You are on page 1of 58

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO

Plano de Metas
UFMA 2012

São Luís
2012
2

Plano de Metas
UFMA 2012
3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO

Prof. Dr. Natalino Salgado Filho


Reitor

Prof. Dr. Antonio José Silva Oliveira


Vice-Reitor

PRÓ-REITORIA DE ENSINO – PROEN

Profa. Dra.Sônia Maria Corrêa Pereira Mugschl


Pró-Reitora

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO – PPPG

Prof. Dr. Fernando Carvalho Silva


Pró-Reitor

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO – PROEX

Prof. Dr. Antonio Luiz Amaral Pereira


Pró-Reitor

PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS – PRH

Maria Elisa Cantanhede Lago Braga Borges


Pró-Reitora

PRÓ-REITORIA DE GESTÃO E FINANÇAS – PROGF

Prof. Ms. José Américo da Costa Barroqueiro


Pró-Reitor

ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E AÇÕES ESTRATÉGICAS – ASPLAN

Rosária de Fátima Silva


Assessora-Chefe

ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL – ASPLAI

Profa. Ms. Maria de Fátima Sopas Rocha


Assessora
4

APRESENTAÇÃO

A Universidade Federal do Maranhão apresenta, por intermédio da sua Assessoria de


Planejamento e Ações Estratégicas, o Plano de Metas 2012, cuja organização obedece aos critérios
dos Planos anteriores, organizados em eixos estratégicos. Dessa forma, acredita-se que o
acompanhamento e a visualização das ações planejadas pode ser facilmente consultado e as
interrelações entre setores, necessárias à concretização de algumas das metas, são facilmente
identificáveis.
O Plano de Metas 2012 apresenta o planejamento das atividades para o referido ano e as
metas quantitativas e qualitativas programadas, sempre levando em conta as prioridades e
necessidades institucionais. A UFMA apresenta hoje um novo perfil, em que os aspectos
prioritários de crescimento e modernização que vêm orientando a gestão começam a produzir
resultados, após as intervenções realizadas para expansão e diversificação de suas atividades e
após a mudança de configuração de sua infraestrutura. A ampliação e modernização de espaços e
a diversificação desses espaços, transformou a UFMA em uma universidade de âmbito regional,
com melhoria da qualidade de vida e de trabalho de que decorrem consequências positivas para o
desenvolvimento do ensino, da pesquisa e da extensão.
Manteve-se a metodologia utilizada para a elaboração dos Planos dos anos anteriores,
organizados em eixos de atuação: acadêmico, administrativo e de assistência estudantil – em que
pese a interrelação frequente entre esses eixos.
No eixo acadêmico mantêm-se as ações que visam dar continuidade à implantação do
REUNI com a abertura de novos cursos e oferta de vagas, e consolidação dos cursos implantados.
Em 2012 está prevista também a consolidação das ações Ensino à Distância, com oferta de cursos
regulares, agora com o apoio imprescindível dos campi do continente, todos com estruturas
modernizadas e ampliadas. Estratégia essencial para a ampliação do ensino, o Ensino à Distância é
a opção mais econômica e produtiva para a formação de quadros e permite superar as
dificuldades de estados com grandes dimensões e peculiaridades geográficas específicas que
dificultam o acesso aos grandes centros, como é o caso do Maranhão. A ampliação da
interiorização do ensino, em diferentes níveis, e das ações extensionistas, que ocorrerão
paralelamente, conforme previsto, contribuirão para a maior abrangência regional da UFMA. Está
prevista a implantação de um novo campus, em Balsas, e o incremento das atividades dos outros
campi para oferta permanente de cursos de graduação, mas mantendo e expandindo as áreas de
atuação dos programas especiais de formação, em parceria com órgãos do Governo Federal.
Na Pós-Graduação, mantêm-se as ações que darão continuidade à ampliação da oferta de
cursos e vagas e da qualificação do quadro docente, seja pela criação de novos programas e cursos
na Instituição, seja pela realização de convênios para atender áreas específicas, com um enfoque
especial nas ações para melhoria dos índices de avaliação da Capes, que decorrem da melhoria da
qualidade dos cursos ofertados. Busca-se também a ampliação da quantidade e da qualidade da
produção científica, por meio de ações de incentivo e facilitadoras dessa produção.
A mobilidade docente e discente, na graduação como na Pós, incentivada para possibilitar
oportunidades de vivências diversificadas e para uma formação plena, será apoiada e será dada
continuidade às ações que buscam a internacionalização da UFMA, o que criará, certamente,
novas e variadas oportunidades de troca de conhecimentos e experiências.
Quanto ao eixo de assistência estudantil, mantêm-se as ações de assistência e apoio para
evitar o agravamento das taxas de evasão e repetência, uma vez que grande parte dos alunos da
UFMA é oriunda de municípios do interior. Planeja-se ainda incrementar ações de melhoria e
adequação de espaços e equipamentos e concluir as iniciativas já planejadas para permitir a
5
inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais. Busca-se também viabilizar a oferta
ampliada de bolsas diversificadas e de oportunidades de estágio, que garantam uma melhor
formação e experiência profissional.
No eixo administrativo, no que diz respeito a infraestrutura, física e humana, e ao
Planejamento, mantêm-se as vertentes de orientação do Plano de Metas: a reorganização da
estrutura organizacional, para implantação de melhores práticas de gestão, com a atualização de
documentos regulatórios, e a manutenção da infra-estrutura, tanto no que se refere a espaços
físicos como em relação a equipamentos, além da conclusão de grandes obras e implementação
das atividades previstas para esses novos espaços.
Realizado sempre em consonância com a LOA, o Plano de Metas 20011 prevê a
eventualidade de busca de outros recursos, para suprir necessidades emergenciais e para garantir
a continuidade das melhorias já conquistadas, considerando-se que é perceptível a melhoria do
clima organizacional decorrente também dos espaços físicos adequados e equipados.
No que diz respeito às metas do Hospital Universitário, considerando-se a sua
complexidade e especificidade, mantém-se a opção de apresentá-las em bloco separado,
respeitando-se a sua organização em eixos próprios, que revelam a orientação global para a
ampliação e diversificação da assistência à população, sempre associada ao ensino, pesquisa e
extensão, e à busca contínua de melhoria da qualidade dos serviços prestados.
Com os três eixos orientadores do Plano de metas consolida-se a visão plural sobre a
Universidade, claramente expressa pelo Reitor em sua mensagem no aniversário de 45 anos da
UFMA “É importante que a Universidade não se preocupe apenas com a sua infra- estrutura, e com
o seu crescimento quantitativo, mas, sobretudo, com o desenvolvimento de ações pedagógicas e
culturais que dinamizem e revitalizem seus cursos, tornando-os mais capazes de repercutir
efetivamente dentro e fora de seus muros. É fundamental que qualifique continuadamente seus
professores e técnicos, e que estimule a pesquisa e as ações extensionistas, contribuindo
qualificadamente com conhecimento e soluções, como apenas ela pode fazer, para o
desenvolvimento do nosso Estado e para a melhoria da vida de nossa população.
As metas para 2012 apresentam os compromissos da Instituição para o ano que se inicia, e
para a nova gestão. Em se discurso de posse, em 14 de outubro de 2011, o Reitor afirma: “[...]
todos também sabem que uma Universidade é uma obra sempre inacabada. E, justamente por
isso, muito mais ainda há que se fazer. Continuaremos, pois, em nosso segundo mandato a
desenvolver todos os programas e projetos que estão em andamento e, é claro, ampliaremos ao
nosso máximo possível os esforços para a execução de novos programas, ações e projetos. Iremos
fortalecer e fomentar os instrumentos de assistência estudantil, de forma a combater os
problemas recorrentes da evasão e da repetência. Aperfeiçoaremos nossos mecanismos de
avaliação, de forma a garantir os melhores índices de sucesso acadêmico. Promoveremos a
consolidação da dimensão da pesquisa, da extensão e do empreendedorismo, como formas
privilegiadas de aportar soluções e recursos para nosso Estado. Avançaremos na dimensão da
internacionalização, acreditando que o intercâmbio é uma estratégia excelente para a superação
das desigualdades regionais. Consolidaremos o processo já exitoso de nossa interiorização,
exercendo nossas principais vocações para o que reclama o momento nacional: a formação de
professores e de graduados em áreas tecnológicas e de engenharias. Continuaremos a expansão. E
é enganoso imaginar que a expansão implica a perda da qualidade. Mas é imprescindível trabalhar
agora no aprofundamento da qualidade”.
O Plano de Metas 2012 assegura a continuidade e consolidação da proposta de caminho,
construída coletivamente, e mantida para esta nova gestão, como se mantém o propósito de
aperfeiçoamento continuado do modelo apresentado “para crescer em produção acadêmica, em
qualidade de ensino, na ampliação de cursos, na relevância tecnológica para o Estado do
Maranhão e Brasil, na inclusão social”.
6

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E1 – Participar da Comissão técnica junto a
O1 – Promover a articulação da
PROEN para o desenvolvimento dos cursos M1 – Integrar a formulação de políticas de
Educação Básica com a Em processo de criação. PROEN / COLUN
de Licenciatura por meio da DEB (Divisão de desenvolvimento da educação básica na UFMA.
Educação Superior.
Educação Básica da PROEN).
O2 – Promover a articulação da E1 – Participar, através de Processo Seletivo M1 – Conceder 03 bolsas de supervisão para
Educação Básica com a de Supervisores Docentes junto, aos professores do Colégio Universitário Número de bolsas concedidas.
Educação Superior através dos subprojetos do PIBID – MEC. participantes do PIBID / MEC.
PROEN / COLUN
programas de Iniciação à
E2 – Inserir alunos do COLUN em Projetos M1 – Buscar em Agência de fomento
Docência e Iniciação Científica Número de bolsas concedidas.
de Iniciação Científica Júnior - PIBICJR. financiamento para execução dos projetos.
Júnior.
E1 – Realizar Processo Seletivo para
M1 – Oferecer 75 vagas para Ensino
ingresso de alunos no 5º, 7 ano do Ensino Número de vagas preenchidas. NEC / COLUN
Fundamental.
Fundamental.
E2 – Realizar Processo Seletivo para
M1 – Oferecer 95 vagas existentes na 1ª série do
ingresso de alunos na 1ª série do Ensino Número de vagas preenchidas. NEC / COLUN
Ensino Médio.
O3 – Oferecer Educação Básica Médio.
(Ensino Fundamental e Médio), E3 – Implementar práticas pedagógicas M1 – Realizar 10 projetos didáticos para melhoria
Número de Projetos realizados. COLUN
com qualidade, formando inovadoras. do processo ensino-aprendizagem.
pessoas críticas, participativas E4 – Capacitar alunos, técnico-
M1 – Oferecer uma turma de Curso de LIBRAS e
para exercer cidadania, administrativos e docentes do Colégio COLUN /
uma turma de Braile para discentes e Número de turmas oferecidas.
proporcionando-lhes Universitário para melhoramento das práticas NAPNAEE
comunidade.
conhecimento sólido, científico e inclusivas.
humanístico. E5 – Oferecer Curso de Língua Espanhola
M1 – Abrir uma nova turma de comunicação em Número de turmas de Língua
para pessoas com necessidade educacionais COLUN
Língua Espanhola. Espanhola ofertadas.
especiais.
E6 – Implementar práticas pedagógicas
M1 – Abrir uma turma nova para o projeto de COLUN /
inclusivas com idosos, para valorização e Número de vagas preenchidas.
inclusão com idosos. NAPNAEE
qualificação da vida.
M1 – Oferecer 135 (cento e trinta e cinco) vagas
O4 – Oferecer Ensino
E1 – Ampliar oferta de vagas para os Cursos para Cursos técnicos: Administração, Número de vagas oferecidas para
Profissionalizante (Cursos de COLUN / NEC
Técnicos. Enfermagem e Meio Ambiente do Colégio cada curso técnico.
Administração, Enfermagem e
Universitário.
Meio Ambiente) de qualidade,
E2 – Ampliar o número de professores para PROEN / PRH /
formando pessoas para M1 – Contratar 2 novos professores. Número de docentes contratados.
atendimento dos Cursos Técnicos. COLUN
ingressarem no mundo do
E3 – Ampliar o número de Técnicos M1 – Contratar um técnico de Nível Superior
trabalho com qualificação. Número de técnicos contratados. COLUN
Administrativos (Técnico de Nível Superior) (Psicólogo).
7

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M1 – Ampliar em 40% o atendimento do Estágio
no COLUN para os Cursos de Licenciaturas e Percentual de Estágios novos
COLUN
E4 – Articular educação básica, profissional e bacharelados da UFMA e dos Cursos de atendidos.
tecnológica com o ensino superior. Técnicos do COLUN.
M2 – Realizar Encontros pedagógicos e Sessões Número de Reuniões pedagógicas COLUN /
de estudos mensais. realizadas. Coordenações
M1 – Concluir a elaboração do Projeto Político Projeto aprovado pelo CONSELHO
Pedagógico. DIRETOR.
E5 – Elaborar diretrizes acadêmicas do
Projetos aprovado pelo CONSELHO COLUN
Colégio Universitário. M2 – Concluir Reformulação do Regimento
DIRETOR para homologação no
Interno do COLUN no CONSUN.
CONSUN.
M1 – Incentivar a participação dos alunos em Número de participações em eventos
E6 – Apoiar eventos culturais, esportivos e
eventos anuais: JEM´S e Olimpíada Esportiva e culturais e esportivos e semanas COLUN
científicos.
eventos científicos. científicas.
E7 – Oferecer ensino na modalidade de M1 – Oferecer 30 vagas na modalidade
Número de vagas oferecidas. COLUN
educação de jovens e adultos. Educação de Jovens e Adultos.
M1 – Titular no mínimo 6 (seis) docentes em
Número de docentes titulados.
nível de mestrado.
M2 – Titular no mínimo 3 (três) docentes em
Número de docentes titulados.
E1 – Formar doutores e mestres por meio de nível de doutorado.
O5 – Qualificar docentes e
Programas Interinstitucionais, bem como M3 – Liberar dentro do Plano de Formação da
Técnicos Administrativos em nível Número de docentes afastados para PPPG / PRH /
criar as condições para liberação dos CAPES - PLANFOR 5 (cinco) docentes para
de Mestrado, Doutorado e /ou doutorado. PROEN / COLUN
docentes e técnico-administrativos para o doutorado.
Aperfeiçoamento.
doutorado e mestrado. M4 – Titular no mínimo 2 (dois) Técnicos Número de técnico-administrativos
Administrativos em nível de mestrado. titulados.
M5 – Capacitar os Técnicos Administrativos do Número de técnico-administrativos
Colégio Universitário. capacitados.
M1 – Contratar serviços especializados para Percentual do acervo higienizado,
E1 – Realizar regularmente higienização do NIB / ASPLAN /
higienização do acervo de todas as Unidades do ampliado e preparado para auto-
O6 – Implantar melhorias no acervo das bibliotecas do NIB. PROGF
NIB até o final do segundo semestre. atendimento.
acervo e nos serviços de
E2 – Ampliar o acervo do NIB, com vistas a M1 – Adquirir textos (básicos/complementares) Percentual do acervo higienizado,
circulação. NIB / ASPLAN /
atender a graduação, pós-graduação e o para graduação e COLUN, bem como livros ampliado e preparado para auto-
PROGF
COLUN. avançados para pós-graduação. atendimento.
8

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M1 – Substituir, inicialmente, todas as etiquetas
Percentual do acervo higienizado,
E3 – Preparar tecnicamente a coleção do identificadoras do material informacional da NIB / ASPLAN /
ampliado e preparado para auto-
NIB para o novo sistema de bibliotecas. Biblioteca Central, conforme sistema de código PROGF
atendimento.
de barras ou similar requisitado.
M1 – Continuar a implementação do novo
NIB / NTI /
sistema para otimizar a circulação das coleções Agilidade no atendimento.
PROGF
do NIB.
M2 – Adquirir para a Biblioteca Central,
inicialmente, equipamentos de auto-atendimento NIB / NTI /
O7 – Gerenciamento do nosso Implantado.
e leitura de código de barras/sistema biométrico PROGF
Sistema de Automação de E1 – Implantar o novo sistema de bibliotecas
para uso no novo sistema.
Bibliotecas do NIB (Módulos (SIGAA/SIPAC-Módulo de Bibliotecas).
M3 – Implantar serviços de circulação de acervo
SIGAA/SIPAC Biblioteca. NIB / NTI /
(consulta, reserva e renovação) no sistema de Auto-atendimento.
PROGF
bibliotecas.
M4 – Continuar desenvolvimento do módulo de
Automação da coleção impressa de
Periódicos para gerenciamento da coleção de NTI / NIB
periódico.
periódicos do NIB.
M1 – Fazer visitas técnicas em Instituições com
estruturas modernas ou serviços diferenciados
com vistas a benchmark no NIB.
E1 - Adquirir mobiliário inadequado para as
M2 – Elaborar relatório a Administração Superior
bibliotecas do NIB, com vistas à PRECAM / PROG
de indicações de mobiliário/serviços para Melhoria no fluxo de serviços, no
padronização.
aplicação nas novas bibliotecas do NIB. atendimento e promoção de conforto
O8 – Melhoria do espaço físico e
M3 – Adquirir mobiliário ergonômico padronizado físico.
conforto ambiental.
para os postos de trabalho do NIB.
M1 – Solicitar reforma das bibliotecas que REITORIA /
E2 - Reformar espaço físico das bibliotecas
tiverem demandas emergenciais de estrutura e PROGF /
do NIB com demandas emergenciais.
ampliação. PRECAM / NIB
E3 – Acompanhar o andamento das obras
M1 – Realizar visitas nos locais das obras. Obras com mínimo de atraso. NIB / PRECAM
em bibliotecas do NIB.
M1 – Adquirir etiquetas antifurto para aplicação
no material bibliográfico incorporado no ano
O9 – Segurança e preservação
E1 - Inibir a perda de material bibliográfico destinado ás unidades que possuem o sistema. Redução do número de furtos e
do acervo e do patrimônio NIB / PROGF
oriunda de furtos no NIB. M1 – Adquirir sistema antifurto para as unidades Segurança Patrimonial.
institucional.
que ainda não possuem o equipamento no
primeiro semestre.
9

