A NOIVA SEM FACE

A NOIVA SEM FACE
2003 - 2009

A REVELAÇÃO

A NOIVA SEM FACE

PARTE 1

No ano de 2003, no mês de Setembro, na cidade de Suzano, na grande São Paulo, após acabar de ler algumas páginas da minha Bíblia, já era tarde da noite quando fiz uma breve oração antes de deitar-me para dormir. Logo peguei no sono e adormeci completamente.

A NOIVA SEM FACE

Naquela noite, eu tive um sonho que para mim, foi tão real quanto a minha própria vida. Eu sonhei que estava em uma cerimônia de casamento, dentro de uma linda igreja, e logo percebi que eu mesmo era o “NOIVO”, que ali, aguardava a chegada da “NOIVA”. Pensei por alguns instantes: “__Que estranho isso!”

Aquele sonho foi assim:

Havia uma igreja, toda branca, e muito iluminada, era um lugar lindo e maravilhoso. Ali, estavam muitas pessoas que eu não podia enumerá-las, havia muita gente naquele lugar!

A NOIVA SEM FACE

Ao olhar para as pessoas que ali estavam, percebi que elas estavam felizes e muito contentes, eu notei isso em seus rostos. Aquele ambiente era muito agradável e aconchegante. Eu vi que as pessoas conversavam entre si, e outras caminhavam de uma parte para outra dentro daquela igreja, cuja aparência era formidável!

A NOIVA SEM FACE

Em algumas pessoas eu notei certa “ANSIEDADE”, naturalmente aguardavam o momento mais importante daquela festa. Enquanto o tempo passava, lembrome que eu olhava para mim mesmo, e sorria, sentindo-me muito feliz, trajando um terno AZUL-MARINHO com botões DOURADOS. Eu me sentia muito bem, tranqüilo e a vontade naquele lugar. Algumas pessoas passavam e me cumprimentavam com um belo sorriso no rosto, outras, aproximavam-se e me diziam: “____Parabéns!”.

A NOIVA SEM FACE

E eu ali, feliz estava. Aguardando a tão esperada chegada de minha noiva, a qual eu ainda não conhecia, nem mesmo sabia como ela seria... O que mais me chamava à atenção era o fato de eu não conhecer a minha noiva, com a qual, naturalmente eu me casaria naquele lugar. Então, minutos depois, em meu pensamento, indaguei: “___Quem é a minha noiva?”

Lembro-me que eu estava de corpo presente no meio daquela multidão, eu podia sentir várias sensações, como a fragrância de vários perfumes, que se misturavam no ar, as luzes, as vozes, cada detalhe, os sons, vindo de diversas partes, os movimentos distintos, daquelas pessoas, que certamente eram os convidados da festa. Eu vivi cada momento ali, como se fosse mesmo tão real, e jamais duvidei que não fosse real. Para mim, acredito que aquele sonho era uma tremenda “REVELAÇÃO”.

A NOIVA SEM FACE

Não posso calcular se isso demorou algumas horas, talvez sim, não tenho certeza em relação ao tempo em que vivi aquele sonho. Mas foi real do começo ao fim! Foi algo estranho, mas, estou tentando explicar neste livro; jamais duvidei disso, em nenhum momento, para mim, mesmo sem entender direito o que estava acontecendo, eu acreditava que aquilo era uma “MENSAGEM DE DEUS” para a minha vida, e nisso eu sempre acreditei.

Recordo-me agora das palavras do profeta Joel que disse assim:

“E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões” Joel 2:28

A NOIVA SEM FACE

No meio daquela multidão, eu não fazia idéia de quem seria a minha noiva. Pois ali, havia muitas moças lindas, bonitas, bem vestidas e elegantes. Mas, nenhuma delas me despertava interesse, eu somente as observava de longe, porém, não as desejava. Nem mesmo deixava surgir qualquer fantasia em minha mente. Em meu coração, eu aguardava alguém, mesmo sem saber exatamente “Quem?”. Nesse momento, lembro-me de ter escutado a voz da minha própria consciência, dizendo assim:

“___Até no sonho as noivas demoram a chegar...!”
Estranho é que eu sabia que aquilo era um sonho, mas um sonho real, no qual, tudo acontecia de verdade. É um pouco estranho para eu poder explicar como foi tudo isso, mas estou dizendo a verdade. Eu tive realmente um sonho complexo! Mas, real e verdadeiro. Passado algum tempo, chegaram mais pessoas para me cumprimentar e parabenizar, e perguntavam assim: “___Como pode a sua noiva ser tão linda?”. Ainda outros me perguntavam assim: “___Onde você a conheceu?”. “___Como foi o seu primeiro encontro? Ainda outros diziam: “___ela é linda!” “___ela é muito bonita!”

