You are on page 1of 2

PITANGA As folhas da pitangueira contém o alcalóide denominado pitanguina (sucedâneo de quinino); bastante utilizada na medicina popular através de chás

, indicada contra diarreias persistentes, contra afecções do fígado, em gargarejos nas infecções da garganta, contra reumatismos e gota. Tem acção calmante, antiinflamatória, diurética, combate a obesidade e também possui actividade antioxidante. PARTES USADAS: Folhas INDICAÇÃO: Chá de Pitanga => afecções do fígado, bronquite, cólica menstrual, diabetes, diarréia, febres intermitentes, gota, hipertensão, infecções da garganta, limpar e descongestionar a pele do rosto, queda e oleosidade dos cabelos, reumatismo. COMO FAZER: Coloque 3 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber. QUEBRA-PEDRA PARTES USADAS: Planta inteira ORIGEM: Brasil INDICAÇÃO: O chá de Quebra Pedra serve para eliminação de cálculos renais, nefrites, cistites, pielites, ácido úrico, próstata, fígado, disenteria, gota, icterícia, úlceras e como relaxante muscular. COMO FAZER: Coloque 2 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber . Orientações: Todas as indicações mencionadas acima são preventivas e podem ser utilizadas como terapia de ajuda. Em caso de doenças mais graves, é preciso procurar auxílio e acompanhamento médico. Contudo, as plantas medicinais são uma alternativa natural para muitos problemas de saúde e podem ser utilizadas sem contra-indicações. Abaixo, disponibilizamos mais algumas informações a respeito do uso de plantas medicinais, confira: POSOLOGIA É possível tomar várias xícaras de chá por dia, de preferência, longe das refeições (a não ser que o uso do chá seja indicado para estímulo das funções digestivas). ADOÇANTES Os chás geralmente não precisam ser adoçados. Em alguns casos, porém, pode-se utilizar o mel a fim de aproveitar suas propriedades medicinais em doenças como gripes e resfriados. Devemos adoçar o chá após coá-lo, em temperatura ambiente (morno), já que o calor destrói a propriedade medicinal do mel. PRAZO DE VALIDADE Após o preparo, não consuma chás com preparo superior à 24hs uma vez que a bebida, depois de tal período, entra em um processo de fermentação, mesmo sendo mantida sob refrigeração. Por isso, recomenda-se o preparo de quantidade para apenas um dia. TEMPO DE USO O uso de um mesmo tipo de chá por um período superior a 30 dias não é recomendável, pois o organismo acostuma-se com as propriedades ingeridas. É aconselhável alternar o uso de diferentes tipos de chás, interrompendo o uso de uns a fim de substituí-los por outros para então, após algum tempo, retomar seu uso. UTENSÍLIOS Evite utilizar utensílios de metal na preparação dos chás. Embora não percebamos, tal tipo de utensílio pode causar alterações tanto no efeito como no sabor do chá. Recipientes de vidro, cerâmica, louça e esmalte são ideais para o processo.

para problemas intestinais e ginecológicos (como corrimentos. inalações e lavagens. por exemplo). Após este período. compressas. podem ser usados como banhos. • Gargarejos: são recomendados para actuar na cavidade bucal e na garganta. trocar a erva utilizada. inalando o vapor. • Banhos de imersão: com água morna e duração de 20 minutos. . O procedimento consiste em ferver o chá e colocar um funil de papelão invertido sobre o recipiente. • Inalações: são específicas para as vias respiratórias. além de ingeridos. Compressas: feitas com chá quente e de propriedades anti-inflamatórias. os banhos podem ser tomados 3 vezes por semana durante um mês. aliviam dores causadas por processos inflamatórios e facilitam a cura destas inflamações .OUTRAS UTILIDADES Os chás. gargarejos. • Lavagens: normalmente.