You are on page 1of 7

INSPEÇÕES E ENGENHARIA

_________________________________________________________________________

ANÁLISE EM AMOSTRA DE CESTO DE CENTRÍFUGA DE AÇÚCAR
FRATURADO EM SERVIÇO

Quando um equipamento é fabricado conforme um projeto, tem-se por objetivo
garantir suas propriedades mecânicas e trabalho dentro de margens de segurança
apropriadas. Uma vez colocado em operação, passa a sofrer deterioração
geralmente prevista (por exemplo: redução de espessura por corrosão e desgastes,
trincas por fadiga).
Este trabalho tem como finalidade advertir sobre possíveis fatalidades mediante a
falta de controle e manutenção adequada em equipamentos.
ANALISES EFETUADAS NA AMOSTRA
Ensaios não destrutivos
• Visual;
• Dimensional;
• Ensaio por liquido penetrante;
• Ensaio por Partículas Magnéticas;
• Medição de espessura;
Ensaios destrutivos
• Análise Química;
• Analise Metalográfica;
• Ensaio de Dureza
• Ensaios mecânicos (tração)

_________________________________________________________________________________________________________
Av. Dona Lídia, 251 – Vila Rezende – 13.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614.
E-mail –contato@copertec.com- www.copertec.com

1

_________________________________________________________________________________________________________ Av.www.INSPEÇÕES E ENGENHARIA _________________________________________________________________________ Aspecto do cesto após fratura (rompimento). 251 – Vila Rezende – 13. E-mail –contato@copertec.com 2 . Dona Lídia.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614.com.copertec.

E-mail –contato@copertec. _________________________________________________________________________________________________________ Av.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614.com.www. 251 – Vila Rezende – 13.com 3 . Dona Lídia.copertec. tendo como orientação de propagação o sentido da largura do cesto.(Lado Externo do cesto) Detalhes da Corrosão e trincas acentuadas e generalizadas (Lado Interno do cesto) As fotos acima mostram o inicio e o sentido de propagação das trincas.INSPEÇÕES E ENGENHARIA _________________________________________________________________________ Detalhes da furação com inicio de trincas.

A Superfície fraturada demonstra ruptura de desenvolvimento progressivo (fadiga). Exame metalográfico (micrografia) Aspecto da microestrutura da região dos furos com trincas. ocasionada pela nucleação de trincas.com 4 . 251 – Vila Rezende – 13. E-mail –contato@copertec.copertec. _________________________________________________________________________________________________________ Av.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614.www. Dona Lídia.com.INSPEÇÕES E ENGENHARIA _________________________________________________________________________ Aspecto da superfície fraturada. As fotos acima mostram deformações plásticas com elevadas concentrações de tensões.

copertec. Estrutura com característica de aço baixo carbono. _________________________________________________________________________________________________________ Av. Textura bandeada. E-mail –contato@copertec.INSPEÇÕES E ENGENHARIA _________________________________________________________________________ Ataque: Nital 3% Aumento: 100X Aspecto da microestrutura do material base Microestrutura constituída de: Matriz Ferritica com cerca de 15 a 20% de Perlita lamelar disposta em colônias alinhadas e sulfeto de Manganês (MnS) de aspecto alongados e dispersos. Dona Lídia.com 5 .E112. Ensaio efetuado conforme norma ASTM E-165. laminado a quente.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614. granulação uniforme. Tamanho de grão: (6) 7 a 9 ASTM. que 100% dos furos analisados apresentaram trincas nas furações. Ensaio por liquido penetrante realizado pelo lado externo do cesto As fotos acima mostram após a revelação do ensaio.www.com. 251 – Vila Rezende – 13.

50 10.copertec.55 (mm) Posição B 10.00 10.com 6 .45 10.www.com.34 10.29 10.INSPEÇÕES E ENGENHARIA _________________________________________________________________________ Dimensional dos furos A B A = diâmetro menor do furo (horizontal) B = diâmetro maior do furo (vertical) Furo nº 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 Posição A 8.62 9.40 9.50 a 11.29 8.15 9.00 (mm) _________________________________________________________________________________________________________ Av.20 10.60 8. Dona Lídia.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614.60 9.27 9. E-mail –contato@copertec.10 10.47 8.15 9.50 9.00 9. 251 – Vila Rezende – 13.35 8.65 10.10 (mm) Espessura 10.

não deveria ter sido recomendada a utilização do cesto. E-mail –contato@copertec. 251 – Vila Rezende – 13. 29 de Setembro de 2004. significando que certamente as mesmas seriam detectadas durante a inspeção/manutenção.405-235 – Piracicaba – SP – Tel/ fax (19) 3421-0614. • Líquidos Penetrantes – As trincas detectadas conforme foto são de fadiga progressiva.copertec. _________________________________________________________________________________________________________ Av.16 mm.com.35 (1/4”). sendo obtido para a medida A um acréscimo de 40% e para a medida B um acréscimo de 60% em relação à medida original.com 7 . Dona Lídia. tendo sido encontrados valores médios de A=8. Piracicaba. concluímos que a ruptura do referido cesto poderia ter sido evitada com uma inspeção/manutenção periódica adequada do equipamento.www. Em relação aos valores obtidos.INSPEÇÕES E ENGENHARIA _________________________________________________________________________ CONCLUSÃO Em referência ao ensaio dimensional da furação e ensaios não destrutivos (Líquidos Penetrantes) concluímos que : • Ensaio dimensional – Os diâmetros dos furos são originalmente de 6.89 por B=10. Conclusão final: Mediante os resultados obtidos.