You are on page 1of 5

Tema em Destaque Tubos de aço

Enquadramento normativo europeu - tubos de aço com costura

Introdução · regulação do mercado Europeu, impondo


objectivos e requisitos comuns,
Os tubos de aço estão - a nível Europeu - a · transmitir mais confiança aos consumidores
ser objecto de uma significativa “revolução” de que os produtos possuem aptidão para
técnico/qualitativa no sentido positivo do termo, a função a que se destinam,
em termos de especificações técnicas. De facto, · através da exigência do cumprimento das
com a publicação de normas Europeias aplicáveis norma aplicáveis, proteger o mercado
aos distintos tubos de aço, está a ser alcançado contra tubos de aço para canalizações de
o estratégico objectivo de harmonizar todo o qualidade duvidosa.
vasto, complexo e por vezes confuso leque de · potenciar economias de escala aos fabri-
diferentes Normas Nacionais dos Estados mem- cantes, que se traduzirão em reduções do
bros da União Europeia até agora existentes, preço final do produto mantendo o mesmo sificar a sua utilização enquanto ferramenta
com as seguintes vantagens óbvias: nível de segurança e qualidade, isto é, imprescindível para uma correcta especificação
maiores vantagens para os consumidores. dos tubos de aço com costura, em diferentes
· simplificação dos processos de transacção situações: elaboração de regulamentos, memórias
mediante a utilização das mesmas normas Neste contexto, torna-se relevante uma descritivas, cadernos de encargos, concursos
de referência aplicáveis aos tubos de aço, pesquisa e análise da normalização Europeia públicos, processos de consulta e encomenda,
em toda a União Europeia, disponível, com o objectivo estratégico de inten- etc..

Normas europeias aplicáveis a tubos de aço por domínios de aplicação Quadro 1

Domínio Ref.ª da Norma Título da Norma Europeia Exemplos de aplicação DN


máx.
Redes prediais de distribuição de água
Canalizações NP EN 10255 Tubos de aço não ligado com aptidão para soldadura e roscagem.
Redes de gás para edifícios
150
(multi-aplicação) Condições técnicas de fornecimento. Redes de segurança contra incêndios
Redes de ar comprimido
Redes de aquecimento
Condutas e ramais de ligação da rede 2700
EN 10224 Tubos e acessórios em aço não ligado para o transporte de água e de outros pública de distribuição de água
líquidos aquosos. Redes prediais com DN > 150
Tubos de aço para redes de fluídos combustíveis. Gasodutos e redes de distribuição com 1600
Condutas Gás NP EN 10208-1 pressão máxima de serviço < 16 bar
(gasodutos Condições técnicas de fornecimento. Parte 1: Tubos de classe A.
e redes de NP EN 10208-2 Tubos de aço para redes de fluídos combustíveis. Gasodutos e redes de distribuição com
distribuição) Condições técnicas de fornecimento. Parte 2: Tubos de classe B. pressão máxima de serviço > 16 bar

