O gasto d'água para criação de animais Daniel Waissmann Wegbrayt Aluno de Engenharia da PUC-Rio E−mail: dweg@hotmail.

com Resumo Neste artigo propõe-se alertar as pessoas sobre os males da criação de animais especificamente no uso de um bem tão em nosso planeta: a água. Nossa sociedade atenta a isso, porém com um desfalque monumental de informação sendo avaliado nesse texto sobre o dano causado por criação de animais para consumo humano. Introdução A ideia de começar algo novo já é assustadora, em especial quando obriga a largar o antigo, quanto mais se tratando de uma redução. Porém, essa é a nossa realidade. As refeições têm, na maioria das vezes, a carne como principal elemento. E isso, tem efeitos colaterais para nosso meio ambiente. A carne ao nosso redor Um dos principais transtornos que temos atualmente é o limite muito curto de água potável para o ser humano: a chamada “água doce”. Ganha esse nome devido ao fato que esse recurso cobre boa parte do nosso planeta, contudo, a maior parcela tem uma altíssima concentração salina se comparada ao propício para nós. Assim, temos a relação de que 97% das águas na Terra são salgadas, dos 3% restantes, 70% encontra em geleiras, as quais também são inviáveis para nosso proveito, sobrando apenas menos de 1% acessível e nas condições ideais. Ao mesmo tempo, encontramos em inúmeras fontes soluções para diminuirmos nosso consumo desse tão necessário meio, como exemplo, fechar a torneira enquanto escovamos os dentes. Ainda que muito bonita em teoria, um estudo mais profundo demonstra a ineficiência desse método pois seu uso reflete apenas 8% na parte doméstica, 22% feito pelas indústrias e incríveis 70% pela agropecuária. Consumo d'água por animais propositados a consumo humano Dando essa grande diferença de faixas, calcula-se o gasto com gados das espécies mais comuns encontradas nos criadouros. Um homem adulto, sedentário, necessita de 1 cm3 de água para cada Kcal de energia metabolizável ingerida, sendo esse cálculo viável para os demais domésticos. Tomando-se como média que 1g de matéria seca de alimento contém 4 Kcal de energia utilizável, pode-se estabelecer a necessidade de quatro vezes mais água do que alimentos (Nunes, 1998). Em clima temperado, a produção de um quilograma de alimento implica consumo de grande volume de água. No caso do leite, o gasto é de aproximadamente 10.000 litros de água/kg; e para carne, de 20.000 a 50.000 litros de água/kg. Esse volume total se baseia na necessidade para produção das pastagens e rações utilizados pelos bovinos, podendo dobrar em clima tropical. O consumo de água por vaca em lactação depende de vários fatores: estado fisiológico, produção de leite, peso corporal, raça, composição da dieta, ambiente e clima. Durante os meses mais quentes, as vacas sofrem estresse pelo calor e elevação da umidade, aumentando o consumo de água, com elevação na excreção de urina e alterando a composição dos dejetos.

60) .0 12. de 55 a 65% de água.367 x PC0. 1998). Quando lactante. Capaz também de conservá-la pela redução das perdas na urina e nas fezes. dobrando no quinto.9 Vacas secas e novilhas gestantes 45. 1998) · Caprinos Dos animais domésticos.2 Bezerros lactantes (em baias) 1. Segundo Silanikove (2000).149 + (3. o consumo em clima temperado chega a 4. a vaca leiteira tem seu corpo composto.COM (2002). · Suínos Segundo Brooks (1984) citado por SUINO. Se mantidos em pastagens de qualidade média. sendo 2730°C a faixa em que ocorre diferença marcante de consumo. as raças Black Bedouin e a Barmer.5 15.0 Fonte: Nunes (1998) · Bovinos de corte Considerando-se bovinos de dois anos. 1989 citado por Nunes.2 3.9 Novilhas em idade de inseminação 48. (Silva.8 7. Consumo de água pelo gado leiteiro nas condições do Brasil Central Consumo Categoria Desvio Padrão Litros/cabeça/dia Vacas em lactação 62. só bebem água na frequência de uma vez a cada quatro dias. em clima quente.788 + (2. o que aumenta a ingestão de água (Nunes. aproximando-se do camelo quanto à reduzida taxa de reciclagem por unidade de peso corporal e isso ocorre pois absorve água nos alimentos. a necessidade mínima é de 45 litros/cabeça/dia ou cerca de 8-9 litros/100 kg de peso vivo.4 Bezerros lactantes (a pasto) 11.9 12. Considerando que o aumento da temperatura ambiente eleva o consumo de água.053 x Consumo MS(kg)) Uma combinação do consumo de alimentos com o peso corporal foi descrita pela equação: Consumo de água (L/dia) = 0.4 Fêmeas desmamadas até inseminação 29. Dietas com alto conteúdo de fibra indigestível promovem grandes perdas de água nas fezes.0 litros/cabeça/dia. · Ovinos A ovelha gestante aumenta o consumo a partir do terceiro mês.23 x Cons. dado à seleção e ingestão de brotos.Em alguns casos.0 0. MS (kg)) + (0. e 5-6 litros/cabeça/dia.8 14. a cabra é dos mais eficientes nessa economia. a dieta controlada é considerado o melhor preditor individual do consumo de água para suínos entre três e sete semanas de idade. Outro fator relevante é o nível da umidade ambiente pois altera a evaporação corporal. em condições de manejo adequado.6 Vacas e novilhas no final da gestação 50. multiplica por dois. foram feitos alguns estudos mais específicos: · Bovino de leito Dos animais domésticos. em média. A relação é descrita pela equação: Consumo de água (L/dia) = 0.

