You are on page 1of 24

JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO - O OBJECTIVO

PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER
Segunda -Feira, 15 de Novembro 2010 | Ano I N.º22 www.pcnewsnetwork.com *www.abcpcn.ca *www.abcpcn.com DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Olá, Maria Clara! Rali de Portugal
começa em Lisboa

-Cante
para A nossa Sara
nós...
volta às raízes... 16 AUTOMOBILISMO Pag 20

Remembrance Sabe quem é?!
Day

Um grupo
de gente
nossa esteve
nas
cerimónias
do Queen´s
Park
a lembrar
os que
já ficaram
pelo
caminho. O
Remembrance
Day
PÁG 6
Também em Português No G 20
também falou
Português.
Pags.10 e 11

- Piedosas intenções

Aprende-se
a amar Sporting de cá
a tradição 5 está de saúde e... recomenda-se. Sim, sim. Piedosas intenções e pouco mais.
Pelo menos é o que dizem os entendidos nestas coisas.
2 . Nossa Gente 15 de Novembro 2010
Falhar - uma opção Diga lá... Por: Lara Ingrid/Sérgio Alexandre
* Qual a qualidade que mais aprecia?
Pedro Jorge A verdade é que todos têm a sua preferência. Pelas cores. Pelo paladar. Por aquilo que gostam de fazer. Sim, mas... em termos
Costa Baptista de qualidades humanas. Qual a qualidade que mais aprecia nos outros? Qual a qualidade com a qual convive mais e mais gosta.
Era bem capaz de ser interessante... fazermos a pergunta não a três ou quatro pessoas... mas a muitas centenas. Viriam ao de
Um leitor fez-me um pedido. Era o de tentar reflectir sobre um
cenário exacto. Esse cenário seria... e se o Governo de Portugal cima... muitas coisas que este ou aquele têm em comum connosco. Por nós, fomos à rua e... fizemos a pergunta.
falhasse, na sua missão!
Bem, devo começar por avançar. Falhar como? O que é falhar? isso – pode ter a certeza – não é
Poderá sequer um governo falhar, considerado que o seu espaço
e existência são curtos e efémeros no tempo? Irei contudo avan- fácil encontrar. Poderíamos an-
çar com vários cenários e com varias situações. Devo acrescentar o dar com uma candeia à luz do
seguinte, governo algum - e muito menos um liderado pelo actual dia... que não encontrávamos...
Primeiro-ministro de Portugal - irá admitir que falhou.
Poderei começar pelo artigo da semana anterior, no que diz res-
peito ao FMI. Talvez não tenha sido suficientemente explícito. Se
o governo de Portugal pedir auxilio/chamar o FMI, mesmo que ju- MARIA EMILIA - Eu procuro GRAÇA GONÇALVES - Pro-
ridicamente e na prática o FMI possa ou não actuar, o governo à DANIELLA COSTA - Eu pro- ver pessoas que são boas e que curo a sinceridade nas pessoas.
partida falhou a sua missão. Pois o que temos é: talvez nem todos curo ver pessoas simpáticas gostem delas próprias. Pessoas Gosto de ver pessoas sinceras e
se lembrem, mas o partido socialista veio ao poder em 2005 num e com um sorriso na cara. É que sentem amor por elas e pe- que merecem a nossa confiança.
cenário onde o PSD e o CDS em governo de coligação estavam importante conhecer pessoas los outros. Se uma pessoa não A sinceridade sobretudo é mui-
com dificuldades em cumprir as directivas económicas e fiscais de simpáticas em vez de antipáti- gostar dela própria como é que to importante porque demonstra
Bruxelas. Também teríamos uma situação onde devido a um com- cas e grosseiras. vai arranjar quem goste dela?! que as pessoas são fiáveis.
binado de situações o governo estaria sem condições de governar. E ver o lado bom nelas, como Eu amo muito o meu
Agora em 2010, o governo com o mesmo chefe de governo, está o seu coração que no fundo é a
numa situação muito pior. Considerado que os dois governos an- coisa mais importante. JOSÉ DOS SANTOS - Para
teriores (2005 e 2010) impuseram ao povo português uma consid- marido e nas pessoas tento sem-
mim, a qualidade que mais ad- pre ver o lado bom delas.
erável carga fiscal, criaram programas que, para além de promoções LUIS CANOÇAS
alheias, para nada servem e, apesar do que é dito, aumentaram o miro nas pessoas é a sinceri-
(sem foto)
peso do estado. Como chegamos aqui?! Bem todos apontam para dade e a honestidade. Para mim,
uma crise económica mundial, os “malandros” dos especuladores, – Olhe que não sei. E isto
são coisas muito importantes
enfim factores externos. Todos têm direito a afirmar o que querem, porque há tanta falsidade nas
mas neste caso ou acompanham o seu discursos ao que diz a multi- pessoas que eu nem sei o que porque demonstram se a pessoa
dão tentando passando despercebidos, ou então mentem. dizer. Por mim, eu quereria que está a dizer a verdade ou se não
Ora, no meu ver, o governo já falhou. Com ou sem FMI, já falhou, e está. Assim, já podemos ver se
em verdade, de facto, há muito tempo. Assuntos económicos àparte, todos fossem honestos, que nos
existem situações inaceitáveis no caso da justiça. Vou explicar-me, permitissem confiar neles. Mas merecem a nossa confiança.
como é possível acusar e comprometer com factos a integridade
de um primeiro-ministro e tudo ficar na mesma, se for inocente e
tudo seja apenas calunias como é concebível conceber que os que
levantam falsos testemunhos ainda não se explicassem à justiça,
Clubes e Associações
não é aceitável, por outro lado se for culpado ou houver materiais
indicativos de comportamento impróprio como é que este primeiro-
Envie-nos a sua lista de eventos semanais
ministro ainda esteja a chefiar um governo. Acrescento já que, com ASAS DO ATLÂNTICO - e Leiria a realizar-se na Casa CRUZ - Domingo, 21, Prepa- SPORT CLUBE ANGRENSE
tantas acusações, alguma há-de ser verdadeira em causa e método. Sábado, 20 de Novembro: dos Poveiros (337 Symington ração dos Romeiros para as - Sábado, 20 de Novembro:
Agora vamos ao fundamental. A verdade é que com toda esta situa- Matança do Porco com jantar Ave.). Actuação de Samantha Romarias Quaresmais de 2011, Baile com o D.J. “All Stars”, às
ção este governo e o partido socialista (a quem eu nada aponto, e baile tradicional com o D.J. Carreiro e do Rancho Folclóri- na Igreja de Santa Cruz (142 19h00.
a não ser a falta de vontade de colocar a casa em ordem) ainda “Def-fect”. co “Os Camponeses” e com o Argyle Ave.). A partida da ro- SPORT CLUBE LUSITÂNIA
lideram a opinião positiva dos eleitores portugueses, a verdade é D. J. Beatz. maria está marcada para os dias - Sábado, 20, Noite de Gastro-
que os portugueses querem este partido em maioria na assembleia GRUPO FOLCLÓRICO ROMEIROS DE SANTA 11 e 18 de Março de 2011. nomia e baile com D. J.
da república e principalmente querem este estilo de governo. TRANSMONTANO - Sábado,
Portanto, meus caros leitores, falhar ou não é irrelevante se nin- 20 de Novembro, Festa do
guém o assume. Nesta soma quem falhou foi… bem… isso será 29.º Aniversário a realizar no
assunto de outro tema. Renaissance by the Creek –
Private Room (3045 South-
creek Rd. E., Mississauga).
Jantar, com início às 18h30, e
música com o D. J. “Five Star
Production”.
FIRST PORTUGUESE - Sex-
ta-feira, 26, Feira de Outono e
almoço mensal.
SPORTING CLUBE PORTU-
GUÊS DE TORONTO - Sába-
do, 27 de Novembro: Festa
de Aniversário dos Ranchos
Infantil e Juvenil do Sporting a
realizar-se no salão da LIUNA
Local 183 (1263 Wilson Ave.),
com recepção às 17h30. Ac-
tuação de Inês Henriques e do
conjunto Mexe-Mexe. O Natal
e Fim-de-Ano estão à porta.
Pergunte-nos pormenores.
CASA DO ALENTEJO - Sex-
ta-feira, 19, Noite de “Farra à
Portuguesa” com a actuação
da Banda Ganda Malucos e da
Rosinha, com início às 20h00.
CENTRO CULTURAL POR-
TUGUÊS DE MISSISSAUGA
- Sábado, 20 de Novembro,
Jantar de Gala em comemora-
ção do Aniversário, com o con-
junto Mexe-Mexe.
COMISSÃO DE FESTAS DE
NOSSA SENHORA DA LUZ -
Sábado, 27 de Novembro, Fes-
ta da Matança do Porco, com
início às 19h00 e baile com o
D. J. 5 Star.
GRACIOSA COMMUNITY
CENTRE - Sábado, 20 de No-
vembro, Matança. Entreteni-
mento com o D.J. Martins.
IMPÉRIO DAS CRIANÇAS -
Sábado, 27, Festa de Apresen-
tação da Direcção e Mordomo,
com início às 17h30 e jantar às
18h30.
RANCHO OS CAMPONESES
. Sábado, 20, Festa de Pombal
15 de Novembro 2010 Material Editorial . 3
EDITORIAL
*Uma outra dimensão fazem grandes as pessoas e que fazem ficar na História a Um debate que nos faça pensar para onde vamos e para

De “ser...”
comunidade que nós constituimos. onde queremos ir. E que nos diga, fundamentalmente, se
o caminho que trilhamos agora é mesmo o melhor. Se não
O voluntarismo, entre nós, é ainda forte, mas já não respira há outro. Se os jovens que começam a pensar a sério... não
Às vezes, vale a pena falar em coisas que nos elevem. Que tanto como antigamente. Em alguns casos é mesmo “chão merecem os outros caminhos que poderá importar trilhar.
nos dêem outra dimensão de “ser”. O Papa Paulo VI – há que deu uvas”, como o nosso povo diz. Fizemos o First Por-
que anos que ele se foi... - falava, muitas vezes, na busca tuguese. Que deu coisas muito interessantes à comunidade e O desenvolvimento é, de facto, o novo nome da paz. Se
do aperfeiçoamento social, que culmina com a paz. Na sua ao País. Fizemos uma Associação Democrática. Ficou-se já acordarmos a tempo, ainda vamos a tempo de salvar a
Encíclica “Populorum Progressio”, atirava ao mundo com pelo caminho, sem honra nem glória. Fizemos e mantemos parte mais sã das nossas coisas. As nossas tradições. Os
a célebre frase: “Desenvolvimento é o novo nome da paz”. clubes e associações que andam por aí, a fazer que andam nossos clubes e associações.
sem andarem. E a jogar o jogo do faz de conta.
Poucos ligaram à frase e ao conceito. Mesmo entre nós, A completar 58 anos da emigração oficial portuguesa no
em comunidade como a nossa, o progresso temporal, vi- Tudo isto a dizer que estamos numa viragem de uma época Canadá, há estudos e debates que importa fazer. E este de
sível, palpável, é por demais evidente. Todos o dizem. E comunitária que vale a pena ser estudada. Sem raivinhas entender o futuro de uma comunidade como a nossa deve-
não seremos nós que negaremos o conceito. Progresso... doentias. Sem regionalismos exacerbados. Com os olhos da ria estar em primeiríssimo lugar. Não sabemos é quem terá
visível não o será tanto assim, no tocante às coisas que verdade. Um debate alargado é cada vez mais necessário. a coragem de dar o primeiro passo.

Não é tempo de desperdiçar Já sentiu a
comida... bleia da República altere a legislação
neste tempo de crise e acuda aos que têm
fome. Por isso, transcrevo aqui o teor
daquela petição para quem for tocado na
sua consciência e a quiser assinar:
http://www.peticaopublica.
com/?pi=Cidadao
Neste momento só nos é pedido que todos
adiramos, fazendo a nossa inscrição seja a
título individual seja institucional e divul-
crise?
“Tendo conhecimento que nos refeitórios guemos o mais possível para que imediata-
António Pedro Costa mente seja alterada esta Lei na Assembleia
de grandes empresas, todos os dias ex-
Deputado Regional istem centenas de refeições em perfeitas da República e muitas pessoas, família e
dos Açores condições que são deitadas fora (a isso instituições possam beneficiar destas so-
obriga a Lei de Saúde Pública), como ex- bras.
O tempo é mesmo de crise, muito mais plicar isto a quem passa fome? É uma vergonha saber que há pessoas que
avassaladora do que imaginávamos, pois Uma lei tem que ter um carácter mini- vão pedir para comer aos Restaurantes e Fernando Cruz Gomes
todos os dias nos chegam notícias de mamente humano, pois existe de e para serem obrigados a fazê-lo secretamente
famílias a viver em grandes dificuldades, os homens. Tem que se encontrar uma porque isso é crime.
muitas delas da classe média, que de um O Orçamento de Estado, em Portugal, está, de facto, a ator-
solução técnica, para que esta situação Esta situação faz-me recordar o que acon-
dia para o outro se vêm confrontados com mentar muita gente. São muitos os casos que vão chegando ao
não continue a acontecer. teceu há uns poucos anos atrás aqui nos
situações de penúria. nosso conhecimento. E há como que a certeza – e bem forte e
Por mail, contactei há 2 anos atrás a Açores, em que, por altura do Natal, foram
As notícias circulam de forma aterradora, alicerçada – de que a crise que se pretende colmatar está a ator-
Presidência da República que me respon- abatidas milhares de cabeças de gado, por
pois no nosso país, a fome começa a alas- mentar todo o País.
deu que esse era um assunto do Governo; exigência da União Europeia para regu-
trar-se em muitos locais, com famílias no contactado o Governo, responderam-me larizar o mercado, enquanto, na mesma al-
desemprego. Deparamo-nos com muitas E por muito que nos digam que é preciso combater essa crise,
que iam pensar no assunto. tura, se registava fome e penúria em zonas
crianças com fome nas creches e nas es- que são muitos os desmandos com os quais temos de acabar...
Entretanto, os meses foram passando e outras partes do globo, como era o caso de
colas, porque os pais não têm forma de as a verdade é que serão poucos (se é que há alguns) sectores da
como não tive conhecimento de nada, Moçambique ou Angola. Lá se abriram va-
alimentar convenientemente. A Cáritas faz vida portuguesa que não se interroguem sobre “para onde vai
enviei mail’s para deputados de 3 forças las e mais valas para enterrar gado abatido
apelos públicos para angariar fundos para o País...”
políticas diferentes mas, nestes casos, à força.
auxiliar os que mais precisam, pois cresce nem resposta tive. Os tempos que correm não são nada ani-
de dia para dia os que demandam aquela Muitos dirão que essa tal crise e a forma de a debelar... não têm
Algo tem de ser feito, pois todos os dias madores. Por isso, ajudemos com o nosso
instituição diocesana para mitigar a sua a ver com os que, cá longe, apenas entendem mal tudo aquilo e
esta situação se repete. Esperemos que gesto a evitar os desperdícios que a lei ob-
situação de desamparo. nem sabem a quem assacar culpas. Muitos dirão entender que a
através deste meio, muitas pessoas neces- riga, pois não estamos em situação de su-
Começa a circular uma petição pública da dureza do Orçamento tem a ver apenas com os que vivem, pare-
sitadas possam beneficiar deste incrível per abundância em que se viveu à “grande
iniciativa do visionário Bispo de Lisboa, des meias, com a tal crise... quando têm de ir ao supermercado,
desperdício”. e à francesa”, enquanto no Darfur se mor-
D. Carlos de Azevedo, para que a Assem- quando demandam os transportes públicos, quando olham o que
ria à fome.
para lá vai em matéria de Educação e Saúde (um e outro dos

Na Europa é que se está bem!
sectores cada vez mais caros...)

E, no entanto, a crise afecta a todos. Mais duramente aos que
vivem no rectângulo europeu, sim, mas também os que no es-
Já repararam que os políticos europeus um cheque em branco. trangeiro... continuam a enviar remessas, muitas remessas para
estão a lutar como loucos para entrar na Para eles é o jackpot. Basta estar no cargo a terra de onde vieram ou para pagar determinadas alcavalas,
administração da União Europeia (UE)? E desde meados dos anos 90 para validar Cristina Alves quer sejam de investimentos feitos ou de contas familiares a
por quê? uma carreira completa e, portanto, obter o jornalista (Lisboa) pagar. Afecta a todos. E até os que por lá vão, em Turismo ou
Porque foi aprovada a reforma aos 50 anos máximo: 70% do último salário. É difícil por necessidades várias, sentem na pele – e na carteira, claro
com 9.000 euros por mês para os fun- de acreditar ... Não só as suas pensões – os efeitos de tão nefastos “pontos negros” que se anotam no
cionários da UE. Só este ano, 340 agentes atingem os limites, mas basta-lhes apenas vida, temos logo sanções ao menor atraso
no pagamento, seja pela forma de avisos Orçamento agora a ser apreciado por uns senhores deputados
partem para a reforma antecipada! 15 anos e meio para validar uma carreira (que são de outro mundo...) que também foram minimamente
Para facilitar a integração de novos fun- completa, enquanto o comum dos mortais ou mesmo de multas. Sem a mínima pie-
dade! beliscados nos seus proventos e rendimentos.
cionários dos novos Estados-Membros precisa de se matar a trabalhar durante 40
da UE (Polónia, Malta, países da Europa anos, e em breve 41. Até mesmo os juízes do Tribunal de Con-
tas Europeu que é suposto «verificarem Graciano Coutinho, um confrade que muito prezamos e que
Oriental, etc.), os funcionários dos países Confrontados com o colapso dos nossos vive no Brasil, dizia-nos, esta manhã, entender cada vez menos
membros mais antigos (Bélgica, França, sistemas de pensões, os tecnocratas de se as despesas da UE são legais, feitas
pelo menor custo e para o fim a que são a forma como estamos a processar lá a forma de lidar com essa
Alemanha, ...) receberão da Europa uma Bruxelas recomendam o alongamento das danada... chamada crise. Nem ele sabe... nem nós. Um Orça-
prenda de ouro para se reformarem. carreiras: 37,5 anos, 40 anos, 41 anos (em destinadas », beneficiam do sistema e não
pagam as quotas. mento que é aprovado apenas pelo Governo minoritário, ainda
Porquê é que nós temos que trabalhar, ou 2012), 42 anos (em 2020) e por aí fora. que com a muleta da abstenção do Partido Social Democrata
já trabalhámos, para uma pensão de mi- Mas para eles, não há problema, a taxa E que dizer de todos os tecnocratas que
não perdem nenhuma oportunidade de – ainda havemos de descobrir como é possível haver absten-
séria, enquanto que àqueles que votam as plena é 15,5 anos. ção em matéria tão delicada... – não é mais do que um engano
leis se atribuem presentes de ouro? Originalmente, estas luxuosas refor- se armarem em “polícias de Bruxelas” e
continuam a dar lições de ortodoxia fis- ao eleitor incauto. Não é mais do que escamotear uma verdade
A diferença tornou-se muito grande en- mas eram reservadas para os membros incontornável: é que os políticos portugueses parecem estar a
tre o povo e os “Deuses do Olimpo”! É da Comissão Europeia e, ao longo dos cal, quando têm ambas as mãos, até os
cotovelos, no pote da compota? dormir à sombra das muitas bananeiras, em sentido figurado,
uma verdadeira Mafia a destes Altos Fun- anos, têm também sido concedidas a out- que temos por lá.
cionários da União Europeia... ros funcionários. Agora eles já são um Numa altura em que o futuro das nossas
Os tecnocratas europeus usufruem de lux- exército inteiro a beneficiar delas: juízes, pensões está seriamente comprometido
pela violência da crise económica e da Por muito menos se fez o “28 de Maio”, que deu lugar à chama-
uosas reformas, que nem mesmo os depu- magistrados, secretários, supervisores, da do tal professor de Economia de Coimbra... e deu também
tados nacionais que beneficiam do “Rolls mediadores, etc. brutalidade do choque demográfico, os
funcionários europeus beneficiam, à lugar a um “25 de Abril” que era puro, na sua essência, mas tem
Royce” dos regimes especiais recebem Mas, neste caso, o pior ainda é que eles vindo a descambar.
um terço daquilo que eles embolsam. É nem sequer descontam para a sua grande nossa custa, de pensões entre 12 500 e 14
simples, ninguém lhes pede contas e eles reforma. Nem um cêntimo de euro, é tudo 000 euros por mês, após somente 15 anos
de carreira, mesmo sem pagarem quotiza- E nós cá longe – cá onde custa mais ser Português – também
decidiram aproveitar ao máximo. É como à custa do contribuinte. sentimos isso...
se para a sua reforma lhes fosse passado Já nós, que contribuímos toda a nossa ções... É uma pura provocação!
4 . Crónica do tempo que passa 15 de Novembro 2010
Em Dia de São Martinho...
Fomos a muitos lados... mas não
pudemos ir a todos. Valeu-nos a
ajuda de colega que muito preza-
mos – o CM – que está ali para
as curvas, quando se trata de aju-
dar. Sábado, na Paróquia de Santa
Cruz, era a Festa de São Martinho,
com jantar, e com a sala
lotada (mais ou menos 160/180
pessoas. E se mais gente lá
coubesse...

Muitas castanhas ao finalizar a
noite com vinho e muita dança DJ. Carlos, o Carlos Elvis
Era a Irmandade do Divino Espíri-
to Santo da Paróquia de Santa Cruz
em acção. Os Mordomos Maria e Arsenal do Minho
também em festa
José Cabral estão de parabéns.
As senhoras... preparadas para distribuir as castanhas pelas mesas.

Falava-se no Ruizinho de
Penacova e a sua banda. Es-
teve em grande. O salão da
Local 183 com muita gente,
iou seja, cerca de 1200 pes-
soas. Estava lotado. Muito
convívio. Muita animação.
Actuou, naturalmente, o
Rancho Folclórico do Arse-
nal do Minho com as suas

tradicionais chulas e viras
(Cana Verde, Vira da Cruz,
Chula Batida e Malhão das
Palmas).
O jantar – disseram-nos -
contou com iguarias region-
ais, papas de sarrabulho e
rojões.
Muita música e muita gente
a dançar na pista.

A acompanhar
o dia-a-dia das comunidades
15 de Novembro 2010 Crónica do tempo que passa . 5
Amigos do Minho em acção Carlo Miguel Cruz Gomes

O São Martinho deu para provar a tradição Gostam, sobretudo, de transmitir o que fazem aos mais
novos.
E nós habituámo-nos a gostar do Rancho Folclórico
Amigos do Minho. Tanto que pedimos a quem faz a
agenda ABC... para nos pôr como obrigação ir no sába-
do ao Magusto de São Martinho, que decorreu no Sport
Clube Lusitânia, na Ossington.
E lá fomos, na certeza de que iríamos encontrar um
grupo de gente interessada no que faz. Entusiasmada
em transmitir tradições.
Octávio Barros, o chefe de tudo aquilo, não era o menos
interessado. Mesmo quando cantava e tocava acordeão,
dava a ideia nítida de que o fazia com amor. E, depois,
O Rancho Folclórico Amigos do Minho. Vive do fol- quando ao microfone, sabe puxar pelo entusiasmo das
clore da mais rica província de Portugal em termos de pessoas. Até puxou por nós, já que mesmo não tendo
características populares. Por cá, é ainda novo, em ter- aparecido no programa e no poster o nome do ABC...
mos de formação. Os seus membros – especialmente
os directores – já andam há muito nestas andanças. E
gostam, efectivamente, do que fazem.

Produtos de Investimento
para Rendimento Bem. Entusiasmo
não faltou.
E nós até somos
um bocadinho
Suspeitos...
porque admirámos
o Rancho
Pedro Maia e entendemos a
sua dinàmica.
Face às actuais baixas taxas de rendimento garantido oferecidas
pelas companhias financeiras e os baixos rendimentos de retor-
no, nos últimos 10 anos, muita gente procura novas respostas
para dar seguimento às suas necessidades de rendimento. Um
mais novo produto de investimento, largamente lançado e ofer-
ecido pelos responsáveis de seguradoras, são os chamados Pla-
nos “Guaranteed Lifetime Minimum Withdrawal Benefit Plans”
e estes podem, de facto, ser algo confusos dadas as variantes
envolvidas.
Estes planos oferecem um rendimento vitalício garantido, face
ao montante depositado e o retorno do investimento como per-
centagem do valor face à especificada data de início. O rendi-
mento varia consoante a idade do cliente quando retira o ren-
dimento e varia entre os 4-6% do “valor base” e não deve ser
confundido com a taxa garantida de retorno. Nesta base o valor
pode ser um de dois, o maior de:
-O valor actual do investimento
-O investimento inicial mais a noção da taxa garantida de re-
torno.
Esta noção de taxa garantida de retorno também varia de com-
panhia para companhia, mas sera à volta dos 5% e é tipicamente ali as palavras que nos dirigiu foram sintomáticas e... Com o vasto salão do Lusitânia cheio de toda aquela
oferecida somente até o investidor começar a retirar qualquer
rendimento do investimento. Para providenciar todas estas ga-
entusiasmantes. Ah... e o rancho está mesmo bom... gente bonita e entusiástica.
rantias há um custo e algumas cautelas a ter. até parece que os seus componentes andam juntos há O Rancho Folclórico Amigos do Minho. Novo. Está,
O custo destes benefícios pode variar baseado na escolha do se- muito tempo... e alguns até não andam... no entanto, a crescer. E vai longe, na ideia de fazer com
gurado e dos investimentos escolhidos, mas vai normalmente de Na ementa do jantar a carne de porco à alentejana. E, que o folclore minhoto – e não só – se perpetue por cá.
0.25% a 1% ao ano. Há actualmente uma entrada que é dedu- depois, mais tarde... as castanhas, já que era o Magusto É ver a juventude. É ver o afã com que os meninos e
zida do investimento em bases regulares e afecta a actual taxa
de retorno. Também se requerer um rendimento adicional ou
de São Martinho. No fim, um pezinho de dança para meninas aprendem. De uma semana para a outra – e
necessidade de tirar algum dinheiro investido nestes planos, isto quem quis (e quase não houve quem não quisesse...) nós estivemos com o Rancho na semana passada, na
pode acontecer, mas baixa dramaticamente ou reduz o montante Umas trezentas pessoas presentes. festa dos portistas – vêem-se progressos. Ainda bem!
do rendimento garantido. Gostámos.

Vale a pena pensar bem Nos 35 anos da independência de Angola
Estarão estes planos certos para si? Estes planos estão melhor Como já noticiámos, a Comunidade Angolana do ram as suas vidas para que Angola alcanssasse a
concebidos para pessoas sem recursos de rendimento garantido, Ontario vai comemorar os 35 anos da independên- independencia, a paz e reconciliação nacional.
como planos de pensões e a desejarem estabilidade de rendi-
mento. Mesmo que você possa distribuir uma porção dos inves- cia de Angola. Em nota que chegou até nós, a ACO Estará presente Henrique Maria Assis, conselheiro
timentos totais, terá de o fazer apenas numa componente de um está a convidar todos os Angolanos e amigos de da Embaixada da República de Angola no Can-
portfolio ben diversificado de rendimento. Angola, residentes no Ontario, a reunirem-se num ada. Será feita, entretanto, a leitura do discurso à
Mantendo algum dinheiro disponível para outros investimentos
de emergências da vida ou outras necessidades, isso não quer jantar de confraternização, que terá lugar no dia Nação do Presidente da República, José Eduardo
dizer que tenha de ser confrontado com penalidades por tirar 20 de Novembro, a partir das 7 horas da noite, no dos Santos, por ocasião do 35.º aniversário da in-
dinheiro a mais destes planos.
Vale a pena trabalhar com o seu conselheiro para ver se estes salão nobre da 237 da Sackville Avenue, inter- dependência.
planos são adequados para si e veja se compreende exactamente secção Parlament / Dundas. No final, tomam posse os novos orgãos sociais da
o que está garantido, quais os custos e quais as potenciais pe- Haverá na altura um minuto de silêncio em hom- Comunidade Angolana do Ontario, cujo presiden-
nalidades com as quais se pode confrontar em todo o processo.
enagem a todos aqueles filhos de Angola que de- te é Antonio Major Alves.
6. Comunidades 15 de Novembro 2010
Cantigas ao desafio “Melodias de sempre” está com um
na Casa dos Açores
*Maria Clara ano de vida
-a “menina bonita” Na Casa do Alentejo... Melo-
dias de Sempre cumpriram. É
um Grupo Coral e Instrumen-
tal. Que tem vindo a cumprir a
sua missão e que, no fundo, faz
o que pode... para não esquecer
a Música e para levar de ven-
cida os tempos “mortos” da re-
forma, pelo menos para alguns.
Sim, porque, aos poucos, vão
surgindo outros executantes
mais jovens a interessarem-se
por participar. São 25 “figuras”
que têm por missão espalhar a
Arte de cantar
Maria José Silva, que é, de res-
Da esquerda para a direita: Ramiro Nunes, Maria Clara, to, a timoneira de toda aquela
João Pinheiro, Hildeberto Ferreira e Vasco Aguiar. “maravilha”, diz-nos que “há
ainda muito a fazer”, mas que
A Casa dos Açores levou, ontem, a cabo uma sessão de Can- “muito já foi feito”.
tigas ao Desafio. Talvez à moda da Terceira... uma moda que
está a alastrar por todo o mundo, onde há Açorianos.
Em conversa de trazer por casa... já na Casa dos Açores,
alguém nos dizia que “as cantigas estavam a passar de
moda...” E logo alguém, a nosso lado, emendou: “estavam...
até aparecer a pequena...”

Uma casa cheia... a Casa do do à Música. A Luso-Can Tuna que tem vindo a aperfeiçoar o da fundação do grupo. Falta de
Alentejo. Com um Grupo que esteve presente. Como esteve seu reportório e que acaba por espaço e de tempo... não nos
está a agradar. E que viu as ve- presente a cançonetista Sandra agradar. permitiram dar mais destaque a
las do seu primeiro aniversário Nogueira. E, depois, foi então Maria José Silva contou-nos uma festa que merece, de facto,
“sopradas” por outra gente liga- o Grupo Melodias de Sempre, muito do que norteou os passos destaque. Outra vez será.

Há sempre um primo à nossa espera. Neste caso, não era
um... mas dois.
Na Casa das Beiras houve festa
Ora, a pequena é a Maria Clara. Que começa a tratar por
tu as Cantigas. E que vai para o palco ou lá para a frente...
sem medo dos que vão estar com ela. E sem medo... porque
do 18.º aniversário do Rancho
No sábado, na Casa das Bei-
“tudo aquilo nasceu com ela”. Em conversa de meia dúzia
ras, mais uma enchente. E
de minutos foi-nos dizendo que ela própria... ia pensando
a verdade é que havia por
porque é que as mulheres se não metem tanto nisso... porque
lá muita gente que nem das
é que as cantigas ao desafio começam a ser quase exclusivo
Beiras era, o que parece sig-
dos homens. E vai daí... começou a cantar.
nificar que a colectividade
Diz-nos que “hoje até estou com um certo receio, já que vou
está a juntar muita e muita
cantar pela primeira vez com o Vasco Aguiar”. Pois... mas
gente, seja ou não oriunda
logo a seguir diz-nos que ele é por demais respeitador e não
das Beiras.
vai decerto “entrar a matar...” (o termo é nosso).
Desta feira... era a Festa de
São Martinho. Com tudo à
maneira...
como soe dizer-se.

Aspecto da sala.

A verdade é que a Maria Clara cantou e... encantou.
A Casa dos Açores – com o salão repleto de gente que gosta Era, também, o 18.º an- dar a este estilo popular de
das cantigas – ouviu, ontem, nomes já famosos entre nós. iversário do Rancho Fol- dança. Já tem muitos anos de
Para além de Maria Clara – e que bem ela se ouve... – Vasco clórico Académico de Viseu. actividade e tem, sobretudo,
Aguiar, Ramiro Nunes, João Pinheiro (que veio da Califór- Muito entusiasmo. Muita um conjunto de tocadores
nia) e Hildeberto Ferreira. dança. A verdade é que o e ensaiadotres que sabem
Foi uma tarde em cheia, ao que conseguimos apurar. Uma Rancho do Académico de como se faz tudo aquilo.
tarde em cheio... que encheu, de resto, o vasto salão da Casa Viseu – agora da Casa das Por nós, aquele abraço de
dos Açores. Beiras – tem muito para parabéns. Voltaremos.
15 de Novembro 2010 Canadá . 7

Ensino de Português nas Universidades
da América do Norte
Já não é a primeira vez que trazemos o tema a lume. Nem será a tratamento dos diversos extractos da diáspora. Na Europa, ainda Ferreira e Manuela Marujo, os autores, fizeram o que, de há muito,
última, decerto. Destaque merecido para tudo quanto se relacione se vai tentando fazer algo. No resto do mundo, há como que um deveria ser feito: deram esquemas e balizas, atiraram com conceitos
com a melhoria do Ensino de Português entre nós. Um Ensino que rotundo “zero” a essas mesmas iniciativas. e deixaram o caminho aberto.
deixamos, às vezes, entregue apenas a Departamentos específicos
das Universidades locais e, naturalmente, a um ou outro clube que Assim sendo, destaque natural para tudo o que por cá se vai fazen- Espera-se agora que o Governo Português – que tem agora por cá
enverede também por esse caminho, ao nível das idades mais jo- do. No âmbito da chamada Sétima Semana da Língua Portuguesa, uma nova coordenadora geral do Ensino, Ana Paula Ribeiro – possa
vens. Ao Governo Português, a quem deveria caber a chamada par- organizada pelo Departamento de Espanhol e Português da Uni- complementar e implementar o que por cá já se vai fazendo.
te de leão... lembra-se, apenas uma e muitas vezes, que a diáspora versidade de Toronto, fez-se agora o lançamento do livro “Ensinar
merece esse apoio. Mais do que isso, merece que haja igualdade no Português nas Universidades da América do Norte”. José Pedro E mesmo que se diga – como foi feito no lançamento do livro bi-
lingue “Ensinar Português nas Universidades da América do Norte”

Explosão de gás no México – que a Universidade vai cumprindo, a verdade é que também se
ouviu dizer que os professores do Ensino de Português raramente
têm visitas de pais de origem portuguesa, ficando-se pelos progeni-

mata 4 Canadianos
tores de alunos de Espanhol. Nas actividades do Departamento de
Espanhol e Português da Universidade... ficamo-nos por uma mi-
noria de alunos luso-descendentes interessados. O que não é bom
sinal.

Seis pessoas morreram, E mesmo que nos digam que nesta primeira década do século XXI
ontem, e pelo menos duas se têm verificado, a diversos níveis, múltiplas iniciativas académi-
dezenas ficaram feridas cas e governamentais com o objectivo de reflectir sobre o lugar e
numa explosão num hotel a projecção do Português no quadro linguístico mundial, a verdade
mexicano, de acordo com a é que nos ficamos sempre pelo reconhecimento de que cabe aos
agência internacional EFE, pais... o tal mergulho no ensino da Língua. Cabe aos pais, sim, mas
com o apoio do Governo Português que pouco tem feito.
que cita uma fonte oficial.
Parece, de facto, importante e necessário reflectir sobre a situação
A explosão ocorreu no ho- e os desafios locais do ensino de Português nas universidades da
tel Princess de la Riviera América do Norte. Mas para termos alunos ao nível das Universi-
Maya, no estado mexicano dades... temos de pugnar por esse mesmo ensino nas camadas mais
de Quintana Roo. jovens. Essa será uma das maneiras de depois, mais tarde, darmos
gente nossa às Universidades.
Segundo o procurador
do estado de Quintana
Roo,Francisco Alor, as Mais um prémio
autoridades investigam a
origem da explosão, mas Francisco Alor avançou cano. De acordo com as infor-
para Nelly Furtado
descartam a ideia de se ter ainda que neste momento Sabia-se, entretyanto, mais mações disponíveis, a ex-
tratado de um atentado. procede-se à identificação tarde, que foram quatro os plosão de gás no hotel Prin-
das vítimas, entre as quais se turistas canadianos que mor- cess de la Riviera Maya,
“Infelizmente ocorreu um encontram turistas e trabal- reram na explosão de gás, no estado mexicano de
acidente ao que tudo pa- hadores do hotel. que matou ainda dois fun- Quintana Roo, provocou
rece provocado por uma A área está a ser vigiada por cionários mexicanos, avança pelo menos duas dezenas
fuga de gás”, apontou. soldados do exército mexi- a agência EFE. de feridos.

Salas de espera dos Hospitais…
sem revistas
A luso-canadiana Nelly Furtado venceu o Grammy Latino de
Melhor Álbum vocal pop feminino com “Mi Plan”, o quarto
álbum de estúdio da cantora e o primeiro cantado em espanhol.
Em Portugal foi entretanto lançado no mercado o “Best off” de
Nelly Furtado, um duplo CD com os melhores temas da cantora
Network, disse que retirar os magazines... faz e três novos êxitos, com destaque para o primeiro single “The
sentido. “Se você tiver alguém no sector de isola- Night is Young”.
mento por ter contraido qualquer infecção difícil O disco assinala o 10.º aniversário de carreira da cantora luso-
canadiana, que já vendeu mais de 25 milhões de discos em todo
ou alguma dos chamados super-germes... e estiver o mundo.
a ler algum destes magazines, decerto que não há- A versão de luxo do álbum apresenta os principais duetos da
de querer passar o germe para outra pessoa”, disse carreira da cantora - Juanes, Caetano Veloso, The Roots e Mi-
ainda. chael Buble - e a versão super de luxo os vídeos.
O grande vencedor da 11.ª edição dos Grammy Latinos foi,
contudo, o cantor dominicano Juan Luis Guerra, que arrecadou
“No sistema de cuidados de saúde, as pessoas que três dos quatro galardões para que estava nomeado, incluindo o
estão expostas a este género de ocorrências, estão Melhor Álbum do Ano, com “A son de guerra”, numa cerimónia
mais arriscadas a apanhar estes germes do que al- de gala realizada em Los Angeles.
Sentar-se nas salas de espera dos hospitais é bem guém que esteja, por exemplo, a viajar num sub- Melhor álbum tropical contemporâneo, com “A son de guerra”,
capaz de ser aborrecido, fastidioso. Só que vai ag- way, até por que a pessoa do subway está, decer- e Melhor canção tropical – “Bachata en Fukuoka” – foram os
outros prémios atribuídos ao cantor dominicano.
ora tornar-se ainda pior. Pelo menos no Toronto’s to, mais saudável do que quem está no hospital”, Na gala atuaram o grupo formado por Enrique Iglesias e Wisin e
Women’s College Hospital, que acaba de banir as como observa. Yandel (“No me digas que no”), Juan Luis Guerra (“La guagua”,
revistas por norma ali deixadas para as pessoas le- Prince Roy (“Stand by me”, com Ben E. King) e Ricky Martin e
rem. Gardam disse não ser fácil desinfectar os maga- Natalia Jiménez (“Lo mejor de mi vida eres tú”).
zines, acentuando que os serviços hospitalares de Marc Anthonhy, com a canção “Tu amor me hace bien” dedica-
da à mulher, Jennifer López, e Nelly Furtado e Mala Rodríguez
Numa actuação que tem por objective evitar que há muito se estão a confrontar com esta forma de marcaram também presença na gala.
os germes passem de pessoa para pessoa, o hos- procedimento. Na Inglaterra, por exemplo, em de- Ricky Martin recebeu das mãos de Plácido Domingo o prémio
pital removeu todas as revistas. “Posters” em todo terminados hospitais que tratam de doenças infec- personalidade do ano 2010, outorgado pela Academia Latina de
o hospital dizem que a decisão foi tomada porque to-contagiosas, já foram banidas jóias e relógios, Gravação.
“ler aquele material pode “distribuir” virus e in- artigos que podem transportar os micróbios. “Bom Tempo”, de Sergio Mendes, venceu o Melhor álbum pop
contemporâneo brasileiro, enguanto o de rock foi para “Camisa
fecções”. 10 Joga bola até na chuva”, de Charlie Brown.
“A verdade é que as pessoas que têm as revistas O Melhor álbum de música popular brasileira foi para “Ban-
Michael Gardam, director da prevenção de in- e as partilham com outros… não lavam as mãos da Dois”, de Gilberto Gil, e o de melhor Canção brasileira foi
fecções e controlo da Toronto’s University Health depois de as ler”. atribuído a “Tua”, de Adriana Calcanhoto.
8 . Comunidades 15 de Novembro 2010
Comentário Semanal de Economia e Mercados
– Semana de 8 a 12 de Novembro Uma “nova” Direcção em clube que
Parceria MONTEPIO/ABC

Economia portuguesa
está saudável e... recomenda-se
•Para o próximo ano novas realizações
em foco
A Economia Portuguesa registou uma expansão trimestral de 0.4%, Quem nos deu o mote para
no 3ºT2010, em aceleração face ao acréscimo de 0.2% observado o título foi mesmo “mestre”
no trimestre anterior, um resultado extremamente favorável, que José de Oliveira, “rei” do en-
apanhou o mercado desprevenido, mas que acabou por ir relativa- tusiasmo pelo Ténis de Mesa,
mente de encontro às nossas previsões, que havíamos apontado, o popular Ping-Pong, que tem
igualmente, para uma expansão trimestral vindo a levantar o nome do
Segundo a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística Sporting Clube Português de
(INE), o PIB português terá registado uma expansão trimestral de Toronto. E a encher as vitrinas
0.4%, no 3ºT2010 – idêntica à observada na Zona Euro, segundo a de troféus. Para ele, o Sport-
estimativa preliminar do Eurostat –, em aceleração face ao acrés- ing – aquele Sporting – é “a
cimo de 0.2% observado no trimestre anterior (valor, entretanto, re- minha casa, é mesmo a minha
visto em baixa, em 0.1 p.p.), um resultado extremamente favorável, segunda casa”. E quando se fala
que apanhou o mercado desprevenido, mas que acabou por ir relati- em ténis, dizendo embora que
vamente de encontro às nossas previsões, que havíamos apontado, “continuamos bem... embora
igualmente, para uma expansão trimestral, embora ligeiramente atletas portugueses sejam raros,
inferior (+0.2%). Com efeito, o Departamento de Estudos do Mon- continuamos com duas equipas
tepio, entre as principais entidades nacionais e internacionais que a jogar na primeira divisão”. E
divulgaram, recentemente, previsões para o crescimento do PIB depois, a finalizar: “o ténis de
português, foi o único a prever uma expansão da actividade, no mesa tem saúde e recomenda-
3ºT2010. O Consenso da Bloomberg – composto por um conjunto se...”
de economistas consultados pela entidade, e em que o Montepio é No Sporting era a noute da tom-
um participante regular) apontava para uma contracção trimestral ada de posse da nova Direcção.
de 0.1%. Em termos homólogos, a Estimativa Rápida do INE apon- Um a um, os elementos eram
tou para um aumento de 1.5% do PIB, no 3ºT2010, igualmente, em
aceleração face ao registo do trimestre anterior (+1.4%), e saindo
apenas 0.1 p.p. acima do valor previsto pelo Montepio (o Consenso
da Bloomberg apontava, somente, para +0.9%). Segundo o INE,
esta evolução homóloga traduziu um contributo positivo da Procura
Externa Líquida, ao contrário do sucedido no trimestre anterior, so-
bretudo em resultado do aumento expressivo das Exportações de
Bens e Serviços. O contributo da Procura Interna, que tinha sido
positivo no 2º trimestre, foi negativo no 3ºT2010, devido, essen-
cialmente, ao comportamento do Investimento. Em termos trimes-
trais (sobre o qual o INE não se pronunciou, nesta 1ª estimativa),
as nossas expectativas apontam para que as Exportações Líquidas
tenham tido um contributo decisivo para o crescimento. Relativa-
mente ao Consumo Privado, o nosso Indicador Compósito encon-
tra-se a apontar para um crescimento trimestral de 0.1%, algo que
se enquadra com o cenário de uma relativa estagnação do Consumo
Privado que temos vindo a defender, mas que acaba por ser um
dado, ainda assim, notável, após o aumento da taxa normal de IVA,
mas, também, pela evolução do Rendimento Disponível das famí-
lias, penalizado pelo aumento das taxas de IRS. Os maiores riscos
descendentes para a nossa previsão prendiam-se com o Consumo
Público, que crescera 3.9%, no 2ºT2010, e para o qual perspec-
tivávamos uma total correcção, designadamente atendendo à actual
consolidação orçamental em curso, o que, julgamos agora, deverá
ter acabado por não se concretizar.

chamados para assinar o livro que, de facto, o Sporting está juntarem a nós”. certa mística. Que vai continuar
de posse. Quem os chamava, a crescer, a despeito das nat- Uma Direcção que está interes- pelos tempos fora.
José Maria Ribeiro, deixava urais dificuldades que acon- sada em continuar com a colec-
cair umas quantas palavras de tecem sempre. “Tudo o que tividade na senda do progresso. Os Corpos Gerentes
apreço e de entusiasmo. está cá dentro... está pago, não Fernanda Nunes, agora também para 2010/2011
De resto, tudo aquilo, no clube devemos taxas ao Estado e como tesoureira, para além de ASSEMBLEIA-GERAL –
da Dupont, parece ter saúde, podemos olhar para novas me- responsável pelas Relações Presidente, Manuel Fiúza;
como dizia José de Oliveira. tas”. Públicas, diz-se satisfeita por vice-presidente, Jack Ribeiro; e
O presidente da Direcção, Au- E já a falar praticamente para continuar na Direcção. Para ela, secretário, José Maria Ribeiro.
gusto Pires, disse em público nós, Augusto Pures gfoi dizen- há uma equipa interessada em CONSELHO FISCAL – Presi-
do que “o que aconteceu hoje... levar o clube ainda mais para dente, José Manuel Araujo;
foi o mesmo que aconteceu há a frente. “É uma equipa, um vice-presidente, António Arau-

LAGOA AZUL
dois anos, ou seja, o grande team, onde não existe apenas jo; e secretário, Carlos Maria.
amor que eu tenho pelo Sport- uma pessoa... e isso é o mais DIRECÇÃO – Presidente, Au-
ing e o grande orgulho por ser importante. Juntos vamos con- gusto Pires; vice-presidente,
Sportinguista, esperando levar tinuar a pugnar pelo clube”. Filipe Duarte; 1.ª tesoureira,
FLORA UNIVERSAL, Inc esta casa, como o fiz em 2010, E mesmo a Juventude – como Fernanda Nunes; 2.º tesoureiro,
no bom caminho, que não haja é o caso de Michael Araujo e Carlos Ferreira; 1.º secretário,
prejuizos e fazer sempre o mel- Andrea Araujo – navegam nas António Gaspar; 2.º secretário,
NATUROPATA: ANA COSTA BARROS hor...” mesmas águas. “Vamos ver se José M. Ribeiro; Relações
Palavras que não são apenas de conseguimos trazer gente jo- Públicas, Fernanda Nunes: Di-
CONSULTAS DE 2.ª a 6.ª FEIRA Massagens * Fisioterapia circunstância, já que o presi- vem... mais gente jovem para rectores para a Juventude, Mi-
DAS 10 DA MANHÃ * Cosmética * Herbalista dente da colectividade tem vin- o clube, para ver se tudo con- chael Araujo e Andrea Araujo;
do a melhorar tudo, até talvez tinua, quando os menos jovens Director da Cultura, Paula
ÀS 7.30 DA NOITE * Terapia de Pele na forma como os sócios e se forem”. Ainda lhe atirámos Gomes; Directores para o De-
SÁBADO: DAS 10 ÀS 6.30 adeptos vêem a colectividade”. com a ideia de que “filho de sporto, Carlos Ferreira, Aníbal
* Homeopatia * Naturopata De resto, fala em muito que há peixe sabe nadar”... e que o pai Costa, António Andrade, José
a fazer. E entende que, mesmo e a mãe, Dina e Tony Araujo Sequeira, Sergio Ferreira e Joe
1227 Dundas St. West, Toronto, ON M6J 1X6 na Cultura e no Desporto, é pre- são sportinguistas dos quatro Andrade: Directores Manuel
Tel 416 533-8907 * Fax 416 533-5324 ciso ir em frente. E fala na Aca- costados... A ideia deu-lhe sat- Raposo, André Araujo, Luis
demia, criada em conjunto com isfação e disse que “sim e que Medeiros, Bruno Morgado,
e-mail: lagoaervanaria@yahoo.ca o clube-mãe. Apoiar o Rancho vai continuar a tradição, mesmo Joaquim Paquete e Carlos Ca-
www.florauniversal.com Há mais de 40 anos Folclórico. Dar ênfase ao Té- quando houver filhos...” beças; Comissão de Festas,
www.bam-internacional.com nis de Mesa. “E poderá haver No Sporting Clube Português Manuel Carvalha, Sílvia An-
servimos a Comunidade outras coisas... se as pessoas se de Toronto começa a haver uma drade e Aníbal Costa.
15 de Novembro 2010 Mensagens . 9

Sónia Bernardo,
um nome de confiança

Perde cabelo ou perdeu a maior parte dele?
De Oliveira pode ajudá-lo a recuperar o seu cabelo. Sofre de problemas da pele? De Oliveira tem a solução.
Afinal o que é que tem a perder?
De OLIVEIRA SISTEMA DE TRATAMENTO DE CABELO De OLIVEIRA SISTEMA DE TRATAMENTO DA PELE
Antes Depois
Depois Antes Depois

Antes Depois
Depois Antes Depois

Antes Depois
Depois Antes Depois

Depois Antes Depois
Antes Depois

As fotos de antes e depois representam os potenciais resultados que poderão ser diferentes de pessoa a pessoa.
Testemunhos disponíveis no nosso website.
Especial de Natal nos produtos De Oliveira
De 20 Novembro a 27 Novembro 2010
20% de desconto
Comprenos pagamentos
online em: em dinheiro
15% de desconto nos pagamentos com cartões de crédito e débito.
compre
online
em-
www.deoliveira
systems.com
Horário-terça-feira a sexta-feira das 9am-6pm, Sabado das 9am-4pm- Fechado aos Domingos e Segundas
10 . Canadá 15 de Novembro 2010
Lest We Forget
“Remembrance Day” em palavras e sentimentos
* Multiplicaram-se por todo o Canadá as cerimónias comemorativas

