You are on page 1of 13

MANUAL
CLIENTE: FOLHA:
ROSTO

PROGRAMA: C.C:

ÁREA: SEP:

TÍTULO:
AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA
DOC Nº: RESPONSÁVEL:

ANTONIO FERNANDO NAVARRO


ARQ. ELETR.: Nº CONTRATO: REG. CREA/J:

WORD/2000/MA-5230.00-9100-912-QGI-064=B.doc 42758-D

ÍNDICE DE REVISÕES
REV. DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS

0 PARA INFORMAÇÃO

A PARA UTILIZAÇÃO

B PARA UTILIZAÇÃO

DATA REV.0 REV.A REV.B REV.C REV.D REV.E REV.F REV.G REV.H
DATA
PROJETO
EXECUÇÃO NAVARRO
VERIFICAÇÃO
APROVAÇÃO NAVARRO
As informações deste documento foram elaboradas pelo Eng. ANTONIO FERNANDO NAVARRO, para divulgação da metodologia
Formulário Pertencente a Norma
Código:
Data:
Revisão:
Página: 1/11

 Cópia controlada nº  Cópia não controlada

Cliente:
Escopo:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

Elaborado por: Analisado por: Aprovado por: Aprovação do cliente:


(quando requisito contratual)

Antonio Fernando Navarro Antonio Fernando Navarro


Código:
Data:
Revisão:
Página: 2/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

ÍNDICE

1. OBJETIVO.................................................................................................................03

2. REFERÊNCIAS.........................................................................................................03

3. ABRANGÊNCIA .......................................................................................................03

4. TERMOS E DEFINIÇÕES.........................................................................................03

5. RESPONSABILIDADES............................................................................................04

6. MÉTODO OPERACIONAL...................................... .................................................05

7. ANEXOS.............................. .....................................................................................09
Código:
Data:
Revisão:
Página: 3/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

1 OBJETIVO

Estabelecer metodologia para implementar ações que eliminem as causas de não-


conformidades existentes ou potenciais em nível apropriado aos efeitos das mesmas e
visando prevenir a sua reincidência ou ocorrência no projeto.

2 REFERÊNCIAS

Manual de Gestão da Qualidade do Empreendimento.


Manual do Sistema de Gestão Integrada da Segurança, Meio Ambiente e Saúde.
Controle de Registros.

3 ABRANGÊNCIA

Este procedimento abrange todos os serviços executados no Empreendimento em


todas as fases necessárias à implantação do mesmo.

4 TERMOS E DEFINIÇÕES

4.1 Ação Preventiva

Ação para eliminar a causa de uma potencial não-conformidade ou outra situação


potencialmente indesejável.
Nota 1: Pode existir mais de uma causa para uma não-conformidade potencial.
Nota 2: Ação preventiva é executada para prevenir a ocorrência, enquanto que a ação corretiva é
executada para prevenir a repetição.

4.2 Ação Corretiva

Ação para eliminar a causa de uma não-conformidade identificada ou outra situação


indesejável.
Nota 1: pode existir mais de uma causa para uma não-conformidade.
Nota 2: Ação corretiva é executada para prevenir a repetição, enquanto que a ação preventiva é
executado para prevenir a ocorrência.
Nota 3: Existe uma diferença entre correção e ação corretiva.

4.3 Correção
Código:
Data:
Revisão:
Página: 4/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

Ação para eliminar uma não-conformidade identificada


Nota1: Uma correção pode ser feita em conjunto com uma ação corretiva.
Nota2: Uma correção pode ser, por exemplo, um retrabalho ou reclassificação.

5 RESPONSABILIDADES

A responsabilidade por identificar não conformidades potenciais, analisar criticamente


não-conformidades; avaliar a necessidade de ação corretiva ou preventiva; investigar e
determinar as causas da não-conformidade existente ou potencial; determinar a ação
corretiva ou ação preventiva a ser executada, monitorar a implementação da ação,
analisar criticamente a ação corretiva/ação preventiva executada; encerrar o registro de
resultados da execução das ações (Formulário Anexo 1) e arquivar os registros de
resultados da execução de ação corretiva ou ação preventiva é do gestor do Sistema
de Gestão da Qualidade ou do Sistema de Gestão Integrada de SMS da Área.
A responsabilidade por designar o responsável e estabelecer prazo para
implementação da ação corretiva ou ação preventiva determinada é do Gerente da
Área.

6 MÉTODO OPERACIONAL

6.1 Fontes de Informação para a identificação da necessidade de ações.


As fontes listadas a seguir devem ser analisadas criticamente para identificar não
conformidades existentes e potenciais que possam requerer ações para assegurar que
as não-conformidades encontradas não ocorrerão novamente ou para evitar a
ocorrência de não conformidades potenciais
a) Registro de reclamações/opiniões do cliente;
b) Relatórios de Não-Conformidades;
c) Resultados da Análise de Suficiência e Consistência de Dados de Entrada;
d) Resultados de Verificação e Análise Crítica de Projeto;
e) Resultados de Análise Crítica de Contrato;
f) Registros de Inspeções e Testes;
g) Registros de Análise Crítica do Sistema da Qualidade e do Sistema de Gestão
Integrada da SMS;
Código:
Data:
Revisão:
Página: 5/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

h) Relatórios de Auditorias Internas e Externas;


i) Cronograma de Execução dos Serviços;
j) Concessões;
k) Indicadores da qualidade e da SMS, tais como:
− Índices de produtividade,
− Índices de retrabalho,
− Taxa de freqüência de Acidentes.
l) Simulados de riscos de emergência;
m) Registros de Acidentes e Incidentes de Segurança e Saúde Ocupacional;
n) Verificação da Conformidade Legal;
o) Comunicação de partes interessadas;
p) Registros de Monitoramento e Medição Operacional da SMS;
q) Outras fontes de informação diversas.

6.2 Análise Crítica de Não Conformidades Reais

As não conformidades identificadas devem ser analisadas criticamente para determinar


se cabe uma ação corretiva. Não conformidades que não se enquadrem nos requisitos
do item 6.4 a seguir serão tratadas conforme procedimento Controle de Produto Não
Conforme, se aplicável.

6.3 Definição de Não-Conformidades Potenciais

As não conformidades potenciais identificadas devem ser analisadas criticamente para


determinar como serão tratadas. Não conformidades potenciais que não se enquadrem
nos requisitos do item 6.4 a seguir não serão tratadas.

6.4 Necessidade de Ações Corretivas e de Ações Preventivas

6.4.1 Ações Corretivas

Devem ser executas de ação corretivas sempre que ocorrerem as seguintes situações:
− Não-Conformidades detectadas em auditorias internas ou externas;
Código:
Data:
Revisão:
Página: 6/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

− Reclamações do cliente que não possam ser resolvidas através de cartas, fax, e-
mail, atas de reunião, RDO (Relatório Diário de Obra) ou outro meio documentado.
Cabe ressaltar que, em muitos casos, as reclamações requerem correções ou outro
tratamento ao invés de ações corretivas,
− Reincidência de reclamações do cliente para o mesmo tipo de não-conformidade
cujas ações, anteriormente executadas no âmbito do empreendimento, não tenham
sido eficazes;
− Não-Conformidades repetitivas e relevantes de sistema ou processo;
− Não-Conformidade de produto / item com efeitos significativos na qualidade, nos
custos de produção, no desempenho, na confiabilidade, na segurança e saúde, no
meio ambiente;
− Não atendimento a requisitos legais da SMS.
Também podem ser executadas ações corretivas para outros desvios não
mencionados acima, quando o impacto destes desvios for considerado relevante para
os objetivos do Empreendimento.

6.4.2 Ações Preventivas

Com base na análise crítica das informações coletadas, deve ser identificada como
necessária a execução de ações preventivas quando houver :
− Tendência de surgimento de não-conformidades ou situações indesejáveis, de
qualquer natureza, se mantidos a organização, os recursos, os processos e/ou
métodos de execução vigentes que possam impactar negativamente o desempenho
do Empreendimento;
− Detecção de quase acidentes e incidentes da segurança e saúde ocupacional de
potencial de gravidade elevado a critério do gestor do Sistema de Gestão Integrado
de SMS.

6.5 Investigação e Determinação das Causas

Identificadas as não-conformidades / situações indesejáveis existentes ou potenciais


que necessitem de ação corretiva ou ação preventiva, devem ser investigadas as
Código:
Data:
Revisão:
Página: 7/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

causas prováveis das mesmas, ou seja, porque elas ocorreram ou possam vir a
ocorrer.
A investigação das causas das não-conformidades existentes ou potenciais deve ser
conduzida pelos gestores do Sistema de Gestão da Qualidade e do Sistema de Gestão
Integrado de SMS responsáveis pela área onde foi detectada a não-conformidade,
existente ou potencial, que deu início ao processo de ação corretiva ou ação
preventiva.
É recomendável o uso de técnicas do tipo MASP, método dos “Por Que” e outros.
Os resultados conclusivos da investigação, determinando a(s) causa(s) provável(eis)
da não-conformidade, devem ser registrados no campo “causa(s) provável(is)” do
formulário do Anexo I.

6.6 Determinação da ação corretiva ou ação preventiva

Com base nos resultados da investigação e determinação das causas prováveis das
não-conformidades existentes ou potenciais, o gestor do Sistema de Gestão da
Qualidade ou do Sistema de Gestão Integrado de SMS responsável pela área onde a
não-conformidade existente ou potencial foi detectada, deve determinar a ação
corretiva ou ação preventiva necessária à eliminação dessas causas, o responsável
pela sua implementação e a data prevista para sua conclusão.
Quando a causa provável da não-conformidade é oriunda de outros órgãos, ou seja,
excede o limite de competência do emissor , este deverá preencher o formulário ACP
apresentado no Anexo I somente até o campo “causa provável” e em seguida
encaminhar cópia do ACP para a Gerência de Sistema de Gestão. Cabe a esta
Gerência notificar a área responsável para a tomada da ação corretiva ou preventiva
requerida, dando continuidade ao processo.
As ações corretivas e as ações preventivas devem ser apropriadas aos efeitos das
não-conformidades encontradas ou problemas potenciais.
Deve ser considerado que uma ação corretiva ou ação preventiva normalmente requer
algum tipo de treinamento nos casos em que se detecte desconhecimento de algum
requisito normativo ou se decida pela sua alteração. Dependendo da extensão da
alteração, uma circular, memorando ou e-mail pode satisfazer tal função.
Código:
Data:
Revisão:
Página: 8/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

6.7 Monitoramento da implementação da ação corretiva ou ação preventiva

A situação da implementação das ações corretivas e ações preventivas determinadas


deve ser monitorada pelos gestores do Sistema de Gestão da Qualidade e do Sistema
de Gestão Integrado de SMS responsáveis pela área, conforme aplicável, com base
nas informações dos responsáveis designados pelas mesmas (Anexo I).

6.8 Análise crítica da ação executada

Concluída a implementação da ação corretiva ou ação preventiva, deve ser avaliada a


adequação da mesma, ou seja, se existem indicações seguras da eliminação da(s)
causa(s) e que a possibilidade de repetição ou de ocorrência da não-conformidade em
questão foi eliminada.
A ação corretiva ou ação preventiva executada deve ser analisada criticamente pelo
gestor do Sistema de Gestão da Qualidade e do Sistema de Gestão Integrado de SMS
responsáveis pela área. Na Administração e nas demais áreas de Apoio do
Empreendimento a análise deve ser feita pela Gerência de Sistema de Gestão.
Para esta avaliação, devem ser verificados os resultados da atividade onde foi
detectada a não-conformidade existente ou potencial, se apesar da ação corretiva ou
ação preventiva ter sido implementada e os resultados continuarem insatisfatórios, o
processo para a tomada de ação deve ser reiniciado, com abertura de novo Registro de
ACP, inclusive com a reavaliação das causas prováveis anteriormente identificadas.
Uma vez demonstrada a adequação da ação corretiva e/ou ação preventiva executada,
devem ser revisadas as metodologias, normas e instruções pertinentes, quando
aplicáveis.

6.9 Registro dos resultados da execução de ação corretiva ou ação preventiva -


ACP

Para o registro do processo de execução de ação corretiva ou ação preventiva, deve


ser utilizado o formulário do Anexo I.
O formulário do Anexo I devidamente preenchido deve ser considerado como registro
e, portanto, controlado conforme Procedimento.
Código:
Data:
Revisão:
Página: 9/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

6.8 Controle do processo de ação corretiva e ação preventiva

O processo de ação corretiva e ação preventiva pode ser controlado através de Mapa
de Controle, podendo ser utilizado o modelo apresentado no Anexo II ou similar.

7 ANEXOS

− Anexo I – Registro dos Resultados da Execução de Ação Corretiva ou Ação


Preventiva – ACP.
− Anexo II – Modelo de Mapa de Controle de Ações Corretivas e Ações Preventivas.

