You are on page 1of 3

Paulo  Mei  

Consultoria  e  Treinamento  em  Gestão  de  Projetos  e  Portfólios    

Matemática Financeira e Análise de Viabilidade de Projetos


Para uma empresa, todo investimento é um desembolso feito no presente visando gerar um fluxo de
benefícios futuros durante um período de tempo denominado horizonte de planejamento, de tal
forma que esses benefícios, mensurados em valores monetários de hoje, sejam suficientes para
cobrir a melhor alternativa já existente para o capital e ainda um adicional de risco do negócio. Essa
decisão é parte de um processo que envolve a avaliação de diversas alternativas viáveis
tecnicamente e que sejam atrativas financeiramente.
Esses investimentos normalmente são projetos executados pelas organizações e os benefícios
acontecem em momentos diferentes. Para compará-los com o investimento inicial (custo do projeto)
precisamos levar em consideração o valor do dinheiro no tempo. Para esse cálculo utilizamos a
matemática financeira.

1.1.  Valor Presente Líquido


Na maioria das decisões de investimento há um período no qual o capital é investido, na construção de
uma fábrica, por exemplo, e vários períodos nos quais essa fábrica dará lucro, devolvendo aos poucos o
capital ao investidor com juros, correção monetária e a lucratividade do investimento. Faz-se necessário
então um modelo matemático que consiga reunir o Valor Presente (PV) e vários valores futuros (FV),
cada um em certo momento da linha de tempo. A esse modelo chamamos de Fluxo de Caixa que é uma
sucessão de desembolsos e recebimentos ao longo de um determinado período de tempo.
Vamos imaginar um investimento que requer um aporte de capital de R$200 mil no início do
projeto e que obterá ganhos de R$100 mil pelos próximos 4 anos. O dono do capital quer receber
um pagamento pela utilização do dinheiro (juros) de pelo menos 10% ao ano pois caso contrário ele
deixa aplicado em uma instituição financeira que embora não pague tanto pelo menos não há risco.
Assim termos o seguinte fluxo de caixa:

A fórmula do valor presente líquido é:


-
&!'
!"#$ = $ /"!
() + +)'
'.)
De forma simples a fórmula quer dizer que devemos descontar todos os fluxos de caixa futuros (FV)
pela taxa em seus respectivos períodos, somando todos os resultados e depois subtraindo o investimento
inicial (PV). Se o valor for positivo teremos a certeza de que o empreendimento cobre o investimento
inicial e a taxa que foi definida. Se o resultado for negativo melhor escolher outro investimento.
Aplicando a fórmula ao nosso investimento teremos:
%&& %&& %&& %&&
!"# = + + + .+&&
(% + &, %)% (% + &, %)+ (% + &, %), (% + &, %)-
VPL  =  90,91  +  82,64  +  75,13  +  68,30  -­‐‑200  
VPL=116,99  

Gerenciamento de Custos e Viabilidade Econômica de Projetos e Empreendimentos


Paulo  Mei  
Consultoria  e  Treinamento  em  Gestão  de  Projetos  e  Portfólios    

Nesse exemplo, o resultado positivo indica que o investimento pode ser interessante do ponto de
vista econômico financeiro. Isso quer dizer que os ganhos devolvem o capital investido “pagando”
os juros de 10% ao período e ainda há uma sobra que no caso é de R$116,99 mil reais.
Utilizando a calculadora financeira HP 12C teremos:

1.2.  Taxa Interna de Retorno (TIR)


É a taxa de desconto que faria com que os rendimentos descontados cobrissem o investimento
inicial igualando o VPL a zero. Seu cálculo é bastante complexo e deve ser feito preferencialmente
com a utilização de uma calculadora financeira ou planilha eletrônica.
Utilizando a calculadora financeira HP 12C teremos:

O resultado que aparecer no visor é a Taxa Interna de Retorno (TIR) ou Internal Return Rate (IRR):

 
1.3.  Período de Retorno do Capital ou Payback
É o tempo a partir do qual as receitas acumuladas passam a superar as despesas acumuladas,
fazendo com que o capital inicialmente empregado volte para as mãos do investidor. O cálculo do
payback simples é realizado da seguinte forma:
Fluxo3de3 Fluxo3de3
Período Despesa Receita Caixa3 Caixa3
Líquido Acumulad
0 :200 :200 :200
1 100 100 :100
2 100 100 0
3 100 100 100
4 100 100 200

Recomendo fortemente que utilizem sempre o payback descontado, que é calculado da mesmo
forma apresentadas acima, apenas atualizando-se as receitas, período a período, pela tada de
desconto.

Gerenciamento de Custos e Viabilidade Econômica de Projetos e Empreendimentos


Paulo  Mei  
Consultoria  e  Treinamento  em  Gestão  de  Projetos  e  Portfólios    

1.4.  Retorno Sobre o Investimento (ROI)


O cálculo do ROI utiliza os mesmos princípios utilizados no cálculo do VPL. A única diferença é
que ao invés de somarmos os rendimentos descontados e subtrairmos o investimento inicial nós
somarmos os rendimentos descontados e dividimos pelo investimento inicial.
A fórmula do ROI é:
. &'(
(/* (* + ,)(
!"#$ = $
0'
Aplicando a fórmula temos:
%&& %&& %&& %&&
+ + +
(% + &, %)% (% + &, %)+ (% + &, %), (% + &, %)-
!"# = !
+&&  
%&, %() + )+,, -.) + )/0, (1) + )-+, 1&)
!"# =
,&&
%&', ))
!"# = = ,&, -.-,/0,&-., -%
*++
Utilizando a calculadora financeira HP 12C teremos:

A matemática financeira e os modelos matemáticos são auxiliares nas decisões de investimento pois muitos
fatores contribuem na decisão final. Os modelos diminuem as incertezas, porém ganhos futuros não são
certos, a avaliação dos investimentos terá uma forte influência da percepção dos investidores quanto ao risco.

Paulo Mei, MBA, PMP.

Paulo Mei, MBA, PMP. Consultor, instrutor e professor em gestão de projetos e


portfólios, além de membro da diretoria do PMI de São Paulo atuando no
Conselho de Governança. Graduado em Administração de Empresas com ênfase
em finanças, MBA pela FAAP e mestrando em Empreendedorismo pela
FEA/USP. Foi responsável nos últimos vinte anos por grandes projetos no Brasil e
no exterior (projetos offshore) e pela implantação de Escritórios de Projetos para
empresas de vários segmentos.
É autor dos livros Gerenciamento da Integração em Projetos (Elsevier; 2013) e PM Mind Map® - A
gestão descomplicada de projetos (Brasport; 2015).
Contato: paulomei@paulomei.com.br

Gerenciamento de Custos e Viabilidade Econômica de Projetos e Empreendimentos