You are on page 1of 7

1

Curso: Eletrônica
Componente: Instalações Elétricas Residenciais
Docente: Cleber Cosme Bueno
03/2010
APOSTILA
Geração, Transmissão e Distribuição de Energia

INTRODUÇÃO
A geração de energia elétrica é a transformação de qualquer tipo de energia em
energia elétrica. Esse processo ocorre em duas etapas. Na 1ª etapa uma máquina
primária transforma qualquer tipo de energia, normalmente hidráulica ou térmica, em
energia cinética de rotação. Em uma 2ª etapa um gerador elétrico acoplado à máquina
primária transforma a energia cinética de rotação em energia elétrica.
Como exemplo podemos tomar uma hidroelétrica onde uma turbina hidráulica
transforma a energia potencial da água em desnível, em energia cinética de rotação que é
transferida a um eixo acoplado a um gerador, tal como mostrado na figura 1.
2

Figura 1 – Hidrelétrica

1. O SISTEMA DE GERAÇÃO
O sistema de geração é formado pelos seguintes componentes: Máquina primária,
geradores, transformador e sistema de controle, comando e proteção.

1.1. MÁQUINA PRIMÁRIA


É a maquina primária que faz a transformação de qualquer tipo de energia em
energia cinética de rotação para ser aproveitada pelo gerador. Por exemplo, a máquina
que transforma a energia liberada pela combustão do gás em energia cinética é a turbina
a gás.
As principais máquinas primárias utilizadas hoje são motores Diesel, turbinas
hidráulicas, turbinas a vapor, turbinas a gás e eólicas. Normalmente as centrais elétricas
onde as máquinas primárias são turbinas a vapor, as centrais são classificadas em
relação ao combustível utilizado para aquecer o vapor. Onde ocorre o processo de
combustão as centrais são chamadas de termelétricas e onde ocorre o processo de fissão
nuclear são chamadas de termonucleares.

a) HIDRÁULICAS
Toda eletricidade é proveniente de uma fonte de energia encontrada na natureza,
como os combustíveis fósseis, os ventos, entre outros. Nas hidrelétricas este princípio
não é diferente.
A fonte de energia é a energia potencial de um volume de água, em função da
diferença de altitude entre o montante e a juzante.
Para iniciar o processo de conversão da energia potencial da água em energia
elétrica, a água dos reservatórios é captada, através de um sistema de adução onde a
água é transportada através de condutos de baixa pressão. Os condutos de baixa
pressão possuem uma declividade muito baixa, pois a sua finalidade é apenas o
transporte da água até a entrada dos condutos forçados, que conduzem a água até a
casa de máquinas onde se encontram as turbinas.

Figura 2 – Exemplo de turbinas em barragens

A turbina hidráulica é uma máquina com a finalidade de transformar a energia


cinética do escoamento contínuo da água que a atravessa em trabalho mecânico. Para
isso elas são equipadas com uma série de pás (ou conchas, no caso das turbinas Pelton).
Quando a água atravessa essas pás, as turbinas giram com uma grande força. A força
com que gira essa turbina depende inicialmente da altura da queda de água, que
corresponde, aproximadamente, a diferença de altitude entre a adução e a entrada da
turbina.
3

Figura 3 – Tipos de Turbinas

I. Turbinas de Reação (ou propulsão): São turbinas em que o trabalho mecânico é


obtido pela transformação das energias cinéticas e de pressão da água em escoamento
através do rotor. As turbinas de reação são as do tipo Francis e Kaplan.
II. Turbinas de Ação (ou impulso): Aquela em que o trabalho mecânico é obtido pela
obtenção da energia cinética da água em escoamento através do rotor. As turbinas de
ação são as do tipo Pelton.

b) DIESEL
O motor Diesel é uma maquina térmica, ou seja, transforma energia térmica em
energia mecânica através do mesmo principio de funcionamento dos motores a explosão.

c) TERMELÉTRICAS
As máquinas a vapor. Elas foram fundamentais para o acontecimento da revolução
industrial.

d) TERMONUCLEARES
As usinas termonucleares funcionam utilizando o mesmo princípio de
funcionamento das usinas térmicas. O que torna essas usinas especiais é o combustível
utilizado. Ao invés de uma reação química de combustão, o que acontece é uma liberação
de energia a nível atômico.

País Eletricidade de origem


nuclear
França 70%
Bélgica 67%
Suécia 50%
Suíça 39%
Alemanha 30%
Espanha 29%
Japão 25%
Tabela 1 – Percentual de eletricidade de origem nuclear
4

e) TURBINA A GÁS
As primeiras turbinas a gás foram idealizadas a mais de 150 anos. Os grandes
avanços tecnológicos que viabilizaram o desenvolvimento das turbinas a gás são mérito
da indústria aeronáutica

f) TURBINAS EÓLICAS
Uma turbina eólica obtém potência convertendo a força dos ventos em um torque
atuando nas pás do rotor.

2. GERADORES
2.1. INTRODUÇÃO
Geradores são máquinas destinadas a transformar energia mecânica em energia
elétrica, ou seja, eles transformam a energia cinética de rotação das máquinas primárias
em energia elétrica. Contudo, os geradores são dimensionados de acordo com a potência
que a máquina primária pode fornecer.
Praticamente toda a energia consumida nas indústrias, residências, cidades,
etc...,são proveniente destes geradores.

2.2. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO


A característica principal de um gerador elétrico é transformar energia mecânica
em elétrica. Para facilitar o estudo do princípio de funcionamento, vamos considerar
inicialmente uma espira imersa em um campo magnético produzido por um ímã
permanente (Figura 4). O princípio básico de funcionamento está baseado no movimento
relativo entre uma espira e um campo magnético. Os terminais da espira são conectados
a dois anéis, que estão ligados ao circuito externo através de escovas. Este tipo de
gerador é denominado de armadura giratória.

Figura 4 – Princípio de Funcionamento do Gerador

Note que o número de pólos da máquina terá que ser sempre par, para formar os
pares de pólos. Na tabela 2 são mostradas, para as freqüências e polaridades usuais, as
velocidades síncronas correspondentes.

Número de 60 50
pólos Hz Hz
2 3600 3000
4 1800 1500
6 1200 1000
8 900 750
5

10 720 600
Tabela 2 – Velocidades Síncronas (rpm)

2.3. TIPOS DE ACIONAMENTOS


A - Grupo Diesel
São geradores acionados por Motores Diesel;
Potência: 50 a 1500 kVA
Rotação: 1800 rpm (IV pólos)
Tensão: 220, 380 ou 440 V - 50 ou 60 Hz.
B - Hidrogeradores
São geradores acionados por Turbinas Hidráulicas;
Potência: até 20.000 kVA
Rotação: 360 a 1800 rpm (XX a IV pólos)
Tensão: 220 a 13.800 V
C - Turbogeradores
São geradores acionados por Turbinas a Vapor;
Potência: até 20.000 kVA
Rotação: 1800 rpm ( IV pólos )
Tensão: 220 a 13.800 V

3. TRANSFORMADORES
Uma vez gerada a energia elétrica, existe a necessidade de se compatibilizar o
nível da tensão de saída com a tensão do sistema ao qual o grupo gerador será ligado. O
equipamento utilizado para elevar ou rebaixar o nível de tensão é o transformador. Desta
forma um grupo gerador que gera energia a uma tensão de 13.8 kV pode ser ligado a
uma linha de transmissão de 69kV desde que um transformador de 13,8/69 kV faça o
ajuste da tensão.

4. TRANSMISSÃO
Os pontos de geração normalmente encontram-se longe dos centros de consumo.
Torna-se necessário elevar a tensão no ponto de geração, para que os condutores
possam ser de seção reduzida, por fatores econômicos e mecânicos (O cabo para
conduzir a energia com de tensão 13,8 kV deverá ter diâmetro de 13 cm, sendo que para
conduzir sob a tensão de 138 kV deverá ter diâmetro de 1,3 cm) e diminuir a tensão
próxima do centro de consumo, por motivos de segurança. O transporte de energia é feito
em linhas de transmissão, que atingem até centenas de milhares de Volts e que
percorrem milhares de quilômetros.
6

Figura 5 – Linha de Transmissão


5. SUBESTAÇÃO DISTRIBUIDORA
A tensão é diminuída próximo ao ponto de consumo, por motivos de segurança.
Porém, o nível de tensão desta primeira transformação, não é ainda o de utilização, uma
vez que é mais econômico distribuí-la em média tensão. Então, junto ao ponto de
consumo, é realizada uma segunda transformação, a um nível compatível com o sistema
final de consumo (baixa tensão).

Figura 6 – Distribuição primária e Figura 7 – Transformador de Baixa


secundária Tensão

RECAPITULANDO

A energia elétrica, até chegar ao ponto de consumo, passa pelas seguintes etapas:
a) Geração: Onde a força hidráulica dos rios ou a força do vapor
superaquecido é convertida em energia nos chamados geradores;
b) Rede de Transmissão: A rede de transmissão liga as grandes usinas de
geração às áreas de grande consumo (Transformador elevador de tensão);
c) Rede de Sub-Transmissão: A rede de sub-transmissão recebe energia da
rede de transmissão com objetivo de transportar energia elétrica a pequenas cidades ou
importantes consumidores industriais. O nível de tensão está entre 35 kV e 160 kV
(transformador abaixador de tensão);
d) Distribuição
As redes de distribuição alimentam consumidores industriais de médio e pequeno
porte, consumidores comerciais e de serviços e consumidores residenciais (transformador
de distribuição - da rua).
7