A nossa homenagem-símbolo. Dalton McGuinty presente em todo o cerimonial.
Diz a História que, a 11 de Novembro de 1918 era o fim da Primeira 47.000 na Segunda Grande Guerra Mundial, 517 na Guerra da
Guerra Mundial. Aquela que na altura foi chamada “A Guerra do Coreia, 112 em missões de manutenção de paz e 97 no Afeganistão.
Fim de todas as Guerras”. O aniversário tornou-se, desde logo, em Uma cerimónia em Toronto começou, muito cedo, numa secção
dia de recordação dos cerca de 20 milhões de pessoas que morreram específica da zona do Queen´s Park. Uma outra decorria, afinal,
na altura, incluindo – segundo os livros – sessenta e nove mil Cana- sensivelmente à mesma hora, em várias outras cidades do Canadá.
dianos e uns quantos milhares de Portugueses, estes simbolizados Lá longe, no Afeganistão, as famílias de alguns soldados mortos
até pelo valente soldado “Milhões”, um homem simples, que lutou juntaram-se para lembrar. É de lembrar a data do “Remembrance”.
bravamente sem quase saber porquê. E de que já se esqueceram, Noventa e dois anos depois Cerimonial
infelizmente. Noventa e dois anos depois da Primeira Guerra Mundial... con- sempre
Recorde-se que mais de cem mil Canadianos morreram num século tinuamos a não esquecer. A guerra de 14-18 não foi, no entanto, “a
de guerras, incluindo cerca de 69.000 na Primeira Grande Guerra, guerra do fim de todas as guerras”, como se dizia na altura. Outras
comovente.
se sucederam. Outras se sucedem no dia-a-dia dos nossos dias. aqueles que, corajosamente, e com sacrifício da própria vida ser-
viram o nosso país.
Dra. Ema Secca
E se é facto que “Remembrance” significa, afinal, “recordação”,
não é menos facto que empolgou, decerto, nas cerimónias da Colina É ainda um dia para agradecermos a todos os Canadianos que
do Parlamento, o conjunto de meninos e meninas que aprendem a
ADVOGADA honrar os seus maiores. A lembrá-los. A entender o seu sacrifício.
em Portugal Que talvez não tenha sido em vão. O mesmo se passou na zona do
Pode resolver-lhe todos os assuntos Queen´s Park e da Câmara Municipal de Toronto.
em qualquer área jurídica Recordar por recordar... todos, de uma forma geral, temos algo a re-
cordar. Gente nossa – familiar ou não – que se finou nos campos da
guerra, quando tanto haveria a esperar da sua vida. “Remembrance
CONTACTE E TERÁ Day” é lembrar os que, na guerra, se foram da lei da morte liber-
tando. Que também nos diz muito, tanto que um grupo de ex-com-
batentes portugueses estiveram presentes. Vimos, designadamente, Alergias e doencas são provocadas pelo pó, por pelos de animais,
BONS RESULTADOS Bento de São José, Manuel Barreto, José Mário Coelho. ou por bacterias e fungos que permanecem no sistema...
E vários outros que nunca faltam a este género de recordações.
Tel: 214418910 (Lisboa) No Queen´s Park A SOLUÇÃO
O Governo provincial quis homenagear a memória dos homens e SERÁ CONTACTAR
mulhres que servem e continuam a servir as Forças Armadas para
Cel: 918825577 proteger o nosso país e a liberdade. Manuel ou Mike
A cerimónia de Remembrance teve lugar às 10.45, do dia 11, no
e-mail: emaseca@netcabo.pt Memorial dos Veteranos, na zona fronteiriça do edifício da Assem- telf: (416) 536 3828
bleia Legislativa, no Queen’s Park. (416) 537 4296
A cerimónia inclui dois minutos de silêncio, a leitura do poema In

ERVANÁRIA Flanders Fields, e a deposição de ramos de flores, incluindo uma
em nome do Povo.
EUROPA DUCT CLEANING
(Uma divisão de EUROPA HEATING & AIR CONDITIONING)

LAGOA AZUL Remembrance Day é a altura para nos juntarmos e homenagear
Email - info@europaair.net
europa@rogers.com
FLORA UNIVERSAL, Inc Webpage - www.europaair.net
(A MAIS ANTIGA)
Ao seu serviço
Rico em flor de sabugueiro e zinco.
* A melhor defesa contra gripes
e constipações.
EFICAZ ACÇÃO RÁPIDA
Acrua como um antibiótico Deslocações a várias cidades do Ontário
* Dá força às defesas naturais. Premier esteve connosco e entendeu os nossos sentimentos.
* Dá energia e tira dores e mal-estar.
T.L.DUTRA Professional Legal Services
ÓPTIMOS RESULTADOS
Venha ter connosco: Immigration - Small Claims Court- Criminal Summary
ABERTA DE SEGUNDA A SÁBADO Landlord & Tenant / Ontario Court of Justice / Labour
1227 Dundas St. West, Toronto,
ON M6J 1X6
Tel 416 533-8907 * Fax 416 533-5324
Tony L. Dutra
e-mail: lagoaervanaria@yahoo.ca 533 College Street , Suite 306, Toronto ON,
www.florauniversal.com Canada M6G 1A8
Telephone: (416) 532-8400 - Fax (416) 532-6906
www.bam-internacional.com Um grupo dos nossos esteve presente em todas as cerimónias
do Queen´s Park. E-Mail: dutralegal@sympatico.ca L.S.U.C - P00405
15 de Novembro 2010 Canadá . 11

Com o pendão bem levantado, a mostrar que também temos algo a recordar. Grupo dos nossos que estiveram presentes.

actualmente servem o país nas fronteiras e fora das fronteiras, como
disse, por outras palavras, o Premier Dalton McGuinty.
Remembrance Day. A comemorar o fim da Primeira Guerra Mun-
dial, precisamente às 11 horas da manhã do dia 11 de Novembro de
O direito de escolha
Ou seja por razoes religiosas, pessoais, ou ate familiares,
1918. Entre nós, foi, portanto, lembrado o 92.º aniversário daquela cada um de nos temos o “direito” de escolher se vamos
efeméride. para tropa, ou se apoiamos as forcas armadas. Uma coisa
Por toda a parte, a legião... das crianças. Que estão, também elas, e acreditar, e apoiar, e outra e faltar ao respeito. Cada dia
a aprender como se ganha o respeito pelos nossos maiores, por me convenço mais que todos os seres humanos e não só,
Carlo Miguel Cruz Gomes
aqueles que tombaram no campo da honra e da glória. merecem o nosso respeito.
Canções. Marchas. Frases bonitas a saltarem das gargantas de mui- equipas medicas, enfim, todos que deram a sua vida para
tos dos que por ali se postavam. O God, Our Help in Ages Past. Merecem a nossa atenção, e até gratidão pois estamos tudo que voce possa ter esse “direito” de pensar livremente, de
Frases que ficam no ouvido e que ressoam por toda a parte. e todos interligados neste planeta e mundo chamado terra. julgar e escolher o que quer que seja.
Orações de lembrança a seguir. Com canções adequadas. Onde In Desde a mais simples pedra até à mais alta montanha, tudo
Flanders Fields surgiu, como já tinha surgido em vários outros É bastante insensato e errado lamentar os homens que mor-
e todos estamos interligados e merecemos consideração e
lugares do Canadá. E onde surgiu, mais tarde, ainda antes da de-
respeito. reram. Deviamos somente agradecer a DEUS por que tais
posição dos ramos de flores o God Save the Queen.
Depois era a deposição de muitos ramos de flores.
homens viveram.
Em Otava, na Torre da Paz Hoje esta crónica vai dedicada aos homens e mulheres que
A Torre da Paz, em Otava, fez soar as 11 badaladas, por sobre uma deram a sua vida em prol do bem. Em prol da nossa liber- – As palavras que preferi aqui recordar sao de General
multidão silenciosa de milhares de pessoas postadas frente ao Na- dade. Comecei por dizer e reafirmo que acredito que todos George S Paton. Faço um registo pessoal, e recordo que se
tional War Memorial, com o País a marcar, assim, o Remembrance nós temos o “direito” de acreditar e pensar da maneira que não fossem soldados e não só que morreram para as nossas
Day e o 92.º aniversário do fim da Primeira Grande Guerra, conflito pensamos ser melhor para cada um de nós. Hoje peço-lhe liberdades, eu não podia aqui escrever hoje os meus agra-
que terminou à 11.ª hora do 11.º dia do 11.º mês do ano de 1918. para reflectir e “tirar o seu chapeu” imaginario em nome decimentos. Em memoria deles, tiro o meu chapeu. Até
Ouviram-se, então os 21 tiros da praxe. Um conjunto de 4 jactos daqueles soldados, suas familias, pais e mães, enfermeiros, outro dia se DEUS Quiser.
CF-18 voaram por sobre a Colina do Parlamento.
12 . Mensagens 08 de Novembro 2010
No “derby” do Funchal
Nacional e Marítimo Benfica vence (4-0) Naval
empatam (0-0) e apaga desaire no Dragão Perante um Benfica trémulo nas manobras defensivas – notou-se a
falta de Javi García no miolo do terreno – e incapaz de chamar a si
Nacional e Marítimo empataram, no jogo de abertura o domínio das operações, a equipa de Rogério Gonçalves bateu-se
da 11.ª jornada da Liga. sempre de igual para igual, encarando o campeão nos olhos.
O derby madeirense não teve golos, mas foi rico em Se é verdade que Salin foi chamado a aplicar-se para negar o se-
emoção. Desde o arranque da partida que tanto os joga- gundo golo dos encarnados, não é menos verdade que Roberto viu
rondar o perigo em várias ocasiões. Em duas delas, a bola embateu
dores do Marítimo como os do Nacional procuraram as no poste esquerdo da baliza do guardião espanhol.
balizas adversárias. O início da etapa complementar abriu com o segundo golo do
Benfica. E que golo! Disparo fulminante de Nico Gaitán, aos 47
Mesmo sem terem grande trabalho, os guarda-redes minutos, voltou a bater um inspirado Salin. O guarda-redes francês,
das duas equipas viram a bola andar várias vezes perto desta vez, nada podia fazer para travar a marcha vitoriosa da bola.
Assim como nada podia fazer para impedir o terceiro golo das
das suas balizas. Valeu-lhes, sobretudo, a falta de pon- águias e o segundo da conta pessoal de Gaitán. Cruzamento mili-
taria dos adversários. métrico de Salvio – exibição convincente do médio argentino – e
Excepção feita, perto do intervalo, para Marcelo, guar- remate de primeira do 20 encarnado para o fundo das redes.
da-redes do Marítimo, que voou para desviar uma ca- Ao contrário da primeira parte, o Benfica foi “mandão” na etapa
beçada perigosa de Luís Alberto. complementar e, valendo-se de um futebol envolvente, não consen-
Benfica apagou desaire no Dragão com vitória por 4-0 na recepção tiu grandes veleidades à equipa da Figueira da Foz.
à Naval. Kardec abriu o activo, Gaitán bisou e Nuno Gomes, en-
trado aos 86 minutos, marcou aos 89 e deu o segundo lugar na Liga Um final emotivo
aos encarnados. O jogo teria final emotivo. Nuno Gomes entrou para os instantes
Golo “madrugador” de Kardec – desvio na área após assistência finais, ainda a tempo de fechar a contagem na Luz e garantir o
de Saviola - abriu uma primeira parte que se revelaria repartida e segundo lugar na classificação - mais um golo marcado que o V.
disputada em ritmo de parada e resposta. Guimarães.
A Naval apresentou-se na Luz em posse da “lanterna vermelha”, O capitão, autor do golo 200 na presente edição da Liga, não evitou
mas a exibição rubricada nos primeiros 45 minutos dificilmente de- as lágrimas, foi acarinhado pelos colegas e ovacionado pelos cerca
ixaria adivinhar a posição dos figueirenses na tabela classificativa. de 30 mil adeptos que estiveram nas bancadas da Luz.

“Leões” voltaram às vitórias
mas... com sofrimento
O Sporting teve de sofrer até ao último minuto para vencer a Aca-
démica (2-1). Os leões fizeram uma boa primeira parte, chegando
ao intervalo a vencer, por 2-0, com golos de Valdés (de grande pe-
nalidade) e Vukcevic.
No segundo tempo a equipa de Jorge Costa entrou forte e chegou
ao golo por Miguel Fidalgo aos 47 minutos. O avançado dos estu-
dantes desperdiçou depois uma oportunidade para fazer o empate.
E já perto do final do jogo foi Rui Patrício a evitar o bis de Fildalgo,
e a divisão de pontos, com uma grande defesa. A Académica vai
assim ficar mais um ano sem vencer os leões em casa... já lá vão
33 anos
No jogo em que Pedro Mendes voltou aos relvados e se estreou na
Liga fica ainda o registo do delegado Costinha. O director do fute-
bol foi para o banco pela primeira vez, para estar perto da equipa e
dar apoio a Paulo Sergio. Saiu vitorioso.
A Académica voltou a alinhar com o habitual “onze” do campeona- Motivados pelo golo, cinco minutos depois, numa perdida de bola
to (dez novos jogadores), ao contrário do da passada quarta feira de Hélder Cabral no meio campo contrário, os “verde e brancos”
para a Taça da Liga, em que Orlando foi o único “titular” numa eq- poderiam ter ampliado o marcador, se Vukcevic não se tivesse des-
uipa de segunda linha, que acabou por ser eliminada pelo Arouca, lumbrado frente a Peiser, “preferindo” ajeitar a bola, em vez de
da Liga de Honra, na marcação de grandes penalidades (2-4). rematar de primeira, lançando por cima da barra.
Na formação “leonina”, após a penosa derrota caseira por 3-2 frente A partir daí, a “Briosa” parecia querer equilibrar as operações, mas
ao Vitória de Guimarães, o técnico Paulo Sérgio trocou o central recebeu um golpe nas suas intenções, aos 32 minutos, quando o
Torsiglieri pelo regressado Polga e fez entrar o espanhol Zapater avançado montenegrino, que falhara minutos atrás, não perdoou,
para o posto do castigado Maniche. finalizando uma jogada de triangulação com Postiga e Valdés.
O Sporting entrou à “leão”, a carregar sobre os “estudantes” e a Depois do intervalo, a equipa da casa regressou com outra dis-
manobra ofensiva deu frutos bem cedo: Nuno Coelho carregou Val- posição e, no minuto inicial, reduziu através do seu melhor mar-
dés na pequena área e o árbitro não hesitou em assinalar grande pe- cador, Miguel Fidalgo, que nem sequer precisou de saltar para ca-
nalidade que o próprio chileno se encarregou de transformar, para becear para o fundo das redes de Rui Patrício, a centro de Diogo
inaugurar o marcador, aos nove minutos. Valente.

Está bem! Obrigado!
Sabemos que gosta de nós e da nossa maneira de o servir

em Estrela do Mar Restaurante
928 College St. – Telefone 416 533 7272
TEMOS TUDO O QUE LHE AGRADA E JÁ CONHECE

Só que a partir do DIA 30
, lá mais para cima
4040 Steeles Avenue, Unit 17 – Telef 905 605 8888
Somos também Churrasqueira Estrela do Mar
A PARTIR DO DIA 30, PASSE POR LÁ E EXPERIMENTE.
DEPOIS DIGA-NOS (...e nem ficamos zangados se gostar mais do Restaurante...)
08 de Novembro 2010 Mensagens . 13

FC Porto vence Portimonense V. Guimarães
vence SC Braga
e mantém distâncias
Dragão mantém dez pontos de vantagem sobre Benfica e V. Gui- área de Pedro Silva.
V. Guimarães segura segundo lugar após triunfo (2-1) sobre
o SC Braga. Alan abriu o marcador e foi expulso depois de
Maranhão ter reposto a igualdade. Auto-golo de Miguel Gar-
marães após vitória por 2-0 sobre o Portimonense, no Dragão. Wal- Na segunda parte, o Portimonense foi à procura do empate e esteve cia, na segunda parte, decidiu “clássico” do Minho.
ter estreou-se a marcar na Liga, Hulk, de grande penalidade, fechou perto de o conseguir. Ivanildo, de livre, atirou à barra. Pouco es-
a contagem. clarecedor na manobra ofensiva na etapa complementar, a melhor Alan abriu o marcador aos 19 minutos depois de muita in-
Quem esperava um Dragão em “chama” empolgado pela goleada oportunidade do FC Porto acabou por esbarrar de novo no posicio- sistência na área adversária, num lance em que o brasileiro
ao Benfica (5-0), na última jornada, viu um Dragão em gestão, com namento de Ricardo Pessoa, que estava no sítio para cortar o remate parece ter saído de posição irregular após livre batido por
dificuldades para ultrapassar a estratégia montada pelo Portimo- de Walter. Luís Aguiar.
nense que prendia pontuar na Invicta. Hulk fechou a contagem na transformação de uma grande penali- Foi nos instantes finais da primeira parte que o Vitória
Sem Falcao (lesionado) para finalizar, o FC Porto teve Walter que dade já em período de descontos.
se estreou a titular na Liga e também a marcar. O brasileiro abriu o Com este resultado, o FC Porto mantém-se na liderança com dez chegou ao empate. Maranhão atirou de fora da área e bateu
marcador com um grande golo de fora da área, após boa combina- pontos de vantagem sobre Benfica e V. Guimarães. Já o Portimo- Felipe, que ainda tocou na bola antes desta entrar junto ao
ção com Ruben Micael, confirmando a vantagem que se adivinhava nense cai para os lugares de despromoção poste direito.
pelo domínio portista nos primeiros 45 minutos.
Otamendi e Belluschi também estiveram perto do golo. O primeiro Leiria vence V. Setúbal O minuto 83 foi fatal para as aspirações arsenalistas. Miguel
Garcia, sem qualquer pressão, acabou por desviar para a
cabeceou na sequência de um canto e viu Ricardo Pessoa salvar in-
extremis, o segundo atirou colocado a rasar o poste depois de ver 16 anos depois própria baliza após cruzamento de Alex na direita.
Ventura ligeiramente adiantado. Um golo de N’Gal deu, ontem, Leiria diante do V. Setúbal, um
O melhor que o Portimonense conseguiu foi forçar Helton a inter-
Rio Ave sai da zona
domingo, a vitória ao União de triunfo que não acontecia na
venção apertada, desviando para canto um remate forte de fora da
cidade de Lis há sensivelmente
16 anos.

Depois de um ciclo de três jo- de despromoção
O Rio Ave conseguiu a segunda vitória na Liga Zon Sagres, do-
gos sem conhecer o sabor da
vitória, na Liga Zon/Sagres, a mingo à tarde. A equipa de Vila do Conde bateu em casa o Paços de
equipa comandada por Pedro Ferreira, por 3-1, e saiu assim da zona de despromoção, acima de
Caixinha quebrou a tradição e Naval, Marítimo e, na altura à condição, Portimonense.
selou o único triunfo dos lei- A equipa da casa começou o jogo a perder, depois de Mário Rondon
rienses, em casa, diante dos ter apontado o primeiro golo da partida, aos 16 minutos. O onze
sadinos em 13 jogos realizados. comandado por Carlos Brito conseguiu, no entanto, recuperar ainda
Com este triunfo o Leiria as- na primeira parte.
cendeu á 9.ª posição do campe- João Tomás foi o principal responsável pela reviravolta vila-con-
onato nacional, em igualdade dense, igualando a partida aos 24’ e a fazer o 2-1 aos 34’. Na segun-
com o Beira-Mar, Olhanense e da parte, aos 74’, Braga fechou o resultado. Pouco depois, Rondon
Académica, todos com 15 pon- foi expulso e deixou os pacenses a jogar com dez.
tos, e relegou o V. Setúbal para
o 11.º posto, com dois pontos a
menos. Beira-Mar arranca
O jogo ficaria marcado pelas
expulsões de Valdomiro, que
empate em Olhão
deu em grande penalidade de- Olhanense e Beira-Mar empataram 1-1 em jogo da 11.ª jornada da
fendida por Diego, e de Rúben Liga. A equipa de Olhão liderou desde os 10 minutos, mas o Beira-
Brígido, que viu dois cartões Mar acabou por empatar em cima dos 90.
amarelos em 17 minutos, dos Adilson abriu o marcador aos 10 para os algarvios, Renan marcou
24 que esteve em campo. de livre directo para a sua equipa levar um ponto para Aveiro. As
duas equipas estão empatadas com 15 pontos.

CLASSIFICAÇÃO RESULTADOS
Nacional 0-0 Marítimo
1 FC Porto 31 V. Guimarães 2-1 Sp. Braga
2 Benfica 21 Académica 1-2 Sporting
3 V. Guimarães 21 U. Leiria 1-0 V. Setúbal
Olhanense 1-1 Beira Mar
4 Sporting 18 Rio Ave 3-1 Paços Ferreira
5 Nacional 17 Benfica 4-0 Naval
6 Académica 15 FC Porto 2-0 Portimonense
7 Olhanense 15 Programa da 12.ª jornada:
8 Beira Mar 15 - Sexta feira, 26 nov:
9 U. Leiria 15 Vitória de Setúbal - Académica, 15:15 (SportTV)
- Sábado, 27 nov:
10 Sp. Braga 14 Marítimo - Vitória de Guimarães, 12:00(SportTV)
11 V. Setúbal 13 Paços de Ferreira – Olhanense, 14:15 (SportTV)
12 Paços Ferreira 11 Sporting - FC Porto, 16:15 (SportTV)
13 Rio Ave 10 - Domingo, 28 nov:
14 Marítimo 9 Naval 1º Maio - Rio Ave, 11:00
Portimonense – União de Leiria, 11:00
15 Portimonense 8 Beira-Mar - Benfica, 13:15 (TVI)
16 Naval 5 Sporting Braga - Nacional, 15:15 (SportTV)
14 . Daqui e dalém 15 de Novembro 2010

Piedosas intenções e pouco mais na Cimeira G’20 de Seul ”Temos de levantar o problema, e pedir a cooperação internacional,
*Harper atirou-se contra os imigrantes ilegais e refugiados não genuinos particularmente na região da Ásia-Pacífico, onde uma grande parte
Seul foi o cenário de mais uma conferência dos G-20. No decor- homólogo chinês, Hu Jintao. da imigração clandestina começa”, disse Harper.
rer dos dois dias da cimeira, não se verificaram grandes debates. E Pequim “gasta enormes quantidades de dinheiro” para manter o Trabalhar mais de perto com os parceiros regionais para acabar
mesmo os manifestantes – que também os houve, naturalmente – yuan abaixo do valor real, disse Obama, acrescentando que irá de- com a imigração clandestin, que trazem para as águas canadianas,
não foram além do que as autoridades esperavam. bater o tema com Hu Jintao, quando este visitar Washington, em muitos “aplicantes” do sistema de refúgio.
Como nota dominante, e segundo os analistas, a ideia de um de- janeiro. A tomada de posição foi justificada, designadamente, devido à
fensivo Barack Obama a proclamar o progresso de uma ronda de Harper preocupado com a imigração clandestina chegada à British Columbia, no verão passado, de um barco que
conversações económicas que, no entanto, evidenciou a discórdia Os líderes das 20 maiores economias do mundo comprometeram- transportava 492 imigrantes Tamil.
sobre a política dos Estados Unidos e dúvidas sobre a influência se, na declaração conjunta no final da cimeira, a evitar a desvalo- Harper disse aos orgãos de Informação ter levantado o problema
norte-americana. rização competitiva das suas moedas e a “dirigir-se para a adoção junto dos líderes da APEC par aver “quais as acções podemos to-
O presidente dos EUA realçou o consenso manifestado pelos di- de um sistema cambial mais determinado pelo mercado”, através mar regionalmente para evitar o crescimento deste problema par-
rigentes das 20 principais economias (G20) quanto à vontade de do “aumento da flexibilidade das taxas cambiais para refletir os ticular”.
alcançar economias equilibradas, com a construção de um sistema fundamentos económicos de cada país”.
que identifique e previna défices e excedentes comerciais prob- O Primeiro-Ministro do Canadá Stephen Harper aproveitou os seus
lemáticos. Uma iniciativa que não tem sequer força de lei. últimos discursos na conferência dos G-20, para levantar um tema
Pelo contrário, o presidente norte-americano falhou em conseguir que ganha particular importância no Canadá, ou seja, a forma como
que os líderes assumissem uma posição contra a desvalorização da muitas pessoas estão a tentar entrar no Canadá, às vezes através de
moeda por parte da China. “passadores” sem grandes escrúpulos.
Em vez disso, foi criticado pela decisão da Reserva Federal de im- Harper usou uma série de entrevistas com líderes da APEC, da
primir 600 mil milhões de dólares (438 mil milhões de euros) para região Ásia-Pacífico para discutir os esforços que têm de ser feitos
estimular a economia, um movimento que conduz à desvalorização para acabar com a venda de passagens para o Canadá. Piedosas intenções e... pouco mais
do dólar. No primeiro dia da conferência, Harper levantou o tema do tráfico A ‘guerra das moedas’ segue agora no segredo dos gabinetes, de-
O presidente dos Estados Unidos negou que a decisão da Reserva humano e de comércio com a presidente das Filipinas, Benigno Ac- pois de o G20 de Seul, como previsível, não ter servido para nada,
Federal norte-americana de adotar medidas especiais de injeção de quino, e com o vice primeiro-ministro da Malásia, Muhyiddin Bin além do obrigatório comunicado de piedosas intenções. Obama e
liquidez tenha como objetivo desvalorizar o dólar e voltou a acusar Mohd Yassin, que dirigia a delegação malaia devido a uma doença Hu Jintao não abriram mão da defesa dos seus opostos interesses,
a China de manipular o yuan. do primeiro-ministro. Houve ainda reuniões com outros dirigentes a Europa não existiu e o resto é paisagem. Sarkozy, pelos vistos,
Barak Obama à defesa do Japão, Brunei e Vietnam. parece herdar a pior presidência de sempre do G20.
Numa conferência de imprensa após o encerramento da cimeira de
chefes de Estado e de governo do G20, Barack Obama garantiu
que a decisão da Reserva Federal – o banco central americano – de
injetar 600 mil milhões de dólares na economia dos Estados Unidos
visa estimular a lenta recuperação económica e dar resposta aos
receios de deflação.
“Do que posso ver, a decisão não foi concebida para ter um impac-
to na moeda, foi concebida para fazer crescer a economia”, disse
Obama, no final da cimeira do G20, na qual grandes exportadores,
como a Alemanha e os países emergentes, se queixaram de que a
injeção de liquidez vai desvalorizar o dólar e prejudicar as exporta-
ções para os Estados Unidos.
A Reserva Federal funciona de forma independente do Governo
dos Estados Unidos e Obama tem evitado interferir ou comentar as
decisões do banco central, mas desta vez, após a cimeira, quebrou
essa prática. “Existem preocupações quanto à inflação, de que seja
muito baixa, de que a deflação seja um perigo enorme para os Es-
tados Unidos e de que tenhamos de ter cuidado com esses perigos
daqui para a frente”, disse Obama.
Na mesma conferência de imprensa, o presidente dos Estados Uni-
dos considerou que a moeda da China está subvalorizada, “algo que
irrita” os Estados Unidos e outros parceiros comerciais e que foi
uma questão em debate no encontro bilateral entre Obama e o seu

LT 225 / 75 R 16 AND LT 245 / 75 R 16
$130.00 PLUS TAXES CASH AND CARRY ONLY!!!

NOVEMBER
SPECIAL ONLY
!

WINTER PACKAGE

WAS $54.00 NOW-
15 de Novembro 2010 Portugal . 15

Luís Duque constituído arguido Sindicato dos Jornalistas
não aceita “fusão” da RTP
no caso BPN
O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal que ouviu Luís
com a Lusa
Duque no âmbito do processo Banco Português de Negócios, na
sexta-feira, decidiu constituir como arguido o autarca e antigo A ideia de qualquer “agregação” ou “sinergia” entre a
presidente da SAD do Sporting. RTP, SA e a Agência Lusa – avançada como proposta
Luís Duque, que está agora sujeito a termo de identidade e de reflexão pelo ministro dos Assuntos Parlamentares –
residência, foi “interrogado no âmbito do seu alegado envolvim- deve ser rejeitada, advoga o Sindicato dos Jornalistas em
ento em factos relativos à sua eventual intervenção em processos comunicado divulgado no dia 9 de Novembro.
de licenciamento e de contra-ordenação no município de Sintra”, Lembrando o “afã privatizador” do PS, PSD e CDS e a an-
onde é vereador, lê-se no despacho. tiga pretensão do PSD de privatizar a RTP, o Sindicato sub-
O documento foi lido pelo advogado Soares da Veiga, que frisou Luís Duque é suspeito de um crime de corrupção passiva para linha que os serviços públicos de rádio e de televisão con-
que Duque tem “vindo a ser sujeito a notícias contendo insinua- acto ilícito, voltando ao despacho proferido pelo juiz Carlos stituem um “património da democracia portuguesa” e não
ções sobre alegado envolvimento seu em factos relacionados com Alexandre. O autarca está proibido de contactar, directa ou in- podem “ser postos em causa”. A garantia da sua manutenção,
empréstimos em bancos, com burlas no quadro desses emprésti- directamente, os arguidos Carlos Marques, Nelson Rego, João
considera o SJ, implica que tais serviços sejam assegurados
mos, avaliações de terrenos no município de Sintra e fraudes ao Sardinheiro, Diamantino Morais e Teresa Cantanhede, entre out-
ras pessoas. por “capitais exclusivamente públicos”, não “agregáveis
BPN, a que é completamente alheio”, cita a Rádio Renascença.
com nenhuma outra empresa, seja na composição do capital
seja na articulação física ou operacional com esta, mesmo
Apelo de Berta Cabral: que de capitais maioritariamente públicos”.

Fazer mais pela Acção Social
Um património da democracia
O Sindicato faz ainda notar que a Agência Lusa SA é uma
empresa composta por “capitais maioritariamente públicos
e, em percentagem muito próxima, por capitais privados”,
A Presidente da Câmara Municipal apelou a todas as entidades aliás controlados maioritariamente pela Controlinveste e
com responsabilidades sociais a fazerem algo mais pela Acção So- pela Impresa, cabendo-lhe “assegurar o serviço público de
cial em Ponta Delgada. Numa altura em que a crise se acentua “a agência noticiosa e os interesses privados nela representa-
Acção Social é fundamental para os Açores e para Ponta Delgada, dos”, pelo que as suas “decisões estratégicas e operacionais
pela dimensão e dificuldades que encerra, por ser o maior concelho não são inteiramente compagináveis com os interesses do
açoriano. É uma necessidade imperiosa assistir a pessoas cada vez
mais carenciadas”, disse.
pleno interesse público”.
Berta Cabral falava no âmbito da assinatura do protocolo entre a Tendo analisado as declarações, a vários órgãos de Informa-
Câmara e a Universidade dos Açores, em que a autarquia atribuiu ção, do ministro dos Assuntos Parlamentares, no passado dia
o “Prémio Margarida de Chaves” (um prémio pecuniário de mil 5, anunciando a sua proposta de reflexão sobre “soluções de
euros) à melhor aluna da Licenciatura de Assistente Social da aca- agregação” e “sinergias” entre a RTP, SA e a Agência Lusa,
demia açoriana do ano lectivo 2008/2009, Andrea Margarida Vi- tendo em conta as declarações do deputado Fernando Negrão
cente Junco. (PSD) ao jornal “i” e do presidente do Conselho de Admin-
Integrada nas comemorações do 10º Aniversário da Licenciatura e istração da Lusa ao DN, publicadas no dia 6, conhecendo o
na Semana que a Universidade dedica ao Serviço Social, a cerimó- afã privatizador do Governo, com o apoio do PSD e do CDS,
nia da entrega do prémio contou, ainda, com o lançamento do livro e especialmente a já antiga pretensão do PSD de privatiza-
“D. Margarida de Chaves, a benemérita. Notas sobre a sua vida e o
seu legado”, da autoria da Directora do Curso, Susana Serpa Silva,
ção da RTP, o Sindicato dos Jornalistas entende afirmar que
patrocinado pelo Instituto Margarida de Chaves, que está prestes a os serviços públicos de rádio e de televisão constituem um
assinalar o seu 126º aniversário. património da democracia portuguesa, como tal protegidos
Daí o apelo feito pela Presidente à sociedade no seu conjunto, Entretanto, Berta Cabral referiu que o “Prémio Margarida de pela Constituição da República, e não podem ser postos em
câmara, governo, Instituto Margarida de Chaves e demais institu- Chaves”, instituído em 2003, acrescenta valor à parceria existente causa de forma alguma, nem mesmo através da revisão da
ições, bem como aos profissionais de Serviço Social, representados entre a Câmara Municipal de Ponta Delgada e a Universidade. “No Lei Fundamental como pretende o PSD, cujo projecto prevê
por Andrea Margarida Vicente Junco. O desafio “colectivo para que exercício da nossa participação cívica devemos premiar a excelên- a existência do sector público da comunicação social apenas
cada um de nós consiga fazer mais para que a nossa cidade continue cia no ensino”, disse a autarca que destacou que “Ponta Delgada como mera faculdade e não como garantia, e cujas posições
a ser um lugar onde todos têm o direito à dignidade”. “Àquelas ganha com o trabalho e o saber que sai da Universidade”, bem
pró-privatização da RTP são bem conhecidas.
pessoas que, sem abrigo, não tenham este discernimento (do di- como toda a comunidade.
Também o reitor da Universidade dos Açores, Avelino de Meneses, Para o Sindicato, o serviço de agência noticiosa, mesmo
reito à dignidade), cabe a todos nós a obrigação de ajudar, apoiar
e respeitar”. referiu que, ao atribuir um prémio à melhor estudante de uma Li- participado por capitais privados, deve ser robustecido
Testemunho vivo do que é a Acção Social cenciatura, a câmara “está a assumir as suas obrigações comuni- através da afirmação de uma identidade própria, que não se
O livro que, foi lançado na cerimónia, foi, assim, considerado não tárias na Formação e na Acção Social”. confunde com outras empresas, justamente porque lhe cabe
apenas um contributo para a história dos ilustres filhos de Ponta A sessão de entrega do prémio mereceu, também, uma palavra de servir com imparcialidade um conjunto muito vasto e ex-
Delgada, como o foi a benemérita Margarida de Chaves, no século agradecimento da aluna Andrea Junco que quis partilhar a sua ex- traordinariamente diversificado de clientes (empresas públi-
XIX, mas também como um testemunho vivo do que é a Acção periência na Acção Social: “O Serviço Social não tem um segredo cas e privadas de comunicação social em geral e de rádio e
Social. de intervenção, porque cada ser humano é único”. televisão em particular), tratando todas de acordo com os

Reconhecimento internacional
serviços contratados e rejeitando relações privilegiadas.

