You are on page 1of 34

UNIVERSIDADE DE SOROCABA

I

APOSTILA DE GESTÃO DE FRETES CURSO: TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

Ao escrever esta Apostila não pretendi outra coisa, senão proporcionar aos alunos da disciplina GESTÃO DE FRETES da UNISO, a facilidade de dispor de notas de aulas dos temas do Programa da Disciplina. O acompanhamento das aulas e a pesquisa em Bibliografia sobre o assunto tornam-se necessárias para o adequado aproveitamento do curso.

PROF. OSNI PAULA LEITE

1- TRANSFORMAÇÃO DE NÚMEROS FRACIONÁRIOS EM DECIMAIS (PERCENTAGEM)

Em nosso dia-a-dia é comum observarmos expressões como estas: ³ Desconto de até 30% na grande liquida ção de verão´ ³A infração registrada em dezembro foi de 1,99%´
TAXA PERCENTUAL

Suponhamos que um aluno tenha acertado, em um exame, 12 das 15 questões apresentadas. A razão entre o número de questões acertadas e o número total de questões é: 12 = 4 = 0.8 = 8 = 80 = 80% 15 5 10 100 Esse numeral (80%) é denominado de taxa percentual . Exemplos:

1 = 2 3 = 4 1 = 8

1 3 1

2 0,5 4 0,75 8

= =

0,5 0,75 0,125

0,5 x 100

igual a 50%

0,75 x 100 igual a 75% 0,125 x 100 igual a 12,5%

= 0,125

ELEMENTOS DE CÁLCULO PERCENTUAL

Vimos que: 12 = 4 = 80 15 5 100 Neste exemplo, chamamos o 12 de percentagem , o 15 de principal e o 80 de taxa , temos: Percentagem Principal = taxa 100

Dai, obtemos as seguintes definições:

TAXA é o valor que representa a quantidade de unidades tomadas em cada 100. PERCENTAGEM é o valor que representa a quantidade tomada de outra, proporcionalmente a uma taxa. PRINCIPAL é o valor da grandeza da qual se calcula a percentagem. PROBLEMAS DE PERCENTAGEM

Representando: O principal por P; A percentagem por p; A taxa por r; Temos genericamente: p P = = r 100 (1)

Dados, então, dois quaisquer dos três elementos, podemos calcular o terceiro fazendo uso da proporção (1).
EXEMPLO DE EXERCÍCIO

Um vendedor tem 3% de comissão nos negócios de frete que faz. Qual sua comissão numa venda de R$ 3.600,00? Um motorista teve aumento de 12% nos seus vencimentos, sabemos que seu salário era de R$ 1.800,00, qual será o seu novo salário? Um caminhão foi adquirido por R$ 105.000,00 é vendido com lucro de R$
4.400,00 . Qual a percentagem de lucro?

2- REGRA DE TRÊS

Chamamos de regra de três os problemas nos quais figura uma grandeza que é direta ou inversamente proporcional a uma ou mais grandezas

Comprei 4 pneus de caminhão por R$ 4.450 4 x = R$ 7. Assim: Comprimento (m) 4 7 Preço (R$) 4. o qual corresponde a um dos valores da primeira grandeza.. dizer que estamos trabalhando com grandezas diretamente proporcionais.00.Podemos. colocamos uma segunda seta vertical de mesmo sentido na coluna dos outros dados. Devemos.450. são dados dois valores de uma grandeza e um valor de outra.3. seguindo as setas: 4 7 = 4.. então. Exemplo: 1... como no exemplo.. Se a grandeza forem diretamentes proporcionais.450 x Armamos a proporção formada pelas razões que construímos. obter o valor da segunda grandeza que corresponde ao segundo valor da primeira. com a ponta voltada para ele.3. colocamos uma seta vertical na coluna onde se encontra o x.450 Em seguida.50 . o pre ço ficará multiplicado por 2. Quanto gastaria se tivesse que comprar 7 pneus? Neste problema figuram duas grandezas: comprimento e preço do tecido.REGRA DE TRÊS SIMPLES Neste caso.787.450 X x = 7 x 4. então. Desta forma podemos montar o seguinte quadro: Comprimento (m) 4 Preço (R$) 4.. Se o comprimento for multiplicado por 2..

. 2.3.Se 6 operários fazem certa obra em 10 dias...787.. EXERCÍCIOS ± CLASSE . Logo. de sentido contr ário ao da primeira: 6 20 10 x Em seguida. a coluna que contém x é assinalada como no problema anterior e a outra coluna e assinalada com uma segunda seta vertical.É importante observar que as quantidades correspondentes a uma mesma grandeza devem ser expressas na mesma unidade de medida.Logo o preço procurado é de R$ R$ 7.. respectivamente. Quando as grandezas que figuraram no problema s ão diretamente proporcionais dizemos que a regra de tr ês é direta.3. em quantos dias 20 operários fariam a mesma obra? Resolução: Temos: Operários 6 20 Dias 10 x Se o número de operários for multiplicado por 2. o número de dias ficará dividido por 2.50 NOTAS: . as grandezas relacionadas s ão inversamente proporcionais . invertemos os valores da coluna do n úmero de operários (por ser uma grandeza inversamente proporcional a de n úmero de dias) 20 6 Dai: 20 6 = 10 x x = 6 x 10 20 x =3 10 x Logo serão necessários 3 dias para concluir a obra.. Assim..

836.Um motorista recebe R$ 1. percorrendo-se 150 Km por dia.Em um navio com uma tripulação de 800 marinheiros há viveres para 45 dias.Se 1 cl de álcool pesa 8 g.REGRA DE TRÊS a ± Um profissional de Rh em 3 horas consegui entrevista 12 candidatos a uma determinada vaga. Quanto receberá por 35 dias ? 2.1.Uma viagem foi feita em 12 dias . Quanto tempo durarão os viveres se o navio receber mais 100 marinheiros ? 3.Para encerrar a folha de pagamento de uma grande empresa 4 profissionais de RH levam 8 dias úteis.4 Kg de álcool? EXERCÍCIOS E 1 (PARA ENTREGAR) 1. Quantos dias seriam empregados para fazer a mesma viagem. a quantos litros equivalem 32.CORRELAÇÃO . se houvessem 7 profissionais em quantos dias terminariam o trabalho? c- Sabe-se que 124 funcionários representa 30% de uma empresa qual e o número total de funcionário dessa empresa? d. percorrendo 200 Km por dia? 3.00 por 20 dias de trabalho. sabendo -se que ainda restam 40 candidatos a serem entrevistados quantas horas de trabalho ainda faltam ao profissional? b.

Uma vez caracterizada a relação . é possível determinar exatamente o valor do perímetro.1 INTRODUÇÃO Até agora nossa preocupação era descrever a distribuição de valores de uma única variável.3. Procuramos verificar se existe alguma relação entre as variáveis de cada um dos pares e qual o grau dessa relação. . um valor qualquer de L. surge um novo problema: as relações que podem existir entre duas ou mais variáveis estudadas . Com esse objetivo. aprendemos a calcular medidas de tendência central e variabilidade. Assim. A regressão é o instrumento adequado par a determinação dos parâmetros dessa função. uso do cigarro e incidência do câncer . o perímetro e o lado de um quadrado estão relacionados . a potencia gasta e a temperatura da água no chuveiro. Sendo a relação entre as variáveis de natureza quantitativa . Quando porem. A relação que liga é perfeitamente definida e pode ser expressa por meio de uma sentença matemática: P=4L P= PERIMETRO L= LADO DO QUADRADO Atribuindo-se. Para isso. a correlação é o instrumento adequado para descobrir e medir essa relação. quando consideramos variáveis como peso e altura de um grupo de pessoas. então.2 RELAÇÃO FUNCIONAL E RELAÇÃO ESTATÍSTICA Como sabemos. procuramos descreve-la através de uma função matemática. consideramos observações de duas ou mais variáveis . é necessário o conhecimento de novas medidas. 3.

As relações do tipo perimetro-lado são conhecidas como relações funcionais .0 2.0 2. 3.0 01 08 24 38 44 58 59 72 80 92 . Porem.0 5. em média. como relações estatísticas . Quando duas variáveis estão ligadas por uma Relação Estatística .0 8.0 8.0 8.0 7. quanto maior a estatura .0 7. ela é bem menos precisa.0 3. Assim.0 10. pode acontecer que a estaturas diferentes correspondam a pesos iguais ou que estaturas iguais correspondam a pesos diferentes .0 8.0 ESTATISTICA (yi) 6.0 9. dizemos que existe uma correlação entre elas.0 10.0 7.0 6.Considerando. É evidente que essa relação não é do mesmo tipo da anterior. agora a relação que existe entre o peso e a estatura de um grupo de pessoas.0 4.0 9.3 DIAGRAMA DE DISPERSÃO Consideremos uma amostra aleatória. formada por 98 alunos de uma classe da Uniso e pelas notas obtidas por eles em Matemática e Estatística: NOTAS Nº MATEMATICA (xi) 5. As relações do tipo peso-estatura .0 6. maior o peso.

. . . os parâmetros (xi .4 CORRELAÇÃO LINEAR Os pontos obtidos. . . yi). o o 8 . . 4 . Esse diagrama nos fornece uma idéia grosseira. . . 6 . . 2 . obtemos uma nuvem de pontos que denominamos DIAGRAMA DE DISPERSÃO. . 10 xi 3. quanto mais fina for a elipse mais ela se aproximará de uma reta. vistos em conjunto formam uma elipse em diagonal. 2 4 6 . o o o o o o o o . 8 . . . porem útil.Representando. da correlação existente: yi 10 . em um sistema de coordenadas cartesiano ortogonal. Podemos imaginar que. .

10 xi Como a correlação em estudo tem como ³imagem´ uma reta ascendente . 2 4 6 . 4 . . ela é chamada de Correlação Linear Positiva. . . então. . . as relações funcionais são chamadas Relações Perfeitas. . .Dizemos. yi 10 . . 2 . o RETA IMAGEM o 8 . o o o o o o o o . . sendo. . 6 . por isso denominada de Correlação Linear. . Por esse motivo. . que a correlação de forma elíptica tem como ³imagem´ uma reta. 8 . . É possível verificar que cada correlação esta associada como ³imagem³ uma relação funcional.

não oferecendo uma ³imagem´ definida.Linear Positiva se os pontos do diagrama tem com ³imagem´ uma reta ascendente.Assim uma correlação é: a. concluímos que não há relação alguma entre as variáveis em estudo. Temos: Y o oo ooo oo ooooo ooo ooooo oo o oo correlação linear positiva X Y o oo ooo oo ooooo ooo ooooo oo o oo correlação linear negativa Y X o o oo oo oooo ooo oo oo ooo ooooo o correlação não -linear ooo oooo ooooo ooo oo oo o oooo oo ooo .Linear negativa descendentes. se os pontos tem como ´imagem´ uma reta c.Nao-linear se os pontos tem como ³imagem´ uma curva. b. Se os pontos apresentam-se dispersos.

B.5 COEFICIENTE DE CORRELAÇÃO LINEAR O instrumento empregado para a medida de Correlação Linear é o Coeficiente de Correlação .Y oo o o o o o o o oooo ooo o ooo oo ooo oooo oooo oooo o o oo ooo ooooo o o ooo oo o ooooo X não há correlação X 3. o valor de r pertence ao intervalo [ -1 e +1].Se não há correlação entre as variáveis ou a relação é por ventura não-linear. ainda. NOTAS - Para que uma relação possa ser descrita por meio do Coeficiente de Correlação de Person é imprescindível que ela se aproxime de uma função Linear. isto é.Se a correlação entre duas variáveis é perfeita e positiva . Esse coeficiente deve indicar o grau de intensidade da correlação entre duas variáveis e. Uma maneira pratica de verificarmos a . que é dado por : r= n xi yi ± ( xi ) ( yi) x²i ± ( xi)²] [ n y²i ± ( yi)²] ¥ Onde [n n = número de observações Os valores limites de r são -1 e +1. então r = -1 C. Assim: A. o sentido dessa correlação (positivo ou negativo).Se a correlação é perfeita e negativa . Faremos uso do coeficiente de correlação de Person. então r = +1. então r = 0.

6 .0 7. as variáveis.0 2.0 4.0 8.0 10. provavelmente trata-se de uma relação curvilínea. praticamente.0 9.0 5. x²i e y²i. na tabela.0 3.0 8.6 0.0 =65 ESTATÍSTICA (yi) 6.3.0 2.0 6. Em seguida vamos calcular o coeficiente de correlação relativos ao exercício anterior. colunas correspondentes aos valores de xi yi.3 0 ” | r | ” 1 Existe uma correlação linear forte entre as variáveis ” | r | < 0.0 8.0 = 65 xi yi 30 72 56 100 30 49 72 12 48 04 =473 x²i 25 64 49 100 36 49 81 09 64 04 =481 y²i 36 81 64 100 25 49 64 16 36 04 =475 .0 10. Assim: MATEMÁTICA (xi) 5. nada podemos concluir sobre a relação entre as variáveis em estudo.0 6.linearidade da relação é a inspeção do Diagrama de Dispersão : se a elipse apresenta saliências ou reentrâncias muito acentuadas. Para podermos tirar algumas conclusões significativas sobre o comportamento simultâneo das variáveis analisadas . há uma correlação linear relativamente fraca entre < | r | < 0.0 7. a correlação linear é muito fraca e.0 7. O modo mais pratico para obtermos r é abrir. é necessário que: Se Se Se 0.0 9.0 8.

Um estudo mostrou uma correlação entre salários de professores de Estatística e o consumo individual de cerveja.750 ± 4.554. aparece neste caso uma terceira variável oculta.810 ± 4. suprimimos a variação entre os indivíduos ou elementos .18 Dai: r = 0. Quando utilizamos taxas ou médias para os dados.911 10 x 473 ± 65 x 65 = 505 = 550 = ¥ (4. 2.6 CUIDADOS COM OS ERROS COM A INTERPRETAÇÃO DE CORRELAÇÃO Identificamos a seguir três dos erros mais comuns cometidos na interpretação de resultados que envolvem correlação. 1.225) ¥ 585 x 525 4. 3.Logo: r= 0.Devemos evitar a conclusão de que a correlação implica em casualidade.225) (4. e isto pode levar a um coeficiente de correlação inflacionado. Porem essas duas variáveis são afetadas pelas condições econômicas que envolvem não só o professor de Estatística. .91 Resultado que indica uma correlação linear positiva altamente significativa entre as duas variáveis.Surge outra fonte de erro potencial quando os dados se baseiam em taxas ou médias.

3. .Um terceiro erro diz respeito à propriedade de linearidade . A conclusão de que não há correlação linear significativa não quer dizer que x e y não estejam relacionados de alguma forma provavelmente possa haver uma correlação não linear.

. ONDE: r = ... . ¥ (..Complete o esquema de cálculo do coeficiente de correlação para os valores das variáveis xi e yi : xi yi 4 12 6 10 8 8 10 12 12 14 Temos: (xi) 4. .EXERCICIOS: E ± 2 (PARA ENTREGAR) 1. «« «« 14....... x .......... ««. = ...) (. ......0 = xi yi x²i y²i = = Logo: r= = .0 ««.....) ¥ ...... = .0 = = (yi) 12... ± . ± ..0 ««.«... x ......... x . ± ................. 12.....

Determine o coeficiente de correlação para os dois conjuntos de valores abaixo: .2 4.Padronize cada conjunto de escores e calcule o coeficiente de correlação.6 6.0 2.1 3.9 4.0 (yi) 46 46 52 50 48 40 42 44 xi yi x²i y²i = = = = 1.2. A- (xi) 34 30 40 34 39 35 42 45 43 (yi) 21 22 25 28 15 24 24 22 17 xi yi x²i y²i = b- = = = = (xi) 3.4 4.8 3.

0 2.2 4.1 5.1 temperatura média (°F) 87 50 75 90 55 54 68 85 82 80 45 58 66 .Com os dados abaixo.0 3.9 4.0 2.1 4. sobre crimes violentos e a temperatura média entre 21 e 2 horas das noites de sábado numa grande comunidade.4 2.2 2.8 3. Crimes Violentos/ 1000 residentes 5.7 3.6 4. monte o gráfico para os dados e calcule o coeficiente de correlação.1ª AVALIAÇÃO 2ª AVALIAÇÃO estudante 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 (xi) 82 84 86 83 88 87 85 83 86 85 87 = (yi) 92 91 90 92 87 86 89 90 92 90 91 = xi yi x²i y²i = = = 5.

