FACULDADE DE EXCELÊNCIA EDUCACIONAL DO RIO GRANDE DO NORTE CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA DISCIPLINA DE SOCIOLOGIA

HUMANIZAÇÃO NA SAÚDE

Natal 2010 DEIVISON MENDONÇA TAQUARY IAN BRUNO MENDONÇA TAQUARY

HUMANIZAÇÃO NA SAÚDE

Natal 2010 HUMANIZAÇÃO E AMBIENTE DE TRABALHO O ambiente de trabalho é uma das realidades mais concretas na vida de qualquer profissional e em qualquer atividade. O espaço de trabalho de um profissional da área da saúde deve, pois, ser pensado com muito cuidado, visto que é a este a qual tal profissional estará ligado em toda a totalidade do tempo que se reserve as suas atividades de cuidado ao paciente e às atividades sociais com os colegas. Pensar a humanização nos mais variados ambientes de saúde é buscar não somente uma boa relação entre o paciente e a equipe de assistência à saúde, mas também entre os funcionários, muitas vezes tormentados e estressados pelo ambiente dramático em que se encontram em que devem lidar com a perda e com o mal-estar de seus pacientes. Tais perdas e sofrimentos dos pacientes acabam por gerar nos agentes de saúde, que são médicos, fisioterapeutas, enfermeiros... Um profundo mal-estar e doenças, até, relacionadas a depressão e outros males emocionais ou mesmo físicos. Os estudantes que ainda não lidam com toda a rotina de um ambiente de trabalho na área da saúde deveriam ser capacitados desde a academia a lidar com tais situações e perceber que muitas vezes o seu papel principal é o de saber aceitar um piora ou mesmo perda de seus pacientes. Percebendo tal complexo campo de atuação profissional, o governo do Brasil, por meio de Programa Nacional de Humanização (PNH) visou atingir também os espaços de trabalhos dos profissionais da saúde, como pro exemplos, clínicas, hospitais e asilos. A humanização nestes ambientes de trabalho perpassa conforme, o PNH, por três princípios fundamentais citados por Rios (2009, p. 104):
a.

Fortalecimento do trabalho em equipe multiprofissional, fomentado a transversalidade e a grupalidade; Compromisso com a democratização das relações de trabalho; Valorização dos profissionais da rede, estimulando processos de educação permanente.

b. c.

Deve-se, pois, quando considerada humanização no campo de trabalho ter em mente que somente se pode alcançar um fenômeno assim quando forem valorizados cada profissional em seu grupo de trabalho, não lhe tolhendo em normas rígidas e espaços que não lhe dêem liberdade. O profissional deve ser livre na sua integração com outros profissionais e coeso no grupo em que participa. Deve ainda ser continuamente capacitado, nunca deixando de estudar

e ter acesso a informação, sofrendo, assim, um processo de melhor valorização de seu trabalho.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful