You are on page 1of 3

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DA FAMÍLIA DA COMARCA DE PORTO VELHO-RO

,
Autos de processo nº 0000263-94.2010.822.0001

MARIA PEREIRA DA PAIXÃO COSTA , brasileira, casada, aposentada, RG nº 141.998 – SSP/RO, CPF nº 350.940.952-34 e JOSÉ FERREIRA COSTA, brasileiro casado, motorista, RG nº 227.880 – SSP/RO, CPF nº 143.084.522-87, ambos residentes e domiciliados na Rua Tancredo Neves nº 1893, Centro, Itapuã do Oeste-RO, por seu advogado ao final assinado, com escritório profissional no endereço constante do rodapé, onde recebe correspondências e documentos afins, vem perante Vossa Excelência, com o devido respeito e acato, apresentar: CONTESTAÇÃO Nos autos em epigrafe, AÇÃO DE ALIMENTOS, que ALIMENTOS lhe movem VITOR CLEBER DA SILVA COSTA e GLAUBER DA SILVA COSTA, representados por sua Genitora RAIMUNDA JÉSSICA DA SILVA, fazendo-a nas medidas fáticas e jurídicas a seguir delineadas: Não procedem as alegações expendidas na inicial, eis que a verdade dos fatos é diversa ao alegado, o que se provará durante a instrução do feito. Quanto à alegação de que os Requerentes estão a mingua, não condiz com a realidade, eis que quando da morte de seu genitor, receberão seguro DPVAT, como também passaram a receber pensão por morte pelo INSS; Ademais Excelência, conforme pode observar, que os requeridos são pessoas idosas seu rendimento salarial provem do beneficio de auxilio doença a qual recebe a requerida do INSS correspondente a um piso salarial, e o requerido é autônomo, e seus sustento advém da força bruta, com muito suor capinando.

sendo aí. Relator: Ricardo Raupp Ruschel. No presente caso temos que. PRELIMINAR DE CERCEAMENTO DE DEFESA REJEITADA. FAMÍLIA. Julgado em 13/06/2007) Desta forma. AÇÃO DE ALIMENTOS MOVIDA CONTRA AVÓS PATERNOS. Não tendo a autora/apelante juntado o rol de testemunhas oportunamente. Preliminar rejeitada. RESPONSABILIDADE COMPLEMENTAR DOS AVÓS. 407 do CPC. Sétima Câmara Cível. principalmente. DESCABIMENTO. o que se cogita apenas por amor ao debate. em que demonstrado que os avós/apelados não possuem condições de pagar alimentos à apelante sem prejuízo do sustento próprio. A obrigação dos avós em pagar alimentos aos netos é excepcional e pressupõe possibilidade e a total ausência de condições dos pais. não há falar em cerceamento de defesa. como no caso. CIVIL. e Recurso desprovido. caso haja a necessidade de alimentos. .Os requeridos não tem condições de contribuir com os alimentos de seus netos face as condições precárias dos seus rendimentos familiar. Não é só e só porque o pai deixa de adimplir a obrigação alimentar devida aos seus filhos que sobre os avós (pais do alimentante originário) deve recair a responsabilidade pelo seu cumprimento integral. ALIMENTOS. na mesma quantificação da pensão devida pelo pai. Neste sentido temos: APELAÇÃO CÍVEL. o que não ocorre na hipótese. Ou seja. IMPOSSIBILIDADE FINANCEIRA DOS AVÓS. em que demonstrado que a mãe da apelante possui condições de manter a apelante sem apelar aos avós paternos. Tribunal de Justiça do RS. conforme dispõe o art. a genitora da apelante exerce atividade laborativa e recebe do INSS pensão alimentícia pela morte do pai da apelante. Os avós não estão obrigados a sacrificar seu próprio sustento para alimentar netos. neste estaríamos diante de alimentos complementares. devidos pelos avós paternos e maternos. (Apelação Cível Nº 70018905588. quando a mãe dos requerente é uma mulher saudável com condições físicas de trabalhar para contribuir com o sustento familiar já que recebe pelo INSS a pensão supramencionada. conforme já decidiu o Colendo Superior Tribunal de Justiça. não se pode sacrificar o sustento de um casal de idosos. não podendo sacrificar somente os avós paternos.

Rel. REQUER: Seja julgada totalmente improcedentes os pedidos constantes da inicial vergastada. Na hipótese de alimentos complementares. JUSTIÇA!!! N. a obrigação de prestá-los se dilui entre todos os avós. termos. face a falta de condições de contribuir com os alimentos devido o estado de miserabilidade dos mesmos. Porto Velho-RO. Rel. tal como no caso. DJ 22/09/2003 p. para garantia da dignidade da pessoa humana. julgado em 19/12/2002. 19 de Novembro de 2010. Ministro RUY ROSADO DE AGUIAR. que seja reconhecido a improcedência da ação. P. associada à responsabilidade primária dos pais de alimentarem os seus filhos. complementar e/ou sucessiva. de Vossa Excelência. mas não solidária. QUARTA TURMA. Destarte. EX POSITIS. (REsp 366.837/RJ. deferimento.Os avós podem ser instados a pagar alimentos aos netos por obrigação própria. supra Felipe Gaspar Advogado . para reduzir a pensão em 50% do que foi arbitrado pela Corte de origem. Recurso especial parcialmente conhecido e parcialmente provido. paternos e maternos. 331) Diante dos exposto espera os requeridos. diante das argumentações delineadas. p/ Acórdão Ministro CESAR ASFOR ROCHA.