You are on page 1of 4

1) Quais são as hipóteses de pactuação de contrato a termo na CLT?

Também conhecido como contrato a prazo. Formalizável para a satisfação de necessidade temporária do empregador, por um período fixo. No Brasil, a duração do contrato não pode exceder 2 anos. Hipóteses: a) Substituição temporária de trabalhador que, por qualquer razão, se encontre impedido de prestar serviço ou em relação ao qual esteja pendente em juízo ação de apreciação da licitude do despedimento; b) Acréscimo temporário ou excepcional da atividade da empresa; c) Atividades sazonais; d) Execução de uma tarefa ocasional ou serviço determinado precisamente definido e não duradouro; e) Lançamento de uma nova atividade de duração incerta, bem como o início de laboração de uma empresa ou estabelecimento; f) Execução, direção e fiscalização de trabalhos de construção civil, obras públicas, montagens e reparações industriais, incluindo os respectivos projectos e outras atividades complementares de controle e acompanhamento, bem como outros trabalhos de análoga natureza e temporalidade, tanto em regime de empreitada como de administração direta; g) Desenvolvimento de projetos, incluindo concepção, investigação, direção e fiscalização, não inseridos na atividade corrente da entidade empregadora; h) Contratação de trabalhadores à procura de primeiro emprego ou de desempregados de longa duração ou noutras situações previstas em legislação especial de política de emprego

2) O que é rescisão indireta?
"...A rescisão indireta ou dispensa indireta é forma de cessação do contrato de Trabalho por decisão do empregado em virtude da justa causa praticada pelo seu empregador (artigo 483 da CLT)

3) O que são horas in itinere? Quais os requisitos para que tais horas sejam consideradas como integrantes da jornada de trabalho?
O tempo gasto pelo empregado até o local de trabalho de difícil acesso ou não servido de transporte público, quando o empregador fornece o meio de transporte deverá ser computado na jornada de trabalho. Trata-se das horas “in itinere”, ou seja, em percurso.

4) Diferencie tempo de prontidão de tempo de sobreaviso.
A diferença é que, enquanto no regime de sobreaviso o empregado fica em sua residência, os empregados de prontidão ficam na sede da empresa; a escala de prontidão não pode exceder a 12 horas; a escala só pode ser contínua quando houver alimentação no local; o regime de prontidão é pago na razão de 2/3 do salário normal, enquanto no sobreaviso essa razão é de 1/3.

5) O que é poder hierárquico do empregador?

a falta do aviso prévio. assumindo os riscos da atividade econômica. 8) Quais são os 4 (quatro) requisitos legais para que seja possível a aplicação do instituto da equiparação salarial? 1. isto é. Remuneração é a soma do salário previsto em contrato com outras vantagens e adicionais percebidos pelo trabalhador em decorrência do seu trabalho. Exemplo: os professores universitários e primários têm o mesmo cargo. 5. de 1 (uma) hora e. já que as condições locais podem influir no desnivelamento da remuneração. a terceiro acepção está fundada no modelo proposto pela CLT. Intervalo intrajornada é o lapso temporal no transcorrer da própria jornada. contrata. ao imposto de renda a ser retido na fonte. estabelecendo a diferença entre os conceitos de salário e remuneração. 2º. Cite pelo menos duas situações em que é autorizado o desconto. Identidade de função: não se deve confundir função com cargo. salvo acordo escrito ou contrato coletivo em contrário.O art. dentre o início e término da prestação de serviços. Que o serviço seja prestado ao mesmo empregador. não poderá exceder de 2 (duas) horas. 6) Podemos vislumbrar que a doutrina justrabalhista tem dado pelo menos três sentidos diferenciados à expressão remuneração. 3. assalaria e dirige a prestação pessoal de serviços. 7) Como regra geral o desconto nos salários não é permitido. a remuneração nada mais é do que a somatória dos benefícios financeiros. é obrigatória a concessão de um intervalo para repouso ou alimentação. por exemplo. a contribuição sindical anual. Que o serviço seja de igual valor: é aquele prestado com igual produtividade e a mesma perfeição técnica. Esta direção é entendida pela doutrina como poder hierárquico. 71 . 2. que. já que há empregados com o mesmo cargo e funções diferentes. O período de repouso comum é de 11h. Entre os descontos previstos em lei podemos citar. conceituado pelo art. cuja duração exceda de 6 (seis) horas. mas a função (atribuição) é diferente. intervalo para refeição. ou seja. Art. impossibilita a equiparação. o qual será. contudo é de se observar que em algumas situações a lei permite o referido desconto. discorra acerca do conceito de remuneração com base na acepção adotada pela CLT. e outros. os relativos às contribuições previdenciárias. da CLT conceitua empregador como sendo a empresa individual ou coletiva. Com base nas informações dadas. 4.Em qualquer trabalho contínuo. Que não haja diferença do tempo de serviço entre os empregados da mesma função superior a dois anos . da CLT. Salário é contraprestação direta devida pelo empregador ao empregado em virtude do serviço prestado em face do contrato de trabalho. o salário contratual mais gorjetas. adicional noturno. conforme previsto no artigo 66 da CLT: . Ou seja. ex. ajudas de custo e comissões. no mínimo. ou poder diretivo de comando sobre a atividade exercida pelo empregado. Que o serviço seja prestado na mesma localidade: compreende o mesmo município.se o tempo de serviço na função for superior a dois anos. podendo ser ele fixo ou variável. Intervalo interjornada é o lapso temporal entre duas jornadas de trabalho. prêmios. 2º. 9) Diferencie intervalo intrajornada (dentro) de intervalo interjornada. adicional de periculosidade e insalubridade.

66. ou para que o empregador preencha a lacuna deixada pela ausência do empregado que não mais deseja trabalhar em seu negócio. (Sinalagmático) b) consensual: Pois depende da manifestação de vontade (expressa ou tácita). O aviso prévio é um direito irrenunciável do empregado. nem tampouco em dispensas por justa causa. Não há que se falar em aviso prévio em contratos de prazo determinado. uma vez que as partes já sabem de antemão quando o pacto entre ambas irá se encerrar. mediante o recebimento de salário. d) oneroso: Pela prestação do empregado. poderão levantar o total depositado em seus nomes. podendo ser verbal ou até mesmo tácito. não exigindo formalidade ou solenidade para manifestação da vontade. corresponde uma remuneração paga pelo Empregador. em contas abertas na Caixa Econômica Federal (CEF) em nome dos seus empregados. 11) O que é jornada de trabalho? Período diário durante o qual o trabalhador está a disposição do empregador. Os valores do FGTS pertencem exclusivamente aos empregados. Entre duas jornadas de trabalho haverá um período mínimo de onze horas consecutivas para descanso.FGTS é o fundo criado pelo Governo Federal com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa. Esse prazo serve para que o empregado consiga um novo serviço. O FGTS é constituído pelo total desses depósitos mensais.” (En. 12) O que é FGTS? O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço . mediante a formação de uma conta vinculada ao contrato de trabalho. O aviso trabalhado é quando o empregado continua exercendo suas . ainda que por prazo determinado. inclusive de experiência. inexistindo o aviso prévio. e) trato sucessivo: É a continuidade no tempo. g) informal: Não requer forma. a) bilateral: pois envolve obrigações tanto do Empregador quanto do empregado. Entretanto o mesmo não acontece com o empregador. Tipos O Aviso Prévio pode ser de dois tipos: trabalhado e indenizado. Livre consentimento entre Empregador e empregado. em algumas situações. tendo reciprocidade no conjunto de prestações. as empresas devem depositar. Para o Empregador não se exige o caráter da pessoalidade. havendo somente uma multa que deve ser paga pela parte que pediu a rescisão do contrato antecipadamente. O pedido de dispensa de seu cumprimento “não exime o empregador de pagar o valor respectivo. 10) O que é contrato de trabalho? Cite pelo menos 3 (três) características dos contratos de trabalho. 13) O que é aviso prévio? Diferencie aviso prévio trabalhado de aviso prévio indenizado. O Aviso Prévio é a comunicação que uma parte do contrato de trabalho deve fazer à outra de que pretende rescindir o pacto laboral sem justa causa. salvo comprovação de haver o prestador dos serviços obtido novo emprego. somente este empregado pode prestar a prestação de serviços. não eventuais a outrem (empregador).Art. já que nessa situação o contrato termina de imediato. que pode renunciar ao direito que a lei lhe dá. No início de cada mês. e não exigir que o funcionário cumpra o aviso prévio que havia lhe concedido. 276 do TST). que. c) comutativo: As prestações são conhecidas desde o início da contratação. de acordo com o prazo previsto em lei. de forma que não é instantâneo. o valor correspondente a 8% do salário de cada funcionário. O contrato individual de trabalho é o ajuste de vontades pelo qual uma pessoa física (empregado) se compromete a prestar pessoalmente serviços subordinados. f) intuito personae: Possui caráter pessoal com relação ao empregado.

Quais os requisitos? Quantas parcelas podem ser recebidas e sob quais condições? O seguro-desemprego é um benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado. . nos últimos 36 meses. dispensado sem justa causa. exceto pensão por morte ou auxílio-acidente. O aviso indenizado é quando a parte que recebeu o aviso tem direito a uma indenização referente a um salário do empregado e não cumpre o período de trabalho estipulado pela lei.Tiver sido empregado de pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica durante.funções normalmente. se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses. conforme a seguinte relação: . a partir da data da última dispensa que habilitar o trabalhador a receber o Seguro-Desemprego. se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo seis meses e no máximo onze meses. pelo menos. até que o prazo se extinga e ele sai da empresa. . deve-se contar os 16 (dezesseis) meses que compõem o período aquisitivo. de forma contínua ou alternada. Número de parcelas: A assistência financeira é concedida em no máximo cinco parcelas. 6 meses nos últimos 36 meses que antecedem a data de dispensa que deu origem ao requerimento do Seguro-Desemprego. .Tiver sido dispensado sem justa causa. 14) Defina seguro-desemprego. . nos últimos trinta e seis meses. Assim. se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo doze meses e no máximo 23 meses. .Não estiver recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social. .cinco parcelas.Não possuir renda própria para o seu sustento e de sua família. Requisitos . Período aquisitivo é o limite de tempo que estabelece a carência para recebimento do benefício. a cada período aquisitivo de 16 (dezesseis) meses.quatro parcelas. nos últimos 36 meses. .três parcelas.Tiver recebido salários consecutivos no período de 6 meses anteriores à data de dispensa. .Estiver desempregado quando do requerimento do benefício.