You are on page 1of 2

r-- =-

11. AGIR PERDOAR A DEUS:


Preparação constante; fazer a VONTADE DO PAI; Espera Lc 23,42-43
Ativa (Ef 6,18; Cl4,2) Ap 3,20 - "Eis que estou à porta e bato ..."
Orai, perseverai em vigília suplicando. Perdoar é Amar - Amar é ordem de Jesus:
Fazer o Possível (nós) - DEUS fará o Impossível. Eis que vos mando: "Amai-vos uns aos outros ..." - [o 15,12
SANTO INÁCIO: "Faça tudo como se tudo dependesse de
você e depois entregue tudo nas mãos
9ª Palestra
do SENHOR" .
FRUTOS DO ESPÍRITO SANTO

INTRODUÇÃO:
8ª Palestra - Preparação para vivermos a Vida Nova
PERDÃO - Após o Batismo no Espírito Santo produzir frutos
[o 15,1-8 - Ler e trabalhar na palavra
- O fruto do Espírito Santo é a colheita de Deus, em
Perdão envolve - AMOR nossas vidas.
Oqueéamar? - São características de Jesus em nós
Amar é perdoar - Perdoar é amar.
- São os sinais visíveis de nossa transformação
Sentido do perdão - é a reconciliação: - Comigo mesmo
-Como irmão
CONDIÇÕES PARA FRUTIFICAR
-Com Deus
- Preparando-nos, limpando sempre o nosso coração (terra).
Perdão é a chave para abrir o manancial das graças dadas pelo - Permanecendo n'Ele
Senhor. - Aceitando as podas
Se não nos amarmos, não amaremos os irmãos nem a Deus.
Gálatas 5,22 - Sob a ação do Espírito Santo, obteremos como
Os três níveis do perdão: conseqüência os frutos do Espírito Santo.
PERDOAR AOS IRMÃOS:
Podemos separá-los em três tipos - os frutos que produzimos
Mt 5,23-24.38-41.43-44 (desenvolver na palestra) em nosso ser:
Mt 6,9-15 (Pai Nosso)
Para o relacionamento com Deus: Amor, Alegria, Paz,
Mt 18,18.21-22 Felicidade (fé)
Mt 18,21-22 - 70x7 - necessário o perdão até quando sentir
Para o relacionamento com o próximo (o irmão) :
que perdoou -lPd 3,8-9
Bondade, Paciência (longanimidade), Benignidade (delicadeza)
Exemplo Bíblico: Zaqueu - Lc 19,7-9
Para conosco mesmos: Paz e Alegria, Mansidão, Temperança
PERDOAR A NÓS MESMOS: 1. Amor -lCor 13,1-7
Reconhecer-se pecador - [r 31,34b
- Somos tomados por um amor filial do Pai: Um forte desejo
Exemplo: Mulher adúltera - [o 8,3-11
de assumir o Senhorio de Jesus em nós.
A Samaritana - [o 4,15-18
64 65

••••••
- Invade-nos a atitude de: consolar, confortar e até defender 7. Delicadeza (benignidade)
os irmãos. At 28,7 ; Is 49,15
- Sentimento de doação, deixamos de ser egoístas.
2. Alegria - Necessidade de ajudar aos outros.
Lc 1,44 - Isabel sente a criança estremecer de alegria. - Alegria em partilhar.
Jo 16,22 - Ninguém vos tirará a alegria
At 13,52 - Os discípulos estavam cheios de alegria 8. Mansidão
- Dá-nos vontade de cantar louvores a Deus. Mt 11,29 - Aprendei de Mim porque sou manso e humilde de
- Passamos a glorificá-lo por tudo e em tudo. coração.
- A nossa oração se torna alegre. - Passamos a ser mansos em nosso modo de agir.
- Compreendemos o que é ser humilde.
3. Paz - Temos cuidado, cautela, para com os irmãos.
[o 14,27 - "Deixo-vos a paz ..."
2Cor 13,11- "Alegrai-vos ...e o Deus da Paz entrará convosco". 9. Temperança (auto-dominação)
- É o primeiro fruto do Espírito Santo que notamos em nós. Cl2,5 - língua, pensamento, ação
- Dá-nos tranqüilidade. - Passamos a controlar - língua e pensamento
- Pacificação interior. - Temos paciência (moderação) de atos e palavras.
- Controlamos nossas ações e paixões.
4. Fidelidade Esta será a colheita de Deus em nossas vidas mesmo que
Ap 2,10 - mostra-te fiel até a morte tenhamos sido pecadores, adúlteros, traidores, chega para nós
- Temos mais confiança em Deus e nos outros. um momento novo - Dia Novo - Hoje é o grande dia.
- Mais facilidade de sermos fiéis aos nossos compromissos e O Senhor nos chama à santidade, e esta é para todos os que
deveres em nome do Senhor. foram batizados - Rm 11,23 (ler).
- Aprendemos a viver a Esperança Total. Deus nos dá a chance de sermos enxertados novamente e
podemos ser transformados, trocando: - orgulho - mansidão
5. Bondade - medo - fidelidade
Rm 15,14 - Cheios de bondade ... - traumas - alegria
SI106,1- Louvai o Senhor, porque Ele é bom ... - ódio - amor
- A bondade do Pai se comunica em nós, e sentimos A oração de São Francisco nos mostra.
necessidade de sermos bons para com os outros. Deixemos, pois, o Espírito Santo agir em cada um de nós.
Ler 1Cor 13,1-7.
6. Paciência (longanimidade)
Ef 4,2 - ... suportando-se uns aos outros.
2Tm 4,2 - ... exorta com paciência
- Compreende-se melhor os outros e a nós mesmos.
- Não nos irritamos com tanta facilidade.

66 67

-.
11'