Obama em Portugal...
a Ponta Delgada Um processo de melhorias contínuas mas não
A atribuição à Câmara Municipal de Ponta Delgada do registo eu-
ropeu da EMAS, (Sistema Comunitário Ecogestão e Auditoria) é o
Mas, Berta Cabral revela que a certificação ambiental do Município
é um processo de melhorias contínuas e o intuito da autarquia é
alargá-lo a todas as actividades desenvolvidas pelo Município para
em visita oficial
reconhecimento internacional do compromisso do município para
com a sustentabilidade. Uma constatação feita por Berta Cabral, continuar a assegurar o Sistema Comunitário Ecogestão e Audito- O Presidente norte-americano não aceitou fazer uma
que hasteou, na quarta-feira, a bandeira do Registo EMAS, na Pra- ria. visita oficial a Portugal na sequência da cimeira da
ça do Município. Trata-se de um galardão que eleva Ponta Delgada Contudo, a Presidente sublinha que este esforço de interno é uma NATO, em Lisboa, mas aceitou o convite de Cavaco
a primeiro município português, com gestão ambiental certificada das partes integrantes do projecto maior de sustentabilidade de Pon-
ta Delgada: “Fomos o primeiro município a desenvolver a Agenda
Silva para a realização de encontros bilaterais.
pela União Europeia.
“Fomos a primeira Câmara do país a alcançar esta meta, que é um 21 Local, estamos na Rede Portuguesa das Cidades Saudáveis, as- Ao que diz a Imprensa, os encontros vão acontecer no
reconhecimento muito importante do esforço de sustentabilidade sinamos o Pacto de Autarcas para a redução de emissão de CO2, dia 19 e, além da reunião com o Presidente da Repúbli-
ao nível ambiental que a Câmara Municipal tem vindo a desen- promovemos acções de sensibilização nas escolas e em várias in- ca, Barack Obama vai encontrar-se com outros respon-
volver em Ponta Delgada”. stituições. Mas, para que Ponta Delgada a ser sustentável tem de sáveis.
O registo europeu da EMAS (Sistema Comunitário Ecogestão e dar o exemplo e o exemplo está na atribuição à Câmara Municipal
Auditoria) reconhece o Sistema de Gestão Ambiental implemen- do registo europeu da EMAS, (Sistema Comunitário Ecogestão e Obama vai estar pela primeira vez em Portugal para a
tado pela Câmara nos serviços do município. Desde a separação de Auditoria), finalizou. Cimeira da NATO, que se realiza a 19 e 20 de Novem-
lixos, à reciclagem do papel, à reutilização de recursos. A certifica- Para efectuar o seu registo no EMAS (Eco-Managment Audit bro, em Lisboa.
ção do seu sistema de gestão ambiental (SGA) interno, isto é, dos Scheme), o Sistema Comunitário Ecogestão e Auditoria, Ponta No que se refere à segurança da cimeira ficou a saber-
seus serviços, pela norma internacional NP EN ISO 14001: 2004, Delgada desenvolveu esforços para melhorar a motivação, o en-
volvimento e consciência das responsabilidades dos seus colabora-
se que a PSP tem autorização para utilizar sistemas de
existe desde 2007 e demonstra um compromisso efectivo com o
meio ambiente, através do estabelecimento de medidas e objectivos dores no sistema de gestão existente, e assegurar o cumprimento de vigilância por câmaras de vídeo.
para melhorar a performance da organização, ao nível ambiental, e toda a legislação ambiental aplicável à organização, evidenciando, A “luz verde” foi dada pelo Ministério da Administ-
da redução dos impactos ambientais associados às actividades de- publicamente, através de uma Declaração Ambiental anual, o de- ração Interna, na sequência de um parecer positivo da
senvolvidas pelos serviços da autarquia. sempenho do mesmo. Esta apresentação é o passo que se segue. Comissão Nacional de Protecção de Dados
16 . De tudo um pouco 15 de Novembro 2010

A nossa Sara volta às raízes
Sara Pacheco – a nossa Sara –
anda, agora, nos altos píncaros
da fama. Nos Estados Unidos,
e não só, o seu nome é já con-
hecido e apreciado. Só que...
há tempos que ela não
tinha tempo de vir até nós. De
vir até à gente... que a apreciou
desde o primeiro minuto.
E vai daí... ouvíamos CIRV
Radio falar numa surpresa, a
propósito da festa de confrat-
ernização que organizou com
a Happy Travellers, acerca do ro. Frank Alvarez... não abria à Galleria Mall, onde Happy
próximo Winterfest, em Janei- o jogo. E vai daí... fomos até Travellers funciona. Fomos e...
bingo: era mesmo isso. A nossa
Sara chegou lá à festa e...confir-
mou. O Winterfest deste vai ter
a sua presença. Ela volta, assim,
às ondas da Cirv Radio e da
FPTV. Onde, em boa verdade,
começou a ser conhecida.
Gostámos de o saber. Ficamos a
torcer por que sejam de êxito as
actuações da Sarinha no Win-
terfest de Janeiro.
15 de Novembro 2010 Quem é quem . 17

Um homem de sonhos
Que vai transformando em realidade
* Angola ainda mexe na saudade Fernando Cruz Gomes
se forneciam no meu estabelecimento. Tínhamos um grande
armazém em Catete. Distribuíamos praticamente tudo, desde
Nome: AUGUSTO ANTÓNIO PIRES o peixe à carne, sal, tudo. Nós é que fornecíamos a tropa
Natural: LIGARES, FREIXO-DE-ESPADFA-À-CINTA de toda aquela zona. Também a única farmácia que havia
Cor: VERDE em Catete também era minha. O Delegado de Saúde de lá,
Qualidade. AMIZADE. um pouco mais tarde, até foi o padrinho da minha filha. De
Defeito: TEIMOSIA. resto, os médicos militares iam muito a minha casa, sem-
Chama-se Augusto Pires. Ainda o vimos, agora, sábado, pre tive a melhor convivência com eles. Eu era daqueles que
a tomar posse de mais um mandato para a presidência do dizia sempre que ficava lá sempre, mesmo quando alguns
Sporting Clube Português de Toronto. É um entusiasta em dos oficiais me diziam que aquilo, mais dia menos dia, dava
tudo em que se mete. E mesmo que diga... que não “gostou o berro. Eu sempre acreditei... fiquei até onde era humana-
muito disto”, o que ele quer dizer, no fundo, é que o seu mente possível”.
amor... a sua saudade... ainda mora por Angola. Palavras que se entrechocam. Que andam por ali, a saltar de
sonho em sonho, e que dão a entender toda uma vivência...
Só que um dia de madrugada, o MPLA e a UNITA cruzaram-
se por ali. Era fogo cruzado bem visível. E nem de dentro de
casa se poderia sair. “Eu nunca mais me esqueci que, nessa
altura, vi a morte à minha frente. Foram passando as horas...
amanheceu, dez, doze horas, nós só estávamos à espera que No Canadá eu só trabalhei um ano sem ser por conta própria.
a tropa portuguesa actuasse... mas acho que a tropa já tinha Ao cabo desse ano, em que trabalhei na Construção, numa
ordens para não actuar”. fábrica de borracha, montando depois uma pequena compan-
hia de limpeza de carros... e foi daí que saiu a mecânica e os
Saiu... mas sob escolta militar trabalhos de bate-chapas. A ideia geral que tem a ver com os
A determinado ponto... veio tropa de Luanda, mas apenas automóveis...”
para fazer a escolta dos que tinham de sair. Tem orgulho em ter bons amigos. Di-lo do coração. “Dizem
“Eu saí de casa, quase do quarto...entrei numa carrinha, um que eu sou um homem corajoso”.
empregado meu entrou noutra, num Mercedes que eu tinha.
Iniciamos assim uma caravana. Com helicópteros a fazer- O Sporting como paixão
nos escolta. E na caravana, de dez em dez carros... ia um Porque é que se fez Presidente do Sporting? – “Tenho grande
carro da tropa. Como eu conhecia muita gente especialmente orgulho da minha cor. Meti-me... não é bem assim... me-
da tropa... meteram-me logo na ponte aérea... uma viagem teram-me. Olhe, este senhor – era o Carlos Ferreira, que foi
que durou dezoito horas, já que tivemos de parar na Nigéria, também presidente, e que assistia à conversa – é que me me-
onde estivemos umas 7 ou 8 horas...” teu nisto. Agora, é difícil sair daqui... ou melhor, da Direcção
Uma Terra que o marcou. E que continua a pautar muitos dos Avançando no tempo, passando em frente, veio logo para o saio, mas de sócio nunca mais”.
aspectos da sua vida. Ele não o diz... mas deixa-o entender. Canadá. O sogro estava cá. A esposa vinha grávida do meu Será que Augusto Pires fez tudo o que queria na vida? Um
Augusto Pires, agora, nos meandros relacionados com os au- filho, o Paulo. “Fomos para Windsor, onde vivia e vive o rotundo “não”. “Olhe neste clube – apesar de ser um clube
tomóveis – e trata por tu muitos dos aspectos relacionados meu sogro”. bom – ainda há coisas a fazer. Olhe, gostaríamos, um dia, de
com mecânica e com o sector de bate-chapas – já “navegou Voltou a Portugal mais tarde, porque – confessa – “eu não fazer aqui um tecto novo, um bar novo... e darmos nova vida
noutras águas”. Mas a verdade é que, homem de sonhos gostava disto. Mas, como a minha mulher gostava, tinha cá a a esta parte. Mas hoje, na época que estamos a viver, não é
como é, vai tratando por tu as realidades do dia-a-dia. Son- família e tudo... tive de me sujeitar a isto”. fácil. E isto a despeito do Sporting... tudo o que tem estar
hos que não morreram ainda. Bem ao contrário... continuam Não foi fácil. Quem o conhecia, incluindo a familia, nunca pago, não devendo nada a ninguém. Depois do prédio ter
a povoar a sua mente. acreditou que ele aguentasse este tempo todo no Canadá. “A sido pago... ficámos todos mais folgados”.
verdade é que eu vinha de uma vida financeira muito boa...
Angola... sempre Angola vivia muito bem... e era por isso que nem a minha mulher

Ervanária
“Vim... numa das últimas viagens da ponte aérea. Daí a 8 acreditava que eu fosse capaz de ficar por cá. Só que os anos
dias dava-se a independência de Angola. Recordo-me que foram passando, os filhos casaram, vieram os netos e agora
o último avião era um avião suiço...” digo eu... para onde vais Augusto Pires”?!
No fundo, foi para Angola... duas vezes. A primeira, muito
novo. Depois, voltou a Portugal. Quiando foi mobilizado Quem é Augusto Pires, segundo Augusto Pires
para a tropa... conseguiu “safar-se” de voltar ao “teatro de LAGOA AZUL
operações” que, por essa altura, eram bem duras. Tinha um Quem é o Augusto Pires? – “Sou uma pessoa que vim para
padrinho – o contra-almirante Sarmento Rodrigues, que era aqui desconhecido. E que hoje muita gente conhece. Espero FLORA UNIVERSAL, Inc
um dos grandes do regime – que achava que não deveria que por bem...”
voltar. Que aquilo estava mau... e assim sucessivamente. O que é que as pessoas que o rodeiam pensam do Augusto
“E eu até gostava de ir, porque já lá tinha estado”.
Ao serviço da comunidade há mais de 40 anos
Pires? “Acho que pensam bem. De resto, os que pensam
Conta que, logo após ter terminado a tropa... aí, sim, foi de mal... são capazes de, no dia seguinte, pensar o contrário”. GRANDE SELECÇÃO DE CHÁS
novo para Angola. Mas “fui por mim... com prazer”. Pois. A mecânica veio a seguir. Mais ou menos sem grande PARA A MAIOR PARTE
Recorda-nos que, por essa altura, tinha uma secção grande preparação. Só se meteu na profissão de mecânica – e coisa
de comércio. Fornecia a tropa e tudo. Fornecia o Caxito, o no género – aqui no Canadá.
DAS DOENÇAS.
Cacuaco, Catete e o Dondo. “Todas as companhias militares “Um moço de que eu fui compadre, é que me levou a isto.
CREMES DE BELEZA
Produtos importados de Portugal
Enviamos à cobrança COD
Aceitamos Interac, VISA e MC
ABERTA DE SEGUNDA A SÁBADO
1227 Dundas St. West,
Augusto Pires,
Toronto, ON M6J 1X6
frente aos troféus Tel 416 533-8907
do Sporting. Fax 416 533-5324
Entusiasmado,
www.florauniversal.com
mesmo que o não
diga, os troféus do www.bam-internacional.com
Sporting são um e-mail: lagoaervanaria@yahoo.ca
orgulho de
Augusto Pires. PARA O SEU BEM ESTAR!
18 . Coisas e loisas 15 de Novembro 2010
25 anos a receber Embaixada de Portugal na Grécia
bilhetes alvo de tentativa de ataque?
de estacionamento
O edifício das embaixadas portuguesa e norueguesa das da Bulgária, do Chile e da Alemanha, e detonados
Externamente ao England ‘s em Atenas, Grécia, foi hoje evacuado devido a um pa- por agentes da brigada minas e armadilhas grega.
Bristol Zoo existe um parque
de estacionamento
cote suspeito, informou à agência Lusa uma fonte do
para 150 carros e 8 ônibus. Ministério dos Negócios Estrangeiros. Agentes da brigada de minas da polícia grega pro-
Por 25 anos, a cobrança cederam também à explosão controlada de um pacote
do estacionamento O incidente ocorreu ao fim da manhã, depois da en- armadilhado endereçado à embaixada da Rússia em
era efetuada por um muito trega de um pacote endereçado “ao embaixador”, cujo Atenas, o quinto pacote do género endereçado a em-
simpático atendente. conteúdo o Ministério dos Negócios Estrangeiros por- baixadas estrangeiras.
As taxas eram o correspondente tuguês desconhece. Estes incidentes ocorreram um dia depois da detenção
a US$1.40 para carros de dois jovens gregos, um deles procurado por extrem-
e US$7.00 para ônibus. Hoje, várias embaixadas na capital grega receberam ismo anarquista, acusados de tentar enviar pacotes ar-
pacotes semelhantes. madilhados ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, e
Um dia, após 25 sólidos anos
de nenhuma falta ao trabalho,
às embaixadas de México, Holanda e Bélgica na capi-
J simplesmente não apareceu. A embaixada da Suíça na Grécia foi alvo de uma ex- tal grega.
A administração do Zoo, então plosão e uma patrulha da polícia foi atacada por tiros
, ligou para a Prefeitura e solicitou que enviassem um outro aten- nos arredores de Atenas. Um desses pacotes explodiu terça-feira de manhã
dente. numa empresa de expedição, ferindo ligeiramente uma
Pacotes armadilhados foram enviados para as embaixa- funcionária.
A Prefeitura fez uma pequena pesquisa e respondeu que o estacio-

“Soutien” salvou-lhe a vida...
namento do Zoo era da responsabilidade do próprio Zoo, não dela.

A administração do Zoo respondeu que o atendente era um em-
pregado da Prefeitura. As notícias de que dispomos dizem que uma mulher de Detroit,
nos Estados Unidos, de 57 anos, escapou de ferimentos que pode-
A Prefeitura, por sua vez, respondeu que o atendente do estaciona- riam ser graves, quando o arame metalico do seu “soutien”
mento jamais esteve na sua folha de pagamento. amorteceu o impacto de balas disparadas.
A Polícia, que divulgou a informação, diz que a mulher da no-
Enquanto isso, descansando em sua bela residência em algum lugar ticia, que vive no lado oeste da cidade de Detroit, viu um grupo
da costa da Espanha (ou algo parecido), existe um homem que, apa- de homens que assaltaram a casa de uma vizinha na manhã de
rentemente, instalou a máquina de cobrança por sua conta e então, terça-feira. Quando os assaltantes se preparavam para abandonar a
simplesmente começou a aparecer, todo dia, coletando e guardando casa, repararam que a mulher estava a espreitá-los. Um deles abriu
as taxas de estacionamento, estimadas em US$ 560 por dia... por fogo, fazendo vários disparos na sua direcção. A bala golpeou o
25 anos!!! arame metálico do soutien e evitou que sofresse maiores ferimen-
Assumindo que ele trabalhava os 7 dias da semana, arrecadou algo tos, como diz a Polícia. “Até por ter retardado a velocidade da
em torno de US$7 milhões de dólares. bala”, considerou Phillip Cook, da Policia de Detroit .
“Teve vários ferimentos mas não perdeu a vida”, acrescentou.
E ninguém sabe, nem mesmo, seu nome!!!! Os suspeitos não foram ainda detectados.

UM ROMANCE QUE O NÃO É
A conversa durou até cerca das 2 horas da madrugada. Na manhã seguinte, Maiato iria a um
Qualquer semelhança com Instituto de Ciências Sociais de Genebra. Queria fazer ali uma pequena reportagem, sobretu-
do porque por ali passaram várias altas entidades dos governos e das oposições de Portugal
casos ou factos da vida real e de Angola. Para ele, que até há pouco, apenas ouvia dizer que os rebeldes eram terroristas
começava a ser divertido (e mais real para a sua profissão) falar com a gente que, tendo em-
pode não ser pura coincidência bora fugido de Angola... enveredara pelo estudo, pela ciência, mesmo que para abrir a porta
da luta de libertação.

No Instituto... era o presidente a aceitar falar com o jornalista. Este a tentar saber nomes de
Livro a editar ainda este ano e que vamos apresentar que o presidente se lembrasse. Falou em várias figuras proeminentes de portugueses e ango-
aos leitores de ABC como extractos em fascículos lanos fugidos de Angola. Sem sucesso. Até que... foi próprio director do Instituto a lembrar
uma figura carismática de Angola.
(continuação) - Conhece Fulano?

