You are on page 1of 8

Ano I - Nº 158

5 de Fevereiro 2020
Fundador/Diretor : Fernando de Abreu
Periodicidade: Diária dias úteis
Gratuito

'Smart Cities 2020' discutem desafios


a incluir no próximo quadro
comunitário
'Smart Cities 2020' discutem Ficha técnica:

Inscrição:127288
desafios a incluir no próximo Propriedade: Nodigráfica- Infor-
mação e Artes Gráficas Lda
Periodicidade: Diária dias úteis

quadro comunitário NIF : 501511784


Diretora Adjunta: Anabela
Abreu
Morada : Av. do Convento nº 1 -
Orgens - 3510-674 Viseu
Sócios gerentes :
Graça Maria Lourenço de Abreu
Anabela Lourenço de Abreu
Sede /Redação : Complexo
Conventurispress - Av. do Con-
vento nº 1 - Orgens - 3510 -674
Viseu
Detentores do capital social
com mais de 5 %:
Fernando Mateus Rodrigues de
Abreu
Graça Maria Lourenço de Abreu
Anabela Lourenço de Abreu
Estatuto editorial : http://viseu-
global.pt/sobre-mim/

A iniciativa ‘Smart Cities cio de água, 50% dos custos com Pelo meio, a ‘tour’ passa
Tour 2020’, hoje apresentada, ini- a iluminação das vias públicas e por Évora (a 27 de maio, para
cia-se na próxima quarta-feira 40% a 80% na fatura com a análise das ‘smart grids’ e ener-
em Valongo, no Porto, e aborda recolha de resíduos sólidos”, re- gia zero carbono), seguindo-se a
este ano os desafios e as oportu- alçou a organização. Covilhã, onde será abordada a
nidades mais importantes para O objetivo destas iniciati- mobilidade sustentável.
os municípios no âmbito da dis- vas é “apostar na inteligência ur- “Diria que Portugal já está
cussão do quadro comunitário bana ou na inteligência do uso com 15 anos de atraso em re-
Portugal 2030. dos próprios territórios” para lação à Europa naquilo que se
A quarta edição do 'Smart diminuir as assimetrias regionais, refere a módulos de mobilidade
Cities', organizada pela secção que se agravam com o des- suave e à forma como se en-
de Cidades Inteligentes da Asso- povoamento e a desertificação, a caram os centros urbanos”, disse
ciação Nacional de Municípios diminuição da natalidade e o en- o presidente da Câmara de
Portugueses (ANMP), promove velhecimento das populações, Viseu, sublinhando que Portugal
‘workshops’ temáticos em seis sublinhou. tem de “ultrapassar estes 15
cidades, com início na próxima Almeida Henriques anos de atraso”.
quarta-feira em Valongo, termi- salientou que todas as fases de O ‘tour’ passa por
nando em Coimbra, em novem- evolução são importantes nesta Monchique, no Algarve, para
bro. rede de cidades, que tem “um abordar as possibilidades de uti-
Segundo António Almeida grande mérito” de trazer a lização de 'smartphones', vai a
Henriques, vice-presidente da temática das cidades inteligentes Oeiras falar sobre inovação in-
ANMP, que hoje apresentou os “para o centro do debate das teligente e termina com a
temas para este ano, já são 136 políticas públicas” dos territórios, Cimeira dos Autarcas, em Coim-
os municípios portugueses que apesar de reconhecer que entre bra, em 25 de novembro.
pertencem a esta rede de ‘Smart as cidades aderentes existirem A organização prevê
Cities’. “diferentes velocidades”. ainda ir a Campo Maior “intro-
Nestes encontros são Na sua quarta edição, a duzir um tema novo”, que é a co-
partilhadas boas práticas e ‘tour’ vai passar por seis cidades, esão territorial e o uso da
soluções inovadoras entre os começando por Valongo, na inteligência urbana para “olhar
municípios envolvidos, assim próxima quarta-feira, com o tema para os territórios de baixa den-
como divulgar projetos desen- a “Cidade Circular” e “questões sidade e ver como é que esses
volvidos a nível nacional. ligadas à água a escassez de territórios se podem comportar”
Sistemas inteligentes nas água e dos resíduos sólidos ur- para fixar pessoas e empresas,
cidades permitem “uma banos em diferentes vertentes”. utilizando a tecnologia para me-
poupança de 40% no desperdí- lhorar a qualidade de vida das
pessoas e a eficiência da urbana que em maio do ano ergética, ambiente e limpeza,
gestão municipal. passado a ANMP identificou os jardins, as florestas urbanas,
“Vamos começar exata- como prioritárias para o pro- a recolha de resíduos, o fornec-
mente em Campo Maior porque grama comunitário Portugal imento e tratamento das águas,
achamos que é um bom exem- 20/30, atualmente em dis- a cultura e a educação, além
plo do ponto vista do país de cussão. das áreas sociais e proteção
como a fixação de uma âncora, Estas 30 medidas subdi- civil, entre outras, sublinhou o
neste caso da Delta, teve um videm-se nos temas ‘Capital autarca.
fator de modificação de todo um Humano’, ‘Conectividade’, O projeto 'Smart Cities
território e o tornou atrativo e ‘Identidade’, ‘Infraestruturas’ e Tour' é desenvolvido pela
traz atrás de si todo um con- ‘Dados’. ANMP e a Nova Cidade –
junto de dinâmicas”, explicou. Os desafios das cidades Urban Analytics Lab, em parce-
Ao longo destes encon- passam hoje pela participação ria com a Altice Portugal, CTT,
tros, a discussão dos temas dos cidadãos, novos modelos EDP e Deloitte.
tem por base um plano de 30 de relacionamento destes com
medidas para uma política de os serviços, acesso aos dados,
cidades assente na inteligência mobilidade, eficiência en-

