You are on page 1of 10

Curso Aprovação Página 1 de 10

José Bonifácio de Souza - Contabilidade Geral Imprimir

Aula 01 | 07/05/04 - Contabilidade

BOM DIA !!!

Recebi milhares de e-mail solicitando que publicasse alguma coisa sobre contabilidade, atendendo
os pedidos iniciarei hoje a comentar aqui no "site" ...

CONCEITO

Contabilidade estuda, analisa e interpreta todos os fatos ocorridos dentro do patrimônio de uma
empresa e/ou entidade, mediante o registro, com o propósito de oferecer informações sobre a
composição do patrimônio.

TÉCNICAS CONTÁBEIS

Para que a Contabilidade possa atingir suas finalidades de controle e planejamento, são
utilizadas as seguintes técnicas:

a) ESCRITURAÇÃO: é o registro das operações que afetam o patrimônio, obedecendo à


metodologia própria adotada pela Contabilidade;

b) DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS/CONTÁBEIS: processo de prestação de informações


úteis, oportunas e adequadas, conforme a necessidade do usuário. São as seguintes:

- Balanço Patrimonial (BP);


- Demonstração do Resultado do Exercício (DRE);
- Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA);...................................[DMPL]

- Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL);


- Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos (DOAR);

c) ANÁLISE CONTÁBIL: conhecida como análise de balanços, é uma técnica que consiste na
decomposição/interpretação dos demonstrativos do patrimônio da entidade;

d) AUDITORIA: é revisão dos registros contábeis relacionados com o patrimônio, visando à


verificação de sua exatidão das informações. É uma inspeção que se realiza sobre a escrituração
contábil com a finalidade de verificar a exatidão dos fatos administrativos;

PATRIMÔNIO é o conjunto de elementos necessários à existência de uma entidade /empresa,


ou seja, é o conjunto de bens, direitos e obrigações

Exercício Social: é o espaço de tempo (12 meses), findo o qual as pessoas jurídicas apuram seus
resultados; ele pode coincidir, ou não, com o ano-calendário, de acordo
com o que dispuser o estatuto ou o contrato social.

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 2 de 10

OBJETO

O objetivo da Contabilidade é o estudo do patrimônio das entidades, sejam elas particulares ou


públicas, com ou sem fins lucrativos, legalmente constituídas ou não.

CAMPO DE APLICAÇÃO

O campo de aplicação das Contabilidade abrange todas as entidades, pessoais físicas e/ou
jurídicas, com ou sem finalidades lucrativas, legalmente constituídas ou não.

COMPONENTES PATRIMONIAIS [Lei 6.404/76]

ATIVO

Art. 179 - As contas serão classificadas do seguinte modo:

I - no ativo circulante: as disponibilidades, os direitos realizáveis no curso do exercício social


subseqüente e as aplicações de recursos em despesas do exercício seguinte;

II - no ativo realizável a longo prazo: os direitos realizáveis após o término do exercício


seguinte, assim como os derivados de vendas, adiantamentos ou empréstimos a sociedade
coligadas ou controladas (art. 243), diretores, acionistas ou participantes no lucro da
companhia, que não constituírem negócios usuais na exploração do objeto da companhia;

III - em investimentos: as participações permanentes em outras sociedades e os direitos de


qualquer natureza não classificáveis no ativo circulante, e que não se destinem a manutenção
da atividade da companhia ou da empresa;

IV - no ativo imobilizado: os direitos que tenham por objeto bens destinados à manutenção das
atividades da companhia e da empresa, ou exercidos com essa finalidade, inclusive os de
propriedade industrial ou comercial;

V - no ativo diferido: as aplicações de recursos em despesas que contribuirão para a formação do


resultado de mais de um exercício social. Inclusive os juros pagos ou creditados ao acionistas
durante o período que anteceder o início das operações sociais.

Parágrafo único. Na companhia em que o ciclo operacional da empresa tiver duração maior que o
exercício social, a classificação no circulante ou longo prazo terá por base o prazo desse ciclo.

Obs Art. 183

§ 2° A diminuição de valor dos elementos do ativo imobilizado será registrada periodicamente


nas contas de:

a) depreciação quando corresponder à perda do valor dos direitos que têm por objeto bens
físicos sujeitos a desgastes ou perda de utilidade por uso, ação da natureza ou obsolescência;

b) amortização, quando corresponder à perda do valor do capital aplicado na aquisição de


direitos da propriedade industrial ou comercial e quaisquer outros com existência ou exercício
de duração limitada, ou cujo objeto sejam bens de utilização por prazo legal ou
contratualmente limitado:

c) exaustão, quando corresponder à perda do valor, decorrente da sua exploração, de direitos


cujo objeto sejam recursos minerais ou florestais, ou bens aplicados nessa exploração.

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 3 de 10

§ 3° Os recursos aplicados no ativo diferido serão amortizados periodicamente, em prazo não


superior a 10 (dez) anos, a partir do início da operação normal ou do exercício em que passem a
ser usufruídos os benefícios deles decorrentes, devendo ser registrada a perda do capital aplicado
quando abandonados os empreendimentos ou atividades a que se destinavam, ou comprovado que
essas atividades não poderão produzir resultados suficientes para amortizá-los

PASSIVO EXIGÍVEL

Art. 180 - As obrigações da companhia, inclusive financiamentos para aquisição de direitos do


ativo permanente, serão classificadas no passivo circulante, quando se vencerem no exercício
seguinte, e no passivo exigível a longo prazo, se tiverem vencimento em prazo maior, observado o
disposto no parágrafo único do art. 179.

RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS

Art. 181 - Serão classificadas como resultados de exercício futuro as receitas de exercícios
futuros, diminuídas dos custos e despesas a elas correspondentes.

ATIVO CIRCULANTE

Segundo a Lei n° 6.404/76, as contas do ativo devem ser classificadas obedecendo à ordem
decrescente do grau de liquidez.

Estão classificadas neste grupo as disponibilidades imediatas, os direitos realizáveis no curso


do exercício social seguinte (ex: de duplicatas a receber) e as aplicações dos recursos em despesas
para o exercício seguinte. (exemplo: despesas já pagas a "apropriar").

DISPONIBILIDADES :

Devem abranger exclusivamente o dinheiro em espécie e outros haveres que possam ser
convertidos imediatamente em dinheiro garantindo a liquidez financeira da empresa tais como,
depósitos bancários à vista, aplicações em títulos de liquidez imediata.

No ativo circulante estão classificados, primeiramente, os itens relativos a Disponibilidades.

- Disponibilidade significa dinheiro em Caixa ou em Bancos, bem como valores equivalentes


que representem recursos de livre movimentação sem que haja quaisquer restrições para seu
uso imediato.

LIQUIDEZ: capacidade que a empresa tem de converter seus bens e direitos em dinheiro, no intuito
de atender as necessidades financeiras. CONVERSAÇÃO IMEDIATA EM DINHEIRO

FALTA DE LIQUIDEZ é excessiva aplicação em imóveis, veículos, máquinas. Empresa necessita


conhecer o seu FLUXO de entradas e saídas.

RENTABILIDADE: grau de êxito obtido em relação ao capital nela investido.

No Plano de Contas, as disponibilidades ficam assim agrupadas:

ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL

Caixa

Bancos c/ Movimento

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 4 de 10

Caixa Econômica Federal

Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata

BANESTADO

CAIXA

Por ter como função o registro do mais líquido valor do ativo, o Caixa inicia o elenco de contas
e tem o seguinte funcionamento:

DÉBITO: aumenta pelos recebimentos

CRÉDITO: diminui pelos pagamentos.

Nesta conta devem ser normalmente considerados:

- dinheiro; e

- cheques recebidos e não depositados, desde que sejam cobráveis irrestrita e imediatamente.

BANCOS CONTA MOVIMENTO

Estas contas representam dinheiro da empresa, de livre movimentação, depositado em


estabelecimentos bancários.

São debitadas por depósitos efetuados, liberação de empréstimos contraídos junto ao próprio
banco recebimento de duplicatas postas em cobrança simples, bem como descontos de duplicatas, e
outros ingressos, e creditadas por saques em cheque, liquidação de empréstimos etc.

Assim, seu funcionamento será:

DÉBITO: aumenta por depósitos e créditos bancários.

CRÉDITO: diminui por saques e débitos bancários.

Os saldos das contas bancárias existentes na contabilidade da pessoa jurídica titular nem sempre são
coincidentes, numa mesma data, com os existentes no extrato bancário. Isto acontece,
principalmente, em virtude de cheques emitidos ainda não terem sido sacados ou porque o banco
efetuou lançamentos (despesas bancárias, recebimentos de duplicatas colocadas em cobrança etc.) de
que a contabilidade da empresa, por qualquer motivo, não tomou conhecimento. Desta forma, é
procedimentos rotineiro nas empresas a prática da conciliação bancária, ou seja, do confronto
periódico, principalmente quando do encerramento do exercício social, entre os lançamentos
constantes na escrituração da empresa e os efetuados pelo banco , demonstrados no extrato bancário
do período sob análise, com vistas a detectar possíveis divergências.

Na hipótese da existência, por ocasião do Balanço, de contas bancárias negativas (saldo


credor), estas devem ser classificadas no passivo circulante, por representarem obrigações da
empresa.

APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 5 de 10

As empresas costumam, efetuar aplicações financeiras para se protegerem, principalmente, de


efeitos inflacionários ocasionados pela desvalorização monetária dos recursos existentes em caixa ou
contas bancárias. Quando estas aplicações podem ser resgatadas, a qualquer momento, são
classificadas como disponibilidades, a exemplo dos Fundos de Aplicação Financeira.

O funcionamento dessas contas ocorre da seguinte forma:

DÉBITO: as aplicações aumentam o saldo

CRÉDITO: os resgates diminuem o saldo.

Existindo saldos destas aplicações, por ocasião do BP deverá ser efetuada a contabilização dos
rendimentos auferidos até aquela data, a título de juros ou de correção monetária, cuja contrapartida
será acrescida à aplicação financeira, encontrando-se assim, seu valor atualizado.

CONTAS A RECEBER

Originam-se de vendas a prazo de mercadorias e serviços a clientes, ou de outras operações que


gerem valores a receber que, apesar de não representarem o objeto principal da empresa, são normais
e inerentes à sua atividade.

Assim, para melhor análise da situação patrimonial, são normalmente segregadas em dois títulos:
Clientes, quando relativos ao seu objeto principal, o Outros Créditos, esses valores são assim
agrupados:

Clientes

Duplicatas a Receber

(-) Duplicatas Descontadas

(-) BANESTADO

(-) Provisão P/ Créditos de Liquidação Duvidosa

As Duplicatas a Receber, por estarem diretamente relacionadas com as receitas operacionais da


empresa, devem ser reconhecidas contabilmente de acordo com Princípio da Competência
guardando estrita relação com as mercadorias e/ou produtos vendidos ou serviços executados até a
data do Balanço.

A emissão de títulos, sem que hajam operações reais, não permite o registro contábil em Duplicatas a
Receber. Tem que haver a correspondente saída de mercadorias e/ou produtos, ou a prestação de
serviços, sendo que a eventual emissão e utilização de títulos sem essa fundamentação, visando à
obtenção de recursos via desconto bancário, gera somente a criação e exigibilidade, além de se
constituir em prática ilegal (duplicatas frias).

Assim, dada a íntima relação com as receitas auferidas, a conta será debitada pelo valor das
vendas ou da prestação de serviços e creditada pelos recebimentos, devoluções de vendas,
abatimentos e duplicatas imobiliárias.

DÉBITO: aumenta pelo valor das vendas

CRÉDITO: diminui pelo valor das baixas

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 6 de 10

A avaliação das contas a receber deve ser feita pelo seu valor líquido de realização, isto é, o
valor em dinheiro ou seu equivalente que se espera obter. Portanto, por ocasião do BP, deve ser
adotado o seguinte procedimento:

- baixar os títulos considerados incobráveis;

- constituir provisão para créditos de liquidação duvidosa, para coberturas de perdas esperadas
na sua realização;

- manter em conta retificadora o valor das duplicatas que foram objeto de desconto bancário.

Adotados estes procedimentos, o resultado final eqüivalerá ao valor líquido de realização.

RETIFICADORAS DE DUPLICATA A RECEBER

Duplicatas Descontadas

Caso a empresa emitente das duplicatas necessite transformar o direito de crédito em


disponibilidade, apresentam-se duas alternativas:

- desconto bancário; ou

- venda a uma empresa de "factoring".

DESCONTO X FACTORING

A diferença fundamental entre o desconto de duplicatas e a operação do "factoring"


consiste em que, na primeira, a titularidade do direito continua sendo da empresa emitente, pois o
banco não compra as duplicatas, e, na segunda, essa titularidade passa para a empresa de
"factoring" (adquirente do título), que assume o risco na realização do crédito (propriedade).

Na operação de "factoring", a diferença entre o valor nominal do título e o valor de


sua venda será contabilizada como despesa financeira.

CONTABILIZAÇÃO FACTORING

No desconto de duplicatas o banco empresta ao emitente o equivalente ao valor das


duplicatas, descontando no ato as despesas bancárias e os juros correspondentes ao período
compreendido entre a data do desconto e a do vencimento do título: daí a origem do termo:

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 7 de 10

Duplicatas Descontadas. Porém, não há transferência da propriedade dos títulos,


ficando estes em poder do banco simplesmente como garantia do pagamento do empréstimo. Caso o
cliente não pague o compromisso no vencimento, o valor correspondente será debitado pelo banco
na conta empresa.

CONTABILIZAÇÃO DESCONTO

NA REMESSA PARA O BANCO

Débito: Banco c/Movimento

BANESTADO

Débito: Juros e Comissões Bancárias

Crédito: Duplicatas Descontadas

NO PAGAMENTO PELO CLIENTE

o fato seria assim contabilizado:

Débito: Duplicatas Descontadas

BANESTADO

Crédito: Duplicatas a Receber

Cliente (Duplicata a Receber)

PAGAMENTO PELO CLIENTE AO BANCO COM ATRASO

Se cliente paga com atraso ao banco (o juro, multa e correção monetária, fica com o Banco)

O fato seria assim escriturado na empresa

Débito: Duplicatas Descontadas

Crédito: Duplicatas a Receber

FALTA DE PAGAMENTO PELO CLIENTE

Na hipótese de o banco devolver uma da(s) duplicata(s), por falta de pagamento no


vencimento, o débito em conta da empresa é acrescido de juros.

Débito: Duplicatas Descontadas

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 8 de 10

Cliente

Débito: Despesas Financeiras

Crédito: Bancos c/ Movimento

BANESTADO

EXERCÍCIOS

01 - (ESAF) Em relação às contas classificadas no Ativo, num balanço patrimonial, é correto


afirmar:

a) todas elas devem ter saldo devedor


b) representam os bens, direitos e obrigações da empresa
c) têm normalmente saldo devedor; algumas, porém podem apresentar - se com saldo credor.
d) registram as fontes de recursos utilizados pela empresa para realização de suas atividades.
e) devem ser dispostas em ordem crescentes de grau de liquidez dos elementos nelas registrados.

02 -(ESAF) Um aviso do banco comunicando a liquidação, pelo sacado, de uma duplicata


descontada, deve ser correspondido pela empresa que a emitiu e descontou com a seguinte
lançamento contábil:

a) BANCOS - CONTA MOVIMENTO a DUPLICATAS A RECEBER


b) BANCOS - CONTA MOVIMENTO a DUPLICATAS DESCONTADAS
c) DUPLICATAS DESCONTADAS a BANCOS - CONTA MOVIMENTO
d) DUPLICATAS A RECEBER a DUPLICATAS DESCONTADAS
e) DUPLICATAS DESCONTADAS a DUPLICATA A RECEBER

03 - (TTN-89) As técnicas de que a contabilidade se utiliza para alcançar os seus objetivos são:

a) escrituração, planejamento, coordenação e controle


b) escrituração, balanços, inventários e orçamentos
c) contabilização, auditoria, controle e análise de balanços
d) auditoria, análise de balanços, planejamentos e controle
e) auditoria, escrituração, análise de balanços e demonstração

04 -A quitação por parte do sacado de uma duplicata descontada no banco deve ser assim
contabilizada pela empresa emitente:

a) Bancos c/ Movimento
a Duplicatas Descontadas

b) Duplicatas Descontadas

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 9 de 10

a Bancos c/ Movimento

c) Duplicatas a Receber
a Duplicatas Descontadas

d) Bancos c/ Movimento
a Duplicatas a Receber

e) Duplicatas Descontadas
a Duplicatas a Receber

Gabarito

01 - As contas classificadas no Ativo do Balanço Patrimonial representam os bens e direitos desta


empresa, devem ser dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos nelas
registrados, e, em geral representam aplicações recursos da empresa. Tais contas têm normalmente
saldo devedor, como as contas Duplicatas a Receber e Caixa sendo que algumas, no entanto, podem
apresentar - se com saldo credor [as contas retificadoras do Ativo - saldo é credor], como é o caso
das contas Duplicatas Descontadas e Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa, que são
retificadoras da conta Duplicatas a Receber.
ALTERNATIVA C

02 - Quando uma empresa efetua o desconto bancário de duplicatas pagando encargos financeiros e
despesas bancários antecipadas, tal fato pode ser registrado contabilmente através do lançamento:

Diversos
a Duplicatas Descontadas
Bancos c/ Movimento
Encargos Financeiros Antecipados
Despesas Bancárias
Já quando do recebimento do aviso bancário comunicando a liquidação, pelo sacado, de uma
duplicata descontada teremos na empresa que a emitiu e descontou o seguinte lançamento:
Duplicatas Descontadas
a Duplicatas a Receber

ALTERNATIVA E

03 - Entre os vários objetivos da contabilidade destaca - se o de possibilitar a seus usuários a


obtenção de informações, as mais precisas e corretas possíveis, sobre a situação financeira e
econômica de uma entidade em um dado momento, bem como as suas tendências de evolução no
futuro. Para que isto seja alcançado a contabilidade emprega as seguintes técnicas:
- Escrituração = é a técnica empregada para registrar os fatos contábeis da entidade.
- Demonstração = Tem por finalidade apresentar a situação da entidade através das "De monstrações
Financeiras" em um determinado período de tempo.
- Análise de Balanços - esta técnica é empregada com a finalidade de interpretação dos resultados
obtidos pela entidade apresentados nas demonstrações.
- Auditoria = Seu objeto é a revisão e conferência de toda escrituração da entidade com a finalidade
de determinar se está sendo realizada segundo corretas normas técnicas e legais.
ALTERNATIVA E

04 - A quitação por parte do sacado de uma duplicata descontada no banco deve ser contabilizada na

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008
Curso Aprovação Página 10 de 10

empresa que efetuou o desconto a débito da conta Duplicatas Descontadas e a crédito da conta
Duplicatas a Receber, ou seja, através do lançamento:

Duplicatas Descontadas

a Duplicatas a Receber

ALTERNATIVA E

Até próxima !!!

Bonifácio.

http://www.cursoaprovacao.com.br/aulasonline/aulas/bonifacio/impressao/press_contabi... 6/8/2008