Atirou com o nome de um cabecilha de um movimento. Para o Maiato, por aquela altura,
Mesmo antes de Maiato e os outros falarem... era o Agostinho a perguntar se se poderiam era apenas um terrorista... de que nem o nome completo se sabia. Respondeu ao reitor que o
encontrar no dia seguinte. E no outro... conhecia de nome...
- Claro que vamos todos encontrar-nos... E em breve, havemos de nos encontrar todos em - Fulano - e disse-lhe o nome completo que Maiato nem sequer sabia - foi o aluno mais bri-
Angola. A trabalhar para o futuro daquele país... lhante que passou por este Instituto nos últimos 50 anos!
Agostinho contou, então, que na Suiça ouvira por diversas vezes falar no progresso que ago- Para Maiato, era uma nova Angola que se lhe deparava. A Angola das elites. Lera, em tem-
ra se estava a instalar em Angola. Contou o que sabia das grandes alterações que, segundo pos, vagamente, que entre 45 e 52, um certo sentimento de independência se tinha instalado
pensava, se estavam a operar no país. Disse que um dia alguém lhe disse que havia um grupo em todas as colónias africanas. Era um sentimento que começava nas elites coloniais urbanas
de dirigentes do principal movimento rebelde que estavam na disposição de ir a Lisboa ne- que tinham estado em contacto com os grandes centros das metrópoles, onde tinham assi-
gociar com o Governo português o seu regresso a Angola, deixando cá fora, como porta-voz milado certos conhecimentos políticos e de avanço tecnológico. As elites em causa tinham
dos seus anseios e das suas reivindicações, um outro grupo. nascido, afinal, também, de certas aquisições culturais, baseadas, às vezes, nas religiões, nas
doutrinas marxistas e nos contactos com outros povos e outras gentes.
Maiato já ouvira falar nisso. Acreditava, no entanto - e disse-o ao Agostinho - que mesmo
que isso acontecesse, o caminho de Angola iria ser sempre, talvez com menos sangue e com Na era pós-guerra, esses elites e esses sentimentos vieram ao de cima, impulsionados tam-
mais e maior abertura, o trilhar do seu próprio caminho. Diria, ainda, com a aquiescência bém com o que se passava também na União Indiana, em determinados países árabes e,
do Jacinto, que havia muitos milhares de brancos que insistiam mesmo na necessidade de depois, inveitàvelmente, na África.
se libertarem do Terreiro do Paço e da sua pouca visão. Queriam uma Angola livre, mesmo
eles que eram brancos. Queriam a Angola livre para os mais aptos, independentemente da Quando a onda atingiu a África - colónias britânicas e francesas, primeiro, depois ao Congo
cor da pele. Belga - a barreira foi vista e sentida na política portuguesa e nos países racistas a sul do
continente. Foi aqui que esbarrou, por anos, o sentimento independentista de alguns países
Agostinho estava deliciado em falar, assim, da sua terra. Achava que era, afinal, um país africanos que, depois, aos poucos, se foram libertando dos jugos que tinham.
novo que estava a nascer. Concordava que nem todos os brancos eram maus como nem todos
os negros eram bons. Insistia em que a força do país que, pelos vistos, estava a nascer, tinha Maiato falava em tudo isto, muitas vezes, na frente de Jacinto e de Agostinho agora já ami-
de ser feita pelos seus próprios filhos, quer eles fossem negros, brancos ou mestiços. gos e muitas vezes confidentes. Para Jacinto, se tudo era assim - e ele assim o pensava - a
altura de Angola também iria chegar.
15 de Novembro 2010 Coisas e loisas . 19

Paradise: um ano de actividade Paulo Bento apoia
Fernando Mendes
Ontem, domingo, foi o 1.º Aniversario no Café Paradise. Ali
estiveram vários clientes habituais e não só, presentes. Com
o entretenimento a cargo do DJ Caio, a noite em meros in-
stantes encheu-se de boa disposição e num ambiente familiar
com karaoke e foro.
O Paradise ofereceu a todos os seus clientes uma variedade
de petiscos. Muita animação e boa musica fez com que o
tempo se passasse alegremente. Apesar das pessoas saberem
que mais uma semana de trabalho os esperavam, quiseram
estar presentes em comemoração da festa do aniversario.
A noite também se animou com gente de palmo e meio... a
dançarem ao som das musicas
que ouviam. “Eu estou muito feliz de ter aqui os meus clien-
tes todos. Só de os ver aqui a comemorar o nosso aniversario
é uma alegria para mim”, disse-nos Vitor Manuel, propri-
etário do Paradise.

Em noite de estreia da peça ‘Mendes.come - 30 Anos de Car-
reira’, várias caras conhecidas marcaram presença no Teatro
Villaret, em Lisboa, para apoiar o apresentador. Foram, de
facto, muitas. A testemunhar ao artista o seu apreço e a sua
admiração.
Entre os convidados famosos esteve um amigo de Fernando
Eu costumo vir cá, e hoje estou a ver isto muito... caloroso,” Mendes de há vários anos, o seleccionador nacional Paulo
disse-nos Joana Martins. Bento que não quis deixar de estar presente numa noite de
Para todos que não tiveram a oportunidade de assistir um grande animação.
evento magnifico como foi este, para o ano que vem haverá Muito aplaudido, Paulo Bento disse algumas das suas razões
E nos, Jornal ABC, quisemos ouvir o que os clientes acha- mais e nós no Jornal ABC iremos lá estar certamente, com a para admirar Mendes. Sobretudo a sua humildade para saber
ram. “É sempre um prazer estar aqui assistir a esta festa. ajuda de Deus. LI-SA lidar com a fama.

Concordaram todos, achando, porém, que talvez - De longe, senhor Maiato, de longe.
fosse tudo diferente para melhor naquele país. A
não ser - como dizia Maiato - que os homens se O Agostinho tirara, entretanto, de uma bolsa que tinha consigo um maço de cartas e de fotos.
mantenham tempo demais naquela intransigên- As cartas estavam amarelecidas pelo tempo, já que eram muito antigas. Desde que saira de
cia da “conversa de surdos”, que é, afinal, o que Angola, não conseguira ainda receber uma única letra da família. E até era bom para que
mais vemos na política moderna portuguesa. ninguém soubesse do seu paradeiro.

- Olhe que não! - dizia o Agostinho, lembrando- - Mas vão saber agora, que eu e o senhor Jacinto, ou até a senhora... havemos de os procurar.
-lhe a conversa que anteriormente tinha tido. Fique descansado que o vamos fazer sem que ninguém saiba, que é para não haver mais
sarilhos.
E como quem fala naquilo que gostava que
acontecesse. Agostinho tirara, entretanto, meia dúzia de fotografias da bolsa. Foi-as passando aos já seus
amigos. Duas ou três representavam o Agostinho, em plena aula, no Tchivinguiro, onde
- Queria é que a Angola de que estamos a falar tirara o curso de regentes agrícolas, e na praia do Namibe com uma moça que, pelos vistos,
fosse para todos os que a amam. Não me parece era a sua namorada.
que seja uma Angola só de negros... ou só de
brancos. Uma outra foto, maior, tinha a família completa, a mãe, o pai, a irmã, o Agostinho e a na-
morada. Fora tirada, já em Luanda, uns meses antes do Agostinho acabar o curso no Tchi-
vinguiro e fugir para a Namíbia, então ainda chamada de Sudoeste Africano. Quando a foto
Agostinho frequentava, também, o Instituto de chegou às mãos do Maiato, este demorou mais tempo a olhar, chegando a foto mais perto do
Ciências Sociais, com uma bolsa de estudos que seu olhar. Espantado... foi perguntando:
lhe tinha sido concedida por uma Igreja Meto-
dista. Dizia estar, assim, a preparar-se para o - Que é que a Conceição está aqui a fazer?
futuro, quando voltasse para a sua terra de que
tantas saudades tinha. Acentuava, uma e muitas vezes, que Angola era a sua terra, aquela - A Conceição... mas o senhor conhece a Conceição?!
onde queria ficar para todo o sempre. Dizia mesmo que nesta sua difícil caminhada desde
Angola para a Suiça - de barco, de avião e de combóio - conhecera muitos e muitos países, - Se conheço!
mas nenhum que lhe despertasse qualquer interesse quando comparado com a sua terra.
- A Conceição é a minha irmã. Estava a fazer o 7.º ano e...
- Mesmo com a guerra? - perguntava o Maiato.
- ...não diga mais. Já sei... já sei tudo! Estava a fazer o 7.º ano e a tirar o juizo ao meu filho...
- Mesmo com a guerra! - respondia o outro.
- Como ?! Ó senhor Maiato olhe que a minha irmã... não é nenhuma dessas...
A verdade é que, vezes sem conta, o jovem tinha manifestado o desencanto por todos os ou-
tros mundos... aguardando, ansiosamente, a altura em que podia voltar à terra, ver e conviver - Acalme-se, homem, acalme-se. Tirar o juizo é uma força de expressão. É como nós dize-
com a família, voltar a trabalhar com os seus familiares e integrar-se, afinal, no mundo do mos entre nós, homens, que são elas... que tiram o juizo aos rapazes... você entende.
trabalho da sua terra.
E depois de uma pausa longa:
- A sua família onde vive?
- A sua irmã, meu caro Agostinho, anda a namoriscar - e parece que a sério - com o meu filho,
- Em Luanda, senhor Maiato. Vivem todos no Bairro Prenda. E olhe que, segundo me disse isto é, com o meu enteado...
um primo que já aí está, em Zurique, há dois meses, têm passado menos mal. A minha irmã
estava a cabar o liceu... e parece que tudo foi por água abaixo, este ano. Teve de ir trabalhar - Senhor Maiato, desculpe, mas há aí um engano. Eu conheço o rapaz. Creio que até foi
para ajudar a família, já que parece que tudo está caro por lá... para os comandos. Ele é negro... ou, pelo menos, mestiço.
(Continua)
- Lá caro está... mas ainda consegue ser mais barato do que aqui.
20 . Automobilismo 15 de Novembro 2010
Rali de Portugal Sebastian Vettel vence em Abu Dhabi
começa em Lisboa e fatura o título Paulo Alves – Carlos Moreira
A vitória do desporto. Assim muitos irão definir o título mundial
de pilotos e de construtores da Fórmula 1 em 2011. O mundial das
marcas foi garantido pela Red Bull ainda em Interlagos, no Brasil,
na penúltima corrida da temporada. A conquista de pilotos do equi-
pe dos energéticos veio uma semana depois, em Abu Dhabi, com o
alemão Sebastian Vettel.
Favorito ao título, Fernando Alonso chegou aos Emirados Ára-
bes com uma vantagem de oito pontos sobre o vice-líder Mark We-
bber. Em terceiro, 15 pontos atrás do espanhol, Vettel começou a
ganhar o título quando conquistou a pole-position no sábado, com
Alonso em terceiro e Webber em quinto.
Na prova, Vettel venceu. Com Alonso apenas na 7ª posição,
A Praça do Império, em frente ao Mosteiro dos Jerónimos e do a RBR pode comemorar seu primeiro titulo de pilotos na F1. O
Centro Cultural de Belém, vai ser o palco da primeira especial pódio da corrida foi fechado pela dupla da McLaren: Lewis Ha-
do Rali de Portugal 2011, no dia 24 de Março. A classificativa milton e Jenson Button, respectivamente. Em uma bela corrida de
espectáculo que vai abrir as hostilidades competitivas realiza-se no recuperação,Nico Rosberg foi o quarto e Robert Kubica o quinto.
dia 24 de Março, quinta-feira, logo a partir das 15h30. Na sexta posição terminou o russo Vitaly Petrov.
Alonso foi o sétimo, seguido por Webber. Jaime Alguersuari e
O Automóvel Club de Portugal, em conjunto com a autarquia Felipe Massa fecharam a zona de pontuação. Depois de partir em
lisboeta e mais uma série de instituições, nomeadamente o sétimo, Rubens Barrichello fechou a temporada apenas com a 12ª
Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico posição. Lucas di Grassi fechou o ano com uma 18ª posição e Bru-
(IGESPAR), desenhou um percurso com cerca de mil metros que no Senna em 19º.
será percorrido por três vezes por cada equipa. Ao contrário do que
Enquanto Webber e Alonso pararam logo no começo da prova, os
aconteceu nos anos anteriores, desta vez, os concorrentes não vão Veja como foi a prova líderes do GP, Vettel e Hamilton, ficaram na pista com pneus ma-
correr lado a lado, mas sim três a três, em modo perseguição, com
partidas intervaladas por 15 segundos. cios até a volta 23, quanto o inglês entrou para a troca. O piloto da
Na largada da prova, Alonso perdeu a terceira posição da prova para Red Bull veio na volta seguinte, neste momento da prova como
Button, ficando no limite para o título mundial com o Vettel susten- campeão do mundo.
Com a introdução desta especial, o ACP aposta “na diversificação tando a ponta. Logo na primeira volta, Michael Schumacher e Nico
da imagem de Portugal” ao “aliar as imagens do Algarve e Baixo Rosberg bateram, e o experiente alemão acabou levando a pior. De-
Alentejo com património histórico dos Jerónimos”, disse o director De volta a pista, Vettel perdeu apenas uma posição, para Button,
pois de rodar, o heptacampeão foi atingido pelo carro de Vitantonio que ainda não havia parado. Hamilton voltou atrás de Kubica e Ko-
do rali, Pedro Almeida. Liuzzi, os dois abandonaram a prova. bayashi, que lutavam pela terceira posição. O inglês ganhou a posi-
Devido ao acidente, o safety-car entrou na pista e ficou até a ção ao japonês da Sauber, mas enfrentou dificuldades para superar
Com esta introdução, que dita o fim da super-especial de abertura volta número seis, enquanto os fiscais limpavam o local onde acon-
da prova no Estádio do Algarve, a organização teve de antecipar o o Kubica. Hamilton ainda chamou a equipe pelo rádio, na volta 32,
teceu o toque. A corrida seguiu sem grandes acontecimentos até a alegando problemas de pneus e cogitando a possibilidade de uma
programa. Assim, o “shakedown”, que terá lugar no Algarve, será volta 12. O único lance emocionante foi o “X” de Rubens Barri-
realizado na quarta-feira, dia 23. Depois disso, os concorrentes nova parada.
chello em cima do Kobayashi.
deslocam-se para Lisboa. As entradas no pit stop começaram cedo, logo na volta 12. De- Das equipes de ponta, o último a parar foi Button, na volta 40. Com
pois de reclamar pelo rádio do desgaste dos pneus, Webber foi para a paragem do inglês da McLaren, Vettel voltou para a ponta, reto-
No dia em que começa o rali, pilotos e co-pilotos farão o o pit trocar os pneus apostando logo nos pneus duros. Na sequência,
reconhecimento do troço em carros de golfe eléctricos. Mais tarde mando a condição de campeão. Os últimos dois pilotos da pista a
quem entrou foi Massa, na volta 14. Líder do campeonato, Alonso pararem foram Kubica e Adrian Sutil. O polonês voltou na frente de
está prevista uma sessão de autógrafos, uma especial espectáculo entrou duas voltas depois de Massa para trocar seu pneu.
com carros clássicos, uma parada com os pilotos do WRC e, às Petrov e Alonso, complicando ainda mais a vida do piloto espanhol
No retorno dos pit’s, Alonso ficou atras de Vitaly Petrov, pro- da Ferrari.
15h30, o início da competição. No final, a caravana regressa ao porcionando até uma saida de pista ao tentar ultrapassar o piloto
Algarve para a conclusão das três etapas num formato mais russo da Renault. O espanhol chegou a sair da pista mais uma vez.
convencional. Daí para frente, nada mais aconteceu na prova e Vettel conduziu
Atrás, Webber não conseguiu se aproveitar de nenhuma das duas tranquilamente até a volta 55 para facturar a vitória e seu primeiro
situações. título na Fórmula 1.
A sede do rali continuará a ser o Estádio do Algarve e apesar do

Michael Schumacher:
ACP não ter declarado que a super-especial de encerramento não se
iria realizar naquele complexo, certo é que o presidente do clube,

“Vettel é um grande Campeão”
Carlos Barbosa, disse durante a conferência de imprensa que na
próxima edição “a relva não deve ser retirada”.
contra um endiabrado Lorenzo, que venceu com classe. A realizar
Relativamente ao Porto Road Show que na última edição se realizou
na baixa portuense, o ACP admite que estão a ser feitos contactos a sua derradeira corrida pela Yamaha, Valentino Rossi completou
para repetirem a iniciativa que, a concretizar-se, terá lugar, de novo, o pódio.
no fim-de-semana antes do rali. A corrida foi, como habitualmente, bem equilibrada de início, com
uma luta metro a metro desde o aranque. Casey Stoner partiu na
frente mas não se distanciou muito, e Dani Pedrosa (Honda), Nicky
Armindo Araújo Hayden (Ducati), Marco Simoncelli (Gresini Honda), e as duas
Yamahas rodavam logo a seguir.
revalida título do PWRC Hayden ainda chegou a rodar atrás de Stoner, mas caiu. Apesar de
partirem mal, os dois homens da Yamaha depressa recuperaram, e
não demorou muito que ambos fossem no encalço de Stoner. Deste
trio, Rossi descolou e Lorenzo passou a olhar só para a frente, não
demorando muito a que ultrapassasse Stoner, passando para a frente
Jorge Lorenzo terminou a época onde se sagrou Campeão do da corrida, que terminou com 4.5 segundos de vantagem para o
Mundo de Motociclismo em beleza, ao vencer pela nona vez este australiano. Ben Spies, da Tech 3 Yamaha bateu Andrea Dovizioso
ano, desta feita em Valência. Apesar de partir da pole, e ter liderado (Honda) e Marco Simoncelli na luta pelo quarto posto, enquanto
boa parte da corrida, Casey Stoner (Ducati) pouco pode fazer Dani Pedrosa caiu para sétimo.

