Bioimmagini Resumos

  FUNDAMENTOS DE RADIOLOGIA ² Radiação propagação de energia através do espaço sob a forma de ondas ou de energia cinética de partículas. ² Radiação ionizante radiação com a capacidade de romper as ligações atómicas e moleculares da matéria alvo. ² Interacções com a matéria Dependendo da energia e da frequência dos fotões incidentes, as radiações podem ser absorvidas ou passar sem atenuação através dos diversos tecidos. Fotão incidente Materia + Par de iões emitidos -

² RAIOS X j Moles Não servem para nada (f = 3*10^16 3*10^18) j Diagnóstico (f = 3*10^18 3*10^19) j Radioterapia (f = 3*10^19 3*10^21) ² Relação Frequência-Comprimento de onda y = c/f j comprimento de onda no meio j c velocidade de propagação da onda electromagnética no meio (3*10^5 Km/s no caso do vácuo) j f frequência da onda ² Relação frequência-energia y E = hf j E energia da onda j h constante de Plank (= 6,25*10^34 J/s) E f A matéria ioniza-se a partir dos RX moles pois como têm uma baixa energia não transpõem os tecidos e cedem toda a sua energia a estes (não são usados em medicina).

y

  DANOS DERIVADOS DA EXPOSIÇÃO À RADIAÇÃO IONIZANTE ² Radiação ioniza a matéria ² Iões produzidos e radicais livres interagem com os outros átomos provocando danos ² Efeitos a longo prazo: y Mutações celulares (ao nível somático) y Leucemia e neoplasias y Mutação das células (germinali) ² Efeitos a curto prazo:

  RADIOLOGIA TRADICIONAL ² Os RX têm propriedades que mais nenhum outro tipo de radiação tem ² Substâncias combinadas com os RX tornam-se fluorescentes ² Produto de imagem com cores diferentes para diferentes substâncias   IMAGEM DE RAIOS X ² Importância dos fotões X: y Penetração: penetram nos tecidos e são passíveis de serem modificados em intensidade. em função da densidade dos tecidos Permitem obter um mapa em tons de cinza das estruturas iluminadas . Fluorescência: os RX estão fora da banda do visível pelo olho humano. ² Lei de Lambert-Beer . por exposição continuada. melhor protector e com o menor custo. mas provocam fluorescência de substâncias específicas (possibilita converter uma imagem de irradiação numa imagem visível) y y Acção físico-química: podem ser utilizadas para bombardeamento selectivo de zonas específicas valência terapêutica   MATÉRIA E OS RX ² Medúla Ossea e Intestino: Super sensíveis e podem eles próprios desenvolver tumores.y y y Necrose celular Tipicamente visíveis depois de alguns dias Envelhecimento precoce ou morte ² Elementos de protecção: y Colete (abdómen e tórax) y Colar (traqueia) y Outro (genitais?) y Não se protege a cabeça pois está fora do alcance da ampola de RX ² A radiação mata as células passado algum tempo e não no instante preciso em que são irradiadas ² Curiosidade: A pele das mãos de cirurgiões interventistas parecem de uma pessoa com 80 anos. mas envelhece. deve-se ter muito cuidado ² As células tumorais ficam super sensíveis a temperaturas que rondam os 40º-42º pelo que ficam mais vulneráveis aos RX ² As protecções a usar devem ter no mínimo protecção decimante!! ² Para as protecções usa-se normalmente o chumbo porque é o mais versátil. Não faz qualquer mal.

dx j N Nº total de fotões (incidentes/irradiados) j N Nº de fotões emergentes/transmitidos j Coeficiente de atenuação linear ² Parte dos fotões incidentes vem absorvida pelo corpo ² O coeficiente de atenuação linear ( ) regula a interacção entre tecido e RX (como a impedância acústica nos US) ² Quanto mais alto for o valor de .y y N = N . mais absorve os RX.x) LEI LINEAR!!! dN/N = . o mais alto no corpo é o osso (devido à presença de cálcio!!) Não é a densidade do tecido mas está relacionado ² Tudo o que está na direcção de projecção não se vê por isso nasceu a TAC ² Como a imagem RX é 2D vemos o efeito da atenuação dos tecidos ² .e^(.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful