletrônica de
Combustı́vel, para informar-se sobre
os procedimentos de detecção e
resolução de problemas do código de
diagnóstico em sistemas de controle
ECU Bosch. Consulte o CTM134 para
informar-se sobre os controles do
ECU Nı́vel 3 da John Deere. Consulte
o CTM255 para informar-se sobre os
controles do ECU Nı́vel 9 da John
Deere.

Operação Referência Detalhada


Troque o óleo e os filtros do motor. ...................................................................................... Manual do Operador
Lubrifique as alavancas internas da embreagem PTO e a articulação, se equipado. ........ Manual do Operador
Substitua o filtro de combustı́vel. .......................................................................................... CTM134/CTM243/CTM255/Manual do Operador
Limpe o tubo de respiro do cárter. ........................................................................................ Este Grupo/Manual do Operador
Verificar o sistema de admissão de ar. Substitua os elementos do purificador de ar. ....... Este Grupo/Manual do Operador
Verifique o sistema de escape. ............................................................................................. Este Grupo
Verifique e faça manutenção no sistema de refrigeração do motor. ................................... Este Grupo/Manual do Operador
Verifique e ajuste a ventoinha e as correias do alternador. ................................................. Manual do Operador
Verifique o sistema elétrico. .................................................................................................. Este Grupo
Verifique o amortecedor de vibração do virabrequim. .......................................................... Grupo 040/Manual do Operador
Inspecione o turbocompressor e verifique sua pressão auxiliar. ......................................... Grupo 150
Verifique o sistema de injeção de combustı́vel: Verifique a sincronização do motor/bomba CTM134/CTM243/CTM255
de combustı́vel: verifique .......................................................................................................
e ajuste o avanço da velocidade; limpe os bicos injetores e ajuste a pressão de abertura.
Verifique a pressão de óleo do motor. Corrija conforme necessário. .................................. Grupo 150
Verifique a folga da válvula do motor. Ajuste, se necessário. ............................................. Grupo 020/Grupo 021
Verifique as velocidade do motor. Corrija conforme necessário. ......................................... Revendedor Autorizado
Verifique o desempenho do motor no dinamômetro. ........................................................... Este Grupo

RG,RG34710,1061 –54–08JUN99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-010-26 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=78
Grupo 020
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—
199.999)
Verifique e Ajuste a Folga das Válvulas
Número de Série (— 199.999)

Uma folga muito pequena põe a válvula fora de


sincronização. As válvulas se abrem muito adiantadas e 02
se fecham muito atrasadas. Isso faz com que as válvulas 020
se superaqueçam devido aos gases quentes de 1
combustão que passam velozmente pelas válvulas fora
de sincronia. O superaquecimento aumenta a haste da
válvula, o que impede o assentamento adequado da
válvula. A válvula se assenta tão rapidamente ou de
maneira tão precária que a transferência de calor normal
para o sistema de refrigeração não tem tempo de ocorrer,
causando queimaduras nas válvulas e baixa potência.

O excesso de folga nas válvulas causa um atraso na


sincronização da válvula fazendo com que o trem de
válvula do motor fique desbalanceado. A mistura
ar-combustı́vel entra atrasada nos cilindros durante o
tempo de admissão. A válvula de escape se fecha cedo e
evita que os gases residuais sejam completamente
removidos dos cilindros. As válvulas também se fecham
com grande impacto, o que pode trincá-las ou quebrá-las
e arranhar o comando de válvulas e os seguidores.

CUIDADO: Para evitar a partida acidental do


motor enquanto se executam os ajustes das
válvulas, sempre desconecte o terminal
NEGATIVO (-) da bateria.

IMPORTANTE: A folga da válvula DEVE SER


verificada e regulada com o motor
FRIO.

1. Remova a tampa do balancim e o tubo do ventilador.

IMPORTANTE: Inspecione visualmente as superfı́cies


de contato das pontas das válvulas e
das almofadas de desgaste do
balancim. Verifique todas as peças
quanto a desgaste excessivo, quebra
ou rachaduras. Substitua as peças
que mostrem danos perceptı́veis.

Os balancins que exibem folga da


válvula excessiva deverão ser
inspecionados mais completamente
para identificar as peças danificadas.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,829 –54–13DEC00–1/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=79
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

2. Remova o bujão plástico dos furos do bloco de


cilindros e instale a Ferramenta de Giro do Volante
JDE81-1 ou JDG820 (A) e o Pino de Sincronização
(B).
02
020 3. Gire o motor com a ferramenta de giro do volante até

–UN–26NOV97
2 que o pino de sincronização se engate no furo de
sincronização do volante.

Se os balancins do cilindro No. 1 (dianteiro) estiverem

RG7013
frouxos, o motor está no Tempo de Compressão
“PMS” No. 1
Ferramenta de Torneamento do Volante e Pino de
Se os balancins do cilindro No. 6 (traseiro) estiverem Sincronização
frouxos, o motor está no Tempo de Compressão
A—Ferramenta de Giro do Volante
“PMS” No. 6 Gire o motor por uma volta completa B—Pino de Sincronização
(360°) até o tempo de compressão “PMS” No. 1.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,829 –54–13DEC00–2/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=80
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

4. Com o motor travado com o pino no tempo de


compressão do “PMS” do pistão No. 1, verifique a
folga da válvula nos Nos. válvulas de escape 1, 3 e 5
e Nos. válvulas de admissão 1, 2 e 4.
02
Especificação
020

–UN–06DEC88
Verificação da Folga da Válvula
3
de Admissão (Balancim até a
Ponta da Válvula com Motor
Frio)—Folga ....................................................................... 0,41—0,51 mm
(0.016—0.020 in.)

RG5241
Verificação da Folga da Válvula
de Escape (Balancim até a Ponta
da Válvula com Motor Frio)— Ajuste a Folga da Válvula.
Folga .................................................................................. 0,66—0,76 mm
(0.026—0.030 in.)

5. Gire o volante 360° até que o pistão No. 6 esteja no


“PMS” de seu tempo de compressão. Os balancins do
pistão No. 6 devem estar soltos.

6. Verifique a folga da válvula com as mesmas


especificações nos Nos. escape 2, 4 e 6 e Nos.
válvulas de admissão 3, 5 e 6.

–54–21AUG91
NOTA: Ajuste a folga da válvula na mesma seqüência
usada para verificar a folga.

RG4295
7. Se a folga da válvula precisar ser ajustada, afrouxe a
porca autofrenante do parafuso de ajuste do balancim.
Gire o parafuso de ajuste até que o calibre de lâminas Seqüência de Ajuste da Válvula
deslize com um pequeno arrasto. Evite que o parafuso
de ajuste gire usando uma chave de fenda e aperte a
porca autofrenante de acordo com as especificações.

Especificação
Porca Autofrenante do Parafuso
de Ajuste da Válvula—Torque ........................................ 27 N•m (20 lb-ft)

Verifique novamente a folga após apertar a porca


autofrenante e compare com as seguintes especificações.
Ajuste a folga novamente conforme necessário.

Especificação
Ajuste da Folga da Válvula de
Admissão (Balancim até a Ponta
da Válvula com Motor Frio)—
Folga ........................................................................... 0,46 mm (0.018 in.)
Ajuste da Folga da Válvula de
Escape (Balancim até a Ponta da
Válvula com Motor Frio)—Folga ................................ 0,71 mm (0.028 in.)

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,829 –54–13DEC00–3/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=81
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

8. Instale a tampa dos balancins e aperte os parafusos


de acordo com as especificações.

Especificação
Parafusos da Tampa dos
02 Balancins ao Cabeçote de
020 Cilindros—Torque ................................................ 8 N•m (6 lb-ft) (72 lb-in.)
4

DPSG,OUO1004,829 –54–13DEC00–4/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=82
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Verifique o Curso da Válvula Número de


Série
(—199.999)

IMPORTANTE: Para uma medida mais precisa, 02


recomenda-se que o curso da válvula 020
seja medido com folga da válvula de 5
0,00 mm (in.) e com o motor FRIO.

NOTA: A medição do curso da válvula pode indicar


desgaste nos ressaltos do comando de válvulas e
nos seguidores de cames ou empenamento dos
tuchos.

1. Remova o grampo da entrada de óleo do


turbocompressor e a tampa dos balancins. Afrouxe a

–UN–09AUG91
porca autofrenante do balancim. Ajuste a folga da
válvula que está sendo verificada em 0,00 mm (in.).
Aperte a porca autofrenante.

RG5789
2. Coloque a ponta do indicador de quadrante no rotador
da válvula. Certifique-se de que a válvula esteja
Verificação do Curso da Válvula
totalmente fechada.

3. Verifique o pré-ajuste do indicador de quadrante.


Ajuste o ponteiro do indicador de quadrante em zero.

4. Gire o motor manualmente na direção do


funcionamento, usando as ferramentas mencionadas
anteriormente para verificar a folga das válvulas.

5. Observe a leitura do indicador de quadrante enquanto


a válvula é movida para a posição totalmente aberta.
Registre a leitura e o número da válvula.

Especificação
Válvula de Admissão—
Levantamento ........................................ 13,53—13,71 mm (0.533—0.540
in.)
a 0,00 mm (in.)
Tolerância de Desgaste ........................................... 12,65 mm (0.498 in.)
com folga de 0,00 mm (in.)
Válvula de Escape—
Levantamento ........................................ 14,52—14.70 mm (0.572—0.579
in.)
a 0,00 mm (in.)
Tolerância de Desgaste ........................................... 12,64 mm (0,537 in.)
com folga de 0,00 mm (in.)

6. Repita o procedimento para todas as válvulas


restantes.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,830 –54–27APR99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=83
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

7. Reajuste a folga da válvula de acordo com as


especificações após medir o curso. Consulte
VERIFIQUE E AJUSTE A FOLGA DAS VÁLVULAS
NÚMERO DE SÉRIE (—199.999), anteriormente,
neste grupo.
02
020
6

DPSG,OUO1004,830 –54–27APR99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=84
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Remova o Cabeçote de Cilindros Número de


Série
(—199.999)

Não é necessário remover o motor da máquina para fazer 02


manutenção no cabeçote de cilindros em todas as 020
aplicações. Consulte o Manual Técnico da Máquina para 7
informar-se sobre o procedimento de remoção do motor,
se necessário.

CUIDADO: Após operar o motor, permita que o


sistema de escape esfrie antes de trabalhar no
motor.

NÃO drene o refrigerante até que sua


temperatura esteja abaixo da temperatura de
operação. Sempre afrouxe lentamente a válvula
de drenagem para aliviar o excesso de pressão.

1. Drene o refrigerante e o óleo do motor. Desconecte a

–UN–23AUG88
linha de entrada do óleo do turbocompressor ou a
base do filtro de óleo. Consulte DESCONECTE A
LINHA DE ENTRADA DE ÓLEO DO
TURBOCOMPRESSOR, no Grupo 010.

TS218
NOTA: Se o cabeçote de cilindros estiver sendo Execute Serviços no Sistema de Refrigeração com Segurança
removido para reparos no pistão e camisa ou
qualquer outro serviço que não requeira
desmontagem do cabeçote, o cabeçote de
cilindros pode ser removido com o coletor de
refrigerante (A), o turbocompressor (B), o coletor
de admissão (C) e o coletor de escape (D)
instalados.

–UN–26NOV97
2. Remova o coletor de refrigerante e toda a tubulação
do refrigerante. Consulte REMOVA O COLETOR DE
REFRIGERANTE no Grupo 070.

RG7014
3. Remova o turbocompressor. Consulte REMOVA O
TURBOCOMPRESSOR no Grupo 080. Remova o Remoção do Cabeçote de Cilindros
coletor de escape dianteiro e traseiro (D). Consulte
REMOVA, INSPECIONE E INSTALE O COLETOR DE A—Coletor de Refrigerante
B—Turbocompressor
ESCAPE no Grupo 080.
C—Coletor de Admissão
D—Conjunto do Coletor de Escape
4. Remova o coletor de admissão de ar. Consulte
REMOVA, INSPECIONE E INSTALE O COLETOR DE
ADMISSÃO no Grupo 080.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,787 –54–27APR99–1/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=85
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

5. Remova as linhas de alimentação da injeção de


combustı́vel e os bicos injetores. Se for o sistema
mecânico de combustı́vel Nı́vel 3, consulte REMOVA
OS BICOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL no Grupo
090 do CTM243. Se for o sistema Eletrônico de
02
020 combustı́vel Nı́vel 3, consulte REMOVA OS BICOS
8 INJETORES DE COMBUSTÍVEL no Grupo 090 do
CTM134.

6. Remova a tampa dos balancins com o conjunto da


mangueira de saı́da do ventilador.

7. Afrouxe todos os parafusos de ajuste do balancim


antes de remover o conjunto.

DPSG,OUO1004,787 –54–27APR99–2/4

8. Remova seis parafusos e todos os quatro grampos do


eixo dos balancins (A). Levante o conjunto de
balancins (B) e remova-o. Remova as capas de
desgaste das hastes das válvulas.

9. Remova todos os 12 tuchos e identifique-os para a


remontagem.

NOTA: Limpe e inspecione os tuchos. Consulte LIMPE E


INSPECIONE OS TUCHOS NÚMEROS DE

–UN–26NOV97
SÉRIE (—199.999), posteriormente, neste grupo.

A—Travas do Eixo do Balancim


B—Conjunto de Balancins

RG7017
Remoção do Conjunto de Balancins
–UN–05DEC97
RG7018

Remoção dos Tuchos

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,787 –54–27APR99–3/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=86
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

10. Remova todos os 26 parafusos do cabeçote de


cilindros. Descarte os parafusos, eles não são
reutilizáveis.

IMPORTANTE: NÃO use chaves de fenda ou barras


02
entre o bloco de cilindros e o

–UN–05DEC97
020
cabeçote do cilindro para afrouxar a 9
vedação da junta do cabeçote para o
bloco.

RG5245
11. Levante o cabeçote de cilindros do bloco. Se o
cabeçote emperrar, use um martelo macio para bater
Levante o Cabeçote de Cilindros do Bloco
nele.

12. Remova a junta do cabeçote de cilindros. Verifique se


há vazamentos de óleo, refrigerante ou na câmara de
combustão. Verifique também se há evidências de
junta do cabeçote incorreta ou defeituosa sendo
usada.

NOTA: Não gire o virabrequim com o cabeçote de


cilindros removido a não ser que todas as
camisas de cilindros estejam fixadas com
parafusos e arruelas lisas grandes como descrito
no Grupo 030. Consulte REMOVA OS
CONJUNTOS DE PISTÕES E BIELAS no Grupo
030.

DPSG,OUO1004,787 –54–27APR99–4/4

CTM181 (20MAR01) 02-020-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=87
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Seqüência de Reparação e Inspeção da Junta do Cabeçote Número de Série (—199.999)

02
020
10

–UN–26NOV97
RG6448
Inspeção da Junta do Cabeçote de Cilindros

A—Vedações da Combustão B—Corpo da Junta D—Filetes de Elastômero E—Frente do Motor


(Flange) C—Pórtico de Óleo do
Balancim

Os procedimentos de inspeção a seguir são Verifique se há o seguinte nas vedações de


recomendados sempre que ocorrer uma falha na junta combustão (A):
do cabeçote ou quando desmontar a junta.
• Flange cortado/expandido/trincado/deformado.
1. Reveja o histórico que relata a operação da • Área adjacente ao corpo queimada/erodida.
máquina, a manutenção e os consertos junto com • Anel de fogo cortado/deslocado/ausente.
as observações de diagnóstico. Anote todas as • Padrão de vedação do flange excêntrico/contém
áreas que precisam de mais inspeção e análise. vazios.
• Descoloração do flange e áreas adjacentes ao
2. Remova a tampa dos balancins e verifique a corpo.
presença de refrigerante no óleo. • Superfı́cies do flange
irregulares/arranhadas/caneladas.
3. Registre os torques dos parafusos do cabeçote
antes de remover. Durante a remoção, verifique as Verifique se há o seguinte no corpo da junta (B):
diferenças de comprimento dos parafusos.
• Caminhos de erosão de gás de combustão ou
4. Remova o cabeçote de cilindros usando os depósitos de fuligem originados nas vedações de
dispositivos de levante adequados para evitar combustão.
danos à junta do cabeçote. Consulte REMOVA O • Descoloração/endurecimento/fragilização
BLOCO DE CILINDROS NÚMERO DE SÉRIE (— excessiva em áreas localizadas.
199.999) no Grupo 020. • Anel O ausente/danificado na área do pórtico (C).
• Elastômero ausente/danificado na área do pórtico
5. Observe as superfı́cies da junta do cabeçote (D).
removida.

Continua na próxima página RG,RG34710,1074 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=88
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

• Caminhos do óleo ou refrigerante das áreas do • Verifique se há danos na superfı́cie.


pórtico. • Verifique a profundidade do furo da camisa (se a
• Áreas localizadas de baixa compressão. camisa for removida).
• Verifique a dimensão da linha de centro do
6. Antes de limpar os componentes, verifique se há virabrequim até a superfı́cie superior.
02
sinais de gás de combustão e vazamento de fluido • Inspecione as bossas dos parafusos, elas devem 020
no cabeçote, no bloco e nas camisas. Verifique se estar limpas/intactas. 11
há depósitos incomuns nos cilindros e nas portas
das válvulas. Camisa de Cilindro (Grupo 030.)

7. Limpe o bloco, o cabeçote, as camisas e os • Verifique o acabamento/planicidade do flange da


parafusos. (Grupos 020 e 030.) camisa.
• Verifique a espessura do flange da camisa (se a
8. Prossiga com as seguintes verificações camisa for removida).
dimensionais e inspeções visuais: • Verifique se há danos no flange.

Cabeçote de Cilindro (Grupo 020.) Parafusos do Cabeçote de Cilindros (Grupo 020.)

• Verifique o acabamento/planicidade da superfı́cie. • Verifique se há danos por corrosão.


• Verifique se há danos na superfı́cie. • Inspecione a condição das roscas.
• Verifique a espessura do cabeçote de cilindros, • Inspecione a retilinidade.
se retificar. • Verifique o comprimento.

Bloco de Cilindros e Camisas (montados e fixados) 9. Quando tiver concluı́do as inspeções e medidas
(Grupo 020 ou 030.) determine as causas mais prováveis da falha da
junta. Faça todos os consertos necessários nos
• Verifique o ressalto das camisas em quatro componentes da junta, no sistema de refrigeração
lugares em cada camisa. e no sistema de injeção de combustı́vel.
• Verifique a diferença de ressalto das camisas
entre os cilindros. 10. Monte novamente o motor de acordo com os
procedimentos e especificações nos grupos de
Bloco de Cilindros (Grupo 030.) conserto deste manual.

• Verifique o acabamento/planicidade da superfı́cie.

RG,RG34710,1074 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-11 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=89
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Desmonte e Inspecione o Conjunto do Eixo


dos Balancins Número de Série (—199.999)

NOTA: Faça a inspeção preliminar durante a


02 desmontagem. Verifique quanto a:

–UN–04DEC97
020
12 — Balancins, eixos e suporte de eixo
desgastados ou marcados.

— Molas fracas ou quebradas

RG3801
— Restrição na lubrificação Conjunto do Eixo dos Balancins

1. Remova os bujões (A) e as arruelas (B) das A—Bujões


extremidades do eixo dos balancins. B—Arruelas

2. Deslize as molas, os balancins e os suportes dos


balancins para fora do eixo identificando as peças para
a remontagem na mesma seqüência em que foram
desmontadas.

Continua na próxima página RG,RG34710,1075 –54–23OCT97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-020-12 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=90
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

3. Verifique se há arranhões profundos, marcas ou


desgaste excessivo no eixo dos balancins (A) nos
pontos de contato com os balancins. Meça o balancim
e o eixo. Compare com as especificações dadas a
seguir.
02

–UN–04DEC97
020
Especificação 13
Conjunto de Balancins—Diâmetro
Interno............................................................................ 19,07—19,10 mm
(0.7507—0.7520 in.)
Diâmetro Externo do Eixo ............................................. 19,01—19,05 mm

RG3802
(0.7484—0.7500 in.)

Peças dos Balancins


NOTA: O desgaste pode indicar molas de válvula fracas,
tuchos empenados ou grampos do eixo de A—Eixo do Balancim
balancins soltos. B—Parafuso
C—Porca de Ajuste do Balancim
4. Verifique se há danos na porca de ajuste do balancim
(C) e no parafuso (B). Verifique visualmente se há
trincas finas nos balancins. Substitua se necessário.

IMPORTANTE: Certifique-se de que todos os furos de


lubrificação do eixo dos balancins
estejam limpos e abertos.

5. Limpe todas as peças dos balancins com solvente


limpo. Seque com ar comprimido.

RG,RG34710,1075 –54–23OCT97–2/3

6. Verifique se há copos ou desgaste côncavo (A) nas


extremidades dos balancins onde eles contactam as
capas de desgaste.

7. Examine as molas espaçadoras no eixo entre os


balancins. Certifique-se de que sejam fortes o
–UN–12JAN98

suficiente para exercer uma pressão positiva nos


balancins.

NOTA: Se o balancim tiver sido danificado por uma falha


RGR26131

da válvula, substitua-o junto com o tucho quando


substituir a válvula.
Área de Desgaste dos Balancins
8. Vire os balancins e os tuchos em uma superfı́cie plana
para verificar a existência de empenamentos ou A—Área de Desgaste
distorções. Substitua as peças conforme necessário.

RG,RG34710,1075 –54–23OCT97–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-020-13 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=91
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Monte o Conjunto do Eixo dos Balancins


Número de Série (— 199.999)

Monte as peças no eixo dos balancins na ordem inversa


02 ao procedimento de remoção.

–UN–04DEC97
020
14 Certifique-se de que os bujões da extremidade do eixo
dos balancins (A) estejam firmemente assentados na
extremidade do eixo e que as arruelas (B) estejam
instaladas no eixo.

RG3801
A—Bujões da Extremidade do Eixo dos Balancins Conjunto do Eixo dos Balancins
B—Arruelas

RG,RG34710,1076 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-14 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=92
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Meça o Recesso da Válvula Número de Série


(—199.999)

Meça e registre as dimensões do recesso da válvula para


todas as válvulas que usam o aferidor JDG451 com o 02
Indicador de Quadrante D17526CI (Sistema Americano, 020
in.) ou D1752CI (Sistema Métrico, mm) ou o Aferidor 15
KJD10123. Compare as medidas com as especificações
dadas abaixo.

Especificação

–UN–07NOV97
Válvula de Escape—Recesso ............. 1,19—1,70 mm (0.047—0.067 in.)
abaixo da cabeça do cilindro
Recesso Máximo ....................................... 2,46 mm (0.097 in.) abaixo do
cabeçote de cilindros

RG5250
Válvula de Admissão—Recesso ......... 3,35—3,86 mm (0.132—0.152 in.)
abaixo do cabeçote de cilindros
Recesso Máximo ....................................... 4,62 mm (0.182 in.) abaixo do
cabeçote de cilindros
Como Medir o Recesso das Válvulas

NOTA: Limpe totalmente todo o material de junta da


superfı́cie de combustão do cabeçote de cilindros
antes de medir.

Se a medição não atender às especificações,


verifique o ângulo da face da válvula e o ângulo
do assento da válvula. Se as válvulas estiverem
com recesso além da especificação máxima,
instale novas válvulas, insertos do assento de
válvula ou ambos para obter o recesso adequado.
Consulte REMOVA OS INSERTOS DO
ASSENTO DE VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE
(—199.999), posteriormente, neste grupo.

RG,RG34710,1077 –54–27APR99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-15 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=93
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Verificações Preliminares do Cabeçote de Cilindros e Válvulas Número de Série (—


199.999)

Faça uma inspeção preliminar do cabeçote de • Parafusos do cabeçote de cilindros apertados


02 cilindros e do conjunto das válvulas durante a incorretamente.
020 desmontagem. • Instalação errada da junta (desalinhada)
16
Procure as seguintes condições: Assentos de Válvula Desgastados ou Quebrados:

Válvulas Emperradas: • Válvulas desalinhadas.


• Cabeçote de cilindros empenado.
• Depósitos de carbono na haste da válvula. • Depósito de carbono nos assentos devido à
• Guias de válvulas desgastadas. combustão incompleta.
• Hastes de válvulas marcadas. • Tensão da mola da válvula muito baixa.
• Hastes de válvulas retorcidas. • Aquecimento excessivo.
• Molas das válvulas desalinhadas ou quebradas. • Folga indevida na válvula.
• Assentos das válvulas desgastados ou torcidos. • Sincronização inadequada na válvula.
• Lubrificação Insuficiente. • Válvula ou assento incorreto instalado.

Guias das Válvulas Retorcidas, Desgastadas ou Válvulas Queimadas, Com Oxidação Localizada,
Tortas: Desgastadas ou Quebradas:

• Falta de lubrificação. • Assentos das válvulas desgastados ou torcidos.


• Empenamento do cabeçote de cilindros. • Assentos de válvula soltos.
• Aquecimento excessivo. • Guias de válvulas desgastadas.
• Parafusos do cabeçote de cilindros apertados de • Refrigeração insuficiente.
maneira não uniforme. • Molas das válvulas quebradas ou deformadas.
• Operação inadequada do motor.
Cabeçote de Cilindros Empenado e Vazamento da • Sincronização inadequada das válvulas.
Junta: • Rotadores de válvula com defeito.
• Hastes de válvula retorcidas ou empenadas.
• Perda do torque dos parafusos do cabeçote de • Válvulas “esticadas” devido à tensão excessiva da
cilindros. mola.
• Parafuso do cabeçote de cilindros quebrado. • Cabeçote de cilindros retorcido.
• Superaquecimento devido ao funcionamento com • Tuchos empenados.
baixo nı́vel de refrigerante. • Acúmulo de carbono nos assentos das válvulas.
• Ressalto insuficiente da camisa. • Falha do balancim.
• Vazamento de refrigerante para dentro do cilindro • Válvula ou assento incorreto instalado.
causando falha hidráulica da junta. • Folga incorreta entre válvula e pistão.
• Pós-refrigerador com vazamento.
• Cabeçote de cilindros trincado. Folga Inadequada da Válvula:
• Camisa de cilindros trincada.
• Junta incorreta ou danificada. • Uso ineficiente do combustı́vel.
• Excesso de potência ou de combustı́vel. • O motor parte mais violentamente.
• Superfı́cies do bloco ou cabeçote de cilindros • A potência máxima do motor não será alcançada.
danificadas. • Vida útil mais curta das válvulas.
• Acabamento inadequado da superfı́cie do cabeçote • Maior chance de superaquecimento do motor.
de cilindros.

Continua na próxima página RG,RG34710,1078 –54–27APR99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-16 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=94
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Recesso Excessivo da Válvula: • Válvulas empenadas.


• Detritos passados através do conjunto de válvulas.
• Guias de válvulas desgastadas.

RG,RG34710,1078 –54–27APR99–2/2 02
020
17
Remova o Conjunto das Válvulas Número de
Série
(—199.999)

Consulte VERIFICAÇÃO PRELIMINAR DO CABEÇOTE


DE CILINDROS E DAS VÁLVULAS NÚMERO DE SÉRIE
(—199.999), , anteriormente, neste grupo, conforme as
válvulas são removidas do cabeçote.

IMPORTANTE: Identifique todas as peças utilizáveis

–UN–05DEC97
para a correta remontagem no mesmo
local de que foram removidas.

1. Comprima a mola de válvula usando o Compressor de

RG7228
Molas de Válvula JDE138 (A) conforme exibido.

2. Remova as travas retentoras (B) usando um ı́mã Remoção dos Conjuntos de Válvulas
pequeno.
A—Compressor de Mola de Válvula JDE138
B—Travas do Retentor
3. Remova o compressor de mola de válvula do C—Molas de Válvula
cabeçote. D—Capas das Molas de Válvula

4. Remova a capa da mola de válvula (D) e a mola (C).

RG,RG34710,1079 –54–23OCT97–1/2

5. Remova a blindagem de óleo (A) das válvulas de


escape. Remova a válvula (B) do cabeçote de
cilindros. Identifique a válvula para a remontagem, se
a válvula for ser reutilizada.

NOTA: As válvulas de admissão não têm vedações nas


–UN–05DEC97

hastes.

6. Repita o procedimento nas válvulas restantes.


RG7229

A—Blindagem de Óleo
B—Válvula Remoção das Válvulas

RG,RG34710,1079 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-17 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=95
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Inspecione e Meça as Molas das Válvulas


Número de Série (—199.999)

1. Verifique o alinhamento, o desgaste e os danos das


02 molas de válvula.

–UN–04DEC97
020
18 2. Coloque as molas em uma superfı́cie plana para
verificar se elas estão no esquadro e paralelas.

NOTA: Comprimento livre das molas de 65 mm (2.56 in.)

RG2732
difere um pouco, mas a altura de compressão
deve ser a mesma. Mola da Válvula

3. Verifique a tensão da mola da válvula usando o


Testador de Compressão de Mola D01168A.

Especificação
Mola da Válvula de Admissão—
Altura ..................................................... 38,1 mm (1.50 in.) a 810—880 N
(182—198 lb-force) com a válvula

–UN–08NOV88
aberta
Altura .................................................... 52,5 mm (2.07 in.) a 345 a 399 N
(78—90 lb-force) com a válvula
fechada

T82054
Verificação da Tensão da Mola da Válvula
Especificação
Mola da Válvula de Escape—
Altura ..................................................... 38,5 mm (1.52 in.) a 797—867 N
(179—195 lb-force) com a válvula
aberta
Altura ..................................................... 54,5 mm (2.15 in.) a 345—338 N
(64—76 lb-force) com a válvula
fechada

RG,RG34710,1080 –54–27APR99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-18 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=96
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Inspecione as Capas das Molas das


Válvulas, Capas de Desgaste e Travas do
Retentor Número de Série (—199.999)

1. Verifique se há desgaste excessivo nas capas das 02


molas das válvulas (A) na área onde as molas das

–UN–05DEC97
020
válvulas e as travas do retentor se assentam. 19
Substitua, se for preciso.

RG7230
2. Verifique se há desgaste excessivo nas travas do
retentor (C). Substitua, se for preciso.
Inspeção das Peças das Válvulas
3. Inspecione as superfı́cies de contato das capas de
desgaste das válvulas (B). Substitua as capas de A—Capas das Molas de Válvula
B—Capa de Desgaste da Válvula
desgaste se estiverem com corrosão localizada ou
C—Travas do Retentor
desgastadas.

RG,RG34710,1081 –54–23OCT97–1/1

Limpe as Válvulas Número de Série (—


199.999)

1. Segure cada válvula firmemente contra uma escova


giratória macia em um esmeril de bancada.

2. Certifique-se de retirar todo o carbono da cabeça da


válvula, da face e da haste. Pula a haste da válvula
com palha de aço ou um pano abrasivo para remover
qualquer marca deixada pela escova giratória.

IMPORTANTE: O carbono deixado na haste da


válvula afetará o alinhamento no
retificador se as válvulas precisarem
ser retificadas.

RG,RG34710,1082 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-19 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=97
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Inspecione e Meça as Válvulas Número de


Série (—199.999)

1. Limpe completamente e inspecione as válvulas para


02 ajudar a determinar se elas podem ser restauradas a
020 uma condição de uso. Substitua as válvulas
20 queimadas, trincadas, erodidas ou lascadas.

2. Verifique se há danos na canaleta da trava do retentor


(C) na haste da válvula. Inspecione também se há
arranhões nas hastes, o que pode indicar folga

–UN–05DEC97
insuficiente entre a guia de válvula e a haste.
Substitua se os defeitos forem evidentes.

3. Meça o diâmetro externo da cabeça da válvula (A).

RG5795
Compare o diâmetro externo da haste da válvula (B)
com o diâmetro interno da guia para determinar a Medição das Válvulas
folga, conforme descrito posteriormente neste grupo.
A—Diâmetro Externo da Cabeça da Válvula
Especificação B—Diâmetro Externo da Haste da Válvula
Haste da Válvula de Admissão— C—Canaleta da Trava Retentora da Válvula
Diâmetro Externo........................................................... 9,461—9,487 mm
(0.3725—0.3735 in.)
Haste da Válvula de Escape—
Diâmetro Externo........................................................... 9,436—9,462 mm
(0.3715—0.3725 in.)
Cabeçote da Válvula de
Admissão—Diâmetro Externo ....................................... 50,87—51,13 mm
(2.002—2.012 in.)
Cabeçote da Válvula de
Escape—Diâmetro Externo ........................................... 46,87—47,13 mm
(1.845—1.856 in.)

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,833 –54–27APR99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-20 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=98
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

4. Use um Centro de Inspeção de Válvulas D05058ST


para determinar se as válvulas estão ovalizadas,
empenadas ou retorcidas.

Especificação
Face da Válvula—Desvio .............................. 0.05 mm (0.002 in.) máximo 02

–UN–05DEC97
permissı́vel 020
21

RG4234
Verificação do Desvio da Face da Válvula

DPSG,OUO1004,833 –54–27APR99–2/2

Esmerilhe (Retifique) as Válvulas Número de


Série
(—199.999)

IMPORTANTE: O esmerilhamento da válvula só deve


ser feito por pessoal com experiência

–UN–05DEC97
e familiarizado com os equipamentos
e capaz de manter a especificação
necessária.

RG5247
Se necessário retificar a válvula, retifique o ângulo da
face (A) de acordo com a seguinte especificação. Ângulo da Face das Válvulas

Especificação A—Ângulo da Face das Válvulas


Face da Válvula (Admissão e
Escape)—Ângulo ................................................................. 29,25° ± 0,25°

IMPORTANTE: Quando as faces das válvulas forem


retificadas é importante não entalhar o
raio da cabeça da válvula até a haste
com o rebolo. Um entalhe pode fazer
com que a válvula se quebre. Elimine
todos os cantos vivos após o
esmerilhamento.

RG,RG34710,1084 –54–27APR99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-21 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=99
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Inspecione e Limpe o Cabeçote de Cilindros Número de Série (—199.999)

1. Verifique se há sinais de danos fı́sicos, vazamento danificadas ou destruı́das pelas


de refrigerante ou de óleo ou falha na junta da face soluções do tanque quente.
de combustão antes de limpar o cabeçote de
02
020 cilindros. Conserte ou substitua o cabeçote de 3. Limpe o cabeçote de cilindros em um tanque
22 cilindros se houver sinais de danos fı́sicos, tais quente quı́mico, ou com solvente e com uma
como trinca, abrasão, distorção ou o assento da escova.
válvula “chamuscado”. Verifique se há restrições
em todas as passagens do cabeçote de cilindros. 4. Seque com ar comprimido e sopre todas as
passagens.
2. Raspe o material da junta, óleo, carbono e
ferrugem do cabeçote. Use uma escova giratória 5. Reinstale os bujões removidos do cabeçote de
elétrica de latão ou cobre para limpar as superfı́cies cilindros e aperte conforme as seguintes
de vedação. especificações.

IMPORTANTE: Certifique-se de remover todos os Especificação


Bujões do Cabeçote de
bujões antes de limpar o cabeçote
Cilindros—Torque ..................................................... 60 N•m (44 lb-ft)
pois as peças podem ser

RG,RG34710,1085 –54–27APR99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-22 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=100
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Verifique a Planicidade da Superfı́cie de


Combustão do Cabeçote de Cilindros
Número de Série (—199.999)

Verifique a planicidade do cabeçote de cilindros usando o 02


Esquadro de Precisão D05012ST e o calibre de lâminas.

–UN–05DEC97
020
Verifique em vários pontos no sentido do comprimento, da 23
largura e diagonalmente.

RG7231
Se qualquer medida exceder as especificações, o
cabeçote de cilindros deve ser retificado ou substituı́do.
Consulte MEÇA A ESPESSURA DO CABEÇOTE DE Verificação da Planicidade do Cabeçote de Cilindros (1)
CILINDROS NÚMERO DE SÉRIE (—199.999),
posteriormente, neste grupo.

Especificação
Cabeçote de Cilindros—
Desnivelamento Máximo
Aceitável para o Comprimento ou
Largura Total .............................................................. 0,08 mm (0,003 in.)

–UN–05DEC97
Retilinidade Para Cada
Comprimento de 305 mm (12 in.) ........... Dentro de 0,025 mm (0.001 in.)

RG7232
Verificação da Planicidade do Cabeçote de Cilindros (2)

–UN–05DEC97
RG4629
Localização para Verificar a Planicidade do Cabeçote

RG,RG34710,1086 –54–27APR99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-23 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=101
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Meça a Espessura do Cabeçote de Cilindros


Número de Série (—199.999)

Meça a espessura do cabeçote (A) do trilho da junta da


02 tampa de válvula à face de combustão.
020

–UN–05DEC97
24 Especificação
Cabeçote de Cilindros—
Espessura .................................................................. 155,45—155,71 mm
(6.120—6.130 in.)

RG4421
Limite de Desgaste................................................... 154,69 mm (6.09 in.)
Acabamento Superficial da Face
de Combustão (Frese a
Superfı́cie Somente até o
Espessura do Cabeçote de Cilindros
Acabamento AA) ............................................................ 1,5—2,8 mı́crons
A—Espessura do Cabeçote
(60—110 micro-in.)
Profundidade Máxima da Onda ............................. 0,012 mm (0.0005 in.)

Se a espessura do cabeçote de cilindros for menor do


que a espessura mı́nima permissı́vel, NÃO tente retificar.
Instale um novo cabeçote de cilindros.

Especificação
Retificação do Cabeçote—
Remoção Máxima de Material ................................. 0,762 mm (0.030 in.)

NOTA: Se for necessário retificar o cabeçote de cilindros,


pode-se retificar no MÁXIMO 0,762 mm (0.030
in.) da dimensão da nova peça. Remova
SOMENTE o que for necessário para restaurar a
planicidade.

IMPORTANTE: Após a retificação, verifique a


planicidade conforme descrito
anteriormente e verifique o
acabamento da superfı́cie da face de
combustão do cabeçote.

Verifique o recesso das válvulas após


o esmerilhamento. Consulte MEÇA OS
RECESSOS DE VÁLVULA NÚMERO
DE SÉRIE (—199.999), anteriormente,
neste grupo. A face da válvula pode
ser retificada para colocar essas
caracterı́sticas dentro das
especificações.

RG,RG34710,1087 –54–27APR99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-24 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=102
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Limpe as Guias de Válvula Número de Série


(—199.999)

Use uma Escova D17024BR para limpar as guias de


válvula antes da inspeção ou da reparação. 02
020
NOTA: Algumas gotas de óleo fino ou querosene 25
auxiliarão na limpeza completa das guias.

–UN–07NOV97
RG5346
Limpeza das Guias de Válvula

RG,RG34710,1088 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-25 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=103
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Meça as Guias de Válvula Número de Série


(—199.999)

Meça as guias de válvula (A) para verificar o desgaste


02 usando um aferidor telescópico (B) e um micrômetro.

–UN–12JAN98
020
26 Especificação
Guia de Válvula—Diâmetro
Interno.................................................... 9,51—9,54 mm (0.3745—0.3755
in.) no novo cabeçote

RGR23984
Nova Guia à Haste da Válvula de
Escape—Folga ...................................... 0,051—0,102 mm (0.002—0.004
in.)

A—Guias de Válvulas
B—Aferidor Telescópico
Especificação
Nova Guia à Haste da Válvula de
Admissão—Folga .................................. 0,025—0,076 mm (0.001—0.003
in.)

NOTA: Guias desgastadas podem permitir uma folga de


0,15 mm (0.006 in.) e ainda serem aceitáveis.
Guias desgastadas podem ser estriadas para
retornarem à folga especificada se esta folga
entre a válvula e a guia for de 0,25 mm (0.010
in.) ou menor. Se a folga exceder 0,25 mm (0.010
in.), instale válvulas com tamanho extra.

IMPORTANTE: SEMPRE estrie as guias de válvula do


escape antes de alargá-las para
assegurar a folga adequada entre a
guia de válvula e a haste.

RG,RG34710,1089 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-26 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=104
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Estrie as Guias de Válvula Número de Série


(—199.999)

1. Use o Kit de Estriagem de Guias de Válvula JT05949


(ex D20002) para estriar as guias de válvula. 02
020
NOTA: Use o conjunto de ferramentas exatamente como 27
instruı́do pelo fabricante.

2. Após a estriagem, alargue a guia de válvula até o


tamanho acabado para fornecer a folga especificada
entre a haste e a guia.

–UN–12JAN98
A—Estriador
B—Alargador
C—Redutor de Velocidade
D—Lubrificante

RGR26141
Como Estriar as Guias de Válvula

RG,RG34710,1090 –54–23OCT97–1/1

Limpe e Inspecione os Assentos das


Válvulas Número de Série (—199.999)

1. Use uma furadeira elétrica manual com a Escova de


Limpeza de Aço D17024BR ou equivalente para
remover o carbono dos assentos de válvula.

–UN–09DEC88
2. Verifique se há trincas, furos ou desgaste excessivo
nos assentos.

3. Verifique se há ferrugem, marcas, corrosão localizada


R26142N
ou trincas na face de combustão.

Limpeza dos Assentos das Válvulas

RG,RG34710,1091 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-27 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=105
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Meça o Assento de Válvula Número de Série


(—199.999)

1. Meça o assento de válvula de acordo com as


02 especificações adequadas listadas a seguir.
020
28 2. Usando um Excentrı́metro D11010KW, meça o desvio
do assento da válvula (D).

3. Se os assentos de válvulas não estiverem dentro das


especificações, recondicione-os retificando ou, se não

–UN–05DEC97
for possı́vel, substitua os insertos (A). Consulte
RETIFIQUE OS ASSENTOS DE VÁLVULA NÚMERO
DE SÉRIE ( —199.999) ou consulte INSTALE OS
INSERTOS DO ASSENTO DE VÁLVULA NÚMERO

RG5248
DE SÉRIE (—199.999), posteriormente, neste grupo.
Medição dos Assentos de Válvula
Especificação
Assento de Válvula—Ângulo .................................................... 30° ± 0,50° A—Inserto do Assento da Válvula
Desvio Máximo ....................................................... 0,051 mm (0.0020 in.) B—Ângulo do Assento de Válvula
C—Largura do Assento de Válvula
D—Desvio do Assento de Válvula

Especificação
Assento da Válvula de Escape—
Largura .................................................... 2,0—3,8 mm (0.079—0.150 in.)

Especificação
Assento da Válvula de
Admissão—Largura ........................................ 1,4—3,8 (0.055—0.150 in.)

RG,RG34710,1092 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-28 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=106
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Esmerilhe os Assentos de Válvulas Número


de Série (—199.999)

IMPORTANTE: O esmerilhamento dos assentos de


válvula só deve ser feito por pessoal 02
com experiência e familiarizado com 020
os equipamentos e capaz de manter a 29
especificação necessária. SEMPRE
mantenha a área de trabalho limpa ao
retificar os assentos das válvulas. Um
rebolo de abrasividade 120 DEVE SER
usado para retificar os insertos de

–UN–09DEC88
assento das válvulas de admissão e
de escape (A).

Usando um Conjunto de Esmeril de

R26143N
Assento de Serviço Pesado JT05893,
retifique os assentos das válvulas
Esmerilhamento dos Assentos de Válvula
para obter o recesso correto das
válvulas no cabeçote de cilindros.
Consulte MEÇA OS RECESSOS DE
VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE (—
199.999), anteriormente, neste grupo.
Certifique-se de que os furos das
guias de válvula estejam limpos antes
de retificar os assentos de válvula.
Consulte LIMPE AS GUIAS DE
VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE (—
199.999), anteriormente, neste grupo.

–UN–05DEC97
Se os assentos de válvula precisarem de retı́fica, são
necessários apenas alguns segundos para recondicionar
um assento de válvula normal. Evite a tendência de
esmerilhar demais. Não use pressão excessiva nos

RG5248
rebolos.

1. Verifique a largura do assento (C) e o padrão de Medição dos Assentos de Válvula


contato entre o assento e a válvula com tinta azul. A A—Inserto do Assento da Válvula
largura do assento DEVE SER mantida dentro das B—Ângulo do Assento de Válvula
especificações. Use um paquı́metro ou escala para C—Largura do Assento de Válvula
medir a largura do assento. Limpe completamente a D—Desvio do Assento de Válvula
área do assentamento após retificar e substitua as
válvulas e os insertos dos assentos conforme
necessário.

Continua na próxima página RG,RG34710,1093 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-29 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=107
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

NOTA: A largura do assento de válvula pode ser


reduzida com um rebolo. Isso mudará o ângulo
(B) no topo do assento e aumentará o diâmetro.
Se a largura do assento da válvula for muito
estreita, a válvula pode se queimar ou se erodir.
02
020 Variar a largura altera o contato fino entre a face
30 da válvula e o assento.

2. SEMPRE meça o desvio do assento de válvulas após


retificar usando o Excentrı́metro D11010KW e verifique
o recesso do cabeçote de cilindros após o
esmerilhamento como descrito posteriormente.

Especificação
Esmerilhamento do Assento de
Válvula—Ângulo ....................................................................... 30° ± 0,50°
Largura do Escape .................................. 2,0—3,8 mm (0.079—0.150 in.)
Largura da Admissão .............................. 1,4—3,8 mm (0.055—0.150 in.)
Desvio Máximo do Assento ................................... 0,051 mm (0.0020 in.)

RG,RG34710,1093 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-30 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=108
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Remova os Insertos dos Assentos de


Válvulas Número de Série (—199.999)

Em alguns casos o furo do assento da válvula no bloco


de cilindros pode ser danificado ou aumentado e 02
necessitará de usinagem. Neste caso, há insertos

–UN–07NOV97
020
somente com 0,25 mm (0.010 in.) de sobremedida. 31

Especificação
Insertos com Sobremedida—

RG5306
Largura ....................................................................... 0,25 mm (0,010 in.)

IMPORTANTE: Cuidado para não danificar o cabeçote Remoção dos Insertos dos Assentos de Válvula
de cilindros ao remover os assentos.

1. Remova o inserto do assento de válvula (se


necessário) com o Extrator de Assento de Válvula
JDE41296 (A). O parafuso de ajuste da polia pode ter
que ser reapertado durante a remoção dos insertos.

–UN–05DEC97
Os insertos do assento da válvula também podem ser
removidos usando o seguinte método:

• Aqueça cuidadosamente o inserto em quatro pontos

RG5605
ao redor da face até que ele fique vermelho.
Aguarde até que o assento esfrie e force Aquecimento dos Insertos dos Assentos de Válvula
cuidadosamente o(s) inserto(s) para fora com uma
chave de fenda. A—Extrator do Assento de Válvula

2. Após a remoção dos insertos, limpe totalmente a área


ao redor do furo do assento de válvula e verifique se
há danos ou trincas.

RG,RG34710,1094 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-31 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=109
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Instale os Insertos dos Assentos de Válvulas


Número de Série
(—199.999)

02 1. Use o Dispositivo JDE7 (A) junto com o Instalador de


020 Assento de Válvulas JDG605 (B) para direcionar os
32 insertos no lugar. A extremidade maior do Instalador
JDG605 é usada para instalar válvulas de admissão e
a menor, para instalar válvulas de escape.

–UN–31OCT97
2. Instale válvulas novas ou recondicionadas e verifique o
recesso. Consulte MEÇA OS RECESSOS DE
VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE (—199.999),
anteriormente, neste grupo.

RG5653
3. Esmerilhe os assentos de válvula conforme exigido
para manter o recesso de válvulas correto e a vedação Instalação dos Insertos dos Assentos de Válvula
entre da válvula e o assento. Consulte RETIFIQUE OS
ASSENTOS DE VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE (— A—Acionador
B—Instalador de Assento de Válvulas
199.999), anteriormente, neste grupo.

RG,RG34710,1095 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-32 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=110
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Inspecione e Limpe o Furo do Bico Injetor do


Cabeçote de Cilindros Número de Série (—
199.999)

1. Verifique a condição das roscas da porca do bucim. As 02


roscas são métricas (M28 x 1,5). 020

–UN–14DEC88
33
2. Verifique a condição da superfı́cie de assentamento do
bico injetor do cabeçote de cilindros.

RG5251
As roscas do cabeçote de cilindros e a superfı́cie do
assento do bico injetor devem estar livres de detritos e
Limpeza dos Furos dos Bicos Injetores do Cabeçote de Cilindros
depósitos de carbono.

IMPORTANTE: Se as roscas da porca do bucim do


bico injetor não estiverem limpas,
pode-se obter uma falsa leitura de
torque quando o bico injetor for
instalado. Isso pode impedir que o
bico injetor se assente corretamente
no cabeçote de cilindros.

3. Limpe as roscas que tiverem depósitos estranhos


leves usando uma furadeira e a Escova de Limpeza de
Roscas D17030BR. Passe a escova para cima e para
baixo várias vezes para limpar as roscas.

RG,RG34710,1096 –54–23OCT97–1/3

4. Limpe as roscas com depósitos estranhos pesados ou


limpe as roscas danificadas usando o Macho JDF5
(M28 x 1,5 mm) ou um macho equivalente (A).
Certifique-se de posicionar o macho de maneira reta
para evitar rosqueamento cruzado. Uma fina camada
de graxa no macho ajudará a coletar materiais
–UN–06DEC88

estranhos no macho e evitar que eles caiam no furo


do bico.

A—Macho
RG5252

Uso de um Macho nas Roscas dos Furos dos Injetores

Continua na próxima página RG,RG34710,1096 –54–23OCT97–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-020-33 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=111
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

5. Limpe a superfı́cie de assentamento do bico injetor


usando o Alargador de Assento de Bicos Injetores
JDG609 (A) para remover o carbono.

6. Limpe os detritos com ar comprimido e limpe


02
020 totalmente todos os furos dos bicos injetores.

–UN–06DEC88
34
A—Alargador do Assento do Bico Injetor

RG5253
Limpeza da Superfı́cie de Assentamento dos Bicos Injetores

RG,RG34710,1096 –54–23OCT97–3/3

Limpe e Inspecione os Tuchos Número de


Série (—199.999)

1. Limpe os tuchos com solvente e ar comprimido.

2. Verifique a retilinidade dos tuchos rolando-os sobre

–UN–01NOV88
uma superfı́cie plana.

3. Verifique se há desgaste e danos nas extremidades de


contato.

T81233
4. Substitua os tuchos com defeito.
Verificação da Retilinidade dos Tuchos das Válvulas

RG,RG34710,1097 –54–23OCT97–1/1

Inspecione e Limpe a Mangueira de Saı́da do


Ventilador Número de Série (—199.999)

1. Verifique se há dobras ou danos na mangueira de


saı́da do ventilador na tampa do balancim. Substitua
se necessário.

2. Limpe a mangueira do ventilador se estiver restringida.

RG,RG34710,1098 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-34 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=112
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Limpe e Inspecione o Topo do Bloco de


Cilindros Número de Série (—199.999)

1. Remova o material da junta, a ferrugem, o carbono e


outros materiais estranhos da superfı́cie superior. A 02
superfı́cie da junta deve ser limpa. 020
35
2. Use ar comprimido para remover todo o material
estranho solto dos cilindros e superfı́cie superior.

3. Limpe todos os furos dos parafusos de montagem do


cabeçote de cilindros usando o JDG681 ou um macho
equivalente de 9/16-12 UNC-2A de aproximadamente
88,9 mm (3.5 in.) de comprimento. Use ar comprimido
para remover detritos e qualquer fluido que possa
estar presente nos furos dos parafusos.

4. Meça a planicidade do topo do bloco. Consulte MEÇA


O BLOCO DE CILINDROS no Grupo 030.

RG,RG34710,1099 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-35 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=113
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Meça o Ressalto da Camisa do Cilindro


(Altura Acima do Bloco) Número de Série (—
199.999)

02 1. Fixe as camisas em baixo usando parafusos e arruelas


020 planas nos sete locais conforme ilustrado. As arruelas
36 lisas devem ter pelo menos 3,18 mm (1/8 in.) de
espessura. Aperte os parafusos com 68 N•m (50 lb-ft)
para obter uma leitura precisa do ressalto.

–UN–28JUL94
NOTA: As camisas que têm defeitos óbvios devem ser
substituı́das.

2. Usando o Aferidor JDG451 (A) junto com o indicador

RG7144
de quadrante D17526CI (Sistema Americano, in.) ou o
D17527CI (Métrico, mm) (B) ou o aferidor KJD10123, Fixação das Camisas dos Cilindros
meça a altura (A) das camisas aparafusadas que não
estiverem com defeitos perceptı́veis antes de
removê-las do bloco.

NOTA: As variações das leituras de medida podem


ocorrer dentro de um cilindro e/ou entre cilindros
adjacentes.

–UN–26NOV97
3. Meça cada camisa em quatro locais, aproximadamente
nas posições de 1, 5, 7 e 11 horas conforme visto da
traseira do motor (extremidade do volante). Registre

RG7145
todas as medidas pelo número do cilindro e compare
com as seguintes especificações.
Verificação da Altura da Camisa do Cilindro Acima do Bloco
Especificação
Camisa—Altura Acima do Bloco ................................... 0,051—0,127 mm A—Aferidor JDG451
(0.002—0.005 in.) acima do B—Indicador de Quadrante
bloco

4. Remova qualquer camisa que não atender as


especificações do ressalto em qualquer posição e
instale calços de camisa ou substitua os conjuntos
pistão/camisa conforme necessário. Consulte INSTALE
OS CALÇOS DAS CAMISAS — SE NECESSÁRIO no
Grupo 030.

RG,RG34710,1100 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-36 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=114
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Monte o Conjunto das Válvulas Número de


Série
(—199.999)

Lembre-se de que as vedações das hastes estejam 02


instaladas somente nas hastes das válvulas de escape

–UN–05DEC97
020
(B). 37

As válvulas são marcadas na cabeça como a seguir:

RG7229
Admissão (“l 30”). Escape (“E 30”).

1. Aplique Lubrificante de Haste de Válvulas AR44402 ou Vedação na Haste da Válvula de Escape


óleo limpo de motor nas hastes das válvulas e nas
guias. A—Vedações da Haste da Válvula
B—Hastes da Válvula de Escape

NOTA: As blindagens de óleo da haste da válvula de


escape não se assentarão nas torres das guias
de válvula; elas sobem e descem com a haste da
válvula.

2. Instale válvulas novas ou recondicionadas no


cabeçote. As válvulas recondicionadas DEVEM ser
instaladas no mesmo local de onde foram removidas.

NOTA: As hastes das válvulas devem se mover


livremente nos furos-guia e se assentar
corretamente com o inserto.

3. Instale a blindagem de óleo sobre a haste da válvula


de escape até que a blindagem se assente sobre a
torre da guia de válvula.

Continua na próxima página RG,RG34710,1101 –54–23OCT97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-020-37 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=115
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

NOTA: As molas de válvulas não têm partes superiores


ou inferiores (C); elas podem ser instaladas de
qualquer maneira.

4. Instale a mola da válvula e a capa da mola (D). A


02
020 mola deve se assentar no furo usinado do cabeçote.
38
5. Comprima as molas de válvula usando o Compressor
de Molas de Válvula JDE138 (A) e instale as travas do
retentor (B).

–UN–05DEC97
NOTA: Instale as capas de desgaste antes de instalar o
conjunto dos balancins.

RG7228
A—Compressor de Mola de Válvula JDE138
B—Travas Retentoras das Válvulas
C—Mola da Válvula Instalação dos Conjuntos de Válvula
D—Capa da Mola de Válvula

RG,RG34710,1101 –54–23OCT97–2/3

6. Bata em cada conjunto de válvula com um martelo


macio (A) três ou quatro vezes para assegurar o
assentamento adequado da trava retentora.

Repita o procedimento para todas as válvulas


restantes.

–UN–04DEC97
7. Meça o recesso da válvula no cabeçote conforme
instruı́do anteriormente neste grupo.
RG3807
A—Macete
Assentamento das Travas Retentoras nas Válvulas

RG,RG34710,1101 –54–23OCT97–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-020-38 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=116
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Instale os Parafusos e o Cabeçote de


Cilindros Número de Série (—199.999)

IMPORTANTE: SEMPRE inspecione totalmente a junta


nova do cabeçote de cilindros quanto 02
a possı́veis imperfeições de

–UN–05DEC97
020
fabricação. Devolva qualquer junta 39
que não passe na inspeção.

Certifique-se de que as superfı́cies do

RG5245
cabeçote de cilindros e da junta do
bloco estejam limpas, secas e sem Instalação do Cabeçote de Cilindros
nenhum óleo.

1. Coloque uma nova junta de cabeçote no bloco de


cilindros. Não use vedante na junta, instale a seco.

IMPORTANTE: Se o cabeçote de cilindros for baixado


sobre o bloco de cilindros e o
cabeçote não estiver posicionado
corretamente nos tarugos de
localização, remova o cabeçote de
cilindros e instale uma nova junta.
NÃO tente reposicionar o cabeçote de
cilindros na mesma junta novamente
pois o anel de fogo possivelmente
está danificado.

2. Abaixe o cabeçote de cilindros uniformemente para


corrigir a posição do bloco usando os equipamentos
de elevação adequados. Certifique-se de que o
cabeçote esteja posicionado corretamente sobre os
tarugos e que se assenta de maneira plana no topo do
bloco de cilindros.

Continua na próxima página RG,RG34710,1102 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-39 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=117
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

IMPORTANTE: Somente parafusos com Cabeça


Flangeada ASTM Grau 180 com a
marca “SPECIAL” (ilustração superior)
são recomendados para uso nos
motores 6081. SEMPRE use NOVOS
02
020 parafusos ao instalar o cabeçote de

–UN–05DEC97
40 cilindros. Os parafusos podem ser
usados somente uma vez.

NÃO use óleos multiviscosidade para

RG7137
lubrificar os parafusos, recomenda-se
o SAE30.
Parafuso Especial para Cabeçote de Cilindros

3. Mergulhe o parafuso inteiro em óleo de motor SAE30


limpo. Aguarde que o excesso de óleo goteje.

4. Instale os parafusos de comprimento correto com a


marca “SPECIAL” nos locais adequados exibidos e
aperte usando o procedimento PRÉ-ESFORÇADO,

–UN–05DEC97
descrito neste grupo. Consulte PARAFUSOS DE
CABEÇA FLANGEADA PRÉ-ESFORÇADOS — GRAU
180 MARCADOS “SPECIAL” NÚMERO DE SÉRIE (—
199.999) neste grupo.

RG4471
A seta (A) aponta para a frente do motor.
Localizações dos Parafusos do Cabeçote
Parafusos do Cabeçote de Cilindros
A—Frente do Motor
Comprimento Localização no Cabeçote de
Cilindros
134 mm (5.2 in.) 2, 3, 4, 5, 6, 7
149 mm (5.9 in.) 23, 25, 17, 21, 19
175 mm (6.9 in.) 1, 15, 14, 13, 12, 11, 10, 8
203 mm (8.0 in.) 16, 20, 22, 18, 26, 24, 9

RG,RG34710,1102 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-40 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=118
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Parafusos de Cabeça Flangeada


Pré-esforçados — Grau 180 Marcados
“SPECIAL” Número de Série (—199.999)

A seta (A) aponta para a frente do motor. 02


020

–UN–05DEC97
IMPORTANTE: NÃO use óleos multiviscosidade para 41
lubrificar os parafusos.

1. Lubrifique os parafusos com óleo limpo de motor

RG4471
SAE30 e instale nas posições corretas conforme
indicado anteriormente. Localizações dos Parafusos do Cabeçote

2. Aperte o parafuso No. 17 com 80 N•m (60 lb-ft), e


inicie seqüencialmente no parafuso No. 1 e prossiga
até o parafuso No. 26 apertando todos conforme as
especificações.

Especificação
Parafusos “ESPECIAIS” de
Cabeça Flangeada do Bloco de
Cilindros (Sem Arruelas)—Torque
Inicial................................................................................ 80 N•m (60 lb-ft)

–UN–16JUN99
3. Usando uma caneta, lápis ou marcador à prova de
óleo, faça uma linha paralela ao virabrequim no topo
inteiro da cada uma das cabeças dos parafusos. Essa

RG10234
linha será usada como marca de referência.
Aperto dos Parafusos do Cabeçote

A—Frente do Motor

Continua na próxima página RG,RG34710,1103 –54–27APR99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-41 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=119
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

IMPORTANTE: Se um parafuso estiver acidentalmente


apertado por mais do que 90° em
qualquer seqüência, NÃO afrouxe o
parafuso mas faça ajustes na próxima
seqüência de aperto.
02
020
42 4. Seqüencialmente (comece com o parafuso No. 1 e
prossiga até o parafuso No. 26) gire o parafuso 90°. A
linha do topo do parafuso ficará perpendicular ao
virabrequim.

5. Novamente, gire cada parafuso 90° seqüencialmente


(comece com o parafuso No. 1 e prossiga até o
parafuso No. 26). A linha do topo do parafuso ficará
agora paralela ao virabrequim.

6. Por fim, seqüencialmente (comece com o parafuso No.


1 e prossiga até o parafuso No. 26). Vire cada
parafuso 90°, DE MODO QUE A CAMISA NO TOPO

–UN–16JUN99
DO PARAFUSO FIQUE O MAIS PERPENDICULAR
POSSÍVEL AO VIRABREQUIM. Não é necessário
obter a volta final em uma virada da chave. O VALOR
TOTAL DO GIRO DAS ETAPAS 4, 5 E 6 É 270° ±5°.

RG10235
IMPORTANTE: Os parafusos NÃO DEVEM ser
apertados mais do que um total de Aperto Pré-esforçado dos Parafusos do Cabeçote
270° ± 5°.
A—Frente do Motor

RG,RG34710,1103 –54–27APR99–2/2

Instale o Conjunto do Eixo dos Balancins


Número de Série (—199.999)

1. Instale os tuchos nos furos de que foram removidos.

2. Instale as capas de desgaste nas pontas das hastes


–UN–05DEC97

das válvulas e certifique-se de que as capas girem


livremente na haste das válvulas.
RG7018

Instalação dos Tuchos e das Capas

Continua na próxima página RG,RG34710,1104 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-42 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=120
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

3. Certifique-se de que o pino elástico (A) se engate com


o furo (B) do eixo.

4. Instale os grampos do eixo e todos os seis parafusos.


Aperte os parafusos a 75 N•m (55 lb-ft).
02

–UN–04DEC97
020
Especificação 43
Travas do Eixo do Balancim—
Torque ............................................................................. 75 N•m (55 lb-ft)

RG3810
5. Regule a folga da válvula do motor. Consulte
VERIFIQUE E AJUSTE A FOLGA DAS VÁLVULAS
NÚMERO DE SÉRIE (—199.999), anteriormente, Instalação do Conjunto de Balancins
neste grupo.
A—Pino Elástico
B—Furo

RG,RG34710,1104 –54–23OCT97–2/2

Inspecione e Limpe a Mangueira de Saı́da do


Ventilador Número de Série (—199.999)

1. Verifique se há dobras ou danos na mangueira de


saı́da do ventilador na tampa do balancim. Substitua
se necessário.

2. Limpe a mangueira do ventilador se estiver restringida.

RG,RG34710,1098 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-43 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=121
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Complete a Montagem Final do Lado da


Bomba Injetora do Motor Número de Série
(—199.999)

02 1. Ajuste a folga da válvula, se já não o tiver feito.


020

–UN–26NOV97
44 NOTA: Aplique o Adesivo AR31790 SCOTCH-GRIP ou
equivalente para vedar a junta da tampa dos
balancins (B). Siga as instruções do fabricante na
embalagem para informar-se sobre os

RG7023
procedimentos corretos de aplicações e o tempo
de cura.
Montagem Final do Lado da Bomba Injetora do Motor

2. Posicione a junta da tampa dos balancins no cabeçote A—Coletor de Refrigerante


de cilindros e instale-a. Aperte os parafusos de acordo B—Tampa do Balancim
com as especificações. C—Linhas (Pressão) de Suprimento de
Combustı́vel
Especificação D—Linhas Antivazamento de Combustı́vel
Parafuso da Tampa dos E—Bicos Injetores de Combustı́vel
Balancins ao Cabeçote de
Cilindros—Torque ................................................ 8 N•m (6 lb-ft) (72 lb-in.)

3. Instale os bicos injetores de combustı́vel (E), as linhas


de retorno de combustı́vel (D) e as linhas de
suprimento de combustı́vel (C). Se for o sistema
mecânico de combustı́vel Nı́vel 3, consulte INSTALE
OS BICOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL no Grupo
090 do CTM243. Se for o sistema Eletrônico de
combustı́vel Nı́vel 3, consulte INSTALE OS BICOS
INJETORES DE COMBUSTÍVEL no Grupo 090 do
CTM134.

NOTA: Certifique-se de que a mangueira de saı́da do


ventilador esteja aberta e que o adaptador esteja
limpo. Uma restrição pode causar pressão de
óleo alta e possı́veis perdas de óleo.

4. Conecte a mangueira de saı́da do ventilador no


adaptador da tampa dos balancins e aperte a
braçadeira firmemente.

5. Instale o coletor de refrigerante (A). Consulte INSTALE


O COLETOR DE REFRIGERANTE no Grupo 070.

SCOTCH-GRIP é uma marca registrada da 3M Co. RG,RG34710,1105 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-44 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=122
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Complete a Montagem Final do Lado do


Coletor de Escape do Motor Número de Série
(—199.999)

NOTA: APLIQUE o Composto PT569 NEVER-SEEZ ou 02


equivalente em todos os parafusos do 020
turbocompressor. NEVER-SEEZ não é 45
necessário nos parafusos do coletor de escape.
Os prisioneiros-guia podem ser usados para

–UN–26NOV97
auxiliar a montagem.

1. Instale o coletor de admissão (B) usando novas juntas.


Aperte os parafusos de acordo com as especificações.

RG7043
Especificação
Coletor de Admissão ao Instalação dos Coletores de Escape e Admissão
Cabeçote de Cilindros—Torque ...................................... 47 N•m (35 lb-ft)

2. Instale um novo anel de vedação (A) na canaleta do


coletor de escape traseiro (C).

3. Monte o coletor de escape dianteiro (D) e o traseiro.

–UN–26NOV97
4. Instale o conjunto do coletor de escape usando novas
juntas e prisioneiros-guia. Aperte os parafusos de
acordo com as especificações.

RG7024
Especificação
Coletor de Escape ao Cabeçote
de Cilindros—Torque....................................................... 47 N•m (35 lb-ft)
Anel de Vedação no Coletor de Escape

5. Instale o turbocompressor usando uma nova junta de A—Anel de Vedação


metal. Aplique o Composto PT569 NEVER-SEEZ e B—Coletor de Admissão
aperte os parafusos conforme as especificações. C—Coletor de Escape Traseiro
D—Coletor de Escape Dianteiro
Especificação
Parafusos do Turbocompressor—
Torque ............................................................................. 24 N•m (18 lb-ft)

6. Conecte o tubo de retorno de óleo no turbocompressor


usando uma nova junta. Aperte os parafusos de
acordo com as especificações.

Especificação
Parafusos do Tubo de Retorno
de Óleo ao Turbocompressor—
Torque ............................................................................. 27 N•m (20 lb-ft)

NEVER-SEEZ é uma marca registrada do Emhart Chemical Group. Continua na próxima página RG,RG34710,1106 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-45 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=123
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

7. Conecte a linha de entrada de óleo do


turbocompressor e aperte firmemente.

8. Se o óleo do motor tiver sido drenado da bandeja do


cárter, instale um novo filtro de óleo e encha com óleo
02
020 limpo com grau e viscosidade corretos. Consulte
46 ÓLEO DE MOTORES DIESEL no Grupo 002.

9. Encha o sistema de refrigeração com o refrigerante


limpo. Consulte REFRIGERANTE DO MOTOR A
DIESEL no Grupo 002.

10. Execute o amaciamento do motor. Consulte


EXECUTE O AMACIAMENTO DO MOTOR NÚMERO
DE SÉRIE (—199.999) posteriormente neste grupo.

RG,RG34710,1106 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-020-46 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=124
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

Execute o Amaciamento do Motor Número


de Série
(—199.999)

1. Faça o motor funcionar em marcha lenta baixa sem 02


carga por 2 minutos. Verifique se há vazamentos de 020
lı́quidos. 47

2. Aumente a rotação até a marcha lenta alta e reduza


para 50 rpm acima da velocidade nominal por 20
minutos.

NOTA: O dinamômetro é o controle de carga mais


adequado mas o motor pode ser carregado com
cargas de arraste compatı́veis com a seleção da
marcha.

3. Verifique novamente e ajuste a folga da válvula


conforme necessário. Consulte VERIFIQUE E AJUSTE
A FOLGA DAS VÁLVULAS NÚMERO DE SÉRIE (—
199.999), anteriormente, neste grupo.

4. Instale a junta e a tampa dos balancins. Aperte os


parafusos da tampa dos balancins de acordo com as
especificações.

Especificação
Parafuso da Tampa dos
Balancins ao Cabeçote de
Cilindros—Torque ................................................ 8 N•m (6 lb-ft) (72 lb-in.)

Não é necessário torquear novamente os parafusos após


o amaciamento do motor.

IMPORTANTE: Após o amaciamento do motor, siga


TODOS os intervalos de manutenção
em horas recomendados no Manual
do Operador.

RG,RG34710,1107 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-020-47 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=125
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (—199.999)

02
020
48

CTM181 (20MAR01) 02-020-48 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=126
Grupo 021
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S.
(200.000— )
Verifique a Folga da Válvula Número de Série
(200.000— )

Uma folga muito pequena põe a válvula fora de


sincronização. As válvulas se abrem muito adiantadas e 02
se fecham muito atrasadas. Isso faz com que as válvulas 021
se superaqueçam devido aos gases quentes de 1
combustão que passam velozmente pelas válvulas fora
de sincronia. O superaquecimento aumenta a haste da
válvula, o que impede o assentamento adequado da
válvula. A válvula se assenta tão rapidamente ou de
maneira tão precária que a transferência de calor normal
para o sistema de refrigeração não tem tempo de ocorrer,
causando queimaduras nas válvulas e baixa potência.

O excesso de folga nas válvulas causa um atraso na


sincronização da válvula fazendo com que o trem de
válvula do motor fique desbalanceado. A mistura
ar-combustı́vel entra atrasada nos cilindros durante o
tempo de admissão. A válvula de escape se fecha cedo e
evita que os gases residuais sejam completamente
removidos dos cilindros. As válvulas também se fecham
com grande impacto, o que pode trincá-las ou quebrá-las
e arranhar o comando de válvulas e os seguidores.

Continua na próxima página RG41165,0000044 –54–22DEC00–1/4

CTM181 (20MAR01) 02-021-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=127
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

CUIDADO: Para evitar a partida acidental do


motor enquanto se executam os ajustes das
válvulas, sempre desconecte o terminal
NEGATIVO (-) da bateria.
02

–UN–17NOV00
021 IMPORTANTE: A folga da válvula DEVE SER
2
verificada e regulada com o motor
FRIO.

RG11562B
1. Desconecte o chicote do transportador (exibido
removido).
Remova a Tampa dos Balancins
2. Remova a tampa do balancim (A) e o tubo do respiro.
A—Tampa do Balancim
IMPORTANTE: Inspecione visualmente as superfı́cies
de contato das pontas das válvulas e
das almofadas de desgaste do
balancim. Verifique todas as peças
quanto a desgaste excessivo, quebra
ou rachaduras. Substitua as peças
que mostrem danos perceptı́veis.

Os balancins que exibem folga da


válvula excessiva deverão ser
inspecionados mais completamente
para identificar as peças danificadas.

RG41165,0000044 –54–22DEC00–2/4

3. Remova o bujão plástico dos furos do bloco de


cilindros e instale a Ferramenta de Giro do Volante
JDE81-1 ou JDG820 (A) e o Pino de Sincronização
(B).

4. Gire o motor com a ferramenta de giro do volante até


–UN–26NOV97

que o pino de sincronização se engate no furo de


sincronização do volante.

5. Se os balancins do cilindro No. 1 (dianteiro) estiverem


RG7013

frouxos, o motor está no Tempo de Compressão


“PMS” No. 1
Ferramenta de Torneamento do Volante e Pino de
6. Se os balancins do cilindro No. 6 (traseiro) estiverem Sincronização
frouxos, o motor está no Tempo de Compressão
A—Ferramenta de Giro do Volante
“PMS” No. 6 Gire o motor por uma volta completa B—Pino de Sincronização
(360°) até o tempo de compressão “PMS” No. 1.

Continua na próxima página RG41165,0000044 –54–22DEC00–3/4

CTM181 (20MAR01) 02-021-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=128
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

7. Com o motor travado com o pino no tempo de


compressão do “PMS” do pistão No. 1, use um calibre
de lâminas inclinado para verificar a folga das válvulas
dos Nos. válvulas de escape 1, 3 e 5 e Nos. válvulas
de admissão 1, 2 e 4.
02

–UN–07NOV00
021
Especificação 3
Verificação da Folga da Válvula
de Admissão (Balancim até a
Ponta da Válvula com Motor

RG11559
Frio)—Folga ....................................................................... 0,30—0,41 mm
(0.012—0.016 in.)
Verificação da Folga da Válvula
de Escape (Balancim até a Ponta Verificação da Folga da Válvula Usando um Calibre de Lâminas
da Válvula com Motor Frio)— Inclinado
Folga .................................................................................. 0,51—0,61 mm
(0.020—0.024 in.)

8. Gire o volante 360° até que o pistão No. 6 esteja no


“PMS” de seu tempo de compressão. Os balancins do
pistão No. 6 devem estar soltos.

–UN–14NOV00
9. Verifique a folga da válvula com as mesmas
especificações nos Nos. escape 2, 4 e 6 e Nos.
válvulas de admissão 3, 5 e 6.

RG11569
10. Se a folga da válvula precisar ser ajustada, consulte
AJUSTE A FOLGA DA VÁLVULA NÚMERO DE
Seqüência de Verificação da Válvula
SÉRIE (200.000—), posteriormente, nesta seção.

11. Instale a tampa dos balancins com o tubo de respiro


e aperte os parafusos de acordo com as

–UN–11DEC00
especificações na ordem mostrada.

Especificação
Parafusos da Tampa dos
Balancins ao Transportador—

RG11620
Torque .............................................................................. 8 N•m (5.9 lb-ft)

Ordem para o Aperto dos Parafusos da Tampa dos Balancins


A—Frente do Motor
B—“PMS” do Cilindro No. 1
C—“PMS” do Cilindro No. 6
D—Frente do Motor

RG41165,0000044 –54–22DEC00–4/4

CTM181 (20MAR01) 02-021-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=129
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Ajuste a Folga das Válvulas Número de Série


(200.000— )

Uma folga muito pequena põe a válvula fora de


02 sincronização. As válvulas se abrem muito adiantadas e
021 se fecham muito atrasadas. Isso faz com que as válvulas
4 se superaqueçam devido aos gases quentes de
combustão que passam velozmente pelas válvulas fora
de sincronia. O superaquecimento aumenta a haste da
válvula, o que impede o assentamento adequado da
válvula. A válvula se assenta tão rapidamente ou de
maneira tão precária que a transferência de calor normal
para o sistema de refrigeração não tem tempo de ocorrer,
causando queimaduras nas válvulas e baixa potência.

O excesso de folga nas válvulas causa um atraso na


sincronização da válvula fazendo com que o trem de
válvula do motor fique desbalanceado. A mistura
ar-combustı́vel entra atrasada nos cilindros durante o
tempo de admissão. A válvula de escape se fecha cedo e
evita que os gases residuais sejam completamente
removidos dos cilindros. As válvulas também se fecham
com grande impacto, o que pode trincá-las ou quebrá-las
e arranhar o comando de válvulas e os seguidores.

Continua na próxima página RG41165,0000045 –54–22DEC00–1/7

CTM181 (20MAR01) 02-021-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=130
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

CUIDADO: Para evitar a partida acidental do


motor enquanto se executam os ajustes das
válvulas, sempre desconecte o terminal
NEGATIVO (-) da bateria.
02

–UN–17NOV00
IMPORTANTE: A folga da válvula DEVE SER 021
5
verificada e regulada com o motor
FRIO.

RG11562B
1. Desconecte o chicote do transportador (exibido
removido).
Remova a Tampa dos Balancins
2. Remova a tampa do balancim (A) e o tubo do respiro.

3. Remova os fios dos injetores eletrônicos.

4. Remova o transportador (B).

–UN–20NOV00
IMPORTANTE: Inspecione visualmente as superfı́cies
de contato das pontas das válvulas e
das almofadas de desgaste do
balancim. Verifique todas as peças

RG11574A
quanto a desgaste excessivo, quebra
ou rachaduras. Substitua as peças
que mostrem danos perceptı́veis. Remova o Transportador

Os balancins que exibem folga da A—Tampa do Balancim


válvula excessiva deverão ser B—Transportador
inspecionados mais completamente
para identificar as peças danificadas.

Continua na próxima página RG41165,0000045 –54–22DEC00–2/7

CTM181 (20MAR01) 02-021-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=131
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

5. Remova o bujão plástico dos furos do bloco de


cilindros e instale a Ferramenta de Giro do Volante
JDE81-1 ou JDG820 (A) e o Pino de Sincronização
(B).
02
021 6. Gire o motor com a ferramenta de giro do volante até

–UN–26NOV97
6 que o pino de sincronização se engate no furo de
sincronização do volante.

Se os balancins do cilindro No. 1 (dianteiro) estiverem

RG7013
frouxos, o motor está no Tempo de Compressão
“PMS” No. 1
Ferramenta de Torneamento do Volante e Pino de
Se os balancins do cilindro No. 6 (traseiro) estiverem Sincronização
frouxos, o motor está no Tempo de Compressão
A—Ferramenta de Giro do Volante
“PMS” No. 6 Gire o motor por uma volta completa B—Pino de Sincronização
(360°) até o tempo de compressão “PMS” No. 1.

Continua na próxima página RG41165,0000045 –54–22DEC00–3/7

CTM181 (20MAR01) 02-021-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=132
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

7. Com o motor travado com o pino no tempo de


compressão do “PMS” do pistão No. 1, ajuste a folga
da válvula nos Nos. válvulas de escape 1, 3 e 5 e
Nos. válvulas de admissão 1, 2 e 4 conforme as
especificações. Afrouxe a porca autofrenante do
02
parafuso de ajuste do balancim. Gire o parafuso de

–UN–08NOV00
021
ajuste até que o calibre de lâminas deslize com um 7
pequeno arrasto. Evite que o parafuso de ajuste gire
usando uma chave de fenda e aperte a porca
autofrenante de acordo com as especificações.

RG11560
Especificação
Ajuste da Folga da Válvula de Ajuste a Folga da Válvula.
Admissão (Balancim até a Ponta
da Válvula com Motor Frio)—
Folga ........................................................................... 0,36 mm (0.014 in.)
Ajuste da Folga da Válvula de
Escape (Balancim até a Ponta da
Válvula com Motor Frio)—Folga ................................ 0,56 mm (0.022 in.)
Porca Autofrenante do Parafuso
de Ajuste da Válvula—Torque ........................................ 27 N•m (20 lb-ft)

–UN–14NOV00
Verifique novamente a folga após o aperto da porca
autofrenante. Ajuste a folga novamente conforme
necessário.

RG11569
8. Gire o volante 360° até que o pistão No. 6 esteja no
Seqüência de Ajuste da Válvula
“PMS” de seu tempo de compressão. Os balancins do
pistão No. 6 devem estar soltos. A—Frente do Motor
B—“PMS” do Cilindro No. 1
9. Ajuste a folga da válvula com as mesmas C—“PMS” do Cilindro No. 6
especificações nos Nos. escape 2, 4 e 6 e Nos.
válvulas de admissão 3, 5 e 6.

Verifique novamente a folga após o aperto da porca


autofrenante. Ajuste a folga novamente conforme
necessário.

RG41165,0000045 –54–22DEC00–4/7

10. Instale o transportador. Aperte os parafusos na


ordem apresentada de acordo com as especificações.

Especificação
–UN–11DEC00

Parafusos do Transportador ao
Cabeçote de Cilindros—Torque ....................................... 8 N•m (5.9 lb-ft)

A—Frente do Motor
RG11621

Ordem para o Aperto dos Parafusos do Transportador

Continua na próxima página RG41165,0000045 –54–22DEC00–5/7

CTM181 (20MAR01) 02-021-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=133
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

11. Instale os fios do injetor nos prisioneiros.

12. Aplique LOCTITE222 nos prisioneiros do injetor.

13. Instale as porcas retentoras do fio do solenóide nos


02
prisioneiros dos injetores e aperte conforme as

–UN–14NOV00
021
8 especificações.

Especificação
Porcas Retentoras do Fio do

RG11570
Solenóide—Torque .................................................... 1,75 N•m (1.29 lb-ft)

Instale as Porcas Retentoras do Fio do Solenóide nos Prisioneiros


dos Injetores

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corp. RG41165,0000045 –54–22DEC00–6/7

14. Instale a tampa do balancim com o tubo do respiro.


Aperte os parafusos na ordem apresentada de
acordo com as especificações.

–UN–11DEC00
Especificação
Parafusos da Tampa dos
Balancins—Torque ........................................................... 8 N•m (5.9 lb-ft)

RG11620A
A—Frente do Motor
Ordem para o Aperto dos Parafusos da Tampa dos Balancins

RG41165,0000045 –54–22DEC00–7/7

CTM181 (20MAR01) 02-021-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=134
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Verifique o Curso da Válvula Número de


Série (200.000— )

IMPORTANTE: Para uma medida mais precisa,


recomenda-se que o curso da válvula 02

–UN–27NOV00
seja medido com folga da válvula de 021
0,00 mm (in.) e com o motor FRIO. 9

NOTA: A medição do curso da válvula pode indicar

RG11584
desgaste nos ressaltos do comando de válvulas e
nos seguidores de cames ou empenamento dos
tuchos. Verificação do Curso da Válvula

1. Remova o grampo da entrada de óleo do


turbocompressor e a tampa dos balancins. Afrouxe a
porca autofrenante do balancim. Ajuste a folga da
válvula que está sendo verificada em 0,00 mm (in.).
Aperte a porca autofrenante.

2. Coloque a ponta do indicador de quadrante na capa


da mola da válvula. Certifique-se de que a válvula
esteja totalmente fechada.

3. Verifique o pré-ajuste do indicador de quadrante.


Ajuste o ponteiro do indicador de quadrante em zero.

4. Gire o motor manualmente na direção do


funcionamento, usando as ferramentas mencionadas
anteriormente para verificar a folga das válvulas.

5. Observe a leitura do indicador de quadrante enquanto


a válvula é movida para a posição totalmente aberta.
Registre a leitura e o número da válvula.

Especificação
Válvula de Admissão—
Levantamento ........................................ 13,53—13,71 mm (0.533—0.540
in.)
com folga de 0,00 mm (in.)
Desgaste—Tolerância .............................................. 12,65 mm (0.498 in.)
com folga de 0,00 mm (in.)
Válvula de Escape—
Levantamento ................................................................ 14,52—14,70 mm
(0.572—0.579 in.)
com folga de 0,00 mm (in.)
Desgaste—Tolerância .............................................. 12,64 mm (0,537 in.)
com folga de 0,00 mm (in.)

6. Repita o procedimento para todas as válvulas


restantes.

Continua na próxima página RG41165,0000046 –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=135
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

7. Reajuste a folga da válvula de acordo com as


especificações após medir o curso. (Consulte AJUSTE
AS FOLGAS DE VÁLVULA NÚMEROS DE SÉRIE
(200.000—) anteriormente neste grupo.)
02 RG41165,0000046 –54–22DEC00–2/2
021
10

CTM181 (20MAR01) 02-021-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=136
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Remova o Cabeçote de Cilindros Número de


Série (200.000— )

Não é necessário remover o motor da máquina para fazer


manutenção no cabeçote de cilindros em todas as 02
aplicações. Consulte o Manual Técnico da Máquina para 021
informar-se sobre o procedimento de remoção do motor, 11
se necessário.

CUIDADO: Após operar o motor, permita que o


sistema de escape esfrie antes de trabalhar no
motor.

NÃO drene o refrigerante até que sua


temperatura esteja abaixo da temperatura de
operação. Sempre afrouxe lentamente a válvula
de drenagem para aliviar o excesso de pressão.

1. Drene o refrigerante e o óleo do motor. Desconecte a


linha de entrada do turbo ou da base do filtro de óleo.

–UN–23AUG88
(Consulte DESCONECTE A LINHA DE ENTRADA DE
ÓLEO DO TURBOCOMPRESSOR no Grupo 010.)

NOTA: Se o cabeçote de cilindros estiver sendo

TS218
removido para reparos no pistão e camisa ou
qualquer outro serviço que não requeira
Execute Serviços no Sistema de Refrigeração com Segurança
desmontagem do cabeçote, o cabeçote de
cilindros pode ser removido com o coletor de
refrigerante (A), o turbocompressor (B), o coletor
de admissão (C) e o coletor de escape (D)
instalados.

2. Remova o coletor de refrigerante e toda a tubulação


do refrigerante. Consulte REMOVA O COLETOR DE

–UN–26NOV97
REFRIGERANTE no Grupo 070.

3. Remova o turbocompressor. Consulte REMOVA O


TURBOCOMPRESSOR no Grupo 080.

RG7014
4. Remova os coletores de escape dianteiro e traseiro Remoção do Cabeçote de Cilindros
(D). Consulte REMOVA, INSPECIONE E INSTALE O
COLETOR DE ESCAPE no Grupo 080. A—Coletor de Refrigerante
B—Turbocompressor
C—Conjunto do Coletor de Admissão
5. Remova o coletor de admissão de ar. Consulte
D—Conjunto do Coletor de Escape
REMOVA, INSPECIONE E INSTALE O COLETOR DE
ADMISSÃO no Grupo 080.

Continua na próxima página RG41165,0000047 –54–22DEC00–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-11 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=137
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

6. Remova as linhas de alimentação da injeção e as


linhas de retorno de combustı́vel.

7. Remova a tampa dos balancins e o transportador.


02
021 8. Afrouxe todos os parafusos de ajuste dos balancins
12 antes de afrouxar os pedestais dos balancins. Remova
os conjuntos de balancins.

9. Remova os conectores da entrada de combustı́vel, os


conectores do retorno de combustı́vel e os injetores
eletrônicos. Consulte REMOVA OS INJETORES
ELETRÔNICOS no Grupo 090 do CTM 255.

10. Remova os tuchos e identifique-os para a


remontagem.

NOTA: Limpe e inspecione os tuchos. Consulte LIMPE E


INSPECIONE OS TUCHOS NÚMEROS DE
SÉRIE (200.000—), posteriormente, neste grupo.

Continua na próxima página RG41165,0000047 –54–22DEC00–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-12 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=138
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

11. Remova todos os parafusos do cabeçote de cilindros.


Descarte os parafusos, eles não são reutilizáveis.

IMPORTANTE: NÃO use chaves de fenda ou barras


entre o bloco de cilindros e o
02
cabeçote do cilindro para afrouxar a

–UN–05DEC97
021
vedação da junta do cabeçote para o 13
bloco.

12. Levante o cabeçote de cilindros do bloco. Se o

RG5245
cabeçote emperrar, use um martelo macio para bater
nele.
Levante o Cabeçote de Cilindros do Bloco

13. Remova a junta do cabeçote de cilindros. Verifique se


há vazamentos de óleo, refrigerante ou na câmara de
combustão. Verifique também se há evidências de
junta do cabeçote incorreta ou defeituosa sendo
usada.

NOTA: Não gire o virabrequim com o cabeçote de


cilindros removido a não ser que todas as
camisas de cilindros estejam fixadas com
parafusos e arruelas lisas grandes como descrito
no Grupo 10. Consulte REMOVA OS
CONJUNTOS DE PISTÕES E BIELAS no Grupo
030.

RG41165,0000047 –54–22DEC00–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-13 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=139
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Diagnóstico de Falhas da Junta do Cabeçote


Número de Série (200.000— )

As falhas da junta do cabeçote geralmente caem em três


02 categorias:
021
14 • Falhas na vedação de combustão.
• Falhas na vedação do refrigerante.
• Falhas na vedação de óleo.

As falhas na vedação de combustão ocorrem quando os


gases de combustão escapam por entre o cabeçote de

–UN–01MAR01
cilindros e o flange de combustão da junta do cabeçote
ou entre o flange de combustão e a camisa do cilindro.
Os gases de combustão que vazam podem ir para o
cilindro adjacente, para o refrigerante ou para a

RG11698
passagem de óleo ou para o exterior.

As falhas nas vedações de óleo ou de refrigerante Diagnóstico das Juntas do Cabeçote de Cilindros
ocorrem quando o óleo ou o refrigerante escapam por A—Áreas da Vedação de Combustão
entre o cabeçote de cilindros e o corpo da junta ou entre B—Áreas da Vedação de Óleo (Tucho)
o bloco de cilindros e o corpo da junta. O óleo ou o C—Áreas de Vedação do Refrigerante
refrigerante pode vazar para uma passagem de óleo ou D—Parafusos do Cabeçote de Cilindros
de refrigerante adjacente ou para o exterior. Como as E—Áreas da Vedação de Óleo (Parafusos do
Cabeçote de Cilindros)
passagens de óleo e de refrigerante estão principalmente
no lado direito (comando de válvulas) do motor, os
vazamentos de lı́quido ocorrem mais provavelmente nesta
área.

Siga esses procedimentos de diagnóstico quando ocorrer


uma falha na junta do cabeçote ou quando suspeitar de
uma falha.

1. Antes de dar partida ou desmontar o motor, faça uma


inspeção visual da máquina e anote qualquer uma das
seguintes situações:

• Óleo ou refrigerante na costura da junta do cabeçote


ou em superfı́cies adjacentes. Especialmente no
canto traseiro direito da junta.
• Deslocamento da junta da posição normal.
• Descoloração ou fuligem do vazamento dos gases
de combustão.
• Radiador, tanque de transbordo ou mangueiras com
vazamento.
• Vazamento de refrigerante pelo ladrão da bomba de
refrigerante.

Continua na próxima página RG41165,0000048 –54–22DEC00–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-14 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=140
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

• Radiador, ventoinha ou protetor danificado ou


incorreto.
• Fluxo de ar ou de refrigerante obstruı́do.
• Correias desgastadas ou deslizando.
• Tampa de pressão do radiador danificada ou
02
incorreta. 021
• Presença de óleo no refrigerante. 15
• Nı́veis baixos de refrigerante.
• Refrigerante inadequado.
• Nı́veis de óleo anormalmente altos ou baixos.
• Combustı́vel não queimado ou refrigerante no
sistema de escape.
• Degradação, diluição ou contaminação do óleo.
• Bomba injetora especificada incorretamente.
• Indicações do combustı́vel ou dos ajustes de tempo.

2. Colete amostras de refrigerante e óleo para análise.

3. Ligue e aqueça o motor se puder ser operado com


segurança. Examine todas as áreas potenciais de
vazamento novamente como descrito anteriormente.
Usando o teste e o equipamento de medição
adequados, verifique o seguinte:

• Fumaça branca, excesso de combustı́vel cru ou


umidade no sistema de escape.
• Som de escape irregular, abrupto ou falha na
ignição.
• Bolhas de ar, gás aprisionado no radiador ou tanque
de transbordo.
• Perda de refrigerante pelo transbordo.
• Pressão excessiva do sistema de refrigeração.
• Superaquecimento do refrigerante.
• Fluxo baixo de refrigerante.
• Perda de calor da cabine devido à trava de ar
(motores de veı́culos).

4. Desligue o motor. Verifique novamente se há


diferenças significativas nos nı́veis de fluido, na
viscosidade ou na aparência na bandeja do cárter, no
radiador e no tanque de transbordo.

5. Compare suas observações das etapas anteriores com


as tabelas de diagnóstico a seguir.

Continua na próxima página RG41165,0000048 –54–22DEC00–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-15 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=141
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Se as avaliações de diagnóstico e observações


fornecerem sinais conclusivos de vazamento de gás
de combustão, refrigerante ou óleo da junta do
cabeçote, o cabeçote de cilindros deve ser removido
para inspeção e conserto dos componentes da junta.
02
021
16

RG41165,0000048 –54–22DEC00–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-16 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=142
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Tabela de Diagnóstico de Falhas da Junta do


Cabeçote Número de Série (200.000— )
VAZAMENTO DA VEDAÇÃO DE COMBUSTÃO
Sintomas Causas Possı́veis
Escape pela fenda da junta do cabeçote Ressalto insuficiente da camisa 02
Bolhas de ar no radiador/tanque de transbordo Verifique a diferença de ressalto das camisas entre os cilindros. 021
Descarga de refrigerante do tubo de transbordo Cargas de aperto baixas dos parafusos do cabeçote 17
Superaquecimento do motor Superfı́cie do flange das camisas irregular/danificada
Perda de energia Flange da combustão da junta trincado/deformado
O motor funciona irregularmente Superfı́cie do cabeçote de cilindros desnivelada/danificada/irregular
Fumaça de escape branca Anel de fogo da junta ausente/deslocado
Perda de calor da cabine (motores de veı́culos) Bloco trincado na área de suporte das camisas
Seção da junta deslocada ou ausente (queimada) Fornecimento excessivo de combustı́vel
Refrigerante no cilindro Sincronismo da bomba de combustı́vel adiantado
Refrigerante no óleo da bandeja do cárter Perturbação hidráulica ou mecânica da vedação de combustão
Nı́vel baixo do lı́quido refrigerante Vazamentos no sistema de refrigeração ou superaquecimento do
motor
Cabeçote de cilindros ou camisas trincadas também ocasionam
vazamento de gás de combustão no refrigerante.

VAZAMENTO NA VEDAÇÃO DE REFRIGERANTE


Sintomas Causas Possı́veis
Descarga de refrigerante da fenda da junta do cabeçote Ressalto excessivo da camisa
Refrigerante no óleo da bandeja do cárter Verifique a diferença de ressalto das camisas entre os cilindros.
Nı́vel baixo do lı́quido refrigerante Cargas de aperto baixas dos parafusos do cabeçote
Nı́vel de óleo alto Superfı́cie do bloco desnivelada/danificada/irregular
Descarga de refrigerante do respiro da bandeja do cárter Superfı́cie do cabeçote de cilindros desnivelada/danificada/irregular
Superaquecimento do óleo ou do refrigerante
Trincas/rugas nas superfı́cies do corpo da junta
Danos/vazios na borda do elastômero da junta
Cabeçote de cilindros, camisas, calços de camisa trincados,
refrigerador de óleo ou pós-refrigerador com defeito também
podem permitir o vazamento de refrigerante para dentro do
cárter.

VAZAMENTO DA VEDAÇÃO DE ÓLEO


Sintomas Causas Possı́veis
Descarga de óleo da fenda da junta do cabeçote Ressalto excessivo da camisa
Óleo no refrigerante Verifique a diferença de ressalto das camisas entre os cilindros.
Baixo nı́vel de óleo na bandeja do cárter Cargas de aperto baixas dos parafusos do cabeçote
Redução de óleo dos balancins (ruı́dos) Superfı́cie do bloco desnivelada/danificada/irregular
Superfı́cie do cabeçote de cilindros desnivelada/danificada/irregular
Superaquecimento do óleo ou do refrigerante
Trincas/rugas nas superfı́cies do corpo da junta
Danos/vazios na borda do elastômero da junta
Vedação do anel O danificada/ausente no pórtico de óleo dos
balancins
O refrigerador de óleo com defeito também pode causar
vazamento de óleo no refrigerante.

RG41165,0000049 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-17 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=143
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Seqüência de Reparação e Inspeção da Junta do Cabeçote Número de Série (200.000— )

02
021
18

–UN–01MAR01
RG6448A
Inspeção da Junta do Cabeçote de Cilindros

A—Vedações da Combustão B—Corpo da Junta D—Filetes de Elastômero E—Frente do Motor


(Flange) C—Colunas de Óleo dos
Balancins

Os procedimentos de inspeção a seguir são Verifique se há o seguinte nas vedações de


recomendados sempre que ocorrer uma falha na junta combustão (A):
do cabeçote ou quando desmontar a junta.
• Flange cortado/expandido/trincado/deformado.
1. Reveja o histórico que relata a operação da • Área adjacente ao corpo queimada/erodida.
máquina, a manutenção e os consertos junto com • Anel de fogo cortado/deslocado/ausente.
as observações de diagnóstico. Anote todas as • Padrão de vedação do flange excêntrico/contém
áreas que precisam de mais inspeção e análise. vazios.
• Descoloração do flange e áreas adjacentes ao
2. Remova a tampa dos balancins e verifique a corpo.
presença de refrigerante no óleo. • Superfı́cies do flange
irregulares/arranhadas/caneladas.
3. Registre os torques dos parafusos do cabeçote
antes de remover. Durante a remoção, verifique as Verifique se há o seguinte no corpo da junta (B):
diferenças de comprimento dos parafusos.
• Caminhos de erosão de gás de combustão ou
4. Remova o cabeçote de cilindros usando os depósitos de fuligem originados nas vedações de
dispositivos de levante adequados para evitar combustão.
danos à junta do cabeçote. Consulte REMOVA O • Descoloração/endurecimento/fragilização
CABEÇOTE DE CILINDROS NÚMERO DE SÉRIE excessiva em áreas localizadas.
(200.000—), anteriormente, neste grupo. • Anel O ausente/danificado na área do pórtico (C).
• Elastômero ausente/danificado na área do pórtico
5. Observe as superfı́cies da junta do cabeçote (D).
removida.

Continua na próxima página RG41165,000004A –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-18 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=144
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

• Caminhos do óleo ou refrigerante das áreas do • Verifique se há danos na superfı́cie.


pórtico. • Verifique a profundidade do furo da camisa (se a
• Áreas localizadas de baixa compressão. camisa for removida).
• Verifique a dimensão da linha de centro do
6. Antes de limpar os componentes, verifique se há virabrequim até a superfı́cie superior.
02
sinais de gás de combustão e vazamento de fluido • Inspecione as bossas dos parafusos, elas devem 021
no cabeçote, no bloco e nas camisas. Verifique se estar limpas/intactas. 19
há depósitos incomuns nos cilindros e nas portas
das válvulas. Camisa de Cilindro (Grupo 030.)

7. Limpe o bloco, o cabeçote, as camisas e os • Verifique o acabamento/planicidade do flange da


parafusos. (Este grupo e o Grupo 030.) camisa.
• Verifique a espessura do flange da camisa (se a
8. Prossiga com as seguintes verificações camisa for removida).
dimensionais e inspeções visuais: • Verifique se há danos no flange.

Cabeçote de Cilindros (Este grupo.) Parafusos do Cabeçote de Cilindros (Este grupo.)

• Verifique o acabamento/planicidade da superfı́cie. • Verifique se há danos por corrosão.


• Verifique se há danos na superfı́cie. • Inspecione a condição das roscas.
• Verifique a espessura do cabeçote de cilindros, • Inspecione a retilinidade.
se retificar. • Verifique o comprimento.

Bloco de Cilindros e Camisas (montados e fixados) 9. Quando tiver concluı́do as inspeções e medidas
(Este grupo, Grupo 030.) determine as causas mais prováveis da falha da
junta. Faça todos os consertos necessários nos
• Verifique o ressalto das camisas em quatro componentes da junta, no sistema de refrigeração
lugares em cada camisa. e no sistema de injeção de combustı́vel.
• Verifique a diferença de ressalto das camisas
entre os cilindros. 10. Monte novamente o motor de acordo com os
procedimentos e especificações nos grupos de
Bloco de Cilindros (Grupo 030.) conserto deste manual.

• Verifique o acabamento/planicidade da superfı́cie.

RG41165,000004A –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-19 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=145
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Inspecione o Conjunto do Eixo dos


Balancins Número de Série (200.000— )

1. Verifique se há danos nos balancins, nos anéis


02 elásticos, no pedestal e no eixo. Verifique quanto a:

–UN–06MAR01
021
20 — Anéis elásticos soltos, dobrados, entortados ou
desgastados.

RG11703
— Rotação do balancim no eixo. Os balancins devem
girar livremente no eixo mas não deve haver um
espaço perceptı́vel entre os furos dos balancins e o Conjunto de Balancins
eixo.

NOTA: O desgaste pode indicar molas de válvula fracas,


tuchos empenados ou parafusos do pedestal de
balancins soltos.

2. Se os balancins, os anéis elásticos, o pedestal ou o


eixo estiver danificado, o conjunto de balancins DEVE
SER substituı́do como um conjunto.

3. Verifique se há danos na porca de ajuste do balancim


e no parafuso. Verifique visualmente se há trincas
finas nos balancins. Substitua se necessário.

4. Limpe o conjunto dos balancins com solvente limpo.


Seque com ar comprimido.

RG41165,000004B –54–22DEC00–1/2

5. Verifique se há copos ou desgaste côncavo (A) nas


extremidades dos balancins onde eles contactam as
capas de desgaste.

NOTA: Se o balancim tiver sido danificado por uma falha


da válvula, substitua-o junto com o tucho quando
–UN–12JAN98

substituir a válvula.

6. Vire os tuchos em uma superfı́cie plana para verificar


a existência de empenamentos ou distorções.
RGR26131

Substitua as peças conforme necessário.

A—Área de Desgaste Área de Desgaste dos Balancins

RG41165,000004B –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-20 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=146
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Desmonte e Monte o Conjunto dos Balancins


Número de Série (200.000— )

O conjunto dos balancins não pode ser desmontado e


montado. 02

–UN–06MAR01
021
O conjunto dos balancins NÃO pode ser reparado e 21
DEVE ser substituı́do como uma unidade.

RG11703
Conjunto de Balancins

RG41165,000004C –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-21 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=147
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Meça o Recesso da Válvula Número de Série


(200.000— )

Meça e registre as dimensões do recesso da válvula para


02 todas as válvulas que usam o aferidor JDG451 com o
Indicador de Quadrante D17526CI (Sistema Americano,

–UN–26FEB01
021
22 in.) ou D1752CI (Sistema Métrico, mm) ou o Aferidor
KJD10123. Compare as medidas com as especificações
dadas abaixo.

RG11696
Especificação
Válvula de Escape—Recesso ............. 1,19—1,70 mm (0.047—0.067 in.)
abaixo da cabeça do cilindro Como Medir o Recesso das Válvulas
Recesso Máximo ....................................... 2,46 mm (0.097 in.) abaixo do
cabeçote de cilindros
Válvula de Admissão—Recesso ......... 3,35—3,86 mm (0.132—0.152 in.)
abaixo do cabeçote de cilindros
Recesso Máximo ....................................... 4,62 mm (0.182 in.) abaixo do
cabeçote de cilindros

NOTA: Limpe totalmente todo o material de junta da


superfı́cie de combustão do cabeçote de cilindros
antes de medir.

Se a medição não atender às especificações,


verifique o ângulo da face da válvula e o ângulo
do assento da válvula. Se as válvulas estiverem
com recesso além da especificação máxima,
instale novas válvulas, insertos do assento de
válvula ou ambos para obter o recesso adequado.
Consulte REMOVA OS INSERTOS DO
ASSENTO DE VÁLVULA E MEÇA OS FUROS
DO CABEÇOTE DE CILINDROS NÚMERO DE
SÉRIE (200.000—), posteriormente, neste grupo.

RG41165,000004D –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-22 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=148
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Verificações Preliminares do Cabeçote de Cilindros e Válvulas Número de Série


(200.000— )

Faça uma inspeção preliminar do cabeçote de • Parafusos do cabeçote de cilindros apertados


cilindros e do conjunto das válvulas durante a incorretamente. 02
desmontagem. • Instalação errada da junta (desalinhada) 021
23
Procure as seguintes condições: Assentos de Válvula Desgastados ou Quebrados:

Válvulas Emperradas: • Válvulas desalinhadas.


• Cabeçote de cilindros empenado.
• Depósitos de carbono na haste da válvula. • Depósito de carbono nos assentos devido à
• Guias de válvulas desgastadas. combustão incompleta.
• Hastes de válvulas marcadas. • Tensão da mola da válvula muito baixa.
• Hastes de válvulas retorcidas. • Aquecimento excessivo.
• Molas das válvulas desalinhadas ou quebradas. • Folga indevida na válvula.
• Assentos das válvulas desgastados ou torcidos. • Sincronização inadequada na válvula.
• Lubrificação Insuficiente. • Válvula ou assento incorreto instalado.

Guias das Válvulas Retorcidas, Desgastadas ou Válvulas Queimadas, Com Oxidação Localizada,
Tortas: Desgastadas ou Quebradas:

• Falta de lubrificação. • Assentos das válvulas desgastados ou torcidos.


• Empenamento do cabeçote de cilindros. • Assentos de válvula soltos.
• Aquecimento excessivo. • Guias de válvulas desgastadas.
• Parafusos do cabeçote de cilindros apertados de • Refrigeração insuficiente.
maneira não uniforme. • Molas das válvulas quebradas ou deformadas.
• Operação inadequada do motor.
Cabeçote de Cilindros Empenado e Vazamento da • Sincronização inadequada das válvulas.
Junta: • Rotadores de válvula com defeito.
• Hastes de válvula retorcidas ou empenadas.
• Perda do torque dos parafusos do cabeçote de • Válvulas “esticadas” devido à tensão excessiva da
cilindros. mola.
• Parafuso do cabeçote de cilindros quebrado. • Cabeçote de cilindros retorcido.
• Superaquecimento devido ao funcionamento com • Tuchos empenados.
baixo nı́vel de refrigerante. • Acúmulo de carbono nos assentos das válvulas.
• Ressalto insuficiente da camisa. • Falha do balancim.
• Vazamento de refrigerante para dentro do cilindro • Válvula ou assento incorreto instalado.
causando falha hidráulica da junta. • Folga incorreta entre válvula e pistão.
• Pós-refrigerador com vazamento.
• Cabeçote de cilindros trincado. Folga Inadequada da Válvula:
• Camisa de cilindros trincada.
• Junta incorreta ou danificada. • Uso ineficiente do combustı́vel.
• Excesso de potência ou de combustı́vel. • O motor parte mais violentamente.
• Superfı́cies do bloco ou cabeçote de cilindros • A potência máxima do motor não será alcançada.
danificadas. • Vida útil mais curta das válvulas.
• Acabamento inadequado da superfı́cie do cabeçote • Maior chance de superaquecimento do motor.
de cilindros.

Continua na próxima página RG41165,000004E –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-23 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=149
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Recesso Excessivo da Válvula: • Válvulas empenadas.


• Detritos passados através do conjunto de válvulas.
• Guias de válvulas desgastadas.

02 RG41165,000004E –54–22DEC00–2/2
021
24
Remova o Conjunto das Válvulas Número de
Série (200.000— )

Consulte VERIFICAÇÃO PRELIMINAR DO CABEÇOTE


DE CILINDROS E DAS VÁLVULAS NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—), anteriormente, neste grupo, conforme as
válvulas são removidas do cabeçote.

IMPORTANTE: Identifique todas as peças utilizáveis

–UN–26FEB01
para a correta remontagem no mesmo
local de que foram removidas.

RG11692A
1. Comprima a mola de válvula usando o Compressor de
Molas de Válvula JDE138 (A) conforme exibido.

2. Remova as travas retentoras (B) usando um ı́mã Remoção dos Conjuntos de Válvulas
pequeno.

3. Remova o compressor de mola de válvula do


cabeçote.

4. Remova a capa da mola de válvula (D) e a mola (C).

–UN–22FEB01
A—Compressor de Mola de Válvula JDE138
B—Travas do Retentor
C—Molas de Válvula

RG11693A
D—Capas das Molas de Válvula

Vista Próxima da Remoção dos Conjuntos das Válvulas

Continua na próxima página RG41165,000004F –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-24 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=150
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

5. Remova a válvula (A) do cabeçote de cilindros.


Identifique a válvula para a remontagem, se a válvula
for ser reutilizada.

6. Repita o procedimento nas válvulas restantes.


02

–UN–01MAR01
021
A—Válvula 25

RG11694A
Remoção das Válvulas

RG41165,000004F –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-25 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=151
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Inspecione e Meça as Molas das Válvulas


Número de Série (200.000— )

1. Verifique o alinhamento, o desgaste e os danos das


02 molas de válvula.

–UN–04DEC97
021
26 2. Coloque as molas em uma superfı́cie plana para
verificar se elas estão no esquadro e paralelas.

NOTA: Comprimento livre das molas de 57 mm (2.24 in.)

RG2732
difere um pouco, mas a altura de compressão
deve ser a mesma. Mola da Válvula

3. Verifique a tensão da mola da válvula usando o


Testador de Compressão de Mola D01168A.

Especificação
Mola da Válvula de Admissão—
Altura ..................................................... 33,8 mm (1.33 in.) a 797—917 N
(168—206 lb-force) com a válvula

–UN–08NOV88
aberta
Altura .................................................... 47,7 mm (1.88 in.) a 312 a 366 N
(70—82 lb-force) com a válvula
fechada

T82054
Especificação
Mola da Válvula de Escape— Verificação da Tensão da Mola da Válvula
Altura ..................................................... 34,6 mm (1.36 in.) a 748—868 N
(168—195 lb-force) com a válvula
aberta
Altura ..................................................... 49.4 mm (1.94 in.) a 258—312 N
(58—70 lb-force) com a válvula
fechada

RG41165,0000050 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-26 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=152
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Inspecione as Capas das Molas das


Válvulas, Capas de Desgaste e Travas do
Retentor Número de Série
(200.000— )
02

–UN–05DEC97
1. Verifique se há desgaste excessivo nas capas das 021
27
molas das válvulas (A) na área onde as molas das
válvulas e as travas do retentor se assentam.
Substitua, se for preciso.

RG7230
2. Verifique se há desgaste excessivo nas travas do
retentor (C). Substitua, se for preciso. Inspeção das Peças das Válvulas

A—Capas das Molas de Válvula


3. Inspecione as superfı́cies de contato das capas de
B—Capa de Desgaste da Válvula
desgaste das válvulas (B). Substitua as capas de C—Travas do Retentor
desgaste se estiverem com corrosão localizada ou
desgastadas.

RG41165,0000051 –54–22DEC00–1/1

Limpe as Válvulas Número de Série


(200.000— )

1. Segure cada válvula firmemente contra uma escova


giratória macia em um esmeril de bancada.

2. Certifique-se de retirar todo o carbono da cabeça da


válvula, da face e da haste. Pula a haste da válvula
com palha de aço ou um pano abrasivo para remover
qualquer marca deixada pela escova giratória.

IMPORTANTE: O carbono deixado na haste da


válvula afetará o alinhamento no
retificador se as válvulas precisarem
ser retificadas.

RG41165,0000052 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-27 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=153
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Inspecione e Meça as Válvulas Número de


Série (200.000— )

1. Limpe completamente e inspecione as válvulas para


02 ajudar a determinar se elas podem ser restauradas a
021 uma condição de uso. Substitua as válvulas
28 queimadas, trincadas, erodidas ou lascadas.

2. Verifique se há danos na canaleta da trava do retentor


(C) na haste da válvula. Inspecione também se há
arranhões nas hastes, o que pode indicar folga

–UN–05DEC97
insuficiente entre a guia de válvula e a haste.
Substitua se os defeitos forem evidentes.

3. Meça o diâmetro externo da cabeça da válvula (A).

RG5795
Compare o diâmetro externo da haste da válvula (B)
com o diâmetro interno da guia para determinar a Medição das Válvulas
folga, conforme descrito posteriormente neste grupo.
A—Diâmetro Externo da Cabeça da Válvula
Especificação B—Diâmetro Externo da Haste da Válvula
Haste da Válvula de Admissão— C—Canaleta da Trava Retentora da Válvula
Diâmetro Externo........................................................... 9,461—9,487 mm
(0.3725—0.3735 in.)
Haste da Válvula de Escape—
Diâmetro Externo........................................................... 9,436—9,462 mm
(0.3715—0.3725 in.)
Cabeçote da Válvula de
Admissão—Diâmetro Externo ....................................... 50,87—51,13 mm
(2.002—2.012 in.)
Cabeçote da Válvula de
Escape—Diâmetro Externo ........................................... 46,87—47,13 mm
(1.845—1.856 in.)

Continua na próxima página RG41165,0000053 –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-28 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=154
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

4. Use um Centro de Inspeção de Válvulas D05058ST


para determinar se as válvulas estão ovalizadas,
empenadas ou retorcidas.

Especificação
Face da Válvula—Desvio .............................. 0.05 mm (0.002 in.) máximo 02

–UN–05DEC97
permissı́vel 021
29

RG4234
Verificação do Desvio da Face da Válvula

RG41165,0000053 –54–22DEC00–2/2

Esmerilhe (Retifique) as Válvulas Número de


Série (200.000— )

IMPORTANTE: O esmerilhamento da válvula só deve


ser feito por pessoal com experiência
e familiarizado com os equipamentos

–UN–05DEC97
e capaz de manter a especificação
necessária.

Se necessário retificar a válvula, retifique o ângulo da

RG5247
face (A) de acordo com a seguinte especificação.
Ângulo da Face das Válvulas
Especificação
Face da Válvula (Admissão e
A—Ângulo da Face das Válvulas
Escape)—Ângulo ................................................................. 29,25° ± 0,25°

IMPORTANTE: Quando as faces das válvulas forem


retificadas é importante não entalhar o
raio da cabeça da válvula até a haste
com o rebolo. Um entalhe pode fazer
com que a válvula se quebre. Elimine
todos os cantos vivos após o
esmerilhamento.

RG41165,0000054 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-29 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=155
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Inspecione e Limpe o Cabeçote de Cilindros Número de Série (200.000— )

1. Verifique se há sinais de danos fı́sicos, vazamento danificadas ou destruı́das pelas


de refrigerante ou de óleo ou falha na junta da face soluções do tanque quente.
de combustão antes de limpar o cabeçote de
02
021 cilindros. Conserte ou substitua o cabeçote de 3. Limpe o cabeçote de cilindros em um tanque
30 cilindros se houver sinais de danos fı́sicos, tais quente quı́mico, ou com solvente e com uma
como trinca, abrasão, distorção ou o assento da escova.
válvula “chamuscado”. Verifique se há restrições
em todas as passagens do cabeçote de cilindros. 4. Seque com ar comprimido e sopre todas as
passagens.
2. Raspe o material da junta, óleo, carbono e
ferrugem do cabeçote. Use uma escova giratória 5. Reinstale os bujões removidos do cabeçote de
elétrica de latão ou cobre para limpar as superfı́cies cilindros e aperte conforme as seguintes
de vedação. especificações.

IMPORTANTE: Certifique-se de remover todos os Especificação


Bujões do Cabeçote de
bujões antes de limpar o cabeçote
Cilindros—Torque ..................................................... 60 N•m (44 lb-ft)
pois as peças podem ser

RG41165,0000055 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-30 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=156
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Verifique a Planicidade da Superfı́cie de


Combustão do Cabeçote de Cilindros
Número de Série (200.000— )

Verifique a planicidade do cabeçote de cilindros usando o 02


Esquadro de Precisão D05012ST e o calibre de lâminas.

–UN–05DEC97
021
Verifique em vários pontos no sentido do comprimento, da 31
largura e diagonalmente.

RG7231
Se qualquer medida exceder as especificações, o
cabeçote de cilindros deve ser retificado ou substituı́do.
Consulte MEÇA A ESPESSURA DO CABEÇOTE DE Verificação da Planicidade do Cabeçote de Cilindros (1)
CILINDROS (200.000—), posteriormente, neste grupo.

Especificação
Cabeçote de Cilindros—
Desnivelamento Máximo
Aceitável para o Comprimento ou
Largura Total .............................................................. 0,08 mm (0,003 in.)
Retilinidade Para Cada

–UN–05DEC97
Comprimento de 305 mm (12 in.) ........... Dentro de 0,025 mm (0.001 in.)

RG7232
Verificação da Planicidade do Cabeçote de Cilindros (2)

–UN–05DEC97
RG4629
Localização para Verificar a Planicidade do Cabeçote

RG41165,0000056 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-31 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=157
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Meça a Espessura do Cabeçote de Cilindros


Número de Série (200.000— )

Meça a espessura do cabeçote (A) do trilho da junta da


02 tampa de válvula à face de combustão.
021

–UN–22DEC00
32 Especificação
Cabeçote de Cilindros—
Espessura .................................................................. 155,45—155,71 mm
(6.120—6.130 in.)
Limite de Desgaste................................................... 154,69 mm (6.09 in.)

RG11582
Acabamento Superficial da Face
de Combustão (Frese a
Superfı́cie Somente até o Espessura do Cabeçote de Cilindros
Acabamento AA) ............................................................ 1,5—2,8 mı́crons
(60—110 micro-in.) A—Espessura do Cabeçote
Profundidade Máxima da Onda ............................. 0,012 mm (0.0005 in.)

Se a espessura do cabeçote de cilindros for menor do


que a espessura mı́nima permissı́vel, NÃO tente retificar.
Instale um novo cabeçote de cilindros.

Especificação
Retificação do Cabeçote—
Remoção Máxima de Material ................................. 0,762 mm (0.030 in.)

NOTA: Se for necessário retificar o cabeçote de cilindros,


pode-se retificar no MÁXIMO 0,762 mm (0.030
in.) da dimensão da nova peça. Remova
SOMENTE o que for necessário para restaurar a
planicidade.

IMPORTANTE: Após a retificação, verifique a


planicidade conforme descrito
anteriormente e verifique o
acabamento da superfı́cie da face de
combustão do cabeçote.

Verifique o recesso das válvulas após


o esmerilhamento. (Consulte MEÇA
OS RECESSOS DE VÁLVULA
NÚMEROS DE SÉRIE (200.000—)
anteriormente neste grupo.) A face da
válvula pode ser retificada para
colocar essas caracterı́sticas dentro
das especificações.

RG41165,0000057 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-32 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=158
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Limpe as Guias de Válvula Número de Série


(200.000— )

Use uma Escova D17024BR para limpar as guias de


válvula antes da inspeção ou da reparação. 02
021
NOTA: Algumas gotas de óleo fino ou querosene 33
auxiliarão na limpeza completa das guias.

–UN–07NOV97
RG5346
Limpeza das Guias de Válvula

RG41165,0000058 –54–22DEC00–1/1

Meça as Guias de Válvula Número de Série


(200.000— )

Meça as guias de válvula (A) para verificar o desgaste


usando um aferidor telescópico (B) e um micrômetro.

–UN–12JAN98
Especificação
Guia de Válvula—Diâmetro
Interno.................................................... 9,51—9,54 mm (0.3745—0.3755
in.) no novo cabeçote

RGR23984
Nova Guia à Haste da Válvula de
Escape—Folga .............................................................. 0,051—0,102 mm
(0,002—0.004 in.)

Especificação A—Guias de Válvulas


Nova Guia à Haste da Válvula de B—Aferidor Telescópico
Admissão—Folga .......................................................... 0,025—0,076 mm
(0.001—0.003 in.)

NOTA: Guias desgastadas podem permitir uma folga de


0,15 mm (0.006 in.) e ainda serem aceitáveis.
Guias desgastadas podem ser estriadas para
retornarem à folga especificada se esta folga
entre a válvula e a guia for de 0,25 mm (0.010
in.) ou menor. Se a folga exceder 0,25 mm (0.010
in.), instale válvulas com tamanho extra.

IMPORTANTE: SEMPRE estrie as guias de válvula do


escape antes de alargá-las para
assegurar a folga adequada entre a
guia de válvula e a haste.

RG41165,0000059 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-33 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=159
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Estrie as Guias de Válvula Número de Série


(200.000— )

1. Use o Kit de Estriagem de Guias de Válvula JT05949


02 (ex D20002) para estriar as guias de válvula.
021
34 NOTA: Use o conjunto de ferramentas exatamente como
instruı́do pelo fabricante.

2. Após a estriagem, alargue a guia de válvula até o


tamanho acabado para fornecer a folga especificada
entre a haste e a guia.

–UN–12JAN98
A—Estriador
B—Alargador
C—Redutor de Velocidade
D—Lubrificante

RGR26141
Como Estriar as Guias de Válvula

RG41165,000005A –54–22DEC00–1/1

Limpe e Inspecione os Assentos das


Válvulas Número de Série (200.000— )

1. Use uma furadeira elétrica manual com a Escova de


Limpeza de Aço D17024BR ou equivalente para
remover o carbono dos assentos de válvula.

–UN–09DEC88
2. Verifique se há trincas, furos ou desgaste excessivo
nos assentos.

3. Verifique se há ferrugem, marcas, corrosão localizada


R26142N

ou trincas na face de combustão.

Limpeza dos Assentos das Válvulas

RG41165,000005B –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-34 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=160
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Meça o Assento da Válvula Número de Série


(200.000— )

1. Meça o assento de válvula de acordo com as


especificações adequadas listadas a seguir. 02
021
2. Usando um Excentrı́metro D11010KW, meça o desvio 35
do assento da válvula (D).

3. Se os assentos de válvulas não estiverem dentro das


especificações, recondicione-os retificando ou, se não

–UN–05DEC97
for possı́vel, substitua os insertos (A). Consulte
RETIFIQUE OS ASSENTOS DE VÁLVULA NÚMERO
DE SÉRIE (200.000—) ou consulte INSTALE OS
INSERTOS DO ASSENTO DE VÁLVULA NÚMERO

RG5248
DE SÉRIE (200.000—), posteriormente, neste grupo.
Medição dos Assentos de Válvula
Especificação
Assento de Válvula—Ângulo .................................................... 30° ± 0,50° A—Inserto do Assento da Válvula
Desvio Máximo ....................................................... 0,051 mm (0.0020 in.) B—Ângulo do Assento de Válvula
C—Largura do Assento de Válvula
Especificação D—Desvio do Assento de Válvula
Assento da Válvula de Escape—
Largura .................................................... 2,0—3,8 mm (0.079—0.150 in.)

Especificação
Assento da Válvula de
Admissão—Largura ........................................ 1,4—3,8 (0.055—0.150 in.)

RG41165,000005C –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-35 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=161
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Esmerilhe os Assentos de Válvulas Número


de Série (200.000— )

IMPORTANTE: O esmerilhamento dos assentos de


02 válvula só deve ser feito por pessoal
021 com experiência e familiarizado com
36 os equipamentos e capaz de manter a
especificação necessária. SEMPRE
mantenha a área de trabalho limpa ao
retificar os assentos das válvulas. Um
rebolo de abrasividade 120 DEVE SER
usado para retificar os insertos de

–UN–09DEC88
assento das válvulas de admissão e
de escape (A).

Usando um Conjunto de Esmeril de

R26143N
Assento de Serviço Pesado JT05893,
retifique os assentos das válvulas
Esmerilhamento dos Assentos de Válvula
para obter o recesso correto das
válvulas no cabeçote de cilindros.
Consulte MEÇA OS RECESSOS DE
VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—), anteriormente, neste
grupo. Certifique-se de que os furos
das guias de válvula estejam limpos
antes de retificar os assentos de
válvula. Consulte LIMPE AS GUIAS DE
VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—), anteriormente, neste
grupo.

–UN–05DEC97
Se os assentos de válvula precisarem de retı́fica, são
necessários apenas alguns segundos para recondicionar
um assento de válvula normal. Evite a tendência de

RG5248
esmerilhar demais. Não use pressão excessiva nos
rebolos.
Medição dos Assentos de Válvula
1. Verifique a largura do assento (C) e o padrão de A—Inserto do Assento da Válvula
contato entre o assento e a válvula com tinta azul. A B—Ângulo do Assento de Válvula
largura do assento DEVE SER mantida dentro das C—Largura do Assento de Válvula
especificações. Use um paquı́metro ou escala para D—Desvio do Assento de Válvula
medir a largura do assento. Limpe completamente a
área do assentamento após retificar e substitua as
válvulas e os insertos dos assentos conforme
necessário.

Continua na próxima página RG41165,000005D –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-36 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=162
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

NOTA: A largura do assento de válvula pode ser


reduzida com um rebolo. Isso mudará o ângulo
(B) no topo do assento e aumentará o diâmetro.
Se a largura do assento da válvula for muito
estreita, a válvula pode se queimar ou se erodir.
02
Variar a largura altera o contato fino entre a face 021
da válvula e o assento. 37

2. SEMPRE meça o desvio do assento de válvulas após


retificar usando o Excentrı́metro D11010KW e verifique
o recesso do cabeçote de cilindros após o
esmerilhamento como descrito posteriormente.

Especificação
Esmerilhamento do Assento de
Válvula—Ângulo ....................................................................... 30° ± 0,50°
Largura do Escape .................................. 2,0—3,8 mm (0.079—0.150 in.)
Largura da Admissão .............................. 1,4—3,8 mm (0.055—0.150 in.)
Desvio Máximo do Assento ................................... 0,051 mm (0.0020 in.)

RG41165,000005D –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-37 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=163
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Remova os Insertos dos Assentos de Válvula


e Meça os Furos do Cabeçote de Cilindros
Número de Série (200.000— )

02 Em alguns casos o furo do assento da válvula no bloco


de cilindros pode ser danificado ou aumentado e

–UN–07NOV97
021
38 necessitará de usinagem. Neste caso, há insertos
somente com 0,25 mm (0.010 in.) de sobremedida.

Especificação

RG5306
Insertos com Sobremedida—
Largura ....................................................................... 0,25 mm (0,010 in.)
Remoção dos Insertos dos Assentos de Válvula

IMPORTANTE: Cuidado para não danificar o cabeçote


de cilindros ao remover os assentos.

1. Remova o inserto do assento de válvula (se


necessário) com o Extrator de Assento de Válvula
JDE41296 (A). O parafuso de ajuste da polia pode ter

–UN–05DEC97
que ser reapertado durante a remoção dos insertos.

Os insertos do assento da válvula também podem ser


removidos usando o seguinte método:

RG5605
• Aqueça cuidadosamente o inserto em quatro pontos
ao redor da face até que ele fique vermelho. Aquecimento dos Insertos dos Assentos de Válvula
Aguarde até que o assento esfrie e force
A—Extrator do Assento de Válvula
cuidadosamente o(s) inserto(s) para fora com uma
chave de fenda.

2. Após a remoção dos insertos, limpe totalmente a área


ao redor do furo do assento de válvula e verifique se
há danos ou trincas.

RG41165,000005E –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-38 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=164
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Instale os Insertos dos Assentos de Válvulas


Número de Série (200.000— )

1. Use o Dispositivo JDE7 (A) junto com o Instalador de


Assento de Válvulas JDG605 (B) para direcionar os 02
insertos no lugar. A extremidade maior do Instalador 021
JDG605 é usada para instalar válvulas de admissão e 39
a menor, para instalar válvulas de escape.

2. Instale válvulas novas ou recondicionadas e verifique o


recesso. Consulte MEÇA OS RECESSOS DE

–UN–31OCT97
VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE (200.000—),
anteriormente, neste grupo.

3. Esmerilhe os assentos de válvula conforme exigido

RG5653
para manter o recesso de válvulas correto e a vedação
entre da válvula e o assento. Consulte RETIFIQUE OS Instalação dos Insertos dos Assentos de Válvula
ASSENTOS DE VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—), anteriormente, neste grupo. A—Acionador
B—Instalador de Assento de Válvulas

RG41165,000005F –54–22DEC00–1/1

Inspecione e Limpe o Furo do Bico Injetor do


Cabeçote de Cilindros Número de Série
(200.000— )

1. Verifique a condição da superfı́cie de assentamento do

–UN–21DEC00
bico injetor e o furo do cabeçote de cilindros.

O furo e a superfı́cie do assento do bico injetor do


cabeçote de cilindros devem estar livres de detritos e

RG11638
depósitos de carbono.

2. Limpe o furo de depósitos estranhos leves usando Limpeza dos Furos dos Bicos Injetores do Cabeçote de Cilindros
uma furadeira e a Escova de Limpeza de Roscas
D17030BR. Passe a escova para cima e para baixo
várias vezes para limpar as roscas.

3. Limpe os detritos com ar comprimido e limpe


totalmente todos os furos dos bicos injetores.

RG41165,0000060 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-39 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=165
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Limpe e Inspecione os Tuchos Número de


Série (200.000— )

1. Limpe os tuchos com solvente e ar comprimido.


02
021 2. Verifique a retilinidade dos tuchos rolando-os sobre

–UN–01NOV88
40 uma superfı́cie plana.

3. Verifique se há desgaste e danos nas extremidades de


contato.

T81233
4. Substitua os tuchos com defeito.
Verificação da Retilinidade dos Tuchos das Válvulas

RG41165,0000061 –54–22DEC00–1/1

Limpe e Inspecione o Topo do Bloco de


Cilindros Número de Série (200.000— )

1. Remova o material da junta, a ferrugem, o carbono e


outros materiais estranhos da superfı́cie superior. A
superfı́cie da junta deve ser limpa.

2. Use ar comprimido para remover todo o material


estranho solto dos cilindros e superfı́cie superior.

3. Limpe todos os furos dos parafusos de montagem do


cabeçote de cilindros usando o JDG681 ou um macho
equivalente de 9/16-12 UNC-2A de aproximadamente
88,9 mm (3.5 in.) de comprimento. Use ar comprimido
para remover detritos e qualquer fluido que possa
estar presente nos furos dos parafusos.

4. Meça a planicidade do topo do bloco. Consulte MEÇA


O BLOCO DE CILINDROS no Grupo 030.

RG41165,0000062 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-40 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=166
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Meça o Ressalto da Camisa do Cilindro


(Altura Acima do Bloco) Número de Série
(200.000— )

1. Fixe as camisas em baixo usando parafusos e arruelas 02


planas nos sete locais conforme ilustrado. As arruelas 021
lisas devem ter pelo menos 3,18 mm (1/8 in.) de 41
espessura. Aperte os parafusos com 68 N•m (50 lb-ft)
para obter uma leitura precisa do ressalto.

–UN–28JUL94
NOTA: As camisas que têm defeitos óbvios devem ser
substituı́das.

2. Usando o Aferidor JDG451 (A) junto com o indicador

RG7144
de quadrante D17526CI (Sistema Americano, in.) ou o
D17527CI (Métrico, mm) (B) ou o aferidor KJD10123, Fixação das Camisas dos Cilindros
meça a altura (A) das camisas aparafusadas que não
estiverem com defeitos perceptı́veis antes de
removê-las do bloco.

NOTA: As variações das leituras de medida podem


ocorrer dentro de um cilindro e/ou entre cilindros
adjacentes.

–UN–26NOV97
3. Meça cada camisa em quatro locais, aproximadamente
nas posições de 1, 5, 7 e 11 horas conforme visto da
traseira do motor (extremidade do volante). Registre

RG7145
todas as medidas pelo número do cilindro e compare
com as seguintes especificações.
Verificação da Altura da Camisa do Cilindro Acima do Bloco
Especificação
Camisa—Altura Acima do Bloco ................................... 0,051—0,127 mm A—Aferidor JDG451
(0.002—0.005 in.) acima do B—Indicador de Quadrante
bloco

4. Remova qualquer camisa que não atender as


especificações do ressalto em qualquer posição e
instale calços de camisa ou substitua os conjuntos
pistão/camisa conforme necessário. Consulte INSTALE
OS CALÇOS DAS CAMISAS —SE NECESSÁRIO no
Grupo 030.

RG41165,0000063 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-41 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=167
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Monte o Conjunto das Válvulas Número de


Série (200.000— )

As válvulas são marcadas na cabeça como a seguir:


02 Admissão (“l 30”). Escape (“E 30”).

–UN–01MAR01
021
42 1. Aplique Lubrificante de Haste de Válvulas AR44402 ou
óleo limpo de motor nas hastes das válvulas e nas
guias.

RG11694A
2. Instale válvulas novas ou recondicionadas no
cabeçote. As válvulas recondicionadas DEVEM ser Vedação na Haste da Válvula de Escape
instaladas no mesmo local de onde foram removidas.
A—Hastes da Válvula de Escape
NOTA: As hastes das válvulas devem se mover
livremente nos furos-guia e se assentar
corretamente com o inserto.

RG41165,0000064 –54–22DEC00–1/3

NOTA: As molas de válvulas não têm partes superiores


ou inferiores (C); elas podem ser instaladas de
qualquer maneira.

3. Instale a mola da válvula e a capa da mola (D). A


mola deve se assentar no furo usinado do cabeçote.

4. Comprima as molas de válvula usando o Compressor


de Molas de Válvula JDE138 (A) e instale as travas do

–UN–26FEB01
retentor (B).

NOTA: Instale as capas de desgaste antes de instalar o


conjunto dos balancins.

RG11692A
A—Compressor de Mola de Válvula JDE138
B—Travas Retentoras das Válvulas Instalação dos Conjuntos de Válvula
C—Mola da Válvula
D—Capa da Mola de Válvula –UN–22FEB01
RG11693A

Vista Próxima da Instalação dos Conjuntos das Válvulas

Continua na próxima página RG41165,0000064 –54–22DEC00–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-42 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=168
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

5. Bata em cada conjunto de válvula com um martelo


macio (A) três ou quatro vezes para assegurar o
assentamento adequado da trava retentora.

Repita o procedimento para todas as válvulas


02

–UN–23FEB01
restantes. 021
43
6. Meça o recesso da válvula no cabeçote conforme
instruı́do anteriormente neste grupo.

RG11695A
A—Macete
Assentamento das Travas Retentoras nas Válvulas

RG41165,0000064 –54–22DEC00–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-021-43 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=169
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Instale os Parafusos e o Cabeçote de


Cilindros Número de Série (200.000— )

IMPORTANTE: SEMPRE inspecione totalmente a junta


02 nova do cabeçote de cilindros quanto
a possı́veis imperfeições de

–UN–05DEC97
021
44 fabricação. Devolva qualquer junta
que não passe na inspeção.

Certifique-se de que as superfı́cies do

RG5245
cabeçote de cilindros e da junta do
bloco estejam limpas, secas e sem Instalação do Cabeçote de Cilindros
nenhum óleo.

1. Coloque uma nova junta de cabeçote no bloco de


cilindros. Não use vedante na junta, instale a seco.

IMPORTANTE: Se o cabeçote de cilindros for baixado


sobre o bloco de cilindros e o
cabeçote não estiver posicionado
corretamente nos tarugos de
localização, remova o cabeçote de
cilindros e instale uma nova junta.
NÃO tente reposicionar o cabeçote de
cilindros na mesma junta novamente
pois o anel de fogo possivelmente
está danificado.

2. Abaixe o cabeçote de cilindros uniformemente para


corrigir a posição do bloco usando os equipamentos
de elevação adequados. Certifique-se de que o
cabeçote esteja posicionado corretamente sobre os
tarugos e que se assenta de maneira plana no topo do
bloco de cilindros.

Continua na próxima página RG41165,0000065 –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-44 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=170
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

IMPORTANTE: Somente parafusos com Cabeça


Flangeada ASTM Grau 180 com a
marca “SPECIAL” (ilustração superior)
são recomendados para uso nos
motores 6081. SEMPRE use NOVOS
02
parafusos ao instalar o cabeçote de 021

–UN–05DEC97
cilindros. Os parafusos podem ser 45
usados somente uma vez.

NÃO use óleos multiviscosidade para

RG7137
lubrificar os parafusos, recomenda-se
o SAE30.
Parafuso Especial para Cabeçote de Cilindros

3. Mergulhe o parafuso inteiro em óleo de motor SAE30


limpo. Aguarde que o excesso de óleo goteje.

4. Instale os parafusos de comprimento correto com a


marca “SPECIAL” nos locais adequados exibidos e
aperte usando o procedimento PRÉ-ESFORÇADO,

–UN–05DEC97
descrito neste grupo. Consulte PARAFUSOS DE
CABEÇA FLANGEADA PRÉ-ESFORÇADOS — GRAU
180 MARCADOS “SPECIAL” NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—), neste grupo.

RG4471
A seta (A) aponta para a frente do motor.
Localizações dos Parafusos do Cabeçote
Parafusos do Cabeçote de Cilindros
A—Frente do Motor
Comprimento Localização no Cabeçote de
Cilindros
121,7 mm (4.8 in.) 2, 3, 4, 5, 6, 7
163,7 mm (6.4 in.) 23, 25, 17, 21, 19
175 mm (6.9 in.) 1, 15, 14, 13, 12, 11, 10, 8
203 mm (8.0 in.) 16, 20, 22, 18, 26, 24, 9

RG41165,0000065 –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-45 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=171
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Parafusos de Cabeça Flangeada


Pré-esforçados — Grau 180 Marcados
“SPECIAL” Número de Série (200.000— )

02 A seta (A) aponta para a frente do motor.


021

–UN–05DEC97
46 IMPORTANTE: NÃO use óleos multiviscosidade para
lubrificar os parafusos.

1. Lubrifique os parafusos com óleo limpo de motor

RG4471
SAE30 e instale nas posições corretas conforme
indicado anteriormente. Localizações dos Parafusos do Cabeçote

2. Aperte o parafuso No. 17 com 80 N•m (60 lb-ft), e


inicie seqüencialmente no parafuso No. 1 e prossiga
até o parafuso No. 26 apertando todos conforme as
especificações.

Especificação
Parafusos “ESPECIAIS” de
Cabeça Flangeada do Bloco de
Cilindros (Sem Arruelas)—Torque
Inicial................................................................................ 80 N•m (60 lb-ft)

–UN–16JUN99
3. Usando uma caneta, lápis ou marcador à prova de
óleo, faça uma linha paralela ao virabrequim no topo
inteiro da cada uma das cabeças dos parafusos. Essa

RG10234
linha será usada como marca de referência.
Aperto dos Parafusos do Cabeçote

A—Frente do Motor

Continua na próxima página RG41165,0000066 –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-46 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=172
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

IMPORTANTE: Se um parafuso estiver acidentalmente


apertado por mais do que 90° em
qualquer seqüência, NÃO afrouxe o
parafuso mas faça ajustes na próxima
seqüência de aperto.
02
021
4. Seqüencialmente (comece com o parafuso No. 1 e 47
prossiga até o parafuso No. 26) gire o parafuso 90°. A
linha do topo do parafuso ficará perpendicular ao
virabrequim.

5. Novamente, gire cada parafuso 90° seqüencialmente


(comece com o parafuso No. 1 e prossiga até o
parafuso No. 26). A linha do topo do parafuso ficará
agora paralela ao virabrequim.

6. Por fim, seqüencialmente (comece com o parafuso No.


1 e prossiga até o parafuso No. 26). Vire cada

–UN–22DEC00
parafuso 90°, DE MODO QUE A CAMISA NO TOPO
DO PARAFUSO FIQUE O MAIS PERPENDICULAR
POSSÍVEL AO VIRABREQUIM. Não é necessário
obter a volta final em uma virada da chave. O VALOR

RG11583
TOTAL DO GIRO DAS ETAPAS 4, 5 E 6 É 270° ±5°.

IMPORTANTE: Os parafusos NÃO DEVEM ser Aperto Pré-esforçado dos Parafusos do Cabeçote
apertados mais do que um total de
A—Frente do Motor
270° ± 5°.

RG41165,0000066 –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-47 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=173
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Instale o Conjunto do Eixo dos Balancins


Número de Série (200.000— )

1. Instale os tuchos nos furos de que foram removidos.


02
2. Instale as capas de desgaste nas pontas das hastes

–UN–26FEB01
021
48 das válvulas e certifique-se de que as capas girem
livremente na haste das válvulas.

RG11697
3. Alinhe os balancins, centrados nas almofadas de
desgaste.
Instalação dos Tuchos e das Capas
4. Aperte os parafusos do grampo do balancim ao
cabeçote de cilindros (A) conforme as especificações a
seguir:

Especificação
Parafuso do Grampo do Balancim
Inicial ao Cabeçote de Cilindros—

–UN–14FEB01
Torque ............................................................................. 30 N•m (22 lb-ft)

5. Afrouxe um parafuso completamente.

RG11688A
6. Aperte o parafuso solto com a seguinte especificação:

Especificação
Parafuso do Grampo do Balancim Instalação do Conjunto de Balancins
Final ao Cabeçote de Cilindros—
Giro de Torque .............................................. 10 N•m + 60° (7 lb-ft + 60°)

7. Repita o procedimento de afrouxamento e giro de


torque para o segundo parafuso. Se os balancins não
estiverem centralizados nas almofadas de desgaste,
afrouxe os dois parafusos e repita o procedimento.

8. Regule a folga da válvula do motor. Consulte AJUSTE


A FOLGA DE VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—), anteriormente, neste grupo.

RG41165,0000067 –54–22DEC00–1/1

Inspecione e Limpe a Mangueira de Saı́da do


Ventilador Número de Série (200.000— )

1. Verifique se há dobras ou danos na mangueira de


saı́da do ventilador na tampa do balancim. Substitua
se necessário.

2. Limpe a mangueira do ventilador se estiver restringida.

RG41165,0000068 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-48 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=174
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Complete a Montagem Final do Lado da


Bomba de Combustı́vel do Motor Número de
Série (200.000— )

1. Ajuste a folga da válvula, se já não o tiver feito. 02

–UN–06MAR01
021
2. Instale os injetores eletrônicos, os conectores da 49
entrada do combustı́vel, os conectores do retorno de
combustı́vel, as linhas retorno de combustı́vel.

RG11704
Consulte INSTALE OS INJETORES ELETRÔNICOS
no Grupo 090 do CTM 255.
Montagem Final do Lado da Bomba de Combustı́vel do Motor
3. Instale o transportador e a tampa dos balancins.
Aperte os parafusos de acordo com as especificações.

Especificação
Parafusos do Transportador ao
Cabeçote de Cilindros—Torque .......................... 8 N•m (6 lb-ft) (72 lb-in.)
Parafusos da Tampa dos
Balancins ao Transportador—
Torque ................................................................. 8 N•m (6 lb-ft) (72 lb-in.)

NOTA: Certifique-se de que a mangueira de saı́da do


ventilador esteja aberta e que o adaptador esteja
limpo. Uma restrição pode causar pressão de
óleo alta e possı́veis perdas de óleo.

4. Conecte a mangueira de saı́da do ventilador no


adaptador da tampa dos balancins e aperte a
braçadeira firmemente.

5. Instale o coletor de refrigerante. Consulte INSTALE O


COLETOR DE REFRIGERANTE no Grupo 070.

RG41165,0000069 –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-49 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=175
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Complete a Montagem Final do Lado do


Coletor de Escape do Motor Número de Série
(200.000— )

02 NOTA: APLIQUE o Composto PT569 NEVER-SEEZ ou


021 equivalente em todos os parafusos do
50 turbocompressor. NEVER-SEEZ não é
necessário nos parafusos do coletor de escape.
Os prisioneiros-guia podem ser usados para

–UN–26NOV97
auxiliar a montagem.

1. Instale o coletor de admissão (B) usando novas juntas.


Aperte os parafusos de acordo com as especificações.

RG7043
Especificação
Coletor de Admissão ao Instalação dos Coletores de Escape e Admissão
Cabeçote de Cilindros—Torque ...................................... 47 N•m (35 lb-ft)

2. Instale um novo anel de vedação (A) na canaleta do


coletor de escape traseiro (C).

3. Monte o coletor de escape dianteiro (D) e o traseiro.

–UN–26NOV97
4. Instale o conjunto do coletor de escape usando novas
juntas e prisioneiros-guia. Aperte os parafusos de
acordo com as especificações.

RG7024
Especificação
Coletor de Escape ao Cabeçote
de Cilindros—Torque....................................................... 47 N•m (35 lb-ft)
Anel de Vedação no Coletor de Escape

5. Instale o turbocompressor usando uma nova junta de A—Anel de Vedação


metal. Aplique o Composto PT569 NEVER-SEEZ e B—Coletor de Admissão
aperte os parafusos conforme as especificações. C—Coletor de Escape Traseiro
D—Coletor de Escape Dianteiro
Especificação
Parafusos do Turbocompressor—
Torque ............................................................................. 24 N•m (18 lb-ft)

6. Conecte o tubo de retorno de óleo no turbocompressor


usando uma nova junta. Aperte os parafusos de
acordo com as especificações.

Especificação
Parafusos do Tubo de Retorno
de Óleo ao Turbocompressor—
Torque ............................................................................. 27 N•m (20 lb-ft)

NEVER-SEEZ é uma marca registrada do Emhart Chemical Group. Continua na próxima página RG41165,000006A –54–22DEC00–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-50 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=176
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

7. Conecte a linha de entrada de óleo do


turbocompressor e aperte firmemente.

8. Se o óleo do motor tiver sido drenado da bandeja do


cárter, instale um novo filtro de óleo e encha com óleo
02
limpo com grau e viscosidade corretos. Consulte 021
ÓLEO DE MOTORES DIESEL no Grupo 002. 51

9. Encha o sistema de refrigeração com o refrigerante


limpo. Consulte REFRIGERANTE DO MOTOR A
DIESEL no Grupo 002.

10. Execute o amaciamento do motor. Consulte


EXECUTE O AMACIAMENTO DO MOTOR NÚMERO
DE SÉRIE (200.000—), posteriormente, neste grupo.

RG41165,000006A –54–22DEC00–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-021-51 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=177
Reparação e Ajuste do Cabeçote de Cilindros e das Válvulas N.S. (200.000— )

Execute o Amaciamento do Motor Número


de Série (200.000— )

1. Faça o motor funcionar em marcha lenta baixa sem


02 carga por 2 minutos. Verifique se há vazamentos de
021 lı́quidos.
52
2. Aumente a rotação até a marcha lenta alta e reduza
para 50 rpm acima da velocidade nominal por 20
minutos.

NOTA: O dinamômetro é o controle de carga mais


adequado mas o motor pode ser carregado com
cargas de arraste compatı́veis com a seleção da
marcha.

3. Verifique novamente e ajuste a folga da válvula


conforme necessário. Consulte VERIFIQUE A FOLGA
DE VÁLVULA NÚMERO DE SÉRIE (200.000—),
anteriormente, neste grupo.

4. Instale a junta e a tampa dos balancins. Aperte os


parafusos da tampa dos balancins de acordo com as
especificações.

Especificação
Parafuso da Tampa dos
Balancins ao Cabeçote de
Cilindros—Torque ................................................ 8 N•m (6 lb-ft) (72 lb-in.)

Não é necessário torquear novamente os parafusos após


o amaciamento do motor.

IMPORTANTE: Após o amaciamento do motor, siga


TODOS os intervalos de manutenção
em horas recomendados no Manual
do Operador.

RG41165,000006B –54–22DEC00–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-021-52 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=178
Grupo 030
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões
e das Bielas
Verificações Preliminares das Camisas, Pistões e Bielas

Pistões Arranhados ou Marcados: • Manutenção periódica inadequada.


• Condições precárias de operação.
• Superaquecimento. • Vazamento de refrigerante para dentro do cárter.
02
• Excesso de combustı́vel. • Conicidade excessiva da camisa de cilindro. 030
• Lubrificação Insuficiente. 1
• Refrigeração insuficiente. Anéis de Compressão com Corrosão Localizada,
• Folga inadequada entre a camisa e o pistão. Acinzentado ou Matizado:
• Vazamento de refrigerante para dentro do cárter.
• Biela desalinhada ou empenada. • Vazamentos internos de refrigerante.
• Pistão instalado incorretamente.
• Nı́vel baixo do óleo. Acabamento Fosco e Riscos Verticais Finos nos
• Operação indevida. Anéis:
• Folga incorreta do casquilho da biela.
• Acumulação de carbono na canaleta do anel. • Sujeira e abrasivos no sistema de admissão de ar.
• Amaciamento inadequado do motor.
• Pistão desgastado. Falha no Pino do Pistão e no Anel Elástico:
• Óleo contaminado.
• Camisa de cilindros empenada. • Biela desalinhada.
• Pastilha de refrigeração do pistão entupida. • Folga excessiva no virabrequim.
• Ingestão de poeira através da admissão de ar. • Anéis elásticos incorretos.

Anéis de Compressão Quebrados ou Desgastados: Biela Quebrada:

• Lubrificação Insuficiente. • Folga inadequada entre a camisa e o pistão.


• Refrigeração insuficiente. • Casquilho da biela desgastado.
• Instalação incorreta do anel. • Camisa de cilindros empenada.
• Sincronização incorreta. • Falha no pino do pistão.
• Abrasivos na câmara de combustão.
Desgaste e Empenamento da Camisa de Cilindro:
Anel de Lubrificação Obstruı́do:
• Anéis de compressão instalados incorretamente.
• Óleo inadequado. • Lubrificação Insuficiente.
• Blow-by excessivo. • Refrigeração não uniforme ao redor da camisa.
• Óleo contaminado. • Folga inadequada entre a camisa e o pistão.
• Manutenção periódica inadequada. • Danos no furo da camisa.
• Baixa temperatura de operação.
Bloco de Cilindros Empenado:
Anéis Emperrados:
• Refrigeração insuficiente.
• Classificação inadequada do óleo.

RG,RG34710,1112 –54–06MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=179
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Bielas — Informações Gerais

Os motores anteriores têm a conexão com lingüeta e


canaleta entre a biela e a capa (A). Os motores mais
recentes têm biela e capa com Precision Joint (B).
02
030

–UN–02DEC98
2 Para criar a Precision Joint, a biela é entalhada com
raio laser. Em seguida um mandril de precisão no furo da
biela é energizado para separar a capa da biela pelas
juntas (C).

RG9617
Os dois tipos de bielas propiciam uma forte junção. A
remoção e a instalação são similares, com as diferenças Bielas
indicadas, incluindo as diferentes especificações de
torque para os parafusos. Consulte INSPECIONE A
BIELA E A CAPA e INSTALE O PISTÃO E A BIELA, mais
adiante, neste grupo.

IMPORTANTE: Substitua as bielas por outras do


mesmo tipo. Não misture bielas com
lingüeta e canaleta com bielas com
Precision Joint no mesmo motor.
Consulte o catálogo de peças para
obter recomendações.

A—Biela com Lingüeta e Canaleta (Motores

–UN–02DEC98
Anteriores)
B—Bielas com Precision Joint(Motores Mais
Recentes)
C—Detalhes da Precision Joint

RG9616
Bielas com Precision Joint(Motores Mais Recentes)

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company DPSG,OUO1004,871 –54–06MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=180
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Remova os Conjuntos de Pistões e Bielas

Os motores 6081 HRW devem ser removidos dos


Tratores 8100-8400 e 8110-8410 para fazer manutenção
nos pistões e bielas. Consulte o manual técnico da
02
máquina TM1575 (Reparação) para informar-se sobre o 030
procedimento de remoção do motor. (No caso de Tratores 3
de Esteiras 8000T, consulte o TM1621.)

IMPORTANTE: Substitua as bielas por outras do

–UN–26NOV97
mesmo tipo. Não misture bielas com
lingüeta e canaleta com bielas com
Precision Joint no mesmo motor.
Consulte o catálogo de peças para

RG7044
obter recomendações.
Válvula de Dreno da Bomba de Refrigerante
CUIDADO: Não drene o refrigerante do motor
até que ele esfrie abaixo da temperatura de
trabalho. Em seguida, afrouxe lentamente a
válvula de dreno da tampa da bomba de
refrigerante (A) e a válvula de dreno do bloco
(B) para aliviar qualquer excesso de pressão.
Drene o refrigerante e o óleo do motor.

–UN–26NOV97
IMPORTANTE: Ambas as válvulas devem estar
abertas para drenar completamente o
bloco do motor.

RG7143
1. Drene todo o refrigerante e o óleo do motor.
Válvula de Dreno do Bloco de Cilindros

NOTA: Se o motor tiver que ser desmontado A—Válvula de Dreno da Tampa da Bomba de
completamente, consulte SEQÜÊNCIA DE Refrigerante
DESMONTAGEM DO MOTOR no Grupo 010. B—Válvula de Dreno do Bloco

2. Remova o cabeçote de cilindros. Consulte REMOVA O


CABEÇOTE DE CILINDROS NÚMERO DE SÉRIE (—
199.999) NO Grupo 020, ou consulte REMOVA O
CABEÇOTE DE CILINDROS NÚMERO DE SÉRIE
(200.000—) no Grupo 021.

3. Remova a bandeja do cárter e a bomba de óleo.


Consulte REMOVA A BOMBA DE ÓLEO DO MOTOR
no Grupo 060.

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company Continua na próxima página RG,RG34710,1113 –54–08JUN99–1/5

CTM181 (20MAR01) 02-030-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=181
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

IMPORTANTE: Não gire o virabrequim com o


cabeçote de cilindros removido a
menos que as camisas estejam
fixadas embaixo. Fixe as camisas
embaixo antes de remover o pistão.
02
030
4 Os parafusos e arruelas devem ser
apertados com a seguinte
especificação para se conseguir uma
medição precisa do ressalto da

–UN–28JUL94
camisa (altura acima do bloco).
Consulte MEÇA A PROTUBERÂNCIA
DA CAMISA DO CILINDRO [ALTURA
ACIMA DO BLOCO], posteriormente,

RG7144
neste grupo.

4. Use parafusos de 9/16-18, aproximadamente 51 mm Fixação das Camisas dos Cilindros


(2.0 in.) de comprimento e 5/8 in. de diâmetro interno,
1-3/4 in. de diâmetro externo x arruelas de 3,18 mm
(1/8 in.) de espessura para aparafusar as camisas de
cilindro nos sete locais conforme ilustrado. Aperte os
parafusos de acordo com as especificações.

Especificação
Parafusos da Camisa de
Cilindros (Para Verificar o
Ressalto)—Torque........................................................... 68 N•m (50 lb-ft)

Continua na próxima página RG,RG34710,1113 –54–08JUN99–2/5

CTM181 (20MAR01) 02-030-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=182
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Conforme as camisas dos cilindros se desgastam, uma


aresta se forma no topo da zona do curso do anel do
pistão. Se essa aresta ficar muito alta, os pistões e anéis
podem ser danificados quando forem removidos. Remova
qualquer aresta dos furos das camisas com uma
02
raspadeira ou alargador de arestas antes de remover os 030

–UN–18JUN99
pistões. 5

5. Antes de remover os pistões, inspecione visualmente


as condições das camisas de cilindro com os pistões

RG10208
em ponto morto inferior “PMI”. As camisas
necessitarão de substituição se:
Medição da Folga Entre a Bronzina da Biela e o Mancal
• O padrão de brunimento cruzado não é visı́vel
imediatamente abaixo da área de giro do anel
superior.
• As camisas estiverem com corrosão localizada ou
contiverem arranhões verticais profundos que
possam ser detectados com a unha.

Não são necessárias mais inspeções se qualquer uma


das condições acima for encontrada.

NOTA: A folga de lubrificação entre a bronzina e o


mancal deve ser medida antes da remoção do
conjunto pistão/biela.

Use PLASTIGAGE exatamente como instruı́do


pelo fabricante. Lembre-se, o uso do
PLASTIGAGE determinará a folga de lubrificação
entre o casquilho e o mancal, mas não indicará a
condição de nenhuma superfı́cie.

6. A folga de lubrificação entre o mancal e a bronzina


pode ser verificada com o PLASTIGAGE se a biela
estiver conectada ao virabrequim. Se a biela estiver
fora do motor, meça o diâmetro interno das bronzinas
de biela montadas e compare com o diâmetro externo
dos mancais do virabrequim.

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company


PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp. Continua na próxima página RG,RG34710,1113 –54–08JUN99–3/5

CTM181 (20MAR01) 02-030-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=183
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

IMPORTANTE: NÃO use chaves pneumáticas para


apertar os parafusos das bielas. O uso
das chaves pneumáticas pode
danificar a rosca.
02
030 Mantenha as bronzinas com suas

–UN–18JUN99
6 respectivas bielas e capas. Marque as
bielas, os pistões e as capas para
assegurar a montagem correta na
mesma posição de que foram

RG10209
removidos.

7. Remova os parafusos e as capas das bielas (A) com Remoção das Capas das Bielas
as bronzinas (B). A—Capas das Bielas
B—Rolamentos

RG,RG34710,1113 –54–08JUN99–4/5

O virabrequim é mostrado removido, mas o conjunto


do pistão e da biela pode ser removido com o
virabrequim instalado.

IMPORTANTE: Cuidado para não deixar que a biela

–UN–07DEC88
faça entalhes na superfı́cie dos
mancais do virabrequim enquanto os
conjuntos de pistão e biela são
removidos.

RG3821
Se as camisas forem reutilizadas,
tome extremo cuidado para não Remoção dos Pistões
permitir que as bielas atinjam o furo
A—Pistão
das camisas ao remover o pistão e o
conjunto de bielas.

Os pistões e as camisas são


ajustados seletivamente para manter a
folga entre eles. Mantenha sempre os
pistões e camisas correspondentes
juntos como um conjunto e cada
conjunto DEVE SER instalado no
mesmo cilindro de que foi removido.

8. Bata levemente no pistão (A) através do topo do bloco


de cilindros da parte de baixo. Após os anéis do pistão
terem saı́do do furo do cilindro, segure o pistão para
que ele não caia.

RG,RG34710,1113 –54–08JUN99–5/5

CTM181 (20MAR01) 02-030-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=184
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Meça o Ressalto da Camisa do Cilindro


(Altura Acima do Bloco)

IMPORTANTE: Remova todo o material antigo da


junta, a ferrugem, o carbono e outros 02
materiais estranhos do topo do bloco. 030
A superfı́cie da junta DEVE ESTAR 7
LIMPA. Use ar comprimido para
remover todo o material estranho
solto do cilindro e superfı́cie superior.

–UN–28JUL94
NOTA: As camisas que têm defeitos óbvios devem ser
substituı́das como um conjunto de pistão e
camisa combinados.

RG7144
1. Fixe as camisas embaixo usando parafusos e arruelas
Fixação das Camisas dos Cilindros
lisas. As arruelas lisas devem ter pelo menos 3,18 mm
(1/8 in.) de espessura. Aperte os parafusos de acordo
com as especificações.

Especificação
Parafusos da Camisa de
Cilindros (Para Verificar o
Ressalto da Camisa)—Torque ........................................ 68 N•m (50 lb-ft)

–UN–03NOV97
2. Use o Bloco Aferidor JDG451 (C) junto com o
indicador de quadrante D17526CI (Sistema Americano,
in.) ou o D17527CI (Métrico, mm) (B) ou o aferidor

RG6439
KJD10123 para medir a altura (A) das camisas
aparafusadas que não estiverem com defeitos
Altura da Camisa
perceptı́veis antes de removê-las do bloco.

NOTA: As variações das leituras de medida podem


ocorrer dentro de um cilindro e/ou entre cilindros
adjacentes.

3. Meça cada camisa em quatro locais, aproximadamente

–UN–24JUN99
nas posições de 1, 5, 7 e 11 horas conforme visto da
traseira do motor (extremidade do volante). Registre
todas as medidas.
RG10210
4. Remova qualquer camisa que não atenda as
especificações do ressalto em qualquer posição e
meça a espessura do flange da camisa, como Verificação da Altura da Camisa do Cilindro Acima do Bloco
explicado anteriormente neste grupo. Use calços de
camisa ou substitua os conjuntos pistão/camisa A—Altura da Camisa
B—Indicador de Quadrante
conforme necessário. C—Bloco Aferidor

Continua na próxima página RG,RG34710,1114 –54–10JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=185
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Especificação
Camisas do Cilindro—Ressalto
(Altura Acima do Bloco) ........................ 0,051—0,127 mm (0.002—0.005
in.)

02 RG,RG34710,1114 –54–10JUN99–2/2
030
8
Remova as Camisas dos Cilindros

1. Remova os parafusos e arruelas que fixam as camisas


no bloco de cilindros.

2. Numere as camisas de cilindro e marque as frentes

–UN–05DEC97
para assegurar a montagem correta.

IMPORTANTE: Mantenha os pistões e as respectivas


camisas juntos. As camisas devem ser

RG5809
reinstaladas no mesmo furo do
cilindro.
Remoção das Camisas dos Cilindros

3. Use o Extrator de Camisas de Cilindro D1062AA ou A—Camisa de Cilindros


D01073AA (B) para remover a camisa do cilindro (A). B—Extrator de Camisas de Cilindro

Continua na próxima página RG,RG34710,1115 –54–23OCT97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=186
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

IMPORTANTE: Ao usar o Extrator de Camisas de


Cilindro D01062AA (ou D01073AA) (B)
para remover as camisas (A)
certifique-se de que a garra (C) do
extrator esteja posicionada
02
corretamente antes de tentar remover 030
a camisa. 9

NÃO aperte demais o extrator de


camisas para removê-las. Fazer isso
pode facilmente quebrar as camisas.

–UN–05DEC97
RG1179
Extrator de Camisas de Cilindro D01062AA ou D017073AA

Continua na próxima página RG,RG34710,1115 –54–23OCT97–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=187
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

4. Remova o engaxetamento quadrado (A) da camisa de


cilindros (E).

5. Remova o anel O vermelho (B) e o preto (C) do bloco


de cilindros (D).
02
030
10 A—Engaxetamento Quadrado (Neoprene)
B—Anel O Vermelho (Silicone)
C—Anel O Preto (Viton)
D—Bloco do Cilindro
E—Camisa de Cilindros
F—Passagem de Refrigerante

–UN–05DEC97
RG6668
Vedações e Camisas de Cilindro

RG,RG34710,1115 –54–23OCT97–3/3

Remova a Vitrificação das Camisas de


Cilindro

1. Fixe a camisa de cilindro em um dispositivo de fixação.


Consulte DFRG3 — DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DA
CAMISA DE CILINDROS, Grupo 190, para montar o
dispositivo de fixação.

2. Use o Brunidor de Cilindro Flexı́vel D17005BR para


remover a vitrificação da camisa do cilindro.

NOTA: Use óleo de brunimento com o brunidor flexı́vel


–UN–13DEC88

ao remover a vitrificação das camisas.


R26164

Remoção da Vitrificação das Camisas de Cilindro


Continua na próxima página RG,RG34710,1116 –54–11MAY99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=188
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

3. Use o Brunidor D17006BR de acordo com as


instruções fornecidas com a ferramenta para obter um
padrão cruzado a 45°.

Limpe completamente as camisas após a remoção da


02
vitrificação. Consulte LIMPE AS CAMISAS DE 030

–UN–13DEC88
CILINDRO, posteriormente, neste grupo. 11

R26165
Padrão de Brunimento das Camisas de Cilindros

RG,RG34710,1116 –54–11MAY99–2/2

Limpes as Camisas dos Cilindros

1. Use uma escova de cerdas duras para remover todos


os detritos, a ferrugem e as escamas do diâmetro
externo das camisas, sob o flange das camisas e nas
áreas de assentamento dos anéis. Certifique-se de
que não haja entalhes ou rebarbas nas áreas onde os
calços irão se assentar.

IMPORTANTE: Não use gasolina, querosene ou


solvente comercial para limpar as
camisas. Os solventes não removerão
todos os abrasivos das paredes das
camisas.

2. Limpe completamente o diâmetro interno do camisa


com uma solução de 50 % de água quente e
detergente lı́quido.

3. Lave completamente e seque com um pano limpo.

4. Limpe as camisas tão freqüentemente quanto


necessário com óleo limpo SAE 10W.

5. Limpe as camisas até que o pano branco não mostre


descoloração.

RG,RG34710,1117 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-11 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=189
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Desmonte o Pistão e o Conjunto de Bielas

1. Remova os anéis elásticos do pistão. Remova o pino


de pistão e a biela do pistão.
02
NOTA: Descarte os anéis elásticos, NÃO os reutilize.

–UN–05DEC97
030
12
Se verificar os anéis para determinar a causa de
problemas no motor, a abertura do anel deve ser
conforme segue:

RG5228
Especificação
Anel de Compressão do Pistão Desmontagem do Pistão e da Biela
No. 1—Folga da Extremidade ............. 0,43—0,69 mm (0,017—0.027 in.)
Anel de Compressão do Pistão
No. 2—Folga da Extremidade ............. 1,01—1,27 mm (0.040—0.050 in.)

RG,RG34710,1118 –54–23OCT97–1/2

2. Remova os anéis de pistão (B) usando o Expansor de


Anéis de Pistão JDE93 (A). Descarte todos os anéis.

A—Expansor de Anéis de Pistão


B—Anel de Pistão

–UN–05DEC97
RG5229
Remoção dos Anéis de Pistão

RG,RG34710,1118 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-12 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=190
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Limpe os Pistões

CUIDADO: Sempre siga as instruções do


fabricante e as etapas de segurança
rigorosamente. 02
030
13
1. Limpe as canaletas dos anéis de pistão usando uma
ferramenta de limpeza de canaletas de anéis de
pistão.

–UN–05DEC97
IMPORTANTE: Ao lavar os pistões, use sempre uma
escova de cerdas duras — NÃO UMA
ESCOVA DE AÇO — para soltar os
resı́duos de carbono.

RG6088
NÃO jateie com esferas as áreas da
canaleta do anel. Como Limpar as Canaletas dos Anéis de Pistão

2. Limpe os pistões com qualquer um dos seguintes


métodos:

• Solvente de Imersão “D-Part”.


• Pistola de Lavagem Hydra-Jet.
• Água quente com sabão lı́quido detergente.

Se limpar com água quente e detergente lı́quido,


banhe o pistão em uma solução de 50% de detergente
doméstico lı́quido e água quente por 30 a 60 minutos.
Use uma escova de cerdas duras — NÃO UMA
ESCOVA DE AÇO — para soltar os resı́duos de
carbono. Seque com ar comprimido.

RG,RG34710,1119 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-13 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=191
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Inspecione Visualmente os Pistões

Inspecione cuidadosamente os pistões sob ampliação.


Verifique:
02
030 • Sinais de fadiga
14 • Trincas finas na cabeça do pistão (A)
• Regiões dos anéis empenadas ou quebradas (B)
• Trincas na saia (C) nas extremidades interna e externa
do furo do pino do pistão
• Desgaste excessivo da saia do pistão. (As marcas
originais de usinagem devem estar visı́veis.)

Se qualquer imperfeição for encontrada, substitua o pistão


e a camisa como um conjunto.

A—Cabeça do Pistão
B—Regiões dos Anéis
C—Saia

–UN–04DEC97
RG3326
Defeitos do Pistão (Exagerados)

RG,RG34710,1120 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-14 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=192
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Verifique o Desgaste das Canaletas dos


Anéis de Pistão

Verifique as canaletas em vários locais ao redor da


circunferência do pistão. 02
030
1. Use o Aferidor de Desgaste da Canaleta do Anel 15
JDE55 (A) para verificar o desgaste da canaleta do
anel superior keystone (compressão).

2. Use o Aferidor de Desgaste da Canaleta do Anel

–UN–05DEC97
JDG852 (B) para verificar o desgaste da canaleta do
anel intermediário keystone (compressão).

Se o rebaixo do aferidor tocar na região dos anéis do

RG5230
pistão, a canaleta do anel está desgastada. Substitua
o pistão e a camisa como um conjunto. Verificação do Desgaste das Canaletas dos Anéis de Pistão

Se as canaletas dos anéis estiverem boas (D),


prossiga com a inspeção do pistão.
A—Aferidor de Desgaste das Canaletas dos Anéis
Keystone JDE55
B—Aferidor de Desgaste das Canaletas das Metades
dos Anéis Keystone JDG852
C—Pistão com a Canaleta do Anel Boa
D—Folga Aceitável
E—Pistão com a Canaleta do Anel Desgastada

–UN–26NOV97
F—Rebaixo do Aferidor Encostando-se na Região dos
Anéis de Pistão

RG7058
Verificação da Canaleta do Anel de Topo do Pistão

–UN–26NOV97
RG7059

Verificação da Canaleta do Anel Intermediário do Pistão


Continua na próxima página RG,RG34710,1121 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-15 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=193
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

3. Verifique a folga entre o anel de lubrificação à canaleta


instalando um novo anel na canaleta.

4. Meça a folga com um calibre de lâminas em vários


pontos. Compare as medidas com as especificações
02
fornecidas a seguir.

–UN–05DEC97
030
16
Especificação
Anel de Lubrificação do Pistão à
Canaleta—Folga da Peça Nova ................................... 0,064—0,102 mm

RG5234
(0.0025—0.0040 in.)
Folga Máxima Utilizável ......................................... 0,165 mm (0.0065 in.)
Verificação da Folga do Anel de Lubrificação do Pistão
NOTA: Substitua o pistão e a camisa (como um conjunto)
se a folga do anel de lubrificação exceder as
especificações dadas.

RG,RG34710,1121 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-16 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=194
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Inspecione o Furo e o Pino do Pistão

NOTA: O pino do pistão deve estar em boas condições e


não desgastado além das especificações dadas a
seguir.
02

–UN–05DEC97
030
1. Mergulhe o pistão em óleo de motor limpo. 17

2. Instale o pino (A) através do pistão.

RG5231
O pino deve passar através do pistão usando somente
uma leve pressão feita com os dedos.
Instalação do Pino no Pistão

3. Verifique a conicidade no furo do pino do pistão


inserindo um pino nos dois lados. Se o pino entrar
livremente, mas enroscar no centro, o furo pode estar
cônico (B).

4. Insira o pino no pistão para verificar o alinhamento do

–UN–05DEC97
furo. O pino não deve fazer um “clique” ou precisar ser
forçado para dentro do furo no lado oposto (C).

5. Meça as especificações do pino do pistão e o furo do

RG4984
pistão. Se qualquer um não estiver dentro das
especificações, substitua o pino, o pistão e a camisa.
Verificação de Desgaste no Furo do Pino do Pistão
Especificação
Pino do Pistão—Diâmetro A—Pino
Externo ...................................................................... 47,597—47,613 mm B—Desgaste do Furo Cônico
(1.8739—1.8745 in.) C—Furo Desalinhado
Furo do Pino do Pistão—
Diâmetro Interno ............................................................ 47,62—47,63 mm
(1.8748—1.8752 in.)

RG,RG34710,1122 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-17 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=195
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Inspecione Visualmente as Camisas de


Cilindro

IMPORTANTE: Se tiver ocorrido corrosão localizada


02 na camisa, verifique as condições do
030 refrigerante.
18
1. Verifique se há corrosão localizada no comprimento
exterior da camisa (A). Verifique se há erosão no
degrau do calço (B). Se houver corrosão localizada ou
erosão, meça a profundidade dos furos com um fio
fino ou uma agulha. Substitua o pistão e a camisa se:

• A profundidade de qualquer furo for igual a uma vez


e meia a espessura da camisa ou mais (C).
• A profundidade da erosão for igual metade do
degrau do calço ou mais (D).

Especificação
Camisa de Cilindros—Espessura........ 6,05—6,15 mm (0.238—0.242 in.)

–UN–05DEC97
Dimensão do Degrau do
Engaxetamento.................................... 1,45—1,55 mm (0.057—0.061 in.)

RG4643
NOTA: As camisas são reutilizáveis se a profundidade da Inspeção das Camisas de Cilindro
oxidação superficial ou da erosão for menor do
que a metade do valor especificado. Ao instalar A—Corrosão Localizada na Camisa
camisas reutilizáveis, gire 90° da posição original. B—Erosão da Camisa
C—Espessura da Camisa
As camisas também devem estar desvitrificadas e D—Degrau do Calço
os novos conjuntos de anéis instalados nos
pistões.

Continua na próxima página RG,RG34710,1123 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-18 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=196
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

2. Inspecione visualmente o diâmetro interno da camisa.


Substitua o pistão e a camisa se:

• O padrão de brunimento cruzado não é visı́vel


imediatamente abaixo da área de giro do anel
02
superior. 030
• As camisas estiverem com corrosão localizada ou 19
contiverem arranhões verticais profundos que
possam ser detectados com a unha.

3. Verifique cuidadosamente se há sinais de fadiga nas


camisas, tais como trincas na área do flange (A) e
trincas na área do curso do anel (B).

–UN–04DEC97
NOTA: Verifique se há trincas ou erosão no bloco nas
áreas de assentamento dos anéis O. Consulte
INSPECIONE E LIMPE O BLOCO DE
CILINDROS, posteriormente, neste grupo.

RG1188
A—Área do Flange Defeitos da Camisa de Cilindro (Exagerados)
B—Área do Curso do Anel

RG,RG34710,1123 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-19 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=197
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Explicação Sobre o Código da Data de


Fabricação das Camisas de Cilindro

Um código de data de fabricação de quatro dı́gitos


02 aparecerá em cada camisa. Por exemplo, HJ94 significa
030 que a camisa tem um furo temperado e foi fabricada em
20 outubro de 1994.

HJ94
H ................................................................ Tipo do Material da Camisa
J ................................................... Mês em que a Camisa foi Fabricada
94 ................................................ Ano em que a Camisa foi Fabricada
Especificação do Material da Camisa:

–UN–27JAN92
H ............................................................... Furo da Camisa Temperado
Mês em que a Camisa foi Fabricada:
A ................................................................................................. Janeiro
B ............................................................................................. Fevereiro

RG6091
C ................................................................................................... Março
D ..................................................................................................... Abril
E ..................................................................................................... Maio Código de Data de Quatro Dı́gitos da Camisa de Cilindros
F ................................................................................................... Junho
G .................................................................................................... Julho
H ................................................................................................. Agosto
I .............................................................................................. Setembro
J ................................................................................................. Outubro
K ............................................................................................ Novembro
L ............................................................................................ Dezembro
Ano em que a Camisa foi Fabricada:
94 ................................................................................................... 1994
95 ................................................................................................... 1995
etc.

RG,RG34710,1124 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-20 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=198
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Determine a Folga entre a Camisa e o Pistão

1. Meça o diâmetro da saia do pistão (B) em ângulos


retos do furo do pino do pistão (C), a 15,16 mm (0.597
in.) da parte inferior do pistão (A).
02
030
2. Registre a medida e compare-a com a respectiva 21
camisa.

Especificação
Saia do Pistão—Diâmetro externo

–UN–05DEC97
de 15,16 mm (0.597 in.) da Parte
Inferior do Pistão ................................................... 115,771—115,789 mm
(4.5579—4.5586 in.)

RG7045
A—15,16 mm (0.597 in.) da Parte Inferior do Pistão
B—Diâmetro da Saia do Pistão
C—Ângulos Retos do Furo do Pino de Pistão Medição do Diâmetro da Saia do Pistão

Continua na próxima página RG,RG34710,1125 –54–23OCT97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-21 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=199
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

IMPORTANTE: SEMPRE meça as camisas à


temperatura ambiente.

3. Meça o furo da camisa paralelamente ao pino do


pistão na extremidade superior do curso do anel (A).
02

–UN–25MAY99
030
22 4. Meça o furo na mesma posição na extremidade inferior
do curso do anel (B).

5. Meça o furo a um ângulo reto do pino do pistão na

RG10049
extremidade superior do curso do anel (C).

6. Meça o furo na mesma posição na extremidade inferior Meça a Camisa


do curso do anel (D).

7. Compare as medidas A, B, C e D para determinar se a


camisa está cônica ou ovalizada.

8. Compare o diâmetro interno da camisa com o diâmetro


externo do respectivo pistão.

Especificação
Camisa de Cilindros—Diâmetro
Interno.................................................................... 115,865—115,895 mm
(4.5616—4.5628 in.)
Diâmetro Externo (Área do
Invólucro do Refrigerante) ......................................... 127,94—128,24 mm
(5.037—5.049 in.)
Diâmetro Externo (No Furo
Superior) .................................................................... 129,08—129,14 mm
(5.082—5.084 in.)
Diâmetro Externo (No Furo
Inferior) .................................................................. 125,044—125,120 mm
(4.923—4.926 in.)
Diâmetro Interno do Furo
Superior do Bloco para Assentar
as Camisas ............................................................ 129,155—129,205 mm
(5.085—5.087 in.)
Diâmetro interno do Furo Inferior
do Bloco para Assentar as
Camisas ................................................................. 125,133—125,183 mm
(4.9265—4.9285 in.)
Folga entre a Camisa e o Bloco
no Furo Superior ................................... 0,026—0,126 mm (0.001—0.005
in.)
Folga entre a Camisa e o Bloco
no Furo Inferior .............................................................. 0,012—0,140 mm
(0.0005—0.0055 in.)
Ovalização Máxima ................................................ 0,051 mm (0.0020 in.)
Desgaste ou Conicidade Máxima
na Área do Curso do Anel ........................ 0,051 mm (0.0020 in.) máximo

Continua na próxima página RG,RG34710,1125 –54–23OCT97–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-22 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=200
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Especificação
Pistão à Camisa—Folga da Peça
Nova (Na Parte Inferior da Saia) .................................. 0,076—0,124 mm
(0.0030—0.0049 in.)
Folga Máxima ......................................................... 0,152 mm (0.0060 in.)
02
Substitua o pistão e a camisa (como um conjunto) se 030
ultrapassarem as especificações de desgaste fornecidas. 23

RG,RG34710,1125 –54–23OCT97–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-23 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=201
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Inspecione a Biela e Capa

1. Verifique se há desgaste ou danos na biela e na capa,


tais como lascas ou entalhes nas áreas da junta (A).
02
IMPORTANTE: Não entalhe as superfı́cies da junta da

–UN–04DEC97
030
24 biela e da capa. Isso é muito crı́tico
em bielas comPrecision Joint para
assegurar o assentamento correto.
Nunca raspe as superfı́cies da junta

RG3749
(C) com um escova de aço ou outra
ferramenta; as superfı́cies casadas de
Biela e Capa com Lingüeta e Canaleta
intertravamento devem ser
preservadas.

2. Inspecione dentro e ao redor dos furos dos parafusos


(B) da capa. Se for encontrado algum defeito,
substitua a biela e a capa.

–UN–09JUN99
IMPORTANTE: Se substituir a biela, use o mesmo
tipo de desenho de junta. Não misture
bielas com Precision Joint e bielas
com lingüeta e canaleta no mesmo

RG10052
motor. Consulte o catálogo de peças
para obter recomendações.
Biela e Capa Precision Joint
3. Fixe cuidadosamente a biela em uma morsa com
garras macias (extremidade da capa para cima).

4. Instale a capa SEM as bronzinas.

IMPORTANTE: Nunca use novos parafusos da biela


ao verificar o diâmetro interno do furo

–UN–05DEC97
da biela. Use novos parafusos
somente para a montagem final das
bielas.

RG4982
5. Em bielas com lingüetas e canaletas: Inicialmente
aperte o parafuso do furo cego e aperte o parafuso do Fixação da Biela na Morsa
furo passante conforme as especificações.
A—Uniões de Lingüeta e Canaleta
Especificação B—Furos dos Parafusos
Parafuso da Biela e da Capa com C—Superfı́cies casadas da Precision Joint
Lingüeta e Canaleta—Torque
Inicial................................................................................ 27 N•m (20 lb-ft)

Em seguida, aperte os parafusos das bielas de acordo


com as especificações a seguir.

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company Continua na próxima página DPSG,OUO1004,884 –54–08JUN99–1/4

CTM181 (20MAR01) 02-030-24 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=202
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Especificação
Parafuso da Biela e da Capa com
Lingüeta e Canaleta—Torque
Final ........................................................ 75 N•m (55 lb-ft) mais 90 a 100°
gire no sentido horário
02
Consulte TORQUEIE COM GIRO OS PARAFUSOS DA 030
BIELA, descrito mais adiante, neste grupo. 25

6. Em bielas com Precision Joint: Inicialmente aperte o


parafuso da biela mais próximo da extremidade do
pistão e em seguida aperte o outro parafuso conforme
as seguintes especificações.

Especificação
Conexão do Parafuso da Capa
da Biela Precision Joint—
Torque .................................................... 95 N•m (71 lb-ft) mais 90 a 100°
gire no sentido horário

Consulte TORQUEIE COM GIRO OS PARAFUSOS DA


BIELA, descrito mais adiante, neste grupo.

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company DPSG,OUO1004,884 –54–08JUN99–2/4

7. Usando um micrômetro interno, meça o furo da biela


no centro do furo e registre as medidas como a seguir:

• A um ângulo reto em relação à junta da biela/capa


(A).
• A 45° à esquerda da etapa de medição “A” (B).
• A 45° à direita da etapa de medição “A” (C).

Especificação
Furo da Biela (Sem as
Bronzinas)—Diâmetro Interno ................................... 81,051—81,077 mm

–UN–05DEC97
(3.191—3.192 in.)
RG7140

8. Compare as medidas. Se a diferença entre a maior e a


Medição da Biela e do Furo da Capa
menor medida for maior do que 0,04 mm (0.0016 in.),
a biela e capa estão ovalizadas. Substitua a biela e a
capa.

Especificação
Furo da Biela—Ovalização
Máxima ................................................................... 0,025 mm (0.0010 in.)

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,884 –54–08JUN99–3/4

CTM181 (20MAR01) 02-030-25 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=203
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

9. Meça a dimensão de centro a centro (A) do furo do


pino do pistão da biela ao furo do virabrequim e
compare com as especificações dadas. Se a medição
não estiver dentro das especificações, substitua a
biela.
02
030
26 Especificação
Linha de Centro do Furo do Pino
do Pistão ao Furo do
Virabrequim—Dimensão............................................ 222,20—222,30 mm
(8.748—8.752 in.)

A—Dimensão Centro a Centro

–UN–05DEC97
RG7141
Medição do Furo do Pino ao Furo do Virabrequim

DPSG,OUO1004,884 –54–08JUN99–4/4

Inspecione os Pinos e as Buchas dos


Pistões

1. Insira o pino no pistão (B) através da bucha do pino do


pistão e fixe cuidadosamente em uma morsa com
mordente macio.

–UN–04DEC97
2. Vire a biela (A) para frente e para trás várias vezes
para certificar-se de que a biela se movimenta
livremente no pino do pistão. RG3172

3. Remova o pino de pistão da biela. Verificação do Pino do Pistão e da Biela

A—Biela
B—Pino do Pistão

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,891 –54–18MAY99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-26 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=204
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

4. Insira o pino em qualquer lado da bucha da biela. Se o


pino estiver livre em uma extremidade mas apertado
na outra, o furo pode estar cônico (A). Se o pino entrar
livremente em ambos os lados mas estiver apertado
no centro, o furo está com a forma de boca de sino
02
(B). 030

–UN–05DEC97
27
5. Meça o diâmetro interno da bucha do pino da biela e o
diâmetro externo do pino de pistão. Compare as
medidas com as especificações dadas abaixo:

RG4983
Especificação
Pino do Pistão—Diâmetro Inspeção dos Furos dos Pinos de Pistão
Externo ...................................................................... 47,597—47,613 mm
(1.8739—1.8745 in.) A—Furo Cônico
Furo do Pino do Pistão— B—Furo em Boca de Sino
Diâmetro Interno ........................................................ 47,620—47,630 mm
(1.8748—1.8752 in.)
Bucha do Pino da Biela Instalada
(Após a Furação)—Diâmetro
Interno........................................................................ 47,655—47,681 mm
(1.8762—1.8772 in.)
Pino da Biela à Bucha—Folga de
Lubrificação ................................................................... 0,042—0.084 mm
(0.0017—0.0033 in.)
Limite de Desgaste................................................. 0,102 mm (0.0040 in.)

6. Se necessário, remova e substitua a bucha do pino do


pistão. Consulte REMOVA A BUCHA DO PINO DO
PISTÃO, LIMPE E INSPECIONE O FURO DO PINO,
posteriormente, neste grupo.

DPSG,OUO1004,891 –54–18MAY99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-27 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=205
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Remova a Bucha do Pino de Pistão, Limpe e


Inspecione o Furo do Pino

1. Se necessário, remova a bucha do pino com os


02 Conjuntos de Manutenção de Buchas de Bielas
030 JDG337 e JDE98A.
28
Use as seguintes ferramentas dos conjuntos de
manutenção:

• Copo JDG339 (A)


• Adaptador JDG338 (B)
• Dispositivo JDE98-4 (C)
• Parafuso Extrator STD36104 com Arruela (D)

–UN–08DEC97
IMPORTANTE: Cuidado para alinhar corretamente o
Dispositivo JDE98-4 com a bucha de
modo que o furo da bucha da biela

RG4985
não seja danificado.
Remoção da Bucha do Pino de Pistão da Biela
2. Limpe o furo da bucha da biela usando uma lixa fina
de média abrasividade, pois as rebarbas empenarão a A—Copo JDG339
bucha. Instale a bucha no lado oposto à rebarba da B—Adaptador JDG338
biela. C—Dispositivo JDE98-4
D—Parafuso Extrator STD36104 com Arruela

3. Meça o furo da bucha da biela em três locais


separados por aproximadamente 45°. Compare as
medidas com as especificações dadas a seguir:

Especificação
Furo do Pino da Biela—Diâmetro
sem Bucha................................................................. 52,354—52,380 mm
(2.0612—2.0622 in.)
Furo do Pino da Biela à Bucha—
Ajuste Prensado ............................................................ 0,084—0,147 mm
(0.0033—0.0058 in.)
Bucha do Pino da Biela de
Serviço Instalada (Antes da
Furação)—Diâmetro Interno .......................................... 47,58—47,63 mm
(1.8732—1.8751 in.)
Bucha do Pino da Biela de
Serviço Instalada (Após a
Furação)—Diâmetro Interno ...................................... 47,655—47,681 mm
(1.8762—1.8772 in.)

IMPORTANTE: Se o diâmetro do furo da bucha do


pino do pistão da biela não estiver
dentro das especificações ou a bucha
tiver se dilatado na biela, descarte-a e
a substitua por uma nova biela.

RG,RG34710,1130 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-28 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=206
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Meça o Flange da Camisa

Meça a espessura do flange da camisa de cilindro em


vários locais e compare com as especificações fornecidas
a seguir.
02
030

–UN–05DEC97
Se o flange da camisa não estiver dentro das 29
especificações, use os calços da camisa conforme
necessário ou substitua o pistão e a camisa como um
conjunto se os calços não colocarem o ressalto da

RG4727
camisa na especificação. Consulte VERIFIQUE O
RESSALTO DA CAMISA DE CILINDRO NOVAMENTE e
consulte INSTALE OS CALÇOS DA CAMISA —SE Medição do Flange da Camisa
NECESSÁRIO, posteriormente, neste grupo.)

Especificação
Flange da Camisa de Cilindro—
Espessura .................................................................. 11,989—12,039 mm
(0.472—0.474 in.)
Diâmetro Externo....................................................... 135,10—135,16 mm
(5.319—5.321 in.)

RG,RG34710,1126 –54–18MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-29 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=207
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Inspecione e Meça as Bronzinas das Bielas

Verifique se há danos ou desgaste nas bronzinas das


bielas.
02
IMPORTANTE: Cada metade da bronzina da biela tem

–UN–05DEC97
030
30 um “alı́vio” embutido ou cavidade de
óleo de lubrificação na superfı́cie
interna. Esse alı́vio não deve ser
confundido com um posto

RG7046
desgastado/danificado.
Bronzinas das Bielas
IMPORTANTE: Nunca use novos parafusos da biela
ao verificar o diâmetro interno do furo A—Capa da Biela
da biela. Use novos parafusos B—Haste
somente para a montagem final das C—Rolamentos
bielas.

A folga de lubrificação entre o mancal e a bronzina pode


ser verificada com o PLASTIGAGE se a biela estiver
conectada ao virabrequim. Se a biela estiver fora do
motor, meça o diâmetro interno das bronzinas de biela e
compare com o diâmetro externo dos mancais do
virabrequim.

1. Com o virabrequim removido, meça o diâmetro externo


do mancal da biela em vários pontos.

2. Fixe cuidadosamente a biela em uma morsa com


mordente macio e instale a capa da biela (A) na biela
(B) com as bronzinas (C) na posição correta.

3. Em bielas com lingüetas e canaletas: Inicialmente


aperte o parafuso do furo cego e aperte o parafuso do
furo passante conforme as especificações.

Especificação
Parafuso da Biela e da Capa com
Lingüeta e Canaleta—Torque
Inicial................................................................................ 27 N•m (20 lb-ft)

Em seguida, aperte os parafusos das bielas de acordo


com as especificações a seguir.

Especificação
Parafuso da Biela e da Capa com
Lingüeta e Canaleta—Torque
Final ........................................................ 75 N•m (55 lb-ft) mais 90 a 100°
gire no sentido horário

PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp. Continua na próxima página DPSG,OUO1004,885 –54–14MAY99–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-30 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=208
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Consulte TORQUEIE COM GIRO OS PARAFUSOS DA


BIELA, descrito mais adiante, neste grupo.

4. Em bielas com Precision Joint: Inicialmente aperte o


parafuso da biela mais próximo da extremidade do
02
pistão e em seguida aperte o outro parafuso conforme 030
as seguintes especificações. 31

Especificação
Conexão do Parafuso da Capa
da Biela Precision Joint—
Torque .................................................... 95 N•m (71 lb-ft) mais 90 a 100°
gire no sentido horário

Consulte TORQUEIE COM GIRO OS PARAFUSOS DA


BIELA, descrito mais adiante, neste grupo.

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company DPSG,OUO1004,885 –54–14MAY99–2/3

5. Usando um micrômetro interno (A) meça o diâmetro


interno da bronzina.

6. Subtraia o diâmetro externo dos mancais do


virabrequim do diâmetro interno das bronzinas da biela
para obter a folga de lubrificação.

–UN–04DEC97
7. Compare as medidas com as seguintes
especificações.

RG3824
Especificação
Mancal da Biela do
Virabrequim—Diâmetro Externo................................ 76,150—76,180 mm Medição das Bronzinas das Bielas
(2.9980—2.9992 in.)
Bronzina Montada da Biela— A—Micrômetro Interno
Diâmetro Interno ........................................................ 76,210—76,260 mm
(3.0004—3.0024 in.)
Casquilhos das Bielas aos
Mancais (Peças Novas)—Folga
de Lubrificação .............................................................. 0,030—0,110 mm
(0.0012—0.0044 in.)

8. Se as bronzinas estiverem desgastadas ou não


estiverem dentro das especificações, substitua as
bronzinas das bielas.

DPSG,OUO1004,885 –54–14MAY99–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-030-31 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=209
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Instale a Bucha do Pino do Pistão na Biela

IMPORTANTE: Sempre empurre a nova bucha na


biela do lado traseiro e pula a bucha
após a instalação para obter a forma e
02
030 o assentamento adequados no furo da
32 biela.

1. Lubrifique o furo da bucha da biela e a bucha com


óleo limpo de motor. Instale a bucha usando os
Conjuntos de Manutenção de Bucha da Biela JDG337
e JDE98A.

Use as seguintes ferramentas dos conjuntos anteriores

–UN–05DEC97
e monte na seqüência mostrada:

• Parafuso Extrator STD36104 com Arruela (A)


• Dispositivo JDE98A (B)

RG4986
• Adaptador JDG338 (C)
• Bucha de Serviço (D)
Instalação da Bucha do Pino do Pistão na Biela
• Piloto JDE98-3 (E)
• Copo JDE339 (F) A—Parafuso Extrator STD36104 com Arruela
B—Dispositivo JDE98A
IMPORTANTE: O furo das buchas das bielas deve ser C—Adaptador JDG338
feito SOMENTE por pessoas com D—Bucha de Serviço
E—Piloto JDE98-3
experiência em equipamentos capazes F—Copo JDE339
de manter as especificações do furo.

2. Após a instalação, fure o diâmetro interno da nova


bucha instalada de acordo com as seguintes
especificações.

Especificação
Bucha do Pino da Biela (Após a
Furação)—Diâmetro Interno ...................................... 47,655—47,681 mm
(1.8762—1.8772 in.)

Remova todos os resı́duos da operação de furação.

3. Verifique a folga do pino da biela à bucha. Consulte


INSPECIONE OS PINOS E AS BUCHAS DE PISTÃO,
anteriormente, neste grupo.

4. Substitua o pino da biela conforme necessário.

RG,RG34710,1131 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-32 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=210
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Desmontagem Completa do Bloco de Cilindros (Se Necessário)

Se for necessária a inspeção completa e uma limpeza 4. Remova o trem de engrenagens de sincronização e
em “Tanque Quente” do bloco de cilindros, consulte o o comando de válvulas. (Grupo 050.)
grupo adequado para a remoção de todos os
02
componentes montados internos e externos listados a 5. Remova a bomba injetora de combustı́vel e o 030
seguir: conjunto do filtro de combustı́vel. (Grupo 090.) 33

1. Remova o virabrequim e a polia se já não tiver feito 6. Se for necessário colocar o bloco em “Tanque
isso. (Grupo 040.) Quente”, remova os bujões do compartimento de
óleo, do compartimento de refrigerante, as pastilhas
2. Remova todos os componentes do sistema de de refrigeração dos pistões e a placa do número de
lubrificação. (Grupo 060.) série do motor.

3. Remova a bomba de refrigerante e todos os


componentes restantes do sistema de refrigeração
(Grupo 070.)

RG,RG34710,1132 –54–23OCT97–1/1

Remova e Limpe as Pastilhas de


Refrigeração dos Pistões

1. Remova todas as seis (quatro exibidos) pastilhas de


refrigeração dos pistões (A) e inspecione cada uma
delas para certificar-se de que não esteja entupida ou
danificada.

2. Use um fio macio e ar comprimido para limpar a

–UN–18JUN99
pastilha. Substitua se as condições forem
questionáveis.

IMPORTANTE: Uma falha da pastilha de refrigeração

RG10211
do pistão pode causar danos ao
pistão, aos pinos, aos pinos da biela,
Pastilhas de Refrigeração dos Pistões no Bloco
às buchas e às camisas. Se uma
pastilha de refrigeração do pistão for A—Pastilhas de Refrigeração dos Pistões
deixada para fora, haverá pressão de
óleo baixa ou ausência de pressão.

RG,RG34710,1133 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-33 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=211
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Inspecione e Limpe o Bloco de Cilindros

NOTA: Todos os componentes (incluindo as pastilhas de


refrigeração dos pistões), os bujões do
compartimento de refrigerante e de óleo devem
02
ser removidos do bloco de cilindros para inspeção

–UN–05DEC97
030
34 e limpeza. Consulte o grupo adequado para
remover todos os componentes externos e
internos montados.

RG5796
1. Use a Escova de Limpeza de Furos de Anéis O ou
uma equivalente para limpar completamente todos os
Macho para os Furos de Montagem do Cabeçote no Bloco
detritos dos furos dos anéis O das camisas de cilindro.

2. Remova os tarugos de localização do cabeçote de


cilindros se já não tiver removido. Limpe todos os furos
rosqueados dos parafusos de montagem do topo do
bloco de cilindros. Use o macho JDG681 ou um
equivalente de 9/16-12 UNC-2A com aproximadamente
88,9 mm (3.5 in.) de comprimento. Use ar comprimido
para remover qualquer detrito ou fluido que possa
estar presente no furo do parafuso.

IMPORTANTE: Se o bloco de cilindros for limpo em


um tanque quente, certifique-se de
remover qualquer peça de alumı́nio.
As peças de alumı́nio podem ser
danificadas ou destruı́das pelas
soluções do tanque quente. Remova
todas as placas com número de série.

Continua na próxima página RG,RG34710,1134 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-34 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=212
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

3. Limpe o bloco completamente usando solvente limpo,


vapor pressurizado ou um tanque quente.

4. Verifique se há rebarbas no flange do suporte da


camisa (C). Se houver rebarbas, use uma pequena
02
lima meia-lua e lime LEVEMENTE (em movimentos 030

–UN–05DEC97
circulares) as rebarbas com um ângulo de 35
aproximadamente 60°. NÃO permita que a lima bata
no topo do bloco de cilindros (B) ao limar.

RG7142
NOTA: NÃO lime o flange do suporte da camisa
excessivamente. A limagem excessiva pode
Medição da Profundidade do Furo do Flange da Camisa no
danificar o flange do suporte e permitir um Bloco
encaixe inadequado da camisa. Limpe
completamente todas as limalhas do bloco de A—Profundidade do Furo do Flange da Camisa
cilindros. B—Topo do Bloco de Cilindros
C—Flange do Suporte da Camisa

5. Meça a profundidade do furo do flange da camisa (A)


no bloco e compare com as especificações dadas
abaixo.

Especificação
Furo do Flange do Bloco de
Cilindros—Profundidade ............................................ 11,913—11,963 mm
(0.469—0.471 in.)

Verifique cuidadosamente se há trincas ou qualquer outro


dano fı́sico no bloco. Faça o teste de pressão no bloco ao
suspeitar de trincas. Um procedimento para o teste de
pressão é detalhado no Manual FOS (Fundamentos de
Serviços) - MOTORES. Substitua o bloco se houver sinais
de trincas ou danos fı́sicos.

RG,RG34710,1134 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-35 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=213
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Meça o Bloco de Cilindros

Consulte os grupos adequados para obter uma 3. Meça o diâmetro do furo do comando de válvulas
descrição mais detalhada dos recursos que estão em todos os locais e registre as medidas. Compare
sendo medidos. Compare as medidas com as as medidas com as especificações dadas na tabela
02
030 especificações fornecidas a seguir. a seguir:
36
1. Monte e meça os furos dos mancais principais e Especificação
dos mancais de encosto. Compare as medidas com Bucha do Comando de
Válvulas—Diâmetro interno
as especificações dadas abaixo: instalado.............................................................. 67,076—67,102 mm
(2.6408—2.6418 in.)
Especificação Furo da Bucha no Bloco..................................... 69,987—70,013 mm
Rolamento Principal do (2.7554—2.7564 in.)
Virabrequim—Diâmetro Interno Desvio Mı́nimo do Furo do
do Furo sem o Rolamento................................. 101,651—101,67 mm Bloco ................................................................ 0,038 mm (0.0015 in.)
(4.0020—4.0030 in.) Folga entre a Bucha e o
Largura da Superfı́cie ............................................. 36,28—36,78 mm Mancal ................................................................... 0,0063—0,115 mm
(1.428—1.448 in.) (0.0025—0.0045 in.)
Mancal de Encosto do
Virabrequim—Diâmetro Interno
do Furo sem o Rolamento................................. 101,651—101,67 mm Se o diâmetro do furo da bucha do comando de
(4.0020—4.0030 in.) válvulas no bloco for maior do que o especificado,
Largura da Superfı́cie (Principal instale um novo bloco de cilindros.
No. 5) ...................................................................... 37,44—37,54 mm
(1.474—1.478 in.)
IMPORTANTE: A linha de centro do furo do
Largura Geral da Capa........................................... 41,81—42,31 mm
(1.646—1.666 in.) mancal principal ao topo do bloco
de cilindros DEVE ser de 352,35 a
Se qualquer diâmetro interno de capa de mancal 352,50 mm (13.872—13.878 in.). Se
principal ou mancal de encosto não estiver dentro das não, substitua o bloco de cilindros.
especificações, capas de mancal vazias (genéricas)
estão disponı́veis e devem ser furadas em linha 4. Meça a planicidade do topo do bloco de cilindros
conforme as especificações por uma oficina usando o Esquadro de Precisão D05012ST e o
qualificada. Consulte ESPECIFICAÇÕES DA calibre de lâminas e compare com as seguintes
FURAÇÃO EM LINHA DA CAPA DO MANCAL especificações. Retifique conforme necessário.
PRINCIPAL no Grupo 040.
Especificação
Topo do Bloco de Cilindros—
2. Meça o diâmetro do furo do seguidor do comando Desnivelamento Máximo .................... 0,10 mm (0.004 in.) em todo o
de válvulas em todos os locais dos furos. comprimento ou largura
Retilinidade ......................................... 0,025 mm (0.001 in.) por cada
Especificação 305 mm (12.0 in.) de
Seguidor do Comando de Comprimento
Válvulas—Diâmetro Interno do Profundidade Máxima da Onda.................. 2,0 mı́crons (79 micro-in.)
Furo do Bloco ..................................................... 17,384—17,440 mm Distância Entre a Linha de
(0.6845—0.6865 in.) Centro do Furo do Mancal
Diâmetro Externo do Seguidor Principal ao Topo do Bloco ................................ 352,35—352,50 mm
(Novo) ..................................................................... 17,33—17,35 mm (13.872—13.878 in.)
(0.682—0.683 in.)
Folga do Seguidor ao Furo ............................. 0,114 mm (0.0045 in.)

Se qualquer furo do seguidor do comando de válvulas


não estiver dentro das especificações, instale um novo
bloco de cilindros.

RG,RG34710,1135 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-36 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=214
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Instale as Pastilhas de Refrigeração dos


Pistões e os Bujões dos Compartimentos

1. Use um fio macio e ar comprimido para limpar as


pastilhas. Substitua se as condições forem 02
questionáveis. 030
37
IMPORTANTE: Uma falha da pastilha de refrigeração
do pistão pode causar danos ao

–UN–18JUN99
pistão, aos pinos, aos pinos da biela,
às buchas e às camisas. Se uma
pastilha de refrigeração do pistão for
deixada para fora, haverá pressão de

RG10211
óleo baixa ou ausência de pressão.
Pastilhas de Refrigeração dos Pistões no Bloco
2. Instale todas as seis (quatro exibidas) pastilhas de
refrigeração do pistão (A) e aperte conforme as A—Pastilhas de Refrigeração dos Pistões
especificações.

Especificação
Pastilha de Refrigeração do
Pistão no Bloco de Cilindros—
Torque ............................................................... 11 N•m (97 lb-in.) (8 lb-ft)

3. Instale novos bujões nos compartimentos de óleo e de


refrigerante, conforme necessário, se tiverem sido
removidos.

RG,RG34710,1136 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-37 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=215
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Verifique Novamente o Ressalto da Camisa


de Cilindros

NOTA: Se um novo conjunto de camisas estiver sendo


02 instalado em um bloco de cilindros novo ou
030 usado, a altura das camisas deve ser verificada.
38
Certifique-se de que o furo das camisas no bloco de
cilindros e o topo do bloco estejam limpos.

Instale as camisas sem o engaxetamento. Fixe com


parafusos e arruelas e meça o ressalto da camisa.
Consulte MEÇA A PROTUBERÂNCIA DA CAMISA DO
CILINDRO [ALTURA ACIMA DO BLOCO], anteriormente,
neste grupo.

Os calços das camisas podem ser usados para colocar o


ressalto dentro das especificações. Consulte INSTALE
OS CALÇOS DAS CAMISAS — SE NECESSÁRIO,
posteriormente, neste grupo.

RG,RG34710,1137 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-38 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=216
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Instale os Calços nas Camisas — Se


Necessário

Se a espessura do flange da camisa estiver dentro das


especificações, mas o ressalto registrado não for maior 02
do que 0,08 mm (0.003 in.) ABAIXO do topo do bloco, 030

–UN–04MAY89
instale calços na parte inferior do flange da camisa. 39

A espessura do calço da camisa é a seguinte:

RG4728
Especificação
Calços das Camisas de
Cilindro—Espessura ................................................... 0,05 mm (0.002 in.) Calços das Camisas

Devem-se usar no máximo dois calços de camisa por


cilindro, conforme necessário. Os calços têm lingüetas no
diâmetro interno para ajudá-los a se fixar no lugar contra
a parte inferior do flange da camisa durante a instalação.

1. Certifique-se de que o furo no bloco esteja limpo e


livre de rebarbas. Instale a(s) camisa(s) e o(s) calço(s)
no(s) furo(s) do bloco sem os anéis O. Fixe as
camisas com parafusos e arruelas como feito
anteriormente. Aperte os parafusos a 68 N•m (50 lb-ft).

O ressalto da camisa deve estar dentro da seguinte


faixa mas NÃO DEVE exceder 0,127 mm (0.005 in.)
após a instalação do calço.

Especificação
Camisas do Cilindro—Ressalto
(Altura Acima do Bloco) ........................ 0,051—0,127 mm (0.002—0.005
in.)

2. Meca o ressalto da camisa novamente nas posições


de 1, 5, 7 e 11 horas. Registre as medidas.

Se o ressalto ainda não estiver dentro das


especificações, remova a camisa e determine a causa.

Se o ressalto estiver dentro das especificações,


prossiga para a próxima etapa.

RG,RG34710,1138 –54–17MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-39 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=217
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Instale o Calço na Camisa do Cilindro e os


Anéis O no Bloco

IMPORTANTE: NÃO use óleo no engaxetamento das


02 camisas de cilindro ou nos anéis O. O
030 óleo pode fazer com que o
40 engaxetamento vermelho inche, o que
comprime a camisa e pode causar
marcas no pistão.

1. Derrame Sabão Lubrificante AR54749 em um


recipiente adequado.

2. Mergulhe os novos calços e anéis O em sabão antes

–UN–04DEC97
da instalação. Não deixe os engaxetamentos ou anéis
O de molho em sabão.

3. Instale o anel O Viton (A) na canaleta inferior no bloco

RG3826
de cilindros (C).
Vedações das Camisas de Cilindro
4. Instale o anel O vermelho (B) na canaleta superior no
bloco de cilindros. A—Anel O
B—Anel O
C—Bloco do Cilindro

RG,RG34710,1139 –54–23OCT97–1/2

5. Vire a camisa de cilindro (B) de cabeça par baixo e


instale o engaxetamento quadrado de neoprene (A) na
parte externa da camisa.

6. Deslize o calço para baixo firmemente contra o


segundo rebaixo da camisa.

–UN–04DEC97
NOTA: Certifique-se de que o engaxetamento quadrado
não esteja torcido.
RG3827
7. Cubra a área de vedação do calço da camisa dos
anéis O do bloco e da camisa de cilindros com sabão
Instalação do Engaxetamento da Camisa de Cilindro
lı́quido.
A—Engaxetamento Quadrado de Neoprene
B—Camisa de Cilindros

RG,RG34710,1139 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-40 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=218
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Instale a Camisa do Cilindro no Bloco

IMPORTANTE: Instale as camisas de cilindro no


mesmo furo do bloco de cilindros de
que foram removidas.
02

–UN–04DEC97
030
NÃO arranhe o calço da camisa ao 41
longo do furo superior.