Condutas EN 10217-1 Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. Condições técnicas de Redes de incêndios com DN > 150 2500
fornecimento. Parte 1:Tubos de aço não ligado com propriedades especificadas Condutas de liquídos combustíveis
e canalizações Sistemas de vapor de água
para altas à temperatura ambiente.
Permutadores de calor e caldeiraria
pressões EN 10217-3 Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. Condições téc. de Oleodutos
fornecimento. Parte 3: Tubos de aço ligado com grão fino.
Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. Condições téc. de Redes em pressão funcionando com 500
EN 10217-2 fornecimento. Parte 2: Soldadura EW - Temperaturas elevadas. temperaturas elevadas.
Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. Condições téc. de 2500
EN 10217-5 fornecimento. Parte 5: Soldadura SAW - Temperaturas elevadas.
Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. Condições téc. de Redes em pressão funcionando com 500
EN 10217-4 fornecimento. Parte 4: Soldadura EW - Temperaturas baixas. temperaturas baixas.
Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. Condições téc. de 2500
EN 10217-6 fornecimento. Parte 6: Soldadura SAW - Temperaturas baixas.
Estrutural EN 10219-1 Perfis ocos soldados e conformados a frio de aços de construção não ligados Estruturas metálicas para a construção
e de grão fino. Parte 1: Condições técnicas de fornecimento. civil e obras públicas
Metalomecânica
EN 10219-2 Perfis ocos soldados e conformados a frio de aços de construção não ligados Construção naval
e de grão fino. Parte 2: Tolerâncias, dimensões e propriedades da secção Plataformas petrolíferas
transversal.
EN 10210-1 Perfis ocos acabados a quente de aços de construção não ligados e de grão
fino. Parte 1: Condições técnicas de fornecimento.
Perfis ocos acabados a quente de aços de construção não ligados e de grão
EN 10210-2 fino. Parte 2: Tolerâncias, dimensões e propriedades do perfil.
NP EN 39 Tubos de aço para andaimes e escoramentos, construídos com tubos e Andaimes
acessórios. Condições técnicas de fornecimento. Escoramentos

EN 10225 Aços estruturais soldáveis para estruturas marítimas fixas. Plataformas


Condições técnicas de fornecimento. Estruturas marítimas fixas

Mecânica NP EN 10305-3 Tubos de precisão de aço. Condições técnicas de fornecimento. Indústria automóvel
Parte 3: Tubos soldados e calibrados a frio. Indústria de bicicletas e ciclomotores
Equipamentos agrícolas
Tubos de precisão de aço. Condições técnicas de fornecimento.
NP EN 10305-5 Parte 5: Tubos soldados e calibrados a frio quadrados ou rectangulares.
Mobiliário metálico
Instalações agro-pecuárias
Tubos de precisão de aço. Condições técnicas de fornecimento. Construção naval
EN 10305-2 Parte 2: Tubos soldados estirados a frio. Estruturas metálicas

Tubos de precisão de aço. Condições técnicas de fornecimento. Circuitos pneumáticos e óleo-hidráulicos


EN 10305-6 Parte 6: Tubos soldados estirados a frio para sistemas de accionamento
pneumático e hidráulico.
EN 10296-1 Welded circular steel tubes for mechanical and general engineering purposes. Equipamentos mecânicos
Technical delivery conditions. Part 1: Non-alloy and alloy steel tubes. Indústria automóvel
Construção naval

Notas: Tubo de aço com fabricação nacional (FERPINTA S.A.);


• DN - Dimensão Nominal; • NP EN - Versão Portuguesa de Norma Europeia em aplicação (traduzida para Português); • EN - Norma Europeia em aplicação (não traduzida para Português).

Associação de Produtores de Tubos e Acessórios info@apta.pt Autor: Paulo 207


Gomes, Eng.º 1-5
Tema em Destaque Tubos de aço
Enquadramento normativo europeu - tubos de aço com costura

Principais normas europeias aplicáveis a tubos de aço para canalizações


No conjunto de tubos de aço indicados no Quadro 1, numa óptica de aplicação em instalações
de condução de fluídos, destacam-se as seguintes normas europeias:
Tipo de Norma Ref.ª da Norma Ano Título Adendas
Versão Portuguesa NP EN 10255 2005 Tubos de aço não ligado com aptidão para soldadura e roscagem. A1 :2007
de Norma Europeia Condições técnicas de fornecimento.
Norma Europeia EN 10224 2002 Tubos e acessórios em aço não ligado para o transporte de água e de outros A1 :2005
líquidos aquosos.
Condições técnicas de fornecimento.
Norma Europeia EN 10217-1 2002 Tubos de aço com costura para aplicações sob pressão. A1 :2005
Condições técnicas de fornecimento. Parte 1: Tubos de aço não ligado, com
características especificadas à temperatura ambiente.
Versão Portuguesa NP EN 10208-1 1999 Tubos de aço para redes de fluídos combustíveis.
de Norma Europeia Condições técnicas de fornecimento. Parte 1: Tubos de classe A.
Versão Portuguesa NP EN 10208-2 1997 Tubos de aço para redes de fluídos combustíveis.
de Norma Europeia Condições técnicas de fornecimento. Parte 2: Tubos de classe B.

Normas europeias auxiliares aplicáveis a tubos de aço para canalizações


As normas a seguir listadas, sendo normas auxiliares, devem ser sempre utilizadas em conjunto
(quando aplicável), com as normas principais acima indicadas.
Tipo de Norma Ref.ª da Norma Ano Título
Versão Portuguesa NP EN 10220 2005 Tubos de aço com e sem costura.
de Norma Europeia Dimensões e massas por unidade de comprimento.
Versão Portuguesa NP EN 10240 1998 Revestimentos para protecção interior e/ou exterior de tubos de aço. Especificações para os
de Norma Europeia revestimentos de galvanização por imersão a quente em instalações automatizadas.

Critérios de especificação aplicáveis a tubos de aço para canalizações Quadro 2


Dimensão dos tubos de aço - “critério Americano”, está baseado no sistema imperial Dimensão Dimensão Nominal Diâmetro
especificação genérica de unidades. da rosca nominal Pipe Size exterior
(R) (DN) (NPS) (D) mm
Actualmente, a nível mundial, existem dois grandes - Dimensão nominal (símbolo DN): Designa-
critérios para referenciar genericamente a dimensão ção alfanumérica, composta pelas letras DN seguidas 1/8 DN 6 1/8 10,2
dos elementos de uma tubagem: de um número inteiro adimensional, que está 1/4 DN 8 1/4 13,5
3/8 DN 10 3/8 17,2
- Dimensão nominal da tubagem (símbolo indirectamente relacionado com as dimensões reais,
1/2 DN 15 1/2 21,3
NPS): Designação alfanumérica, composta pelas em milímetros, do diâmetro exterior do tubo de aço 3/4 DN 20 3/4 26,9
letras NPS seguidas de um número inteiro ou fracção (por exemplo: DN 40, DN 150). Este critério de 1 DN 25 1 33,7
adimensional, que está indirectamente relacionado designação, desenvolvido pela ISO-International 1 1/4 DN 32 1 1/4 42,4
com as dimensões reais, em polegadas, do diâmetro Standards Organanization com base no sistema 1 1/2 DN 40 1 1/2 48,3
exterior do tubo de aço (por exemplo: NPS 1 1/2, internacional de unidades SI, foi adoptado na Europa 2 DN 50 2 60,3
NPS 12). Este critério de designação, apelidado de através da seguinte norma: 2 1/2 DN 65 2 1/2 76,1
3 DN 80 3 88,9
Tipo de Norma Ref.ª da Norma Ano Título 4 DN 100 4 114,3
5 DN 125 5 139,7
Versão Portuguesa NP EN ISO 6708 1998 Componentes de tubagem - Definição e selecção de DN 6 DN 150 6 165,1
de Norma Europeia (dim. nominal) (ISO 6708: 1995) DN 200 8 219,1
DN 250 10 273
DN 300 12 323,9
Assim, quer a designação DN quer a designção - Dimensão nominal da rosca de tubagem DN 350 14 355,6
NPS, pela sua natureza adimensional, não devem ser (símbolo R): Designação alfanumérica, composta pela DN 400 16 406,4
objecto de medição nem devem ser utilizadas em cál- letra R seguida de um número inteiro ou fracção DN 450 18 457
culos, excepto se tal for especificado na norma aplicável. adimensional, que está indirectamente relacionado DN 500 20 508
No caso de tubos de aço com aptidão para com o diâmetro exterior do tubo de aço de uma forma
roscagem - por exemplo o tubo conforme a NP EN similar ao critério NPS (por exemplo: R 3/4, R 2). Os
10255 - é alternativamente utilizado o seguinte requisitos aplicáveis a esta rosca de tubagem estão
critério: prescritos na seguinte norma:

Tipo de Norma Ref.ª da Norma Ano Título


Versão Portuguesa NP EN 10226-1 2004 Roscas de tubagens para ligação com estanquidade no
de Norma Europeia filete. Parte 1: Roscas exteriores cónicas e roscas interiores
cilíndricas. Dimensões, tolerâncias e designação.

Note-se que o símbolo R também significa apresentados e o diâmetro exterior (D) norma- por exemplo a EN 10224, onde ao mesmo DN
que a rosca a ser executada no tubo de aço é lizado dos tubos de aço, expresso em milímetros. 150 corresponde um diâmetro exterior do tubo
do tipo exterior cónica, em coerência com a Nota: No Quadro 2, para o caso da dimen- de aço igual a 168,3 mm. O diâmetro exterior
total proibição de execução de roscas interiores são DN 150, foi colocado um correspondente de 165,1 mm é imperativo nas situações de
em tubos de aço para canalizações. diâmetro exterior do tubo de aço igual a 165,1 ligação por roscagem, por razões de conformi-
No Quadro 2 apresenta-se uma correspon- mm, em conformidade com a norma NP EN dade com a correspondente norma NP EN
dência entre os três critérios de referenciação 10255. Acontece que existem outras normas, 10226-1.

Associação de Produtores de Tubos e Acessórios info@apta.pt Autor: Paulo 207


Gomes, Eng.º 2-5
Tema em Destaque Tubos de aço
Enquadramento normativo europeu - tubos de aço com costura

Dimensão dos tubos de aço b) Série Média, designada pela letra “M”; 1. Através da dimensão nominal e das
- especificação detalhada c) Tipo Ligeiro, designado pela letra “L”; séries.
d) Tipo Ligeiro 1, designado pela letra 2. Através do diâmetro exterior e espes-
A especificação genérica da dimensão do “L1”; sura da parede em milímetros .
tubo antes apresentada, sendo importante pelo e) Tipo Ligeiro 2, designado pela letra Este último critério irá, de forma gradual,
facto de fixar de forma inequívoca o diâmetro “L2”. consolidar-se como única forma de especificação
exterior (D), não é obviamente suficiente para
a total descrição dimensional de um tubo de No Quadro 4 são resumidas as correspon- dimensional em termos de normalização Europeia.
aço para canalizações, devendo ser complemen- dentes gamas. A seguir, no Quadro 3, são apresentados
tada com informação referente à espessura da A normalização Americana designa as alguns exemplos de especificação utilizando as
parede (T). A sublinhar esta necessidade verifica- diferentes séries mediante números (”schedule duas formas, para uso em memórias descritivas,
se que, em termos de ofertas normalizadas, number”), compreendendo as seguintes possibi- cadernos de encargos, consultas e/ou enco-
para cada valor do diâmetro exterior (D) corres- lidades: 10, 20, 30, 40, 60, 80, 100, 120, 140 mendas.
pondem diferentes possibilidades/valores de e 160. Cada número de série corresponde a
espessura da parede (T). Estas diferentes possi- um valor aproximado da seguinte fórmula: Sch.
bilidades de combinação diâmetro-espessura Nº = (1000xp)/S , sendo p a pressão máxima
são designadas por “séries” ou “tipos”. de serviço e S a tensão admissível do aço,
No caso dos tubos de aço com aptidão para expressas em unidades coerentes (por exemplo,
soldadura e roscagem conformes a NP EN 10255 MPa).
estão previstas cinco possibilidades, duas séries Em conclusão, temos duas formas equivalen-
e três tipos, a saber: tes de especificar dimensionalmente um tubo
a) Série Pesada, designada pela letra “H”; de aço para canalizações:

Exemplos normalizados de especificação Quadro 3

Tubo de aço a especificar Forma de especificação dimensional Especificação normalizada - a utilizar


