CENTRO NOVAS OPORTUNIDADES D.

MANUEL I DE BEJA

NEWSLETTER
Novembro/Dezembro 2010

Volume 2, Edição 2

SUMÁRIO > 2ª Sessão das “Quinta5 dos Saberes” - A Quinta dos Sabores > O Centro em Formação e Encontros > Processo de AutoAvaliação do Centro > Monitorização do Centro pela ANQ > “Natal dos Saberes” no dia 9 de Dezembro > Sessões de Júri de Certificação

2ª SESSÃO DAS “QUINTA5 DOS SABERES”- A QUINTA DOS SABORES
o dia 4 de Novembro de 2010, pelas 19,30h, realizou-se, na sala A10, a segunda sessão deste ano lectivo da iniciativa Quinta5 de Saberes. Esta segunda sessão teve como finalidade a promoção da Saúde. Genericamente, versou sobre “Alimentação saudável”, rematando com a degustação de alimentos (cujas cores se podiam admirar) confeccionados, na própria altura, por meio do recurso à máquina Bimby. Em contexto escolar, “Educar para a Saúde consiste em dotar as crianças e os jovens de conhecimentos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua saúde e ao tal bem-estar físico, social e mental”. Neste sentido, o escopo da primeira das diversas intervenções, entre as quais destacamos a proferida pela Dra. Ana Ramalho “O que é a alimentaRamalho, ção saudável?”, consistiu em informar desmontando alguns mitos alimentares. Neste particular, é de realçar a metodologia da abordagem. Com efeito, baseada no intercâmbio com o numeroso público presente, a metodologia assumida suscitou um vaivém dialogante entre a oradora e ouvintes. A gulodice é sem dúvida o mais agradável dos defeitos, mas, como sublinhado, a nossa saúde agradece se comermos segundo a roda dos alimentos, seguindo a denominada dieta mediterrânica. Nunca será demais dizê-lo. O tema abordado em seguida, ainda que de maneira necessariamente esquemática, tratou da relação entre “Literatura e alimentação”. Perguntar-se-á: como se pode misturar a elevação do espírito, a busca intelectual, se não espiritual, com noções tão materialistas como o beber e o comer? Todavia, se desde sempre a literatura teve uma relação com o quotidiano e suas práticas codificadas como “o estar/sentar à mesa”, a literatura é também alimentação. De facto, as letras alimentam o espírito, o intelecto, a sensibilidade, os alimentos o corpo. Sendo as palavras e a criatividade verbal um dos condimentos da literatura, o Prof. António Bettencourt destacou a etimologia latina da vasta constelação vocabular, muitas vezes polissémica, relacionada com a alimentação: gastronomia, receita, culi-

N

nária, degustar, saborear, gourmet, etc. “Saber” e “sabor”, frisou, têm a mesma raiz etimológica: sapere que significa degustar, saborear. No mundo da escrita, ao princípio foi o verbo da Bíblia, da árvore do saber e do fruto proibido. Como se sabe, o verbo “alimentar” tem significados múltiplos. Primeiramente, é dar amor: penso em te alimentar, portanto és importante para mim. É também tomar um certo poder sobre quem se alimenta, é impregnar a sua memória, sobretudo a das crianças. Alimentar é enfim ter tempo para o outro: tempo para prever, para fazer as compras, para cozinhar. E é também esperar algo em troca: o prazer do outro com a comida dada. De resto, os adjectivos « gargantuesco » e « pantagruélico », conotando excessos alimentares, e que derivam do nome de amantes da boa mesa e do bom vinho - Gargântua e Pantagruel -, heróis da literatura medieval francesa, não integraram eles, hoje, o nosso vocabulário familiar? É um facto que as referências à alimentação marcam presença ao longo da obra de vários escritores. Portugueses ou não. Contemporâneos ou não, como se demonstrou nos sucessivos diapositivos Power Point, apresentados à assistência. Eça de Queirós, conforme destacado, é o escritor português cuja obra, em maior escala, menciona a gastronomia como parte da sua efabulação. Onde, com quem, o que comem as personagens, como o apreciam, simboliza, nos seus romances, um código social. Microcosmo teatralizado, a “mesa posta” queirosiana sintetiza, com efeito, as convenções sociais e as regras da sociedade portuguesa de uma determinada época. Finalmente, após a leitura de alguns trechos literários, em prosa e poesia, alusivos à alimentação enquanto fonte de inspiração e prática de sensualidade textual, os ouvintes puderam deliciar-se com os alimentos cozinhados pelas Professoras Susana e Fragoso Susana Sanina. na
Artigo da autoria da Professora Doutora Maria José Cheira

Visite-nos na Web em: http://cnoesdmi.wordpress.com/

O

CENTRO EM FORMAÇÃO ENCONTROS

E

iveram lugar, nos dias 26 e 27 de Novembro em Lisboa, Novembro, mais precisamente na Universidade de Psicologia de Lisboa, as Jornadas Anuais do Instituto de Orientação Profissional 2010. 2010 Nestas estiveram, em representação do Centro Novas Oportunidades D. Manuel I de Beja, as Profissionais de RVC Susana Fragoso e Paula Marques. Marques O programa das jornadas encontra-se aqui reproduzido. No dia 3 de Novembro, foi a vez da Directora do Centro, Drª. Fátima Chaveiro, ro que esteve presente na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, juntamente com a profissional de RVC Susana Fragoso e a Formadora de STC Sanina, Susana Sanina no seminário: Vidas de Aprendizagem e Formação Neste encontro Formação. foram tratados os seguintes tópicos: O Novo Paradigma da Aprendizagem ao Longo da Vida; Literacia de Adultos e Competências-Chave; E-Learning e E-Portefólio; Novas Oportunidades nas Empresas e Aprender ao Longo e ao Largo de Toda a Vida.

T

MONITORIZAÇÃO DO CENTRO PELA ANQ

N

o passado dia 18 de Novembro, dois elementos da ANQ, I.P. visitaram o Centro Novas Oportunidades D. Manuel I. Tal como está previsto no âmbito das suas competências de coordenação e gestão da rede, a ANQ, I.P. procedeu a uma visita de acompanhamento amostral, sinalizando dificuldades e constrangimentos, valorizando e disseminando “boas práticas”, e induzindo a qualidade das práticas no âmbito das suas dimensões de intervenção. Nesse sentido, as duas representantes da Agência realizaram, da parte da manhã, uma visita às instalações do Centro e analisaram dois portefólios de adultos do ensino básico e dois do ensino secundário. Dois destes quatro portefólios analisados resultaram de uma selecção aleatória e os restantes foram escolha do Centro. Entendeu-se seleccionar um portefólio de um adulto pertencente ao Estabelecimento Prisional Regional de Beja, para haver uma maior abrangência e diversidade na amostragem. Outro dos portefólios em análise foi o de um adulto proveniente de um grupo pertencente ao Centro de Paralisia Cerebral de Beja, com o qual o Centro Novas Oportunidades teve o prazer de trabalhar. Na parte da tarde, as representantes da Agência reuniram com vários elementos da equipa, ouvindo-os relativamente a aspectos mais concretos do funcionamento do Centro.

O Coordenador do Centro Novas Oportunidades, professor António Serra, Serra frequentou na Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve durante os meses de Setembro, Outubro e Novembro o Módulo 4 da Acção: Gestão e Organização de Equipas Históricoe de Recursos e Contextualização Histórico-Pedagógica do Trabalho Participe no Blog Ler+ Compensa: Oportunidades, nos Centros Novas Oportunidades dirigida a Directores e Coordenahttp://cnoesdmilercompensa.blogspot.com/ dores de Centros. Foram abordadas várias temáticas cujos objectivos passavam pelo reconhecimento da especificidade dos Processos RVCC (básico e secundário) em vigor no contexto português comparativamente a outros modelos de reconhecimento de adquiridos experienciais, pela compreensão e problematização da Iniciativa Novas Oportunidades no quadro português e da União Europeia no âmbito de acção dos Centros e pela concepção e execução de um “ N A T A L D O S S A B E R E S ” N O D I A 9 Plano Estratégico de Intervenção. DE DEZEMBRO

NOTAS FINAIS

PROCESSO DE AUTOAVALIAÇÃO DO CENTRO

E

ncontra-se finalizada a 1ª Fase do processo de autoavaliação do Centro, tendo sido elaborado e submetido electronicamente o relatório final. O passo seguinte passará pela definição de um plano de melhoria cujas melhoria, propostas de acção serão alvo de discussão durante as próximas reuniões de equipa.

N E

o âmbito das “Quinta5 dos Saberes” terá lugar no Centro Novas Oportunidades D. Manuel I, no dia 9 de Dezembro, pelas 19:30h, o “Natal dos Saberes” uma proposta diferente para celebrar o seu Natal.

SESSÕES

DE

JÚRI

DE

CERTIFICAÇÃO

O Coordenador do Centro, professor António Serra, agradece à equipa, que com ele trabalhou, toda a ajuda e o profissionalismo que demonstraram. Deixa também o seu agradecimento a outros elementos do Centro que auxiliaram no tratamento estatístico dos dados referentes aos inquéritos.

stá agendada uma nova sessão de Júri de Certificação para o próximo dia 17 de Dezembro, para a qual foi convidada a formadora externa Dr.ª Maria Cristina Frutuoso. A esta sessão comparecerão adultos de nível básico e secundário.