Camisas erodidas ou com corrosão

RG2772
localizada que atendem as instruções
de reutilização devem ser giradas 90°
Instalação das Camisas de Cilindro no Bloco
da posição de que foram removidas.
Consulte INSPECIONE VISUALMENTE
AS CAMISAS DE CILINDROS,
anteriormente, neste grupo, para
informar-se sobre instruções de
reutilização.

1. Instale a camisa no furo do bloco com o código dos


dados de fabricação (estampado no flange) apontando
para a frente do motor, a menos que o diâmetro
externo esteja com corrosão localizada ou erodido.

Se o diâmetro externo da camisa estiver erodido ou


com corrosão localizada, mas ainda estiver dentro dos
limites de serviço aceitáveis, gire a camisa por 90° da
posição de que foi removida. As seções com corrosão
localizada da camisa devem apontar para a frente ou
traseira do motor.

2. Pode-se sentir uma resistência quando a camisa de


cilindros é alinhada no furo piloto.

3. Usando somente a pressão das palmas das mãos, a


camisa de cilindros deve cair até um ponto quase
rente com o flange superior da camisa e do bloco de
cilindros.

Continua na próxima página RG,RG34710,1140 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-41 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=219
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

4. Termine de assentar as camisas de cilindro usando


um bloco de madeira limpo e um martelo.

5. Bata levemente no bloco de madeira dura sobre o topo


da camisa do cilindro com o martelo macio.
02
030
42 NOTA: A camisa do cilindro ficará protuberante sobre o
topo do bloco de cilindros mais do que o normal
devido aos anéis O e calços não comprimidos.

IMPORTANTE: Se suspeitar que um calço pode ter


sido rasgado ou deslocado durante a

–UN–27JAN92
instalação da camisa, remova e
examine a camisa e o conjunto de
calços. Se não encontrar danos,
verifique se os calços estão na

RG6092
posição correta. Passe sabão
novamente nos calços e reinstale o
conjunto de camisas. Assentamento das Camisas de Cilindro no Bloco

6. Fixe as camisas no lugar com arruelas lisas grandes e


parafusos. Gire os parafusos para que fiquem justos,
mas não aperte.

7. Limpe os furos da camisa do cilindro com limpador


manual a seco após a instalação. Seque com toalhas
limpas.

8. Aplique óleo de motor limpo nos furos da camisa


imediatamente para evitar corrosão.

RG,RG34710,1140 –54–23OCT97–2/2

Instale o Pistão e a Biela

1. Os motores anteriores têm a junta com lingüeta e


canaleta tradicional entre a biela e o tampão (A). Os
motores mais recentes têm biela e capa com Precision
Joint (B).
–UN–02DEC98

A instalação de bielas diferentes é similar, com as


diferenças observadas nas seguintes instruções.
RG9617

IMPORTANTE: Não misture bielas com lingüeta e


canaleta com bielas com Precision
Joint no mesmo motor. Consulte o Bielas
catálogo de peças para obter
A—Biela com Lingüeta e Canaleta (Motores
recomendações. Anteriores)
B—Bielas com Precision Joint(Motores Mais
Recentes)

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company Continua na próxima página DPSG,OUO1004,886 –54–17MAY99–1/6

CTM181 (20MAR01) 02-030-42 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=220
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

IMPORTANTE: Os pistões devem ser instalados nas


mesmas bielas de que foram
removidos e deve-se usar novos anéis
elásticos de pinos de pistão.
02
Se um novo conjunto de pistão e 030
camisa tiver que ser instalado, NÃO 43
remova o pistão da camisa. Empurre o
pistão para fora da parte inferior da
camisa o suficiente para instalar o
pino do pistão.

–UN–05DEC97
2. Lubrifique o pino do pistão (A) e a bucha com óleo de
motor limpo.

RG5239
3. Instale o pino através do pistão (B) e a biela (C).
Certifique-se de que a “FRENTE” da biela se alinhe Instalação do Pistão e da Biela
com a seta ou com a “FRENTE” do pistão.
A—Pino do Pistão
4. Instale NOVOS anéis elásticos de pino de pistão (D) B—Pistão
nas canaletas. Certifique-se de que os anéis elásticos C—Biela
D—Anéis Elásticos (2 usados)
tenham se expandido nas canaletas do pistão. E—Anel de Lubrificação com Anel Expansor
F—Anéis de Compressão
NOTA: O anel de compressão total keystone (uma marca
“Pip”) vai na canaleta do anel de topo do pistão.
A metade do anel keystone (duas marcas “Pip” ou
“Top”) vai na segunda canaleta de anéis do
pistão. As marcas “Pip” nos anéis de compressão
No. 1 e No. 2 devem apontar para o topo do
pistão.

Os anéis de pistão KS têm código de cor. O anel


No. 1 é Azul, o No. 2 é Rosa e o No. 3 é Laranja.
O anel expansor é laranja.

5. Use o Expansor de Anéis JDE93 para instalar o anel


de lubrificação com o anel expansor (E) e, em
seguida, os anéis de compressão.

NOTA: Os anéis novos são fornecidos com a abertura


correta, portanto não é necessário o ajuste à
camisa.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,886 –54–17MAY99–2/6

CTM181 (20MAR01) 02-030-43 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=221
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

6. Balanceie as aberturas dos anéis no pistão conforme


ilustrado, com a abertura do anel de topo apontando
para a frente do motor.

NOTA: Se o virabrequim tiver sido removido, consulte


02
INSTALE OS MANCAIS PRINCIPAIS E O

–UN–21MAY99
030
44 VIRABREQUIM no Grupo 040.

7. Cubra os pistões, as camisas e o diâmetro interno do


Compressor de Anel de Pistão JDE96 com óleo de

RG10050
motor limpo.

8. Coloque cuidadosamente o compressor de anéis com Posição das Aberturas dos Anéis de Pistão
o pistão e a biela sobre a camisa.

IMPORTANTE: Certifique-se de não danificar os


mancais e as paredes das camisas
quando instalar o pistão e a biela na
camisa.

NOTA: Certifique-se de que a palavra “FRONT” no pistão


e na face da biela aponte para a frente do motor.

9. Com o pistão centralizado no compressor de anéis e


com os anéis balanceados corretamente, empurre o
pistão para dentro da camisa conforme mostrado.

–UN–05DEC97
A—Topo do Pistão
B—Abertura do Anel de Compressão Superior
C—Abertura do Anel de Controle de Óleo
D—Abertura do Anel Expansor
E—Abertura do Anel de Compressão Inferior

RG5816
F—Frente do Motor

Instalação do Pistão nas Camisas de Cilindro

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,886 –54–17MAY99–3/6

CTM181 (20MAR01) 02-030-44 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=222
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

10. Aplique óleo limpo de motor nos insertos das


bronzinas (B) e nos mancais de biela do virabrequim
correspondentes.

IMPORTANTE: Nas bielas com Precision Joint,


02
certifique-se de que a capa esteja 030

–UN–18JUN99
corretamente alinhada na biela com as 45
superfı́cies de intertravamento
vedadas firmemente e com as bordas
alinhadas. Não inverta a capa na biela.

RG10209
Faça coincidir as almofadas do lado
da biela e da capa.
Instalação das Capas das Bielas com as Bronzinas
Quando instalar as capas,
certifique-se de que os números
estampados (C) na biela e na capa
estejam posicionados no mesmo lado.

11. Instale as capas das bielas (A).

–UN–23JUN99
A—Capas das Bielas
B—Insertos das Bronzinas
C—Números Estampados

RG10215
Números Estampados

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company Continua na próxima página DPSG,OUO1004,886 –54–17MAY99–4/6

CTM181 (20MAR01) 02-030-45 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=223
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

IMPORTANTE: NUNCA use os parafusos da biela


mais do que uma vez para a
montagem final do motor. Após os
parafusos da biela terem sido
apertados com as especificações
02
030 finais de giro de torque, eles não

–UN–05DEC97
46 devem ser reutilizados para outra
montagem final.

12. Mergulhe os NOVOS parafusos e arruelas em óleo

RG4375
limpo de motor. Certifique-se de que as roscas do
furo e as roscas do parafuso estejam totalmente
Parafuso na Capa da Biela (Apertado Primeiro)
lubrificadas.
A—Parafuso (Aperte Primeiro)
IMPORTANTE: NÃO use chaves pneumáticas para
instalar os parafusos das bielas. Fazer
isso pode danificar as roscas. Use
uma chave de rápida em vez disso.

13. Em bielas com lingüetas e canaletas: Inicialmente,


aperte o parafuso (A) mais próximo da extremidade
do pistão conforme as especificações. Em seguida,
aperte o outro parafuso. Sinta a junta da biela e da
capa para verificar o alinhamento correto.

Especificação
Parafuso da Biela e da Capa com
Lingüeta e Canaleta—Torque
Inicial................................................................................ 27 N•m (20 lb-ft)

Em segundo lugar, aperte os parafusos com as seguintes


especificações e dê o GIRO DE TORQUE em todos os
parafusos por 90 a 100°.

Especificação
Parafuso da Biela e da Capa com
Lingüeta e Canaleta—Torque
Final ........................................................ 75 N•m (55 lb-ft) mais 90 a 100°
gire no sentido horário

Consulte TORQUEIE COM GIRO OS PARAFUSOS DA


BIELA, descrito no próximo grupo.

14. Em bielas com Precision Joint: Inicialmente, aperte


o parafuso mais próximo da extremidade do pistão
conforme as especificações. Em seguida, aperte o
outro parafuso. Sinta a junta da biela e da capa para
verificar o alinhamento correto.

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company Continua na próxima página DPSG,OUO1004,886 –54–17MAY99–5/6

CTM181 (20MAR01) 02-030-46 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=224
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Especificação
Conexão do Parafuso da Capa
da Biela Precision Joint—
Torque .................................................... 95 N•m (71 lb-ft) mais 90 a 100°
gire no sentido horário
02
Consulte TORQUEIE COM GIRO OS PARAFUSOS DA 030
BIELA, descrito no próximo grupo. 47

Precision Joint é uma marca registrada da Deere & Company DPSG,OUO1004,886 –54–17MAY99–6/6

Faça o Giro de Torque dos Parafusos da


Biela

Uso do Método do Eixo do Motor para Fazer o Giro de


Torque dos Parafusos da Biela:

1. Após apertar os parafusos com os valores de torque,


marque a capa da biela e o soquete.

2. Posicione o cabo da chave paralelo à linha de centro


do eixo do virabrequim do motor (A).

3. Aperte 1/4 de volta (90 a 100°) no sentido horário até


que o cabo da chave fique perpendicular à linha de
centro do eixo do virabrequim do motor (B) como
ilustrado.

A—Paralelo à Linha de Centro do Eixo do


Virabrequim
B—Perpendicular à Linha de Centro do Eixo do

–UN–05DEC97
Virabrequim

RG7047
Aperto dos Parafusos da Biela pelo Método do GIRO DE
TORQUE.

Continua na próxima página RG,RG34710,1142 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-030-47 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=225
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Uso do Aferidor de Ângulo de Torque JT05993 para


Fazer o Giro de Torque dos Parafusos da Biela:

Após apertar os parafusos com os valores de torque


iniciais fornecidos anteriormente, siga as instruções
02
030 fornecidas com o aferidor e dê o GIRO DE TORQUE de

–UN–05DEC97
48 cada parafuso a 90 a 100°.

RG5698
Aferidor de Ângulo de Torque

RG,RG34710,1142 –54–23OCT97–2/2

Verifique o Aperto Excessivo pela Rotação


do Motor

1. Gire o virabrequim por várias voltas para assegurar-se


de que o motor gira sem aperto excessivo.

2. Verifique se há arranhões profundos nas camisas


causados por anéis de pistão quebrados ou instalados
incorretamente.

3. Verifique a folga lateral das bielas. Devem ter um


movimento suave de lado a lado.

RG,RG34710,1143 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-48 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=226
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

Montagem Final Completa

NOTA: Consulte o grupo adequado para instalar os 6. Instale o amortecedor de vibração e a polia do
componentes. virabrequim. (Grupo 040.)
02
1. Instale o comando de válvulas e a tampa da 7. Instale o alternador. (Grupo 100.) Para instalar a 030
engrenagem de sincronização. (Grupo 050.) ventoinha e a correia da ventoinha, consulte o 49
Manual Técnico da Máquina.
2. Instale os componentes do sistema de lubrificação.
(Grupo 060.) 8. Instale o conjunto do coletor de escape e de
admissão. (Grupo 080.)
3. Instale o cabeçote de cilindros usando uma nova
junta e parafusos. Instale os componentes do 9. Instale o motor de partida. (Grupo 100.)
conjunto de válvulas. (Grupo 020 N.S. (—199.999).)
(Grupo 021 N.S. (200.000—).) 10. Encha o motor com óleo limpo e refrigerante
correto.
4. Instale os componentes do sistema de injeção de
combustı́vel. (Consulte o Grupo 090 no CTM 11. Instale o motor no veı́culo (se removido).
adequado para o sistema de combustı́vel (Consulte o Manual Técnico da Máquina.)
especı́fico.)
12. Execute o amaciamento do motor. (Grupo 020
5. Instale o alojamento do termostato e o tubo de N.S. (—199.999).) (Grupo 021 N.S. (200.000—).)
derivação de refrigerante, se tiver sido removido.
(Grupo 070.)

RG,RG34710,1144 –54–03JAN01–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-030-49 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=227
Reparação e Ajuste do Bloco de Cilindros, das Camisas, dos Pistões e das Bielas

02
030
50

CTM181 (20MAR01) 02-030-50 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=228
Grupo 040
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes
Análise de Falhas do Virabrequim e do Rolamento Principal

Mancal Principal Marcado: Padrão de Desgaste Inconsistente:

(O diagnóstico também se aplica aos mancais da • Biela desalinhada ou empenada.


02
biela.) • Virabrequim torto ou empenado. 040
• Bloco de cilindros empenado. 1
• Falta de óleo.
• Óleo contaminado. Capas do Rolamento Principal Quebradas:
• Falhas das peças do motor.
• Aquecimento excessivo. • Instalação inadequada.
• Manutenção periódica precária. • Sujeira entre o rolamento e o mancal do
virabrequim.
Rolamentos Esfolados ou “Limpos”: • Pressão Baixa do Óleo.
• Falha na bomba de óleo.
• Combustı́vel no óleo lubrificante (combustão
incompleta). Mancais Trincados, Lascados ou Quebrados:
• Refrigerante no sistema de lubrificação (bloco
trincado, falha da vedação da camisa ou vedação • Velocidade excessiva.
da bomba de refrigerante com vazamento com furo • Marcha lenta excessiva.
entupido). • Arrasto.
• Folga de lubrificação do casquilho insuficiente. • Folga de lubrificação excessiva.
• Peças não lubrificadas antes do funcionamento do • Instalação inadequada.
motor.
• Tamanho errado do casquilho.

RG,RG34710,1149 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-1 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=229
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Informações Gerais Sobre a Vedação de


Óleo Traseira e Manga de Desgaste do
Virabrequim

02 Dois tipos conjunto de vedação de óleo e de manga de


040 desgaste são usados:

–UN–02APR90
2
• As aplicações dos motores mais antigos usavam
vedação de óleo de duas peças e um conjunto de
manga de desgaste (A) que podiam ser facilmente

RG5634
separados com as mãos.
• A produção atual de motores utiliza uma vedação de
óleo unificada (não separável) e um conjunto de
A—Vedação de Duas Peças e Manga
mangas de desgaste (B). B—Vedação e Manga Unificadas

A remoção das duas vedações de óleo e dos tipos de


manga de desgaste são diferentes; consulte o
procedimento adequado ao fazer manutenção no conjunto
da manga de desgaste e vedação de óleo traseira do
virabrequim.

O conjunto da vedação de óleo unificada (não separável)


é o único tipo disponı́vel atualmente através do serviço de
peças.

CTM8,GR15,18 –54–16FEB95–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-2 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=230
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova a Vedação de Óleo Traseira e a


Manga de Desgaste do Virabrequim

Usar um Adaptador do Extrator de Vedação JDG719 junto


com o Extrator JDE38-2 e o Martelo Deslizante JDE38-3 02
é o método mais adequado para remover a vedação de 040
óleo traseira do virabrequim. Se o JDG719, o JDE38-2 ou 3
o JDE38-3 não estiverem disponı́veis, pode-se usar o
Removedor de Vedações JDG22. Siga o mesmo
procedimento para os dois extratores.

1. Remova o cubo do acionamento traseiro (se equipado)


e o volante. Consulte REMOVA O VOLANTE, mais
adiante, neste grupo.

–UN–05DEC97
2. Faça dois furos pequenos separados de
aproximadamente 20° na parte inferior da carcaça da
vedação. Instale os parafusos da chapa de metal na

RG5819
carcaça da vedação com o Removedor de Vedações
JDG22 fixado. Furação na Traseira da Carcaça da Vedação de Óleo

NOTA: Pode ser necessário fazer um pequeno furo na


vedação em um ou dois locais para auxiliar a
remoção.

3. Levante a vedação na posição de 6 horas (180°


opostos ao furo) usando um punção pequeno e puxe
cuidadosamente a vedação do alojamento.

–UN–05DEC97
RG6467
Remoção da Vedação de Óleo Traseira

Continua na próxima página RG,RG34710,1150 –54–23OCT97–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-040-3 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=231
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

4. Monte o Extrator da Manga de Desgaste Traseira


JDG790 e posicione no flange do virabrequim com as
mangas de desgaste assentadas nas garras.

5. Aperte firmemente a braçadeira na canaleta do


02
040 diâmetro externo das garras.
4
6. Aperte o parafuso extrator com o disco centrado no
flange do virabrequim até que a manga de desgaste
seja removida do virabrequim.

–UN–05DEC97
RG6468
Remoção da Manga de Desgaste do Virabrequim

RG,RG34710,1150 –54–23OCT97–2/3

Limpe o diâmetro externo do flange do virabrequim


com solvente limpo, acetona ou qualquer outro
limpador adequado que remova o vedante. (Brake
Kleen ou Limpador e Secador de Ignição são
exemplos de solventes disponı́veis comercialmente
que removem o vedante do flange.)

Procure entalhes ou rebarbas na superfı́cie do anel de


desgaste e no furo do alojamento do volante. Se
necessário, use um pano de polimento.

–UN–05DEC97
Termine a limpeza limpando o flange com um pano
limpo. Qualquer pequeno entalhe deve ser removido
com pano de polimento de abrasividade 180 ou mais
fino.

RG5822
Verifique o desvio do alojamento da vedação de óleo Limpeza do Flange do Virabrequim
como explicado posteriormente neste grupo.

RG,RG34710,1150 –54–23OCT97–3/3

CTM181 (20MAR01) 02-040-4 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=232
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Precauções de Manuseio da Vedação de


Óleo Traseira do Virabrequim e da Manga de
Desgaste

Tome as seguintes precauções para manusear as

–UN–31OCT97
02
vedações e as mangas de desgaste: 040
5
A vedação (A) e a manga de desgaste (B) são montadas.
NÃO SEPARE. Se as peças se separaram, descarte e

RG5640A
substitua por um novo conjunto. As tentativas de
remontagem farão com que as mangas de desgaste
Vedação de Óleo Traseira e Manga de Desgaste
danifiquem a vedação permitindo que o óleo vaze.
A—Vedação de Óleo e Manga de Desgaste
Sempre instale o conjunto da vedação e da manga de
desgaste imediatamente após a remoção do saco plástico
para evitar uma possı́vel contaminação com sujeira.

Nenhum lubrificante de qualquer tipo deve entrar em


contato com a vedação ao instalá-la. O uso de um
lubrificante pode resultar na falha prematura da vedação.

Instale o conjunto da vedação/manga de desgaste com o


lado aberto da vedação e o chanfro do diâmetro interno
da manga de desgaste apontando para o motor. Se a
vedação estiver invertida, o óleo do motor pode ser
perdido porque as canaletas na aba da vedação de óleo
estariam incorretas em relação à direção da rotação do
virabrequim.

O conjunto da manga de desgaste/vedação de óleo


DEVE ser instalado com o Conjunto de Ferramentas de
Instalação da Vedação de Óleo Traseira do Virabrequim
JDG476(85). O conjunto de ferramentas consiste do
Piloto JDG477 (85) e do Dispositivo JDG478.

RG,RG34710,1151 –54–17MAY99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-5 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=233
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Instale a Vedação de Óleo Traseira e a


Manga de Desgaste do Virabrequim

NOTA: Essas instruções são para uso quando o


02 alojamento da vedação de óleo e a bandeja do
cárter não forem removidos.

–UN–05DEC97
040
6
1. No caso de vedações do tipo separáveis: Aplique
uma fina camada de Composto Retentor 680
LOCTITE ou equivalente ao redor de toda a borda da

RG4639
extremidade do flange do virabrequim. Limpe qualquer
vedante que possa ter entrado no diâmetro interno do Instalação da Vedação de Óleo Traseira/Manga de Desgaste do
alojamento da vedação. Virabrequim

Para vedação unificadas: Aplique uma fina camada A—Piloto


B—Parafusos Allen
de óleo de motor limpo em volta do diâmetro externo
C—Conjunto da Manga de Desgaste/Vedação de
da borracha da vedação. Óleo

2. Instale o Piloto JDG477 (85) (A) na extremidade do


virabrequim usando os parafusos Allen (B) fornecidos
com o conjunto de ferramentas. Aperte os parafusos
com tampão com firmeza.

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corp. Continua na próxima página RG,RG34710,1152 –54–17MAY99–1/3

CTM181 (20MAR01) 02-040-6 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=234
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

IMPORTANTE: Manuseie o conjunto da vedação e da


manga de desgaste com cuidado. Se o
conjunto se separar, descarte essas
peças e instale um novo conjunto.
Consulte PRECAUÇÕES DE
02
MANUSEIO DA MANGA DE 040
DESGASTE E DA VEDAÇÃO DE ÓLEO 7
TRASEIRA DO VIRABREQUIM,
anteriormente, neste grupo.

Quando instalar o Dispositivo JDG478


no Piloto JDG477 (85) e o flange do
virabrequim para posicionar o
conjunto vedação de óleo/manga de
desgaste, posicione a barra
transversal do instalador num ângulo
reto (90°) em relação aos parafusos
Allen. Isso permite que a barra
transversal se assente no piloto, não
na cabeça dos parafusos,
assegurando a instalação correta.

NOTA: O conjunto da vedação e manga de desgaste


unificado deve ser instalado com o flange da
manga de desgaste longe do motor. O número de
peça e as instruções estampadas devem estar
legı́veis quando instalado.

3. Inicie cuidadosamente o conjunto da vedação de


óleo/manga de desgaste (C) sobre o Piloto JDG477
(85) e o virabrequim com o lado aberto da vedação em
direção ao motor.

Continua na próxima página RG,RG34710,1152 –54–17MAY99–2/3

CTM181 (20MAR01) 02-040-7 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=235
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

4. Posicione o Dispositivo JDG478 (A) de modo que o


furo na placa transversal fique em cima do prisioneiro
do piloto. Instale a arruela e a porca no prisioneiro.

5. Aperte a porca para puxar o Dispositivo JDG478 para


02
dentro até que a barra transversal se assente no Piloto

–UN–05DEC97
040
8 JDG477 (58). Quando a ferramenta se assentar, o
conjunto da vedação e do anel de desgaste (B) deve
estar corretamente posicionado.

RG4640
6. Remova o Conjunto de Ferramentas JDG476 (85) do
motor.
Vedação de Óleo Traseira/Manga de Desgaste do Virabrequim
Instaladas
A—Acionador
B—Conjunto do Anel de Desgaste

RG,RG34710,1152 –54–17MAY99–3/3

Inspecione o Amortecedor de Vibração

IMPORTANTE: O conjunto do amortecedor não tem


conserto e deverá ser substituı́do a
cada 5 anos ou 4.500 horas, o que vier
primeiro. Substitua também o
amortecedor sempre que o
virabrequim for substituı́do ou após

–UN–28JUL94
um recondicionamento completo.
Amortecedores duplos devem sempre
ser substituı́dos como um conjunto.

RG7208
Não submirja o amortecedor de
vibração ou a polia do amortecedor
em solvente de limpeza. Fazer isso Amortecedor Único
pode danificar as partes de borracha
deste conjunto.

Nunca aplique força no anel externo


do amortecedor. O amortecedor é
sensı́vel a danos por impacto, tais
como ao cair ou ser atingido por um
–UN–05JAN98

martelo.

1. Alivie a tensão ou remova as correias V (exibidas


removidas).
RG7369

2. Segure o amortecedor de vibração com as duas mãos


Amortecedor Duplo
e tente girar em ambas as direções. Se sentir rotação,
o amortecedor está com defeito e deve ser trocado.

Continua na próxima página DPSG,OUOE003,28 –54–17DEC98–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-8 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=236
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

3. Verifique o desvio radial do amortecedor de vibração


posicionando um indicador de quadrante de modo que
a ponta da pré-carga (A) contate o diâmetro externo
do amortecedor.
02
4. Gire o virabrequim usando a Ferramenta de Giro do 040

–UN–26NOV97
Volante JDE81-1 ou JDG820. 9

5. Anote o movimento total do indicador de quadrante.


Compare a leitura com a especificação abaixo.

RG7065
Especificação
Amortecedor de Vibração— Medição do Desvio do Amortecedor Único
Desvio Radial Máximo................................................ 1,02 mm (0.040 in.)

Se o desvio exceder as especificações, substitua o


amortecedor de vibração. Consulte REMOVA O
AMORTECEDOR DE VIBRAÇÃO DO VIRABREQUIM,
posteriormente, neste grupo.

–UN–05JAN98
A—Ponta Pré-carregada

RG7370
Medição do Desvio do Amortecedor Duplo
DPSG,OUOE003,28 –54–17DEC98–2/2

Verifique a Folga do Virabrequim

1. Engate completamente e em seguida libere a alavanca


da embreagem.

2. Coloque um indicador de quadrante na face do


amortecedor.

IMPORTANTE: Cuidado para não danificar ou


distorcer a tampa da engrenagem de
sincronização ou as bronzinas quando
forçar. Não force o anel de inércia –UN–28AUG91
externo do amortecedor.

3. Force com uma barra plana entre a polia do


amortecedor e a tampa da engrenagem de
RG5934

sincronização.

Especificação Verificação da Folga do Virabrequim


Virabrequim—Folga ....................................................... 0,038—0,380 mm
(0.0015—0.0150 in.)

NOTA: Os novos mancais de encosto irão geralmente


restaurar a folga correta.

RG,RG34710,1153 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-9 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=237
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova o Amortecedor de Vibração do


Virabrequim

IMPORTANTE: NÃO use um extrator com garras para


02 remover o amortecedor de vibração.
040 Podem ocorrer danos ao amortecedor.

–UN–26NOV97
10 Nunca aplique força no anel externo
do amortecedor. Não deixe cair ou
martele o amortecedor.

RG6751
1. Remova a polia do amortecedor, se equipado (exibido
removido).
Preparação para a Remoção do Amortecedor de Vibração do
Virabrequim
2. Remova o parafuso (A) e a arruela que fixam o
amortecedor ao virabrequim. A—Parafuso
B—Protetor de Roscas
3. Instale o Protetor de Roscas JDG787 (B) na
extremidade do virabrequim.

RG,RG34710,1154 –54–23OCT97–1/2

CUIDADO: Planeje um procedimento de


manuseio seguro para evitar ferimentos
pessoais ou danos ao amortecedor.

4. Remova o amortecedor do virabrequim usando o


Extrator de Cubo JDG721 (A).

NOTA: O Conjunto Extrator D01207AA (OTC518) (não


exibido) também pode ser usado para remover o
amortecedor. –UN–26NOV97

5. Verifique o diâmetro interno da polia do virabrequim e


o diâmetro externo do virabrequim para a polia.
RG7209

Especificação
Polia do Virabrequim—Diâmetro Remoção do Amortecedor de Vibração do Virabrequim
Interno........................................................................ 47,594—47,630 mm
(1.8738—1.8752 in.) A—Extrator do Cubo JDG721
Virabrequim—Diâmetro Externo
da Polia Dianteira ...................................................... 47,650—47,676 mm
(1.8759—1.8770 in.)

RG,RG34710,1154 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-10 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=238
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova a Vedação de Óleo Frontal e a


Manga de Desgaste do Virabrequim

IMPORTANTE: Sempre que a vedação de óleo


dianteira for substituı́da, a manga de 02
desgaste também deve ser 040
substituı́da. 11

NOTA: Se a tampa da engrenagem de sincronização for


ser removida do motor, remova a vedação
dianteira e a manga de desgaste após a remoção

–UN–05DEC97
da tampa da engrenagem de sincronização.

Para Remover a Vedação de Óleo Dianteira:

RG6471
1. Verifique se há desgaste, danos ou vazamento na
vedação de óleo e na manga de desgaste. Puncionamento Central da Caixa da Vedação de Óleo Dianteira

2. Puncione o centro da caixa da vedação na posição de


12 horas.

RG,RG34710,1155 –54–23OCT97–1/5

3. Faça um furo de 3,175 mm (1/8 in.) na carcaça.

–UN–05DEC97
RG6472
Furação na Frente da Carcaça da Vedação de Óleo

Continua na próxima página RG,RG34710,1155 –54–23OCT97–2/5

CTM181 (20MAR01) 02-040-11 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=239
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

4. Usando o Extrator de Vedações JDG719 junto com o


Extrator JDE38-2, o Martelo JDE38-3 e um parafuso
de metal, remova a vedação.

–UN–05DEC97
5. Remova a chaveta do rasgo de chaveta do
02
040 virabrequim.
12

RG6473
Remoção da Vedação de Óleo Dianteira

RG,RG34710,1155 –54–23OCT97–3/5

Para Remover a Manga de Desgaste Usando o


JDG786:

1. Inicie o parafuso de centralização totalmente

–UN–05DEC97
rosqueado (A) através da extremidade da cabeça
sextavada do extrator (B) do Extrator de Manga de
Desgaste Dianteira JDG786 até que a cabeça do
parafuso fique a aproximadamente 1/2 in. da parte

RG6753
hexagonal do extrator.
Montagem do Extrator para Remover a Manga de Desgaste
2. Rosqueie o parafuso de centralização na extremidade Dianteira
do virabrequim até que ele se assente. Afaste o
parafuso uma volta completa após ter se assentado.

3. Aperte o extrator até que fique rosqueado firmemente


na manga de desgaste. Afaste o parafuso de
centralização uma volta inteira e aperte o extrator
rosqueado sobre a manga de desgaste novamente.

–UN–05DEC97
4. Remova o parafuso de centralização da extremidade
do virabrequim e o extrator.

RG7728
A—Parafuso de Centralização
B—Extremidade Hexagonal do Extrator Instalação do Extrator para Remover a Manga de Desgaste
Dianteira

Continua na próxima página RG,RG34710,1155 –54–23OCT97–4/5

CTM181 (20MAR01) 02-040-12 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=240
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

5. Instale parcialmente o parafuso extrator (A) no extrator


e aperte até que se assente na extremidade do
virabrequim. Não há engate de roscas com o
virabrequim; apenas com o extrator.
02
6. Continue a apertar o parafuso extrator até que o

–UN–05DEC97
040
extrator e a manga de desgaste estejam livres do 13
flange do virabrequim.

7. Verifique se há entalhes ou rebarbas no flange do

RG7729
virabrequim. Limpe o flange com uma lima leve e lixa
fina.
Remoção da Manga de Desgaste Dianteira

8. Meça o desvio do furo da vedação de óleo dianteira na A—Parafuso Extrator


tampa da engrenagem de sincronização e compare
com as seguintes especificações.

Especificação
Furo da Vedação de Óleo
Dianteira do Virabrequim na
Tampa da Engrenagem de
Sincronização—Desvio Radial
Máximo ........................................................ 0,254 mm (0.010 in.) Máximo

RG,RG34710,1155 –54–23OCT97–5/5

CTM181 (20MAR01) 02-040-13 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=241
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova e Instale a Tampa da Engrenagem de Sincronização — Motor Instalado no


Veı́culo (Tratores da Série 8000)

Os motores 6081HRW nos tratores 8100, 8200, 8300 8. Remova os parafusos restantes e remova
02 e 8400 são equipados com estrutura cuidadosamente a tampa da engrenagem de
040 dianteira/reservatório de óleo. Consulte o TM1575 sincronização com a bomba de refrigerante.
14 (Tratores 8100, 8200, 8300 e 8400 — Reparação) Remova e descarte a junta da tampa da
para acessar os parafusos da estrutura engrenagem de sincronização.
dianteira/reservatório de óleo ao bloco do motor. (No
caso de Tratores de Esteiras 8000T, consulte o 9. Remova a vedação de óleo dianteira da tampa da
TM1621.) engrenagem de sincronização e descarte-a.

Para Remover a Tampa da Engrenagem de 10. Remova a manga de desgaste dianteira do flange
Sincronização: do virabrequim e descarte-a.

1. Remova o acionamento viscoso da ventoinha, o Para Instalar a Tampa da Engrenagem de


alojamento do acionamento e o acoplamento. Sincronização:
(Consulte TM1575.)
1. Limpe completamente todas as superfı́cies da junta
2. Remova o amortecedor de vibração do virabrequim da tampa da engrenagem de sincronização e o furo
conforme detalhado anteriormente neste grupo. da vedação de óleo dianteira.

3. Desconecte a tubulação do refrigerante e remova a NOTA: A manga de desgaste dianteira pode ser
tampa da bomba de refrigerante com o tubo de instalada com a tampa da engrenagem de
derivação. Remova e descarte as juntas. sincronização removida ou instalada.

