You are on page 1of 149
(VJ Estratégia CONCURSOS Aula 04 DT Me ee ee CECE R a RR ec Lake) ol par Lom BIE LUE SUMAR PSO Observacées sobre a aula 01 Legislagao Tributaria 02 Vigéncia da Legislacdo Tributaria 31 Aplicacao da Legislacdo Tributaria 45 Interpretacao da Legislagdo Tributaria 54 IntegragSo da Legislago Tributaria 62 Impostos de Competéncia dos Municipios 77 Lista das Questées Comentadas em Aula 105) Gabarito das Questdes Comentadas em Aula 127 Legislacao Pertinente 128 ‘Sumulas Abordadas Durante a Aula 136 Principais Jurisprudéncias Abordadas Durante a Aula 138 Resumo da Aula 142 Clee ee ee UL) la amigo(a), tudo bem? Hoje estudaremos os temas “Legislagéo Tributaria”, estando incluidos neste tema o estudo da vigéncia, aplicacéio, interpretacéo e integracio da legislagdo tributéria. Além disso, recuperando 0 assunto que nao foi ministrado na aula anterior, estudaremos também os impostos de competéncia dos Municipios. Aprenderemos varios temas interessantes, como as fungdes da lei complementar em materia tributaria, a aplicacao retroativa da lei tributéria etc. Vamos comegar entdo! Prof. Fabio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pagina 1 de 148 1 - LEGISLAGAO TRIBUTARIA O Cédigo Tributario Nacional inicia 0 seu Livro Segundo a partir do art. 96, tratando do tema “Legislagéo Tributdria”. Mas o que vem a ser Legislag&o Tributaria? Muitos candidatos desconhecem quais so as fontes do Direito Tributario. Tais fontes sdo divididas pelo ilustre Vittorio Cassone’ em materiais e formais. As fontes materiais (ou reais) representam os fatos que justificam a tributac&io, como, por exemplo, o patriménio, os servicos, a importacdo, a exportagao a transmissao de propriedade etc. Contudo, as fontes materiais por si sé no séo capazes de fazer surgir a obrigacao tributéria, pois é necessario que elas (as fontes materiais) tomem uma forma. Tal forma diz respeito ao processo de elaboracéo de atos normativos, como as leis ou medidas provisérias, capazes de estabelecer uma relagdo jurfdico-tributaria entre o sujeito ativo (Unido, por exemplo) e 0 contribuinte. Como consequéncia desse proceso legislativo, por assim dizer, temos as denominadas fontes formais, que foram rotuladas no art. 96 do CTN como legislacdo tributaria, nos seguintes termos: Art. 96. A expresséo "legislagao tributéria" compreende as leis, os tratados e as convengées internacionais, os decretos e as normas complementares que versem, no todo ou em parte, sobre tributos e relacées juridicas a eles pertinentes. “Professor, entéo quer dizer que as fontes formais do Direito Tributério so as leis, tratados internacionais, decretos e as normas complementares? Exatamente! Guarde isso: todas as normas que versem sobre tributos e relagdes juridicas a eles pertinentes (matéria tributdria de um modo geral) integram a legislacdo reeste | tributarial atengao| “user's Até mesmo a CF/88 integra a legislacSo tributaria (sendo fonte do Direito Tributaério), sendo esta a base de todas as outras! Nesse contexto, é importante ter em mente o conceito de ato normativo. Trata-se de hipdteses normativas que sao aplicadas as pessoas de " CASSONE, Vittorio. Direito tributério. 152 Edicso, 2003. Pag. 45. Prof. Fabio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pagina 2 de 148