You are on page 1of 4

METROLOGIA CIENTÍFICA E INDUSTRIAL QUESTÃO 01

O ponto de anilina é uma propriedade extremamente importante para classificação de óleos lubrificantes destinados a indústria de borracha. O equipamento empregado na determinação de tal característica é comumente chamado de analisador de ponto de anilina. Para se verificar a exatidão de um equipamento de tal natureza (figura abaixo), foram feitas seis medições consecutivas de um Material de Referência Certificado (MRC), rastreável ao NIST, que possuía um valor conhecido para essa propriedade. Os dados obtidos no processo de verificação encontram-se descritos a seguir.
Iguais volumes do MRC e anilina são adicionados, por meio de uma pipeta volumétrica, a cuba de medição do equipamento. O termômetro que faz a leitura da temperatura encontrase inserido nessa cuba.

Analisador de ponto de anilina, dotado por um sistema de aquecimento e homogeneização e um TLV, tipo 61C, para determinação do ponto de anilina de óleos lubrificantes.

O ponto de anilina de um óleo lubrificante é a temperatura mais baixa na qual volumes iguais de anilina e óleo são completamente miscíveis. Para se verificar o equipamento que faz o ensaio, mistura-se 10 mL de um MRC com igual volume de anilina. Agita-se essa mistura, sob aquecimento, até que os líquidos se tornem homogêneos. A temperatura na qual se identifica a homogeneidade do sistema é considerada o Ponto de Anilina.

Medições 1a medição 2a medição 3a medição 4a medição 5a medição 6a medição Média Desvio Padrão

Ponto de Anilina lido no Equipamento (ºC) 97,97 97,98 97,99 97,98 97,99 97,97 97,98 °C 0,008944 °C

INFORMAÇÕES RELATIVAS À VERIFICAÇÃO DO OBJETO
1) O valor do Material de Referência Certificado (MRC) usado na verificação do equipamento em questão é 97,00 ºC + 0,02 ºC (k = 2,65; 95,45%). 2) A partir do certificado de calibração do termômetro, sabese que sua incerteza é + 0,03 ºC (k= 2,00; 95,45%), para toda sua faixa de medição e que ele tem uma tendência de + 1,00 ºC para toda a sua escala. A resolução do termômetro é 0,01 ºC.

Um material de referência pode ser uma substância pura ou uma mistura, na forma de gás, líquido ou sólido. Exemplos de materiais de referência são: a) a água utilizada na calibração de viscosímetro; b) a safira utilizada para a calibração da capacidade calorífica em calorimetria; c) as soluções utilizadas nas análises químicas. Um Material de Referência Certificado é sempre acompanhado por um certificado de análise, com um ou mais valores de uma propriedade ou característica física, tal como o ponto de fulgor. Esses materiais são certificados por procedimentos que estabelecem a rastreabilidade à obtenção exata da unidade na qual os valores da propriedade são expressos. Cada valor certificado é acompanhado por uma incerteza para um nível de confiança estabelecido.

Um exemplo de material de referência certificado comumente empregado na verificação de analisadores de ponto de anilina. Geralmente, essas referências são importadas.

Com base nos dados acima, preencha as informações requeridas no cartão-resposta. A tabela t-Student encontra-se no verso do cartão. Atente-se para correta expressão das unidades e algarismos significativos.

01 V.97 1. 3 anos.QUESTÃO 2 Um resistor padrão que tem valor nominal de 100 V.99 1.000 199. + 0.986 199. 5 anos.01 V. Atente-se para correta expressão das unidades e algarismos significativos.00 2.45%). 95.990 199.02 1.992 200.04 2.990 200. 21/12/2009. assim como o modelo matemático que define o mensurando e as informações relativas aos equipamentos que foram utilizados na calibração do resistor.45%). . Os resultados da sequência de medições da voltagem e corrente encontram-se descritos abaixo.00 1.999 200. Medição 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Média Desvio Padrão Valores Obtidos Voltagem Corrente (V) (A) 199.00.997 0.000 200. + 0. onde: i Resistência Voltagem Corrente elétrica OBS: 1 V.A-1 = 1  DADOS DOS EQUIPAMENTOS USADOS NA VERIFICAÇÃO DO RESISTOR A)      B)     AMPERÍMETRO VOLTÍMETRO VOLTÍMETRO Incerteza : Resolução digital: Tendência: Prazo de calibração: Última calibração: AMPERÍMETRO Incerteza : Resolução digital: Correção: Prazo de calibração: Última calibração: 0.020 200. Exemplo genérico de um resistor.009972 MODELO MATEMÁTICO QUE DEFINE O MENSURANDO R R: V: i: V . respectivamente com um voltímetro e um amperímetro calibrados e com rastreabilidade a Rede Brasileira de Calibração (RBC).10 1.003 A (k = 2.  0.998 200. A tabela t-Student encontra-se no verso do cartão. Com base nos dados acima. 0. 04/01/2010.099624 0.003 A.00.06 V (k = 2. 95. preencha as informações requeridas no cartão-resposta. O processo consistiu em verificar a voltagem (V) e a corrente elétrica (i) que passava pelo resistor.90 1. 0.90 1.A-1 foi calibrado pelo método indireto de calibração.001 A.22 2.

04 ºC 0. obrigatoriamente ele deverá ter seu valor informado. obrigatoriamente ele deverá ter seu valor informado. ESTE INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO VALE 6.13 0.125 (T) (T) 0.02 % 0.02 ºC 0.00 .02 0.0 % Incerteza Combinada (uC) 0.25 (T) Erro relativo 0.25 (T) 2.017425 ºC PONTUAÇÃO DE CADA ITEM 2.02 ºC 0. QUESTÃO 2 Tendência 0.0  0.18429  ef 12 k 2.00 PONTOS NOTA PARCIAL FATOR (0.00 1.25 (T) (T) a) OBS: se o grau de liberdade for infinito.25 (T) Valor da resistência (R) 100.60) 10.25 (T) 134 0.25 (T) (T) Correção 0.0 NOTA FINAL 10.125 (T) -0.25 4.125 (T) +0. b) OBS: apresente a incerteza combinada no mínimo com cinco algarismos significativos.0  0.METROLOGIA CIENTÍFICA E INDUSTRIAL Tecnologia em Gestão da Produção Industrial Nome:GABARITO_____________________________________ Turma: GP 321 Data: ___04__/__01___/__2010_ QUESTÃO 1 Tendência Correção Erro relativo Incerteza Combinada (uC) ef k Incerteza Expandida (U) -0.4 0.25 (T) PONTUAÇÃO DE CADA ITEM 0. b) OBS: apresente a incerteza combinada no mínimo com cinco algarismos significativos.25 (T) Incerteza Expandida (U) 0.0 6.0  0.125 (T) 0.25 a) OBS: se o grau de liberdade for infinito.

02 2.02 2.02 2.02 2.02 2.03 2.02 2.03 2.31 2.05 2.03 2.05 2.02 2.02 2.02 GL 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 95.03 2.01 2.02 2.02 2.01 2.02 2.02 2.01 2.02 2.04 2.04 2.02 2.04 2.05 2.09 2.03 2.04 2.02 2.03 2.01 2.25 2.03 2.01 2.07 2.07 2.02 2.02 2.03 2.03 2.45% 2.09 2.52 2.02 2.02 2.02 2.05 2.10 2.02 2.02 2.02 2.02 2.02 2.08 2.02 2.02 2.28 2.23 2.02 2.01 2.01 2.16 2.01 2.02 2.01 2.03 2.05 2.02 2.05 2.01 2.04 2.06 GL 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 95.02 2.02 2.03 2.02 2.06 2.11 2.08 2.02 2.02 2.01 2.03 2.01 2.15 2.02 GL 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 95.01 2.01 2.13 2.01 2.03 2.03 2.07 2.03 2.02 2.02 2.02 2.13 2.02 2.97 4.02 2.02 2.37 2.06 2.45% 13.01 2.01 2.05 2.02 2.04 2.02 2.02 2.04 2.06 2.02 2.01  .02 2.20 2.03 2.04 2.02 2.04 2.43 2.04 2.Tabela de t-Student GL 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 95.87 2.06 2.65 2.18 2.14 2.01 2.32 2.02 2.04 2.08 2.02 2.01 2.05 2.45% 2.05 2.02 2.02 2.03 2.01 2.04 2.45% 2.09 2.05 2.03 2.01 2.12 2.01 2.04 2.01 2.08 2.02 2.02 2.01 2.03 2.03 2.02 2.21 2.01 2.03 2.03 2.10 2.02 2.02 2.04 2.03 2.02 2.01 2.03 GL 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 95.11 2.03 2.06 2.06 2.02 2.01 2.03 2.04 2.45% 2.03 2.01 2.01 2.02 2.02 2.04 2.03 2.01 2.02 2.11 2.01 2.02 2.02 2.07 2.03 2.17 2.02 2.53 3.07 2.