4. Afaste todos os parafusos da estrutura 2. Instale uma nova manga de desgaste dianteira no
dianteira/reservatório de óleo ao bloco do motor em flange do virabrequim. Consulte INSTALE A
9,5 mm (3/8 in.). MANGA DE DESGASTE DIANTEIRA,
posteriormente, neste grupo.
5. Desconecte o conector do sensor de velocidade do
motor do sensor. 3. Instale a tampa da engrenagem de sincronização.
Consulte INSTALE A TAMPA DA ENGRENAGEM
6. Remova a tampa da engrenagem de acionamento DE SINCRONIZAÇÃO, mas adiante, neste grupo.
da bomba injetora.
4. Instale a vedação de óleo dianteira. Consulte
7. Levante lentamente o conjunto do bloco do motor INSTALE A VEDAÇÃO DE ÓLEO DIANTEIRA DO
aproximadamente 6,4 mm (0.25 in.) usando VIRABREQUIM, anteriormente, neste grupo.
equipamento de elevação aprovado.
5. Instale o amortecedor de vibração. Consulte
IMPORTANTE: A tampa da engrenagem de INSTALE O AMORTECEDOR DE VIBRAÇÃO,
sincronização não deve ser mais adiante, neste grupo.
“arrastada” horizontalmente
enquanto estiver em contato com a 6. Aperte os parafusos da estrutura
junta da estrutura dianteira/reservatório de óleo. Consulte APERTE
dianteira/reservatório de óleo. OS PARAFUSOS DA ESTRUTURA
Fazer isso pode danificar o filete de DIANTEIRA/RESERVATÓRIO DE ÓLEO no Grupo
vedação da junta. 060 ou TM1575.

Continua na próxima página RG,RG34710,1156 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-14 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=242
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

7. Complete a montagem final conforme descrito no


TM1575.

RG,RG34710,1156 –54–23OCT97–2/2 02
040
15
Remova a Tampa da Engrenagem de
Sincronização — Motor Removido

1. Remova a bandeja do cárter do motor. Remova o


conjunto da bomba de óleo do motor se tiver que
remover o virabrequim.

2. Desconecte o conector do sensor de velocidade do


motor (exibido desconectado) do sensor (C).

3. Remova a tampa da engrenagem de acionamento da


bomba injetora (B).

–UN–26NOV97
4. Desconecte a tubulação do refrigerante e remova a
tampa da bomba de refrigerante (A) com o tubo de
derivação. Remova e descarte as juntas.

RG7210
5. Remova o conjunto do acionamento auxiliar dianteiro,
Remoção da Tampa da Engrenagem de Sincronização
se equipado. Consulte REMOVA, INSPECIONE E
INSTALE O ACIONAMENTO AUXILIAR POR A—Tampa da Bomba de Refrigerante
ENGRENAGEM DO COMANDO DE VÁLVULAS no B—Tampa da Engrenagem de Acionamento da
Grupo 050. Bomba Injetora
C—Sensor

6. Remova os parafusos restantes e a tampa da


engrenagem de sincronização com a bomba de
refrigerante. Remova e descarte a junta.

7. Remova a vedação de óleo dianteira da tampa da


engrenagem de sincronização e descarte-a.

8. Remova a manga de desgaste dianteira do flange do


virabrequim e descarte-a.

RG,RG34710,1157 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-15 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=243
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Inspecione e Meça o Volante

1. Verifique se há marcas, superaquecimento ou trincas


na face do contato da embreagem. Substitua o volante
se defeituoso.
02
040
16 2. Verifique se há desgaste ou dentes quebrados na
coroa do volante. Substitua a coroa se estiver com
defeito como descrito posteriormente neste grupo.

IMPORTANTE: Mantenha a pressão na extremidade


constante no virabrequim para manter
o eixo contra o rolamento de encosto
ao medir o desvio do volante ou da
face do alojamento.

3. Meça o desvio da face do alojamento do volante, a


planicidade da face do volante e a concentricidade do
furo do mancal piloto, conforme descrito mais adiante
neste grupo. Retifique a face do volante ou substitua
conforme necessário.

RG,RG34710,1158 –54–23OCT97–1/1

Verifique o Desvio da Face do Alojamento do


Volante

1. Monte o indicador de quadrante no volante. Ajuste a


ponta para tocar na superfı́cie de montagem do PTO
no alojamento do volante em ângulos retos. A ponta

–UN–14DEC88
não deve tocar os furos do alojamento do volante.

IMPORTANTE: Mantenha a pressão na extremidade


constante no virabrequim para manter
R22212
o eixo contra o rolamento de encosto
ao medir o desvio da face do
alojamento do volante. Verificação do Desvio da Face do Alojamento do Volante

2. Gire o volante virando o virabrequim. Leia o


movimento total do indicador de quadrante.

Especificação
Face do Alojamento do Volante—
Desvio .......................................................... 0,20 mm (0.008 in.) Variação
Máxima

RG,RG34710,1159 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-16 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=244
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Verifique a Planicidade da Face do Volante

1. Monte a base do indicador de quadrante no


alojamento do volante. Posicione a ponta para tocar na
superfı́cie de montagem do anel de acionamento. Não
02
deixe que a ponta toque os furos de montagem do 040

–UN–14DEC88
anel de acionamento. 17

IMPORTANTE: Mantenha a pressão na extremidade


constante no virabrequim para manter

R22213
o eixo contra o rolamento de encosto
ao medir o desvio da face do volante.

2. Gire o volante virando o virabrequim. Leia o


movimento total do indicador de quadrante. Retifique a
face do volante ou substitua conforme necessário.

Especificação
Face do Volante—Planicidade .................... 0,23 mm (0.009 in.) Variação
Máxima
Planicidade ........................................................ 0,013 mm (0.0005 in.) de
Variação Máxima por 25 mm (1.0
in.) de Curso

RG,RG34710,1160 –54–23OCT97–1/1

Verifique a Concentricidade do Furo do


Rolamento Piloto

1. Monte o indicador de quadrante na face do alojamento


do volante e posicione o ponteiro para tocar o
diâmetro interno do furo do rolamento piloto no

–UN–14DEC88
volante.

2. Gire o volante virando o virabrequim. Leia o


movimento total do indicador de quadrante.

Especificação R22214
Furo do Rolamento Piloto do Verificação do Furo do Rolamento Piloto do Volante
Volante—Concentricidade ......................... 0,127 mm (0.005 in.) Variação
Máxima

RG,RG34710,1161 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-17 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=245
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova o Volante

CUIDADO: O volante é pesado. Planeje um


procedimento de levante adequado para evitar
02 ferimentos.
040

–UN–23JUN99
18
NOTA: Os alojamentos de volantes SAE1 DEVEM SER
removidos antes que o volante possa ser
removido do motor. Consulte REMOVA O

RG10213
ALOJAMENTO DO VOLANTE SAE 1,
posteriormente, neste grupo.
Remoção do Volante
1. Remova dois parafusos de fixação do volante (A) e
instale dois prisioneiros pilotos em seus lugares. A—Parafusos

2. Remova os parafusos restantes, o cubo do


acionamento (se equipado) e puxe cuidadosamente o
volante do virabrequim.

3. Verifique as condições do tarugo do flange traseiro do


virabrequim. O tarugo não deve estar trincado ou
lascado. Meça a protuberância do tarugo da face do
flange. Se o tarugo estiver danificado ou a
protuberância não estiver dentro das especificações,
substitua o tarugo.

NOTA: Quando substituir o tarugo, o virabrequim deve


ser removido para evitar danos aos mancais de
encosto do virabrequim.

Especificação
Tarugo do Virabrequim—
Protuberância .......................................... 13,5—14,5 mm (0.53—0.57 in.)
do Flange Traseiro do
Virabrequim

RG,RG34710,1162 –54–10JUN99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-18 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=246
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova o Alojamento do Volante SAE 1

CUIDADO: O alojamento do volante é pesado.


Planeje um procedimento de levante adequado
para evitar ferimentos. 02
040
19
1. Retire os parafusos com tampão de fixação.

2. Remova o alojamento do volante.

3. Verifique se há danos nas roscas dos furos de


montagem do alojamento do volante.

RG,RG34710,1163 –54–23OCT97–1/1

Remova o Alojamento do Volante SAE 2 e 3

CUIDADO: O alojamento do volante (A) é


pesado. Planeje um procedimento de levante
adequado para evitar ferimentos.

–UN–23JUN99
NOTA: O volante DEVE ser removido antes da remoção
dos alojamentos dos volantes SAE 2 ou 3.
Consulte REMOVA O VOLANTE, anteriormente,

RG10214
neste grupo.

1. Remova os parafusos de fixação do alojamento do Remoção do Alojamento do Volante


volante.
A—Alojamento do Volante
2. Remova o alojamento do volante.

3. Verifique se há danos nas roscas dos furos de


montagem do alojamento do volante.

RG,RG34710,1164 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-19 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=247
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Substitua a Coroa do Volante

CUIDADO: Os gases do óleo ou o óleo podem


entrar em ignição acima de 193° C (380°F). Use
02 um termômetro e não exceda 182°C(360°F). Não
040 permita que uma chama ou um elemento de

–UN–14OCT88
20
aquecimento entre em contato direto com o
óleo. Aqueça o óleo em uma área bem
ventilada. Planeje um procedimento de
manuseio seguro para evitar queimaduras.

T90596
1. Se a coroa estiver danificada, coloque o volante em Remoção da Coroa do Volante
uma superfı́cie plana e sólida.

2. Remova a coroa com um punção de latão e um


martelo.

IMPORTANTE: Se usar calor de chamas, certifique-se


de que a engrenagem esteja aquecida

–UN–14OCT88
uniformemente em volta da
circunferência. NÃO SUPERAQUEÇA.
O superaquecimento pode destruir o
tratamento térmico original da

RG3838
engrenagem. TENHA CUIDADO.
Instalação da Coroa do Volante
3. Aqueça a nova coroa a 148°C (300°F) usando óleo
aquecido, um forno ou chama. A—Lado Chanfrado

4. Instale a coroa contra o rebaixo do volante de modo


que o lado chanfrado (A) fique no lado do motor do
volante.

RG,RG34710,1165 –54–23OCT97–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-20 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=248
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova e Instale o Alojamento da Vedação de Óleo Traseira — Motor Instalado no


Veı́culo (Tratores da Série 8000)

IMPORTANTE: Remova o alojamento da vedação horizontalmente enquanto estiver


de óleo traseira somente para em contato com a junta da 02
substituı́-lo. Não é necessário estrutura dianteira/reservatório de 040
remover o alojamento da vedação óleo. Fazer isso pode danificar o 21
para substituir a manga de filete de vedação da junta.
desgaste e a vedação traseira.
7. Remova o alojamento da vedação de óleo traseira
Os motores 6081HRW usados nos tratores 8100, (A).
8200, 8300 e 8400 são equipados com estrutura
dianteira/reservatório de óleo. Consulte o TM1575 8. Remova a manga de desgaste traseira do flange
(Tratores 8100, 8200, 8300 e 8400 — Reparação) do virabrequim com o Kit Extrator de Manga de
para acessar os parafusos da estrutura Desgaste JDG790 conforme detalhado
dianteira/reservatório de óleo ao bloco do motor. (No anteriormente neste grupo. Limpe a flange com lixa
caso de Tratores de Esteiras 8000T, consulte o fina.
TM1621.)
Para Instalar o Alojamento da Vedação de Óleo
Para Remover o Alojamento da Vedação de Óleo Traseira:
Traseira:
1. Instale o alojamento da vedação de óleo traseira e
NOTA: Consulte o TM1575 para acessar a área do verifique o desvio. Consulte INSTALE O
alojamento da vedação traseira do ALOJAMENTO DA VEDAÇÃO DE ÓLEO
virabrequim. TRASEIRA DO VIRABREQUIM e consulte
VERIFIQUE O DESVIO DO ALOJAMENTO DA
1. Remova a tampa do volante. VEDAÇÃO DE ÓLEO TRASEIRA DO
VIRABREQUIM, posteriormente, neste grupo.)
2. Remova os parafusos do acoplamento do eixo de
entrada da transmissão e force o acoplamento para 2. Abaixe cuidadosamente o motor sobre os tarugos
trás. de localização da estrutura dianteira/reservatório de
óleo.
NOTA: Use um parafuso de ajuste para separar o
amortecedor do volante, se necessário. 3. Aperte os parafusos da estrutura
dianteira/reservatório de óleo. Consulte APERTE
3. Remova o amortecedor de torção do volante. OS PARAFUSOS DA ESTRUTURA
DIANTEIRA/RESERVATÓRIO DE ÓLEO no Grupo
4. Remova o volante do lado direito do trator. 060 ou TM1575.

5. Afaste todos os parafusos da estrutura 4. Instale um novo conjunto da vedação de óleo


dianteira/reservatório de óleo ao bloco do motor em traseira/manga de desgaste. Consulte INSTALE A
9,5 mm (3/8 in.). VEDAÇÃO DE ÓLEO TRASEIRA DO
VIRABREQUIM E A MANGA DE DESGASTE, mais
6. Levante lentamente o conjunto do bloco do motor adiante, neste grupo.
aproximadamente 6,4 mm (0.25 in.) usando
equipamento de elevação aprovado. 5. Instale o volante. Consulte REMOÇÃO DO
VOLANTE, mais adiante, neste grupo.
IMPORTANTE: O alojamento da vedação de óleo
traseira não deve ser “arrastado”

Continua na próxima página RG,RG34710,1166 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-21 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=249
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

6. Instale o amortecedor de torção no volante. 8. Instale a tampa do volante. (Consulte TM1575.)


(Consulte TM1575.)
9. Dê partida no motor e verifique se há vazamentos.
7. Puxe o acoplamento do eixo de entrada da
transmissão para a frente, instale os parafusos e
02
040 aperte com o torque especificado. (Consulte
22 TM1575.)

RG,RG34710,1166 –54–23OCT97–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-22 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=250
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova o Alojamento da Vedação de Óleo


Traseira — Motor Removido

1. Remova o volante. Consulte REMOVA O VOLANTE,


neste grupo. 02
040

–UN–23JUN99
2. Remova a bandeja do cárter do motor. Consulte 23
REMOVA A BANDEJA DO CÁRTER no Grupo 060.

3. Remova o alojamento da vedação de óleo traseira (A).

RG10212
IMPORTANTE: Sempre que a vedação de óleo
Remoção do Alojamento da Vedação de Óleo Traseira
traseira for substituı́da, substitua
também a manga de desgaste traseira A—Alojamento da Vedação de Óleo Traseira
como um conjunto casado. B—Vedação de Óleo Traseira

4. A vedação de óleo traseira (B) sairá do alojamento.


Use um punção pequeno e martelo para remover a
vedação de óleo do alojamento. Descarte a vedação.

IMPORTANTE: O método mais adequado de remover


a manga de desgaste traseira é com o
Extrator de Manga de Desgaste
Traseira JDG790. Se remover a manga
de desgaste com uma talhadeira, NÃO
goive o flange do virabrequim.
Entalhes ou rebarbas devem ser
removidos com um rebolo de média
abrasividade. Um pano de polimento
(abrasividade 180 ou mais fina) pode
ser usado quando não houver um
rebolo disponı́vel.

5. Remova a manga de desgaste traseira do flange do


virabrequim.

A manga de desgaste traseira do virabrequim pode ser


removida usando um dos seguintes procedimentos.
Entretanto, o método mais adequado é usar o Kit de
Extratores de Mangas de Desgaste JDG790.

• Use o Extrator de Manga de Desgaste JDG790 para


remover a manga de desgaste do flange do
virabrequim, conforme descrito anteriormente neste
grupo. Consulte REMOVA A VEDAÇÃO DE ÓLEO
TRASEIRA DO VIRABREQUIM E A MANGA DE
DESGASTE, mais adiante, neste grupo.

Continua na próxima página RG,RG34710,1167 –54–10JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-23 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=251
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

• Use o lado esférico de um martelo de bola e bata na


manga de desgaste no sentido transversal ao da
largura e em linha reta (para deformar e esticar a
manga).
• Marque (mas não corte) a manga de desgaste em
02
040 vários locais em volta do diâmetro externo com uma
24 talhadeira plana.

Remova a manga de desgaste do flange do virabrequim.


Limpe o flange com uma lima leve e lixa fina.

RG,RG34710,1167 –54–10JUN99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-24 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=252
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova as Capas dos Mancais Principais

IMPORTANTE: Antes de remover as capas dos


mancais principais (A), verifique o
torque adequado em todos os
02
mancais principais. Verifique também 040

–UN–23JUN99
cada capa de mancal para certificar-se 25
de que estejam numeradas para a
remontagem nas mesmas sedes dos
mancais principais numerados.

RG10216
Mantenha os mancais casados com
suas respectivas capas para
comparação com o mancal do Verificação dos Torques Antes da Remoção das Capas dos
Mancais Principais
virabrequim (desgaste da superfı́cie)
de que foram removidos.

Se houver setas estampadas nas


capas dos mancais principais, anote a
direção para onde apontam para
auxiliar na remontagem.

–UN–23JUN99
NOTA: Quando remover os mancais principais e as
capas, deixe o No. 1 e o 7 instalados até que
todas as capas de biela tenham sido removidas.

RG10217
1. Remova os parafusos da capa do mancal principal.
Instalação do Extrator da Capa do Mancal Principal
2. Instale o Extrator JDG1069 (B) de modo que as pontas
(C) das hastes do extrator de furo cego estejam abaixo
da metade da capa do mancal.

3. Aperte a parte hexagonal do pino atuador firmemente


enquanto segura a parte do anel da haste do extrator
com uma segunda chave.

–UN–23JUN99
4. Aperte ambos os parafusos (D) com os dedos no
bloco cruzado.

RG10218
Aperto do Extrator da Capa do Mancal Principal

A—Capas dos Mancais Principais


B—Extrator
C—Dicas
D—Parafusos

Continua na próxima página RG,RG34710,1168 –54–10JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-25 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=253
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

5. Fixe o Martelo Deslizante D01300AA (A) no bloco


transversal, aperte a porca firmemente.

6. Remova a capa do mancal principal deslizando-a para


cima com o peso do martelo.
02
040

–UN–23JUN99
26 7. Use PLASTIGAGE para medir a folga de lubrificação
entre o mancal e a bronzina em cada mancal principal
conforme são removidos. Consulte VERIFIQUE A
FOLGA DE LUBRIFICAÇÃO DO MANCAL

RG10219
PRINCIPAL, mais adiante, neste Grupo.
Uso de um Martelo Deslizante para Soltar a Capa do Mancal
A—Martelo Deslizante

–UN–18JUN99
RG10220
Remoção da Capa do Mancal Principal

PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp. RG,RG34710,1168 –54–10JUN99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-26 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=254
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Verifique a Folga de Lubrificação do Mancal


Principal

O uso de PLASTIGAGE determinará o desgaste (folga


de lubrificação) entre o mancal e a bronzina mas não 02
determinará as condições de qualquer superfı́cie de 040
mancal ou bronzina. 27

1. Coloque uma tira de PLASTIGAGE no centro da capa

–UN–24JUN99
do mancal principal (com inserto) aproximadamente a
3/4 da largura do mancal.

2. Use óleo (SAE30) no PLASTIGAGE para evitar

RG10237
manchas.
Verificação da Folga de Lubrificação do Mancal Principal
3. Instale o parafuso e aperte de acordo com as
especificações.

Especificação
Capas dos Mancais Principais—
Torque ......................................................................... 230 N•m (170 lb-ft)

4. Remova a capa e compare a largura do


PLASTIGAGE com a escala fornecida no pacote para
determinar a folga do óleo.

Especificação
Mancal Principal do Virabrequim
ao Mancal—Folga de
Lubrificação ................................................................... 0,030—0,107 mm
(0.0012—0.0042 in.)

PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp. RG,RG34710,1169 –54–24JUN99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-27 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=255
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Remova as Capas das Bielas e o


Virabrequim

1. Gire o virabrequim usando a Ferramenta de Giro do


02 Volante JDG820 ou JDE81-1 até que as capas das
040 bielas possam ser removidas com facilidade. Será

–UN–18JUN99
28 possı́vel remover as capas das bielas em cada
posição.

2. Remova todas as capas das bielas (A) com as

RG10209
bronzinas (B) e, em seguida, remova as capas de
mancal e as bronzinas No. 1 e 7. Consulte REMOVA
Remoção das Capas das Bielas
OS CONJUNTOS DE PISTÕES E BIELAS no Grupo
030.

CUIDADO: O virabrequim é muito pesado.


Planeje um procedimento de manuseio
adequado para evitar ferimentos.

NOTA: Instale um novo parafuso em cada extremidade


do virabrequim para auxiliar seu levantamento.

–UN–18JUN99
3. Instale um parafuso em cada extremidade do
virabrequim e fixe um suporte de levante no
virabrequim conforme exibido. Usando o equipamento
de levante adequado, levante cuidadosamente o

RG10222
virabrequim para fora do bloco de cilindros.
Remoção do Virabrequim
4. Limpe o virabrequim, especialmente as passagens de
óleo, usando solvente e ar comprimido. A—Capas das Bielas
B—Rolamento
5. Coloque o virabrequim em blocos em V limpos.

6. Remova a manga de desgaste traseira do flange do


virabrequim, se já não tiver feito isso, usando um dos
seguintes métodos:

• Use o Extrator de Manga de Desgaste JDG790 para


remover a manga de desgaste do virabrequim,
conforme descrito anteriormente neste grupo.
Posicione os mancais de biela do virabrequim em
blocos em V de modo que o virabrequim não gire
durante a remoção da manga de desgaste.
• Use o lado esférico de um martelo de bola e bata na
manga de desgaste no sentido transversal ao da
largura e em linha reta (para deformar e esticar a
manga).

Continua na próxima página RG,RG34710,1170 –54–10JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-28 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=256
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

• Marque (mas não corte) a manga de desgaste em


vários locais em volta do diâmetro externo com uma
talhadeira plana.

RG,RG34710,1170 –54–10JUN99–2/2 02
040
29

CTM181 (20MAR01) 02-040-29 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=257
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Inspecione o Virabrequim

NOTA: Se for descoberto um dano no amortecedor do


virabrequim durante a desmontagem, o
virabrequim deve passar por um ensaio
02
040 magna-flux. Isso verificará a existência de fissuras
30 ou trincas microscópicas. Consulte INSPECIONE
O AMORTECEDOR DE VIBRAÇÃO, neste grupo.

1. Limpe completamente o virabrequim. Limpe as


restrições de todas as passagens de óleo.

2. Verifique se há sinais de excesso de carga, trincas,


marcas ou arranhões nos mancais do virabrequim.

–UN–05DEC97
Também verifique se há sinais de superaquecimento
ou descoloração em cada mancal. Se qualquer uma
dessas condições existir, substitua o virabrequim pois
o tratamento térmico provavelmente foi destruı́do.

RG5093
3. Verifique se há trincas, dentes lascados ou desgaste
Inspeção do Virabrequim
excessivo na engrenagem do virabrequim (dianteira) e
na engrenagem de acionamento da bomba de óleo A—Furos do Mancal da Biela
(traseira). Substitua a(s) engrenagem(ens) conforme B—Filetes do Mancal
necessário. Consulte SUBSTITUA A ENGRENAGEM
DO VIRABREQUIM e SUBSTITUA A ENGRENAGEM
DO ACIONAMENTO DA BOMBA DE ÓLEO
(VIRABREQUIM), posteriormente, neste grupo.

4. Verifique se há trincas ou desgaste no rasgo de


chaveta. Substitua o virabrequim conforme necessário.

5. Verifique se há sinais de rugosidade ou sulcos no


cubo traseiro do virabrequim na área da superfı́cie de
contato da manga de desgaste. Qualquer imperfeição
aqui resultará em vazamento de óleo. As arestas
podem ser limpas com lixa fina ou com pano abrasivo.

6. Verifique se há sinais de superaquecimento ou


descoloração em cada mancal. Se qualquer uma
dessas condições existir, substitua o virabrequim pois
o tratamento térmico provavelmente foi destruı́do.

7. Verifique cuidadosamente se há trincas na área dos


furos dos mancais (A) e nos filetes dos mancais (B) do
virabrequim. Substitua o virabrequim se qualquer trinca
for encontrada.

Continua na próxima página RG,RG34710,1171 –54–23OCT97–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-30 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=258
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

IMPORTANTE: Pequenas trincas podem não ser


visı́veis a olho nu. Use um método
como o Método de Partı́culas
Magnéticas Fluorescentes. Esse
método magnetiza o virabrequim,
02
empregando partı́culas magnéticas 040
fluorescentes que brilham sob ’luz 31
negra’. O virabrequim deve ser
desmagnetizado após a inspeção.

RG,RG34710,1171 –54–23OCT97–2/2

Meça o Diâmetro Interno Montado das


Bronzinas e o Diâmetro Externo dos Mancais
do Virabrequim

NOTA: Inspecione e meça também o diâmetro interno


das bronzinas das bielas montadas. Compare as
medidas com o diâmetro externo do mancal da
biela do virabrequim. Consulte INSPECIONE E
MEÇA OS CASQUILHOS DA BIELA no Grupo

–UN–18JUN99
030.

1. Com o virabrequim removido do motor, instale as

RG10223
capas do mancal principal com os insertos dos
casquilhos. Certifique-se de que os insertos sejam
instalados corretamente. Medição dos Mancais Principais

2. Aperte os parafusos do mancal principal de acordo


com as especificações.

Especificação
Parafusos dos Mancais Principais
do Virabrequim—Torque ............................................. 230 N•m (170 lb-ft)

3. Meça o diâmetro interno de todos os mancais


montados em quatro locais separados por 90° com um
micrômetro interno. Compare as medidas com as
seguintes especificações.

Especificação
Rolamento Principal do
Virabrequim—Diâmetro Interno
com Bronzina............................................................. 95,270—95,320 mm
(3.7508—3.7528 in.)
Diâmetro Interno sem Bronzina ............................ 101,651—101,677 mm
(4.0020—4.0030 in.)

Continua na próxima página RG,RG34710,1172 –54–10JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-31 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=259
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

4. Meça o diâmetro externo de todos os respectivos


mancais principais do virabrequim em quatro pontos
separados por 90°. Compare as medidas com as
seguintes especificações.
02
Especificação
040
Mancal Principal do
32
Virabrequim—Diâmetro Externo................................ 95,196—95,222 mm
(3.7479—3.7490 in.)

NOTA: Se o motor tiver passado por um


recondicionamento completo e bronzinas menores
tiverem sido usadas, os diâmetros interno e
externo podem não ser os mesmos dos
registrados. Entretanto, a folga de lubrificação

–UN–18JUN99
deve ser de 0,030 a 0.107 mm
(0.0012-0.0042 in.). Substitua as bronzinas
conforme necessário.

RG10224
Use as medidas do diâmetro externo do mancal do
virabrequim para determinar se o mancal está ovalizado
Medição dos Mancais Principais do Virabrequim
ou cônico.

Especificação
Mancal Principal do
Virabrequim—Conicidade por
comprimento de 25,4 mm (1.0 in.) ....................... 0,0025 mm (0.0001 in.)
Ovalização .............................................................. 0,025 mm (0.0010 in.)

RG,RG34710,1172 –54–10JUN99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-32 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=260
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Especificações do Furo em Linha da Capa


do Mancal Principal

Se qualquer diâmetro interno de capa de mancal principal


não estiver dentro das especificações, capas de mancal 02
vazias (genéricas) estão disponı́veis e devem ser furadas 040
em linha conforme as especificações. Substitua as capas 33
de mancal individuais conforme necessário.

–UN–18JUN99
1. Meça a largura da superfı́cie da capa do mancal
principal.

Especificação

RG10223
Capa do Mancal Principal do
Virabrequim—Largura da
Superfı́cie............................................... 36,28—36,78 mm (1.428—1.448 Medição dos Furos das Capas dos Mancais Principais
in.)

2. Com o virabrequim removido do bloco de cilindros,


instale as capas dos mancais principais sem as
bronzinas.

3. Aperte os parafusos do mancal principal de acordo


com as especificações.

Especificação
Parafusos dos Mancais Principais
do Virabrequim—Torque ............................................. 230 N•m (170 lb-ft)

4. Meça o diâmetro interno de todas as capas dos


mancais com um micrômetro interno. O diâmetro
interno da capa do mancal principal deve ser o
seguinte:

Especificação
Diâmetro Interno do Mancal
Principal Montado—Diâmetro
Interno........................................................................ 95,270—95,320 mm
(3.7508—3.7528 in.)

Se qualquer diâmetro interno de capa de mancal principal


não estiver dentro das especificações, capas de mancal
vazias (genéricas) estão disponı́veis e devem ser furadas
em linha conforme as especificações de acabamento.
Substitua as capas de mancal individuais conforme
necessário.

Continua na próxima página RG,RG34710,1173 –54–10JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-33 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=261
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

IMPORTANTE: O furo da linha do tampão do


rolamento principal deve ser feito
SOMENTE por pessoas com
experiência em equipamentos capazes
de manter as especificações do furo.
02
040
34 Especificação
Furo da Capa do Mancal
Principal—Diâmetro Interno Sem
Bronzina (Padrão) ................................................. 101,651—101,677 mm
(4.0020—4.0030 in.)
Variação do Diâmetro................................ 0,013 mm (0.0005 in.) máximo
Conicidade do Diâmetro ............................ 0,008 mm (0.0003 in.) máximo
Variação de Retilinidade
(Qualquer Furo ao Furo
Adjacente) ................................................. 0,038 mm (0.0015 in.) máximo
Variação de Retilinidade (5 Furos
Centrais ao Furo da Extremidade) ............ 0,076 mm (0.0030 in.) máximo
Linha de Centro do Furo ao Topo ............................ 352,35—352,50 mm
(13.872—13.878 in.)

RG,RG34710,1173 –54–10JUN99–2/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-34 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=262
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Especificações de Peças Novas do Mancal


de Encosto

IMPORTANTE: Instale a bronzina de encosto no bloco


de cilindros e aperte conforme as 02
especificações antes de retificar 040
novamente ou polir as superfı́cies de 35
encosto para certificar-se de que
todas as superfı́cies da bronzina e da
estrutura do bloco estejam alinhadas
corretamente.

Especificação
A — Folga da Arruela de
Encosto1—Diâmetro Externo do
Cı́rculo Básico ....................................................... 129,286—130,810 mm
(5,09—5.15 in.)
B — Capa do Mancal de
Encosto—Largura da Superfı́cie ........... 37,44—37,54 mm (1.474—1.478
in.)

–UN–20NOV97
C — Folga da Arruela de
Encosto— Ângulo de Alı́vio .................................................................. 45°
D — Capa do Mancal de
Encosto—Largura Geral (—1995)......... 41,81—42,31 mm (1.646—1.666
in.)

RG5269
Largura Geral (1995—) ......................... 39,16—39,66 mm (1.542—1.561
in.)
Medidas do Mancal de Encosto

Desvio máximo para a superfı́cie de encosto conforme a A—Cı́rculo Base da Folga da Arruela de Encosto
seguir: B—Espessura da Superfı́cie de Encosto
C—Ângulo de Alı́vio
Especificação D—Largura Geral da Capa do Mancal
Superfı́cie do Mancal de
Encosto—Desvio Máximo ........................................ 0,25 mm (0.0010 in.)

1
As superfı́cies de (arruela) encosto nas capas dos mancais devem ser
planas em relação às superfı́cies (arruela) de encosto casadas do bloco
de cilindros.
RG,RG34710,1174 –54–10JUN99–1/1

CTM181 (20MAR01) 02-040-35 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=263
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

Instruções de Retificação do Virabrequim

IMPORTANTE: A retificação do virabrequim deve Se o virabrequim tiver que ser retificado novamente,
ser feita SOMENTE por pessoas siga as seguintes instruções recomendadas:
com experiência em equipamentos
02
040 capazes de manter o tamanho do 1. Compare as medidas dos mancais do virabrequim
36 virabrequim e as especificações de tomadas durante a inspeção e determine a
acabamento. dimensão com que os mancais devem ser
retificados novamente.
Os mancais (pinos) das bielas do
virabrequim têm um raio no filete 2. Retifique todos os mancais principais ou todos os
rebaixado. NÃO retifique dentro da mancais das bielas com o mesmo tamanho exigido.
área rebeixada quando bronzinas Consulte ESPECIFICAÇÕES PARA A
menores forem usadas. RETIFICAÇÃO DO VIRABREQUIM,
posteriormente, neste grupo.
Além das bronzinas de tamanho-padrão, existem
bronzinas menores de 0,292 mm (0.0115 in.) e 0,552 IMPORTANTE: Todos os raios dos filetes dos
mm (0.0217 in.) disponı́veis para os mancais mancais principais (tangenciais)
principais. devem estar livres de qualquer
marca ou arranhão devido à
Especificação retı́fica. O filete deve se unir
Bronzinas Principais de suavemente ao mancal e ao braço
Tamanho Menor Disponı́veis—
Diâmetro Externo ................................ 0,292 mm (0.0115 in.) e 0,552
da manivela. Verifique os raios com
mm (0.0217 in.) um aferidor de filete.

Os mancais das bielas (pinos) têm bronzinas com Deve-se tomar cuidado para evitar
sobremedida de somente 0,292 mm (0.0115 in.). aquecimento localizado que
freqüentemente produz trincas de
Especificação retı́fica. Refrigere o virabrequim
Mancais de Biela (Pino) de durante a retı́fica usando bastante
Tamanho Menor Disponı́veis— refrigerante. NÃO comprima o
Diâmetro Externo ............................................. 0,292 mm (0.0115 in.)
rebolo na peça.
Se os mancais estiverem cônicos, ovalizados,
Retifique o virabrequim com os
marcados ou danificados, retifique o virabrequim e
mancais girando no sentido
instale os mancais menores adequados.
anti-horário, como vistos da
extremidade dianteira do
IMPORTANTE: Se as bronzinas menores forem
virabrequim. Pula os mancais na
usadas, verifique a folga após ter
direção oposta da retı́fica.
apertado as capas dos mancais
com o torque especificado. Se as
3. Pula as superfı́cies retificadas até o acabamento
bronzinas menores estiverem muito
especificado para evitar desgaste excessivo dos
apertadas e a folga não estiver
mancais.
dentro das especificações, o
mancal e a bronzina serão limpos
de todo o óleo. Isso resultaria em
desgaste prematuro das peças.

Continua na próxima página DPSG,OUO1004,907 –54–16JUN99–1/2

CTM181 (20MAR01) 02-040-36 Motores Diesel 8,1 L — Motor Básico


102102
PN=264
Reparação e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volantes

NOTA: Os virabrequins de produção são temperados NOVAS PEÇAS DO MANCAL DE ENCOSTO,


por indução e passam por jateamento na anteriormente, neste grupo.
fábrica. Não se recomenda o jateamento
devido ao equipamento necessário e à Especificação
geometria da peça. Arruela de Encosto com