You are on page 1of 3

Suzy Belai, organizadora dos cursos de Shiatsu Emocional da Aeshi, em parceria com o Espaço

Flor do Cerrado em Cuiabá, me pediu para falar do curso de Shiatsu Emocional. Me pediu um texto
curto, mas que explicitasse os diferenciais. Que fosse instigante e demonstrasse que o curso pode
ser de interesse tanto para leigos como para profissionais. Que desafio!

Talvez eu deva começar contando a vocês que o Shiatsu é uma terapia oriental conhecida no Brasil
para tratar das costas. “Fui num japonês e ele resolveu”, quem nunca ouviu um tio, amigo ou
parente próximo dizer... Contudo, é mais raro se ouvir: “estava triste após a perda de meu pai, fiz
umas sessões do shiatsu e agora estou bem”; ou “fulano sofre de hiperatividade e déficit de atenção,
toma remédios, mas sem dúvida depois que começou a se tratar com shiatsu o quadro mudou
muito”. É verdade que o Shiatsu trata tão bem das costas, mas também é verdade que só há pouco
tempo o ser humano começou a entender que suas dores, especialmente as crônicas, estão
envolvidas de forma direta ou indireta com questões emocionais. Os fundamentos que o Shiatsu
estuda permitem que se trate tanto das costas como de questões emocionais. As escolas de shiatsu,
porém, mantém em geral o padrão: ensinam a tratar dores no corpo, ensinam sobre as correntes de
energia e como equilibra-las. Mas não ensinam sobre como as energias foram se desequilibrar. Não
ensinam sobre formação da personalidade, e como isso afeta a vida adulta. Não ensinam como lidar
com emoções profundas e reações ocorridas durante uma sessão (na maior parte das vezes
inesperadas e onde os shiatsuterapeutas em geral se vêem despreparados). As escolas de shiatsu
falam muito pouco sobre a relação terapeuta-cliente, e as questões emocionadas são tratadas
pontualmente, com a fragmentada visão de quem cresceu em uma cultura alopática. Tal percepção
nos levou a criação da Aeshi e da Escola do Shiatsu Emocional. Em nosso curso, formado por
módulos, defendemos a importância do processo emocional no ensino do shiatsu. O shiatsu tem
uma só base, seja ele usando os conhecimentos da MTC (como a maioria dos estilos propagados no
mundo) ou não (como é difundido e reconhecido no Japão popularmente e oficiamente). Porém,
cada estilo foi criado por um mestre ou escola que visava atender as necessidades de um momento,
de um local, e segundo suas virtudes, limitações, visão de vida. O Shiatsu Emocional é o estilo para
quem avalia a importância de em todo tratamento corporal se envolver o emocional, e em todo
tratamento emocional se envolver o corpo. Ele possui um conteúdo programático muito
diferenciado dos demais cursos – embora sua prática e teorias continue caracterizando a terapia
como da família de técnicas do Shiatsu. Sendo um curso modular e intensivo, a didática tradicional
precisou tornar-se mais rica e dinâmica, e assim preparar, informar e fazer refletir mais em menos
tempo. Mesmo assim, há sempre a possibilidade de reciclar, e a escola oferece ainda estudos
dirigidos online de forma vitalícia a todos os alunos e ex-alunos.

No primeiro módulo (curso básico), você se tornará um praticante de shiatsu. O praticante de
shiatsu detém domínio sobre a técnica básica, e pode usar isso em casa com toda a segurança e
muita eficiência. Caso o praticante seja profissional de saúde, ele poderá levar o shiatsu para o
consultório, com propriedade e com a certeza de que saberá lidar melhor com as situações
profissionais que envolvam o terreno emocional (e indo um pouco mais fundo, quais não
envolvem?).

Esse módulo é o suficiente para a prática diária. Mas há quem queira se aprofundar, conhecer novos
movimentos, ir mais fundo na fundamentação e adquirir um instrumental apurado para casos mais
complexos e para o entendimento da própria Vida. Finalmente, aqueles que desejarem poderão
incursar por um módulo de formação avançado, de cunho individual, onde um plano de conteúdos é
criado especialmente para cada aluno.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Mas há quem queira se aprofundar. Contudo. toma remédios. e as questões emocionadas são tratadas pontualmente. mas sem dúvida depois que começou a se tratar com shiatsu o quadro mudou muito”. É verdade que o Shiatsu trata tão bem das costas. No primeiro módulo (curso básico). mantém em geral o padrão: ensinam a tratar dores no corpo. Esses podem seguir pelo segundo módulo (curso intermediário). estão envolvidas de forma direta ou indireta com questões emocionais. Não ensinam como lidar com emoções profundas e reações ocorridas durante uma sessão (na maior parte das vezes inesperadas e onde os shiatsuterapeutas em geral se vêem despreparados). especialmente as crônicas. conhecer novos movimentos. As escolas de shiatsu. ir mais fundo na fundamentação e adquirir um instrumental apurado para casos mais complexos e para o entendimento da própria Vida. você se tornará um praticante de shiatsu. O praticante de shiatsu detém domínio sobre a técnica básica. de cunho individual. amigo ou parente próximo dizer. Caso o praticante seja profissional de saúde. a didática tradicional precisou tornar-se mais rica e dinâmica. de um local. O Shiatsu Emocional é o estilo para quem avalia a importância de em todo tratamento corporal se envolver o emocional.. O shiatsu tem uma só base.Shiatsu é uma terapia oriental conhecida no Brasil para tratar das costas. Ele possui um conteúdo programático muito diferenciado dos demais cursos – embora sua prática e teorias continue caracterizando a terapia como da família de técnicas do Shiatsu. aqueles que desejarem poderão incursar por uma etapa final de treinamento (curso avançado). com a fragmentada visão de quem cresceu em uma cultura alopática. Estes serão certificados profissionais de Shiatsu e especialistas em Shiatsu Emocional. e como isso afeta a vida adulta. limitações. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx . ou “fulano sofre de hiperatividade e déficit de atenção. Não ensinam sobre formação da personalidade. e em todo tratamento emocional se envolver o corpo. Tal percepção nos levou a criação da Aeshi e da Escola do Shiatsu Emocional. onde ele se torna um praticante avançado. Mas não ensinam sobre como as energias foram se desequilibrar. Os fundamentos que o Shiatsu estuda permitem que se trate tanto das costas como de questões emocionais. e a escola oferece ainda estudos dirigidos online de forma vitalícia e gratuita a todos os alunos e ex- alunos. e segundo suas virtudes. ele poderá levar o shiatsu para o consultório. Esse módulo é o suficiente para a prática diária. com propriedade e com a certeza de que saberá lidar melhor com as situações profissionais que envolvam o terreno emocional (e indo um pouco mais fundo. Porém.. defendemos a importância do processo emocional no ensino do shiatsu. Em nosso curso. porém. fiz umas sessões do shiatsu e agora estou bem”. ensinam sobre as correntes de energia e como equilibra-las. é mais raro se ouvir: “estava triste após a perda de meu pai. onde um plano de conteúdos é criado especialmente para cada aluno. As escolas de shiatsu falam muito pouco sobre a relação terapeuta-cliente. quais não envolvem?). mas também é verdade que só há pouco tempo o ser humano começou a entender que suas dores. cada estilo foi criado por um mestre ou escola que visava atender as necessidades de um momento. informar e fazer refletir mais em menos tempo. Mesmo assim. mais longo. Finalmente. formado por módulos. visão de vida. Sendo um curso modular e intensivo. há sempre a possibilidade de reciclar. e assim preparar. seja ele usando os conhecimentos da MTC (como a maioria dos estilos propagados no mundo) ou não (como é difundido e reconhecido no Japão popularmente e oficialmente). e pode usar isso em casa com toda a segurança e muita eficiência. “Fui num japonês e ele resolveu”. quem nunca ouviu um tio.

Ele se dirige ao público: “após 60 anos de trabalho. Se você fica doente. e ganhou experiência na orientação e tratamentos mais específicos. é um plano de saúde em primeiro lugar doméstico. O shiatsu por sua vez. Pode fazer como prevenção. porque cuidar enquanto não se adoece é muuuito mais seguro e fácil. Um plano de SAÚDE de verdade. Concluí que os melhores pont Um . Outro comentário foi sobre o velho mestre acupunturista. Você pode fazer em casa. Pode inclusive ser muito mais econômico. é possível procurar um profissional. Pois que a resposta muda você pensa em saúde de um jeito diferente: Se você NÃO QUER FICAR DOENTE.a gente paga para usar depois que já está ruim. a quem você procura? Sim. ainda conservo segredos. Em segundo lugar. quem você procura? Um médico? Pois sim. em grupo de estudos de profissionais ligados a Medicina Tradicional Chinesa.Comentando umas coisas que ouvi nos últimos dias. que fora falar a um congresso ávido por seus conhecimentos. diferente do que tem por aí que é "plano de doença" . pode oferecer aos seus familiares. A diferença é que ele aprofundou seus conhecimentos. tanto na parte física como mental. Uma dessas coisas diz respeito ao momento ideal da procura por um terapeuta. e para se tratar de pequenas mazelas e desequilíbrios do dia a dia.