You are on page 1of 10

Estrangeirismo

08.12.2009

Autor e Co-autor(es)

Autor Fabiane de OLiveira Braga Felício

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL


DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Co-autor(es)

Edna Maria Santana Magalhães

Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de Componente


Tema
Ensino Curricular
Produção, leitura, análise e reflexão
Ensino Médio Língua Portuguesa
sobre linguagens
Educação de Jovens e
Língua Portuguesa Análise lingüística
Adultos - 2º ciclo
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Análise e reflexão sobre a língua
Análise lingüística: léxico e redes
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa
semânticas
Análise lingüística: modos de
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa
organização dos discursos

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula

A partir das aulas que aqui serão propostas, espera-se que os alunos sejam capazes de:

1) Conhecer a origem da Língua Portuguesa;

2) Pesquisar e estudar as palavras de outras línguas que foram inseridas na Língua


Portuguesa;
3) Reconhecer e analisar a influência das palavras estrangeiras usadas no dia a dia na
língua portuguesa em qualquer produto, lugar ou situação;

4) Analisar as funções do uso de palavras estrangeiras em músicas.

Duração das atividades

7 aulas

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

O aluno deverá ser capaz d: a) identificar palavras estrangeiras; b) reconhecer o


significado das palavras estrangeiras dentro de um determinado contexto; c) fazer
pesquisas e abordar o tema solicitado de uma forma suscinta; d) redigir textos de forma
argumentativa; e)confeccionar gráficos percentuais.

Estratégias e recursos da aula

1ª aula

1ª atividade

Professor prepare cópias da música Samba do Approuch de Zeca Baleiro.

http://letras.terra.com.br/zeca-baleiro/43674/
(Acesso feito dia 3/10/2009)
Converse com os alunos sobre a letra da música. Distribua para cada aluno o
questionário abaixo.

1) O que você percebe de diferente na letra dessa música?


2) Em quais línguas algumas palavras foram escritas?
3) Qual a intenção do compositor ao usar outros idiomas?
4) Marque no texto todas as palavras estrangeiras.
5) Você conhece o significado delas e a qual idioma cada uma pertence?
6) Qual o nome utilizado para esse tipo de uso de linguagem?
7) O que estrangeirismo?
8) Como surgiu?
9) Por que ocorre?

Faça um círculo e proponha uma discussão acerca das questões acima.

2ª atividade

Após esse diálogo, entre com o conceito de ESTRANGEIRISMO.

ESTRANGEIRISMO

Todo e qualquer emprego de palavras, expressões e construções estrangeiras em


nosso idioma. Classificam-se em: francesismo, italianismo, espanholismo, anglicismo
(inglês), germanismo (alemão), eslavismo (russo, polaco, etc.), arabismo, hebraísmo,
grecismo, latinismo, tupinismo (tupi-guarani), americanismo (línguas da América),
entre outros.

http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?
palavra=estrangeirismo&id=5097 (Acesso feito dia 3/10/2009)

Somos constantemente bombardeados com o estrangeirismo e muitas vezes nem o


percebemos. Veja um vídeo que mostra como convivemos a todo o momento com ele.

http://www.youtube.com/watch?v=Y-2efqGXo2A&feature=related (Acesso feito dia


3/10/2009)

2ª aula

Professor, providencie cópias da música Pela Internet de Gilberto Gil.


Peça aos alunos que façam uma análise do texto e suas interferências idiomáticas.
Instigue-os a fazerem uma abordagem linguística dos termos utilizados pelo
compositor.
Após a discussão, reflita com eles o porquê do uso do estrangeirismo. Se quiser, utilize
a argumentação abaixo:

Podemos afirmar que nos dias de hoje convivemos com um número maior de termos
ingleses (anglicismos) que nos remetem ao mundo da informática e que já
incorporamos ao nosso cotidiano. Como a tecnologia é desenvolvida e registrada
predominantemente em inglês, os termos oriundos das mesmas, justificam o uso das
palavras mais expressivas, e por mais que existam palavras aparentemente semelhantes
no português, muitas vezes, a substituição não dá o mesmo sentido, a mesma
sonoridade na comunicação. Está ai uma das justificativas para se usar o
estrangeirismo.

3ª aula

1ª atividade

Trabalhe a origem da Língua Portuguesa e as influências idiomáticas sofridas por este


dialeto.
Abaixo, uma sugestão de um texto que fala sobre a História da Língua Portuguesa.

http://queremosportugues.multiply.com/journal/item/19 (Acesso feito dia 14/10/2009)

2ª atividade

Como é sabido, todas as línguas do mundo sofreram influências de outras e com o


português não foi diferente. Para que os alunos possam entender melhor esse contexto,
leve-os alunos à biblioteca e sugira que, em grupo, pesquisem algumas palavras que
foram aportuguesadas e que vieram de outros idiomas.

Exemplos:

Do francês:

DOSSIER - “processo, documentação”; pasta com documentos;


ENQUÊTE - “pesquisa de opinião, inquérito, investigação, sondagem, sindicância”;
RÉVEILLON - festa com baile e ceia que se faz na véspera do ano novo;
TOUR - passeio turístico;
Do japonês
SASHIMI - fatia de peixe cru, saboreada com molho de soja;
SUSHI - bolinho feito de arroz, peixe cru, ovas de peixe e outros ingredientes;
IOGA (inglês: yoga). No Sânscrito tem o sentido de “união” e, na prática, significa
“meditação” (abstração do espírito, em que a alma, mediante a contemplação, atinge
completa união com o “Supremo Ser”).
Do inglês
BEST-SELLER - livro de grande tiragem e de grande venda; o livro mais vendido;
grande sucesso das editoras; BIKE - “bicicleta”;
BLACK-OUT - ao pé da letra: “exterior negro” ou “negrume”. Designa a ausência
total de luz; no Brasil usou-se a forma portuguesa “apagão”;
BREAK FAST - “café da manhã”;
CHECK-UP - exame médico abrangente que permite o estudo correto dos órgãos;
DELIVERY - entrega em domicílio;
DESIGN - “projeto, desenho, esboço”;
EXPERT - “hábil, perito, especialista”;
EXPRESS - “expresso”;
FASHION - “moda; que chama atenção”;
FLAT ¬ - apartamento, andar, escritório;
FREE - “livre”
LOOK - “aspecto, aparência”; que diz respeito à moda do momento;
KNOW-HOW - conhecimento técnico ou cultural e administrativo; o saber realizar;
tecnologia;
MADE IN... - “feito em...”;
MISS - “menina; dama; rainha da beleza e da moda”;
OFFICE-BOY - corresponde ao “moço de recados” ou “contínuos”. Emprega-se
com mais freqüência na forma abreviada: boy (bói);
OUTDOOR - painel, cartaz de rua;
PEDIGREE - “estirpe, linhagem, registro genealógico de um animal de raça;
PIERCING - enfeite perfurante usado em várias partes do corpo;
SELF-SERVICE - estabelecimento comercial no qual o cliente se serve a si próprio;
auto-serviço;
SHOPPING CENTER - “centro comercial” ou “centro de compras”; edifício com
vários estabelecimentos comerciais;
SLOGAN - frase breve e persuasiva; jargão usado por publicitários, políticos etc.;
STANDARD - “padrão, critério”;
TRAILER - parte de filme que ainda vai ser exibido;
VIP - da sigla inglesa de very important person (pessoa muito importante); < /p>

Peça os alunos que levem para sala de aula, exemplos de estrangeirismo do cotidiano
deles: objetos pessoais, comidas, bebidas, convites etc.

4ª aula

1ª atividade

Faça grupos com os alunos para que possam discutir o que cada um levou para a sala
de aula. Sugira que façam um relatório, organizando os itens levados por critérios
estabelecidos por eles mesmos.

Exemplo: Comida: Pão “Seven Boys” Produtos de higiene: “shampoo”

http://www.inglesnosupermercado.com.br/wp-content/uploads/2009/08/p%C3%A3o-
bisnaguinha-seven-boys.jpg (Acesso feito dia 3/10/2009)
http://www.marielababy.com.br/eshop.admin/imagens/marielababy/Thumbs/TN500_Sh
ampoo%20JJ%20tradicional.JPG (Acesso feito dia 3/10/2009)

2ª atividade

Após a separação dos materiais levados pelos alunos, peça que, ainda em grupos,
troquem o estrangeirismo por palavras da língua portuguesa que mais se adequam ao
contexto.

Veja o modelo abaixo:

Hoje no café da tarde quero tomar um leite batido e depois ir às lojas. Preciso comprar
um rato novo para meu ordenador.
Usando o estrangeirismo:
Hoje no coffee break quero tomar um milk shake e depois ir ao shopping. Preciso
comprar um mouse novo para meu computador.

Posto isto, façam um círculo para a apresentação dos trabalhos.


Os alunos deverão dialogar sobre o impacto dessa troca de idioma.

1)Será que já nos acostumamos ao estrangeirismo?


2) O lanche perderia seu sabor se chegássemos a uma lanchonete e pedíssemos um
leite batido no lugar do tradicional milk shake?
3) Sempre sabemos o significado em outro idioma quando compramos alguma coisa?

Monte um painel para ficar exposto no mural da sala ou em algum outro espaço da
escola, como a biblioteca.

5ª aula

1ª atividade

Distribua a cópia da tirinha abaixo.


http://languageworld.files.wordpress.com/2008/07/estrangeirismo-1.jpg ( Acesso feito
dia 3/10/2009)

Após a leitura da tirinha acima, lance aos alunos a seguinte pergunta:

Qual a interpretação que a tirinha nos proporciona?

Espera-se que os alunos concluam que a criança está em fase de alfabetização e está
letrada no estrangeirismo, ou seja, apresenta dificuldades do próprio idioma, mas
apresenta conhecimento de uma palavra estrangeira dentro de um contexto da língua
portuguesa.

2ª atividade

Leve para a sala de aula, manchetes de jornais e solicite aos alunos que produzam um
texto que contenham palavras estrangeiras. Após essa atividade, monte grupos e peça
que eles separem as manchetes e textos produzidos nos diferentes temas que compõem
os cadernos de jornais: educação, esporte, política, comércio, e etc.

3ª atividade

Leve para a sala de aula revistas que possam ser recortadas e peça que os alunos
procurem palavras estrangeiras que aparecerem, recortem-nas e monte um painel
expondo as palavras e sua origem, ou seja, de quais países elas vieram. Se necessário
leve os alunos à biblioteca para fazerem pesquisarem a origem das palavras (ou ao
laboratório de informática para fazerem a pesquisa na internet). Depois, peça que
façam um gráfico para demonstrar em porcentagem, qual idioma predominou nos
recortes dos alunos nessa atividade.
Veja modelo abaixo:

http://dicasmsnspaces3.spaces.live.com/Blog/cns!E121F73D048C70ED!1526.entry
( Acesso feito dia 3/10/2009)

Preparação para a próxima aula:


Solicite uma pesquisa sobre Projetos de lei em defesa da Língua Portuguesa, levantar
dados sobre a existência ou não de um projeto de Lei que defenda a nossa Língua
contra ou a favor do Estrangeirismo;

6ª aula

Após a pesquisa, faça um círculo e discutam os dados coletados pelos alunos. Deixe os
alunos exporem suas opiniões sobre o assunto. O professor deverá mediar a discussão
do grupo.
O link abaixo apresenta um artigo sobre o projeto de lei criado pelo deputado Aldo
Rebelo
http://www.comciencia.br/reportagens/linguagem/ling04.htm ( Acesso feito dia
14/10/2009)

7ª aula
Hora de produzir! Agora que os alunos já discutiram, pesquisaram e estão inteirados
com o tema em estudo: “Estrangeirismo no Brasil”, solicite que façam,
individualmente, uma dissertação sobre os pontos positivos e negativos do uso de
palavras estrangeiras e qual abordagem seria viável para sanar esse “problema”.

Recursos Complementares

1) Música do Gabriel, o pensador.

http://www.youtube.com/watch?v=JUlBIzh4QWQ&feature=related

2) Reportagem sobre estrangeirismo: Faculdade Faminas.

http://www.youtube.com/watch?v=tMJ3WL5_tD0&feature=related

Avaliação

Observe a evolução de cada aluno em relação às abordagens feitas sobre o


estrangeirismo; a participação na pesquisa das palavras solicitadas. Na produção de
texto, analise o desenvolvimento das habilidades de argumentação expostas e a
utilização da norma culta.
Professor, é importante que após a produção de texto haja uma socialização do texto
produzido pelos alunos ( leitura em grupo, leitura para toda a turma, exposição em um
mural), para que a atividade atinja seu objetivo principal, levar a leitura ao seu
interlocutor.