You are on page 1of 12

MANUAL DO PORTFÓLIO

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS – MOD B/ FASE I - 2019


UTA ARTES VISUAIS E SUAS REPRESENTAÇÕES
GRADE 2017/05

Prezado (a) aluno (a),

O Portfólio é um trabalho prático que possibilita ao aluno vivenciar e refletir sobre a aprendizagem
e os conhecimentos adquiridos no curso, sendo as propostas sempre apresentadas em cada uma
das fases. O Portfólio é uma das atividades práticas da ESE e este trabalho atende à carga
horária de práticas que a legislação indica para os cursos de graduação no país.

No caso das disciplinas práticas de Artes Visuais, o Portfólio apresenta propostas as quais
resultam na produção de trabalhos autorais dos alunos podendo contemplar as diferentes
linguagens da arte como, por exemplo, desenhos, gravuras, pinturas, esculturas, meios digitais e
outros.

Você deve conhecer previamente a proposta do Portfólio, preparar-se lendo todo o material
indicado, discutir com seus pares e orientador educacional do Polo, além de participar ativamente
do Fórum no AVA. O Fórum é o local de discussão do Portfólio que o aluno deve acessar e
participar, lembrando de realizar as leituras propostas no Manual para que possa ter maior
compreensão do assunto e participação nas discussões.

O presente Manual apresenta, passo a passo, quais exercícios deverão ser resolvidos e como o
aluno deverá realizar o seu trabalho.

O Portfólio é um instrumento de avaliação, cuja nota compõe a média final das disciplinas
envolvidas na fase. Seus critérios de avaliação estão no final deste Manual.

Assim, com o Portfólio, visamos à relação entre teoria e prática e à formação do aluno enquanto
profissional atuante, crítico e reflexivo.

Núcleo de Práticas/Portfólio e
Escola Superior de Educação – ESSE

1
1. PROPOSTA DE PORTFÓLIO PARA O MÓDULO B / FASE I - 2019

Este PORTFÓLIO tem como tema geral “Arte, filosofia e historicidade nas construções”, e como
subtema específico “Um olhar sobre o belo”. O portfólio desta fase deverá ser realizado
individualmente, e você deverá cumprir 5 ATIVIDADES PRÁTICAS, sendo elas:

A) Exercício 01 – Leitura de textos, visualização de vídeos e elaboração de texto/resumo.

B) Exercício 02 – Realização de pesquisa e elaboração de pequeno texto sobre o tema: “O


bom e o belo na minha cidade”.

C) Exercício 03 - Escolha de um local de sua cidade que tenha relevância histórica e


realização de pesquisa sobre esse local/construção.

D) Exercício 04 - Registro fotográfico do local escolhido com 3 fotografias.

E) Exercício 05 – Elaboração de desenho e pintura com lápis de cor.

Observação: Cada um dos exercícios propostos acima corresponde a uma etapa do Portfólio.

2. MATERIAIS E DETALHAMENTO DOS EXERCÍCIOS

Exercícios I, II e III: Equipamento com acesso à internet.


Exercícios IV: Máquina fotográfica ou celular com câmera.
Exercícios V: Papel Canson A4 e lápis de cor.

3. EMBASAMENTO TEÓRICO

Para iniciar o Portfólio é importante que você tenha embasamento teórico construído por leituras
com o objetivo de trazer conceitos, argumentos e informações sobre o tema geral “Arte, filosofia
e historicidade nas construções”, e como subtema específico “Um olhar sobre o belo”.

O texto a seguir, intitulado Arte e Filosofia, aborda teorias sobre poética e estética, abordando a
visão do “belo” na arte. Em seguida teremos dois vídeos: A beleza e sua importância, do professor
Tiago Amorim, e A importância da Beleza, do filósofo Roger Scruton. Vamos ao texto e aos
vídeos.

2
ARTE E FILOSOFIA

Do ponto de vista da Filosofia, podemos falar em dois grandes momentos de teorização da arte.
No primeiro, inaugurado por Platão e Aristóteles, a Filosofia trata as artes sob a forma da poética;
no segundo, a partir do século XVIII, sob a forma da estética.

Arte Poética é o nome de uma obra aristotélica sobre as artes da fala e da escrita, do canto e da
dança: a poesia e o teatro (tragédia e comédia). A palavra poética é a tradução para poiesis,
portanto, para fabricação. A arte poética estuda as obras de arte como fabricação de seres e
gestos artificiais, isto é, produzidos pelos seres humanos.

