You are on page 1of 78
26 Construa, usando o sistema cartesiano ortogonal, 0 grafico das fungées dadas por: a) f() = 2x +1 dy=h-x b)f@) =-x+4 ay = —2« 27 Construa, num mesmo plano cartesiano, 0s gré- ficos das fungées f(x) = x e g(x) = —x. 28 Construa, num mesmo sistema cartesiano ortogonal, e depois compare, os gréficos das fungies 29 Construa, usando o sistema cartesiano ortogonal, 0s gtéticos das fungSes definidas por: 2x, sex 20 a) {09 = { ee oo 3,sex<0 -x+3,sex>0 b) fx) = { rao vouronat s(t) = 450 = 450 = 100 + 80t => 801 = 450 — 100 > t = 67691 tm b) Para t = 3: (8) = 100 + 80t = s(3) = 100 + 80 - 3 = s(3) = 340 O mével estaré na km 340 da todavia aps 3 horas de viagem, ©) O mével chega ao destino quando s(t) = 450. Isto porque ele partiu da cidade A, localizada no km WU da rodovia, e a cidade B dista 350 km de A. {= 4 horas, 22 minutos e 30 segundos 4) Para t = 0: s(t) = 100 + 80t = s(t) = 100 + 80-0 = s(t) = 100 © signiticado disto é que a cidade A, origem do movimento, esté localizada no km 100 da rodovia. 30 0 crescimento de uma planta 6 dado pela fun¢ao y = 4x, onde x representa o tempo em dias e y repre- sentaa altura em centimetros. Construa.o gréfico que representa o crescimento dessa planta até u 10° dia Oenunciado a seguir refere-se aos exercicios 31 € 32. Sahe-se que a cnnta de energia elétrica residencial 6 calculada por meio de uma taxa varidvel, de acordo com 0 consumo de kWh, acrescida de uma taxa fixa por residéncia, correspondente a iluminagao publica, Suponha que duas cidades A e B sao servidas por duas companhlas de distribuicao de energia distin- las, com taxas de diferenciadas, cujos valores so: Companhia [30 centavos por kWh dacidade A: | 4 reais de taxa de iluminago publica Companhia {40 centavos por kWh da cidade B: | 3 reais de taxa de iluminagao publica 156" BA (UFOP-MG) Faca o que se pede, consiterando qne valor da conta de energia elétrica residencial (y) é, portanto, uma funcio do consumo de kWh (x): a) Dé a expresso de y(x) para as cidades A e B. ) Diga se pode acontecer que, em determinado més, duas residéncias, uma da cidade A e outra da ci- dade B, tenham pago a mesma conta. Em caso afirmativo, determine v consumy de kWh eo valor da conta paga pelas residéncias. 32 (UFOP-MG) Faga, num mesmo sistema de coor- denadas cartesianas, os graficos das contas de ener- xia eleuica (eu: R8) de sesidéncias ds cidales A B, em funcao do consumo (em kWh). 33 Construa, usando um sistema de coordenadas cartesianas, o grafico da fungao f: R — R dado por toy = {26 88x51 x+3,sex>-1 ‘A seguit, dé 0 conjunto imagem dessa funcao. 3-4 (UFMC) 0 valor V, em reais, da conta mensal de energia elétrica € calculado a partir do consumo C, em kWh. Para consumos inferiores ou iguais a 200 kWh, o valor do kWh é de RS 0,30. No entanto, para consumos superiores, 0 valor do kWh é acres- ‘ido de 50% para a parcela que exceder a 200 kWh, a) Trace 0 grafico de V como funcao de C, para 0 = > 600. b) Calcule o valor de V correspondente a um consu- mo de 500 kWh no més. ¢) Calcule o valor de C correspondente a uma conta mensal de R§ 132,00. 35 Construa, usando o sistema cartesiano ortogonal, a gréfien da fungaa dada por 3,sex=-2 f(x) - | 1—x,c0e-2 para um consumo c de até 10 m°, o preco Pa ser pago € de RS 10,00; > para um consumo ¢ maior que 10 m’, 0 preco P a ser pago é de R$ 10,00, acrescido de R§ 2,00 para cada metro citbico gasto além dos 10 m’. =1s7= rgiorounowat 0 gréfico ilustra esse comunicado. Pins) Um professor dessa cidade aproveitou para, na aula de Matemética, descobrir a lei de formacao de P em fungao de c € deu a seguinte explicacao: S > para consumos de 0 a 10, 0 gréfico é parte de uma reta horizon- tal e representa, nesse trecho, uma funcdo constante cuja lei é P= 10, parad= c= 10. . > para consumos de 10 m* ou mais, o grafico é parte de uma reta no horizontal e nao vertical e representa, nesse trecho, uma fungao polinomial do 1 grau cuja lei é do tipo P= a-c +b. Do grafica temas: Sec Sec 0, entao P a-10+boul0a+b=10. (I) a-20+bou20a+b=30. (I) 10, entdo P Efetuando (11) (1), temos: { 10a + b = 10 20a +b a Entdo, P(c) = 2c ~ 10, para c > 10. Resumindo, a lei de formagao de P em fungao de c é: fe = 10, para0 10 EXERCICIOS EXERCICIOSHEXERCICIOS| 42 Determine, para cada item, a lei de formagao da fungdo f, eujo grifico cartesiano 6 dado abaixo: a) °) d) Dy by doy D ° 5 4 of 3 2t/; 2 Vi the 1 7 op ee z riglorounosi 458