8 HISTÓRICO DAS REVISÕES

Rev. 0 –;
Rev. A –.
Rev. B –.
Código:
Data:
Revisão:
Página: 10/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

Anexo I – Formulário de Registro

Nº da ACP
REGISTRO DOS RESULTADOS DA
EXECUÇÃO DE AÇÃO CORRETIVA OU Data Folha
AÇÃO PREVENTIVA
Gerente Responsável Rúbrica Local da Implementação

NÃO CONFORMIDADE / SITUAÇÃO INDESEJÁVEL


Tipo Referência Nº do SAC/RNC
Existente (Requer Ação Corretiva) Potencial (Requer Ação Preventiva)
Descrição

Causa (s) Provável (is)

Descrição

Responsável pela Implementação Data Prevista para Conclusão

MONITORAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA AÇÃO PELO GERENTE RESPONSÁVEL


Data Status Observação Rubrica

ANÁLISE CRÍTICA DA AÇÃO CORRETIVA / AÇÃO PREVENTIVA EXECUTADA


Evidências Objetivas

CONCLUSÃO
Ação Satisfatória?
Sim Não
Data Avaliador
Código:
Data:
Revisão:
Página: 11/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

Anexo I – Instruções para preenchimento (Continuação)


Número identificação da ação corretiva ou ação preventiva. A numeração deve ser seqüencial
.
por area do Empreendimento

Registro dos resultados da execução de


Ação Corretiva ou Ação Preventiva
CAMPO Nº DA ACP

INSTRUÇÕES DE Número de identificação da ação corretiva ou ação preventiva deverá ser seqüencial por área do
Empreendimento: ABC-X-YYY onde: X = E ( Engenharia); P (Suprimento); C (Construção); G
PREENCHIMENTO:
(Gerenciamento); YYY – seqüencial.
CAMPO DATA
INSTRUÇÕES DE Data de abertura do registro de ACP.
PREENCHIMENTO:
CAMPO GERENTE RESPONSÁVEL
INSTRUÇÕES DE Nome e rubrica do Gerente responsável
PREENCHIMENTO:
CAMPO LOCAL DA IMPLEMENTAÇÃO
INSTRUÇÕES DE Sigla de identificação do local
PREENCHIMENTO:
CAMPO TIPO
Assinalar se a não-conformidade, defeito ou outra situação indesejável é existente ou potencial . Obs.: Uma
INSTRUÇÕES DE não-conformidade existente requer ação corretiva e uma não-conformidade potencial (possível) requer
PREENCHIMENTO: ação preventiva

CAMPO REFERÊNCIA Nº DO SAC /RNC


INSTRUÇÕES DE Indicar, se aplicável, o nº do SAC ou RNC que originou o ACP
PREENCHIMENTO:
CAMPO DESCRIÇÃO
INSTRUÇÕES DE Descrever, claramente, a não conformidade/situaçào indesejável existente ou potencial.
PREENCHIMENTO:

CAMPO CAUSA (S) PROVÁVEL (IS)


INSTRUÇÕES DE Descrever as causas prováveis da não-conformidade ou outra situação indesejável decorrente do processo
PREENCHIMENTO: de investigação.

CAMPO AÇÃO CORRETIVA / PREVENTIVA


Descrevê-la com detalhes suficientes que permitam uma adequada monitoração; estabelecer a data
INSTRUÇÕES DE
prevista para a sua conclusão e o nome do responsável pela implementação.
PREENCHIMENTO:

CAMPO MONITORAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA AÇÃO PELO GERENTE RESPONSÁVEL


Indicar a data do monitoramento e o “status” da ação conforme legenda abaixo. Fazer as
INSTRUÇÕES DE observações sobre o andamento da ação corretiva ou da ação preventiva determinada. Apor a rubrica do
PREENCHIMENTO: Gerente/Coordenador/Supervisor da área responsável pelo monitoramento.
Legenda para o “Status”:N - Não iniciada A - Em andamento P - Paralisada C - Concluída.

CAMPO ANÁLISE CRÍTICA DA AÇÃO CORRETIVA / AÇÃO PREVENTIVA EXECUTADA


Registrar as evidências utilizadas na avaliação e comentários julgados pertinentes; assinalar com base nas
evidências se a ação concluída foi ou não satisfatória; nome e rubrica do avaliador
INSTRUÇÕES DE (Gestor do Sistema de Gestão da Qualidade ou Sistema de Gestão da SMS e data da avaliação. ,
PREENCHIMENTO:
Código:
Data:
Revisão:
Página: 12/11
Título:

AÇÃO CORRETIVA E AÇÃO PREVENTIVA

Anexo II – Mapa de controle de Ações Corretivas e Preventivas


Data da Atualização
MAPA DE CONTROLE DE AÇÕES CORRETIVAS E PREVENTIVAS
Cliente Empreendimento PI / Centro de Custo

Implementação Análise Crítica da Ação Executada


Data de Data Prevista
Nº AC AP Descrição Sumária da Ação Ação
Emissão p/ Conclusão Status Responsável Avaliador Data
Satisfatória?
0366 - Rev. 1 - Mar / 2005

Responsável pela Elaboração Responsável pela Aprovação

Data Assinatura Data Assinatura