You are on page 1of 30

AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

1
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Gráfico mostrando o efeito do Cromo na resistência à oxidação dos Aços Inoxidáveis

2
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

PERDA MASSA(g/pol quadrada) 52 meses

CROMO %
Influência do cromo na corrosão atmosférica de aço baixo carbono 3
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

EFEITO DOS ELEMENTOS DE LIGA


12% Cr mínimo em solução sólida na matriz forma uma película
passiva de pequena espessura, excelente aderência.à superfície

O Cr atua com estabilizador de α


%Cr eq= (%Cr) + 2 (%Si) + 1,5(%Mo) + 5(%V)+ 5,5(%Al)+ 1,75(%Nb)+ 1,5(%Ti)+ 0,75(%Wi)

O Ni atua com estabilizador de γ e melhora a resistência à corrosão a alta


temperaturas.
%Ni eq= (%Ni) + (%Co) + 30(%C) +25(%N)+ 0,5(%Mn)+ 0,3(%Cu 4
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

CLASSIFICAÇÃO QUANTO A MICROESTRUTURA

Martensíticos (Fe, Cr)

Ferríticos (Fe, Cr)

Austeníticos (Fe, Cr, Ni)

Endurecíveis por precipitação

Duplex

5
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Diagrama de Schaefler mostrando a composição


dos principais grupos de Aços Inoxidáveis

6
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

NÍQUEL EQUIVALENTE % em peso

7
CROMO EQUIVALENTE %em peso
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

TIPOS BÁSICOS DE AÇOS


FERRÍTICOS AUSTENÍTICOS MARTENSÍTICOS
•11 %Cr 20, %C 0,3 •17 %Cr 25 ; •12 %Cr 18;0,1 %C
6 %Ni 20 1,2

0,2%C
1,0%C

8
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

AÇO INOXIDÁVEL FERRÍTICO (AISI 400)


Composição %C: baixo (0,07 a 0,20)
química %Cr: Médio (de 11,5 a 20 %Cr)
%Ni: isento
Custo Médio
Resistência à Baixa
corrosão
Propriedades Dureza baixa
Conformabilidade média
Ferromagnéticos
Resistência em altas temperaturas são ruins se comparadas à dos
austeníticos.
Tenacidade limitada a baixas temperaturas.
Não endurecíveis por tratamento térmico
Aplicações Adornos de automóveis, gabinetes de fogões, geladeiras e máquinas de
lavar, revestimento de elevadores, balcões frigoríficos,pias, talheres e
moedas.

9
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

AÇO INOXIDÁVEL MARTENSITICO (AISI 400)


Composição %C: médio a alto (0,15 a 1,20)
química %Cr: Médio (de 11,5 a 18 %Cr)
%Ni: isento
Custo Médio
Resistência à Média
corrosão
Propriedades Dureza elevada
Resistência ao desgaste elevada
Conformabilidade média
São ferromagnéticos
Aplicações Instrumentos : de medidas, odontológicos, cirúrgicos e
hospitalares. Lâminas de corte facas Moldes para plástico moldes
para indústria de vidro

10
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Diagrama de revenimento
dos aços inoxidáveis
martensíticos
ABNT 410 e 420.

11
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

AÇO INOXIDÁVEL AUSTENÍTICOS (AISI 200 e AISI 300)


Composição %C: Baixo 0,03 a 0,15 %Cr: Alto 16 a 26 %Ni: alto (6 a 22%).
química
Custo Alto
Resistência Elevada
à corrosão
Propriedades Dureza: média
Conformailidade: média
Classe ABNT 200: com Cr e Mn (5 a 15 %Mn)
Classe ABNT 300: com Cr e Ni (classe típica com 18%Cr, 8%Ni e 2%Mn).
Não endurecíveis por TT
O encruamento aumenta bastante a resistência
Propriedades criogênicas excelentes
Resistências mecânica e à corrosão em altas temperaturas excelentes
Aplicações Equipamentos em geral para Indústria: aeronáutica, alimentícia, cosmético,
fotografia, hospitalar, laticínio, odontológica e de tintas. Construção civil.
Facas, pias, cubas e baixelas. Lâminas. Instalações criogênicas. Destilarias.
Componentes para uso em altas temperaturas: peças para fornos, caixas
12
para recozimento e cementação. Peças para motores a jato. Trocadores de
calor. Válvula motores combustão interna. Eletrodos. Varetas de solda
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

FERRÍTICO (100x) DÚPLEX FERRITA-


AISI 409 AUSTENITA

AUSTENÍTICO (250x)
AISI 316

13
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

MARTENSÍTICOS

14
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

AÇOS UTILIZADOS DE ACORDO COM O MEIO

Atmosfera Atmosfera Atmosfera Atmosfera Atmosfera Atmosfera Atmosfera


neutra e industrial marítima salina química química química
úmida neutra oxidante redutora

201 202 201 202 201 202 316 201 202 201 202
205 205 205 316L 205 205 316
301 302 301 302 301 302 317 301 302 301 302 316L
303 304 303 304 303 304 303 304 303 304 317
304L 305 304L 305 304L 305 304L 305 304L 305
308 309 308 309 308 309 308 309 308 309
310 314 310 314 310 314 310 314 310 314
316 317 316 317 316 317 316 316L 316 316L
316L 316L 316L 317 317

15
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Sensitização e Corrosão Intergranular

16
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Corrosão intergranular...
... causada por SENSITIZAÇÃO
(precipitação de carbonetos de
cromo, ou de fases ricas em
cromo, nos contornos de grão).

17
Ocorrências na microestrutura de aços inoxidáveis que
podem prejudicar a resistência à corrosão.

18
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

19
Aço inoxidável austenítico (a) com estrutura monofásica maclada e (b) sensitizado
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Aço inoxidável austenítico ABNT 316 apresentando corrosão sob tensão


devido à exposição em meio contendo cloreto. Seção transversal. 200x 20
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Aço inoxidável austenítico levemente encruado apresentando corrosão sob tensão.


21
Trincas transgranulares e ramificadas. Com ataque (ácido oxálico).
Gráfico mostrando a composição

do Aço Inoxidável ABNT 304 e a

adição de elementos de liga

objetivando melhorar determinadas

propriedades

22
AÇOS RESISTENTES A CORROSÃO

Efeito do encruamento
sobre a resistência de
vários tipos de aços.

23
Ligas resistentes à corrosão e oxidação

24
Atividade 12: entrega no e-mail rodrmagn@fei.edu.br, em arquivo .doc
1. De que maneira pode-se endurecer um aço inoxidável ferrítico? Justifique sua
resposta.

2. Duas chapas de aço inoxidável austenítico soldadas e expostas em um meio


corrosivo sofrem corrosão na região da solda. Por que isto ocorre? Qual(is) a(s)
solução(ões) para evitar a corrosão?

• Responda com base nas informações dadas sobre o aço inoxidável martensítico AISI
420:

Quais os tratamentos térmicos para obtenção de máxima resistência mecânica,


sabendo que na condição de fornecimento o material está recozido?
Quais as mudanças estruturais que ocorrem no material após os tratamentos
térmicos descritos no 1° item?
Como as mudanças estruturais descritas no 2° item afetam a resistência à corrosão
e a tenacidade deste material?
Como devem ser os tratamentos térmicos deste aço para obtenção da maior
resistência à corrosão juntamente com a menor fragilidade possíveis? O que
acontecerá, neste caso, com a resistência mecânica?

25
OUTROS TIPOS DE AÇOS
INOXIDÁVEIS

• Em alguns tipos de aços inox o o Ni é


substituído pelo Mn
Ex: Aços ao Cr, Ni, Mn tem propriedades
similares aos aços Cr-Ni porém com custo
menor
• Aços inoxidáveis nitrônicos aços com 0,14-
0,32% de Nitrogênio
26
27
AÇOS INOXIDÁVEIS
(DUPLEX)
Criado na década de 1970, esse
material é muito usado em ambientes
que exigem alta resistência à corrosão,
como centrífugas para produção de
sabonetes em indústrias químicas e
bombas hidráulicas que trabalham na
indústria petrolífera e de mineração, em
contato com meios lamacentos
28
OUTROS TIPOS DE AÇOS
INOXIDÁVEIS (ENDURECÍVEIS POR
PRECIPITAÇÃO- HP)
• São ligas cromo-níquel que podem ser
endurecidas por tratamento de envelhecimento.
• Podem ser austeníticos, semi-austeníticos ou
martensíticos, sendo que a classificação é feita de
acordo com a sua microestrutura na condição
recozida.
• Para viabilizar a reação de envelhecimento, muitas
vezes se utiliza o trabalho a frio, e a adição de
elementos de liga como alumínio, titânio, nióbio e
cobre.
29
PROPRIEDADES MECÂNICA
DOS AÇOS LIGADOS

Fonte: Prof. Arlindo Silva - IST 30