You are on page 1of 4

BE/CRE

REFERÊNCIAS À BIBLIOTCA ESCOLAR EM RELATÓRIOS DE AVALIAÇÃO EXTERNA DA IGE

1. AMOSTRA Foram seleccionados como amostra 3 relatórios de avaliação externa de 2009/2010, tendo em consideração escolas/agrupamentos do distrito de Viana do Castelo, DREN, a saber:

- Escola EBI/JI de Távora (Arcos de Valdevez);

- Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca;

- Agrupamento de Escolas de Arcozelo (Ponte de Lima).

1

BE/CRE
2. ANÁLISE DOS RELATÓRIOS
Escola EBI/JI de Távora (Arcos de Valdevez); Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca Agrupamento de Escolas de Arcozelo (Ponte de Lima).

Pela leitura do relatório verificamos A BE começa por ser referenciada Este agrupamento possui duas BE’s que a BE e a sua dinamização são como um espaço físico da escola integradas na Rede de Bibliotecas uma meta constante do projecto sede, educativo da escola. que se de encontra forma as tida a bem Escolares, que servem as várias

apetrechado a

prestar escolas do agrupamento. do As actividades promovidas pelas

A BE é vista como uma parceira no serviços

todas É

escolas como para

desenvolvimento de projectos e é o agrupamento. ponto fulcral no que concerne a estrutura promoção e desenvolvimento

uma BE’s constituem oportunidades que o potenciam a educação e a formação

privilegiada

de desenvolvimento do conhecimento e integral dos alunos. apoio à participação e No presente ano lectivo foi iniciado o

projecto de leitura, nomeadamente, de os que pertencem ao PNL. Tendo em conta o

envolvimento do agrupamento em seu processo de avaliação, aspecto fraco projectos de índole nacional. tido em conta de do no âmbito da e é de

envolvimento dos Encarregados de No âmbito da capacidade de auto- capacidade Educação na vida escolar e seu regulação baixo capital cultural, a escola tem agrupamento, procurado minimizar o e há melhoria referência do melhoria ao mesmo

auto-regulação E

agrupamento. o

apresentado

plano

impacto desenvolvimento de procedimentos avaliação traçado e o domínio em avaliação no âmbito dos avaliação.

desta problemática, assegurando a de

2

BE/CRE
abertura e o funcionamento da BE a resultados tempo inteiro, quer em tempo desempenho intermédias, escolares, das suas do estruturas a BE. a

lectivo, quer em tempo de férias.

entre este

elas

A BE é assim um meio socializador Iniciou-se

ano

lectivo

e de democratização de saberes. implementação do seu processo de Tendo em conta o meio auto-avaliação. E é mesmo

desfavorecido em que a escola se apresentado o plano de avaliação encontra, a BE permite um a traçado e o domínio em avaliação.

utilização permanente a todos os O Plano de Actividades da BE tem seus utilizadores. contribuído para a implementação de estratégias que têm originado melhoria em algumas vertentes da organização escolar.

3

BE/CRE

3. COMENTÁRIO Pela análise dos relatórios da IGE, podemos concluir que a referência à dinâmica das Bibliotecas escolares, bem como a sua relevância como estrutura pedagógica de suma importância para o sucesso escolar dos alunos e para combater o abandono escolar é, ainda, pouco significativa. É de notar que, nas três escolas, se destacam as actividades levadas a efeito pela BE como factores de valorização dos saberes, contribuindo, de algum modo, para a integração dos alunos na vida escolar, para o desenvolvimento de atitudes e valores e para o envolvimento da comunidade. As BE`s configuram-se mais como meros espaços físicos que integram actividades e apoiam projectos e não tanto como espaços funcionais e transversais de apoio ao currículo. Contudo, o caso dos Agrupamentos da Ponte da Barca e de Arcozelo são reveladores de uma questão muito importante. A referência ao processo de auto-avaliação da BE, como um aspecto de auto-regulação e melhoria do agrupamento é uma prova de que a BE começa a ganhar o seu espaço na escola e que o modelo de auto-avaliação cumpre os seus objectivos. O MAABE pretende ser um documento orientador de práticas não só da BE, mas também, da própria escola, contribuído para uma melhor gestão e organização da escola, com vista o sucesso educativo. Será conveniente que a IGE comece a valorizar mais a BE no processo avaliativo das escolas, reconhecendo a sua importância no desenvolvimento de um conjunto de competências.

4

Related Interests