partindo de n observações das mesmas.0 6. Assim. Sejam duas variáveis X e Y.0 2. as do exercício já apresentado: MATEMATICA (xi) 5.0 8.0 4.1 AJUSTAMENTO DE CURVAS A variável sobre a qual desejamos fazer uma estimativa recebe o nome de variável dependente e a outra recebe o nome de variável independente . vamos obter uma função definida por: Y = ax + b onde a e b são parâmetros. como.0 3.0 7.4.0 9.0 7. a relação entre duas variáveis.0 10.0 2.0 REGRESSÃO LINEAR Sempre que desejamos estudar determinada variável em função de outra fazemos sempre uma análise de regressão .0 9.0 8.0 .0 ESTATISTICA (yi) 6.0 5.0 10.0 8. ou seja. Podemos dizer que a analise de regressão tem por objetivo descrever. por exemplo. vamos procurar determinar o ajustamento de uma reta a relação entre essa variáveis.0 8. através de um modelo matemático.0 7. entre as quais e xista uma correlação acentuada.0 6. supondo X a variável independente e Y a dependente. embora não perfeita. 4.

. . imagem da função definida por: Y = ax+ b . . 10 xi . 2 . 4 . 2 4 6 8 . . . pela forma do diagrama. . . Podemos concluir. . o RETA IMAGEM o 8 . . .Cujo Diagrama de Dispersão é dado por: yi 10 . 6 . . que se trata de uma correlação retilínea. o o o o o o o o . . de modo a permitir o ajustamento de uma reta.

0 8.0 7.0 =65 =65 ESTATÍSTICA (yi) 6.0 6.0 10.xi . o resultado.0 6.0 4. na realidade.a X Onde : n é o número de observações Xi ) n Y é média dos valores de Yi (Y = n Yi ) X é média dos valores de Xi (X = Nota: Como estamos fazendo uso de uma amostra para obtermos os valores dos parâmetros.2 MÉTODO DOS MÍNIMOS QUADRADOS Vamos então.0 10.0 5. é uma estimativa da verdadeira equação de regressão.0 3.0 9.0 8. calcular os valores dos parâmetros a e b com a ajuda das fórmulas: a=n Xi Yi . escrevemos: Y^ = a X + b Onde Y^ é o Y estimado A tabela de valores: MATEMÁTICA (xi) 5. Sendo assim.0 2.0 8.( xi)² e b = Y .0 2.0 8.0 7. yi n Xi² .0 xi yi 30 72 56 100 30 49 72 12 48 04 =473 x²i 25 64 49 100 36 49 81 09 64 04 =481 .4.0 7.0 9.

.89 Y^ = 0.19 . 6 . basta determinar dois de seus pontos : X=0 X=5 Assim temos: yi 10 . . .89 .89 Para traçarmos a reta no gráfico. 8 .5 = 6. 8 .5 ± 0. 2 .4225 585 Como: X = 65 = 6. 2 . 10 xi .Temos assim a = 10 x 473 ± 65 x 65 = 4730 .8632 x 6.19 .8632 10 x 481 ± (65)² 4810 . . 4 . Donde: a = 0. 6 . . 4 . 5. o o o o o o o o o o Y^ = 0.89 = 5. .5 . .89 e Y = 56 = 6.5 10 Vem: b = 6.86 Logo: Y^ = 0.5 10 e b = 0.89 Y^ = 0.4225 = 505 = 0. 0.8892.86 X + 0.6108 = 0. .86 x 5 + 0.86 X + 0.5.

Para prever essas diferenças é possível esta belecermos um intervalo para o qual possamos afirmar. O cálculo desses intervalos segue os mesmos raciocínios visto anteriormente para as médias .3 ANÁLISE DE REGRESSÃO Quando recorremos a uma reta de mínimos quadrados. variâncias e desvio padrão. e analisaremos a seguir. . proporções. como também poderia gerar valores para Y^ diferentes. com certo grau de confiança valores de Y^. se fundamentarmos nosso trabalho em outra amostra de mesmo tamanho n o método de mínimo quadrado poderia gerar valores diferentes de para a e b . precisamos saber qual é a precisão dos valores obtidos para quadrados? Qual a precisão da estimativa Y^? a e b na equação de mínimos Os valores calculados são apenas estimativas baseadas em dados amostrais e.4.