Estética é a tradução da palavra grega aesthesis, que significa conhecimento sensorial,


experiência, sensibilidade. Foi empregada para referir-se às artes, pela primeira vez, pelo alemão
Baumgarten, por volta de 1750. Em seu uso inicial, referia-se ao estudo das obras de arte
enquanto criações da sensibilidade, tendo como finalidade o belo. Pouco a pouco, substituiu a
noção de arte poética e passou a designar toda investigação filosófica que tenha por objeto as
artes ou uma arte.

Do lado do artista e da obra, busca-se a realização da beleza; do lado do espectador e receptor,


busca-se a reação sob a forma do juízo de gosto, do bom gosto. A noção de estética, quando
formulada e desenvolvida nos séculos XVIII e XIX, pressupunha: 1. Que a arte é produto da
sensibilidade, da imaginação e da inspiração do artista e que sua finalidade é a contemplação; 2.
Que a contemplação, do lado do artista, é a busca do belo (e não do útil, nem do agradável ou
prazeroso) e, do lado do público, é a avaliação ou o julgamento do valor de beleza atingido pela
obra; 3. Que o belo é diferente do verdadeiro.

De fato, o verdadeiro é o que é conhecido pelo intelecto por meio de demonstrações e provas, que
permitem deduzir um particular de um universal (dedução) ou inferir um universal de vários
particulares (indução) por meio de conceitos e leis. O belo, ao contrário, tem a peculiaridade de
possuir um valor universal, embora a obra de arte seja essencialmente particular. Em outras
palavras, a obra de arte, em sua particularidade e singularidade única, oferece algo universal – a
beleza – sem necessidade de demonstrações, provas, inferências e conceitos.

Quando leio um poema, escuto uma sonata ou observo um quadro, posso dizer que são belos ou
que ali está a beleza, embora esteja diante de algo único e incomparável. O juízo de gosto teria,

3
assim, a peculiaridade de emitir um julgamento universal, referindo-se, porém, a algo singular e
particular. Desde o início do século passado, todavia, abandona-se a ideia de juízo de gosto como
critério de apreciação e avaliação das obras de arte. De fato, as artes deixaram de ser pensadas
exclusivamente do ponto de vista da produção da beleza para serem vistas sob outras
perspectivas, tais como expressão de emoções e desejos, interpretação e crítica da realidade
social, atividade criadora de procedimentos inéditos para a invenção de objetos artísticos, etc.

Essa mudança fez com que a ideia de gosto e de beleza perdessem o privilégio estético e que a
estética se aproximasse cada vez mais da ideia de poética, a arte como trabalho e não como
contemplação e sensibilidade, fantasia e ilusão. A estética ou filosofia da arte possui três núcleos
principais de investigação: a relação entre arte e Natureza, arte e humano, e finalidades-funções
da arte.

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. p. 410-12. Disponível em: <


http://home.ufam.edu.br/andersonlfc/Economia_Etica/Convite%20%20Filosofia%20-
%20Marilena%20Chaui.pdf >. Acesso em 14/12/2015.

VÍDEOS
 Assista ao vídeo do professor Tiago Amorim, intitulado “A beleza e sua
importância”:
Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=QqUT31x-v3k. Acesso em 22/05/19

 O Vídeo do filósofo Roger Scruton intitulado “A importância da Beleza” (Why


Beauty Matters) apresenta uma visão muito profunda, e ao mesmo tempo bastante
acessível, sobre o tema (e é citado por Tiago Amorim). Vale a pena conferir:
Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=bHw4MMEnmpc Acesso em 11/06/19

4. ETAPAS PARA REALIZAÇÃO DO PORTFÓLIO

Constantemente fazemos avaliações sobre a realidade que nos cerca. Dizemos, por exemplo, que
alguém agiu mal por não ajudar outra pessoa ou que um computador é ruim porque trava com
frequência. Nesse sentido, é importante distinguir o que se entende por juízos de realidade (que
se referem ao fato de que pessoas e computadores existem) e juízos de valor (que ocorrem
quando atribuímos uma qualidade que mobiliza nossa atração ou repulsa) (ARANHA; MARTINS,
2009).

4
Como é possível notar, a questão dos juízos está diretamente relacionada com a questão dos
valores, que podem ser éticos, lógicos, estéticos, afetivos, econômicos, religiosos, entre outros.
Mas o que são valores? Para Garcia Morente (1996, p. 296), “os valores não são, mas valem”, o
que significa dizer que algo vale pelo fato de não ser indiferente ou não nos deixar indiferentes, ou
seja, uma relação de valor é uma relação de não indiferença com alguém ou com algo.

Essas observações conduzem nossa atenção para a reflexão sobre Moral (que é o conjunto de
regras que determinam o comportamento dos indivíduos em um grupo social) e Ética (que é uma
reflexão sobre as noções e princípios que fundamentam a vida moral). Profundamente
relacionada com a ética e a moral temos a questão estética, palavra que etimologicamente
significa “faculdade de sentir, compreensão pelos sentidos, percepção totalizante”. Nesse
contexto, de acordo com Aranha e Martins (2009, p. 102) “sob o nome de estética enquadramos
um ramo da filosofia que estuda racionalmente os valores propostos pelas obras de arte e o
sentimento que suscita nos seres humanos”.

Não obstante a toda a discussão histórica sobre o belo e o feio desde Platão passando por Kant e
Hegel, atualmente, “de uma perspectiva fenomenológica, consideramos o belo como uma
qualidade de certos objetivos singulares que nos são dados à percepção” (ARANHA e MARTINS,
2009, p. 403). E ainda de acordo com Aranha e Martins (2009, p. 403): “o objeto é belo porque
realiza sua finalidade, é autêntico, verdadeiramente segundo seu modo de ser, isto é, por ser um
objeto singular, sensível, carrega um significado que só pode ser percebido na experiência
estética”. Assim, não existe mais a ideia de um valor estético a partir do qual seja possível jugar
todas as obras, pois cada objeto singular estabelece sua própria maneira de ser belo.

A partir das considerações iniciais, propomos o seguinte percurso de trabalho para a realização do
Portfólio:

1ª ETAPA

EXERCÍCIO 01: Leia os textos do Manual do Portfólio, assista aos vídeos propostos e elabore um
resumo sobre estes conteúdos de, no máximo, 10 linhas.

2ª ETAPA

EXERCÍCIO 02: Com base nos textos apresentados e vídeos propostos neste Manual, faça uma
pesquisa sobre o assunto e escreva um texto científico (com introdução, referencial teórico e

5
considerações finais), com o máximo de 1 página, sobre o tema: “O bom e o belo na minha
cidade”

Você pode pesquisar na Biblioteca Virtual materiais sobre como escrever um texto científico.

3ª ETAPA

EXERCÍCIO 03: Escolha um local de sua cidade que tenha relevância histórica, considerando os
conteúdos dos textos propostos, e pesquise em uma fonte historiográfica (jornal, revista, livro,
panfleto, sítio de internet, dentre outro documento) uma justificativa para a sua escolha. Esta
justificativa deve informar a relevância do local escolhido para a sociedade, passada ou
contemporânea. Sua resposta pode ter entre 2 e 5 linhas, além da referência da fonte
historiográfica onde buscou a informação.

4ª ETAPA

EXERCÍCIO 04: Realize o registro fotográfico do local escolhido com 3 fotografias que devem ser
tiradas por você, em ângulos diferentes que evidenciem os elementos principais do local
escolhido. Lembrando que, as imagens devem possuir os elementos básicos da linguagem
fotográfica (consultar manuais de fotografia na Biblioteca Virtual). Atenção, não serão aceitas
fotografias sem critérios estéticos da linguagem fotográfica e nem imagens retiradas da internet.

5ª ETAPA

EXERCÍCIO 05: A partir dos seus registros fotográficos feitos para o exercício 4, elabore um
desenho fazendo sua pintura com a técnica de lápis de cor sobre papel
Você pode realizar uma pesquisa na Biblioteca Virtual com o intuito de verificar os livros que
tratam da técnica de lápis de cor e teoria da cor para maior conhecimento

6
PORTFÓLIO - RESUMO DAS ETAPAS (Estas etapas estão presentes no Arquivo Modelo já
formatado para a produção de seu trabalho. Você deverá acessá-lo no AVA).

CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS


NOME COMPLETO: Escreva aqui o seu nome completo.
RU: Indique aqui o seu nome RU
POLO: Escreva aqui o nome do seu Polo

CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS


NOME COMPLETO: Escreva aqui o seu nome completo.
RU: Indique aqui o seu nome RU
POLO: Escreva aqui o nome do seu Polo

EXERCÍCIO 01
Leia os textos do Manual do Portfólio, assista aos vídeos do embasamento teórico e elabore um
resumo sobre estes conteúdos de, no máximo, 10 linhas.
EXERCÍCIO 02
Com base nos textos apresentados e vídeos sugeridos neste Manual, faça uma pesquisa sobre o
assunto e escreva um texto científico (com introdução, referencial teórico e considerações finais),
com o máximo de 1 página, sobre o tema: “O bom e o belo na minha cidade”.
EXERCÍCIO 03
Escolha um local de sua cidade, considerando os conteúdos dos textos propostos, e pesquise em
uma fonte historiográfica (jornal, revista, livro, panfleto, sítio de internet, dentre outro documento)
uma justificativa para a sua escolha. Esta justificativa deve informar a relevância do local
escolhido para a sociedade, passada ou contemporânea. Sua resposta pode ter entre 2 e 5 linhas,
além da referência da fonte historiográfica onde busco a informação.
EXERCÍCIO 04
Realize o registro fotográfico do local escolhido com 3 fotografias que devem ser tiradas por você,
em ângulos diferentes que evidenciem os elementos principais do local escolhido. Lembrando
que, as imagens devem possuir os elementos básicos da linguagem fotográfica (consultar
manuais de fotografia na Biblioteca Virtual). Atenção, não serão aceitas fotografias sem critérios
estéticos da linguagem fotográfica e nem imagens retiradas da internet. Insira as imagens abaixo.
EXERCÍCIO 05
A partir dos seus registros fotográficos para o exercício 4, elabore um desenho e faça a pintura
com a técnica de lápis de cor sobre papel. Fotografe o seu desenho e insira a imagem abaixo.

7
5. ADEQUAÇÃO DO TRABALHO ÀS NORMAS

Verifique se todas as etapas necessárias para a realização de seu Portfólio foram executas e
submeta o seu Portfólio às NORMAS DA ABNT conforme diretrizes abaixo:

CONFIGURAÇÃO E FORMATAÇÃO DO PORTFÓLIO

Utilize o arquivo modelo presente no Roteiro de Estudo de sua disciplina (capa, folha de rosto,
exercícios) para elaborar o seu Portfólio.

 O Portfólio deverá ser escrito de acordo com a norma culta padrão da Língua
Portuguesa e dentro das Normas Acadêmicas do Grupo UNINTER;

 Papel: A4 (21 cm x 29,7);

 Margens: Superior e esquerda: 3,0 / Inferior e direita: 2,0;

 Fontes: Fonte Arial, tamanho 12 em todos os textos redigidos (com exceção das
citações com mais de três linhas e notas de rodapé, nas quais se deve utilizar fonte
Arial tamanho 10);

 Espaçamentos: Todo o texto deve ser digitado com espaço 1,5 entre linhas,
exceto as citações com mais de três linhas, notas de rodapé e referências, que
devem ser digitadas com espaço entre linhas simples;

 Parágrafos: devem ser recuados a 1,25 cm.

8
CAPA E FOLHA DE ROSTO
O Portfólio precisa conter capa e folha de rosto, impreterivelmente seguindo os modelos
abaixo:

Modelo de capa Modelo de folha de rosto

6. APRESENTAÇÃO NO POLO
Após finalizado o seu Portfólio, agende a sua apresentação no Polo de Apoio Presencial (PAP)
estando atento aos seguintes itens que deverão constar:

a. O PROCESSO DE ELABORAÇÃO DE CADA EXERCÍCIO/ETAPA;


b. O RESULTADO DE CADA EXERCÍCIO;
Dica: Em sua apresentação, você pode utilizar PowerPoint, contendo as etapas do processo de
produção de seu Portfólio.

7. POSTAGEM DO PORTFÓLIO

Na data correta, serão abertos três links de postagem para o mesmo trabalho:

1º Link para Comentários: neste link você postará o seu trabalho para receber orientações de
um professor corretor e não receberá a nota;
2º Link Resolução: neste link você postará o seu trabalho finalizado para o recebimento de nota

9
após realizar as adequações da etapa anterior, caso necessário. Destacamos que o aluno não
necessariamente receberá a nota máxima em seu trabalho por mais que tenha feito os ajustes
recomendados na etapa anterior pois trata-se de um processo avaliativo e que o corretor é o
responsável;
3º Link Apresentação/Discussão: este link será de uso do tutor de seu Polo que irá inserir a
nota da sua apresentação.

Você deverá postar o Portfólio finalizado para a avaliação impreterivelmente, no período


informado na sala de aula do ambiente virtual de aprendizagem. A postagem é realizada na aba
TRABALHOS, localizada ao lado esquerdo da página do ROTEIRO DE ESTUDO das disciplinas.

ATENÇÃO!!! Não há como refazer o Portfólio depois que ele já tenha sido avaliado
(recebido comentários e notas pela equipe de corretores).

8. ORIENTAÇÕES FINAIS

Não deixe de ler também o material complementar postado no AVA, na mesma seção do Portfólio.
Após seguir todas as etapas descritas anteriormente, o Portfólio deve ser postado no AVA,
obrigatoriamente, em arquivo .doc ou .docx do word.

ATENÇÃO!!! Para o trabalho do Portfólio, utilize o arquivo MODELO disponível também no


Roteiro de Estudo de disciplina.

Desejamos um excelente trabalho a todos nesta fase da UTA, contando com o seu melhor
desempenho.

Prof. Dr. Ricardo M. Petracca


Coordenador dos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Artes Visuais - EaD

10
ANEXO 01

CRITÉRIOS FIXOS AVALIATIVOS DAS ATIVIDADES PRÁTICAS

PRODUÇÃO

01) O trabalho apresenta os dados de identificação do aluno (Valor: 0 – 100)


- Todos os dados de identificação do aluno devem estar presentes para que a nota seja
integral;
- Aqui cabe também a “caligrafia” gráfica do aluno, ou seja, se há uma unidade gráfica entre as
propostas dos exercícios;
- O trabalho é individual, não cabendo, portanto, nenhuma colaboração entre alunos no mesmo
trabalho.

02) O trabalho apresenta desenvolvimento que contempla criação própria (autoria) articulada à
proposta de atividade do Portfólio. (Valor: 0 – 100)
- As imagens devem ser autorais, portanto, NÃO serão aceitas imagens da internet
- O Desenho deve ter sido produzido pelo aluno;
- O desenvolvimento, nesse caso, deve ser mensurado a partir da evidenciação se as
competências e habilidades esperadas, em cada exercício, foram atingidas.

03) O trabalho atente às normas acadêmicas da Instituição de Ensino Superior (IES) e ao


gênero textual proposto, conforme indicações nas orientações e no modelo. (Valor: 0 – 100)
- As normas acadêmicas da IES devem ser respeitadas, de forma que em cada exercício as
orientações sejam seguidas.

04) O trabalho apresenta sequência lógica, coesão, coerência, objetividade, linguagem e


vocabulário científicos adequados, estando de acordo com a norma padrão da língua.
(Valor: 0 – 100)
- A sequência lógica deve atender a seguinte ordem: 1° Leitura de textos, visualização de
vídeos e elaboração de texto/resumo; 2° Realização de pesquisa e elaboração de pequeno
texto sobre o tema: “O bom e o belo na minha cidade”; 3° Escolha de um local de sua cidade e
realização de pesquisa sobre o local escolhido; 4° Registro fotográfico do local escolhido com 3
fotografias; 5° Elaboração de desenho e pintura com lápis de cor.

05) O conteúdo e conceitos estão de acordo com os referenciais clássicos, e os autores


teóricos, se mencionados, foram devidamente citados, referenciados e são relevantes para
o trabalho. (Valor: 0 – 100)
- O aluno demonstra por meio dos exercícios que consultou as fontes sugeridas ao longo do
trabalho, como referencial imagético (obras dos artistas) e os livros de desenho da biblioteca
virtual.

06) O trabalho apresenta uma síntese pessoal, de modo a expressar a compreensão sobre o
tema que foi objeto da atividade, além de haver argumentação/posicionamento crítico.
(Valor: 0 – 100)

11
- A síntese pode ser obtida por meio dos comentários das fotos inseridas referentes ao
processo de elaboração.

07) O trabalho apresentado está de acordo com a proposta solicitada. (Valor: 0 – 100)

APRESENTAÇÃO NO POLO

01) Adota um discurso consistente na apresentação do trabalho, sequência lógica dos


conteúdos, clareza e articulação das ideias, linguagem fluente, clara e objetiva.

02) O método de apresentação utilizado está em conformidade com o proposto nas


orientações do Portfólio e contempla tema e prática solicitados.

03) Houve adequação e cumprimento ao tempo e às normas de apresentação.

12