You are on page 1of 15

.pág.Introdução…………………………………..pág.pág. 3 a 6...Exemplos da Arquitectura Renascentista. . . .O Gótico e o Renascentista Arquitectura Renascentista…………………. Bibliografia…………………………………pág.Exemplos de capitéis segundo as ordens clássicas.. Conclusão…………………………………. 6 a 10.Exemplos de igrejas renascentistas. . Berço da Arquitectura Renascentista…………pág.. 2....A alta renascença .. ..

-1 - .

. de São Lourenço e a cúpula da Catedral de Santa del Fiore. pelos fins do século XIII. não foi na época de Brunelleschi que a arquitetura renascentista atingiu seu ponto culminante. Também não foi em Florença. em Florença. e foi precedido por uma fase de transição. resultado de um período de grande expansão económica e demográfica dos séculos XII e XIII. O florentino Filippo Brunelleschi (1377- 1446) foi quem apresentou a nova concepção renascentista na arquitectura. que atingiu a sua plenitude. durante longo tempo. Os principais traços do renascimento foram a imitação das formas clássicas da antiguidade greco-romana e a preocupação com a vida profana. na primeira metade do século XVI. -2- O Renascimento iniciou-se na Itália. Génova e Veneza. particularmente em Florença. sobretudo. onde nascera. que. como Florença. um fenômeno urbano. as formas clássicas e góticas e adaptara-as à sua época. Foi. edificando as igrejas do Espírito Santo. Contudo. foi um pouco mais tarde. mas em Roma. já paulatinamente ia substituindo a arte gótica. o humanismo e o indivíduo. Ele assimilara. produto das cidades que floresceram no centro e no norte da Itália.

Basílica de São Pedro Vaticano. que. o arquiteto Bramante. criou um tipo todo original de abóbada para a Igreja de Santa Maria das Graças. já .a Alta Renascença -. durante toda a primeira metade do século XVI . Catedral de Santa Maria del Fiore Florença -3- Em Roma.como se chamava artisticamente Giocomo Barocchio (1507-1573) - edificou a Igreja de Jesus. um arquitecto talentoso como Giuliano de Sangallo (1445-1516) uniu seu gênio ao do pintor Rafael Sanzio (1483-1520) para. juntos. pintor e arquiteto Michelangelo Buonarroti (1475-1564). pelo movimento de suas linhas e pela abundância de adornos. e ainda deu lições ao escultor. cujo verdadeiro nome é Donato D'Agnolo (1444-1514). dirigirem os trabalhos da Basílica de São Pedro. Roma Ainda em Roma. Vignola .

a arquitetura renascentista não se restringia à antiga cidade. à edificação de construções religiosas. a Catedral de São Pedro. autor de uma tratado . procurava resolver o conflito entre a igreja de plano direcional e a igreja de plano central. para se obter uma cidade mais bonita e harmoniosa. onde define a beleza como harmonia e proporção -. sobretudo. Embora o centro fosse Roma. na Igreja de Santo André. acrescentada por Carlos Maderno (1556-1629) e adornada de colunas externas por Giovanni Lorenzo Bernini (1598-1680). . No norte da Itália. .prenunciava o barroco. num claro ressurgimento do urbanismo clássico. continuada por Michelangelo. estilo que vigorou no século seguinte.4- Alberti reinvidica em seu De Re Aedificatoria que se mantenha um estilo padronizado nas fachadas dos edifícios e que sua altura seja regular. em Roma. Em Mântua. Andrea Palladio (1518-1580) realizava um trabalho tão importante e original que acabou influenciando a arquitetura inglesa dos séculos XVII e XVIII. das quais a mais ambiciosa é. Foi iniciada por Bramante em 1506.De Re Aedificatoria (A Arte de Edificar). sem dúvida. o arquiteto Leon Battista Alberti (1404- 1472). Todos eles dedicavam-se. acrescentando uma nave a uma estrutura central.

em favor da decoração renascentista.gótica e renascentista . após o que seriam de certa eclipsadas pelo barroco. a forma das colunas góticas desapareceram.conviveram durante mais de duzentos anos. muitas das grandes obras renascentistas não poderiam ter surgido sem o conhecimento da técnica do gótico. Os adornos.As duas formas arquitetônicas . logo mais passaram a completar-se. Se no princípio rivalizavam entre sí. -5 - . os elementos decorativos. contudo.

A coluna renascentista. constituída de feixes de pilares. com capitéis coríntios. pelo Renascimento adentro. simples. o que preponderou nas construções religiosas e leigas da Itália foi o estilo renascentista. arcos ogivais encontram-se no alto e se apoiam em colunas: é a abóbada de nervuras. dando maior claridade. -6 - . A janela renascentista. mas a técnica da construção gótica foi de grande valia para os feitos dos grandes arquitetos italianos. ao contrário do arco gótico. de pura inspiração romana clássica. devia servir de sustentáculo à estrutura da abóbada. alta e estreita. Em suma. tem vitrais coloridos e frontões bastante pontiagudos. Nas abóbadas góticas. O arco renascentista. quadrada e mais ampla que a gótica. A coluna gótica. A janela gótica. A bóbada renascentista tem a forma de um semi-círculo formando um teto liso ou ainda em quadros. foi empregada na construção de pórticos e arcadas. tinha a forma curvilínea. tem o vidro transparente e incolor. O arco ogival ou em ponta é típico do estilo gótico e permitia sustentar abóbadas elevadas.

durante os séculos XV e XVI. no século XIV. Fundamentado no conceito de que o homem é a medida de todas as coisas. no chamado cinquecento. O cavalheiro renascentista deve agora ser versado em todas as disciplinas artísticas e científicas. o espírito da antiga filosofia clássica não leva muito tempo para inundar as cortes da nova aristocracia burguesa. até então reinante. tornando-se. ou renascimento clássico. mais precisamente em Florença. Em poucos anos. o renascimento difundiu-se pelas demais cidades italianas (período conhecido como quattrocento). Virgílio. afinal. Aristóteles. o renascimento significou um retorno às formas e proporções da antiguidade greco-romana. Imbuídas desse espírito. caracterizado por um renovado interesse pelo passado grego-romano clássico. Desse modo. as famílias abastadas não hesitaram em atrair para seu mundo artistas de grande renome. o humanismo. Este movimento artístico começou a se manifestar na Itália. cidade que a esta altura já tinha se tornado um estado independente e um dos centros comerciais mais importantes do mundo.Renascimento é o nome que se dá ao período da história européia. que vai do século XV ao século XVI. e propunha o retorno às virtudes da antiguidade. que descartava a escolástica medieval. As bases desse movimento eram porporcionadas por uma corrente filosófica reinante. Platão. Sêneca e outros autores greco-romanos começam a ser traduzidos e rapidamente difundidos. em fins do século XV. aos quais deram seu apoio. ao resto do continente europeu. e difundiu-se por toda a Europa. . para se estender pouco a pouco.

pintores. de modo definitivo. Por volta do fim do século XV. Músicos. que se difundiram as idéias de seus pares italianos. o pensamento humanista já tinha dado seus primeiros passos significativos. juntamente com a de seus clientes. por intermédio do estudo das ciências exatas e da filosofia. a América. No norte da Europa. pelo historiador francês Jules Michelet. do período medieval para decididamente ingressar na modernidade.seus mecenas. O termo renascimento foi empregado pela primeira vez em 1855. escultores. filósofos. chegava da Espanha a notícia do descobrimento de um novo continente. definindo essa época como o renascimento da humanidade e da consciência moderna. poetas. O historiador suíço Jakob Burckhardt ampliou este conceito (1860). após um longo período de decadência. O homem se distanciava assim. fato que mudaria a fisonomia do mundo para sempre. -7- Foi graças ao reformador Lutero e às universidades. para referir-se ao descobrimento do Mundo e do homem no século XVI. ourives e arquitetos saíram do anonimato imposto pelo período medieval e viram crescer seu nome e sua fama. .

que aplicado ao plano e ao espaço deu às novas edificações proporções totalmente harmônicas. O módulo de construção utilizado era o quadrado. As ordens gregas de colunas substituíram os intermináveis pilares medievais e se impuseram no levantamento das paredes e na sustentação das . mediante a medição e o estudo de antigos templos e ruínas.-8- EXEMPLOS DE ARQUITETURA RENASCENTISTA Os arquitetos do renascimento conseguiram. chegar à conclusão de que uma obra arquitetônica completamente diferente da que se vira até então não era nada mais que pura geometria euclidiana. assim como pela aplicação da perspectiva.

ou a cruz grega. São três as ordens mais utilizadas: a dórica. Entretanto. originadas do classicismo grego. a jônica e a coríntia. a cabeça. a forma ideal é representada pelo plano centralizado.abóbadas e cúpulas. a coluna. mais frequente nas igrejas do renascimento clássico. -9- EXEMPLOS DE CAPITÉIS SEGUNDO AS ORDENS CLÁSSICAS As primeiras igrejas do renascimento mantêm a forma da cruz latina. e o capitel. para os teóricos da época. elas representam as tão almejadas proporções humanas: a base é o pé. EXEMPLOS DE IGREJAS RENASCENTISTAS . o corpo. A aplicação dessas ordens não é arbitrária. o que resulta num espaço visivelmente mais longo do que largo.

-10- .

-11- .

-12- .