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E2 - Instalar sistemas de monitoramento nas M1 – Adquirir sensores de presença nas
bibliotecas. principais Unidades do NIB
M1 – Liberar servidores para participação em
Levantamento das necessidades de
curso de pós-graduação lato
O10 – Fortalecer os Recursos E1 – Incentivar a qualificação/capacitação contratação / substituição da mão de
M2 - Contratar (via concurso ou terceirizado) PRH / PROGF
Humanos do NIB. profissional dos servidores. obra de alunos bolsistas / edital de
bibliotecários para as Unidades que estiverem
concursos / aberturas de vagas.
com carência desses profissionais
E1 – Aumentar o quadro de professores para
M1 – Realização de concurso para nomeação de
O11 – Ampliar a oferta de vagas atender à demanda do sistema de
250 professores Dedicação Exclusiva e contrato Número de professores nomeados e
e criar novos cursos na graduação, de acordo com os códigos de PROEN
ou renovação de contrato de 50 professores contratados.
graduação presencial. vaga a serem distribuídos pelo MEC, por
substitutos.
meio do Programa REUNI.
M1 – Preenchimento de vagas reservadas para
E1 – Fortalecer os Programas de Ações
políticas de ações afirmativas, visando atingir,
Afirmativas, garantindo o acesso aos cursos Ingressos por cota. PROEN
por curso de graduação presencial, 15% para
de graduação presenciais da UFMA.
O12 – Fortalecer a política de afrodescendentes, 20% para escola pública
ações afirmativas. M1 – Preenchimento de vagas reservadas para
E2 – Fortalecer os Programas de Ações
políticas de ações afirmativas, visando preencher
Afirmativas, garantindo o acesso aos cursos Ingressos por cota. PROEN
30% das vagas reservadas para indígenas e
de graduação presenciais da UFMA.
60% das vagas reservadas para deficientes
O13 – Ocupar vagas ociosas. E1 – Ocupar vagas ociosas. M1 – Preenchimento de 25% das vagas ociosas Número de vagas preenchidas. PROEN
E1 – Reestruturar os projetos Político-
M1 – Reestruturação dos Projetos Político-
pedagógicos das Licenciaturas e
Pedagógicos dos cursos de graduação Projetos Político-Pedagógicos
Bacharelados, adequando-os às Diretrizes PROEN
presenciais nas modalidades Licenciatura e reestruturados.
Curriculares Nacionais e as Diretrizes do
Bacharelado
REUNI.
E2 – Propor novas diretrizes institucionais
para elaboração de Projetos Político- M1 – Aprovação no CONSUN do Curso de
O14 – Promover a reorganização Criação do Curso de Bacharelado
Pedagógicos dos cursos de graduação na bacharelado Interdisciplinar em Ciência e PROEN
e renovação pedagógica dos Interdisciplinar.
modalidade Bacharelado Interdisciplinar, de tecnologia
cursos de graduação.
acordo com o programa REUNI.
M1 – Elaboração de Projetos Político-
Pedagógicos, englobando os Cursos de Segunda
E3 – Elaborar Projetos Político-Pedagógicos
Licenciatura em Geografia, História, Sociologia,
da segunda licenciatura à distância, para os Número de projetos elaborados. PROEN
Filosofia, Matemática, Química, Física, Biologia,
egressos das licenciaturas interdisciplinares.
Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Língua
Espanhola, Música e Teatro
10

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E4 – Organizar a estrutura curricular
M1 – Implantação da modalidade a distância em
contemplando a modalidade educação a Inclusão da modalidade educação à
cursos de graduação presenciais, para apoiar PROEN
distância nos cursos de graduação distância.
ações de inclusão no currículo.
presenciais.
E5 – Proceder estudos para elaborar nova
Resolução sobre o sistema acadêmico, M1 – Aprovação da Resolução nos Colegiados
Aprovação da Resolução. PROEN
revogando a Resolução n.º 90/1999 Superiores.
CONSEPE.
E6 – Proceder estudos para elaborar nova M1 – Aprovação da Resolução nos Colegiados
Aprovação da Resolução. PROEN
Resolução sobre estágio. Superiores.
E7 – Supervisionar as atividades de ensino
dos cursos de graduação, a partir da
elaboração de Resolução para regulamentar M1 – Aprovação da Resolução nos Colegiados
Aprovação da Resolução. PROEN
a organização do trabalho pedagógico dos Superiores.
cursos de graduação, de modo a evitar
estrangulamento para o ensino.
E8 – Proceder estudos tendo em vista a
O14 – Promover a reorganização
elaboração de nova Resolução que M1 – Aprovação da Resolução nos Colegiados
e renovação pedagógica dos Aprovação da Resolução. PROEN
regulamenta as ações da Comissão Superiores.
cursos de graduação.
Permanente de Vestibular.
E9 – Proceder à visita técnica às Unidades
Acadêmicas do Campus do Bacanga para
M1 – Visita à Diretoria das 4 unidade acadêmicas
diagnosticar as principais demandas Visitas às Unidades acadêmicas PROEN
do Campus do Bacanga.
acadêmicas para melhoria da qualidade de
ensino.
M1 – Visitar tecnicamente 46 cursos de
E10 – Identificar os principais problemas dos Número de cursos de graduação
graduação da Universidade Federal do
cursos de graduação da Universidade visitados. Pesquisa quantitativa e PROEN
Maranhão, no Campus do Bacanga e aplicação
Federal do maranhão (Campus do Bacanga). qualitativa.
de instrumentos de investigação.
E11 – Produzir relatório acerca dos principais
problemas identificados na graduação a M1 – Redação do relatório e entrega ao
Produção de relatório. PROEN
partir do diagnóstico realizado na vista Magnífico Reitor.
técnica.
E12 – Promover a capacitação dos Técnicos
M1 – Capacitar 5 técnicos por Unidade Número de Técnicos em Assuntos
em Assuntos Educacionais (TAES) lotados PROEN
Acadêmica do Campus do Bacanga. Educacionais capacitados.
nas Unidades Acadêmicas.
11

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M1 – Realizar reuniões que tratem de assuntos
PROEN
pertinentes a avaliação acadêmica
E13 – Acompanhar o desempenho M2 – Acompanhar os processos de avaliação de
acadêmico, emitindo relatórios a cada cursos de graduação, sistematizando
Alunos ingressantes, egressos, retidos PROEN
semestre letivo, sobre o fluxo acadêmico de potencialidades e fragilidades e sugerindo
e evadidos.
ingressantes, diplomados, retidos e evadidos indicativos para as tomadas de decisão
em todos os cursos de graduação. M3 – Assessorar e acompanhar os processos de
avaliação da qualidade de oferta de disciplinas e PROEN
de avaliação de aprendizagem
E1 – Reestruturar administrativamente a M1 – Encaminhar proposta para apreciação do
Aprovação da Resolução. PROEN
PROEN. Magnífico Reitor a deliberação do CONSAD
M1 – Realizar curso de capacitação para os
E2 – Promover cursos de capacitação de Número de cursos de capacitação
aprovados em concurso público realizado em PROEN
docentes aprovados em concurso público. realizados.
2012
E3 – Modernizar o Sistema de Controle M1 – Finalizar implantação do sistema de
Implantação do Sistema. PROEN
Acadêmico. controle acadêmico SIGAA
E4 – Publicar em manual próprio as Leis e M1 – Publicar 1 manual a ser distribuído aos
Resoluções da UFMA relacionadas ao cursos de graduação e às Unidades Acadêmicas Publicação do manual. PROEN
ensino de graduação. da UFMA
M1 – Publicar 1 manual a ser distribuído aos
E5 – Publicar manual de procedimentos para
O15 – Reestruturar acadêmico- cursos de graduação e às Unidades Acadêmicas Publicação do manual. PROEN
encaminhamento de demandas à PROEN.
curricular e institucionalmente o da UFMA
sistema de graduação. E6 – Ampliar o número de grupos do
Programa de Educação Tutorial - PET, M1 – Divulgar o programa em todo o Campus
expandindo para os campi, conforme Sede e nos Campi e comunicação da abertura de Grupos PET. PROEN
processo de seleção definido em edital da editais para criação de novos grupos.
SESu/MEC.
E7 – Fortalecer e reestruturar o Comitê Local
M1 – Realizar reuniões periódicas de
de Acompanhamento - CLA - do programa Número de reuniões realizadas. PROEN
acompanhamento e avaliação dos grupos PET
de Educação Tutorial.
E8 – Apoiar a realização do XVII Encontro
Nacional de Grupos PET - ENAPET, paralelo M1 – Apoiar a Comissão de Organização do
Apoio às ações do PET. PROEN
à SBPC, juntamente com todos os tutores, ENAPET.
bolsistas e colaboradores do PET na UFMA.
12

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E9 – Realizar o I Seminário de Iniciação à
M1 – Promover ações para realização do Número de seminários SEMID
Docência - SEMID, juntamente com a PROEN
Seminário. realizados.
Comissão de Organização.
E10 – Ampliar a oferta de bolsas do
M1 – Divulgar o Programa PIBID em todo o
programa Institucional de Bolsas de Iniciação
Campus Sede e nos campi, conforme orçamento Número de bolsas concedidas. PROEN
à Docência - PIBID, conforme orçamento da
da CAPES.
CAPES.
M1 – Realizar os procedimentos para aquisição
E11 – Executar o orçamento do programa dos equipamentos e materiais, bem como Planilha de execução orçamentária e
PROEN
PRODOCÊNCIA, já liberado pela CAPES. realizar os fóruns detalhados no projeto prestação de contas.
PRODOCÊNCIA.
E12 – Solicitar e executar os recursos
restantes para a consolidação da M1 – Elaborar orçamento e enviar a CAPES. Encaminhamento da Planilha. PROEN
PRODOCÊNCIA.
E13 – Produzir campanhas de
M1 – Divulgação e distribuição do material Produção e divulgação de material
endomarketing para fortalecimento da PROEN
produzido. publicitário
graduação.
E14 – Sediar o II Encontro Nacional de M1 – Promover ações para realização do Número de seminários PIBID
PROEN
Licenciaturas do Programa PIBID. Seminário. realizados.
E1 - Aumentar o número de bolsas via
M1 - Aumentar em 20% o número de bolsas de
projetos de extensão para alunos na Número de bolsas. PROEX
extensão, tendo como base o ano de 2010.
graduação.
E2 - Aumentar o valor financeiro das bolsas M1 - Aumentar em 30% o valor da bolsa de
Valor financeiro da bolsa de extensão PROEX
de extensão. extensão tendo como referência o ano de 2010.
M1 - Oferecer assessoria aos cursos de
graduação para o desenvolvimento e Número de cursos de graduação com
O16 – Expandir e fortalecer a PROEX
implantação nos planos políticos pedagógicos de atividade de extensão em 2012.
extensão universitária à
ações de extensão.
Comunidade. E3 - Estímulo à participação da comunidade
M2 - Desenvolver ações de extensão em cursos
universitária e da sociedade do campus da Número de programa e projetos de
à distância, integrado em cursos à distância,
Capital e dos campi do continente em ações extensão desenvolvidos na graduação PROEX
integrando o NEAD e PROEX para fortalecer a
de extensão. e no ensino a distância.
institucionalização das ações de extensão.
M3 - Realizar um fórum de extensão e fórum da
3ª idade anualmente, integrando a comunidade Número de eventos realizados. PROEX
acadêmica com a sociedade.
13

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M4 - Realizar jornadas de extensão nos campi do
Número de eventos realizados. PROEX
continente.
E4 - Adequar a estrutura administrativa da M1 - Manter e consolidar o SIGPROJ. Números de usuários. PROEX
PROEX aos objetivos estratégicos da UFMA M2 - Treinar equipe da DTE para implementação
Equipe treinada. PROEX
e a missão da extensão universitária. do SIGPROJ.
E5 - Oferecer curso de extensão da rede M1 – Capacitar professores da plataforma Paulo Número de vagas aprovadas nos
PROEX
diversidade nos pólos da UAB. Freire Municípios.
E6 - Apoiar eventos culturais. M1 – Manter realizações de eventos Eventos realizados. PROEX
M1 – Realizar três eventos relativos às ações de
Número de eventos realizados PROEX
O17 – Promover e disseminar a inovação e empreendedorismo.
E1 - Consolidar no âmbito da extensão
cultura empreendedora e da M2 - Promover a organização administrativa do Diretor e coordenadores indicados via
universitária as ações de empreendedorismo. PROEX
inovação, no âmbito da UFMA. DEMI portarias.
M3 - Ampliar a TVEX. Número de telas nos campi. PROEX
O18 – Preservar a memória da E1 - Criar e conservar o memorial da
M1 – Consolidar o memorial da extensão. Memorial criado. PROEX
extensão universitária. extensão.
O19 – Propiciar o fomento de
arranjos produtivos, como
E1 - Implementar arranjos produtivos de
consequência de projetos de M1 – Criar uma cooperativa popular em uma
acordo com a vocação empreendedora da Cooperativa criada. PROEX
extensão, em comunidades que comunidade extensionista.
comunidade.
apresentam vocação
empreendedora.
E1 - Estimular a criação de novos programas M1 – Aumentar em 5% o número de doutores da Número de doutores que serão PPPG / DPG /
a partir da formação de docentes. instituição até dezembro capacitados no PLANFOR. DCD
M1 – Aprovação do novo Regimento da Pós-
Regimento aprovado. PPPG
O20 – Fortalecer e expandir a Graduação Lato Sensu.
Pós-Graduação na UFMA. M2 – Solicitar FG´s aos novos coordenadores
E2 - Fortalecer Programa de Pós-Graduação. Número de coordenadores com FG´s. PPPG
dos programas de pós-graduação recém criados.
M3 – Melhorar a infraestrutura dos programas de Instalação (salas de alunos,
PPPG
Pós-Graduação coordenação e sala de discentes).
O21 – Aperfeiçoar fluxo de
E1 - Implantar melhorias na comunicação M1 – Criar calendário de reuniões internas
informações e procedimentos Calendário Elaborado. PPPG
interna da PPPG. bimestrais com diretores da DPG, DPQ e DAPI.
internos.
O22 – Realizar melhoria na
M1 – Realizar ação junto às Coordenações e à
infraestrutura e suporte E1 - Oficializar os programas RENORBIO e Reforma finalizada, pendências
CAPES para resolução da situação da UFMA, PPPG / DQP
administrativo dos programas em RENASF. solucionadas.
junto às redes RENORBIO e RENASF.
rede.
14

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M1 – Criar novos comitês direcionados aos PPPG / Comitê de
O23 – Fortalecer Comitê de Ética. E1 - Atualizar Resolução Comitê de Ética. Resolução aprovada.
centros até abril. Ética
E1 - Criar Programa de Qualidade dos M1 – Institucionalizar o Programa de Qualidade
Resolução do programa de Qualidade. DPG / PPPG
Programas de Pós-Graduação. da Pós-Graduação.
Produção científica qualificada,
E2 - Incentivar a produção científica M1 – Publicar editais de apoio à produção
conforme parâmetros da área de DPG / PPPG
qualificada. científica qualificada.
avaliação.
E3 - Realizar reuniões com programas de M1 – Financiar workshops promovidos pelo
referências das distintas áreas de avaliação Programas de Pós-Graduação da UFMA Número de Workshops financiados. DPG / PPPG
dos Programas de pós-graduação. (recursos UFMA).
E4 - Valorizar produção científica dos M1 – Realizar o ciclo de Seminários da Pós-
O24 – Melhorar e Consolidar os Número de seminários realizados. DPG
programas de pós-graduação Graduação.
Programas de Pós-Graduação da
Dissertações e teses publicadas /
UFMA.
M1 – Oferecer Prêmio Dissertação e Prêmio número de pós-graduandos
DPG / PPPG
E5 - Incentivar a produção científica dos Tese UFMA. concludentes / publicação de
programas de Pós-Graduação da UFMA. vencedores.
M2 - Ampliar o número de bolsas para pós- Total de bolsas dos distintos órgãos de DCD, DPG /
graduandos. fomento. PPPG
E6 - Incentivar a produção científica dos M1 - Divulgar e estimular a realização de Docentes em Pós-Doutorados e
DCD / DPG
programas de Pós-Graduação da UFMA. estágios e pós-doutorados no exterior estágios no exterior.
E7 - Incentivar a mobilidade dos discentes M1 – Aumentar a participação de discentes em Bolsas PDSE e outros estágios no DCD / DPG /
dos programas de Pós-Graduação. estágios no exterior. exterior. PPPG
E1 - Realizar planejamento financeiro dos
M1 – Utilizar plenamente os recursos PROAP, DPG / ASCONV /
recursos PROAP, União e próprios pelos Recursos gastos pelos programas.
União, próprios. PROGF
programas.
O25 – Otimizar o uso dos
E2 - Acompanhar sistematicamente o uso M1 – Verificar trimestralmente dos recursos ASCONV /
recursos pelos programas de Saldos de empenho em cada fonte.
dos recursos. empenhados e gastos. PROGF
Pós-Graduação.
E3 - Promover treinamentos sobre uso dos
M1 – Otimizar o uso dos recursos pelos ASCONV /
recursos pelas coordenações dos Treinamentos realizados.
programas. PROGF
programas.
Cursos de Pós-Graduação (Mestrados
DPG / DCD /
E1 - Realizar levantamento das demandas em Ciências dos Materiais - CCSST,
O26 – Implantar os projetos de DCPG /
para oferta de cursos de pós-graduação em M1 – Aumentar a oferta de cursos de pós- Linguística e Identidades, Letras,
novos cursos de Mestrado e Departamentos e
áreas estratégicas para a região, estado e graduação Comunicação; Doutorados: Ciências
Doutorado. Centros
instituição. da Saúde, Biodiversidade e
Acadêmicos
Conservação).
15

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
Projeto do curso, aprovação do
E2 - Acompanhar e implantar novos M1 – Verificar requisitos para implantação dos
projeto, aprovação do regimento DCPG / DPG
programas, inclusive em rede. novos cursos de Mestrado e Doutorado.
interno.
E3 - Normatizar os programas em rede com M1 – Regularizar situação de oferta dos cursos Normas Regulamentares internas dos
DCPG
certificação / UFMA. em rede na UFMA. cursos em rede.
DCPG / DPG /
M1 – Atualizar as normas de afastamento Nível de adequação às normas e
Coordenadores
O27 – Atualizar as normas docente em pós-graduação. regimentos.
E1 - Complementar e criar normas que dos programas
relativas à Pós-Graduação da
envolvam assuntos de pós-graduação. M2 - Implantar normas para revalidação de
UFMA.
diplomas de pós-graduação pelos programas da Normas implantadas. PPPG
UFMA.
O28 – Ampliar o número de E1 - Atender a demanda qualificada da M1 – Solicitar quotas ao CNPq, UFMA, FAPEMA, Aumento de nº de bolsas/julho de
PPPG / DPQ
bolsas atuais em 5%. UFMA. e PIBIT. 2012.
E1 - Agilizar o trâmite dos projetos de
O29 – Aprimorar a plataforma de
pedidos de bolsas de PIBIC e de M1 – Implementar, testar e avaliar. Implantada / agosto de 2012. PPPG / DPQ
submissão de projetos do PIBIC.
apresentação SIMIC.
E1 - Divulgar a produtividade de iniciação M1 – Elaborar projeto e submeter projeto:
O30 – Reeditar o SEMIC. Realização SEMIC / Outubro 2012. PPPG / DPQ
científica. implementar e validar.
O31 – Consolidar a ampliação M1 – Promover substituição parcial dos Comitês;
dos Comitês Internos de E1 - Operacionalizar o PIBIC. emitir portaria de nomeação para os novos Emissão de Portarias / Março de 2012. PPPG / DPQ
avaliação do PIBIC membros.
E1 - Disponibilizar histórico eletrônico do
O32 – Digitalizar o acervo. M1 – Escanear e organizar documentos. Número de documentos escaneados. PPPG / DPQ
PIBIC da UFMA.
O33 – Catalogar qualitativamente E1 - Monitorar a qualidade da pesquisa da M1 – Levantar produções nos currículos,
Número de produções levantadas. PPPG / DPQ
a produção. UFMA. bancada no Qualis, das áreas.
O34 – Implantar módulo de M1 - Converter plataforma do PIBIC para
E1 - Divulgar a pesquisa na UFMA. Percentual da plataforma implantada. PPPG / DPQ
pesquisa da nova plataforma. plataforma de Projetos.
E1 - Aumentar a capacitação de recursos de
O35 – Incrementar o nº de grupos M1 - Implantar a resolução; divulgar as
agências: fortalecer a sinergia associada à Percentual de resolução implantada. PPPG / DPQ
certificados em 5%. necessidades dos grupos.
pesquisa.
O36 – Diminuir em 10% o nº de
E1 - Qualificar e atualizar cadastro dos
grupos considerados atípicos ou M1 - Diagnosticar os grupos. Número de grupos diagnosticados. PPPG / DPQ
grupos.
desatualizados.
O37 – Expandir nº de projetos
E1 - Institucionalizar a pesquisa; estabelecer M1 - Implementar nova resolução; estimular
aprovados no CONSEPE em Projetos aprovados. PPPG / DPQ
os quantificadores. aplicação de projetos, inclusive em agências
15%.
16

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E1 - Facilitar elaboração de projetos de infra- M1 - Elaborar calendário baseado no último
Calendário elaborado. PPPG / DPQ
O38 – Elaborar proposta do CT – estrutura. edital PROINFRA
INFRA. E2 - Visita em Laboratórios para coletar M1 – Levantar parque de equipamentos da Lista de equipamentos / fevereiro de
PPPG / DPQ
dados de equipamentos. UFMA. 2012
O39 – Captar recursos em editais M1 – Submeter o projeto da revista à editais da Recursos Captados/Dezembro de
E1 - Dar Sustentabilidade á Revista. PPPG / DPQ
de fomento. FAPEMA, CPNq e CAPES. 2012.
O40 – Indexar a Revista em pelo M1 – Regularizar a revista; criar comissão
E1 - Dar notoriedade à revista. Revista indexada / dezembro de 2012. PPPG / DPQ
menos uma base de dados. editorial; captar recursos e artigos; formular.
O41 – Publicar pelo menos ao
E1 - Manter os indicadores de qualidade da
três números regulares de 2012 e M1 – Elaborar calendário de publicação. Número de revistas publicadas. PPPG / DPQ
revista.
um número especial.
M1 – Adquirir material bibliográfico sobre
E1 - Adquirir material bibliográfico. Inovação Transferência de Tecnologia (TT) e Número de materiais adquiridos. DAPI / PPPG
Propriedade Intelectual.
O42 – Melhorar a Infraestrutura M1 – Aquisição de softwares específicos para
do DAPI. E2 - Adquirir softwares. buscas de anterioridade de patentes e modelos Base de dados. DAPI / PPPG
de utilidade.
M1 – Financiamento de reformas nas Salas e demais dependências
E3 - Reformar prédio. PPPG / PRECAM
dependências da PPPG, incluindo o DAPI. reformadas e adaptadas
M1 – Criar Cargo de Diretor do DAPI, com
Cargo criado. PPPG
gratificação CD-4.
M2 – Criar Cargo de Coordenador de
Cargo criado. PPPG
Propriedade Intelectual, com gratificação FG-1.
Portarias de nomeação de: um Diretor
M3 – Criar Cargo de Coordenador de Serviços DAPI / PPPG /
de Departamento, dois de
Tecnológicos e de Inovação (CSTI), com PROGF /
O43 – Consolidar o DAPI - E1 - Definir cargos de Diretor do DAPI, Coordenadores de Coordenações, dois
gratificação FG-1. REITORIA
Departamento de Apoio a Coordenadores e Diretores de Divisão. de Divisão.
Projetos de Inovação e Gestão de M4 – Criar Cargo de Diretor da Divisão de
Serviços Tecnológicos. Transferência de tecnologia (DTT), com Cargo criado. PPPG
gratificação FG-5.
M5 – Criar Cargo de Diretor da Divisão de
Prospecção e Redação de Patentes (DPRP), Cargo criado. PPPG
com gratificação FG-5.
E2 - Realizar treinamento dos novos M1 – Participar dos treinamentos oferecidos pela DAPI / PPPG /
Cursos, palestras e oficinas.
integrantes do DAPI. RedeNIT-NE e INPI. REDENit-NE
17

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M1 – Realizar reuniões com líderes de grupos de
E1 - Divulgar os objetivos do DAPI, a Lei de Número de reuniões realizadas. DAPI
pesquisa
Inovação e a Política de Inovação da UFMA
M2 – Participar de reuniões e assembleias Número de participações em reuniões
junto às comunidades docente e discente da DAPI
departamentais. e assembleias departamentais.
UFMA.
M3 – Visitar os Campi dos interiores. Número de Campi visitados. DAPI / PPPG
O44 – Divulgar as ações do M1 - Criar um link do DAPI e hospedagem na
E2 - Atualizar diariamente o site da UFMA. Link na homepage da UFMA:inovação. DAPI / PPPG
DAPI, da lei de Inovação e de homepage da UFMA.
Política de Inovação da UFMA. Número de folders elaborados e
E3 - Confeccionar e distribuir folders. M1 – Elaborar e distribuir novos folders. DAPI / PPPG
distribuídos.
M1 – Distribuir a publicação para setores
E4 - Atualizar e imprimir o Catálogo de
estratégicos da UFMA e Coordenadorias de Catálogo de Pesquisa e prospecção DAPI (CPI e
Pesquisa e Prospecção tecnológica da
cursos de PG, bem como os segmentos Tecnológica da UFMA. CSTI) / PPPG
UFMA.
empresarial e industrial.
M1 – Distribuir a publicação para os setores
O45 – Divulgar os resultados do E1 - Elaborar e distribuir portfólio contendo
estratégicos da UFMA e Coordenadorias de DAPI (CPI e
DAPI em termos de Proteção depósito de patentes já realizados pela Portfólio de patentes da UFMA.
cursos de PG, bem como aos segmentos CSTI) e PPPG
Intelectual na UFMA. UFMA.
empresarial e industrial.
E1 - Renovar de parcerias com a FIEMA,
M1 – Propor e participar de reuniões técnicas
SEBRAE, IEL, MAPA, SECTEC, SEDINC, Participação em reuniões técnicas. DAPI
com esses órgãos.
etc.
O46 – Ampliar parcerias para CSTI / DAPI /
ações visando à transferência de M1 – Organizar e realizar eventos de PI e TT. Número de eventos realizados. Fortec / Sebrae /
E2 - Promover ações conjuntas com os
tecnologia. FIEMA / PPPG
representantes das classes empresariais e
DAPI (CPI e
com o Fortec-NE. M2 – Organizar e realizar treinamentos em PI e
Número de treinamentos realizados. CSTI) / Sebrae /
TT voltados para os gestores empresariais.
FIEMA / PPPG
E1 - Organizar de reuniões periódicas com
professores recém-contratados e líderes de M1 – Realizar reuniões periódicas com diferentes
Número de reuniões realizadas. CPI / DAPI
grupos de pesquisa dos diversos Programas atores da PG.
de Pós-Graduação da UFMA.
O47 – Ampliar a propriedade E2 - Identificar grupos de pesquisa
M1 – Realizar reuniões com professores e
Intelectual na UFMA. estratégicos para desenvolvimento e registro Número de reuniões realizadas. CPI / DAPI
pesquisadores.
de softwares.
E3 - Identificar grupos de pesquisa
M1 – Realizar reuniões com professores e
estratégicos para desenvolvimento e registro Número de reuniões realizadas. CPI / DAPI
pesquisadores.
de cultivares.
18

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M1 – Realizar reuniões com pesquisadores,
E4 - Dar inicio dos trabalhos para registros
organização dos processos, depósitos no INPI e Número de reuniões realizadas. CPI / DAPI
de softwares e novas cultivares.
acompanhamento.
M1 – Realizar reuniões nos municípios de Reuniões nas Associações de DAPI / SINC /
O48 – Intensificar o Movimento Itapecuru-Mirim e Urbano Santos. produtores rurais. MAPA
E1 - Promover integração com as
pelas Indicações geográficas M2 – Levantar documentação de referência para Memoriais descritivos: Cadastro de
associações de produtores rurais do MA. CPI / SINC /
(Igs) no MA. Igs "sabonete de coco babaçu" e "méis de produtores rurais: mapeamento de
MAPA
abelhas nativas". área geográfica: regulamentos de uso.
DCPG / DPG /
M1 – Aplicar questionário a todos os NIT da
E1 - Apresentar relatório de Atividades e Número de questionários respondidos. Coordenadores
Região utilizando a ferramenta do Google Docs.
Diagnóstico Atual da Situação dos NITs do dos Programas
O49 – Concluir a Gestão do NE. M2 – Analisar questionários e elaboração do Diagnóstico sobre a Situação dos NITs DAPI / UFMA /
Fórum de Gestores de Inovação Diagnóstico. da Região Nordeste NIT / UFAL
Tecnológica da Região Nordeste M1 – Submeter Projetos de Eventos para DAPI / UFMA /
Número de Projetos aprovados.
- Fortec-NE. captação de recursos. NIT / UFAL
E2 - Realizar a VII Reunião Plenária do
DAPI / UFMA /
Fortec-NE, em Maceió, Alagoas.
M2 – Realizar Evento. Evento realizado. NIT / UFAL /
Fortec-NE
E1 - Avaliar candidatos para preenchimento
M1 – Preencher, até limite de vagas previstas
de vagas nos Cursos de Graduação em
para o ano de 2012, os Cursos de Graduação em
Licenciatura do Programa Especial de Número de professores ingressantes. NEC
Licenciatura do programa Especial de Formação
Formação de professores para Educação
O50 – Realizar Processo Seletivo de Professores para a Educação Básica.
Básica.
Vestibular Especial 2012.
E2 - Selecionar candidatos para ingresso nos M1 – Avaliar candidatos para preenchimento de
Cursos de Graduação, na modalidade à vagas oferecidas para o ano de 2012, atendendo
Número de professores ingressantes. NEC
distância, do programa Universidade Aberta Termo de Parceria firmado entre a UFMA e
do Brasil – UAB. Prefeituras Municipais.
E1 - Selecionar candidatos para
preenchimento de vagas para o 5º e 7 anos
M1 – Classificar candidatos até o número de 305
do Ensino Fundamental, 1 ano do Ensino
(trezentos e cinco) vagas oferecidas para o ano Número de professores ingressantes. NEC
Médio e para os Cursos Técnicos em
O51 – Executar Processos letivo de 2012 do Colégio Universitário.
Administração, meio Ambiente e
Seletivos.
Enfermagem.
E2 – Selecionar candidatos para o programa M1 – Avaliar candidatos para o preenchimento
Número de Médicos Residentes
de Residência Médica do Hospital de vagas para Médicos Residentes do Hospital NEC
ingressantes.
Universitário da UFMA. Universitário da UFMA.
19

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E3 – Avaliar candidatos para o Programa de
Residência Multiprofissional em Saúde -
M1 – Selecionar candidatos até o limite de 60
Curso de Especialização na Modalidade
(sessenta) vagas para o programa de Residência Número de profissionais selecionados. NEC
Residência Multiprofissional em Saúde do
Multiprofissional em Saúde.
Hospital Universitário da UFMA
(COREMU/HUUFMA).
E1 – Avaliar e selecionar candidatos para o M1 – Classificar candidatos habilitados através
O52 – Executar Concurso Público
provimento de cargos na categoria funcional de Concurso Público para preenchimento de
para prover o Quadro Número de servidores ingressantes. NEC
de Técnico-Administrativos em Educação do cargos técnico-administrativos em Educação do
Permanente da UFMA.
Quadro Permanente de Pessoal da UFMA. Quadro Permanente de Pessoal da UFMA.
E1 – Proceder a aquisição de novos
O53 – Melhorar a estrutura do equipamentos, tais como leitoras ópticas,
M1 – Reformar e proceder manutenções predial Número de manutenções preventivas:
NEC e as condições físicas e computadores, impressoras, câmeras de NEC
e de equipamentos. grau de incorporação tecnológica.
operacionais. monitoramento, alarme com sensor de
movimento, etc.
O54 – Executar Concursos e E1 – Realizar contratos para prestação de M1 – Garantir a prestação de serviços de forma
Número de formalização de contratos. NEC
Processos Seletivos Externos. serviços externos. adequada, com qualidade e segurança.
M1 – Ampliar o número de vagas em 700 alunos
do Plano nacional de Formação de Professores
O55 – Expandir o ensino de com a oferta de cursos de licenciatura em
graduação, com qualidade, Geografia, Línguas, Educação Física,
formando pessoas com E1 – Interiorizar as ações da UFMA. Matemática, Sociologia, Historia e Física no Número de cursos ofertados. ASEI
qualificação científica, técnica e programa PROFEBPAR através da Plataforma
humanística. Freire, nos municípios de Raposa, Caxias, Paço
do Lumiar, Alcântara, Pinheiro, Chapadinha, São
José de Ribamar, Presidente Dutra
20

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
M2 – Manter e acompanhar a formação de
alunos do Plano Nacional de Formação em
professores nos cursos de licenciatura em
Geografia, Línguas, Educação Física,
Matemática, Sociologia, Historia e Física no
programa PROFEBPAR através da Plataforma Número de cursos ofertados. ASEI
Freire Coroatá, Nina Rodrigues, Imperatriz,
Codó, Grajaú, Lagoa da Pedra, Poção de
Pedras, Santa Quitéria do Maranhão, São José
de Ribamar, Timbiras, Bom Jesus das Selvas e
Caxias.
M1 – Elaborar e executar Projetos de Pesquisa Número de projetos elaborados. ASEI
O55 – Expandir o ensino de M2 – Publicar livros das ações do
Número de livros publicados. ASEI
graduação, com qualidade, PROFEPMA/UFMA.
formando pessoas com M3 – Executar a segunda etapa do Projeto de
qualificação científica, técnica e E2 – Dar continuidade ao PROFEPMA. Extensão do Programa de Formação Continuada Número de ações monitoradas. ASEI
humanística. Patrimonial no município de Alcântara-MA.
M4 – Acompanhar e monitorar as ações do
Programa de Formação Continuada Patrimonial Número de ações monitoradas. ASEI
no município de Alcântara-MA.
Número de participações em eventos
M1 - Participar de eventos de natureza científica
culturais e esportivos e semanas ASEI
(organização e participação).
científicas.
E3 – Dar continuidade ao PRONERA. M2 - Aprovar Projeto de Ensino Fundamental
Projeto aprovado. ASEI
EJA-PRONERA.
M3 - Aprovar Projeto de Alfabetização EJA-
Número de projetos aprovados. ASEI
PRONERA.
E4 – Dar continuidade à implantação dos M1 – Acompanhar desde o início a implantação
Número de visitas realizadas. ASEI
Campi. do Campus de Balsas.
Instalação de 1(um) Kit de transmissão
O56 – Melhorar os serviços M1 – Fazer levantamento da estrutura de webconferência: (computador, web
E1 – Dar continuidade à modernização do
tecnológicos do Ensino a tecnológica de videoconferência, dos Pólos cam, microfone, projetor, tela de NEAD
aparato tecnológico dos Pólos UFMA/UAB.
distância. UAB/UFMA. projeção, caixa de som). 2º
semestre/2012.
21

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
Uma (01) vistoria por semestre para
E2 – Vistoriar os Pólos UFMA/UAB e os M2 – Verificar o funcionamento da estrutura verificar a qualidade da velocidade de
NEAD
Campi da UFMA. tecnológica. internet, funcionamento do aparato
tecnológico.
E1 – Capacitação dos técnicos de
M1 – Manter o funcionamento das Treinamento de 20 técnicos de
O57 – Padronizar utilização do informática para operacionalização dos
videoconferências para realização das aulas informática dos Pólos UFMA/UAB por NEAD
sistema de webconferência. sistemas de webconferência no Pólos
agendadas nos sistema de vídeo. semestre.
UFMA/UAB.
M1 – Implantar os sistemas de vídeo, para
O58 – Sistematizar gestão do E1 – Manter o controle e frequência das
agendamento das videoaulas, videoconferência, Aumento das gravações de videoaulas
controle das videoaulas e videoaulas, videoconferência dos cursos e NEAD
eventos que o NEAD venha participar e oferecer e transmissões de videoconferência.
videoconferência do NEAD. eventos ofertados pelo NEAD.
suporte de transmissões.
Atendimento das solicitações feitas
E1 – Acolher e dar tratamento adequado às
O59 – Canalizar atendimento das pela comunidade em geral ao NEAD
solicitações, reclamações, sugestões,
solicitações entre a comunidade M1 – Implantar o Sistema de Ouvidoria – NEAD. obtendo informações sobre eventos, NEAD
denúncias e elogios (manifestações)
em geral e o NEAD. cursos e demais assuntos referentes
referidos ao NEAD.
ao NEAD.
Controle acadêmico dos 15 mil alunos
O60 – Gerir os Cursos EAD e E1 – Controlar número de alunos e cursos M1 – Implantar o SIGAA-EAD, para gestão e de ensino EAD. (NEAD/NTI) nos
NEAD
Alunos do ensino EAD-UFMA. ofertados pelo NEAD. controle dos alunos de EAD. cursos de Graduação, Pós-Graduação
e Extensão.
M1 – Atualizar os servidores técnicos do NEAD e
Surgimento de novas ferramentas
colaboradores desta coordenação a fim de
E1 – Realizar cursos e treinamentos de TI. tecnológicas para o desenvolvimento NEAD
O61 – Capacitar os Recursos melhorar os serviços tecnológicos ofertados pelo
das atividades.
Humanos da equipe técnica e núcleo.
docente do NEAD. M1 – Treinar servidores para utilização da lousa Capacitação de 5 técnicos de
E2 – Atualizar metodologia de ensino e
interativa; PowerPoint narrado; Adobe Connect informática, 100 professores e tutores. NEAD
aprendizagem.
Videoaula. Por semestre.
E1 – Atualizar o Ambiente Virtual – AVA 1,9 M1 – Organizar o AVA dos materiais (Atividades, Padronização das salas dos Cursos
NEAD
para 2.2. vídeos, fóruns) dos cursos ofertados pelo NEAD. EAD.
O62 – Modernizar a plataforma Melhorar a visualização das
virtual do NEAD. M1 – Melhorar a organização do conteúdo do informações dos cursos, documentos,
E2 – Implantar o novo SITE NEAD. NEAD
site. notícias, sistemas de inscrições do
NEAD na internet.
O63 – Gerenciar o acervo
E1 – Instalar o Sistema de Biblioteca dos M1 – Gerenciar o acervo bibliográfico dos Pólos
Bibliográfico das bibliotecas dos 25 Pólos UFMA/UAB e NEAD. NEAD
Pólos UFMA/UAB e NEAD. UFAM/UAB e NEAD.
Pólos UFMA/UAB e NEAD.
22

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
O64 – Realizar transmissões
M1 – Solicitar junto a RNP para liberação de 5 Salas webconferência utilizando o
simultâneas de webconferência, E1 – Implantar salas webconferência RNP. NEAD
salas de webconferência para UFMA/NEAD. ADOBE CONNECT.(Fevereiro)
dos cursos e eventos.
E1 – Realizar trimestralmente o Programa
M1 – Capacitar 500 professores, tutores e
de Capacitação para professores UFMA
gestores da UFMA e cursos na modalidade em 500 professores capacitados. NEAD
O65 – Capacitar professores, (futuros professor dos cursos na EAD) em
EAD da UFMA.
tutores, coordenadores nos temas específicos de atualidade.
temas relacionados com EAD E2 – Sistematizar a capacitação interna dos
para poder desenvolver um especialistas do NEAD (reuniões de M1 – Manter uma sistemática atualização do
Apoios para capacitação interna NEAD
exitoso trabalho na área e trabalho, cursos de especialização, pessoal do NEAD em temas da EAD.
continuar elevando a qualidade mestrado e doutorado).
do processo de ensino- E3 – Elaborar o Projeto de curso de M1 – Tramitar a aprovação de um curso de
Curso aprovado. NEAD
aprendizagem na EAD. Especialização em EAD. Especialização na área de EAD.
E4 – Convidar especialistas nacionais para a M1 – Convidar 4 especialistas para participar no Convite para 4 especialistas nacionais
NEAD
realização de palestras sobre EAD. Seminário de EAD da UFMA na área de EAD
M1 – Manter uma sistemática comunicação com
E1 – Trabalhar atentamente com os Manter uma comunicação fluida com
os coordenadores para assessorar eles no NEAD
Coordenadores de Cursos. os coordenadores dos cursos.
planejamento dos cursos.
E2 – Sistematizar visitas aos cursos do
M1 – Acompanhar os coordenadores nas Realizar visitas de avaliação dos
NEAD/UFMA a Distancia para avaliações do NEAD
avaliações aos Pólos da UAB. Pólos.
desempenho acadêmico.
E3 – Sistematizar agendamento de M1 – Elaborar e aplicar o sistema de
Sistema de agendamento de
videoconferências e gravação de agendamento das videoconferências dos cursos NEAD
O66 – Acompanhar os videoconferências e vídeo-aulas.
vídeoaulas. para sua efetiva realização.
coordenadores e o pessoal dos
E4 – Concluir os resultados da avaliação on- M1 – Acompanhar a elaboração dos roteiros das Acompanhar as videoconferências e
cursos no planejamento e NEAD
line de 2010. vídeo-aulas para elevar a qualidade destas. elaborar relatórios.
desenvolvimento dos cursos de
M1 – Acompanhar a mediação pedagógica dos
graduação e pós-graduação. Mediação pedagógica e
E5 – Acompanhar os alunos no AVA. alunos no AVA, como parte do NEAD
acompanhamento dos alunos no AVA.
acompanhamento do aluno a distancia.
M1 – Atender as necessidades pedagógicas e
E6 – Acompanhar os tutores On-line, e Assessorar o trabalho dos tutores e
tecnológicas dos tutores dos cursos NEAD
presenciais. seus coordenadores.
permanentemente.
Reimpressão de material de
E7 – Re-elaborar e aperfeiçoar o material
M1 – Revisar e atualizar o material. capacitação dos professores da NEAD
impresso de EAD para Professores.
UFMA.
23

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E8 – Elaborar materiais impressos de EAD M1 – Elaborar materiais de apoio para
Produção de 3 livros. NEAD
para Curso de Especialização. (maio-agosto) desenvolver o curso de Especialização.
E9 – Elaborar Revista Interativa e atenção a
M1 – Apoiar a publicação da revista “Interativa”. Publicação da revista. NEAD
seu Comitê Editorial.
E10 – Organizar e aprovar o Comitê Editorial
M1 – Criar o comitê editorial da revista
para a revisão dos materiais impressos de Comitê editorial. NEAD
“Interativa”.
EAD/NEAD/UFMA.
E11 – Enviar para a Gráfica o material M1 – Acompanhar o processo de elaboração Envio dos materiais para sua
NEAD
impresso das disciplinas dos cursos de EAD. dos materiais didáticos dos cursos do NEAD publicação.
O67 – Orientar e acompanhar a
elaboração de vídeo-aulas e E01 – Assessoramento pedagógico M1 – Assessorar os professores na elaboração
Relatórios de Atendimento. NEAD
objetos de aprendizagem para os permanente para os professores de vídeoaulas.
cursos do NEAD e a UFMA.
E1 – Organizar o IV Seminário UFMA sobre Realizar o IV Seminário com a
M1 – Realizar o IV Seminário EAD/UFMA. NEAD
EAD. A qualidade dos cursos na EAD. participação de 200 especialistas.
E2 – Apresentação do “Sistema de M1 – Realizar reuniões internas com
Sistema apresentado. NEAD
Avaliação dos elementos de EAD na UFMA”. especialistas da EAD da UFMA.
E3 – Utilização das TICs nos cursos de Lic.: M1 – Realizar reuniões internas com Atas com a aprovação de cada
NEAD
Uso do AVA, uso de Blogs acadêmicos. especialistas da EAD da UFMA. reunião.
E4 – Participar de eventos nacionais e
internacionais com trabalhos do NEAD:
M1 – Estimular a participação dos membros da
O68 – Realizar atividades e Congresso Internacional de Costa Rica, Participar cada em um evento
Coordenação para apresentar resultados de NEAD
eventos encaminhados a ESUD 8, Congresso Pedagogia 2013, ABED nacional e um internacional.
trabalho em eventos.
alcançar troca de experiências na XVIII entre outros, (recursos NEAD, UAB,
área de EAD. Fapema).
E5 – Realizar visitas de intercambio com M1 – Visitar a UFSC, UFRGS. UFBA, UFC, Realizar ao menos 2 visitas a IES
NEAD
outras IES. UFLA, UFPE, UFPR. durante o ano.
M1 – Participar das reuniões que sejam
E6 – Participar do sistema de reuniões da
indicadas pelas Instituições participantes do Participar em reuniões nacionais. NEAD
UAB, MEC, Capes e outros.
projeto.
E7 – Realizar o V Encontro de M1 – Reunir Coordenadores e Tutores
Coordenadores e Tutores presenciais dos envolvidos na EaD/ UFMA uma vez por ano para Encontro realizado. NEAD
Pólos da UFMA-UAB troca de experiências.
24

EIXO – ACADÊMICO
SETOR
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES
RESPONSÁVEL
E1 – Trabalhar com o Grupo de Pesquisa M1 – Manter o funcionamento sistemático do
Reunião mensal. NEAD
“TICs na Educação”. Grupo de Pesquisa.
E2 – Elaborar o curso “Uso das TICs em
Educação” como disciplina das Licenciaturas
M1 – Propor o Programa do curso. Elaboração do Programa. NEAD
na UFMA. 60h 20 presenciais e 40 à
O69 – Produzir materiais e distancia com o uso do AVA.
artigos relacionados com temas E3 – Publicar artigos em revistas
M1 – Publicar artigos em revistas especializadas. Artigos publicados. NEAD
de EAD. especializadas.
E4 – Revisar o Banco de artigos sobre TICs M1 – Atualizar o Banco de artigos da EAD e sua Inclusão no Portal do NEAD do Banco
NEAD
e EAD do NEAD. colocação no Portal do NEAD. de artigos da EAD.
Preparação de uma Coordenação
E5 – Elaborar e revisar os Objetos de M1 – Dar apoio pedagógico para a elaboração de
Multimídia que irá contar com NEAD
Aprendizagem para o Banco UFMA. Objetos de Aprendizagem.
professores Mestres e Doutores.
E1 – Estabelecer uma interlocução com
M1 – Implantar o sistema de comunicação Implantação do sistema e uso com
todas as Coordenações que compõem o NEAD
interno para secretarias e coordenações. relatórios mensais.
NEAD.
E2 – Organizar o fluxo de convênios e M2 – Adquirir software para gerenciamento de Implantação do sistema e sua
NEAD
contratos apresentados ao NEAD. documentos. aplicação com os acessos.
E3 – Padronizar o atendimento dos
070 – Acompanhar as ações M3 – Realizar cursos de capacitação para Realização de 1 capacitação por
professores, tutores e alunos que fazem NEAD
administrativas do NEAD. funcionários a cada semestre. semestre no âmbito administrativo.
parte do processo ensino aprendizagem
M4 – Realizar a ABED, seminários e workshop Relatórios semestrais de eventos
E4 – Organizar eventos internacionais. NEAD
com convênio de outras IES. realizados.
E5 – Organizar e planejar planilhas
M5 – Apresentar projetos padronizados como Impressão de portfólios e relatórios
financeiras para custeio de cursos e NEAD
portfólio de cursos e pólos impressos. anuais de ofertas recebidas.
projetos.
M1 – Promover a visão processual de Reuniões realizadas e atas, com
NEAD
organização acadêmica. levantamento de demanda .
E1 – Padronizar a gestão de processos
M2 – Fomentar a utilização de recursos
071 – Implantar a Coordenação Hipermidiáticos de aprendizagem das Quantidade de disciplinas que foram
Hipermidiaticos para potencializar a NEAD
de Processos Hipermidiáticos de estratégias de ensino, pesquisa e extensão, atendidas na produção.
aprendizagem e novos conhecimentos..
Aprendizagem. compartilhando conhecimento em ambientes
M3 – Propor tecnologias avançadas no fomento
virtuais. Quantidade de cursos e docentes
de iniciativas da inclusão, contribuindo para o NEAD
orientados no uso de tecnologias.
desenvolvimento de material digital
25

EIXO – ASSUNTOS ESTUDANTIS


OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
E1 – Implantar no COLUN uma política de
M1 – Elaborar a política estudantil com base no
Assistência Estudantil com base nas políticas
perfil dos alunos do COLUN, observadas as Política elaborada.
postas para Educação Básica e Educação
políticas do MEC.
O72 – Institucional uma política Profissional Tecnológica.
de assistência Estudantil aos E2 – Implantar o atendimento M1 – Acompanhar periodicamente o atendimento COLUN
Número de alunos atendidos.
alunos do COLUN. Psicopedagógico aos alunos do COLUN. Psicopedagógico dos alunos pela equipe
E3 – Ampliar oferta de bolsas para alunos do M1 – Preencher o número de bolsas
COLUN em situação de vulnerabilidade sócio assistenciais disponibilizadas para alunos do Número de bolsas ampliadas.
econômico. COLUN
E1 – Ampliar a oferta do Restaurante M1 – Ampliar a oferta em 30% sobre a produção Número de refeições
Universitário em São Luis. atual tendo como base o ano de 2011. produzidas/dia.
O73 – Ampliar e inovar a RESTAURANTE
assistência estudantil. E2 – Ampliar o número de alunos M1 – Ampliar em 30% o número de alunos UNIVERSITÁRIO
Número de alunos atendidos
beneficiados com o Programa Bolsa assistidos em 2012, tendo como base o ano de
pelo programa/dia.
Alimentação. 2011.
M1 – Aprovar nas instâncias acadêmicas
E1 – Institucionalizar Política de Assistência
deliberativas a Política de Assistência Estudantil Política aprovada. PROEX / NAE
Estudantil na UFMA.
da UFMA
M1 – Aumentar em 10% o número de estudantes
assistidos pelo Programa de Acompanhamento Número de alunos
PROEX / NAE
Psicopedagógico do NAE em 2012, tendo como acompanhados.
base os atendimentos realizados em 2011
E2 - Promover assistência à saúde M2 - Manter os encaminhamentos e
biopsicossocial dos estudantes em situação Número de alunos
acompanhamentos aos serviços odontológicos PROEX / NAE
O74 – Implementar Política de de risco e vulnerabilidade socioeconômica. acompanhados.
do Curso de Odontologia
Assistência Estudantil na UFMA.
M3 - Manter os encaminhamentos e
Número de alunos
acompanhamentos aos serviços ambulatoriais do PROEX / NAE
acompanhados.
HUUFMA
M1 – Implementar Projeto de promoção à saúde
Número de palestras e
nas Residências Estudantis, com momentos PROEX / NAE
E3 - Promover melhoria da qualidade de vida oficinas realizadas.
educativos.
dos estudantes assistidos pelo programa de
Residência Estudantil da UFMA. Número de relatórios sobre
M2 - Dar continuidade a manutenção estrutural e
manutenção das Residências PROEX / NAE
física das Residências Estudantis.
Estudantis.
26

EIXO – ASSUNTOS ESTUDANTIS


OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M3 - Ampliar o número de Residências Número de Residências
Estudantis mantidas pela UFMA, de 3 até 2001 Estudantis mantidas pela PROEX / NAE
para 4 em 2012 UFMA
E4 – Apoiar a participação dos estudantes da M1 – Aumentar em 20% o quantitativo de
Número de auxílios
UFMA em eventos culturais, científicos e/ou auxílios emergenciais em 2012, tendo como PROEX / NAE
ampliados.
estudantis, nacionais e internacionais. referência os auxílios ofertados em 2011.
E5 – Ampliar oferta de auxílio permanência M1 – Aumentar em 20% o quantitativo de auxílio
Número de auxílios
para estudantes em situação de risco e permanência em 2012, tendo como referência os PROEX / NAE
ampliados.
vulnerabilidade socioeconômica. auxílios ofertados em 2011.
M1 – Aumentar, em parceria com o Restaurante
E6 – Ampliar oferta de auxílio alimentação a Número de auxílios ampliados
Universitário, em 20% o quantitativo de auxílio
estudantes em situação de risco e em parceria com o PROEX / NAE
O74 – Implementar Política de alimentação em 2012, tendo como referência os
vulnerabilidade socioeconômica. Restaurante Universitário.
Assistência Estudantil na UFMA. auxílios ofertados em 2011.
M1 – Manter as bolsas de estudos em parceria
Número de bolsas ofertadas
com Núcleo de Cultura Linguística aos
em parceria com o Núcleo de PROEX / NAE
estudantes em situação de vulnerabilidade
E7 – Promover educação em línguas Cultura Lingüística.
socioeconômica.
estrangeiras a estudantes em situação de
Número de estudantes
vulnerabilidade socioeconômica. M2 – Manter os Cursos Introdutórios de
matriculados e concludentes
Espanhol, Francês e Inglês em parceria com o PROEX / NAE
dos cursos de espanhol,
Departamento de Letras.
francês e inglês.
M1 – Realizar 06 relatórios diagnóstico da
E8 – Expandir as ações de assistência
situação de vulnerabilidade socioeconômica dos Número de relatórios
estudantil aos estudantes dos campi do PROEX / NAE
estudantes, nos campi de Chapadinha, Codó, diagnóstico apresentados.
continente.
Grajaú, Imperatriz, Pinheiro e São Bernardo.
27

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M1 – Reformar, ampliar, e realizar adaptações no
E1 – Melhorar a infra-estrutura das
O75 – Recuperar e ampliar a Colégio Universitário: construir 4 salas de aula Percentual de reformas,
instalações físicas do Colégio Universitário
infra-estrutura do Colégio com rampa e 1 refeitório, ampliar cozinha, ampliação e adaptações COLUN / PRECAM
visando a melhoria da qualidade de ensino e
Universitário. almoxarifado, laboratório de informática do realizadas.
desenvolvimento das atividades fim.
COLUN.
M1 – Climatizar as 16 salas de aula e outros
E1 – Concluir a execução do projeto de Número de aparelhos
ambientes pedagógicos em processo de
Climatização dos ambientes pedagógicos do adquiridos e instalados no COLUN / PRECAM
construção através de recurso descentralizado
COLUN. COLUN.
pela SETEC/MEC.
O76 – Melhorar os espaços
E2 – Fazer manutenção preventiva
físicos e o ambiente pedagógico M1 – Promover maior durabilidade funcional dos Número de aparelhos
permanente dos ambientes físicos do COLUN / PRECAM
do COLUN. equipamentos. atendidos.
COLUN já climatizados.
M1 – Repor as portas dos Banheiros dos
E3 – Reformar banheiros dos alunos. alunos(as), pias, tampas sanitárias e acessórios Banheiros atendidos. COLUN / PRECAM
de apoio ao uso dos banheiros.
O77 – Dar prosseguimento ao M1 – Concluir o processo de instalação da
E1 – Implantar a subestação do COLUN para Subestação instalada e salas
processo de instalação da subestação do Colégio Universitário para criar as PRECAM / COLUN
dar suporte estrutural à escola. climatizadas.
subestação do COLUN. condições de climatização das salas de aula.
M1 – Colocar nas salas de aula, nos corredores Projeto elaborado, em
PRECAM / COLUN
e demais espaços da escola e sinalização tática. processo de execução.
O78 – Implementar o Projeto de E1 – Implementar o Projeto de
M2 – Colocar os corrimões nas rampas de
Acessibilidade às Pessoas com Acessibilidades com o uso de sinalização no
acesso ao Prédio em construção, bem como a Projeto elaborado, em
necessidades especiais. espaço do COLUN. PRECAM / COLUN
rampa de acesso à quadra poliesportiva do processo de execução.
COLUN.
M1 – Adquirir livros-textos para a educação
O79 – Atualizar o acervo E1 – Manter recursos para atender a Número de livros-textos
Básica e Cursos de Educação Profissional PRECAM / COLUN
bibliográfico do COLUN, de demanda bibliográfica do COLUN. adquiridos.
Tecnológica.
acordo com as solicitações das
M1 – Adquirir Livros destinados à Pesquisa de
áreas de ensino e as linhas de Número de livros adquiridos. PRECAM / COLUN
E2 – Melhorar as instalações físicas da Pós-Graduação
pesquisas dos alunos, docentes e
Biblioteca Setorial do COLUN . M2 – Ampliar o espaço físico da Biblioteca
técnicos administrativos. Percentual de obra realizada. PRECAM / COLUN
Setorial do COLUN.
O80 – Mobiliar as salas de aula E1 – Adquirir Carteiras Universitárias, mesas
M1 – Mobilizar as 5 salas de aulas com carteiras Número de salas de aula
do prédio em Construção com para docentes e armários para as salas de PRECAM / COLUN
universitárias, mesas para docentes e armários. mobiliadas.
Carteiras Universitárias, mesas aulas, do prédio em construção do COLUN.
28

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
para docentes, armários, bem E2 – Colocar bancadas e divisórias nos
M1 – Fazer divisórias e bancadas em 4 Número de divisórias e
como laboratórios. laboratórios do prédio em construção do PRECAM / COLUN
laboratórios do prédio em construção do COLUN bancadas instaladas.
COLUN
Percentual de faturamento
M1 – Aumentar em 30% o faturamento da rádio. RADIUN / MKT
aumentado.
Percentual de parcerias
M2 – Fortalecer as parcerias e ampliar em 30%. RADIUN / MKT
realizadas
O81 – Consolidar as ações da E1 – Manter e ampliar os serviços oferecidos M3 – Realizar o Prêmio Universidade FM 2012. Evento realizado. RADIUN
Rádio Universitária. pela Rádio Universitária.
M4 – Treinamento geral: oferecer cursos de
Número de treinamentos
aperfeiçoamento para qualificação e interação os RADIUN / RP
realizados.
funcionários.
M5 – Ampliar e reformar o prédio da Rádio. Percentual de obra realizada. RADIUN / PRECAM
M1 – Ampliar o acervo musical da Rádio em Percentual de aquisição de
RADIUN / PROG
20%. CD´s e digitação de LP´s
M2 – Comemorar o aniversário de 26 anos de
O82 – Melhorar a comunicação E1 – Fortalecer e modernizar a Rádio RADIUN: evento que visa cumprir o papel social
Evento realizado. RADIUN
organizacional. Universidade. da emissora além de comemorar o aniversário da
Rádio e da UFMA.
M3 – Manual 106: produção de um Manuel do Percentual do manual
RADIUN / JORN
Núcleo de Jornalismo. produzido.
M1 – Aquisição dos equipamentos: 3 balcões
Número de equipamentos
térmicos (quente) e 3 balcões térmicos (frios), 6
adquiridos.
pass through (quente e frio).
Percentual de obras
E1 – Ampliar a infra-estrutura das instalações M1 – Instalação do grupo gerador.
O83 – Recupera e ampliar a concluídas. RESTAURANTE
física, acadêmicas e administrativas, visando
infra-estrutura da UFMA. M2 – Revisar todo o sistema elétrico do Percentual de obras UNIVERSITÁRIO
a melhoria das atividades fim.
Restaurante Universitário. concluídas.
M3 – Adaptação do sistema de exaustão da área
Percentual de obras
de produção para instalação dos novos
concluídas.
equipamentos
E1 – Melhorar a infra-estrutura das Número de refeições
M1 – Fornecimento médio de 4.500 refeições/dia
O84 – Estruturar o Restaurante instalações físicas, acadêmicas e produzidas/dia durante o
durante o Evento RESTAURANTE
Universitário para atendimento à administrativas visando atendimento aos evento
UNIVERSITÁRIO
64ª Reunião Anual da SBPC. participantes da 64ª Reunião Anual da M2 – Mudança no sistema de distribuição de
Efetivação da mudança
SBPC. refeições para balcão térmico
29

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M3 – Construção de mais uma linha de
Construção em obras.
atendimento RESTAURANTE
M4 – Contratação de colaboradores temporários Realização das contratações UNIVERSITÁRIO
para atendimento à demanda temporárias.
M1 – Elaborar e aprovar, pelo
Número de documentos
CONSEPE/CONSAD,CONSUN, o Plano de ASAE / ASPLAI / ASPLAN
elaborados.
Desenvolvimento Institucional 2012-2016
Número de documentos
M2 - Realizar o censo anual. ASAE / ASPLAI / ASPLAN
elaborados.
E1 – Elaborar documentos institucionais.
M3 - Acompanhar verificação do PingIFES. Documentos elaborados. ASAE / ASPLAI / ASPLAN

M4 - Consolidar o relatório de Gestão. Documentos elaborados. ASPLAI / ASPLAN

M5 - Calcular os indicadores de Gestão. Documentos elaborados. ASPLAI / ASPLAN


M1 - Digitalizar os Convênios e Contratos do
Número de Convênios e
Arquivo das ASCONV desde ano de 2010 até ASCONV / ASPLAN
O85 – Implementar melhores Contratos digitalizados.
2012.
práticas de gestão na UFMA. M2 - Organização documental do arquivo Número de documentos
ASCONV / ASPLAN
ASCONV de 1999 a 2012. organizados.
Número de atualizações
M3 - Atualizar mensalmente os dados do SIMEC. ASORC / ASPLAN
realizadas.
E2 – Implantar práticas inovadoras de M4 - Apresentar ao CONSAD a proposta de
Proposta elaborada. ASORC / ASPLAN
gestão. distribuição orçamentária para o ano de 2012.
M5 - Efetivar o planejamento e a elaboração da
proposta orçamentária para 2013 e sua inclusão Inclusão efetivada. ASORC/ ASPLAN
no SIMEC.
M6 - Alocar os recursos nas unidades de custo
contempladas na proposta de distribuição
Recursos alocados. ASORC/ ASPLAN
orçamentária e realizar o acompanhamento dos
gastos em 2012.
M1 – Realizar pinturas em diversos prédios da
% da obra realizada. PRECAM
E1 – Recuperar a infraestrutura das UFMA.
O86 – Melhorar a infraestrutura
instalações físicas acadêmicas e M2 – Reformar as cisternas e caixas d´água dos
da UFMA, para cumprir com a % da obra realizada. PRECAM
administrativas, visando à qualidade da prédios com mais de cinco anos de ocupação.
missão básica da instituição.
atividade fim. M3 – Instalar novos sistemas de segurança
% da obra realizada. PRECAM
(câmeras/sensores).
30

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M5 – Realizar manutenção preventiva e corretiva
% da obra realizada. PRECAM
da rede elétrica dos prédios dos campi.
M6 – Instalar divisórias, bancadas e forros de
PVC com estrutura de alumínio em diversos % da obra realizada. PRECAM
setores.
M7 – Melhorar a climatização dos espaços
% da obra realizada. PRECAM
administrativos e acadêmicos dos campi.
M8 – Fazer manutenção preventiva dos
% da obra realizada. PRECAM
aparelhos de ar condicionado.
M9 – Melhorar o sistema de sinalização
% da obra realizada. PRECAM
horizontal e vertical das vias dos campi .
M10 – Realizar manutenção preventiva e
% da obra realizada. PRECAM
corretiva dos veículos da UFMA.
M1 – Concluir a ampliação do Edifício sede do
% da obra realizada. PRECAM
Departamento de Biologia.
M2 – Concluir a reforma da pista de Atletismo no
% da obra realizada. PRECAM
Núcleo de Esportes.
M3 – Concluir a construção do Pavilhão
% da obra realizada. PRECAM
Pedagógico Paulo Freire.
M4 – Concluir a construção do Espaço Cultural
% da obra realizada. PRECAM
(Concha Acústica) para eventos
M5 – Restaurar e requalificar o conjunto
% da obra realizada. PRECAM
edificado da antiga fábrica Santa Amélia
M6 – Concluir a construção do prédio do Pólo de
O87 – Ampliar a infraestrutura da E1 – Concluir as obras de instalações físicas % da obra realizada. PRECAM
São Bernardo
UFMA, para atender às funções acadêmicas e administrativas, visando à
M7 – Concluir edifício de administração e salas
básicas da Instituição. ampliação da atividade-fim.
de aulas nos Campi de Pinheiro, Codó, Grajaú e % da obra realizada. PRECAM
Bacabal.
M8 – Realizar serviço de drenagem parcial na
% da obra realizada. PRECAM
pista de atletismo do Núcleo de Esportes.
M9 – Concluir adaptações de acessibilidade no
edifício sede do Centro de Ciências Sociais – % da obra realizada. PRECAM
CCSo.
M10 – Concluir muro, guarita e pórtico nos
% da obra realizada. PRECAM
Campi de Pinheiro, Codó, Grajaú e Bacabal.
M11 – Concluir a construção e ampliação do
% da obra realizada. PRECAM
Prédio do Almoxarifado Central
31

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M12 – Concluir a construção do Edifício Casa da
% da obra realizada. PRECAM
Justiça.
M13 – Concluir a construção do novo Prédio da
% da obra realizada. PRECAM
Biblioteca Central Campus UFMA.
M14 – Concluir a construção e ampliação do
% da obra realizada. PRECAM
Prédio da Gráfica Universitária.
M15 – Concluir a construção da Praça do CCSo. % da obra realizada. PRECAM
M16 – Concluir a construção do Prédio da TV
% da obra realizada. PRECAM
Universitária.
M17 – Concluir a construção da malha viária do
% da obra realizada. PRECAM
Campus Bacanga.
M18 – Concluir a construção Prédio de Pós
% da obra realizada. PRECAM
Graduação do CCBS
M19 – Concluir a construção do Centro de
% da obra realizada. PRECAM
Convenções.
M20 – Concluir a ampliação do prédio da Pós-
% da obra realizada. PRECAM
O87 – Ampliar a infraestrutura da Graduação em Odontologia.
UFMA, para atender às funções M21 – Concluir a ampliação do prédio da Casa
% da obra realizada. PRECAM
básicas da Instituição. de Assistência ao Estudante.
M22 – Concluir a ampliação do prédio do
% da obra realizada. PRECAM
COLUN.
M23 – Concluir a ampliação do prédio da
% da obra realizada. PRECAM
EXPOTEC.
M1 – Construir a ampliação do Pavilhão
% da obra realizada. PRECAM
Tecnológico.
M2 – Construir área destinada para EXPOTEC. % da obra realizada. PRECAM
M3 – Construir a ampliação do prédio do Curso
% da obra realizada. PRECAM
E2 – Construir novas instalações físicas de Farmácia.
acadêmicas e administrativas, visando a M4 – Construir o prédio da Incubadora de
% da obra realizada. PRECAM
melhoria da atividade-fim. Empresas
M5 – Construir o Prédio da Pós-CCSo/CCH
% da obra realizada. PRECAM
Bloco 02.
M6 – Construir e ampliar do Prédio de Farmácia. % da obra realizada. PRECAM

M7 – Construir a ampliação do prédio do ILA. % da obra realizada. PRECAM


32

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M8 – Construir o Prédio de Pós-Graduação em
% da obra realizada. PRECAM
Física.
M9 – Construir a Pós-Graduação CCET (Bloco
% da obra realizada. PRECAM
02).
M10 – Construir o Prédio Casa do
% da obra realizada. PRECAM
Empreendedorismo.
M11 – Construir o Núcleo de Artes. % da obra realizada. PRECAM
M12 – Construir a ampliação do Restaurante
% da obra realizada. PRECAM
Universitário.
M13 – Construir complexo esportivo (campo de
futebol e pista de atletismo) no Campus de % da obra realizada. PRECAM
Chapadinha.
M14 – Construir pista de atletismo no Campus de
% da obra realizada. PRECAM
O87 – Ampliar a infraestrutura da Imperatriz.
UFMA, para atender às funções M1 – Restaurar o prédio do Palácio das Lágrimas
básicas da Instituição. (antiga Faculdade de Farmácia e Odontologia) % da obra realizada. PRECAM
para implantação do Palácio da Ciência.
M2 – Restaurar o prédio da Fábrica Santa Amélia
(Rua Cândido Ribeiro) para funcionamento do % da obra realizada. PRECAM
curso de Hotelaria e Turismo.
E3 – Restaurar prédios que compõem o
M3 – Restaurar o prédio do Palácio Cristo-Rei
Patrimônio Cultural da UFMA localizados no
(Praça Gonçalves Dias), onde funcionam os % da obra realizada. PRECAM
centro da cidade visando ao pleno
Colegiados Superiores e Museu.
aproveitamento de seu potencial para
M4 – Restaurar o prédio do Palacete Gentil
melhoria da atividade-fim.
Braga (Rua Grande) onde funciona o
% da obra realizada. PRECAM
Departamento de Assuntos Culturais –
DAC/PROEX.
M5 – Restaurar o Prédio da antiga Faculdade de
Direito (Rua do Sol) para funcionamento da Pós- % da obra realizada. PRECAM
Graduação em Direito.
O88 – Dar provimento a
E1 – Promover concursos para servidores M1 – Prover 100% das vagas pactuadas com o
servidores técnico-administrativos Número de vagas providas. GAB DDRH
técnico-administrativos. MEC para 2012.
em educação.
O89 – Adequar as rotinas de E1 – Capacitar os servidores do DDRH para M1 – Ter 100% da força de trabalho dimensional Número de servidores
GAB DDRH / DIAD
trabalho do DDRH ao SIGPRH. utilização do SIGPRH com nova ferramenta até novembro de 2012. dimensionados.
33

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
de trabalho, promovendo a avaliação de M2 - Ter 100% de servidores avaliados até Número de servidores
GAB DDRH / DIAD
desempenho por mérito profissional 360, novembro de 2012. avaliados.
dimensionamento e redimensionamento. M3 - Estabelecer estratégias de Número de mudanças da GAB DDRH / GAG PRH /
redimensionamento. lotação realizadas. DIAD
O90 – Promover capacitação M1 – Capacitar no mínimo, 10% dos servidores Número de servidores
E1 – Realizar cursos com módulos eletivos. GAB DDRH / DICAP
utilizando nova metodologia. técnico-administrativos. capacitados.
M1 – Criar a estrutura organizacional interna e o Inauguração do CASS até
PRH / PRECAM
O91 – Inaugurar o Centro de fluxograma de processos até novembro de 2012. dezembro de 2012.
E1 – Acompanhar a estruturação física e
Atenção à saúde do Servidor – M2 - Adequar as rotinas de trabalho da DQV,
organizacional do CASS. Inauguração do CASS até DQV / SESMT / Perícia
CASS. SESMT e da Perícia Médica ao CASS até
dezembro de 2012. Médica / PRECAM
novembro de 2012.
O92 – Promover ações de
E1 – Dar início às ações dos seguintes
qualidade de vida na área de Número de servidores
projetos: Saúde Vocal, Ergonomia e M1 – Lançar projetos até novembro de 2012. GAB DDRH / DQV
saúde vocal, ergonomia e atendidos.
Reeducação Postural.
reeducação postural.
E1 – Formar equipe de técnicos M1 – Realizar laudos ambientais no Campus do
Número de laudos realizados. GAB DDRH / SESMT
O93 – Promover ações de saúde especializados para operacionalizar a Bacanga (São Luis) até novembro de 2012.
e segurança nos ambientes realização dos laudos ambientais e do
M2 - Realizar o PPRA no Campus do Bacanga
organizacionais da UFMA. Programa de Prevenção de Riscos Finalização do PPRA. GAB DDRH / SESMT
(São Luis) até novembro de 2012.
Ambientais – PPRA.
M1 – Viabilizar a participação dos dirigentes da
O94 – Aumentar a participação E1 – Inscrever nos Encontros Regionais e Número de servidores do DP
área de pessoal e mais um servidor de cada
de servidores nos Encontros Nacionais, os dirigentes e mais um servidor participantes no Encontro de GAB DP / PRH
unidade organizacional nos Encontros Regionais
Dirigentes de Pessoal. de cada unidade organizacional. Dirigentes de Pessoal.
e Nacionais de Dirigentes em 2012.
O95 – Investir na qualificação E1 – Estimular a participação dos servidores M1 – Viabilizar a participação de pelo menos dois Número de servdiores do DP
profissional dos servidores do em treinamento diretamente correlacionados servidores de casa unidade organizacional em participantes de Treinamento GAB DP / PRH
DP. às atividades desenvolvidas. treinamento de qualificação profissional. de Qualificação Profissional.
O96 – Diminuir a carência de E1 – Lotar servidores de nível médio para Número de servidores de nível
M1 – Lotar 4 servidores de nível médio na DDD. DDRH / PRH
pessoal na DDD/DP. exercício de atividades na DDD/DP. médio lotados na DDD.
E1 – Realizar estudo visando a adequação
O97 – Melhorar a eficência das M1 – Elaborar projeto de Reestruturação do Funcionamento da nova
da estrutura organizacional do Departamento GAB DP / DDD / DFC
atividades desenvolvidas no DP. Departamento de Pessoal até 2012. estrutura.
de Pessoal.
O98 – Melhorar a qualidade de E1 – Unificar o atendimento externo do M1 – Criar uma Central de Atendimento externo Central de Atendimento
GAB DP / DDD / DFC
atendimento aos servidores. Departamento de Pessoal. aos servidores. funcionando.
34

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
O99 – Reduzir as inconsistências
E1 – Atender as recomendações dos órgãos M1 – Reduzir, pelo menos 30%, das Número de inconsistências
detectadas pelos Órgãos de
de Controle para corrigir e prevenir os pontos inconsistências detectadas pelos órgãos de detectadas pelos Órgãos de GAB DP / DDD / DFC
Controle na Administração de
críticos. Controle na Administração de Pessoal. Controle.
Pessoal.
O100 – Estimular o uso das
E1 – Atualizar e padronizar os formulários e M1 – Aumentar em pelo menos 20% o número Número de requerimentos e
ferramentas do sistema de
requerimentos no sistema SIGPRH, de requerimentos e solicitações on-line através solicitações onlines feitas GAG DP / DDD / NTI
SIGPRH pelos servidores da
elaborando informativos aos servidores. do sistema SIGPRH. através do sistema.
UFMA.
O101 – Adequar as atividades do E1 – Capacitar os servidores do DP para Número de servidores do
M1 – Capacitar pelo menos 50% dos servidores
Departamento de Pessoal ao utilização do SIGPRH como uma nova Departamento de Pessoal GAB DP / DDD / NTI
do Departamento de Pessoal no SIGPRH
SIGPRH. ferramenta de trabalho. capacitados.
M1 – Criar logomarca. Logomarca criada. ASCOM
M2 - Usar ferramentas alternativas como twitter e Número de ferramentas
ASCOM
E1 – Fortalecer a identidade institucional e demais redes sociais. usadas.
comunicativa até maio/2012. M3 - Desenvolver o portal da universidade no
período de 12 meses (2 destinados ao Percentual do portal
ASCOM
planejamento, 6 à execução e outros 3 ao desenvolvido.
aperfeiçoamento).
M1 – Aumentar o número de inserções na mídia Percentual de aumento de
ASCOM
local em 10%. inserções.
E2 – Fortalecer a relação com a mídia. M2 - Criar newsletter personalizado. Newsletter criado. ASCOM
M3 - Criar uma assessoria multimídia. Assessoria criada. ASCOM
M1 – Publicar Revista Portal da Ciência Número de publicações
O102 – Melhorar a imagem e
(jornalismo científico) com publicação de três realizadas e número de ASCOM
divulgação da instituição.
E3 – Retomar a produção de duas revistas edições/ano, produzindo 5.000 exemplares. exemplares produzidos.
voltadas para o universo acadêmico. M2 – Publicar Revista Idéias com quatro Número de publicações
publicações/ano, produzindo 10.000 exemplares realizadas e número de ASCOM
por edição. exemplares produzidos.
E4 – Reorganizar e editar trimestralmente o Número de jornais
M1 – Distribuir 10.000 jornais por edição. ASCOM
jornal impresso. distribuídos.
M1 – Consolidar atividade de gravação, Número de atividades
ASCOM
sonoplastia e edição pelo Núcleo de Rádio. realizadas.
E5 – Aumentar a disseminação da Rádio- M2 - Criar um estúdio de gravação de áudio. Percentual de obra realizada. ASCOM
web e Tv em 20%.
M3 - Produzir diariamente programa de Rádio
Número de produções
para o site, fazer um mailing e disponibilizar ASCOM
realizadas.
material para outros canais de comunicação.
35

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M4 - Aumentar a qualidade das reportagens
ASCOM
produzidas.
M5 - Produzir a cada ano um vídeo institucional
com versão em inglês e espanhol com empresa Vídeo produzido. ASCOM
terceirizada.
M6 - Aumentar em 10% a produção de matérias
fora do CAMPUS do Bacanga e em outros Campi Percentual de aumento de
ASCOM
e setores com o Palácio Cristo Rei e Hospital produção.
Universitário.
M7 - Iniciar a operação de Rádio-web. ASCOM

M8 - Consolidar trabalho on line em Imperatriz. ASCOM


M1 – Aperfeiçoar e disponibilizar na Web um Número de imagens
E6 – Desenvolver a pesquisa de imagens. banco de imagens, destinando um estágio da aperfeiçoadas e ASCOM
ASCOM para a organização do material. disponibilizadas.
M1 – Promover workshops para toda equipe a
Número de Workshops
cada seis meses, ministrado pelos próprios ASCOM
promovidos.
profissionais contatados da assessoria.
M2 - Incentivar a participação dos funcionários e
estagiários em palestras e eventos da área que Número de participações em
E1 – Aumentar trabalhos voltados para ASCOM
contariam com horas de estágio, já que estes eventos.
atualização da equipe em 20%.
fariam também a cobertura dos eventos.
M3 - Trimestralmente, realizar oficinas de rádio e Número de oficinas
ASCOM
TV com base na publicação de autores da área. realizadas.
O103 – Desenvolver a M4 - Criar parceria com curso de imagem em
ASCOM
comunicação interna na ASCOM Imperatriz.
e potencializar o desempenho da M1 - Elaboração de vídeo didático especificando
Número de vídeos elaborados. ASCOM
equipe. as atividades desenvolvidas na ASCOM.
M2 - Elaboração de manual impresso sobre as
Manual elaborado. ASCOM
atividades.
E2 – Promover trabalhos de orientação para M3 - Propiciar aos novos estagiários conhecer
ASCOM
novos membros a cada nova demanda de todos os núcleos e suas atividades por completo.
estagiários. M4 - Atribuir o atendimento dos novos estagiários
a um funcionário que responsabilizará pela ASCOM
organização da apresentação da ASCOM.
M5 - Desenvolver planilha geral com a definição Número de planilhas
ASCOM
de cargos. desenvolvidas.
36

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M6 - Alocar novos estagiários de acordo com Número de estagiários
ASCOM
habilidades pessoais. alocados.
M1 - Elaborar software ou escolher software livre
para melhorar organização dos processos ASCOM
internos.
E3 - Iniciar a informatização de processos M2 - Disponibilizar um estagiário para adicionar
internos. dados relevantes no programa como, por ASCOM
exemplo, agenda com informações e contatos.
M3 - Treinar a equipe para utilização da nova Número de treinamentos
ASCOM
ferramenta. realizados.
M1 - Fixar metas e prioridades mensais para
ASCOM
cada núcleo para atender a um objetivo geral.
M2 - Nomear um responsável para cada área, do
ASCOM
qual serão cobrados os resultados.
M3 - Fazer reuniões semanais com os
E4 - Melhorar o desenvolvimento da gestão responsáveis por cada equipe para apresentação
da ASCOM. dos resultados, inclusive aqueles pertencentes Número de reuniões
ASCOM
ao quadro da ASCOM, mas que atuam em realizadas.
setores como PROEN, NEAD, ASEI, PPPG,
PROEX, DEIC, Palácio Cristo Rei, Reitoria.
M4 - Acompanhar com maior freqüência as
ASCOM
atividades do Núcleo de Imperatriz.
M1 - Estruturar o Núcleo da Reitoria. ASCOM
E1 – Melhorar o atendimento ao Núcleo da
Reitoria. M2 - Solicitar celular institucional para repórter da
ASCOM
Reitoria.
O104 – Melhorar a relação com E2 - Manter consenso com as Pró-Reitorias, M1 – Reunir as programações e as informações
os demais setores da UFMA. Assessorias e Diretores de centro em relação setoriais para divulgação em um único jornal e ASCOM
ás atividades de Comunicação. outras publicações.
E3 - Harmonizar e melhorar a comunicação M1 – Estabelecer contato com outros cursos,
com os outros cursos para ajudar na com o de música, para produção de trilhas ASCOM
produção e edição de vídeos da UFMA. sonoras.
M1 – Desenvolver novo software de Percentual de software
ASCOM
O105 – Melhorar a comunicação cadastramento de músicas. desenvolvido.
E1 – Fortalecer e modernizar a ASCOM.
organizacional. M2 – Oferecer cursos de aperfeiçoamento para
ASCOM
qualificação dos funcionários.
37

EIXO – ADMINISTRATIVO
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS METAS INDICADORES SETOR RESPONSÁVEL
M1 - Programar a aquisição bimestral de material
gráfico para confecção dos impressos Número de material adquirido.
GRÁFICA
administrativos.
UNIVERSITÁRIA
E1 – Reorganizar o espaço de trabalho, M2 - Regularizar o atendimento comprometido
Serviços prestados.
redistribuição dos equipamentos e processos pelos serviços de reforma do prédio.
nas novas instalações. M3 - Programar e canalizar, juntamente com a Número de livros e revistas
EDUFMA
Edufma, a produção de livros e revistas. produzidos.
M4 - Adquirir mobiliário adequado aos setores de GRÁFICA
O106 – Dotar a Imprensa Mobiliário adquirido.
produção e atendimento. UNIVERSITÁRIA
Universitária de instalações,
M1 - Recuperar 3 impressoras de sistema offset;
equipamentos e insumos E2 - Efetuar manutenção sistemática nos Número de equipamentos GRÁFICA
consertar e recuperar de peças de máquina
adequados às suas finalidades equipamentos. reparados. UNIVERSITÁRIA
plastificadora.
principais.
M1 - Adquirir móveis e equipamentos adequados
E3 - Modernizar as condições de trabalho
aos novos processos produtivos, como Número de equipamentos e GRÁFICA
nos processo de pré-impressão e
computadores, e impressoras de grande formato, móveis adquiridos. UNIVERSITÁRIA
acabamentos.
CTP e dobradeira.
M1 - Instalar equipamento para tratamento contra
E4 - Buscar melhorias na área de saúde e acidentes com produtos químicos; sistematizar o Número de equipamentos GRÁFICA
segurança do trabalho. uso de equipamentos de proteção contra instalados. UNIVERSITÁRIA
acidentes.
M1 - Indicar à Pró-Reitoria de Recursos
O107 – Humanizar os setores Humanos a necessidade de contratação de
E1 – Ampliar o quadro de pessoal para as Número de servidores GRÁFICA
integrantes da Imprensa servidores para as funções de Secretário (01),
funções administrativas e operacionais. contratados. UNIVERSITÁRIA
Universitária (pré-impressão, design gráfico (01), impressor de offset (04) e
impressão e acabamento, encadernador (02).
oferecer campo de estágio e M1 - Estabelecer convênios com os
treinamento em processos E2 - Habilitar campo de estágio curricular departamentos de Desenho e Tecnologia, Número de convênios GRÁFICA
gráficos). para alunos dos cursos com formações afins. Biblioteconomia e Comunicação Social para realizados. UNIVERSITÁRIA
fornecimento de campo de estágio.
O108 – Ampliar conhecimentos M1 - Estabelecer convênio com o Núcleo da Vila
E1 – Realizar visita a Gráficas de outras
na área de gerenciamento do Embratel para seleção e indicação de Número de visitas e GRÁFICA
Universidades: buscar treinamentos na área
órgão acompanhando a adolescentes interessados em treinamento na treinamentos realizados. UNIVERSITÁRIA
de processos gráficos para novos servidores.
experiência de outras IFES. área de processos gráficos.
38

PLANO DE METAS 2012 – HUUFMA

1.Núcleo de Gestão da Qualidade


SERVIÇO: Gestão da Qualidade
OBJETIVO: Desenvolver o Sistema de Gestão da Qualidade do Hospital Universitário, tendo como referência os requisitos das Normas ISO-9001 e ONA
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Adequar os setores escopo e os setores interrelacionados de apoio técnico e
M1: Certificar mais 05 setores do HU em Gestão de Qualidade pela NBR ISO – diagnóstico às normas
Jan a Abr
9001:2008  Contratar empresa credenciada pelo INMETRO para realizar as auditorias de
certificação
 Realizar auditorias internas e inspeções da qualidade
M2: Garantir a manutenção do Sistema de Gestão da Qualidade nos setores já  Treinar pessoal envolvido com o Sistema nos setores operacionais
certificados bem como manter os padrões nos setores de apoio técnico e Abr a Dez
diagnóstico interrelacionados.  Monitorar as ações do SGQ nos setores
 Orientar, avaliar e dar suporte técnico pelos tutores
M3: Iniciar a preparação do Hospital para a certificação em acreditação hospitalar  Adequar o Sistema aos requisitos da Organização Jan a Jun
pela Organização Nacional de Acreditação (ONA)  Expandir a implantação do SGQ para todos os setores do HU Jun a Dez

2.Gerência de Risco
SERVIÇO: Gerência de Risco – UPD e UMI
OBJETIVO: Realizar vigilância permanente de eventos adversos e queixas técnicas dos produtos para saúde – medicamentos, sangue, materiais médicos e
equipamentos – para oferecer mais segurança e qualidade aos pacientes e profissionais da instituição.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Sensibilizar a maioria dos profissionais de saúde sobre a importância da  Realizar eventos: Simpósios e Cursos de Capacitação para os profissionais Jan a Dez
notificação voluntária dos eventos de risco  Elaborar relatórios e Boletins Informativos Jan a Dez
 Realizar visitas sistemáticas aos setores assistenciais Jan a Dez
M2: Ter 100 % dos eventos adversos e queixas técnicas relacionadas a
medicamentos notificadas e enviadas à Gerência  Fazer busca diária de indícios de RAM nos planos terapêuticos Jan a Dez
 Monitorar os pacientes que fazem uso de medicamentos que favorecem o Jan a Dez
39

aparecimento de reações adversas


 Realizar visitas sistemáticas ao Serviço de Hemoterapia e unidades de Jan a Dez
M3: Aumentar as notificações relacionadas a incidentes transfusionais na internação do HUMI
Unidade Materno Infantil  Estimular, através de informações, a notificação de incidentes transfusionais Jan a Dez
relacionados a hemocomponentes.

M4: Aumentar as notificações relacionadas a produtos para saúde.  Realizar visitas sistemáticas ao Serviço de Engenharia e Unidades de Jan a Dez
Internação para sensibilizar os profissionais da área.
 Realizar busca diária de indícios de RAM nas prescrições médicas dos Jan a Dez
M5: Realizar triagem de 80 % das prescrições médicas atendidas no Serviço de pacientes internados e em procedimentos no hospital
Farmácia  Observar o uso de medicamentos que favorecem aparecimento de reações Jan a Dez
adversas em pacientes em uso de anti-histamínico
 Comunicar aos serviços do uso do produto em alerta. Jan a Dez
M6: Investigar 100% dos alertas emitidos pelo Grupo Olho Vivo Faro Fino, pela
ANVISA ou por outros hospitais Sentinela.  Notificar as Comissões de Compras, Almoxarifado e Farmácia sobre a presença Jan a Dez
do produto na instituição
 Fazer cumprir as determinações e Portarias relacionadas Jan a Dez
M7: Garantir a qualidade e segurança do paciente internado no HUUFMA
 Manter vigilância permanente Jan a Dez

3.Planejamento e Ações estratégicas


SERVIÇO: Planejamento e Ações Estratégicas
OBJETIVO: Fortalecer as atividades que assegurem a qualidade na prestação dos serviços e na manutenção do alto padrão do atendimento do HUUFMA.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Aperfeiçoar o modelo de gestão.  Investir recurso na modernização estrutural e de qualidade dos serviços Jan a Dez
 Acompanhar as auditorias
M2: Atender as demandas institucionais da UFMA quanto às auditorias Jan a Dez
 Fornecer informação oral e documental, quando solicitadas.
 Obedecer ao cronograma da instituição de origem
M3: Dar continuidade à implantação do modelo de gestão AGHU.  Viabilizar a informatização dos setores para implantação de cada Módulo. Jan a Dez
 Viabilizar a capacitação de recursos humanos
M4: Acompanhar a execução das Metas previstas e institucionalizadas pelos
 Participar de reuniões previamente agendadas com os serviços Jan a Dez
diversos setores
M5: Acompanhar a liberação, o repasse e a aplicação dos recursos previstos no  Elaborar relatórios mensais para análise Jan a Dez
40

Plano Operativo, Portarias e Projetos.  Elaborar relatórios de aplicação financeira Jan a Dez
 Observar que os gastos se dirijam, tecnicamente, apenas para as ações Jan a Dez
previstas.
 Fazer cumprir as determinações dos Ministérios em relação aos recursos Jan a Dez
disponibilizados
M6: Assegurar, junto ao gestor, a redução das filas de espera para atendimento  Acompanhar o Relatório das metas estabelecidas no Plano Operativo pactuado Jan a Dez
ao usuário. com a Secretaria de Saúde do Município
 Acompanhar os indicadores de gestão Jan a Dez
M7: Cumprir a programação pactuada com o gestor
 Fazer análise comparativa dos valores dos recursos apresentados e pagos Jan a Dez
 Acessar diariamente o Sistema de Administração Financeira e Orçamentária – Jan a Dez
SIAFI
 Controlar repasses orçamentários e financeiros para a manutenção do HU Jan a Dez

M8: Assegurar a execução da política de controle orçamentário  Controlar a execução orçamentária adequando o detalhamento dos valores às Jan a Dez
ações realizadas
 Instruir processos de aquisição de material ou prestação de serviços quanto à Jan a Dez
existência de saldo orçamentário para a realização de empenhos/ licitações
 Elaborar proposta orçamentária anual e plurianual Jan a Dez

M9: Garantir a política de manutenção de dados do Sistema de Monitoramento do  Manter atualizado o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais
Universitários – REHUF. Módulo Tabelas; PPA – Monitoramento e Avaliação; Jan a Dez
MEC
Pregões;
M10: Acompanhar e manter a análise dos indicadores de gestão  Estruturar a Divisão de Estatística Jan a Dez

4.Divisão de Organização, Sistema e Métodos


SERVIÇO: Organização, Sistema e Métodos
OBJETIVO: Planejar, organizar, coordenar e controlar os esforços na tentativa de melhorar o funcionamento da organização hospitalar
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Criar o Serviço de Apoio ao Planejamento e Estrutura Organizacional Janeiro
 Criar o Serviço de Padronização e Normalização de Documentos Janeiro
M1: Institucionalizar-se no âmbito do Hospital Universitário
 Fazer levantamento, análise, elaboração e implementação da Documentação Jan e Fev
oficial única no âmbito do HUUFMA
41

 Baixar Instrução Normativa sobre a documentação do HUUFMA Janeiro


 Revisar o Regimento Geral do HUUFMA Janeiro
M2: Participar efetivamente da renovação organizacional
 Aprovar o novo Organograma Institucional elaborado Janeiro
 Elaborar o portfólio do Hospital Universitário Jan e Fev
 Elaborar o Relatório de Gestão do HUUFMA de acordo com a normalização e Março e Abril
indicação do TCU.
M3: Prestar assessoria direta à Diretoria Adjunta de Planejamento  Elaborar o Relatório de Atividades do HUUFMA Jan a Mar
 Alimentar o Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do MEC Jan a Dez
no módulo REHUF

5.Divisão de Conta Hospitalar


SERVIÇO: Controle, Avaliação e Auditoria Interna
OBJETIVO: Acompanhar a execução dos procedimentos realizados no âmbito do HUUFMA integrantes da Tabela de procedimentos, medicamentos, órteses,
próteses e materiais especiais do Sistema Único de Saúde (SUS) através de auditoria interna por amostragem.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Construir os processos de trabalho para possibilitar a implantação do Módulo  Capacitar os colaboradores Jan a Jul
‘Faturamento’ do Projeto AGHU.
M2: Faturar 100% dos procedimentos realizados do Sistema de Informações  Fazer cumprir o cronograma - elaborado pela Divisão de Conta Hospitalar - de Jan a Dez
Ambulatoriais (SIA/SUS) entrega dos comprovantes de procedimentos realizados pelos setores.
 Cobrar dos Serviços Assistenciais os prontuários dos pacientes com alta,
M3: Faturar 100% dos procedimentos realizados do Sistema de Informações devidamente preenchidos.
Jan a Dez
Hospitalares (SIH/SUS)  Acompanhar de forma mais efetiva através da auditoria os procedimentos
realizados
 Fazer levantamento da produção física e financeira do HUUFMA pelo Sistema Mar
M4: Informar mensalmente a produção física e financeira do HUUFMA à Diretoria AGHU
Adjunta de Planejamento  Preencher tabelas próprias do Sistema de Monitoramento e Avaliação do 4/4 meses
MEC/REHUF fornecidas on line.
M5: Cumprir o cronograma (estabelecido pelo Departamento de Informática do  Repassar as informações em tempo hábil Jan a Dez
SUS-DATASUS/MS) de entrega dos Documentos de cobrança hospitalar ao  Cobrar dos setores competentes o cumprimento do prazo estabelecido pelo
Gestor local Jan a Dez
cronograma interno.
42

6.Divisão de Tecnologia da Informação


SERVIÇO: Informática
OBJETIVO: Disseminar, implementar e apoiar o uso da tecnologia da informação pela comunidade hospitalar e acadêmica favorecendo a qualidade, produtividade e
efetividade nas atividades da gestão institucional, ensino, pesquisa e extensão.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Operacionalizar a licitação da empresa de cabeamento estruturado Jan a Abr
M1: Ampliar a rede de computadores institucionais em 200 pontos
 Homologar e instalar os equipamentos Abr e Mai
 Operacionalizar a licitação dos equipamentos Fev a Jun
M2: Implantar 05 servidores computacionais de alto desempenho
 Receber, Homologar, Instalar e Configurar os servidores Jun e Jul
 Promover o processo licitatório Jan a Mai
M3: Implantar 01 unidade de armazenamento de alta disponibilidade
 Receber, homologar, instalar e configurar os equipamentos nos Serviços Mai e Jun
M4: Capacitar os colaboradores da DTI  Contratar empresa especializada Jan a Dez
 Promover o processo licitatório Fev
M5: Implantar um serviço de rede sem fio nas bibliotecas do HU
 Receber e instalar os equipamentos Mar
 Promover o processo licitatório Jan e Fev
M6: Implantar o Serviço de monitoramento por câmeras IP
 Receber e instalar os equipamentos Mar
 Promover a adequação do ambiente Abr a Jun
M7: Implantar um segundo Data Center (Site Backup)
 Instalar a redundância dos principais serviços computacionais Jul e Ago
 Ampliar o contrato de terceirizados Fev e Mar
M8: Ampliar em 25% a quantidade de impressoras no HU
 Receber e instalar as impressoras Abr
 Receber os equipamentos doados pelo Ministério da Educação (MEC) Jan a Dez
M9: Instalar 500 microcomputadores
 Acompanhar a instalação Jan a Dez
M10: Adotar o Modelo de Governança COBIT (Control Objectives for information  Capacitar-se na metodologia e padrão COBIT Jan e Fev
and Related Technology)  Desenvolver Manual específico de padronização para o HU Mar a Abr
43

7.Divisão de Farmácia
SERVIÇO: Farmácia Hospitalar das Unidades Materno Infantil e Presidente Dutra
OBJETIVO: Fornecer os medicamentos com garantia de qualidade, segundo a legislação vigente, de modo a assegurar o cumprimento da terapia medicamentosa dos
pacientes internados e ambulatoriais do HUUFMA
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Realizar treinamento contínuo da equipe. Jan a Dez
 Estreitar a comunicação com o prescritor e a enfermagem. Jan a Dez
M1: Atender 100% das prescrições médicas para os pacientes internos
 Realizar revisão farmacêutica das prescrições. Jan a Dez
 Automatizar os processos de distribuição. Jan a Dez
 Solicitar os medicamentos em tempo hábil. Jan a Dez
M2: Adquirir 90% dos medicamentos padronizados na instituição e reduzir para
 Realizar seleção mais rigorosa dos fornecedores. Jan a Dez
5% os itens em falta
 Estreitar as relações com os profissionais envolvidos no processo de compra. Jan a Dez
 Negociar com a Asssitência Farmacêutica do Município o aumento do Jan a Dez
quantitantivo de medicamentos enviados.
M3: Atender 90% das prescrições da Farmácia Básica
 Registrar as prescrições não atendidas. Jan a Dez
 Requisitar os medicamentos em tempo hábil ao Município. Jan a Dez
 Requisitar os medicamentos em tempo hábil ao Município. Jan a Dez
M4: Atender 100% das crianças e gestantes HIV+ e 100% dos pacientes em uso
 Estreitar as relações com as coordenações destes programas. Jan a Dez
de Talidomida
 Fazer um controle mais efetivo do estoque. Jan a Dez
 Organizar internamente o serviço. Jan a Dez
M5: Atender 100% da demanda gerada ao Serviço de Atenção Farmacêutica -
 Definir as rotinas de atendimento, Jan a Dez
UMI
 Manter um profissional farmacêutico para o atendimento. Jan a Dez
M6: Atender 100% da demanda gerada ao Serviço de Atenção Farmacêutica aos  Estreitar as relações com os médicos do ambulatório. Jan a Dez
pacientes candidatos a transplante cardíaco - UPD  Manter um profissional farmacêutico disponível para o atendimento. Jan a Dez
 Garantir o estoque dos medicamentos e insumos usados na NP. Jan a Dez

M7: Avaliar e manipular 100% das Nutrições Parenterais (NP) prescritas  Envolver os membros da comissão de suporte nutricional na avaliação dos Jan a Dez
pacientes em uso de NP.
 Intervir junto ao prescritor sobre as prescrições de NP não conformes. Jan a Dez
44

8.Divisão de Pacientes Externos-Ambulatório


SERVIÇO: Assistência em Saúde - Ambulatório
OBJETIVO: Garantir um atendimento integral ao paciente (consulta, diagnóstico, tratamento e acompanhamento quando necessário); Prestar suporte no atendimento
aos serviços médicos assistenciais do HU atendendo as demandas
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Centralizar o agendamento de consultas ambulatoriais e exames  Encerrar o agendamento de consultas na Unidade Materno Infantil e nos anexos Jan
 Concluir a instalação dos equipamentos Jan
M2: Informatizar 100 % do ambulatório e Marcação de Consulta
 Capacitar os servidores em Sistema AGHU. Módulo ‘Ambulatório’. Jan
M3: Atingir 100% de ocupação profissional nos 101 consultórios médicos das  Reunir com as chefias e os profissionais de cada especialidade. Jan e Fev
Unidades.  Reavaliar o compromisso dos profissionais com a instituição Jan
M4: Fazer cumprir o atendimento no ambulatório em 03 turnos de jornada de  Divulgar a Instrução Normativa sobre os serviços. Jan
trabalho de 4 horas ininterruptas.  Redistribuir a carga horária dos profissionais das diversas categorias. Jan
M5: Fazer cumprir as normas estabelecidas na Portaria 1.101 / GM-Ministério da
 Divulgar os Quantitativos de atendimento estabelecidos na Portaria. Jan
Saúde que estabelece os Parâmetros de atendimento do SUS.
 Confirmar o atendimento à Central do Município para somente a primeira Jan a Dez
consulta por especialidade.
M6: Disponibilizar 50% de seu atendimento em consultas ambulatoriais para a  Definir a programação de atendimento por especialidade, dias e horários Jan a Dez
Central de Marcação de Consultas do Município. disponíveis aos usuários nos ambulatórios do HUUFMA.
 Comunicar a grade de atendimento disponível ao gestor municipal. Jan a Dez
 Obedecer ao cronograma estabelecido pelas partes. Jan a Dez
M7: Trabalhar em conjunto com os Gestores de Saúde para a construção de um
 Participar de reuniões estabelecidas em cronograma pré-definido. Jan a Dez
sistema de saúde com base nas necessidades e demandas da população
M8: Atingir a meta contratualizada da alta complexidade  Realizar 1.169 procedimentos do SIA/SUS Jan a Dez
M9: Manter as metas físicas contratualizadas para os procedimentos de média
 Realizar no mínimo 80.680 procedimentos do SIA/SUS Jan a Dez
complexidade do SIA/SUS
M10: Receber e implantar as Unidades Móveis itinerantes de Saúde para exames
 Investir em material de consumo e recursos humanos Jan a Dez
de prevenção e diagnóstico do tratamento oftalmológico e odontológico
 Alocar o Serviço em outro ambiente Jan a Dez
M11: Reorganizar o serviço de Endoscopia
 Receber novos equipamentos Jan a Dez
45

M12: Ampliar o Serviço de Hemodinâmica  Adequar a área-física para instalação de outra máquina de Hemodinâmica Jan a Dez
 Adequar o espaço físico das duas unidades. Jan a Dez
 Modernizar o Serviço com a instalação de novos equipamentos (UPD:
M13: Dar continuidade à Reestruturação do Serviço de Imagenologia. Tomógrafo computadorizado Multsline; Telecomandados digitais; CR para
digitalização de imagens; Raio X portátil; Jan a Dez
Aparelho para estudo hemodinâmica
UMI: Mamógrafo digital; Ttelecomandado; Aparelho de CR; Raio X portátil

9.Divisão de Pacientes Externos-Internação


SERVIÇO: Assistência em Saúde – Internação
OBJETIVO: Garantir obrigatoriamente um atendimento integral ao paciente (da internação a alta).
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Reorganizar o Centro Cirúrgico Jan a Dez
 Otimizar as salas cirúrgicas Jan a Dez
 Constituir equipes fixas por sala cirúrgica Jan a Dez
 Ativação plena das salas de recuperação pós-anestésica Jan a Dez
M1: Implantar a cirurgia segura
 Reestruturação do entreposto da farmácia hospitalar Jan a Dez
 Padronizar a infraestrutura das salas cirúrgicas Jan a Dez
 Planejar a Programação Cirúrgica Jan a Dez
 Reuniões sistemáticas Jan a Dez
M2: Atingir a meta contratualizada em Sistema de Informações Hospitalares
 Realizar, no mínimo, 171 procedimento/mês Jan a Dez
(SIH/SUS) em alta complexidade
M3: Atingir a meta contratualizada em Sistema de Informações Hospitalares
 Realizar 1.074 procedimentos/mês Jan a Dez
(SIH/SUS) de média complexidade
M4: Reorganizar o serviço de traumato-ortopedia  Ampliar os leitos do Serviço Jan a Dez
46

10.Divisão de Serviço Social


SERVIÇO: Assistência Social
OBJETIVO: Contribuir para excelência institucional do HUUFMA, na qualidade de hospital público direcionado a assistência, ensino, pesquisa e extensão.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Estabelecer contato com o usuário através de entrevistas Jan a Dez
 Fazer atendimento individualizado e em grupo Jan a Dez
M1: Desenvolver ações assistenciais e educativas em acordo com as normas  Fazer visitas domiciliares e/ou institucionais. Jan a Dez
específicas
 Solicitar atendimento diferenciado aos usuários quando necessário (Transporte, Jan a Dez
Refeição, Auxílio funeral)
 Propor concessão de órteses e próteses Jan a Dez
 Dar continuidade ao projeto de informatização dos registros nos diversos Jan a Dez
setores
M2: Implementar ações de melhoria da qualidade
 Capacitar Recursos Humanos Jan a Dez
 Realizar o VI Seminário de Serviço Social do HUUFMA Nov

11.Laboratório de Análises Clínicas


SERVIÇO: Análises clínicas
OBJETIVO: Realizar exames laboratoriais para o auxilio de diagnóstico do paciente do Hospital Universitário.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Produzir Laudos de exames laboratoriais atendendo às necessidades dos
 Implantar pactos de prestação de serviços com os setores assistenciais Jan a Dez
setores assistenciais do HUUFMA
M2: Atender 100% das demandas dos setores assistenciais do HUUFMA em  Obedecer a um cronograma de atendimento Jan a Dez
tempo hábil  Viabilizar o atendimento dentro do tempo pré-determinado Jan a Dez
M1: Construir os processos de trabalho para possibilitar a implantação do Módulo
 Capacitar os colaboradores Jan a Dez
‘Exames’ do Projeto AGHU.
47

12.Serviço de Arquivo Médico


SERVIÇO: Arquivo Médico
OBJETIVO: Arquivar, rastrear, e preservar o prontuário do paciente (dados pessoais, evolução clínica, exames, radiografias, e outros dados).
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS PERÍODO DE
EXECUÇÃO
 Fazer a avaliação documental dos arquivos correntes;
 Selecionar, no cadastro de pacientes e no acervo, os prontuários que dispõem
de último registro clínico entre 1994 e 2006;
M1: Concluir a transferência de prontuários para o novo Arquivo Intermediário  Registrar, no Sistema de Automação Médico Hospitalar - Módulo ‘Tramitação’, o Jan a Jun
encaminhamento do prontuário para o Arquivo Intermediário;
 Acondicionar os prontuários identificados por séries dígito-terminais de
arquivamento, em caixas arquivo;
M2: Reestruturar o ambiente físico dos Arquivos correntes das Unidades: UPD e  Colaborar na elaboração do Mapa de risco do Setor;
Jan a Dez
UMI  Encaminhar mobiliário e equipamentos em desuso para o Setor de Patrimônio
 Elaborar Programa de gestão e preservação de prontuário;
M3: Implantar a política de Gestão Documental  Sensibilizar os colaboradores sobre a função científica e social da informação Jan a Dez
arquivística;

13.Divisão de Nutrição e Dietética


SERVIÇO: Serviço de Nutrição
OBJETIVO: Atender as necessidades nutricionais dos usuários do SUS de acordo com as prescrições médicas assistenciais e Fornecer refeição aos colaboradores e
acompanhantes do HUUFMA
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Reduzir o número de refeições servidas no HU para 950.000  Fazer seleção mais rigorosa quanto ao fornecimento das refeições Jan a Dez
M3: Realizar treinamento de 300 funcionários da DND  Promover os cursos na área solicitada pelos funcionários Jan a Dez
 Fazer parcerias Mai a Ago
M4: Realizar a VIII Jornada Maranhense de Nutrição
 Divulgar o evento Mai a Ago
48

14.Divisão Médica
SERVIÇO: Serviço Médico
OBJETIVO: Prestar suporte no atendimento aos serviços médicos assistenciais do Hospital Universitário atendendo as demandas próprias e judiciais.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Manter os indicadores satisfatórios: Taxa média de ocupação hospitalar  Dedicar esforços na manutenção dos limites padrões estabelecidos na Tabela Jan a Dez
(80%) e Tempo médio de permanência (7,5 a 8,5%) SIH/SUS
 Reunir com as chefias das especialidades médicas Jan a Dez
M2: Elaborar os protocolos clínicos de referência no tratamento ambulatorial e  Estabelecer consenso entre os profissionais afins Jan a Dez
hospitalar  Disponibilizar os protocolos para a rede SUS Jan a Dez
 Monitorar a atualização Jan a Dez
M3: Manter ativas no mínimo as comissões constituídas  Obedecer ao cronograma de reuniões Jan a Dez
M4: Ter normas e rotinas institucionalizadas e operacionalizadas para todos os
 Fazer cumprir os Critérios de Qualidade baseados nas Normas da ONA Jan a Dez
serviços da assistência.
M5: Manter atualizadas as informações do CNES  Acessar semanalmente (web) o CNES/HUUFMA e reavaliar os dados cadastrais Jan a Dez
M6: Equacionar possíveis pendências apontadas nas auditorias e avaliações
 Manter constantes reuniões com os colaboradores responsáveis pelos Serviços Jan a Dez
internas do Sistema de gestão da Qualidade
 Subsidiar a assessoria jurídica do HU sobre as representações e contra-
representações acerca dos interessados (pacientes)
M7: Minimizar as demandas judiciais relacionadas a assistência. Jan a Dez
 Esclarecer ao judiciário o perfil assistencial do HU e sua inserção do SUS como
Hospital de Ensino e referência sob a regulação da gestão municipal
M8: Acompanhar o cumprimento das metas quantitativas assistenciais do  Fazer cumprir os índices estabelecidos nos indicadores de permanência e Jan a Dez
Convênio UFMA/SEMUS (contratualização). aumentar a taxa de ocupação

15.Divisão de Enfermagem
SERVIÇO: Serviço de Enfermagem
OBJETIVO: Prestar assistência de qualidade em enfermagem aos pacientes internados no Hospital Universitário.
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS PERÍODO DE EXECUÇÃO
M1: Promover maior aproximação laboral e interpessoal entre as equipes de  Fazer ações integradas entre as equipes Jan a Dez
Saúde e de enfermagem
M2: Colaborar com Certificação ONA nos Serviços de Enfermagem no Hospital  Exigir o uso de uniforme padrão da Equipe Jan a Mar
49

16.Unidade Transfusional
SERVIÇO: Banco de Sangue
OBJETIVO: Garantir o fornecimento de sangue e hemoderivados no atendimento das necessidades dos usuários do HUUFMA.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Adquirir novos equipamentos;
M1: Modernizar as Unidades Transfusionais do Materno Infantil e Presidente
 Adaptar-se para receber o Módulo ‘Exames’ do AGHU Jan a Abr
Dutra.
 Elaborar processos de trabalho

17.Ensino, Pesquisa e Extensão


SERVIÇO: Ensino, Pesquisa e Extensão
OBJETIVO: Planejar e sistematizar as atividades de ensino, pesquisa e extensão como componentes de construção do conhecimento a serem desenvolvidas no
âmbito do Hospital Universitário, colaborando com a formação de profissionais da saúde.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Aumentar para 20 o número de vagas para intercâmbio internacional  Articular junto ao CAMAR a parceria. 2º trimestre
M2: Ampliar em mais duas o número de Ligas acadêmicas  Articular com os Departamentos acadêmicos e reunião com os alunos. 2º semestre
M3: Oferecer 10 vagas para treinamento em serviço para profissionais inseridos
 Receber candidatos encaminhados pelos gestores de Unidades solicitantes. 1º e 2º semestre
na rede SUS

M4: Realizar o 1º congresso do Hospital Universitário para 300 participantes  Organizar projeto para solicitação de financiamento junto aos órgãos de Novembro
fomento.
M5: Implantar 03 Cursos de Especialização em parceria com Departamentos  Apoiar as demandas dos departamentos acadêmicos e disponibilizar estrutura 1º semestre
Acadêmicos física para realização.
M6: Realizar o 1º encontro de Comitê de ética em pesquisa do Estado do
 Articular com representantes da CONEP para ministrar palestras. 2º semestre
Maranhão.
 Manter articulação com Departamentos, Centros Acadêmicos e Programa de Publicar 01 volume a cada
M7: Manter a editoração e periodicidade da revista do HU
Pós Graduação, incentivando a produção científica. quadrimestre
M9: Manter os 13 programas de Residência Médica já existentes: Pediatria, Programa de treinamento
 Apoiar a Comissão de residência Médica para o desenvolvimento das atividades contínuo com entrada anual
Endocrinologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Medicina Intensiva,
teóricas e de treinamento em serviço. de residentes
Obstetrícia Ginecologia, Urologia, Nefrologia, Ortopedia e Traumatologia e
50

Gastroenterologia, Patologia, Anestesiologia, Cirurgia Cardiovascular,


Pneumologia, Infectologia Pediátrica e UTI Pediátrica e Neonatologia
M10: Manter os oito programas de residência integrada Multiprofissional em
Programa de treinamento
Saúde: Atenção na Saúde do adulto e idoso; Saúde da mulher; Saúde da  Apoiar a Comissão de residência Multiprofissional para o desenvolvimento das contínuo com entrada anual
Criança; Atenção em Neonatologia; Atenção em Saúde Renal; Atenção em UTI atividades teóricas e de treinamento em serviço. de 60 residentes.
geral; Atenção em UTI Cardiovascular; Pesquisa Clínica
M11: Apoiar o desenvolvimento de mestrados e doutorados nos cinco Programas
existentes: Saúde Materno Infantil; Ciências da Saúde; Saúde e Ambiente;  Apoiar e incentivar a participação de docentes em processos seletivos. 2º semestre
Políticas de Saúde; Mestrado em Enfermagem
M12: Cadastrar e acompanhar projetos realizados no âmbito do Hospital
 Avaliar os projetos recebidos em demanda. Jan a Dez
Universitário

18.Administração
SERVIÇO: Administração
OBJETIVO: Dotar cada setor do HUUFMA de condições técnicas, físicas e operacionais para o desenvolvimento das atividades inerentes ao serviço.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Possibilitar adequação física e de equipamento aos setores competentes; Jan a Dez
 Proporcionar a capacitação devida aos colaboradores; Jan a Dez
 Atender o máximo de pedidos de material e contratação de serviços; Jan a Dez
M1: Prover os setores, de infraestrutura, materiais e serviços para
desenvolvimento de suas atividades e rotinas  Possibilitar aos setores competentes ferramentas de controle, acompanhamento Jan a Dez
e distribuição dos bens patrimoniais
 Possibilitar aos setores competentes ferramentas de controle, acompanhamento Jan a Dez
e fiscalização dos processos administrativos
M2: Prover o Complexo Hospitalar de condições que assegurem a  Possibilitar aos setores competentes ferramentas tecnológicas e materiais que Jan a Dez
sustentabilidade ambiental reduzam o impacto ambiental
51

19.Divisão de Engenharia e Manutenção


SERVIÇO: Engenharia e Manutenção
OBJETIVO: Possibilitar adequada infraestrutura técnica, física e operacional aos setores para o desenvolvimento de suas atividades de acordo com as Normas
vigentes e da Vigilância sanitária.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M1: Modernizar os elevadores de serviço da UMI termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M2: Modernizar os elevadores da recepção e de serviço da UPD termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M3: Reformar o Instituto do Fígado do Maranhão (971 m2) termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M4: Reformar e adequar as enfermarias Ala E, 3º Andar (430,00 m2) termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M5: Substituir três Câmaras Frigoríficas do Serviço de Nutrição e Dietética - UPD
 Instalar o equipamento. Jan a Jun
M6: Reformar o Refeitório das Unidades:  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
*UMI (167,90 M2) e termos da Lei nº 8.666
*UPD (664,83 m2)  Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
M7: Substituir o tanque de combustível (óleo diesel) da caldeira. termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jul a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Dez
M8: Substituir a tubulação de aço galvanizado p/ PVC das Unidades UPD e UMI
termos da Lei nº 8.666
– Fase II
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Dez
M9: Ampliar a rede de gases medicinais nas UMI e UPD – Fase II termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Dez
M10: Reformar e modernizar a Subestação das Unidades UPD e UMI termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Dez
52

 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Dez


M11: Ampliar o circuito interno de TV – Fase II termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Dez
M12: Aquisição de instrumental/equipamentos para a calibração de aparelhos
 Formalizar processo de aquisição de material nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
médicos hospitalares
M13: Implantar a Central de Equipamentos – Fase II  Estruturar um espaço físico adequado. Jul a Dez
M14: Expandir o número de contratos de manutenção predial e de equipamentos
 Aperfeiçoar as rotinas de fiscalização dos contratos de terceiros já existentes Jan a Dez
– Fase II
M15: Reformar o Serviço de Imagenologia das Unidades  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
*UPD (351,30 m2) e termos da Lei nº 8.666
*UMI (256,26 m2)  Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jun a Dez
M16: Reformar os Vestiários Masculinos e Femininos
termos da Lei nº 8.666
*UPD (107 m2) - Fase II
 Acompanhar a prestação de serviço. Jun a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M17: Reformar a área física para funcionamento do Núcleo de Tecnologia da
termos da Lei nº 8.666
Informação e Divisão de Engenharia e Manutenção (791 m2)
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
M18: Aditivar o contrato para estruturação do 3º pavimento do Serviço de  Confeccionar a planilha de serviços com quantitativos a fim de demonstrar os Jan a Jun
Oftalmologia (208 m2) serviços realizados fora da contratação inicial
M19: Reformar o ambiente da Central de Esterilização das Unidades:  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
*UMI (303,07 m²) e termos da Lei nº 8.666
*UPD (308,41 m2)  Acompanhar a prestação de serviço. Jul a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
M20: Reformar o SPA do Serviço de Toco-Ginecologia
termos da Lei nº 8.666
*UMI - (341,44 m2)
 Acompanhar a prestação de serviço. Jul a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
M21: Reformar o Laboratório de Análises Clínicas
termos da Lei nº 8.666
*UPD (491,40 m2) Jul a Dez
 Acompanhar a prestação de serviço.
M22: Reformar a Lavanderia  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
termos da Lei nº 8.666
*UPD (323,84 m2) Jul a Dez
 Acompanhar a prestação de serviço.
M23: Reformar os Ambulatórios  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
termos da Lei nº 8.666
*UPD (340,93 m2) Jan a Jun
 Acompanhar a prestação de serviço.
M24: Reformar a Unidade de Internação das Clínicas UPD  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
termos da Lei nº 8.666
53

*Cirúrgicas (1.213,72 m2) e


 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
*Médica (749,85 m2)
M25: Reformar a Central de Marcação de Consulta.  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
termos da Lei nº 8.666
*UPD (214,71 m2)
 Acompanhar a prestação de serviço. Jul a Dez
M26: Reformar o Serviço de Acolhimento/Recepção/ Protocolo.  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jul a Dez
*UPD (309,32 m2) termos da Lei nº 8.666
*UMI (211,06 m2)  Acompanhar a prestação de serviço. Jul a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Dez
M27: Reformar o Serviço de Cardiologia
termos da Lei nº 8.666
*INCOR (2.306,60 m2)-Fase I
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Dez
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M28: Reformar o Abrigo de Resíduo
termos da Lei nº 8.666
*UMI (47,15 m2)
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M29: Instalar Brisas em toda a extensão das janelas da UMI termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço. Jan a Jun
 Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Jun
M30: Reformar o telhado de cobertura termos da Lei nº 8.666
 Acompanhar a prestação de serviço.
M31: Reformar o Serviço de Análises Clínicas da UMI  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M32: Aquisição de 01 betoneira  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M33: Aquisição de 01 condutivímetro multifuncional  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M34: Aquisição de 01 desentupidor elétrico  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M35: Aquisição de 02 empilhadeiras hidráulicas  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M36: Aquisição de 01 furadeira de coluna  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M37: Aquisição de 02 lavadoras de alta e média pressão  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M38: Aquisição de 01 lixadeira industrial  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M39: Aquisição de 01 serra circular  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M40: Aquisição de 02 serras circulares portáteis.  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M41: Aquisição de 02 serras circulares esquadrejadeira  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M42: Aquisição de 01 transformador para solda  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M43: Aquisição de 01 vibrador de imersão para concreto  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M44: Aquisição de 01 compressor industrial  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M45: Aquisição de plataforma aérea  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
54

M46: Aquisição de 02 cabines de pintura com sistema de filtragem a seco e


 Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
defletores verticais modelo
M47: Aquisição de 02 marteletes perfurador/rompedor  Formalizar o processo para aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Jun
M48: Garantir a aplicação de políticas de sustentabilidade nas rotinas do setor  Fundamentar os processos de aquisição de bens e serviços observando Jan a Dez
legislações de sustentabilidade

20.Comissão de Compras
SERVIÇO: Compras Hospitalares
OBJETIVO: Garantir o fornecimento dos materiais médico-hospitalares destinados aos procedimentos assistenciais.
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS PERÍODO DE EXECUÇÃO
M1: Reavaliar o banco de dados do hospital referente à descrição dos materiais  Fazer constante levantamento de dados referentes à legislação, demanda Jan a Jun
médico-hospitalares. interna e mercado de referência
 Identificar a demanda dos materiais por serviço Jan a Jun
M2: Repadronizar a grade de insumos.
 Institucionalizar a equipe multiprofissional. Jan a Jun
M3: Possibilitar a contínua capacitação dos servidores  Requisitar os cursos de capacitação para os servidores do setor Jan a Dez
M4: Assessorar os serviços na formalização dos processos de aquisição dos
 Promover reuniões específicas com os setores Jan a Dez
materiais médico-hospitalares.

21.Divisão de Material
SERVIÇO: Material
OBJETIVO: Garantir aos setores recursos materiais para execução plena de atividades fins do Hospital
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Aperfeiçoar as ferramentas de controle; Jan a Dez
M1: Garantir o abastecimento do estoque.
 Garantir aquisição em menor prazo possível Jan a Dez

M2: Garantir o cumprimento dos prazos dos contratos.  Aperfeiçoar e Expandir ferramentas de controle e acompanhamento de produtos Jan a Dez
nos prazos.
 Aperfeiçoar/Expandir ferramentas de acompanhamento do recolhimento das Jan a Dez
multas.
M3: Aplicar penalidades por inadimplência.
 Aperfeiçoar ferramentas de avaliação de desempenho dos fornecedores. Jan a Dez
 Acompanhar a execução dos contratos Jan a Dez
55

 Aperfeiçoar o gerenciamento do banco de materiais padronizados; Jan a Dez


 Avaliar a demanda dos materiais utilizados nos serviços Jan a Dez
M4: Garantir o ressuprimento e a padronização adequada dos produtos.  Instituir protocolos, para adequação dos materiais aos procedimentos Jan a Dez
específicos
 Redefinir a padronização dos insumos do Hospital; Jan a Dez
M5: Revisar o catálogo de insumos hospitalares  Efetuar o levantamento dos dados junto ao centro de custo Jan a Dez

22.Divisão de Convênios
SERVIÇO: Convênios
OBJETIVO: Garantir a execução dos convênios do Hospital Universitário
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Controlar e acompanhar a execução dos convênios Jan a Dez
 Implementar, aperfeiçoar e expandir ferramentas administrativas para o Jan a Dez
cumprimento do Plano de Trabalho
M1: Garantir a execução dos convênios do Hospital Universitário nos prazos
 Promover reuniões específicas com cada setor Jan a Dez
determinados
 Assessorar os coordenadores de projetos na execução específica de cada Jan a Dez
convênio
 Apresentar a prestação de contas junto aos órgãos convenentes Jan a Dez

23.Comissão Permanente de Licitação


SERVIÇO: Licitação
OBJETIVO: Executar procedimentos para aquisição de produtos e serviços direcionados à otimização dos recursos destinados ao custeio e investimento do Hospital
conforme normas legais vigentes.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Garantir as licitações nos termos das legislações vigentes  Expandir as ferramentas de execução, acompanhamento, controle e avaliação Jan a Dez
dos processos licitatórios.
56

24.Núcleo de Gestão de Contratos


SERVIÇO: Gestão de Contratos
OBJETIVO: Garantir o cumprimento dos Contratos de fornecimento de produtos e de serviços de forma adequada dentro das Normas específicas.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
 Adotar e expandir ferramentas informatizadas de controle e gerenciamento Jan a Dez
M1: Garantir o cumprimento dos prazos  Adotar e expandir ferramentas de acompanhamento e fiscalização dos contratos Jan a Dez
administrativos
M2: Manter os servidores atualizados nas fundamentações legal, doutrinária e  Implementar o Sistema de pesquisa/coleta para cotação e comparação de Jan a Dez
jurisprudencial relacionadas às Licitações e Contratos administrativos preços a nível nacional
M3: instituir o uso do Sistema de gerenciamento dos imóveis de Uso Especial da
 Lançar, acompanhar e controlar o Sistema Jan a Dez
União – SPIUnet

25.Divisão de Patrimônio
SERVIÇO: Licitação
OBJETIVO: Manter o controle dos bens permanentes adquiridos e utilizados pela administração do HUUFMA.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Realizar o inventário dos bens patrimoniais do Hospital Universitário/UFMA  Aperfeiçoar ferramentas informatizadas de controle, acompanhamento e Jan a Dez
avaliação físico-financeira
M2: Reformar os depósitos de guarda dos bens  Solicitar à Administração projeto específico Jan a Dez
 Fazer levantamento da necessidade de bens junto aos setores Jan a Dez
M3: Definir plano para reutilização dos bens em desuso
 Solicitar à Administração a composição da Comissão de Inventário de Bens Jan a Dez
57

26.Divisão Financeira
SERVIÇO: Unidade Gestora
OBJETIVO: Garantir a gestão dos recursos financeiros do HUUFMA
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS PERÍODO DE
EXECUÇÃO
 Realizar consultas diárias ao Sistema Jan a Dez
M1: Lançar, acompanhar e registrar despesas no Sistema - SIAFI  Acompanhar a regularidade fiscal, previdenciária e social dos colaboradores Jan a Dez
externos
M2: Apropriar os processos de pagamento  Emitir ordens bancárias Jan a Dez
 Emitir relatórios contábeis Jan a Dez
 Consultar situação dos contratados junto ao SICAF e regularidade fiscal, Jan a Dez
previdenciária e social
M3: Promover o controle contábil na execução orçamentária e financeira
 Solicitar recursos via COMUNICA/SIAFI, quando necessário Jan a Dez
 Acompanhar o repasse do recurso financeiro para pagamento, por fonte de Jan a Dez
recurso

27.Divisão de Hotelaria
SERVIÇO: Hotelaria Hospitalar
OBJETIVO: Oferecer condições de bem estar, assistência, segurança, conforto e qualidade no atendimento.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Aquisição de 02 (duas) lavadoras extratoras, cap. 120kg;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M2: Aquisição de 03 (três) secadoras a vapor, cap. 100Kg  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M3: Aquisição de 02 (duas) secadoras elétrica, cap. 100Kg;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M4: Aquisição de 20 (vinte) carros de inox para transporte de roupas limpas;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M5: Aquisição de 01 (uma) calandra com quatro rolos;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M6: Aquisição/locação de dois carros utilitários para transporte de roupa suja e
 Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
impa entre as unidades do HU
58

M7: Aquisição de 03 (três) máquinas reta industriais;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M8: Aquisição de 01 (uma) máquina interlok;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M9: Solicitação da reforma e adaptação da área física do Setor da Lavanderia.  Solicitar à Administração elaboração e execução de projeto específico Jan a Dez
M10: Aquisição de 25 (vinte e cinco) rádios de comunicação;  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M11: Aquisição de 80 (oitenta) câmeras de segurança  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez

M12: Contratação de empresa especializada em Segurança eletrônica e CFTV  Formalizar processo de contratação de prestador de serviço especializado nos Jan a Dez
termos da Lei nº 8.666
M13: Aquisição de 06 (seis) enceradeiras de 400 mm  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M14: Aquisição 04 (quatro) conteiners, cap. 1000 L  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez
M15: Aquisição de 02 (duas) máquinas de alta pressão (jato)  Formalizar processo de Aquisição do produto nos termos da Lei nº 8.666 Jan a Dez

28.Divisão de Recursos Humanos


SERVIÇO: Recursos Humanos
OBJETIVO: Atender as demandas dos servidores lotados no HU; Intermediar as ações entre servidores e órgão de origem e Viabilizar o cumprimento das Normas e
Decisões relacionadas a Gestão de Pessoas;.
PERÍODO DE
META QUANTITATIVA AÇÕES PREVISTAS
EXECUÇÃO
M1: Atualizar o Banco de dados dos servidores  Fazer coleta de dados junto aos setores, de documentos comprobatórios das Jan a Dez
titularidades dos colaboradores
M2: Executar a avaliação de desempenho dos servidores MEC/UFMA lotados no
 Aplicar avaliação dos servidores da UFMA Jan a Dez
HUUFMA.
M3: Realizar exames periódicos dos servidores do MEC  Instituir o calendário de realização de exames médicos Jan a Dez
M4: Realizar o recadastramento dos servidores deste HUUFMA  Efetuar o recadastramento Jan a Dez
M5: Promover 30 (trinta) ações de capacitação/ano com observância a política de  Capacitar os servidores com treinamentos voltados para a melhoria do Jan a Dez
Gestão de RH/ HUUFMA desenvolvimento de suas atividades