Sébastien Loeb vence na despedida dos WRC 2.0
Sébastien Loeb, em Citroen C4 WRC, escreveu
mais uma página no livro de ouro dos ralis mundiais
ao vencer o rali da Grã-Bretanha, derradeira prova
desta Era dos WRC, que como se sabe vão ser
substituídos no início de 2011, pelos WRC 1.6
Turbo.
Armindo Araújo terminou a super-especial de
encerramento do Rali da Grã-Bretanha chegando Depois de chegar ao derradeiro dia de prova
ao final da prova no segundo posto, e revalida com uma vantagem de 4.8s sobre Petter Solberg,
assim o título no PWRC. O piloto português foi também em Citroen C4 WRC, o piloto francês
segundo da sua categoria, atrás de Ott Tanak, não deixou os seus créditos por mãos alheias e
enquanto Patrik Flodin não foi além do quarto foi melhor que o norueguês em todos os troços
posto. realizados, deixando-o a 19.1s.
15 de Novembro 2010 Coisas e loisas . 21

JÁ ESTÁ ABERTO!
A mais nova loja de compras na comunidade!!!
Do Farm FRUTA/
VEGETAIS/
À sua Mesa... MERCEARIA
FINA/
CARNES FRIAS/
...É só um PEIXE E
MARISCO/
passo E MUITO MAIS...
a Joe’s 416 656-7250
Quando Faltar leite
já sabe por onde passar...

JOE’S GARDEN 1921 Davenport Road
CENTRE & GRAPES (Esquina com a Laughton
GROCERY Um bloco a oeste da Symington)

S I LVA W I N E S
(Em frente ao Joe’s Garden)

A
SUA
ESPERA Uma Companhia ao dispôr de toda a
comunidade para melhor servir. Sempre
os melhores mostos e as melhores uvas
para vinhos. Sempre feito ao seu gosto.
Para mais informações,
Contacte-nos 416 656-7250
22 . Passatempos 15 de Novembro 2010

Gossip Horóscopo
Carneiro
Autoridades de Xangai cogitam política do “cão 21-3 A 20-4
único”. Em termos financeiros, não deixe para amanhã aquilo que
pode fazer hoje. Aproveite e faça também exercício físico.
O grande aumento do número de animais domésticos em Xangai,
cidade com 20 milhões de habitantes, levou as autoridades Touro
municipais a cogitar a adoção da política do “cão único”. 21-4 A 20-5
Momento económico favorável. Na saúde, cuidado com o frio.
Assim como a política do filho único aplicada há 30 anos na China Exprima os seus sentimentos sem medo de ser ridículo.

e que continua em vigor, apesar de flexibilizada, a nova lei proibiria
as famílias de Xangai de possuir mais de um cão de estimação, Gémeos
informa a imprensa estatal. 21-5 A 20-6
Cuidado com os gastos supérfluos. Agasalhe-se mais, pois
De acordo com dados oficiais, Xangai tem 800 mil cães, mas poderá constipar-se. Deixe o orgulho de lado e admita os erros.
apenas 25 por cento deles estão registados correctamente.
Caranguejo
21-6 A 20-7
Tudo estará dentro da normalidade em termos financeiros. Não
seja injusto com os seus amigos, pense bem naquilo que diz.

Sudoku Palavras Cruzadas Leão
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 21-7 A 20-8
5 2 A sua saúde, no geral, não vai estar muito bem. Poderá ter
1 tendência para gastar mais do que habitualmente.
8 7 9 2
3 Virgem
2 6 7 4
21-8 A 20-9
4 Sentir-se-á irresistível e sentimental. Na sua saúde. poderão
4 9 1 5 surgir bloqueios de ordem psicológica.
5
3 4 6
Balança
1 3 8 9 7 21-9 A 20-10
Não desleixe a sua saúde e cuide de si. As suas economias estão
8 a descer, tenha algum cuidado.
8 5 6 7
9
6 3 2 10 Escorpião
11 21-10 A 20-11
9 6 Procure ser mais extrovertido sentimentalmente, só tem a
ganhar com isso. Se pretende investir, esta é uma boa altura.
11- Lesta; Usara 11- Orais; Agora Horizontais Verticais
10- Rio 10- Ias
1- Marido e mulher/O m.q. 1- Raça/Desfile de carros;
Sagitário
9- Brisa; Ralho 9- Ricas; Salta
8- Anotara 8- Acatará
móvel; 2- Canídeo doméstico;
21-11 A 20-12
7- Marés; Passa 7- Corro; Parou
6- 6- 2- Época; 3- Tinha conhecimento/Fende;
5- Lesão; Oásis 5- Acabo; Soara 3- Trepas/Coriscos; 4- Entra a bordo; Vá ao médico, nem que seja por rotina. Festeje as datas
4- Figuras; 5- Contusão/Lugar com importantes da sua relação.
4- Embarca 4- Imagens
3- Sabia; Racha 3- Sobes; Raios
2- Cão 2- Era 5- Termino/Constara; vegetação e água, nos desertos;
1- Casta; Corso 1- Casal; Móbil 6- 6-
7- Caminho depressa/ 7- Ocasiões/Atravessa; Capricórnio
VERTICAIS HORIZONTAIS
Palavras Cruzadas Estacionou; 8- Tomara nota de ;
8- Obedecera; 9- Aragem/Repreendo em voz
21-12 A 20-1
Previna-se conta otites. A harmonia reina na sua família. As
9- Abastadas/Pula; alta;
1 4 5 7 6 8 9 3 2
suas finanças poderão sofrer uma quebra acentuada.
10- Seguias; 10- Curso de água;
2 3 8 1 9 4 7 6 5 11- Verbais/Neste momento; 11- Ligeira/Trajara;

Aquário
Anedota
9 7 6 5 3 2 8 4 1

4 2 9 8 7 5 3 1 6
21-1 A 20-2
8 6 7 4 1 3 2 5 9 Cuidado com o excesso de açúcar no sangue. No amor, se não
Um homem embriagado entra num bar e vê uma mesa disser aquilo que sente, ninguém o poderá adivinhar.
onde estão sentados dois rapazes iguais:
3 5 1 6 2 9 4 8 7

5 1 4 9 8 7 6 2 3 - Desculpem, será que estou a ver bem?
6 9 3 2 4 1 5 7 8 - Nós somos gémeos! - responde um deles. Peixes
Ainda incrédulo, o bêbado volta a perguntar: 21-2 A 20-3
- Os quatro? Não deixe que o seu orgulho fira a pessoa que tem a seu lado.
7 8 2 3 5 6 1 9 4 Sudoku
Tente fazer um pé-de-meia, pois mais tarde poderá precisar.

LEIA E DIVULGUE ABC
15 de Novembro 2010 Coisas e loisas . 23
O tratamento BOLSA DE EMPREGOS CIRV
PRECISA-SE
natural da Rosácea -Carpinteiro com experiên-
cia e conhecimento de lei-
arredores e ter alguma ex-
periência. 416-886-7268.
-Pessoal para padaria, com
experiência em atendimen- Precisa-se senhora
António Custódio Barros tura de planta. Contactar to. Tel: 416-245-8100.
Fernando. 416-832-7092. -Pessoa para companhia de portuguesa
A Rosácea é um problema dermatológico, que é de facto descrito jardinagem c/carta de con- -Carpinteiros (rough), com responsável e flexível
desde há mais de 2000 anos. A causa é controversa, pensando-se -Pessoa com o mínimo, 5 dução e experiência em re- experiência. 416-435-3554 para tomar conta
que tem a ver com alterações do sistema de enervação autonómica anos de experiência em in- moção de neve. de senhora idosa
dos vasos sanguíneos cutâneos, podendo estar relacionado com
stalação de cerâmica. 416- 905-507-3915 -Bate-chapas com experiên- fazendo-lhe companhia.
562-1448 cia. 416-604-7000. Por favor contacte
alterações hormonais (serotonina, bradiquinina, endorfinas. etc.), -Pessoal com alguma ex-
assim como as prostanglandinas e a acetilcolina. Aurora
-Carpinteiro com alguma periência em telhados. -Empregada com licença de (416)894-2610.
A prevalência é na América do Norte entre os 5 e os 10%, a rosá- experiência. Contactar Os- 416-893-4594 Real Estate.
cea é rara em pessoas de raça negra e frequente nas pessoas de car da Silva. Fax: 289-232-4645.
pele clara e que têm predisposição genética para ter este distúrbio. 416-219-0071. -Carpinteiro de acabamento
Aparece também com maior frequência na idade média da vida, com experiência. Contactar -Ajudante de cozinha, full e PROFESSORA
podendo iniciar-se no inicio da adolescência. Tem uma classifica- -Condutor com carta “G” 416-816-3572 part-time para churrasquei- PARA PORTUGUÊS
para distribuição de produ- ra na area de Woodbridge.
ção em 5 subtipos e variantes (classificados de 1 a 5), isto é desde
tos alimentares. Deve -Pasteleiro e ajudantes. Anos 5, 6, 7,8
o menos grave o subtipo 1 em que a pessoa tem flushing, princi- 905-856-0666.
palmente em ambientes aquecidos, a pele fica avermelhada, ou tem
conhecer bem Toronto e 416-245-8100. Contactar Dália ou
sensação de picadas, podendo aparecer infecção associada, até a Carlos
subtipos mais complicados como o 3 ou fimatoso em que aparece 416 828 7054
deformações dos tecidos da face, ou no caso do 4 ocular, que atinge
os olhos, podendo resultar em perda de visão por lesões da córnea
etc, o subtipo 5 é o mais grave. SALÃO PRECISA
Os factores que podem agravar os sintomas da doença são: a ansie-
dade, o medo, o frio, o calor, a febre, humidade, os afrontamentos, De
alguns alimentos tais como a capsaina, o chili, o caril assim como CABELEIREIRA
outros condimentos, o café, o chocolate quente, o tomate e o vi-
nagre de vinho, o álcool igualmente tem uma acção muito intensa e Esteticista
agravando a rosácea, pois determinam a dilatação dos vasos san- 647 232 6000
guíneos e acentuam o flush.
Não devemos esquecer que igualmente têm efeitos nefastos certos

ICWEB
produtos tais como os produtos de limpeza com álcool, perfumes
e loções de barbear, produtos com mentol, certos líquidos de lava-
gem corporal e protectores solares.

SOLUTIONS
Muito importante no tratamento desta doença, é a mudança de
hábitos e comportamentos para evitar factores de agravamento, as-
sim como evitar a toma de medicamentos de farmácia, dentro das
suas possibilidades.
Quanto a mudanças que pode ter nos seus hábitos, saliento a neces-
sidade de evitar tomar banho com água quente, evitar os produtos O QUE É?
que atrás apontei e não ingerir os alimentos que exarcebam a rosá-
cea.
Quanto ao tratamento natural aplicar creme com crisântemo, ou
PODERÁ
creme com chá verde e/ou vitaminas, podendo ainda ser aplicado
creme com ácido azelaico. Pode tomar gengibre, enzimas digesti-
SER
vas e vitaminas do complexo B, lactobacilus acidophilus, vinagre
de maçã, rosehips, selénio e zinco. Pode tomar igualmente óleo A
de onagra, que tem efeitos melhoradores especialmente na idade
média da vida. SOLUÇÃO
Além de tudo o que já referi evite enervar-se e reserve algum tempo
exclusivamente para si. PARA
Esta informação, pretende informar e não substituir qualquer opin-
ião médica. O SEU
NEGOCIO
Ficha técnica Contacte:
Propriedade:
ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd 416 738 7687
Director:
Fernando Cruz Gomes
Conselho Empresarial: Fernando Cruz Gomes, Ultimate Fitness
Presidente; Paulo Fernando, Vice-Presidente; Training
Carlo Miguel, Tesoureiro; e Lara Ingrid, Secretária.
Redacção:Fernando Cruz Gomes, Lara Ingrid,
Carlo Miguel, Fernando Jorge, Sérgio Alexandre,
Sónia Catarina,Guida Micael, Cristina Alves
(Lisboa), John Paz (Bradford),
Humberto Costa (Luanda) NUTRICIONISTA /
Raul Quinquino (Hamilton) PERSONAL TRAINER
Secretária de Redacção: Lara Ingrid DISPONÍVEL
Chefe Gráfico: Sérgio Alexandre Para treinar pessoas
Telf. 416 995-9904 * 647 962-6568 de todas as idades. Todo o
* 416 828 6568.
E-mail: admin@abcpcn.com equipamento incluído.
director@abcpcn.com Vou a sua casa,
advertising@abcpcn.com escritório ou apartamento.
Contacto:
725 College St. PO Box 31064 TORONTO ON HUGO SILVA,
M6G 1C0 647-893 4509
Aprender como se “ganha” uma criança Lara Ingrid/Sérgio Alexandre

“Baby Times Show” instrutivo
e a apelar ao futuro que... aí vem
Um filho é a prenda espectacu- como um menos bom, depen- irão ser colhidos. Desde o berço, sim...
lar que, com a ajuda de Deus e dendo, às vezes, daquilo que for Uma criança é um ser inteli- A maneira como são criados
de duas pessoas que se amam aprendendo dos pais. gente, que é até capaz de sentir desde o berço tem influência
muito, pode acontecer. Uma quando está ou não a mais. E ao naquilo em que irão transfor-
criança é uma imagem pequena Não existe nenhuma respon- mesmo tempo é inocente, pois mar-se. Quando um filho está
de nós próprios. Quase como sabilidade maior que essa, e ao não pediu para vir ao mundo... triste, são os pais dele que... o
um pequeno adulto. Essa ima- mesmo tempo, os frutos dessa se os próprios pais não estavam põem feliz. Quando um filho
gem pode vir a ser um bom ser, responsabilidade mais tarde prontos para o receber. está doente, são os pais que,
em primeira análise, o tratam.
Quando um filho é desobedien-
te, são os pais que o castigam.
Quando um filho precisa de
ajuda, são os pais que o ajudam.
Quando um filho perde a esper-
ança, são os seus pais que a dão
de volta. Quando um filho pre- visto o seu filhote em 3d através treinar um cão para se adaptar
cisa ser perdoado, são os pais dum ultrasound dependendo de a criança sem ficar com ciumes.
que lhe perdoam. Quando um quantos meses já estivessem. Três dias de “trabalho”
filho sente frio, são os seus pais E aprender informação que ira Também para crianças houve
que lhe dão o seu próprio calor. ajudá-las ate ao dia do parto pinturas de cara de vários de-
Quando um filho precisa de aju- como guardar a corda umbilical senhos. Muitas pessoas ench-
da nos deveres de casa, são os que um dia, poderá vir a salvar eram a sala do Metro Conven-
seus pais que o ajudam da mel- a sua família com o próprio tion Centre que levou efeito
hor maneira que sabem. Se um sangue do bebe. esta exposição 3 dias...desde o
filho se perde, são os seus pais Lá também se encontravam dia 12 ate 14 de Novembro.
que vão à sua procura. Se um roupinhas até giras, e eu não Uma parte que achei engraçada
filho perder a sua auto-estima, resisti e comprei um que dizia foi ver o ursinho que estava a
são os seus pais que lhe indicam “wild child” para o meu que ai- passear pela sala toda. Eu não
tudo o que ele sabe. Quando um nda esta para vir... Como tinha resistirei e tirei uma foto com
filho vem a dizer que fizeram bibes, chupetas e copinhos à ele. La no Metro Convention
pouco dele e está em lágrimas, venda. Centre encontramos compa-
são os seus pais que o dizem o Para os filhotes mais crescidin- triotas... e o Jornal ABC quis
quanto são especiais. hos, havia uma chance de tirar saber o que eles acharam da-
Não importa o que acontece, os uma foto como fotógrafos pro- quilo. “Ja tinha ouvido falar de-
pais estão sempre lá. fissionais vestidos na quadra sta exposição mas nunca tinha
O “Baby Times Show” natalícia. Só que o truque era ideia que era assim. Vim com a
No passado fim de semana, conseguir que a criança olhasse minha mulher e foi a primeira
decorreu pelo sexto ano con- para o fotografo, pois com tan- vez . Nunca tinha ideia que
secutivo o Baby Times Show, tas bolinhas à volta dela, era era assim. Muita gente. Muitas
no Metro Convention Centre. difícil conseguir a concentração prendas que dão e aprendemos
O Jornal ABC, como não pode- total. muito. Eu tenho dois pequenos
ria deixar de ser, esteve presen- Como já dissemos, houve tam- e é bom trazê-los até cá”, con-
te para assistir à exposição que bém participação da policia. tou-nos António Patrício.
teve cerca de 250 vendedores Uma a explicar a maneira cor- Para o ano... voltamos lá e
diferentes. recta de pôr a cadeirinha no então, por essa altura, já somos
Não porque fui em serviço, mas carro e a outra a ensinar como capazes de ir acompanhados...
também quis participar por uma
razão pessoal, é que, em bereve,
serei mãe e achei interessante
em estar por lá.
Na exposição houve desde o
Baby-R-Us até à policia que fez
demonstrações várias, designa-
damente ensinando a introduzir
a cadeirinha do bebe no carro
da maneira mais correcta.
Para todas as senhoras à espera
de ser mães... lá podiam ter