You are on page 1of 17

Conceito de Hipertexto

• Documentos que possuem ligações a outros documentos


• Essas ligações são chamadas hiperligações (hyperlinks)
• Seleccionando uma hiperligação, é carregado o documento
apontado por essa hiperligação

No mesmo computador...

mdfvmdf

eferfeferf
mdfvmdf

eferfeferf

mdfvmdf

eferfeferf

Autor: Osvaldo Santos


Extensão do conceito a redes

• Em 1990 Tim Berners Lee, do CERN, começou a


trabalhar numa arquitectura que suportasse o
conceito de hipertexto entre computadores, através
da Internet Computador #3

Computador #1

Computador #2 mdfvmdf

eferfeferf
mdfvmdf

eferfeferf

mdfvmdf

eferfeferf

Autor: Osvaldo Santos


Foram desenvolvidos...

• HTML - Hypertext Markup Language


– Linguagem de descrição de documentos
– Baseia-se em SGML - Standard Generalized
Markup Language
– Permite a inclusão de hiperligações no
documento

• HTTP - Hypertext Transfer Protocol


– Método de transferir documentos HTML entre
clientes e servidores
– Usa ligações TCP/IP ( tipicamente na porta 80)

Autor: Osvaldo Santos


O primeiro servidor HTTP da história
Next Cube com sistema operativo NextStep

Autor: Osvaldo Santos


Evolução da linguagem HTML
SGML

1990 Tim Berners Lee HTML 1.0


1995 IETF HTML 2.0
1995 Dave Raggett HTML 3.0
1997 W3C HTML 3.2
1997 W3C HTML 4.0
1999 W3C HTML 4.01
2000 W3C XHTML 1.0
2001 W3C XHTML 1.1
2007 W3C XHTML 2.0 , HTML 5, XHTML5
(em estudo...)

Autor: Osvaldo Santos


HTML 1.0

• Criado por Tim Berners Lee no CERN


• Baseado na linguagem SGML - Standard
Generalized Markup Language
• A ideia era organizar melhor a disponibilização de
documentos científicos e a ligação fácil entre eles
• Para isso, a linguagem HTML 1.0 permitia criar
documentos de texto com hiperligações para outros
documentos em computadores diferentes
• Mal sabia ele que estava a iniciar uma autêntica
revolução...

Autor: Osvaldo Santos


HTML 2.0

• Evolução do HTML 1.0


• Embebeu sugestões de vários fabricantes
• Suporte para formulários
• Imagens e mapas de imagem

Autor: Osvaldo Santos


HTML 3.2

• Suporte para tabelas


• Suporte para applets
• Suporte para texto à volta de imagens

Autor: Osvaldo Santos


HTML 4.01

• Suporte para objectos multimédia


• Suporte para linguagens de scripting
• Suporte para folhas de estilo (css – cascading style
sheets)
• Melhor suporte para impressão
• Suporte para utilizadores com necessidades especiais

Autor: Osvaldo Santos


XHTML 1.0

• É uma reformulação do HTML 4 à luz do XML –


Extensible Markup Language
• Pretende ser uma aplicação XML 1.0
• Melhora a extensibilidade da linguagem
– É possível acrescentar elementos
– É possível acrescentar atributos a elementos
• Suporta mecanismos de melhor esforço de
transformação de documentos, permitindo a sua
visualização em diferentes ambientes (PC, PDA,
telemóvel, etc)

Autor: Osvaldo Santos


XHTML 2.0

• Ainda está a ser desenvolvido


• Ainda mais “XML oriented”
• Orientado à estrutura do documento; preocupa-se
cada vez menos com a apresentação (a apresentação
fica a cargo das folhas de estilo)
• Melhor suporte a internacionalização
• Menos scripting
• Integração com a Web semântica
• Independência do dispositivo de visualização

Autor: Osvaldo Santos


Folhas de estilo – CSS Cascading Style Sheets

• Proposta do W3C para separar a estrutura de


documentos HTML ou XML da sua apresentação
• São criados documentos específicos (folhas de
estilo) para definir os estilos de apresentação do
documento
• Normalmente as folhas de estilo são partilhadas por
vários documentos
• A grande vantagem da utilização de folhas de estilo
é a coerência de apresentação de documentos e a
facilidade em mudar toda a aparência de um site

Autor: Osvaldo Santos


Folhas de estilo – evolução

1996 CSS 1

1998 CSS 2

2003 CSS 2.1

2008 trabalha-se actualmente no CSS 3

Autor: Osvaldo Santos


CSS 1

• Os objectivos iniciais do CSS1 foram a progressiva


separação do conteúdo da apresentação
• Suporta mecanismos para a apresentação visual de
documentos HTML, principalmente do texto
– Côr, tamanho, fonte, espaçamento, efeitos, etc..
• Em 2007 nenhum browser implementava a
totalidade do CSS1, mas muitos estavam perto...
– O teste Acid2 permite testar a conformidade dos browsers

Autor: Osvaldo Santos


CSS 2

• Evolução do CSS 1
• Suporta novas capacidades
– Estilos para a reprodução aúdio do documento (Aural CSS)
– Extensões para posicionamento absoluto ou relativo
– Extensões para “rendering” em diferentes dispositivos (Braille,
PDAs, Telemóveis, impressoras, etc)
– Melhoria da definição das Fontes a usar, de modo a usar a mais
adequada
– Suporta o controlo dos cursores e das tabelas
• Os browsers estão a suportar progressivamente o CSS 2
• O teste acid3 permite testar a conformidade com
algumas características do CSS2

Autor: Osvaldo Santos


CSS 2.1

• Não é uma evolução do CSS 1


• É apenas uma parte (subset) do CSS 2: as
características que a maior parte dos browsers
implementaram
• As características não implementadas pelos browsers
foram retiradas
– Mas farão parte do CSS 3
• Talvez devesse chamar-se CSS 1.9 !?
• Pode dizer-se que os browsers actuais suportam
inteiramente o CSS 2.1

Autor: Osvaldo Santos


CSS 3

• O W3C está actualmente a discutir a próxima norma


CSS
• Algumas ideias em discussão
– Texto vertical, diagonal e ao longo de um caminho
– Colunas de texto
– Dicas (balões de ajuda)
– Fórmula matemáticas
– Efeitos de transição de páginas
– Fundos em gradiente e esticados
– Suporte a níveis de transparência
• Ainda não se sabe quando o trabalho estará maduro e
pronto para ser submetido como norma

Autor: Osvaldo Santos