Isenção de portagens em pórtico da A24 já está


ativa
A isenção do pagamento
de portagens no pórtico da au-
toestrada A24 entre as Termas
do Carvalhal e Castro Daire, no
distrito de Viseu, já se encontra
ativa, anunciou hoje a autar-
quia.
Numa mensagem colo-
cada na sua página do Face-
book, a Câmara de Castro
Daire esclarece que “esta
isenção só se aplica a quem uti- gens enquanto a EN2 estiver ainda não tinha conseguido en-
liza este troço da A24 como al- cortada, depois de o Governo trar em contacto com o ministro
ternativa ao troço encerrado da lhe ter prometido a iniciativa. das Infraestruturas, “nem por
Estrada Nacional (EN) 2”. “Durante o fim de sem- escrito nem via telefone”.
A EN2 ficou cortada na ana, no sábado à noite, voltou a Além da garantia da
sequência de um aluimento de entrar em contacto para dizer isenção do pagamento de
terras entre os quilómetros 138 que tinha dado indicações para portagens no pórtico, o autarca
e 142, ou seja, entre Mós e a isenção do pórtico da A24 no conseguiu também agendar
Ponte Pedrinha, no concelho de período em que a EN2 está cor- uma reunião.
Castro Daire, aquando da de- tada, naquele troço, entre a “A medida de isenção do
pressão Elsa, provocando a saída de Castro Daire e a das pórtico não é a solução defini-
queda de uma máquina Termas do Carvalhal, e final- tiva. A solução definitiva é a re-
retroescavadora e a morte do mente conseguimos agendar a abertura da EN2, porque é uma
seu motorista. reunião solicitada”, adiantou o estrada que nos atravessa o
Na segunda-feira, o autarca. concelho de norte a sul e tem
presidente da autarquia, Paulo Segundo Paulo Almeida, uma importância vital para a
Almeida, anunciou que esse desde a derrocada da EN2, no economia local e para os em-
troço iria ficar isento de porta- dia 19 de dezembro de 2019, presários locais”, assumiu.
“Monte habitado: viver no Castro de Santa Luzia
há 3000 anos” é a nova exposição do Museu do
Quartzo
Mostra apresenta pela o Polo Arqueológico de Viseu e nova mostra são representati-
primeira vez achados arque- o Museu do Quartzo. vas do período de tempo em
ológicos com quase 40 anos, A exposição apresenta, que o Monte de Santa Luzia foi
em depósito no Polo Arque- ainda, objetos cedidos pelo ocupado por uma comunidade
ológicos de Viseu, entre outras Museu Nacional Grão Vasco, que já dominava a tecnologia
peças dos séculos XI a VIII a.C. como um molde em pedra e um da metalurgia do bronze e que
Inaugurou domingo pas- escopro de bronze, prove- ali implantou a sua aldeia,
sado, 2 de fevereiro, uma nova nientes do Monte de Santa rodeada por uma muralha.
exposição no Museu do Luzia, assim como um Entre outras curiosi-
Quartzo – Centro de Interpre- machado de bronze, de dades, “Monte habitado: viver
tação Prof. Galopim de Car- proveniência desconhecida, no Castro de Santa Luzia há
valho. “Monte habitado: viver no testemunhos da capacidade 3000 anos” mostra-nos, em de-
Castro de Santa Luzia há 3000 tecnológica das comunidades talhe, as técnicas utilizadas
anos” apresenta, através de ob- deste período. para produzir e trabalhar o
jetos arqueológicos descober- “Esta exposição é uma bronze e para decorar um tipo
tos por grandes arqueólogos e viagem com 3000 anos e lev- de cerâmica característico
historiadores viseenses como anta o véu sobre uma das mais desta época, que ficou con-
João Inês Vaz, Celso Tavares antigas e importantes ocu- hecida como “Cerâmica de
da Silva e Alberto Correia, o pações humanas em Viseu. É Baiões/Santa Luzia”, em alusão
modo de vida da comunidade também um pretexto para uma aos dois locais onde foi de-
que viveu no Monte de Santa redescoberta da história e do scoberta.
Luzia entre os séculos XI e VIII valor paisagístico e natural sin- Nos primeiros 3 dias, a
a.C.. gular do Monte de Santa Luzia”, exposição já recebeu cerca de
Esses achados, guarda- apontou o Vereador da Cultura 350 visitantes. Estará patente
dos sem estudo ou valorização e Património da Câmara Muni- pelo menos até fevereiro de
específica há quase 40 anos, cipal de Viseu, Jorge Sobrado, 2021 e a entrada é gratuita.
estão agora a ser objeto de di- no momento da inauguração.
vulgação, numa parceria entre As peças patentes nesta

Escola Municipal de Natação de Moimenta da


Beira ‘brilhou’ em Tarouca
No sábado passado, dia 1ºs lugares; quatro 2ºs e outros
1 de Fevereiro, a Escola Muni- tantos em 3º. Houve ainda um
cipal de Natação de Moimenta 4º; um 11º; um 12º; um 17º; e
da Beira participou na segunda um 18ª. Nas estafetas al-
prova de competição do Torneio cançaram o 4º lugar.
Prof. Afonso Saldanha, que A Escola Municipal de
teve lugar em Tarouca, com 10 Natação, radiante, agradece
atletas. Todos concorreram em em nome do Município a todos
duas provas individuais e numa os seus alunos, participantes e
estafeta, com resultados hon- seus encarregados de edu-
rosos, muito honrosos. Indivi- cação.
dualmente conseguiram seis
Castro Daire investe 200 mil euros num parque de
aventura natural
A Câmara Municipal de da cascata da Pombeira, onde “uma pista de enduro bike, na
Castro Daire vai investir cerca se localizará um miradouro, e o encosta oeste da cascata,” e a
de 200 mil euros, com financia- traçado pedonal será con- “criação de condições para al-
mento europeu, num parque de struído com passadiços que guns desportos de aventura,
aventura com piscinas naturais, permitirão usufruir das magnifi- nomeadamente o canyoning e
percurso pedestre e zonas de cas paisagens e das piscinas a escalada”.
atividade desportiva, disse hoje naturais que ali vão ser cri- “Queremos um polo de
à agência Lusa o presidente do adas”, concretizou. atração turística no nosso con-
município. O Pombeira Adventure celho, potenciando assim o que
“Este projeto visa Park fica na localidade de a natureza tem em Castro
aproveitar as condições natu- Pombeira, na zona norte da Daire, e ser uma alavanca para
rais extraordinárias que a freguesia de Castro Daire, e o desenvolvimento económico”
Pombeira, aqui do nosso con- contará também com “piscinas do município, avançou.
celho, tem. É um espaço com naturais, dentro daquele maciço Paulo Almeida não es-
algumas quedas de água com rochoso com as quedas de condeu o desejo de inaugurar o
paisagens extraordinárias e o água”, e “um passadiço de lig- Pombeira Adventure Park no
objetivo é fazer dali um pe- ação entre as piscinas natu- verão do próximo ano e, pelas
queno percurso circular com rais”, explicou. suas contas, disse ser possível
mais de quatro quilómetros”, “Estamos a falar num in- “ter o projeto pronto no final do
explicou Paulo Almeida. vestimento, numa primeira fase, primeiro semestre de 2021”.
Este percurso a rondar os 200 mil euros e tem
“aproveitará, sempre que pos- um apoio do Provere, através Neste momento, expli-
sível, os trilhos existentes, com- da ‘Valorização e Qualificação cou, está em fase de elabo-
plementado com passadiços, da Rota da Água e da Pedra ração do projeto e “dentro de
garantindo assim a segurança das Montanhas Mágicas’, em três meses deve poder abrir-se
dos seus utilizadores e man- que a entidade promotora é a o concurso para a empreitada”
tendo desta forma o seu cariz Adrimag, em cerca de 80 mil e, depois, “são todos os proces-
diferenciador com a vista per- euros”, disse. sos administrativos normais” e
manente sobre o rio”. O espaço contemplará o prazo da obra.
“Será um percurso circu- também áreas para a prática
lar com início no ponto mais alto desportiva, acrescentou, como