A NOIVA SEM FACE

A NOIVA SEM FACE

Mas, eu, sem saber o que dizer para aquelas pessoas naquele momento, apenas balançava a cabeça, concordando com tudo o que elas falavam, pois não sabia ainda quem era a minha noiva, eu não a conhecia ainda. Então afirmava a todos dizendo: “___Sim, a minha noiva é linda. Ela é maravilhosa!” E com medo deles perceberem que eu ainda não a conhecia, então eu sorri, pois imaginava que ela já havia chegado naquele lugar, pois, eu ouvia vários comentários a respeito de sua beleza, deduzi que certamente seria uma “BELA NOIVA”.

A NOIVA SEM FACE

Mas, dentro de mim, havia uma pergunta que, aos poucos, foi me deixando ansioso, inquieto e angustiado. Afinal de contas eu também queria saber quem era a minha noiva. Lembro-me que dei algumas voltas por entre aquelas pessoas, procurei em cada rosto, em cada olhar, uma pista, alguma resposta para aquela pergunta que passou a incomodar-me naquele lugar. Nesses instantes de muita espera e agonia, eu ficava me perguntando: “___ Quem será a minha noiva?” “___ Por que tanta demora?” “___ Onde ela está?” Então, a minha agonia e inquietação foram aumentando cada vez mais, pois, quanto mais eu a procurava, mais desesperado e nervoso eu ficava. Depois de muito tempo, consegui me acalmar um pouco mais, porém, ainda estava preocupado em saber quem era a minha noiva. De repente, de maneira inexplicável, olhei para fora daquela igreja, em direção a porta de entrada, e notei que na rua havia um carro, que acabara de chegar naquele exato momento.

A NOIVA SEM FACE

Percebi também que muitas pessoas correram para a porta de entrada para ver quem sairia daquele carro que estava acabando de estacionar ali. As pessoas observaram quando uma das portas se abriu, e, para surpresa de todos, (inclusive a minha), era a noiva que havia chegado!

Ufa! Até que enfim ela chegou! Imaginei isso, quieto, em silêncio, entre aquelas pessoas que ali estavam, aguardando o momento mais esperado, porém, eu não conseguia vê-la de longe, apenas sua imagem, meio distorcida.

Todos naquele momento ficaram maravilhados, alguns até choraram, emocionados com aquela linda cena. Então aquela jovem, vestida de noiva, caminhava em direção aos portais daquela igreja, que de tão cheia, o seu som era como a voz de muitas águas. Num dado momento, eu tentei avistar aquela noiva, mesmo de longe, mas, eu estava apertado, e espremido entre muitas pessoas que estavam na minha frente. Depois de algum tempo, percebi que aquela noiva, com um vestido branco maravilhoso, lindo, deslumbrante, começou a caminhar em minha direção. Eu estava no interior da igreja, junto ao altar, entre muitos homens e mulheres que ali, educadamente esperavam por aquele momento divino!

A NOIVA SEM FACE

Ela vinha caminhando lentamente, “passo a passo”, em minha direção.

Com seu rosto coberto pelo véu, não pude vê-la exatamente, mas percebi que era uma linda jovem, e fiquei feliz, sentindo um "calafrio" surgir lentamente em minha espinha dorsal, que tentava me dominar por completo, mas me contive, e me controlei, e esperei aquela linda noiva se aproximar. Enquanto ela caminhava dentro da igreja, eu notava a felicidade no rosto de cada pessoa, e eu, sorrindo, não podendo mais me segurar, deixei uma lágrima cair. Eu não estava triste ou amargurado, o que sentia naquele instante era uma alegria imensa, que não pude conter em silêncio.

A NOIVA SEM FACE

Pensei em gritar forte e bem alto de muita alegria, mas, com receio não o fiz, deixei as coisas fluírem naturalmente para não estragar o clima que a essa altura já havia contagiado a todos naquele ambiente celestial, puro e agradável. Mais alguns passos à frente, e aquela que haveria de tornar-se minha esposa, se aproximava, sempre em direção ao altar, onde ansiosos esperávamos. Tudo estava preparado naquela hora, em cima do altar estava a Bíblia Sagrada, e a decoração estava impecável, sem dúvidas, arrisco a dizer que aquele lugar realmente era um pedaço do céu! Muito lindo mesmo! Maravilhoso!

Depois de muitas expectativas, e muita demora, chegou então o momento de olharmos um para o outro, notei que ela era uma jovem de pele morena, com os cabelos pretos, encaracolados, na altura dos ombros, e de baixa estatura, pouco mais que um metro e meio. Fiquei muito contente ao vê-la se aproximando de mim, confesso que fiquei um pouco sem jeito e meio acanhado, pois não a conhecia, nunca antes tinha estado com ela, em lugar nenhum desse mundo. Achei muito estranho o fato de ela não mostrar seu rosto para que eu realmente a contemplasse, pois, ao se aproximar de mim, ela parou a uma determinada distância e ficou de costas, então eu não conseguia ver exatamente como era o seu rosto. Mas me recordo perfeitamente que, quando eu fui chegando perto dela, para vê-la e contemplar a sua beleza, tão comentada por várias pessoas daquela festa. No momento exato em que cheguei perto dela, feliz, com um sorriso estampado em meu rosto, e algumas lágrimas de felicidade e satisfação, ela virou-se, para se revelar a mim, e ao vê-la bem de perto, eu fiquei completamente frustrado, atônito e pasmo, POIS ELA NÃO TINHA FACE! E completamente perplexo, desesperado, assustado, apavorado e confuso, eu cheguei a fazer uma série de exclamações: “__Uma noiva sem face!” “___sem rosto!” “___sem olhos!” “___sem boca!” “___sem nada!”...

A NOIVA SEM FACE

Não havia rosto nela! Ela era uma mulher sem face, sem absolutamente nada em seu rosto.

E infelizmente, foi justamente quando ela virou o seu rosto para mim, revelando-se finalmente, ao notar que ela não tinha nada em sua face, então eu, completamente confuso, sem entender nada daquele estranho sonho, que mais parecia um grande “ENIGMA” para mim... Então, EU ACORDEI!

Eu levantei da minha cama muito nervoso, por ter acordado sem saber exatamente quem era aquela noiva, pois eu imaginava que seu rosto apareceria dentro de alguns instantes, ou haveria uma “transformação”, uma espécie de “metamorfose”, ali mesmo, repentinamente.

A NOIVA SEM FACE

Eu queria mesmo ver com clareza e exatidão quem estava por trás daquela “FACE OCULTA”. Cuja presença me deixava confuso e completamente desnorteado. Eu pensava que aconteceria alguma coisa diferente para me esclarecer tudo o que estava acontecendo dentro daquela igreja, decifrando assim aquele enigma, dentro do qual, eu me sentia totalmente perdido, sem saber o que fazer nem para onde ir. Esse sonho sem dúvida me abalou muito. Eram três horas da madrugada quando acordei daquele “SONHO”, “PESADELO”, “VISÃO”, etc... Fiquei completamente aborrecido com tudo aquilo que se passou em minha cama durante aquela madrugada. No dia seguinte compartilhei isso com minha mãe, e ela me disse que Deus estava tentando me dizer por meio de uma revelação, que aquela “NOIVA SEM FACE”, seria a minha esposa no futuro, por isso ela estava com o rosto incompleto, sem nada, coberto, sem que eu pudesse vê-la, mas, que no futuro, eu a encontraria em algum lugar. A partir de então, a minha vida mudou, pois eu não tirava mais essa idéia da minha cabeça. Eu nunca fui ansioso para me casar, na verdade, nunca tinha dado importância pra isso, tampouco pensava em ser pai, ou constituir uma família, pois sempre fui só, e sempre que tentava namorar alguma moça, logo tudo acabava, e eu ficava cada vez mais revoltado, porque nunca os meus relacionamentos davam certo.

A NOIVA SEM FACE

Mas dessa vez foi diferente, eu entendi que realmente aquele sonho não foi em vão. Havia nele uma mensagem real e verdadeira para aminha vida, afinal, faziam três anos que eu havia entregado a minha vida nas mãos do Senhor Jesus. Abandonando totalmente a adoração ao „Rock Satânico‟, a „Prostituição‟ e as „Drogas‟, para viver ao lado de CRISTO, O AMADO MESTRE! Acredito sim, que o Senhor já estava preparando para mim, aquela que seria a minha verdadeira esposa, sábia, temente a Deus e fiel! Jamais duvidei deste sonho, em momento algum passou pela minha cabeça que aquilo que sonhei era uma “BOBAGEM” ou “LOUCURA”, jamais. Sempre acreditei que tudo aquilo que presenciei naquele cenário, um dia se cumpriria em minha vida. Quanto a isso, não tinha dúvidas nenhuma, sempre guardei a fé a esse respeito. Ninguém sabia a interpretação exata daquele sonho tão estranho e complexo, porém, depois de muitos dias, eu decidi morar na casa de minha avó, no litoral paulista, para fazer a obra do Senhor, e cumprir o “IDE” de Jesus Cristo. E lá, depois de muitas visitas em diversas igrejas, andando e conhecendo vários ministérios cristãos, eu finalmente conheci face a face uma linda jovem, e tive a certeza que era ela aquela, que, de maneira completamente estranha aparecera para mim num sonho.

Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele dito, não o fará? Ou, havendo falado, não o cumprirá? Números 23:19

Deus é Fiel!

© JUNIOR OMNI - 2009