um cachorro cometeu 5 erros em uma exposição canina. y = 107. estime quantos carros uma pessoa que venha trabalhando no posto de inspeção ha 8 semanas poderá inspecionar? .Estabeleça a equação da reta de mínimos quadrados que permite predizermos y em termos de x. Denotando por x o número de horas de treinamento e por y o número de erros cometidos.A tabela a seguir mostra quantas semanas seis pessoas trabalharam em um posto de inspeção de automóveis e quantos carros foram inspecionados entre 12 e 14 horas. x² = 304. e finalmente um outro cachorro. em determinado dia: Número de semanas Trabalhadas 2 7 9 1 5 12 Para esses dados temos: x = 36. apos 18 horas.y =721 Número de carros inspecionados 13 21 23 14 15 21 a.y = 8 1/3 x 2. b.Após 6 horas de treinamento. y² = 2001 e 3040 x. qual das duas retas se ajusta melhor aos três pontos. cometeu apenas 1 erro.½ x b. no sentido de mínimos quadrados? a. outro cachorro após 12 horas cometeu 6 erros.EXERCICIOS: E ± 3 (PARA ENTREGAR) 1.y = 10 .Com o auxilio da parte a.

5 1.3. b.M.8 1. c.1 0. y = 10.Com a equação da reta de mínimos quadrados. x² = 364.9 A leitura de zero horas foi feita imediatamente após completado o tratamento químico.Os dados abaixo se referem ao resíduo de cloro em uma piscina em vários momentos.P.6 Y Resíduo de cloro (P.Ajuste uma reta de mínimos quadrados que nos permita predizer o resíduo de cloro em termos do número de horas após a pi scina ter sido tratada com produtos químicos .4 1. . estime o resíduo de cloro na piscina 8 horas após t er sido tratada. após ter sido tratada com produtos químicos: X Número de Horas 0 2 4 6 8 10 12 Para esses dados temos: x = 42. y² = 15.) 2. estime o resíduo de cloro na piscina 5 horas após ter sido tratada.2 1.1 1. Por que razão o resultado diverge do valor 1.Com a equação da reta de mínimos quadrados. a.y =48.1 da tabela.52 e x .

a definição exata da malha viárias. motoristas irritados. Uma fila de mais de 4000 caminhões congestionou os acessos ao porto de Paranaguá. Um exemplo de uma situação ocorrida em nossos pais em abril de 2001. A super safra de soja e milho provocou engarrafamentos de até 110 Km nas estradas do Paraná. Soluções como o descarregamento em armazéns fo i à maneira encontrada para liberar os caminhões. o Brasil acompanhou um serio problema de capacidade de um serviço logístico. das companhias aéreas e aeroportos. os horários de pico e o aumento da demanda são fatores que requerem um melhor equacionamento. Outro problema mais atual que vemos em nosso pais é a situação dos aeroportos e todo o sistema aéreo que apresenta um verdadeiro caos noticiado diariamente em toda mídia. O acompanhamento dos fatos trará com certeza muitos s ubsídios para os estudantes de logística. Caminhões parados durante dias.5. . tempo e dinheiro perdidos para muita gente foi o saldo de uma situação indesejável para todas as partes envolvidas. esse problema tem varias causas en tre elas a logística de passageiros. mais que praticamente se repete todos os anos por ocasião da safra agrícola. A declaração do diretor do porto foi. ³ nenhum porto pode ser dimensionado pelo pico da demanda ´. Veremos a seguir algumas técnicas que podem ser utilizadas para gestão da demanda a partir da estruturação da capacidade.0 ANALISE DE DEMANDA O equilíbrio perfeito entre oferta e demanda quase nunca é alcançado . cuja capacidade de processamento era de 500 caminhões dia. comprova a complexidade da questão: através da televisão e dos jornais.

ESTRATEGIAS PARA A GESTAO DA CAPACIDADE DA DEMANDA A capacidade acompanha a demanda B A A = CAPACIDADE B = DEMANDA A demanda é fixa Demanda Não atendida A B Ociosidade A = CAPACIDADE B = DEMANDA DEMANDA : diferentemente da capacidade a demanda por serviços não é uma variável sob controle direto do prestador de serviços. ela é influenciada por fatores tais como: .

Necessidades momentâneas dos clientes . Para dimensionar efetivamente a demanda é preciso conhecer quem são os clientes e quais são as suas necessidades.Acessibilidade do serviço.Sazonal (temperatura. as conclusões aplicáveis. Devem ser simples. . a forma de sel eção dessa amostra.. estação do ano.Publicidade . e os cálculos dos erros e incertezas 6. etc) .Continua . etc. Gráficos devem ser auto-explicativos e de fácil compreensão. em geral gráficos ou diagramas. mensal) O uso de técnicas estatística tem um largo emprego no estudo da demanda devemos para cada caso estudar qual a técnica mais aplicável e daí planejar o dimensionamento da amostra. a tabulação dos dados obtidos. diária. Fluxo da Demanda .Preços praticados pelas empresas do setor .Flutuante (horária.0 APRESENTAÇÃO GRÁFICA A apresentação gráfica dos dados e respectivos resultados de sua analise pode também ser feita sob forma de figuras.Nível de atividade econômica . de preferência sem comentários inseridos. atrair a atenção do leitor e inspirar confiança.

1 DIAGRAMA DE ORDENADAS Para sua construção é traçada uma reta horizontal (ou vertical) de sustentação. a partir de pontos eqüidistantes na reta. ja que a vista repousa melhor sobre uma superfície do que sobre uma linha. . constroem -se perpendiculares cujos comprimentos sejam proporcionais às freqüências. freqüências 12 10 8 6 4 2 0 4 I-------8 8 I-------12 12 I-------16 16 I-------20 20 I-------24 salários 6.2 DIAGRAMA DE BARRAS A mesma distribuição acima poderia ser representada por meio de diagrama que levasse em conta a magnitude da área da figura geométrica.6.

e desde que as áreas dos diversos círculos devem ser proporcionais às magnitudes das freqüências.¥ f .1416) pelo quadrado do raio (r). tem-se : r= `.3 DIAGRAMA DE CIRCULOS Alem do retângulo . isto é.r ² . segue -se que: f= . Lembrando que a área do circulo é o produto do numero irracional (3. outra figura geométrica utilizada é o circulo ou conjunto de círculos. f onde é o fator de proporcionalidade. r = ¥ .freqüências 12 10 8 6 4 2 0 4 I-------8 8 I-------12 12 I-------16 16 I-------20 20 I-------24 salários 6.f Se chamar ¥ de `. C = . C= = . r ² . isto é.ou seja.

78 .72. `= ` ` ` r4 = ¥13. então: . r2 = ¥ 33.22 % 27.1 mm 1. Assim se quisermos representar graficamente a distribuição da tab ela 1. os raios dos círculos devem ser proporcionais a raiz quadrada das freqüências das modalidades da variável.22.27 . onde é o fator de proporcionalidade.portanto. ¥ 22.78 .77.71. 3 = 15. os raios do circulo deverão ser: r1 = ¥ 27.33 % 6. a a = r . S = r. Lembrando que o circulo compreende setores cujas áreas (S) são produto do raio (r) pelo tamanho do arco (a).8 mm 5.f = r.4. r5 = `= 3. e com S deve ser proporcional a freqüência f.a.f . 5.f .77 . 3 = 14.66.71.89 .3 mm 4.00 mm ` adotado de 3 mm.27.72. com um 2.33 . na qual se divide a área total de um circulo em subáreas (setores) proporcionais as freqüências.4 DIAGRAMA DE SETORES CIRCULAR Outra opção seria através de setores circulares. tem-se S= . 3 = 5.7 % 13. isto é.78 % 33. ` 4. 3 = 17.66 ¥ 2. 3 = 11.89 % 22. 1. r3 = `= 5. ` `= 5. ` = A figura abaixo representa esta distribuição.1 mm 3.

F ou seja: `= 360° Portanto a = 360°.78 = 100° 100 a2 = 360° x 33.89 = 50° 100 S5 = 360° x 2. tem-se S = . f F F Assim. tem se: 360° = `. os arcos e os r ângulos centrais de um circulo é igual a 360°.33 = 120° 100 a3 = 360° x 22. e sendo F a freqüência total. isto é. a distribuição de freqüência da tabela 4 representando faixas de salários fica: a1 = 360° x 27.22 = 80° 100 a4 = 360° x 13. f .Se chamarmos respectivos de `. 100° 80° .78 = 10° 100 120° 50° 10° .

% % % % % .

freqüências 12 x 10 x x 8 6 x 4 2 x 0 4 I-------8 8 I-------12 2 12 I-------16 16 I-------20 20 I-------24 salarios .6.5 DIAGRAMA LINEAR No diagrama linear deve -se plotar os pontos no eixos como foi feito no diagrama de barras e em seguida unir esses pontos por semi -retas constituindo-se desta forma o diagrama linear.