6000 metros de tubo de aço, com costura, em Através da dimensão da rosca e da série: 6000 m - Tubo W - 2 - M - EN 10255
conformidade com NP EN 10255, dimensão
da rosca 2 e espessura da série média. Através do diâmetro exterior e espessura: 6000 m - Tubo W - 60,3 x 3,6 - EN 10255
1000 metros de tubo de aço, com costura, em
conformidade com EN 10217-1, dimensão Através do diâmetro exterior e espessura: 1000 m - Tubo - 219,1 x 6,3 - EN 10217-1
nominal DN 200 e espessura 6,3 mm.
Quadro 4
Exemplos de Séries e Tipos Gama: NP EN 10255 Gama parcial: EN 10217-1
Diâmetro Dimensão Dimensão Espessura da Parede (T) mm Espessura da Parede (T) mm
exterior da rosca nominal
(D) mm (R)/(NPS) (DN) 1,8 2,0 2,3 2,6 2,9 3,2 3,6 4,0 4,5 5,0 5,4 5,6 6,3 7,1 8,0 8,8 10,0 11,0 12,5

10,2 1/8 DN 6
13,5 1/4 DN 8 Legenda:
17,2 3/8 DN 10 Série Média (M)
21,3 1/2 DN 15 Série Pesada (H)
26,9 3/4 DN 20 Tipo Ligeiro (L)
Gama: NP EN 10255

33,7 1 DN 25 Tipo Ligeiro 1 (L1)

42,4 1 1/4 DN 32 Tipo Ligeiro 2 (L2)

48,3 1 1/2 DN 40 Espessuras previstas EN 10217-1


Correspondente à Série/Sch. Nº 201)
60,3 2 DN 50
Correspondente à Série/Sch. Nº 301)
76,1 2 1/2 DN 65
Correspondente à Série/Sch. Nº 401)
88,9 3 DN 80
114,3 4 DN 100
139,7 5 DN 125
165,1 6 DN 150
219,1 8 DN 200
Gama Parcial: EN 10217-1

273 10 DN 250
323,9 12 DN 300
355,6 14 DN 350
406,4 16 DN 400
457 18 DN 450
508 20 DN 500

Em termos de fabricação nacional, a em- · Série Média, designada pela letra “M”, 1)
Nomenclatura Americana.
presa nossa associada FERPINTA S.A., numa com ou sem revestimento de galvanização
estratégia de disponibilização das maiores · Tipo Ligeiro 2, designado pela letra “L2”,
necessidades do mercado Ibérico, fabrica os com ou sem revestimento de galvanização.
seguintes tubos de canalização NP EN 10255:

Associação de Produtores de Tubos e Acessórios info@apta.pt Autor: Paulo 207


Gomes, Eng.º 3-5
Tema em Destaque Tubos de aço
Enquadramento normativo europeu - tubos de aço com costura

Informação normalizada Simbologia e unidades:


para dimensionamentos Estabelecem-se os três seguintes conceitos
Numa óptica de dimensionamento dos tubos normalizados, aplicáveis nos distintos dimensi- D - diâmetro exterior do tubo (mm)
de aço para condução de fluídos e a título de onamentos: T - espessura da parede do tubo (mm)
exemplo, após tomada de decisões sobre: - diâmetro interior: Di = D - 2xT, a utili- Di - diâmetro interior do tubo (mm)
1. Norma aplicável ao tubo de aço para zar no dimensionamento hidráulico. M - massa por unidade de comprimento do tubo
canalizações (por ex. conformidade com a - pressão admissível: padm= (20xSxT)/D,
(kg/m)
NP EN 10255). a utilizar no dimensionamento da
2. Série a utilizar, ou seja, a gama de pares resistência mecânica à pressão. padm - pressão hidrostática admissível (bar)
diâmetro exterior (D) e espessura da parede - massa por unidade de comprimento: S - tensão admissível (MPa), calculada com base
(T) correspondentes (por ex. Série Média). M =(D - T)xTx0,0246615 , a utilizar no na tensão limite de cedência do aço utilizado,
3. Classe de aço utilizada (por ex. Classe de Aço dimensionamento dos suportes da afectada de um coeficiente de segurança.
S235 em conformidade com a NP EN 10025-2). tubagem.

Implicações ao nível do mercado Europeu


Em geral e de acordo com o Regulamento oficiais (disponíveis em Inglês, Francês e mente utilizadas, cuja sinopse a seguir se
Interno do CEN/CENELEC, todas as Normas Alemão), devendo ser substituídas e/ou apresenta para actualização de fichas téc-
Europeias publicadas deverão receber o estatuto anuladas todas as normas nacionais diver- nicas, memórias descritivas, cadernos de
de normas nacionais, quer através da publicação gentes. encargos, procedimentos de consultas e/ou
de um texto idêntico (a designada versão Neste contexto, as normas Europeias em encomendas, etc.
nacional, traduzida no idioma do Estado Mem- análise, substituiram e/ou anularam uma série
bro), quer por simples adopção das versões de normas nacionais até ao momento intensa-

Lista não exaustiva de normas nacionais substituídas ou anuladas:


Norma Europeia Norma nacional substituída e/ou anulada
Referência País Referência Título

NP EN 10255 DIN 2440 Steel Tubes – Medium-Weight Suitable for Screwing.


DIN 2441 Steel Tubes – Heavy-Weight Suitable for Screwing.
BS 1387 Specification for screwed and socketed steel tubes and tubulars and for plain end steel tubes
suitable for welding or for screwing to BS 21 pipe threads.
NP 513 Tubos de aço. Características e designação de tubos roscados com estanquidade no filete.
UNE 19-040 Tubos roscables de acero de uso general. Medidas y masas. Serie normal.
UNE 19-041 Tubos roscables de acero de uso general. Medidas y masas. Serie reforzada.
UNE 19-042 Tubos roscables de acero de uso general. Medidas y masas. Serie ligera.
UNE 19-043 Tubos roscables de acero de uso general. Medidas y masas. Serie extraligera.
UNE 19-045 Tubos de acero soldados roscables. Tolerancias y características.
UNE 19-047 Tubos de acero soldados y galvanizados para instalaciones interiores de agua fría y caliente.
UNE 19-051 Tubos de acero soldados (no galvanizados) para instalaciones interiores de agua.
UNI 8863 Tubi senza saldatura e saldati, di acciaio non legato, filettabili secondo UNI ISO 7/1.
NF A 49-145 Tubes en acier - Tubes soudés filetables finis à chaud (dimensions - Conditions techniques de livraison).
NBN A25-103 Tubes en acier d'usage courant - Tubes filetables.

NP EN 10240 DIN 2444 Zinc coatings on steel tubes; quality standard for hot dip galvanizing of steel tubes for installation purposes..
BS 729 Specification for hot dip galvanized coatings on iron and steel articles.

NP EN 10226-1 DIN 2999-1 Pipe threads for tubes and fittings; parallel internal thread and taper external thread; thread dimensions.
BS 21 Specification for pipe threads for tubes and fittings where pressure - tight joints are made on the threads.
UNE 19009-1 Roscas para tubos en uniones con estanquidad en las juntas. Medidas y tolerancias.

NP EN 10220 DIN 2448 Seamless steel pipes and tubes – Dimensions, conventional masses per unit lenght.
DIN 2458 Welded steel pipes and tubes – Dimensions, conventional masses per unit lenght.
BS 3600 Specification for dimensions and masses per unit length of welded and seamless steel pipes
and tubes for pressure purposes.
UNE 19011 Tubos lisos de acero, soldados y sin soldadura. Tablas generales de medidas y masas por metro lineal.

EN 10224 DIN 1626 Welded circular unalloyed steel tubes subject to special requirements – Technical delivery conditions.
DIN 1629 Seamless circular unalloyed steel tubes subject to special requirements – Technical delivery conditions.
BS 534 Specification for steel pipes, joints and specials for water and sewage.
UNI 6363 Tubi di acciaio, senza saldatura e saldati, per condotte di acqua.
NF A 49-150 Steel tubes - Welded tubes intended to be coated or protected for use in water piping systems
- Dimensions - Technical delivery conditions.
continua
Associação de Produtores de Tubos e Acessórios info@apta.pt Autor: Paulo 207
Gomes, Eng.º 4-5
Tema em Destaque Tubos de aço
Enquadramento normativo europeu - tubos de aço com costura
continuação
Norma Europeia Norma nacional substituída e/ou anulada

Referência País Referência Título

EN 10217-1 DIN 1626 Welded circular unalloyed steel tubes subject to special requirements – Technical delivery conditions.
DIN 1628 High performance welded circular unalloyed steel tubes – Technical delivery conditions.
BS 3059-1 Steel boiler and superheater tubes. Specification for low tensile carbon steel tubes without
specified elevated temperature properties.
BS 3601 Specification for carbon steel pipes and tubes with specified room temperature properties for
pressure purposes.
UNI 7288 Tubi con estremita lisce saldati, di acciaio non legato di base.
NF A 49-141 Steel tubes - Welded plain end tubes of commercial quality for general purposes at mean
pressure - Dimensions - Technical delivery conditions.
NF A 49-142 Steel tubes - Longitudinally welded plain end tubes inferior or equal to 168.3 mm in unalloyed
steels with special delivery conditions - Dimensions - Technical delivery conditions.
NF A 49-146 Steel tubes - Unthreaded plain ended welded tubes for liquids - Dimensions - Technical delivery conditions.

NP EN 10208-1 DIN 2470-1 Steel gas pipelines for permissible working pressures up to 16 bar – Pipes and fittings.
BS 3601 Specification for carbon steel pipes and tubes with specified room temperature properties for
pressure purposes.
UNI 8488 Industrie del petrolio e del gas naturale. Tubi di acciaio per condotte.
NF A 49-400 Steel tubes - Longitudinally electric resistance welded unalloyed steel tubes 17.2 < D < 406.4mm
for the transport of pressurized fluids - Dimensions - Technical delivery conditions.
NF A 49-401 Steel tubes - Longitudinally arc welded unalloyed steel pipes for fluid transportation piping and
pressure vessels - Dimensions - Technical delivery conditions.
NF A 49-402 Tubes en acier - Tubes soudes helicoidalement par fusion en aciers non allies et micro allies
pour canalisations de transport de fluides et appareils a pression - Dimensions - Conditions
techniques de livraison.

NP EN 10208-2 DIN 17172 Steel pipes for long distance pipelines for combustible liquids and gases - Technical conditions
of delivery.
BS 3601 Specification for carbon steel pipes and tubes with specified room temperature properties for
pressure purposes.
UNI 8488 Industrie del petrolio e del gas naturale. Tubi di acciaio per condotte.
NF A 49-400 Steel tubes - Longitudinally electric resistance welded unalloyed steel tubes 17.2 < D < 406.4mm
for the transport of pressurized fluids - Dimensions - Technical delivery conditions.
NF A 49-401 Steel tubes - Longitudinally arc welded unalloyed steel pipes for fluid transportation piping and
pressure vessels - Dimensions - Technical delivery conditions.
NF A 49-402 Tubes en acier - Tubes soudes helicoidalement par fusion en aciers non allies et micro allies
pour canalisations de transport de fluides et appareils a pression - Dimensions - Conditions
techniques de livraison.
NF A 49-411 Steel tubes - Seamless high performance tubes 60.3mm < D < 406.4mm of unalloyed steels
for butt welding pressurized fluid transport pipelines - Dimensions - Technical conditions of delivery.

Associação de Produtores de Tubos e Acessórios info@apta.pt Autor: Paulo 207


Gomes, Eng.º 5-5