ocupando áreas monumentais e tendo gastos absurdos nas reservas aquíferas. Basta lembrar que a perda de 10% de água em relação ao peso corporal leva o pintainho à perda de peso e induz à desidratação. Carolina Chuichmam: 20 gramas por semana.8 10Kg 1.9-4. mas apenas de uma forma moderada.4-4. Assim. Existes alguns impedimento para resoluções de problemas.0-18. Slywitch e Dra. Importante também é prever o aumento de consumo em condições adversas.5 50Kg 3.2 Crescimento 25Kg 1. e 20% de perda das reservas de água do organismo. viável.como sugere a nutricionista Renata Octviani. como fala Dr.8 Porcas Lactação 14. esse texto não pretende instruir à dieta vegetariana.A necessidade de água pelos suínos é bastante variada em função da idade. podemos manter-nos saudáveis sem destruir nosso ecossistema. a ave é muito sensível à desidratação. Ao contrário.1 à 49 dias de idade Fonte: Butolo (2005b) Solução proposta Dentre as respostas viáveis. diminuindo assim. Quantidade de água necessária para o alojamento de frangos de corte em 2 ambientes distintos CONSUMO DE ÁGUA (LITROS) Ambientes Termôneutro Calor Consumo/Ave/Período* 9 .0 Gestação 7. Consumos de água pelos suínos em diferentes fases Fases Consumo 9litros/cab/dia Desmamados 6Kg 0. leva a ave à morte.20 *período . Contudo. Essa dieta serviria para reduzir a grande quantidade de carne ingerida pela população mundial. . Só a deficiência de oxigênio é mais crítica que a falta de água.10 18 .0-6. tipo e quantidade de ração ingerida e estado fisiológico.0-32. alguns grandes e outros nem tanto. como no caso de stress pelo calor. quando o consumo de água praticamente dobra. como exemplo uma reeducação alimentar.2-0. o objetivo é indicar o seu consumo.0 Fonte: SUINO. sua necessidade de gados imensos.COM (2003) · Aves No início da vida. é proposta uma ainda que difícil.

FCP-MVZ ED.Vantagens e Desvantagens. Disponível em: http://www. mais conhecido como Maimônides. 3ed. CHAPLIN.Conclusão Finalmente. 335-352. Referencias bibliográficas ANDRIGUETTO. MINARDI. neste artigo foi proposto mudanças semi-radicais na intenção de ajudar a todos que vivem no planeta Terra. Água durante a gestação e lactação das matrizes suínas . nada será resolvido. A importância da água na alimentação . 2003. Disponível em http://www. SUINO. Bebedouros . 35. PERLY..COM. Water: its importance to life. Ainda assim. Belo Horizonte. 29. 2005a. SUINO. Disponível em http://www.html .F.nutricionistacarol. The physiological basis of adaptation in goats to harsh enviromentes.G. al.M. Como diz o gênio de muitas áreas. 2. NUNES.asp?pf_id=10252&dept_id=6 Acesso em 20/05/2005. 1986.avisite.. melhorando seu próprio corpo e seu capital. Acesso em 20/05/2005.Ed. J.com.suino.br/cet/2/01/index. L. J. http://www. Rabino Moshe ben Mammon. 2005b.shtm . J.suino.vegvida. A. BUTOLO. et. Acesso em 20/05/2005. Biochemistry and Molecular Biology Education. 2002. 2001.shtm. I. 1998.E. v2. Água . 5459. são amargas e danosas para nosso corpo e viceversa. Small Ruminant Research. o que significa que certas coisas que comemos parecem doces ao nosso paladar. I. BUTOLO.COM. 181-193. Nutrição de Monogástricos.com. SILANIKOVE.br/nutricao/noticia.br/cet/6/01/index. “os doentes do corpo sentem o amargo doce e o doce amargo”.avisite. São Paulo:Nobel.com/2009/11/carne-vermelha-consuma-com-moderacao.br/ http://www.com. Disponível em: http://www. BERTECHINI.asp?pf_id=13081&dept_id=6 Acesso em 20/05/2005.com. 2000. N.E. Nutrição animal. entre elas medicina.J. Nutrição Animal Básica. não havendo uma transformação pessoal de interesse.com. mas na verdade. Gráfica Universitária-UFLA Minas-Gerais 1997.br/nutricao/noticia. M.Parte 1.Tipos .Importância e Qualidade.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful